Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 18 de 18
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Base de dados
Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. méd. Chile ; 138(1): 109-116, ene. 2010. ilus
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-542056

RESUMO

Ulcerative colitis (UC) is a chronic inflammatory disease of unknown etiology that affects a variable length of the colon, starting from the rectum. When the disease is confined to the rectum is called ulcerative proctitis (UP). Several studies have unsuccessfully attempted to determine the factors that determine the extent of involvement. The goals of therapy in UP are to induce and maintain remission of symptoms and disease. Topical treatment with 5-aminosalicylates (5-ASA) is the treatment of choice to induce remission. In the maintenance phase, long-term follow up studies suggest that treatment with 5-ASA is better than placebo, to maintain the disease inactive. For those patients that do not respond to treatment with topical 5-ASA or have a moderate to severe disease, there are additional therapies such as oral 5-ASA, topical or systemic corticosteroids, immunomodulators, biological therapies (Infliximab) and cyclosporine. Surgery is seldom needed.


Assuntos
Humanos , Anti-Inflamatórios/uso terapêutico , Colite Ulcerativa/tratamento farmacológico , Proctite/tratamento farmacológico , Administração Oral , Administração Tópica , Ácidos Aminossalicílicos/uso terapêutico
2.
Biol. Res ; 40(2): 155-162, 2007. graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-468186

RESUMO

The antioxidant effect of 5-Aminosalicylic acid (5-ASA) on copper-mediated LDL oxidation was followed either by the emitted chemiluminiscence (CL) or by UV-vis spectroscopy. 5-ASA addition extends the lag phase in a concentration-dependent manner without changes in the rate of the process in the autoaccelerated phase. The antioxidant behavior of 5-ASA was very similar to that of Trolox, a very efficient water soluble antioxidant. The copper-binding capacity of 5-ASA was evaluated by UV-visible spectroscopy. The addition of copper to a 5-ASA solution increases the absorbance at 332 nm and generates a new band at 298 nm. These changes in the UV-vis spectra indicate formation of a complex between 5-ASA and copper. However, LDL protection by 5-ASA is unrelated to its copper chelating capacity.


Assuntos
Ácidos Aminossalicílicos/farmacologia , Antioxidantes/farmacologia , Cobre/química , Lipoproteínas LDL/metabolismo , Ácidos Aminossalicílicos/química , Ácidos Aminossalicílicos/metabolismo , Antioxidantes/química , Antioxidantes/metabolismo , Cobre/toxicidade , Medições Luminescentes , Oxirredução/efeitos dos fármacos , Espectrofotometria Ultravioleta , Fatores de Tempo
3.
J. bras. med ; 83(3): 15-22, set. 2002.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-322000

RESUMO

A doença de Crohn (DC) é uma enteropatia recorrente, espontânea, debilitante e de etiologia desconhecida. Sua farmacoterapia permaneceu relativamente inalterada nos últimos 20 anos, firmando-se no uso de medicamentos à base de ácido 5-aminossalicílico (5-ASA), corticosteróides, antibióticos e imunossupressores. Investigações recentes sobre a sua fisiopatologia têm produzido novas drogas e tratamentos. Esta revisäo aborda os agentes atualmente em uso e oferece um panorama das terapias em surgimento


Assuntos
Humanos , Mercaptopurina , Ácidos Aminossalicílicos/uso terapêutico , Corticosteroides , Terapia Combinada , Ciclosporina , Doença de Crohn/fisiopatologia , Doença de Crohn/terapia , Apoio Nutricional , Terapia Combinada , Mesalamina , Receptores Imunológicos/uso terapêutico , Sulfassalazina
6.
Rev. bras. colo-proctol ; 19(2): 114-21, abr.-jun. 1999. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-280956

RESUMO

A retocolite ulcerativa é, ainda, uma doença de etiologia desconhecida. Os conhecimentos acumulados com as observaçöes feitas na prática clínica ou com os resultados de investigaçöes bem controladas deixam-nos mais preocupaçäo do que certeza porque o curso evolutivo dessa moléstia continua sendo, às vezes, imprevisível e o tratamento frustrante, tanto para o médico como para o paciente. Por causa disso, essa "velha doença", motiva de aprofundadas e novas investigaçöes, vai deixando de ser capítulo de livros para se tornar livros de muitos capítulos - fruto do substancial progresso científico que acumulou saber sobre aspectos de ultra-estrutura da mucosa intestinal e sua reaçäo ao processo inflamatório; sobre a complexidade dos hormônios intestinais ou sobre o sistema imune da mucosa intestinal com características especiais de um órgäo linfóide. Enfim, tudo o que se sabe a respeito de reaçäo inflamatória envolvendo o intestino, de fatores, de agentes, de complexos, de citocinas pró-inflamatórias, de citocinas imuno-moduladoras, näo é suficiente para nos afastar de um padräo terapêutico vigente há 50 anos


Assuntos
Humanos , Ácidos Aminossalicílicos/uso terapêutico , Corticosteroides/uso terapêutico , Anti-Inflamatórios/uso terapêutico , Colite Ulcerativa/tratamento farmacológico , Mesalamina/uso terapêutico , Sulfassalazina/uso terapêutico , Corticosteroides/efeitos adversos , Colite Ulcerativa/diagnóstico , Mesalamina/efeitos adversos , Sulfassalazina/efeitos adversos
7.
Bol. Hosp. San Juan de Dios ; 44(3): 134-44, mayo-jun. 1997. tab
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-202603

RESUMO

En el curso de las últimas décadas y debido a los progresos terapéuticos logrados, las Enfermedades Inflamatorias Intestinales que antes eran afecciones crónicas, progresivas e irreversibles, de alta mortalidad y de tratamiento quirúrgico, se han transformado en cuadros susceptibles de alcanzar remisiones clínicas completas y mantenidas, compatibles con una calidad de vida prácticamente normal. Progresos y avances igualmente significativos se han alcanzado prácticamente en todos los campos de la Medicina Interna en la segunda mitad del presente siglo


Assuntos
Humanos , Colite Ulcerativa/tratamento farmacológico , Doença de Crohn/tratamento farmacológico , Doenças Inflamatórias Intestinais/classificação , Ácidos Aminossalicílicos/uso terapêutico , Corticosteroides/uso terapêutico , Antibacterianos/uso terapêutico , Azatioprina/uso terapêutico , Diagnóstico Clínico , Colite Ulcerativa , Colite Ulcerativa/diagnóstico , Colite Ulcerativa/cirurgia , Doença de Crohn , Doença de Crohn/diagnóstico , Doença de Crohn/cirurgia , Ciclosporina/uso terapêutico , Metotrexato/uso terapêutico
8.
Bol. Hosp. San Juan de Dios ; 44(3): 181-2, mayo-jun. 1997.
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-202616

RESUMO

En 1942 la reumatóloga sueca Dra. Nana Svartz comunicó los favorables resultados obtenidos con la administración de asulfidina a pacientes portadores de artritis y diarrea


Assuntos
Sulfassalazina/uso terapêutico , Ácidos Aminossalicílicos/farmacologia , Sulfapiridina/farmacologia , Sulfassalazina , Sulfassalazina/química , Sulfassalazina/farmacologia
10.
Rev. gastroenterol. Méx ; 59(4): 301-3, oct.-dic. 1994. ilus
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-198994

RESUMO

La perforación intestinal libre del intestino delgado en la Enfermedad de Crohn es un evento raro, la frecuencia reportada varía entre el 1 al 2 por ciento y solamente en el 25 por ciento de los casos aparece como manifestación de la enfermedad. Informamos un caso, al cual lo consideramos como único, debido al hecho de que dentro de un año hubo tres episodios independientes de perforación como manifestación única de la enfermedad


Assuntos
Pessoa de Meia-Idade , Humanos , Feminino , Ácidos Aminossalicílicos/administração & dosagem , Doença de Crohn/fisiopatologia , Intestinos/cirurgia , Obstrução Intestinal/complicações , Perfuração Intestinal/fisiopatologia , Procedimentos Cirúrgicos Operatórios/estatística & dados numéricos
14.
Braz. j. med. biol. res ; 23(12): 1323-34, 1990. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-103661

RESUMO

1. Evidence is presented for the occurrence of type 1 prostaglandin 15-hidroxydehydrogenase in human rectal mucosa. No evidence of the presence of type 2 dnzyme was found. 2. A 15-keto-prostaglandin reductase, responsible for the breakdown of 13, 14-dihydro 15-keto prostaglandins to 13, 14-dihydro prostaglandins, was also present in human rectal mucosa. 3. Ulcerative colitis patients catabolized prostaglandins to the same extent as the control group. PGE was catabolized significantly better than PGF2 alfa. 4. 5-Aminosalicylic acid and sulphapyridine did not affect prostaglandin catabolism. Sulphasalazine, methilsulphasalazine, indomethacin, flurbiprofen, disodium cromoglycate, sodium salicylate and carbenoxolone sodium inhibited prostaglandin catabolism to the same extent in both groups.Salicylazosulphadimidine was a more potent inhibitor of PGE1 catabolism than of PGF2alfa. 5. The increased prostaglandin synthesis reported for ulcerative colitis patients was not paralleled by increased catabolism, a fact possibly contributing to the accumulation of such compounds in the diseased state


Assuntos
Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Humanos , Masculino , Feminino , Ácidos Aminossalicílicos/farmacologia , Colite Ulcerativa/metabolismo , Prostaglandinas E/metabolismo , Prostaglandinas F/metabolismo , Sulfassalazina/farmacologia , Ácidos Aminossalicílicos/uso terapêutico , Colite Ulcerativa/tratamento farmacológico , Mucosa Intestinal/patologia , NADP/metabolismo , Sulfassalazina/uso terapêutico
15.
Folha méd ; 97(4): 253-7, out. 1988. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-76929

RESUMO

Este experiência faz parte de um projeto de desenvolvimento de uma formulaçäo oral do ácido 5-aminossalicílico, utilizando um sistema de revestimento de comprimidos a base de uma resina acrílica (Eudragit S), para o tratamento de doenças inflamatórias intestinais. O estudo teve a participaçäo de 14 pacientes portadores de retocolite ulcerativa e foi realizado em duas etapas. Através de radiografias simples do abdome, verificou-se que a formulaçäo libera seu conteúdo no íleo terminal e no cólon proximal, independente de diferenças individuais quanto ao trânsito intestinal. Os autores, com base nos resultados, concluem que esta formulaçäo oral de 5-ASA pode trazer uma grande contribuiçäo para a terapêutica da retocolite ulcerativa e, provavelmente, da doença de Crohn


Assuntos
Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Humanos , Masculino , Feminino , Colite Ulcerativa/tratamento farmacológico , Comprimidos com Revestimento Entérico , Ácidos Aminossalicílicos/uso terapêutico
16.
Folha méd ; 96(6): 393-9, jun. 1988. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-72403

RESUMO

Com o objetivo de verificar a eficácia terapêutica e a tolerabilidade do ácido 5-aminossalicílico, os autores elaboraram um estudo multicentrico, reunindo 42 pacientes com retocolite ulcerativa leve a moderada, distribuídos em dois grupos, onde 34 foram tratados com a forma de supositório e oito com a de enema. Os resultados avaliados através do quadro clínico, retossingmoidoscopia e histopatologia, após quatro semanas de tratamento, demonstraram que o medicamento atua em ambas as apresentaçöes com um bom índice de eficácia. Verificou-se melhora acentuada nos principais sintomas como anorexia, emagrecimento, dor abdominal e enterorragia. Na opiniäo dos pesquisadores, a eficácia foi considerada satisfatória em 80,9% do total de casos, constatando-se apenas dois casos em que näo houve resposta alguma ao tratamento. A tolerabilidade do medicamento foi considerada excelente em 90,5% dos casos, sem ocorrência de efeitos colaterais relevantes


Assuntos
Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Humanos , Masculino , Feminino , Ácidos Aminossalicílicos/uso terapêutico , Colite Ulcerativa/tratamento farmacológico , Ensaios Clínicos como Assunto , Enema , Sulfassalazina/uso terapêutico , Supositórios
17.
Folha méd ; 96(4): 231-4, abr. 1988. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-61874

RESUMO

Säo relatados os resultados de um estudo duplo-cego, aleatório, elaborado com o objetivo de verificar a eficácia terapêutica do ácido 5-aminossalicílico (5-ASA), em comparaçäo com a hidrocortisona, no tratamento da fase aguda da retocolite ulcerativa. Ambas as drogas foram administradas sob a forma de enemas de 100ml, contendo 3g de 5-ASA ou 0,1 g de hidrocortisona. Participaram voluntariamente do trabalho 15 pacientes. Oito doentes foram tratados com 5-ASA e sete com hidrocortisona por um período de 28 dias. Durante as primeiras duas semanas os pacientes foram tratados com dois enemas diários, reduzindo-se para um enema nas duas semanas seguintes. Seis dos oito pacientes tratados com 5-ASA e cinco dos sete tratados com hidrocortisona foram considerados em remissäo, utilizando-se critérios clínicos e retossigmoidoscópicos ao término da terapêtica. Dois pacientes tratados com 5-ASA abandonaram o tratamento com queixas de ardência no reto. Ao término do tratamento observou-se acentuada melhora quanto à sintomatologia clínica, à retossigmoidoscopia e à histopatologia nos pacientes de ambos os sexos, comparando-se com os valores observados no início da terapêutica. Näo se constatou, entretanto, diferença significativa entre os dois tratamentos instituídos. Os autores concluem que os enemas de 5-ASA e os de hidrocortisona säo igualmente efetivos para producir remissäo da retocolite ulcerativa quando em fase aguda


Assuntos
Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Humanos , Masculino , Feminino , Ácidos Aminossalicílicos/uso terapêutico , Colite Ulcerativa/tratamento farmacológico , Enema , Hidrocortisona/uso terapêutico , Ensaios Clínicos como Assunto/uso terapêutico , Método Duplo-Cego
18.
Folha méd ; 93(5/6): 405-8, nov.-dez. 1986. tab, ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-38251

RESUMO

Estudou-se uma preparaçäo oral de ácido 5-aminossalicílico de liberaçäo pH dependente. Participaram do estudo 11 indivíduos com idades variando entre 20 e 63 anos, dos quais três eram voluntários sadios, seis apresentavam retocolite ulcerativa e dois doença de Crohn. Através de um acompanhamento radiológico efetuado na 6ª, 12ª e 24ª hora, constatou-se que a desintegraçäo dos comprimidos se realiza somente na regiäo ileocecal e cólon. Finalmente, com base nos resultados, destaca-se a potencialidade da formulaçäo no controle das doenças inflamatórias intestinais


Assuntos
Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Humanos , Masculino , Feminino , Ácidos Aminossalicílicos/metabolismo , Colo/metabolismo , Colite Ulcerativa/metabolismo , Doença de Crohn/metabolismo
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA