Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 2 de 2
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Base de dados
Intervalo de ano de publicação
1.
Arq. bras. med. vet. zootec ; 67(4): 1056-1062, July-Aug. 2015. tab, ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-759235

RESUMO

O agente de maior importância, em relação à anaplasmose bovina, é o Anaplasma marginale. Os principais sinais clínicos dessa enfermidade são anemia hemolítica, icterícia, dispneia, taquicardia, febre, fadiga, lacrimejamento, sialorreia, micção frequente, anorexia, perda de peso, aborto e morte. A terapia antimicrobiana é o principal protocolo terapêutico. O objetivo do presente trabalho foi avaliar a eficácia do dipropionato de imidocarb, da enrofloxacina e do cloridrato de oxitetraciclina no tratamento de bovinos leiteiros naturalmente infectados por Anaplasma marginale. Para isso, foram avaliados 48 zebuínos mestiços que apresentavam os sinais clínicos sugestivos da doença. Os animais foram submetidos à coleta de sangue para a realização de hemograma e à extração de DNA para a confirmação da presença de A. marginale, por meio da reação em cadeia pela polimerase (PCR). Os animais foram divididos em três grupos experimentais, para realização dos protocolos terapêuticos, utilizando-se dipropionato de imidocarb, oxitetraciclina e enrofloxacina. Trinta e seis animais (75%) apresentaram reação positiva ao PCR. Os animais positivos não apresentaram diferenças significativas quanto ao hemograma e ao leucograma quando comparados com os negativos, no entanto os níveis de proteínas séricas foram inferiores nos animais positivos (P<0,05). Os três protocolos terapêuticos foram capazes de reduzir a infecção ao longo do tratamento (P<0,01), porém, após cinco dias de tratamento, a enrofloxacina apresentou maior efetividade em relação aos demais (P<0,01). Após o final do tratamento, nenhum protocolo foi capaz de eliminar totalmente a infecção pelo A. marginale em bovinos naturalmente infectados e manejados a campo.


Anaplasma marginale is the most important agent regarding cattle anaplasmosis. The main clinical signs of this disease are hemolitic anemia, jaundice, dyspnea, tachycardia, fever, fatigue, lacrimation, salivation, frequent urination, anorexia, weight loss, abortion and death. Antimicrobial therapy is the main therapeutic protocol. The aim of this paper was to assess the efficacy of this therapy frequently used in field conditions. In order to do so, 48 crossbred zebu cattle presenting suggestive clinical signs of the disease were assessed. The animals were submitted to blood sample collection to perform a CBC and DNA extraction to confirm the presence of A. marginale by the polymerase chain reaction (PCR) test. The animals were divided into three experimental groups to perform the therapeutic protocols, using imidocarb dipropionate, enrofloxacin and oxytetracycline. Thirty-six animals (75%) presented positive reaction to PCR. The positive animals do not present significant differences in the CBC and WBC when compared to the negative ones. However, the serum protein levels were lower in positive animals (P<0.05). All the treatments were able to reduce the infection throughout the treatment (P<0.01). However, in time 1, enrofloxacin presented greater effectiveness in relation to the other ones (P<0.01). After the end of the treatment no protocol was able to totally eliminate the infection by A. marginale in cattle naturaly infected and handled on the field.


Assuntos
Animais , Bovinos , Anaplasma marginale , Imidocarbo/análise , Oxitetraciclina/administração & dosagem , Oxitetraciclina/uso terapêutico , Anaplasmose/terapia
2.
Pesqui. vet. bras ; 35(3): 265-269, 03/2015. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-751980

RESUMO

This study aimed to assess and evaluate the effects of Theileria equi infection on embryonic recovery, gestation and early embryonic loss. Thirteen Mangalarga Marchador Theileria equi positive donors (diagnosed through nested-PCR) and 40 embryos receptors were used. Donors were submitted to two embryo collections in two consecutive estrous cycles (GId); after, the same mares were treated with imidocarb dipropionate (1.2mg/kg IM.) in order to collect more embryos in two more estrous cycles (GIId). Receptors were divided into two groups (control and with treated) with 20 animals each, where one group was the control (GIr) and the other one (GIIr) treated with 1.2mg/kg IM of imidocarb dipropionate assessing the gestation rate at 15, 30, 45 and 60 days. After 52 embryo collections, the embryonic recovery rates were 53.84% (14/26) and 65.38% (17/26) (p> 0.05) for GId and GIId, respectively. The gestation rate was 70% (14/20) (p>0.05) at 15, 30, 45 and 60 days in group GIr and for GIIr was 85% (17/20) (p>0.05) at 15 days, 80% (16/20) (p>0.05) at 30, 45 and 60 days. The treatment with imidocarb dipropionate did not cause significant improvement in the reproductive efficiency at an ET program.


Este estudo teve por objetivo avaliar a influência da infecção por Theileria equi nas taxas de recuperação embrionária, gestação e perda embrionária precoce. Foram utilizadas 13 doadoras e 40 receptoras de embrião da raça Mangalarga Marchador, positivas para Theileria equi através da técnica de nested-PCR. Nas doadoras foram realizados duas coletas de embriões em dois ciclos estrais consecutivos (GId), em sequência, esses mesmos animais foram tratados com dipropionato de imidocarb (1,2mg/kg IM.) para realização de mais duas coletas de embriões em dois ciclos estrais (GIId). As receptoras foram divididas em dois grupos de 20 animais cada, onde um grupo foi o controle (GIr) e, o outro grupo, foi tratado (GIIr) com 1,2mg/ Kg IM de dipropionato de imidocarb, com intuito de avaliar a taxa de gestação aos 15, 30, 45 e 60 dias. Após a realização de 52 coletas de embrião, as taxas de recuperação embrionária foram de 53,84% (14/26) e 65,38% (17/26) (p> 0,05) para GId e GIId, respectivamente. A taxa de gestação foi de 70% (14/20) (p>0,05) aos 15, 30, 45 e 60 dias no grupo GIr e para o GIIr foi 85% (17/20) (p>0,05) aos 15 dias, 80% (16/20) (p>0,05) aos 30, 45 e 60 dias. O tratamento com dipropionato de imidocarb não promoveu melhora significativa na eficiência reprodutiva em um programa de TE.


Assuntos
Animais , Feminino , Cavalos/parasitologia , Imidocarbo/administração & dosagem , Theileria/isolamento & purificação , Transferência Embrionária/veterinária , Equidae/embriologia , Taxa de Gravidez
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA