Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 83
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
1.
REME rev. min. enferm ; 23: e-1263, jan.2019.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1047867

RESUMO

As infecções do trato urinário relacionadas ao cateterismo urinário de demora estão entre as mais frequentes em hospitais. Existem várias recomendações para a prevenção de infecções, porém ainda se questiona a necessidade de utilizar antissépticos para a limpeza periuretral. Objetivo: este estudo objetivou analisar as evidências, na literatura, acerca do tema. Método: foi realizada revisão sistemática utilizando-se as bases de dados Biblioteca Virtual em Saúde, Medline, Embase, Web of Science e Cumulative Index to Nursing & Allied Health Literature. Foram incluídos ensaios clínicos que avaliaram as taxas de infecção do trato urinário/bacteriúria e que utilizaram soluções antissépticas e água na limpeza periuretral. Resultados: de 211 estudos, três foram considerados metodologicamente adequados de acordo com a Escala de Jadad. Todos os estudos mostraram que não há diferenças significativas nas taxas de ITU/ bacteriúria quando comparado o uso de água com antisséptico (clorexidina ou povidona-iodo). Conclusão: concluiu-se que o uso de água na limpeza periuretral parece não aumentar o risco de adquirir infecção/bacteriúria.(AU)


Urinary tract infections related to indwelling urinary catheterization are among the most frequent in hospitals. There are many recommendations for the prevention of infections, but the need to use antiseptics for periurethral cleaning is still questioned. Objective: This study aimed to analyze the evidence on the theme in the literature. Method: A systematic review was performed using the following databases: Biblioteca Virtual em Saúde, Medline, Embase, Web of Science and Cumulative Index to Nursing & Allied Health Literature. Clinical trials were included which assessed the infection rates of the urinary tract/bacteriuria and which used antiseptic solutions and water in the periurethral cleaning. Results: Of 211 studies, three were considered as methodologically adequate according to the Jadad Scale. All of the studies showed that there is no significant difference in the rates of UTI/bacteriuria when compared to the use of water with antiseptic (chlorhexidine or povidone-iodine). Conclusion: It was concluded that the use of water in the periurethral cleaning seems not to augment the risk of acquiring infections/bacteriuria.(AU)


Las infecciones del tracto urinario relacionadas con el cateterismo urinario permanente se encuentran entre las infecciones hospitalarias más comunes. Existen recomendaciones para la prevención de infecciones, pero aún se cuestiona la necesidad de usar antisépticos para la limpieza periuretral. Objetivo: analizar la evidencia en la literatura sobre el tema. Método: se realizó una revisión sistemática utilizando las bases de datos de la Biblioteca Virtual de Salud, Medline, Embase, Web of Science y Cumulative Index to Nursing & Allied Health Literature. Se incluyeron ensayos clínicos que evaluaron las tasas de infección urinaria / bacteriuria y el uso de soluciones antisépticas y agua para la limpieza periuretral. Resultados: de 211 estudios, tres se consideraron metodológicamente adecuados según la escala de Jadad. Todos los estudios mostraron que no hay diferencias significativas en las tasas de infección urinaria / bacteriuria en comparación con el uso de agua antiséptica (clorhexidina o povidona yodada). Conclusión: el uso de agua para la limpieza periuretral no parece aumentar el riesgo de contraer infección / bacteriuria.(AU)


Assuntos
Infecções Urinárias , Cateterismo Urinário , Anti-Infecciosos Urinários , Povidona-Iodo , Água , Clorexidina
2.
Belo Horizonte; s.n; 2019. 96 p. ilus, tab.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1050574

RESUMO

O cateterismo urinário de demora é um procedimento amplamente utilizado em pacientes internados e está relacionado com altas taxas de bacteriúria assintomática e infecção do trato urinário. Para evitar essas doenças, a limpeza da região periuretral antes da inserção do cateter é uma importante conduta, com fins de reduzir a entrada de microrganismos dessa região através da uretra. Guias de prática clínica recomendam que o cateterismo urinário de demora deva ser realizado com técnica asséptica, porém não há consenso sobre qual solução é mais eficaz para sua realização, com vistas à redução das infecções do trato urinário e da bacteriúria assintomática. O objetivo é de avaliar o efeito da limpeza periuretral nas incidências de bacteriúria assintomática e de infecção do trato urinário com o uso de três soluções (água, sabão e gluconato de clorexidina aquosa 2%; gluconato de clorexidina degermante 2%, água bi-destilada e gluconato de clorexidina aquosa 2%; e povidona-iodo 10% degermante, água bi-destilda e povidona-iodo aquoso 1%) em pacientes adultos internados em hospital terciário submetidos ao cateterismo urinário de demora. Trata-se de uma pesquisa realizada em duas etapas: revisão sistemática da literatura e ensaio clínico randomizado sem mascaramento do pesquisador. Foi realizado em um hospital de grande porte de Belo Horizonte ­ Minas Gerais. A população foi constituída por pacientes internados e que foram elegíveis para serem submetidos ao cateterismo urinário de demora. A amostra foi de 28 pacientes, sendo alocados aleatoriamente nos grupos: sabão (n=11) e grupo antisséptico (n=17). Uroculturas foram coletadas no momento da inserção e 24h após. A incidência global de bacteriúria assintomática foi de 7,14%, no grupo sabão foi de 9,1% e no grupo antissépticos foi de 5,9%. Não houve nenhum caso de infecção do trato urinário. A regressão logística mostrou que não há diferenças estatisticamente significativas nas incidências de bacteriúria assintomática quando realizada a limpeza com sabão ou antisséptico (clorexidina ou povidona-iodo). A redução do risco relativo mostrou uma redução de 36% de adquirir bacteriúria assintomática.(AU)


Indwelling urinary catheterization is a procedure that is used in inpatients and is related to high rates of asymptomatic bacteriuria and urinary tract infection. To prevent these diseases, cleaning the periurethral region prior to catheter insertion is an important approach, reducing the entry of microorganisms from this region through the urethra. Clinical practice guidelines recommend that indwelling urinary catheterization should be performed with aseptic technique, but there is no consensus on which solution is most effective for reducing urinary tract infections. The objective is to evaluate the effect of periurethral cleansing on the incidence of asymptomatic bacteria and urinary tract infections with the use of three solutions (water, soap and 2% aqueous chlorhexidine gluconate; chlorhexidine gluconate 2%, distilled water and 2% aqueous chlorhexidine; and 10% povidone-iodine, distilled water and 1% aqueous povidone-iodine) in adult patients admitted to a tertiary hospital submitted to the indwelling urinary catheterization. This is a two-step research: systematic literature review and randomized clinical trial without researcher's masking. It was performed in a large hospital in Belo Horizonte - MG. The population was composed by inpatients who were eligible to undergo indwelling urinary catheterization. A sample of 28 patients was randomly allocated into groups: soap (n = 11) and antiseptic group (n = 17). Urine cultures were collected at insertion and 24h after. The overall incidence of asymptomatic bacteriuria was 7.14%, on soap group was 9.1% and on antiseptic group was 5.9%. There were no cases of urinary tract infection. Logistic regression showed no statistically significantly differences in the incidence of asymptomatic bacteriuria when cleaned with soap or antiseptic (chlorhexidine or povidone-iodine). A relative risk reduction showed a 36% reduction from acquiring asymptomatic bacteriuria.(AU)


Assuntos
Humanos , Adulto , Infecções Urinárias/tratamento farmacológico , Cateterismo Urinário/métodos , Assepsia/métodos , Povidona-Iodo , Clorexidina , Ensaio Clínico Controlado Aleatório , Dissertação Acadêmica
3.
Rev. SOBECC ; 23(3): 155-159, jul.-set. 2018.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-911465

RESUMO

Objetivo: Discorrer sobre a eficácia do gluconato de clorexidina e do povidona-iodo em soluções aquosas ou alcoólicas na redução de infecções do sítio cirúrgico e na contagem bacteriana da pele, no preparo pré-operatório do paciente. Método: Estudo de reflexão acerca do melhor antisséptico a ser usado no preparo cirúrgico da pele. Resultados: Verificou-se que tanto a clorexidina quanto o povidona-iodo são igualmente seguros e efetivos e que os manuais de boas práticas internacionais têm recomendado a sua utilização em soluções alcoólicas. Observou-se uma tendência na indicação da clorexidina alcoólica e a emergência de estudos que têm avaliado o uso sequencial ou concomitante da clorexidina e do povidona-iodo com resultados favoráveis a essa prática. Conclusão: Há uma tendência mundial mais favorável ao uso da clorexidina alcoólica em detrimento ao povidona-iodo. Contudo, a decisão pelo melhor agente antisséptico deve considerar cada caso clínico, (contra) indicações e situação


Objective: To discuss the efficacy of chlorhexidine gluconate and povidone-iodine in aqueous or alcoholic solutions in reducing surgical site infections and skin bacterial counts in the preoperative preparation of the patient. Method: Reflective study about the best antiseptic to use in preoperative skin preparation. Results: We found that chlorhexidine and povidone-iodine are equally safe and effective and that international guidelines for good practices have recommended their use in alcoholic solutions. We observed a trend in recommending alcoholic chlorhexidine and an emergence of studies that have evaluated the sequential or concurrent use of chlorhexidine and povidone-iodine with favorable results for this practice. Conclusion: There is a global trend that favors the use of alcoholic chlorhexidine over povidone-iodine. However, the decision about the best antiseptic agent to useshould be based on each clinical case, (contra)indications, and situation


Objetivo: Discutir sobre la eficacia del gluconato de clorhexidina y del povidona-yodo en soluciones acuosas o alcohólicas en la reducción de infecciones del sitio quirúrgico y en el recuento bacteriano de la piel en la preparación preoperatoria del paciente. Método: Estudio de reflexión acerca del mejor antiséptico a utilizarse en la preparación quirúrgica de la piel. Resultados: Se ha comprobado que tanto la clorhexidina como el povidona yodo son igualmente seguros y efectivos y que los manuales de buenas prácticas internacionales han recomendado su utilización en soluciones alcohólicas. Se observó una tendencia en la indicación de la clorhexidina alcohólica y la emergencia de estudios que han evaluado el uso secuencial o concomitante de la clorhexidina y del povidona-yodo con resultados favorables a esa práctica. Conclusión: Hay una tendencia mundial más favorable al uso de la clorhexidina alcohólica en detrimento del povidona-yodo. Sin embargo, la decisión por el mejor agente antiséptico debe considerar cada caso clínico, (contra) indicaciones y situación.


Assuntos
Humanos , Povidona-Iodo , Clorexidina , Anti-Infecciosos Locais , Infecção da Ferida Cirúrgica , Cuidados Pré-Operatórios , Carga Bacteriana
4.
Biosci. j. (Online) ; 34(1): 49-58, jan./feb. 2018.
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-966584

RESUMO

Uvaia (Eugenia pyriformis) is a fruit tree of the Myrtaceae family. It has recalcitrant seeds of limited longevity, making seed propagation difficult. Micropropagation is an alternative method to obtain a large quantity of progeny plants in a short period of time, by using any part of the plant as explant. The high concentration of phenols associated with the chemical composition of the Myrtaceae, and the presence of microorganisms in the plant material or culture media, can make in vitro propagation difficult and/or impossible. The objective was to evaluate various concentrations of antioxidants affecting the control of microbial contamination and phenol oxidation in vitro in uvaia. A completely randomized design was used, with a 3 (antioxidants PVP, L-cysteine, and ascorbic acid) × 3 (antioxidant concentrations 100, 200, and 300 mg L-1) × 2 (activated charcoal at 0 and 2 g L-1) factorial arrangement + 2 additional variables (absence of antioxidants and activated charcoal; absence of antioxidants with 2 g L-1 activated charcoal), with three repetitions comprising four plants each. The percentage of bacterial and fungal contaminations, along with the number of oxidized explants, was evaluated after 7, 14 and 21 days of in vitro cultivation. It was concluded that, where bacterial and fungal contaminations were concerned, in vitro cultivation of uvaia can be performed without the use of antioxidants. PVP or ascorbic acid must, however be used in the process, at a concentration of 300 mg L-1, along with 2 g L-1 of activated charcoal. This helps to minimize phenol oxidation.


A uvaia Eugenia pyriformis é uma frutífera da família das mirtáceas cujas sementes apresentam longevidade curta e aspecto recalcitrante, fato que dificulta a propagação seminífera. A micropropagação surge como alternativa para obtenção de grande quantidade de mudas em curto período de tempo, por meio da utilização de qualquer parte da planta como explante. A elevada concentração de fenóis associados à composição química das mirtáceas e a presença de microrganismos no material vegetal ou no meio de cultura podem dificultar e/ou impossibilitar a propagação in vitro. Objetivou-se avaliar tipos e concentrações de antioxidantes no controle da contaminação microbiana e da oxidação fenólica in vitro de E. pyriformis. Utilizou-se o delineamento inteiramente casualizado em esquema fatorial 3 (antioxidantes ­ PVP, L-cisteína e ácido ascórbico) x 3 (concentrações - 100, 200 e 300 mg L-1) x 2 (carvão ativado ­ 0 e 2 g L-1) + 2 adicionais (ausência de antioxidantes e de carvão ativado; ausência de antioxidantes com 2 g L-1 de carvão ativado), com três repetições constituídas por quatro plantas. Após sete, 14 e 21 dias do cultivo in vitro foram avaliadas a porcentagem de contaminação bacteriana, fúngica e de explantes oxidados. Conclui-se que o cultivo in vitro de E. pyriformis, em relação as contaminações bacterianas e fúngicas, pode ser efetuado sem a utilização de agentes antioxidantes. Entretanto, para reduzir a oxidação fenólica deve ser utilizado o PVP ou ácido ascórbico, ambos na concentração de 300 mg L-1, associados a 2 g L-1 de carvão ativado.


Assuntos
Povidona-Iodo , Ácido Ascórbico , Carvão Vegetal , Myrtaceae , Eugenia , Antioxidantes
5.
Rev. chil. urol ; 82(1): 32-37, 2017. tab
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-905729

RESUMO

Introducción: La infección prostática y/o sistémica asociada a la Biopsia Prostática Transrectal (BPTR), es conocida y temida, por ser una complicación grave y potencialmente mortal. En el presente trabajo se analiza el impacto del uso de enema de Povidona Yodada Rectal en asociación a Quimioprofilaxis en la tasa de Infecciones Prostáticas y/o Sepsis secundaria.(AU)


Assuntos
Humanos , Quimioprevenção , Povidona-Iodo , Doenças Prostáticas
6.
Arch. argent. pediatr ; 114(2): e84-e86, abr. 2016.
Artigo em Inglês, Espanhol | LILACS, BINACIS | ID: biblio-838188

RESUMO

Las soluciones yodadas se utilizan ampliamente como antiséptico para el tratamiento y la prevención de infecciones en las heridas. La povidona yodada, una de las soluciones yodadas de aplicación tópica que más se encuentra en los botiquines de emergencia, podría producir anomalías graves, como disfunción tiroidea. La intoxicación por povidona yodada es poco frecuente; entre los efectos notificados previamente se incluyen complicaciones del uso tópico durante procedimientos quirúrgicos. Se describe el caso de un neonato que recibió povidona yodada por vía oral accidentalmente, sin signos ni síntomas de toxicidad después de la ingesta.


Iodine solutions are widely used as antiseptic for treating and preventing wound infections. Povidone iodine, one of the most common topical iodine solutions in emergency kits, can lead to several abnormalities as thyroid dysfunction. Povidone iodine poisoning is unusual and previously reported effects are mainly complications of topical usage during surgical procedures. Here we present the case of a newborn that was accidentally given oral povidone iodine, showing no signs or symptoms of toxicity after ingestion.


Assuntos
Humanos , Feminino , Recém-Nascido , Povidona-Iodo/administração & dosagem , Povidona-Iodo/envenenamento , Acidentes , Administração Oral , Anti-Infecciosos Locais/administração & dosagem , Anti-Infecciosos Locais/envenenamento
7.
REME rev. min. enferm ; 20: [1-7], 2016. ilus, tab
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: biblio-835280

RESUMO

Estudo de coorte não concorrente com informações de 301 de pacientes internados em centros de terapia intensiva de dois hospitais públicos de Belo Horizonte. O objetivo foi analisar os aspectos epidemiológicos das infecções do trato urinário em pacientes submetidos ao cateterismo vesical de demora, estimar a taxa de incidência nos dois hospitais, identificar possíveis fatores de risco relacionados à infecção e aos microrganismos causadores. A amostra constituiu-se de todos os pacientes internados nas duas unidades e que foram submetidos ao cateterismo vesical de demora no período de seis meses. Dos 301 pacientes, 23 desenvolveram infecção, sendo 56,52% do sexo masculino e com idade superior a 60 anos. A incidência global de infecção do trato urinário foi de 6,70 infecções/1.000 cateteres-dia. O hospital que utilizou água e sabão para a higiene periuretral apresentou maior incidência do que o hospital que utilizou antisséptico (14,01 e 3,05 infecções/1.000 cateteres-dia, respectivamente). O fator de risco identificado foi a higienização periuretral com água e sabão. Os microrganismos mais prevalentes nas uroculturas foram Pseudomonas aeruginosa (17,39%) Candida sp. (13,04%), Escherichia coli (13,04%), e Proteus mirabilis (8,70%). O resultado encontrado neste estudo contradiz os achados da literatura e reforça a necessidade de estudos primários que identifiquem a solução mais eficaz para a realização da limpeza periuretral com vistas à redução da infecção do trato urinário relacionada ao cateterismo vesical de demora.


This is a non-concurrent cohort study that uses data from 301 patients admitted to the intensive care unit of two public hospitals in Belo Horizonte.It aimed at analysing epidemiological aspects of urinary tract infections amongst patients with indwelling bladder catheterization, evaluatingthe incidence rate of the infection in the two hospitals and identifying possible risk factors related to the infection. Sample consisted of patientsthat underwent indwelling catheterization for a period of six months. Of the 301 patients, 23 developed infection: 56.52% were male and aged60 years and over. The overall incidence of urinary tract infection was 6.70 infections/1000 catheter-days. The hospital using water and soap forperiurethral cleaning presented higher incidence of urinary infection than the hospital using antiseptic (14.01 and 3.05 infections/1000 catheterdays, respectively). Risk factor identified was periurethral cleaning with soap and water. The most prevalent microorganisms in urine cultures were Pseudomonas aeruginosa (17.39%), Candida sp. (13.04%), Escherichia coli (13.04%), and Proteus mirabilis (8.70%). This study results contradict theliterature which demonstrates the need for primary research aimed at identifying the most effective solution for periurethral cleaning in order toreduce catheter-related urinary tract infections.


Estudio de cohorte no concurrente con información de 301 pacientes internados en centros de terapia intensiva de dos hospitales públicos de BeloHorizonte. El objetivo fue analizar la epidemiología de las infecciones del tracto urinario en pacientes sometidos a cateterismo vesical permanente,estimar la tasa de incidencia en cada hospital, identificar posibles factores de riesgo relacionados con las infecciones del tracto urinario e identificarlos microorganismos causantes de la infección. La muestra estuvo constituida por todos los pacientes de las unidades sometidos a cateterismovesical permanente en un período de seis meses. De los 301 pacientes, 23 desarrollaron la infección, siendo 56,52% del sexo masculino y edad superiora 60 años. La incidencia global de infección del tracto urinario fue de 6,70 infecciones/1.000 catéteres/día. El hospital que utilizó agua y jabón para lalimpieza periuretral presentó mayor incidencia que el hospital que utilizó antiséptico (14,01 y 3,05infecciones/1.000 catéteres/día, respectivamente).El factor de riesgo identificado fue la utilización de la técnica de limpieza con agua y jabón. Los microorganismos más prevalentes en los urocultivos fueron Pseudomonas aeruginosa (17,39%) Candida sp. (13,04%), Escherichia coli (13,04%), and Proteus mirabilis (8,70%). El resultado encontradocontradice los de la literatura y refuerza la necesidad de estudios primarios que identifiquen la solución más eficaz para la limpieza periuretral conel fin de reducir la infección del tracto urinario relacionada con el cateterismo vesical permanente.


Assuntos
Humanos , Cuidados de Enfermagem , Povidona-Iodo , Cateterismo Urinário , Infecções Urinárias , Anti-Infecciosos Urinários
8.
Ciênc. saúde coletiva ; 20(4): 1109-1118, 04/2015. graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-744871

RESUMO

The study of HIV transmission and the implementation of AIDS prevention actions recognize the importance of social networks in the transmission of the disease, the adherence to treatment and the quality of life of those infected. For this relevance there was a review of articles on social support networks to people living with HIV /AIDS available in the Virtual Health Library (VHL) were published in Brazil between 2002 and 2012. In this study 31 articles were used from journals covering the following áreas: Nursing (n = 15), Psychology (n = 6) and Science Health / Biomedica (n = 6), were included, which some principal authors were affiliated to higher education public institutions (n = 17). In relation to the methodology used, priority wasgiven to conducting: qualitative research (n = 18), cross-sectional studies (n = 19) and studies that involved talking to people living with HIV/AIDS (n = 13). Particular importance was placed on analytic categories related to: adherence to treatment (n = 6), the family (n = 4), vulnerability (n = 3) and support from social networks (n = 5). Within this paper we argue for more investments into studies that focus on the family, carers and their households, as well as deepening the theoretical study of the themes discussed and the use of developed theories for the analysis of Social Networks.


O estudo da transmissão do HIV e a implementação de ações de prevenção da AIDS reconhece a importância das redes sociais na contaminação, adesão ao tratamento e qualidade de vida das pessoas infectadas. Por tal relevância, realizou-se uma revisão de artigos sobre redes sociais de apoio às pessoas que vivem com HIV/ AIDS, disponíveis na Biblioteca Virtual em Saúde (BVS) e publicados no Brasil no período de 2002 a 2012. Encontraram-se 31 artigos em revistas de Enfermagem (n = 15), Psicologia (n = 6) e Ciências da Saúde/Biomédicas (n = 6), produzidos por primeiros autores associados a Instituições de Ensino Superior públicas (n = 17). Quanto à metodologia, priorizou-se o método qualitativo (n = 18), estudos transversais (n = 19) e a participação exclusiva de pessoas que vivem com HIV/AIDS (n = 13). Houve predomínio de categorias analíticas relacionadas à adesão ao tratamento (n = 6), família (n = 4), vulnerabilidade (n = 3) e apoio/suporte social/ rede de apoio (n = 5). Discute-se a necessidade de investimento em estudos que privilegiem familiares e cuidadores como participantes e seus domicílios como lócus de investigação, bem como maior aprofundamento teórico nos estudos das temáticas abordadas e utilização de teorias desenvolvidas para análise de Redes Sociais.


Assuntos
Adulto , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Adulto Jovem , Antibioticoprofilaxia , Antibacterianos/administração & dosagem , Mupirocina/administração & dosagem , Povidona-Iodo/administração & dosagem , Infecções Estafilocócicas/prevenção & controle , Staphylococcus aureus/efeitos dos fármacos , Infecção da Ferida Cirúrgica/prevenção & controle , Administração Intranasal , Artroplastia , Análise de Intenção de Tratamento , Mupirocina/farmacologia , Nariz/microbiologia , Pomadas , Povidona-Iodo/farmacologia , Fusão Vertebral
9.
Arq. bras. oftalmol ; 78(1): 32-35, Jan-Feb/2015. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-741161

RESUMO

Purpose: To evaluate and describe the precautions involved in the technique of intravitreal injection of antiangiogenic drugs adopted by the ophthalmologists who are members of the Brazilian Society of Retina and Vitreous (SBRV). Methods: A questionnaire containing 22 questions related to precautions taken before, during, and after intravitreal injection was sent electronically to 920 members of SBRV between November 15, 2013 and April 31, 2014. Results: 352 responses (38%) were obtained. There was a predominance of men (76%) from the southwest region of Brazil (51%). The professional experience varied between 6 and 15 years after medical specialization (50%). Most professionals (76%) performed an average of 1 to 10 intravitreal injections a week, and 88% of the procedures were performed in the operating room using povidone iodine (99%), sterile gloves, and blepharostat (94%). For inducing topical anesthesia, usage of anesthetic eye drops was the most used technique (65%). Ranibizumab (Lucentis®) was the most common drug (55%), and age-related macular degeneration (AMD) was the most treated disease (57%). Regarding the complications treated, 6% of the ophthalmologists had treated at least one case of retinal detachment, 20% had treated cases of endophthalmitis, 9% had treated cases of vitreous hemorrhage, and 12% had encountered cases of crystalline lens touch. Conclusion: Intravitreal injection is a procedure routinely performed by retina specialists and has a low incidence of complications. Performing the procedure in the operating room using an aseptic technique was preferred by most of the respondents. Ranibizumab was the most used drug, and AMD was the most treated disease. .


Objetivo: Avaliar e descrever os cuidados envolvidos durante o procedimento de injeção intravítrea de drogas antiangiogênicas realizado pelos oftalmologistas membros da Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo (SBRV). Métodos: Foi enviado um questionário aos 920 membros da SBRV, por meio de correio eletrônico, entre o período de 15/11/2013 a 31/04/2014, contendo 22 questões, relacionado aos cuidados pré, intra e pós-operatório da injeção intravítrea. Resultados: Foram obtidas 352 respostas (38% dos sócios). Houve um predomínio do sexo masculino (76%), procedentes da região Sudeste (51%). O tempo de experiência profissional se concentrou entre 6 a 15 anos após o término da especialização (50%). A maioria dos participantes tem média semanal de 1 a 10 (76%), sendo 88% das vezes realizado dentro do centro cirúrgico, utilizando iodopovidona (99%), luvas e blefarostato estéreis (94%). A anestesia tópica com colírio anestésico foi a técnica mais utilizada (65%). Entre os participantes, ranibizumabe (Lucentis®) é a droga mais utilizada (55%) e a degeneração macular relacionada a idade (DMRI) é a doença mais tratada (57%). Das complicações citadas pelos oftalmologistas, 6% já vivenciaram pelo menos um caso de descolamento de retina, 20% endoftalmite, 9% hemorragia vítrea e 12% toque cristaliniano. Conclusão: A injeção intravítrea é um procedimento realizado rotineiramente por retinólogos, com baixo índice de complicações. A realização do procedimento no centro cirúrgico com técnica asséptica é preferida pelos pesquisados. A droga mais utilizada foi o ranibizumabe e a doença mais tratada foi a DMRI. .


Assuntos
Feminino , Humanos , Masculino , Injeções Intravítreas/métodos , Oftalmologia , Sociedades Médicas , Anestesia Local/métodos , Inibidores da Angiogênese/administração & dosagem , Anticorpos Monoclonais Humanizados/administração & dosagem , Brasil , Endoftalmite/induzido quimicamente , Pesquisas sobre Serviços de Saúde , Injeções Intravítreas/efeitos adversos , Degeneração Macular/tratamento farmacológico , Soluções Oftálmicas/administração & dosagem , Povidona-Iodo , Doenças Retinianas/tratamento farmacológico , Centros Cirúrgicos , Inquéritos e Questionários
10.
São Paulo; s.n; 2014. ilus, tab, graf.
Tese em Português | LILACS | ID: biblio-870818

RESUMO

INTRODUÇÃO: O polivinilpirrolidona-iodo (PVP-I) tópico vem sendo descrito como um agente esclerosante para pleurodese de fácil obtenção, baixo custo e com boa eficácia. Apesar disso, sua segurança ainda não foi estudada de maneira sistemática e alguns autores apresentam restrições ao seu uso por relatos de determinados eventos adversos. OBJETIVOS: descrever a ocorrência de eventos adversos sérios e comuns à pleurodese com PVP-I tópico. Avaliar se existe relação de dose-dependência na ocorrência dos eventos adversos; a efetividade clínica e a qualidade de vida dos pacientes. MÉTODOS: ensaio clínico envolvendo pacientes submetidos a pleurodese com PVP-I tópico, randomizados em dois grupos: grupo 1 com PVP-I tópico a 1% e grupo 2 com PVP-I tópico a 2%. A análise de segurança foi baseada na ocorrência de eventos adversos, graduados de acordo com o Common Terminology Criteria for Adverse Events. Foram realizadas avaliações clínicas e exames complementares no pré-operatório e em vários momentos do seguimento pós-operatório. Os dados clínicos avaliados foram dor, dispnéia, temperatura, pressão arterial, freqüência cardíaca, saturação de oxigênio e acuidade visual. Exames complementares envolveram hemograma, função renal, hepática e tireoidiana, eletrocardiograma e radiografia de tórax. A efetividade clínica foi determinada pela necessidade de procedimentos adicionais após a pleurodese e a qualidade de vida através de questionário específico. RESULTADOS: foram avaliados 60 pacientes, 30 em cada grupo. Predominou o sexo feminino, em 55 pacientes. A média de idade foi de 55,9 ± 11,7 anos. A etiologia mais comum do derrame pleural foi neoplasia de mama em 43 pacientes, seguida por neoplasia pulmonar e de ovário. Foram encontrados 47 eventos adversos sérios relacionados ao procedimento distribuídos em 34 pacientes nos primeiros 30 dias de avaliação. Foram eles: dor, em onze pacientes, hipertensão em dez, empiema em um, hiponatremia em oito pacientes, elevação da...


BACKGROUND: Iodopovidone has been described as a sclerosing agent easily obtained, inexpensive and with good results. Despite this, its safety has not been systematically evaluated and some authors have restrictions to its use because of reports of some adverse events related. OBJECTIVE: To describe the occurrence of common and serious adverse events after iodopovidone pleurodesis. Second endpoints were to describe dose-dependent relation to adverse events, procedure efficacy and patient's quality of life. METHODS: clinical trial including patients with recurrent malignant pleural effusion, undergone to pleurodesis, randomized into two groups: group 1 received 1% iodopovidone and group 2 received 2% Iodopovidone. We sought adverse events systematically with clinical and complementary evaluations since before pleurodesis and on several times postoperative. Clinical evaluation involved pain analog scale, dyspnea scale, oxygen saturation, heart frequency, arterial blood pressure, body temperature and visual acuity. Complementary evaluation was done by electrocardiogram, chest x-ray and laboratory tests (hemogram, renal function, liver function and thyroid function). All adverse events were graduated according to the Common Terminology Criteria for Adverse Events (CTCAEV). Efficacy was considered when the patients did not need further pleural procedure after pleurodesis and quality of life analysis was determined by questionnaire. RESULTS: Sixty patients were enrolled, thirty in each group, 55 females and 5 males. Mean age was 55,9 ± 11,7. The mainly etiology of malignant pleural effusion was breast cancer, in 43 patients, followed by lung cancer and ovarian tumor. We found 47 serious adverse events, possibly related to iodopovidone pleurodesis that occurred in 34 patients on 30 days follow-up. Most frequent clinical adverse events of these were pain, eleven patients, hypertension, ten and empyema in one patients. Serious metabolic events founded were...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Efeitos Colaterais e Reações Adversas Relacionados a Medicamentos , Derrame Pleural , Pleurodese , Povidona-Iodo , Qualidade de Vida , Resultado do Tratamento
11.
Rev. Col. Bras. Cir ; 40(6): 443-448, nov.-dez. 2013. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-702651

RESUMO

OBJETIVO: analisar a incidência de infecção do sítio cirúrgico, quando o preparo pré-operatório da pele foi realizado com iodopolividona 10% em solução hidroalcoólica e clorexidina 0,5% alcoólica, MÉTODOS: estudo longitudinal randomizado, a partir de variáveis obtidas de pacientes submetidos à operações limpas e potencialmente contaminadas. Os envolvidos foram alocados em dois grupos. No grupo 1 (G1) participaram 102 pacientes com pele preparada com iodopolividona e do grupo 2 (G2) 103 que utilizaram clorexidina. No terceiro, sétimo e 30º dia de pós-operatório avaliou-se o sítio cirúrgico, buscando-se sinais de infecção. RESULTADOS: os dados relacionados ao perfil clínico como: diabete melito, tabagismo, alcoolismo, dados hematológicos (Hb, VG e leucócitos), idade e sexo, e as variáveis relativas como: número de dias de internamento pré-operatório, tricotomia, topografia da incisão, antibioticoprofilaxia e a participação de residentes na operação, não foram evidenciadas como fatores predisponentes a infecção do sítio cirúrgico. Dois pacientes do G1 e oito do G2 submetidos à operações limpas apresentaram algum tipo de infecção (p=0,1789), cinco do G1 e três do G2 submetidos à operações potencialmente contaminadas apresentaram algum tipo de infecção (p=0,7205). CONCLUSÃO: a incidência de infecção do sítio cirúrgico em operações classificadas como limpas e potencialmente contaminadas, cujo preparo da pele foi feito com iodopolividona 10% em solução hidroalcoólica e clorexidina alcoólica 0,5%, foi semelhante.


OBJECTIVE: To analyze the incidence of surgical site infection when the preoperative skin preparation was performed with 10% povidone-iodine and 0.5% chlorhexidine-alcohol. METHODS: We conducted a randomized, longitudinal study based on variables obtained from patients undergoing clean and potentially contaminated operations. Those involved were divided into two groups. In group 1 (G1) we included 102 patients with skin prepared with povidone-iodine, and in group 2 (G2), 103, whose skin was prepared with chlorhexidine. In the third, seventh and 30th postoperative days we evaluated the surgical site, searching for signs of infection. RESULTS: Data related to clinical profile, such as diabetes mellitus, smoking, alcoholism, haematological data (Hb, VG and leukocytes), age and gender, and the related variables, such as number of days of preoperative hospitalization, shaving, topography of incision, antibiotic prophylaxis and resident participation in the operation were not predisposing factors for surgical site infection. Two patients in G1 and eight in G2 undergoing clean operations had some type of infection (p = 0.1789), five in G1 and three in G2 undergoing potentially contaminated operations had some type of infection (p = 0.7205). CONCLUSION: The incidence of surgical site infection in operations classified as clean and as potentially contaminated for which skin preparation was done with 10% povidone-iodine and 0.5% chlorhexidine-alcohol was similar.


Assuntos
Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Anti-Infecciosos Locais/administração & dosagem , Clorexidina/administração & dosagem , Etanol/administração & dosagem , Cuidados Pré-Operatórios , Povidona-Iodo/administração & dosagem , Infecção da Ferida Cirúrgica/epidemiologia , Infecção da Ferida Cirúrgica/prevenção & controle , Incidência , Estudos Longitudinais
12.
Clinics ; 68(4): 557-562, abr. 2013. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-674244

RESUMO

OBJECTIVES: Chemical pleurodesis is an important therapeutic tool to control recurrent malignant pleural effusion. Among the various sclerosing agents, iodopovidone is considered effective and safe. However, in a recent study, ocular changes were described after iodopovidone was used in recurrent pneumothorax. The aim of the study was to evaluate the efficacy and morbidity of iodopovidone pleurodesis in an experimental model. METHODS: New Zealand rabbits were submitted to intrapleural injection of iodopovidone at concentrations of 2%, 4% and 10%. Biochemical (lactic dehydrogenase, proteins, triiodothyronine, free thyroxine, urea and creatinine) and immunological (Interleukin-8 [IL-8], VEGF and TGFβ) parameters were measured in the pleural fluid and blood. After 1, 3, 7, 14 and 28 days, groups of animals were euthanized, and macro- (pleura) and microscopic (pleura and retina) analyses were performed. RESULTS: An early pleural inflammatory response with low systemic repercussion was observed without corresponding changes in thyroid or renal function. The higher concentrations (4% and 10%) correlated with greater initial exudation, and maximum pleural thickening was observed after 28 days. No changes were observed in the retinal pigment epithelium of the rabbits. CONCLUSION: Iodopovidone is considered to be an effective and safe sclerosing agent in this animal model. However, its efficacy, tolerance and safety in humans should be further evaluated. .


Assuntos
Animais , Coelhos , Derrame Pleural Maligno/terapia , Pleurodese/métodos , Povidona-Iodo/administração & dosagem , Soluções Esclerosantes/administração & dosagem , Citocinas/sangue , Ensaio de Imunoadsorção Enzimática , Modelos Animais , Pleura/efeitos dos fármacos , Povidona-Iodo/efeitos adversos , Epitélio Pigmentado da Retina/efeitos dos fármacos , Soluções Esclerosantes/efeitos adversos , Fatores de Tempo
13.
Rev. latinoam. enferm ; 21(spe): 47-51, Jan.-Feb. 2013. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-666756

RESUMO

AIM: to investigate the effectiveness of 10% povidone-iodine after a 30-second or 2-minute drying time on microbial count reduction at the point of a Peripheral Intravascular Catheter (PIC) insertion. A quasi-experimental design was adopted. In total, 53 patients were enrolled, 25 were exposed to a 2-m drying time and 28 to a 30-s drying time. From the preliminary results of this study, no differences in the occurrence of contamination have emerged between patients receiving 30-s and 2-m drying time for 10% povidone-iodine solutions.


OBJETIVO: investigar a eficácia da solução iodopovidona a 10% sobre a redução da contagem microbiana no ponto de inserção do Cateter Venoso Periférico após tempo de secagem de 30s ou 2 min. MÉTODO: desenho quase-experimental. Foram incluídos 53 pacientes no estudo: 25 foram expostos a 2min de secagem e 28 foram expostos a 30s de secagem. RESULTADOS: Os resultados preliminares não apresentaram diferenças na ocorrência de contaminação entre os pacientes que foram submetidos a 30s ou 2min de secagem após desinfecção com solução de iodopovidona a 10%.


OBJETIVO: para investigar la eficacia de una solución yodopovidona al 10% tras tiempo de secado de 30 segundos o 2 minutos en la reducción del contaje microbiano en el local de inserción del Catéter Venoso Periférico, fue adoptado un diseño casi-experimental. Al total, fueron incluidos 53 pacientes, 25 expuestos a 2 min. de secado y 28 a 30 segundos. Con base en los resultados preliminares, no se encontraron diferencias en la ocurrencia de contaminaciones entre pacientes sometidos a un tiempo de secado de 30 s. o de 2 min tras desinfección con solución de yodopovidona al 10%.


Assuntos
Idoso , Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Anti-Infecciosos Locais/administração & dosagem , Cateterismo Periférico/instrumentação , Povidona-Iodo/administração & dosagem , Contagem de Colônia Microbiana , Contaminação de Equipamentos , Fatores de Tempo
14.
Pesqui. vet. bras ; 32(12): 1285-1288, Dec. 2012. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-662561

RESUMO

The objective of this study was to evaluate the in vitro efficacy of commercial disinfectants used in pre- and post-dipping, against Staphylococcus spp. isolated from milk originating from dairy cattle farms in the Wasteland and Forest Zone of Alagoas, Brazil. We used iodine (0.57%), chlorhexidine (2.0%), chlorine (2.5%) and quaternary ammonium compound (4.0%) at concentrations indicated, conventionally used as commercial disinfectants before and after dipping. We analyzed a total of 97 isolates of Staphylococcus spp. identified as S. aureus (16), coagulase positive Staphylococcus (7) and coagulase-negative Staphylococcus (74). The disinfectants were evaluated at three different times (15", 30" and 60"). We found that 56.3% of Staphylococcus aureus was sensitive to iodine, 68.8% to chlorine, 87.5% to chlorhexidine, and 37.5% to the compound of ammonia, in time 60". As for coagulase positive staphylococci (CPS), 100% of the isolates was resistant to chlorhexidine, 85.7% to the ammonia compound, 57.1% to chlorine, and 42.9% iodine, in time 60". Regarding coagulase negative staphylococci (CNS), 91.9% was sensitive to chlorhexidine, 70.3% to chlorine, 66.2% to iodine, and 24.3% the ammonium compound, at time 60". It is concluded from this study that the greatest disinfectant activity in vitro was with chlorhexidine and chlorine for S. aureus, with iodine and chlorine for SCP, and with chloride and chlorhexidine for SCN. Due to variations in the sensitivity and resistance profile found, it is necessary for regular assessments of the effectiveness of disinfectants used on the farms, to observe the effectiveness of the product and thus ensure the control of mastitis in the herd.


Objetivou-se com esse estudo avaliar a eficácia in vitro de desinfetantes comerciais utilizados no pré e pós- -dipping, frente a Staphylococcus spp. isolados do leite de vacas procedentes de propriedades leiteiras do Agreste e Zona da Mata do Estado de Alagoas. Foram utilizados iodo (0,57%), clorexidine (2,0%), cloro (2,5%) e composto de amônio quaternário (4,0%), nas concentrações indicadas, como desinfetantes comerciais usados convencionalmente no pré e pós-dipping. Analisou-se um total de 97 isolados de Staphylococcus spp. identificados como S. aureus (16), Staphylococcus coagulase positiva (7) e Staphylococcus coagulase negativa (74). Os desinfetantes foram avaliados em três tempos distintos (15", 30" e 60"). Observou-se que 56,3% de Staphylococcus aureus foram sensíveis ao iodo, 68,8% sensíveis ao cloro, 87,5% à clorexidine e 37,5% ao composto de amônia no tempo de 60". Quanto aos Staphylococcus coagulase positiva (SCP), 100% dos isolados foram resistentes ao clorexidine, 85,7% ao composto de amônio, 57,1% ao cloro, e 42,9 resistentes ao iodo no tempo de 60". Em relação aos Staphylococcus coagulase negativa (SCN) foi observado 91,9% de sensibilidade ao clorexidine, 70,3% sensíveis ao cloro, 66,2% ao iodo e 24,3% sensíveis ao composto de amônio no tempo de 60". Conclui-se com esse estudo que a maior atividade desinfetante in vitro foi verificada para clorexidine e cloro frente aos S. aureus, iodo e cloro para os SCP e clorexidine e cloro para os SCN. Devido às variações no perfil de sensibilidade e resistência encontradas, é necessária a avaliação regular da eficiência dos desinfetantes usados nas propriedades, com o intuito de observar a eficácia do produto e assim garantir o controle da mastite no rebanho.


Assuntos
Animais , Feminino , Bovinos , Clorexidina/uso terapêutico , Compostos de Amônio Quaternário/uso terapêutico , Mastite Bovina/prevenção & controle , Povidona-Iodo/uso terapêutico , Bovinos/microbiologia , Desinfetantes/uso terapêutico , Controle de Infecções
15.
Rev. fac. cienc. méd. (Impr.) ; 9(2): 9-17, jul.-dic. 2012. ilus, mapas
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-750055

RESUMO

El Pez León (Pterois volitans y Pteroismiles), especie registrada como invasora en el Atlántico occidental; se ha constituido en un poderoso depredador gracias a que no tiene un antagonista natural en la segunda barrera coralina más grande del mundo, poniendo en riesgo a las especies marinas endémicas de la zona, así com o a nadadores, buzos recreativos, comerciales y pescadores que entran en contacto con el pez. El pinchazo del pez león es venenoso, tiene aproximadamente 17 espinas dorsales,pélvicas y anal, cada uno contiene un tubo que se conecta al extremo de una glándula venenosa que segrega 3 a 10mg de veneno por espina. El mecanismo de intoxicación se produce cuando la persona pisa o toca al pez, ejerciendo presión sobre las espinas y al penetrar la piel las glándulas venenosas liberan el veneno. La toxina inoculada puede causar dolor intenso, fiebre, parálisis respiratoria humana e insuficiencia circulatoria. La toxicidad del veneno es debida a antigénicos de proteínas de alto peso molecular. El tratamiento se basa en la termolabilidad de dichas proteínas, bloquear la respuesta inflamatoria sistémica y las posibles complicaciones. Con esta revisión bibliográfica se pretende ampliar sobre los efectos tóxicos y el manejo de las lesiones provocadas por el pez león, a fin de informar a la comunidad médica hondureña de los problemas de salud causada...


Assuntos
Humanos , Animais , Espécies Introduzidas , Peixes Venenosos/classificação , Toxicidade , Mergulho/lesões , Povidona-Iodo/uso terapêutico
16.
Rev. bras. oftalmol ; 70(1): 57-67, jan.-fev. 2011.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-581596

RESUMO

Nos últimos tempos, a necessidade da utilização de medicamentos para prevenção da conjuntivite neonatal (CN) passou a ser questionada em alguns países desenvolvidos, devido ao elevado nível de assistência pré-natal. Ao contrário, no Brasil, embora não haja dados oficiais sobre sua ocorrência, vários trabalhos recentes comprovam elevada prevalência da infecção genital em mulheres em idade fértil e em gestantes. Isso, aliado ao fato de que o índice de transmissão da infecção genital por clamídia e gonococo, da mãe infectada para o recém-nascido é de 30 a 50 por cento, leva à conclusão de que a profilaxia medicamentosa está mais que justificada. A CN implica em importante potencial de complicações locais e sistêmicas, além da necessidade de exames laboratoriais para seu diagnóstico etiológico. Por isso, constitui importante problema de saúde pública, negligenciado no Brasil, onde não há padronização do método de prevenção. Embora o uso do nitrato de prata pareça ainda ser o método oficial, seu uso tem sido questionado devido à incompleta proteção contra clamídia, principal agente da conjuntivite neonatal nos dias atuais, e pela frequente ocorrência de conjuntivite química. Por isso, tem sido substituído por outros agentes, como a eritromicina, a tetraciclina, além de outros antibióticos. A superioridade da Iodopovidona em relação a esses antibióticos, nos vários quesitos analisados, tem sugerido que esse é o mais adequado entre os produtos, testados até o momento, para prevenção da CN.


Nowadays the use of drugs for prevention of neonatal conjunctivitis (NC) has been questioned in some developed countries, due to the high level of prenatal care. In Brazil, although no official data on the occurrence of NC is available, several recent studies has shown high prevalence of genital infection in childbearing age and pregnant women. This, coupled with the 30 percent to 50 percent transmission rate of genital chlamydia and gonococcus from mother to newborn, leads to the conclusion that chemoprophylaxis is justified. The potential for local and systemic complications and the need for laboratory tests for its diagnosis have made NC an important public health problem, overlooked in Brazil, where there is no standardization of the method of prevention. Although the use of silver nitrate still appears to be the official method, it has been questioned due to incomplete protection against chlamydia, nowadays the leading agent of NC, and by the frequent occurrence of chemical conjunctivitis. So, it has been replaced by other agents such as erythromycin, tetracycline and other antibiotics. The advantages of povidone-iodine compared to these agents in the various items analyzed, has suggested that it is the best, among the products tested so far, for the prevention of NC.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Recém-Nascido , Antibioticoprofilaxia , Chlamydia trachomatis , Conjuntivite Bacteriana , Conjuntivite/prevenção & controle , Neisseria gonorrhoeae , Oftalmia Neonatal , Prevenção Primária , Povidona-Iodo/uso terapêutico , Doenças Sexualmente Transmissíveis , Nitrato de Prata
17.
J. appl. oral sci ; 18(6): 599-606, Nov.-Dec. 2010. ilus, tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-573730

RESUMO

OBJECTIVE: The aim of this controlled clinical trial was to evaluate the effect of topically applied povidone-iodine (PVP-I) used as an adjunct to non-surgical treatment of interproximal class II furcation involvements. MATERIAL AND METHODS: Thirty-two patients presenting at least one interproximal class II furcation involvement that bled on probing with probing pocket depth (PPD) >5 mm were recruited. Patients were randomly chosen to receive either subgingival instrumentation with an ultrasonic device using PVP-I (10 percent) as the cooling liquid (test group) or identical treatment using distilled water as the cooling liquid (control group). The following clinical outcomes were evaluated: visible plaque index, bleeding on probing (BOP), position of the gingival margin, relative attachment level (RAL), PPD and relative horizontal attachment level (RHAL). BAPNA (N-benzoyl-L-arginine-p-nitroanilide) testing was used to analyze trypsin-like activity in dental biofilm. All parameters were evaluated at baseline and 1, 3 and 6 months after non-surgical subgingival instrumentation. RESULTS: Six months after treatment, both groups had similar means of PPD reduction, RAL and RHAL gain (p>0.05). These variables were, respectively, 2.20±1.10 mm, 1.27±1.02 mm and 1.33±0.85 mm in the control group and 2.67±1.21 mm, 1.50±1.09 mm and 1.56±0.93 mm in the test group. No difference was observed between groups at none of the posttreatment periods, regarding the number of sites showing clinical attachment gain >2 mm. However, at 6 months posttreatment, the test group presented fewer sites with PPD >5 mm than the control group. Also at 6 months the test group had lower BAPNA values than control group. CONCLUSION: The use of PVP-I as an adjunct in the non-surgical treatment of interproximal class II furcation involvements provided limited additional clinical benefits.


Assuntos
Adulto , Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Anti-Infecciosos Locais/uso terapêutico , Defeitos da Furca/tratamento farmacológico , Povidona-Iodo/uso terapêutico , Administração Tópica , Análise de Variância , Anti-Infecciosos Locais/administração & dosagem , Benzoilarginina Nitroanilida , Índice de Placa Dentária , Seguimentos , Índice Periodontal , Perda da Inserção Periodontal/tratamento farmacológico , Bolsa Periodontal/tratamento farmacológico , Povidona-Iodo/administração & dosagem , Fatores de Tempo , Resultado do Tratamento , Terapia por Ultrassom
18.
Acta cir. bras ; 25(4): 322-327, July-Aug. 2010. graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-553237

RESUMO

PURPOSE: To evaluate the effectiveness of the use of the povidone-iodine (PVI) added to the liquid of wash of the peritoneal cavity in the reduction of bacterial absorption and in the remainder non-phagocyted bacteria in the circulating blood of rat. METHODS: Thirty four Wistar females rats were used, distributed in the following groups: A (n=10), non-treated; B (n=9), wash of the peritoneal cavity with solution of PVI to 1 percent in saline solution; C (n=15), wash of the cavity with saline solution. After anesthesia, it was made intraperitoneal infusion of solution of Escherichia coli labeled with 99mTc containing 10(8) CFU/ml. After 40 minutes, it was made the treatment, in the group A, manipulation of the viscera; in the group B, irrigation of the peritoneal cavity with warm solution of 1 percent PVPI to 37,5ºC, and in the group C irrigation with warm saline (37,5ºC). After 15 minutes of the treatment, blood samples and fragments of liver, spleen and lung was obtained for count of the radioactivity, and animals killed by abdominal aorta section. There were determined the bacterial absorption index and the remainder index in the bloodstream. RESULTS: Of the total of bacteria infused in the peritoneum, there was absorption of 0,92 percent (0,14 percent to 2,13 percent) in the animals of the group A (controls), 0,49 percent (0,18 percent to 0,71 percent) after use of topical PVPI (group B) and 0,80 percent (0,04 percent to 3,8 percent) after wash with saline solution (group C). There was significant reduction of the absorption when compared the treated animals with PVPI and the controls (p=0,003). Of the total of bacteria absorbed for the circulatory current, the percentile amount of bacteria non-phagocyted in the outlying blood was of 2,9 percent (1,1 percent to 17,7 percent) in the control group, 15,2 percent (8,3 percent to 21,4 percent) in those treated with PVPI (group B) and 6,9 percent (0,8 percent to 29,7 percent) after wash...


OBJETIVO: Avaliar a eficácia do uso do polivinilpirrolidona-iodo (PVPI) acrescido ao líquido de lavagem da cavidade peritoneal na redução da absorção bacteriana e no remanescente bacteriano não fagocitado no sangue periférico de ratos. MÉTODOS: Estudou-se 34 ratos Wistar fêmeas, distribuídos aleatoriamente nos seguintes grupos: controle (n=10), nenhum tratamento; PVPI (n=9), lavagem da cavidade peritoneal com solução de PVPI a 10 por cento em solução salina; salina (n=15), lavagem da cavidade com solução salina. Após anestesia, fez-se inoculação intraperitoneal de solução de Escherichia coli marcadas com 99mTc contendo 10(8) UFC/ml. Após 40 minutos, realizou-se o tratamento que foi, no grupo controle, manipulação das vísceras; no grupo PVPI, irrigação da cavidade peritoneal com solução de PVPI aquecido a 37,5ºC na concentração de 1 por cento, e no grupo salina irrigação com solução salina aquecida a 37,5ºC. Após 15 minutos do tratamento, os animais foram mortos por secção da aorta abdominal e colhidas amostras do sangue, do fígado, do baço e do pulmão para contagem da radioatividade. Foram determinados o índice de absorção bacteriano e o índice de remanescente no sangue periférico. RESULTADOS: Do total de bactérias inoculadas no peritôneo, houve absorção de 0,92 por cento (0,14 por cento a 2,13 por cento) nos animais do grupo controle, 0,49 por cento (0,18 por cento a 0,71 por cento) após uso do PVPI tópico e 0,80 por cento (0,04 por cento a 3,8 por cento) após lavagem com solução salina. Houve redução significativa da absorção quando comparados os animais tratados com o PVPI e os controles não tratados (p=0,03). Do total de bactérias absorvidas para a corrente circulatória, o percentual de bactérias não fagocitadas presentes no sangue periférico foi de 2,9 por cento (1,1 por cento a 17,7 por cento) nos animais controle 15,2 por cento (8,3 por cento a 21,4 por cento) naqueles tratados com PVPI e 6,9 por cento (0,8 por cento a 29,7 por...


Assuntos
Animais , Feminino , Ratos , Anti-Infecciosos Locais/uso terapêutico , Infecções por Escherichia coli/tratamento farmacológico , Lavagem Peritoneal , Peritonite/tratamento farmacológico , Povidona-Iodo/uso terapêutico , Modelos Animais de Doenças , Avaliação Pré-Clínica de Medicamentos , Macrófagos Peritoneais , Cavidade Peritoneal , Fagocitose , Peritonite/microbiologia , Ratos Wistar , Soluções
19.
Arq. bras. oftalmol ; 73(2): 125-128, Mar.-Apr. 2010. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-548140

RESUMO

PURPOSE: To determine the conjunctival bacterial flora in cataract surgery patients and the effect of presurgical irrigation with 5 percent povidone-iodine solution. METHODS: Three samples from the inferior conjunctival fornix of the eye to be operated were obtained at baseline before washing (T0) with 10 ml 5 percent povidone-iodine solution, immediately after washing (T1), and upon completion of surgery (T2). Bacteria from the samples were inoculated in blood agar, chocolate agar, and thioglycolate broth. RESULTS: A total of 221 patients (n=224 eyes) with a mean age of 67 ± 13 years were included in the study. Bacteria from the (T0) samples were successfully grown in 73.2 percent of the thioglycolate agars, 21.0 percent of the blood agars, and 19.2 percent of the chocolate agars. Compared with T1 samples, the use of povidone-iodine wash translated into a 60.8 percent reduction (from 73.2 percent to 12.5 percent) in colonization of the conjunctiva (p<0.001), while no significant difference was found between the T1 and T2 samples. Conclusion: Conjunctival irrigation with a 5 percent povidone-iodine solution effectively reduces conjunctival flora and is therefore strongly recommended as a means of preventing postsurgical endophthalmitis following cataract surgery.


OBJETIVO: Determinar la flora bacteriana de la conjuntiva en los pacientes a ser sometidos a cirugía de catarata y el efecto del lavado prequirúrgico con yodo povidona al 5 por ciento sobre dichos microorganismos. MÉTODOS: Se tomaron 3 muestras del fondo de saco conjuntival del ojo a ser operado de catarata antes (T0) de la irrigación de la conjuntiva con 10 ml de yodo povidona al 5 por ciento, como control, inmediatamente después (T1) y al término de la cirugía (T2). Se realizaron cultivos en agar sangre, agar chocolate y en caldo de tioglicolato. RESULTADOS: Se incluyeron en el estudio 221 pacientes (n=24 ojos) con un promedio de edad de 67 ± 13 años. El porcentaje de crecimiento bacteriano en (T0) fue de 73,2 por ciento en tioglicolato, 21 por ciento en agar sangre y 19,2 por ciento en agar chocolate. Al compararlo con (T1) el efecto de la yodo povidona se tradujo en una reducción del 60,8 por ciento (de 73,2 por ciento a 12,5 por ciento) en la colonización conjuntival (p<0.001). Entre las muestras de los tiempos T1 y T2 no hubo diferencia significativa en cuanto al crecimiento bacteriano. CONCLUSIÓN: El lavado conjuntival con yodo povidona al 5 por ciento reduce de forma efectiva la flora conjuntival por lo cual se recomienda fuertemente como método preoperatorio, como una de las medidas preventivas de la endoftalmitis posquirúrgica en cirugías de catarata.


Assuntos
Idoso , Feminino , Humanos , Masculino , Anti-Infecciosos Locais/administração & dosagem , Bactérias/isolamento & purificação , Extração de Catarata , Túnica Conjuntiva/microbiologia , Infecções Oculares Bacterianas/prevenção & controle , Povidona-Iodo/administração & dosagem , Cuidados Pré-Operatórios/métodos , Administração Tópica , Contagem de Colônia Microbiana , Estudos Prospectivos
20.
Rev. Fac. Odontol. (B.Aires) ; 24(56/57): 17-19, 2009. ilus, tab
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-585573

RESUMO

El objetivo del presente trabajo fue evaluar la variación de los niveles de pH del hidróxido de calcio mezclado con distinta medicación intraconducto, utilizada como vehículo. Fueron empleados yodo, povidona, solución fisiológica, propilenglicol y clorofenol alcanforado y se comapraron entre sí en un lapso relatiamente prolongado, 21 días. Se mezcló el hidróxido de calcio con los diferentes vehículos, se cargó en tubos capilares no heparinizados, se sumergieron al mismo tiempo en frascos de 5 ml conteniendo agua destilada. Se realizaron en diferentes plazos mediciones del líquido con un peachímetro. Los resultados fueron volcados en la tabla corresondiente. Se realizó test de comparaciones múltiples de tukey que arrojó diferencias estadísticamente significativas entre yodo povidona y solución fisiológica, con mayor pH a favor de la primera en los plazos de este estudio.


Assuntos
Concentração de Íons de Hidrogênio , Hidróxido de Cálcio/química , Irrigantes do Canal Radicular/química , Clorofenóis/química , Propilenoglicóis/química , Povidona-Iodo/química , Análise Estatística
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA