Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 39
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
1.
Braz. J. Pharm. Sci. (Online) ; 53(2): e16128, 2017. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-951895

RESUMO

ABSTRACT BCS (Biopharmaceutics Classification System) and BDDCS (Biopharmaceutics Drug Disposition Classification System) were proposed as tools for classifying drugs into four categories. Both systems consider the solubility as an important characteristic for the classification of compounds in drug development and in vivo disposition prediction. Although some results of drug solubility can be found in the literature, the aforementioned characteristic is not entirely clear when considering didanosine (ddI). Based on that, the solubility of ddI was evaluated using equilibrium and intrinsic dissolution methods. For the equilibrium method, excess amount of ddI was added to each media until obtaining a supersaturated solution and the mixture was submitted to agitation at 37 °C. For the intrinsic dissolution method, the drug was compressed into the Wood's apparatus matrix and subjected to dissolution in each media with agitation at 37 °C. The results obtained from the equilibrium method indicated that it was necessary 139.37 mL of pH 1.2 media, 87.72 mL of pH 4.5 media, 12.54 mL of pH 6.8 media, 5.03 mL of pH 7.5 media and 7.65 mL of purified water for drug solubilization. Furthermore, a very fast intrinsic dissolution rate (IDR) was obtained for each media: 0.1 mg/min/cm² (pH 1.2), 0.2 mg/min/cm² (pH 4.5), 0.2 mg/min/cm² (pH 6.8), 0.1 mg/min/cm² (pH 7.5) and 0.1 mg/min/cm² (purified water). Based on these results, ddI can be considered as a highly soluble drug for both equilibrium and intrinsic dissolution methods.


Assuntos
Solubilidade , Biofarmácia , Didanosina/análise , Análise de Sistemas , Preparações Farmacêuticas/classificação
2.
Lima; IETSI; 15 ene. 2016. tab.
Não convencional em Espanhol | LILACS, BRISA/RedTESA | ID: biblio-859448

RESUMO

CONSIDERANDO: Que mediante Resolución de Instituto de Evaluación de Tecnologías en Salud e Investigación Número 013-IETSI-ESSALUD_2015 se aprobó la modificación de las especificaciones técnicas de 11 productos farmacéuticos incluidos en el Petitorio Farmacológico de ESSALUD. SE RESUELVE: RECTIFICAR: El artículo Primero de la Resolución de Instituto de Evaluación de Tecnologías en Salud e Investigación Número 13-IETSI-ESSALUD-2015, en los siguientes términos: MODIFICAR: En el Petitorio de ESSALUD, las especificaciones técnicas de los productos farmacéuticos según consta en tabla de la Resolución. DISPONER: Que se mantienen las demás disposiciones contenidas en la Resolución de Instituto de Evaluación de Tecnologías en Salud e Investigación Número 13-IETSI-ESSALUD-2015.


Assuntos
Didanosina/farmacocinética , Reposicionamento de Medicamentos/normas , Sistema Métrico/normas , Preparações Farmacêuticas/normas , Farmacocinética , Avaliação da Tecnologia Biomédica , Política Nacional de Medicamentos , Peru , Farmacologia/organização & administração
3.
Rev. paul. pediatr ; 33(2): 246-250, Apr-Jun/2015. graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-750794

RESUMO

OBJECTIVE: To alert the pediatrician who is following up HIV-infected patients about the possibility of non-cirrhotic portal hypertension (NCPH) in this period of life, in order to avoid the catastrophic consequences of this disease as bleeding esophageal varices. CASE DESCRIPTION: A 13 years old HIV-infected patient by vertical route was receiving didanosine (ddI) for 12 years. Although the HIV viral load had been undetectable for 12 years, this patient showed gradual decrease of CD4+ T cells, prolonged thrombocytopenia and high alkaline phosphatase. Physical examination detected splenomegaly, which triggered the investigation that led to the diagnosis of severe liver fibrosis by transient elastography, probably due to hepatic toxicity by prolonged use of ddI. COMMENTS: This is the first case of NCPH in HIV-infected adolescent described in Brazil. Although, the NCPH is a rare disease entity in seropositive patients in the pediatric age group, it should be investigated in patients on long-term ddI or presenting clinical and laboratories indicators of portal hypertension, as splenomegaly, thrombocytopenia and increased alkaline phosphatase.


OBJETIVO: Alertar o pediatra sobre a ocorrência de hipertensão portal não cirrótica (HPNC) na faixa etária pediátrica, no sentido de evitar as consequências catastróficas dessa doença, como o sangramento de varizes de esôfago. DESCRIÇÃO DO CASO: Paciente de 13 anos, infectado pelo HIV por via vertical, recebia esquema antirretroviral com didanosina (ddI) havia 12 anos. Apesar do controle adequado da replicação viral, com carga viral do HIV indetectável havia 12 anos, passou a apresentar diminuição gradativa dos linfócitos TCD4+, trombocitopenia prolongada e fosfatase alcalina elevada. O exame físico detectou esplenomegalia, que desencadeou o processo de investigação e culminou no diagnóstico de fibrose hepática acentuada pela elastografia, por provável toxicidade hepática devido ao uso prolongado de ddI. COMENTÁRIOS: Este é o primeiro caso de HPNC em adolescente infectado pelo HIV descrito no Brasil. Embora seja entidade mórbida rara em pacientes soropositivos para o HIV na faixa etária pediátrica, deve ser investigada nos pacientes em uso prolongado de ddI ou que apresentem indicadores clínicos e/ou laboratoriais de hipertensão portal, como esplenomegalia, trombocitopenia e aumento de fosfatase alcalina.


Assuntos
Humanos , Masculino , Adolescente , Didanosina/efeitos adversos , Hipertensão Portal/complicações , Cirrose Hepática , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/complicações
4.
Arch. endocrinol. metab. (Online) ; 59(2): 116-122, 04/2015. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-746470

RESUMO

Objective This study aims to estimate the prevalence of thyroid diseases and anti-TPO status. We searched for an association among presence of immune reconstitution and use of stavudine, didanosine and protease inhibitors with thyroid diseases. Materials and methods A cross-sectional study was performed to analyze the records of 117 HIV-infected patients who had their CD4+ cell count, viral load, anti-TPO, TSH and free T4 levels collected on the same day. Immune reconstitution was considered in those whose T CD4+ count was below 200 cells/mm3, but these values increased above 200 cells/mm3 after the use of antiretrovirals. The odds ratio obtained by a 2x2 contingency table and a chi-square test were used to measure the association between categorical variables. Results The prevalence of thyroid disease was 34.18%; of these, 4.34% were positive for anti-TPO. There was an association of risk between stavudine use and subclinical hypothyroidism (OR = 4.19, 95% CI: 1.29 to 13.59, X2 = 6.37, p = 0.01). Immune reconstitution achieved protection associated with thyroid disease that was near statistical significance OR = 0.45, 95% CI: 0.19 to 1.04, X2 = 3.55, p = 0.059. Conclusion The prevalence of thyroid disease in the sample studied was higher than what had been found in the literature, with a low positive anti-TPO frequency. The historical use of stavudine has an association of risk for the presence of subclinical hypothyroidism, and immune reconstitution has trends towards protection for the presence of thyroid diseases. .


Assuntos
Adulto , Feminino , Humanos , Masculino , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/tratamento farmacológico , Autoanticorpos/isolamento & purificação , Hipotireoidismo/epidemiologia , Iodeto Peroxidase/imunologia , Inibidores da Transcriptase Reversa/uso terapêutico , Estavudina/uso terapêutico , Doenças da Glândula Tireoide/epidemiologia , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/sangue , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/complicações , Antirretrovirais/uso terapêutico , Doenças Assintomáticas/epidemiologia , Doenças Assintomáticas/terapia , Estudos Transversais , Didanosina/uso terapêutico , Hipotireoidismo/induzido quimicamente , Hipotireoidismo/imunologia , Prevalência , Inibidores da Transcriptase Reversa/efeitos adversos , Estavudina/efeitos adversos , Doenças da Glândula Tireoide/tratamento farmacológico
5.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-535417

RESUMO

Neste estudo buscou-se desenvolver formulações de comprimidos tamponados mastigáveis (CTM) de didanosina com eficiência de dissolução (ED%) e capacidade neutralizante ácida (CNA) otimizados, tendo como base o medicamento referência e especialidades farmacêuticas disponíveis no mercado nacional. Cinco formulações de CTM foram produzidas e avaliadas quanto a ED% e CNA, por meio de ensaio de dissolução e titulação ácido-base, respectivamente. Os resultados iniciais de CNA foram próximos aos encontrados para as especialidades farmacêuticas, aproximadamente 12 mEq HCl, porém distantes do medicamento referência (especialidade A, CNA = 17,93 mEq HCl). Já as formulações derivadas de CTM-4 conduziram à obtenção de comprimidos tamponados com CNA otimizada de aproximadamente 17,5 mEq HCl, o mesmo ocorrendo para ED%, (61,33% e 62,00%, CTM-4-2-1 e3, respectivamente). Esse resultado mostra-se próximo ao valor de 59,33% da especialidade A, quando utilizado o mesmo método de dissolução, indicando haver equivalência entre estas formulações e o medicamento referência para estes parâmetros.


The aim in this study was to develop chewable buffered tablets (CBT) of didanosine with optimized dissolution efficiency (DE) and acid-neutralizing capacity (ANC), using the reference medicine and other pharmaceutical didanosine products available in Brazil as models. Five CBT formulations were prepared and assessed for DE and ANC, through the dissolution test and acid-base titration, respectively. The initial ANC results fell short of those for the reference medicine (product A, ANC= 17.93 mEq HCl), but were close to those obtained for other pharmaceutical products (approximately 12 mEq HCl). The formulations derived from CBT-4 resulted in buffered tablets with an optimized ANC of 17.5 mEq HCl, approximately. The same was found for DE (61.33% and 62.00%, CBT-4-2-1 and CBT 3, respectively). This result proved to be close to that of product A (59.33%), when the same method was used for the dissolution test, indicating that both formulations and the reference medicine were equivalent with respect to these properties.


Assuntos
Química Farmacêutica , Dissolução , Didanosina/farmacocinética , Preparações Farmacêuticas , Comprimidos com Revestimento Entérico
6.
Braz. j. med. biol. res ; 40(1): 97-104, Jan. 2007. graf, tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-439664

RESUMO

Didanosine (ddI) is a component of highly active antiretroviral therapy drug combinations, used especially in resource-limited settings and in zidovudine-resistant patients. The population pharmacokinetics of ddI was evaluated in 48 healthy volunteers enrolled in two bioequivalence studies. These data, along with a set of co-variates, were the subject of a nonlinear mixed-effect modeling analysis using the NONMEM program. A two-compartment model with first order absorption (ADVAN3 TRANS3) was fitted to the serum ddI concentration data. Final pharmacokinetic parameters, expressed as functions of the co-variates gender and creatinine clearance (CL CR), were: oral clearance (CL = 55.1 + 240 x CL CR + 16.6 L/h for males and CL = 55.1 + 240 x CL CR for females), central volume (V2 = 9.8 L), intercompartmental clearance (Q = 40.9 L/h), peripheral volume (V3 = 62.7 + 22.9 L for males and V3 = 62.7 L for females), absorption rate constant (Ka = 1.51/h), and dissolution time of the tablet (D = 0.43 h). The intraindividual (residual) variability expressed as coefficient of variation was 13.0 percent, whereas the interindividual variability of CL, Q, V3, Ka, and D was 20.1, 75.8, 20.6, 18.9, and 38.2 percent, respectively. The relatively high (>30 percent) interindividual variability for some of these parameters, observed under the controlled experimental settings of bioequivalence trials in healthy volunteers, may result from genetic variability of the processes involved in ddI absorption and disposition.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Fármacos Anti-HIV/farmacocinética , Didanosina/farmacocinética , Fármacos Anti-HIV/sangue , Didanosina/sangue , Taxa de Depuração Metabólica , Modelos Biológicos
7.
São Paulo; s.n; nov. 16, 2006. 146 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-450135

RESUMO

A Síndrome da Imunodeficiência adquirida (AIDS) é uma doença de amplo espectro de manifestações, sendo razão de preocupação para qualquer autoridade sanitária. A terapêutica da AIDS é complexa sendo utilizados vários medicamentos, diversas vezes ao dia. Deste modo, objetivou-se o desenvolvimento de formas farmacêuticas sólidas como comprimidos tamponados mastigáveis (CTM), comprimidos com revestimento gastro-resistentes (CRGR) e pellets (PEL) para a veiculação de didanosina (ddl). Seis especialidades farmacêuticas na forma de CTM forma estudadas quanto ao perfil de dissolução, pH do meio e capacidade neutralizante ácida (CNA). Formulações teste de CTM foram propostas visando obter CNAs e perfis de dissolução adequados. Também foram testadas formulações de comprimidos e de pellets para posterior revestimento com filme gastro-resistente derivado do ácido metacrílico. Os ensaios de dissolução das amostras de CTM revelaram diferenças nas características de liberação do fármaco. Também foram observadas diferenças relacionadas a CNA. As formulações de CTM propostas apresentaram, na maioria dos casos, adequados perfis de dissolução e CNA. As formulações CRGR que receberam revestimento gastro-resistente apresentaram perfis de dissolução de ddl adequados, entretanto os comprimidos testados intumesceram em meio ácido, indicando descontinuidade do filme polimérico sobre os comprimidos. Testes para a produção de pellets veiculando ddl mostraram-se adequados quanto à morfologia e dissolução do fármaco, o mesmo sendo observado após o revestimento com filme gastro-resistente


The Acquired Immune Deficiency Syndrome (AIDS) is a disease that manifests itself in a myriad of ways. Because of this, the condition has been subject of concern to all sanitary authorities. The treatment of AIDS is complex and many types of medicine are used, many times a day. The objective of the present study was to develop solid pharmaceutical dosage forms such as buffered chewable tablets (CTM), gastro-resistant coating tablets (CRGR) and pellets (PEL) for the loading of didanosine (ddl). Six pharmaceutical specialties in the form of CTM were studied so as to identify the profile of the dissolution, the pH of the environment, and the neutralizing acid capacity (CNA). The use of CTM tests formulations was proposed with the objective of obtaining adequate CNA and dissolution profiles. Different compositions of tablets and pellets were tested for a later addition of gastro-resistant film derived from the methacrylic acid. The experiments on the dissolution of the sample of CTM showed differences in the characteristic of the release of the substance. Differences related to the CNA were also observed. The formulations of the CTM proposed showed to have, in the most number of the cases, both adequate dissolution behavior and CNA. The formulations of the CRGR that had received the gastro-resistant coating showed adequate profile of ddl dissolution; the tested tablets, however, swelled in the acid environment, therefore indicating a lack of continuity of the polymeric film over the tablets. The tests for the production of pellets showed adequate results as to its morphology and dissolution of ddl. The same was observed after coating the pellets with gastro-resistant film.


Assuntos
Didanosina/farmacocinética , Preparações Farmacêuticas , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/metabolismo , Comprimidos com Revestimento Entérico , Química Farmacêutica , Dissolução
9.
Rio de Janeiro; s.n; 2003. 2003 p.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-363319

RESUMO

Neste estudo foram utilizados dados oriundos de um estudo de bioequivalência para estimar a variabilidade individual na resposta farmacológica da didanosina (ddI). A utilização desses dados permite estimar parâmetros farmacocinéticos livres de interferência de doença, alimentação, medicamentos concomitantes e outros fatores que estão presentes em dados originados na rotina clínica. O cálculo do componente genético (RGC) foi feito para cada parâmetro.A ddI é um dos anti-retrovirais que compõem os esquemas de HAART. A variabilidade da resposta farmacológica é um possível fator na ocorrência da falha terapêutica. O objetivo desse estudo é mostrar que mesmo em indivíduos saudáveis existe uma fonte de variabilidade individual que é responsável pelas diferentes respostas a um mesmo fármaco. Os parâmetros farmacocinéticos da ddI foram estimados por um modelo não linear de efeitos mistos. O programa de computador NONMEM foi utilizado para construção desse modelo. Esta dissertação está apresentada em 4 partes: a primeira é uma introdução ao problema; a segunda descreve as etapas da construção do modelo; a terceira é o artigo apresentando um modelo que descreve a farmacocinética de população da ddI em indivíduos saudáveis e a quarta parte é a consideração final. Os resultados encontrados nesse estudo mostram que o sexo e o peso são variáveis que influenciam a variabilidade na resposta a ddI. Mesmo controlando-se por essas variáveis, existe uma necessidade de utilizar efeitos aleatórios para descrever a variabilidade interindividual. Os parâmetros e apresentaram maior variabilidade devido a fatores genéticos. Esse estudo também mostrou que a transformação logarítmica não foi suficiente para obter a normalização dos efeitos aleatórios, utilizado como pressuposto pelo NONMEM. Outras opções para estruturas da distribuição dos efeitos aleatórios devem ser exploradas.Dados originados dos estudos de bioequivalência permitem diminuir a variabilidade causada por fatores externos. Sendo assim, é possível associar a variabilidade interindividual encontrada a fatores genéticos. Um futuro estudo para tentar correlacionar a variabilidade encontrada no fenótipo com a presença de alguma alteração no P450 tornaria mais evidente a causa da variabilidade por fatores genéticos.


Assuntos
Didanosina , Farmacocinética
10.
Rio de Janeiro; s.n; 2003. xxiii,82 p. ilus, tab.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-398518

RESUMO

A Didanosina (2’,3’– didesoxiinosina), também denominada ddI, medicamento anti-retroviral, que compõe a terapia combinada utilizada no tratamento da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (aids), pertence à classe dos inibidores da enzima transcriptase reversa análogo de nucleosídeo (ITRN). Inicialmente, o presente estudo discutiu a importância de garantir o acesso e a qualidade dos medicamentos, a partir do fomento da Indústria Farmacêutica Nacional, em especial dos Laboratórios Nacionais, aumentando a oferta de medicamentos e contribuindo para a queda de preços, através da concorrência de mercado. Lembrando que garantir acesso apenas com fomento à produção tem alcance limitado, dessa forma discutiu ainda a importância de fomentar a indústria farmoquímica. Lembrou também, que para garantir o acesso e a qualidade, há necessidade de regulamentar as atividades, envolvidas na produção, comércio e distribuição de medicamentos, por intermédio do controle sanitário, através das ações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, destacando a validação da metodologia analítica, parte essencial das boas práticas de fabricação e controle, como ferramenta fundamental para o controle da qualidade dos medicamentos distribuídos no mercado, permitindo avaliar objetivamente a qualidade dos mesmos, a fim de garantir sua segurança e eficácia. Ao incluir a história de desenvolvimento e produção de anti-retrovirais vivida pelos profissionais do Instituto Vital Brasil, destacou a necessidade urgente de investimento nos Laboratórios Oficiais, tanto para o desenvolvimento tecnológico como a capacitação de recursos humanos, frente ao papel que estes laboratórios desempenham para a saúde pública, como também, para uma constante atualização e modernização, tanto de equipamentos como de procedimentos, a fim de atender às normas, legislação sanitária, cada vez mais exigentes. Lembrando que não adianta apenas regulamentar as atividades de produção de medicamentos, sem efetivamente implementar uma política concreta de investimentos, que viabilize os Laboratórios Oficiais cumprir a legislação sanitária vigente.A metodologia analítica desenvolvida, para análise de teor do comprimido de Didanosina, baseia-se na cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE) em fase reversa, com detecção pelo ultravioleta, foi considerada validada, sendo: específica, linear, exata e precisa nos níveis de repetitividade e precisão intermediária


Assuntos
Didanosina , Indústria Farmacêutica , Qualidade dos Medicamentos Homeopáticos , Cromatografia Líquida de Alta Pressão , Serviços Laboratoriais de Saúde Pública
11.
Niterói; s.n; 2002. 106 p. graf, ilus, tab.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-682605

RESUMO

O anti-retroviral análogo de nucleosídeo 2',3' - didesoxiinosina (ddl) tem uma ampla utilização clínica no tratamento de pacientes com AIDS iu HIV positivos. Apesar da toxicidade reduzida, alguns problemas tem sido levantados com a utilização da ddl em tratamento a longo prazo. Vários estudo clínicos tem associado a pancreatite com a terapia prolongada de ddl em pacientes infectados com o HIV...Nenhum tratamento com ddl modificou a amilase sérica determinada na época do sacrifício dos animais. Nos ratos tratados com ddl, 600 mg kg -1 dia -1, por mais de 28 dias foi observada uma marcada hipoglicemia (i.p. = 34,7 +- 7,4 mgdL-1 p,,0,05, s.c.= 45,0 +- 7,5 mg dL -1, p,,0,05). Conclui-se que a ddl induz um efeito tóxico direto dose e tempo dependente nos tecidos pancreático e linfóide de rato. Os resultados suportam o envolvimento da ddl na pancreatite relatada em pacientes com AIDS tratados com ddl e são compatíveis com a hipótese de que esse anti-retroviral pode afetar a resposta imune humoral. No conjunto, este estudo indica que a toxicidade potencial do tratamento crônico com ddl deve ser mais profundamente examinada.


Assuntos
Animais , Masculino , Ratos , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida , Antirretrovirais , Didanosina/uso terapêutico , Didesoxiadenosina/toxicidade , Linfonodos , Pâncreas , Pancreatite , Ratos Wistar , Timo
12.
Arq. bras. oftalmol ; 64(5): 465-467, set.-out. 2001. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-299977

RESUMO

Os autores descrevem um caso de paciente adulto infectado com o vírus da imunodeficiéncia humana (HIV) que apresentou retinopatia tóxica secundária ao uso da didanosina (DDI). A didanosina é inibidor da transcriptase reversa utilizado no tratamento da síndrome da imunodeficiência adquirida (AIDS).A associaçäo da didanosina com retinopatia é bem estabelecida em crianças, porém é bastante rara em adultos.


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Didanosina , Doenças Retinianas/induzido quimicamente , Inibidores da Transcriptase Reversa , Didanosina , Inibidores da Transcriptase Reversa , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/tratamento farmacológico
13.
Bol. méd. Hosp. Infant. Méx ; 58(1): 12-20, ene. 2001. tab
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-303204

RESUMO

Introducción. Pacientes adultos VIH+/SIDA bajo terapia antirretroviral altamente activa (TAAA) que incluya inhibidores de proteasa VIH-1, muestran disminución de infecciones oportunistas, desconociéndose si las lesiones orales de niños VIH+/SIDA bajo TAAA muestran esta asociación. Objetivo: determinar si los niños VIH+/SIDA bajo TAAA muestran disminución de lesiones orales.Material y métodos. Veintiocho niños VIH+/SIDA (Clínica de Inmunodeficiencia, Hospital Infantil de México Federico Gómez) fueron incluidos en este estudio; 16 pacientes estuvieron bajo tratamiento con AZT+3TC+ritonavir, y 12 pacientes con tratamiento DDI+D4T. Todos los pacientes fueron oralmente examinados al inicio, 6 y 12 meses de tratamiento, determinándose la prevalencia de lesiones orales. Análisis estadístico: X2, exacta de Fisher, X2 de Mantel-Haenszel para tendencias.Resultados. Grupo AZT+3TC+ritonavir: prevalencia de lesiones orales: inicial=25 por ciento; 6 meses=12.5 por ciento, 12 meses=31.2 por ciento. Grupo DDI+D4T: prevalencia inicial de lesiones orales=41.6 por ciento; 6 meses=50 por ciento: 12 meses=33.3 por ciento. X2 de Mantel-Haenszel=4.3 (P=0.037).Conclusiones. Los niños VIH+/SIDA bajo TAAA aparentemente muestran disminución de lesiones orales.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pré-Escolar , Adolescente , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida , Antivirais , Criança , Soropositividade para HIV , Úlceras Orais/tratamento farmacológico , Didanosina , Lamivudina , Ritonavir , Estavudina , Zidovudina
14.
Rev. méd. Chile ; 128(10): 1139-43, oct. 2000. tab, graf
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-277208

RESUMO

Type B lactic acidosis occurs without any evidence of cellular hypoxia and is associated with the use of drugs or toxins. We report a 36 years old woman with acquired immunodeficiency syndrome that was admitted to the hospital with a severe lactic acidosis. She had been treated with didanosine, stavudine and efavirenz for four months prior to admission. Despite the use of high bicarbonate doses and vasoactive drugs, the patient had a catastrophic evolution and died in shock and multiple organ failure, 68 hours after admission


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Acidose Láctica/induzido quimicamente , Fármacos Anti-HIV/efeitos adversos , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/complicações , Ácido Láctico/biossíntese , Ácido Láctico/metabolismo , Acidose Láctica/diagnóstico , Acidose Láctica/tratamento farmacológico , Fármacos Anti-HIV/farmacologia , Antivirais/farmacologia , Didanosina/efeitos adversos , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/tratamento farmacológico , Estavudina/efeitos adversos
15.
Infectol. microbiol. clin ; 12(2): 42-57, jun. 2000. ilus
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-288107

RESUMO

Los inhibidores no nucleósidos de la transcriptasa inversa (INTI) son drogas potentes para el tratamiento de la infección por el virus de la inmunodeficiencia humana (HIV). Los compuestos aprobados por la FDA hasta la fecha son Nevirapina (NVP), Delavirdina (DLV) y Efavirenz (EFV). Múltiples estudios demostraron la eficacia de estas drogas para reducir la carga viral (CV) y aumentar el recuento de linfocito CD4+(RCD4), pero ninguno demostró todavía beneficio clínico. Las principales ventajas de su uso son la simple posología y buena tolerancia. Los efectos adversos más importante son el rash, de características e intensidad variables y las alteraciones neurológicas producidas por EFV. Algunas limitaciones que presentan son la interacción farmacológicas con las rifamicinas (que limitan las opciones para las pacientes coinfectados con Mycobacterium Tuberculosis) y el rápido desarrollo de resistencia por parte del HIV a todas las drogas del grupo. La indicación del tratamiento antirretroviral a un paciente infectado con el virus de la inmunodeficiencias humana (HIV) es un momento único y complejo para el paciente y para el médico. El primero pone su esperanza en el tratamiento, mientras que el médico, debe evaluar muchos aspectos además de la efectividad potencial del esquema a indicar. En la práctica médica diaria, el paciente juega un rol fundamental en la elección del esquema farmacológico pues introduce un elemento no siempre considerado por el médico: es él quien tendrá que tomar los fármacos, quien se beneficiará de los resultados biológicos pero también quien deberá afrontar los efectos adversos (EA). Teniendo en cuenta lo anteriormente dicho, los INNTI debieran ser consideradas como tratamiento de primera linea para los pacientes infectados con HIV


Assuntos
Humanos , Fármacos Anti-HIV/administração & dosagem , Fármacos Anti-HIV/farmacologia , Quimioterapia Combinada , Inibidores de Proteases/uso terapêutico , Inibidores da Transcriptase Reversa/uso terapêutico , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/tratamento farmacológico , Tuberculose/complicações , Delavirdina/farmacologia , Delavirdina/uso terapêutico , Didanosina/administração & dosagem , Didanosina/uso terapêutico , Lamivudina/uso terapêutico , Nevirapina/farmacologia , Nevirapina/uso terapêutico , Inibidores da Transcriptase Reversa/efeitos adversos , Inibidores da Transcriptase Reversa/farmacologia , Zidovudina/administração & dosagem , Zidovudina/uso terapêutico
16.
Pediatr. mod ; 36(1/2): 64-68, jan.-fev. 2000. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-311077

RESUMO

As autoras destacam a importância da síndrome de imunodeficiência adquirida em Pediatria, bem como a necessidade de suspeita diagnóstica precoce por parte do pediatra. Estudam as manifestações clínicas da síndrome, decorrentes de infecções oportunistas por bactérias, fungos e vírus, problemas neurológicos, cardíacos e hematológicos. Resumem os aspectos atuais do tratamento da Aids com os medicamentos anti-retrovirais em associação, apresentando os esquemas preconizados pelo Ministério da Saúde do Brasil e pelo Center for Disease Control and Prevention, dos Estados Unidos, nas várias situações clínicas e nos casos de falha terapêutica.


Assuntos
Humanos , Criança , Antivirais , Zidovudina , HIV-1 , Didanosina , Inibidores da Protease de HIV , Transmissão Vertical de Doença Infecciosa , Inibidores da Transcriptase Reversa , Infecções Oportunistas Relacionadas com a AIDS/etiologia , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/complicações , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/diagnóstico , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/tratamento farmacológico , Pneumonia , Tuberculose , Infecções por Mycobacterium não Tuberculosas
18.
Clín. méd. H.C.C ; 3(3): 141-146, sept.-dic. 1998. ilus, tab, graf
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-350713

RESUMO

Se trata del segundo reporte sobre un estudio clínico prospectivo, previamente publicado, donde se evalúa la actividad anti-HIV de la asociación de Hidroxiurea y Didanosina (DDI) en una muestra de 54 pacientes (53 masculinos y 1 femenino) de los 100 iniciales; tratados en la consulta del Hospital de Clínicas Caracas durante dos años (1996-1998). Los pacientes tenían 8 meses de tratamiento al iniciar este segundo reporte y continuaron con dicho tratamiento, practicándose determinaciones de los marcadores serológicos. Se utilizó como esquema terapéutico 200 mg de Didanosina dos veces al día y 500 mg de Hidroxiurea dos veces al día, tomando como criterios serológicos medidas de PCR (mediciones cuantitativas del número de copias del RNA viral), determinación del contaje absoluto de linfocitos CD4. Con la combinación terapéutica empleada, se observó que en el grupo de pacientes con contaje de CD4 inicial mayor de 1000 cels/(1, el 100 por ciento presentó disminución en su contaje linfocitario. En el grupo con contaje entre 500 y 999 cels/(1, el 78,57 por ciento presentó disminución y el 21.42 por ciento (3 pacientes) presentaron un aumento de su contaje CD4. En el grupo de pacientes con contaje entre 200 y 499 cels/(1 el 54.16 por ciento disminuyó el contaje y el 45.83 por ciento lo aumentó y en el grupo de pacientes con contaje menor de 199 cels/(1 linfocitos CD4 el 60 por ciento mejoró su contaje y el 40 por ciento lo disminuyó. Estos resultados varían con respecto a los obtenidos en el primer reporte donde la tendencia en todos los grupos fue el mantenimiento o aumento de sus contajes de linfocitos CD4, exceptuando el grupo con contaje CD4 mayor de 1000 cels/(quienes presentaron una tendencia al mantenimiento o a la disminución. Todos los pacientes que participaron en el estudio, independientemente de su contaje inicial de CD4 presentaron replicación viral elevada, evidenciada por la determinación de la PCR. Las complicaciones se presentaron en el grupo con contaje CD4 menor de 500 y consistieron en leucopenia y trombocitopenia severa (grado III). Al finalizar el estudio 26 pacientes iniciaron terapia triple, 17 pacientes tratamiento con d4T (estavudina) y 3TC (lamivudina) ambos análogos de nucleósidos. Cuatro pacientes deciden abandonar todo tipo de tratamiento y seis continúan por voluntad propia el mismo tratamiento


Assuntos
Humanos , Masculino , Adulto , Feminino , Imunoadesinas CD4 , Didanosina , HIV-1 , Hidroxiureia , Linfócitos , Reação em Cadeia da Polimerase , Infectologia , Venezuela
19.
Rev. invest. clín ; 50(4): 335-9, jul.-ago. 1998. tab
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-234145

RESUMO

Objetivo. Conocer la eficacia en marcadores subrogados así como la tolerabilidad de la combinación AZT/ddl en pacientes tratados previamente con AZT como monoterapia por un mínimo de seis meses. Métodos. Se estudió una cohorte de 269 pacientes VIH positivos, asintomáticos que habían recibido AZT por un mínimo de seis meses y con cuenta de linfocitos T-CD4+ entre 200 y 500 cels/µl. Recibieron AZT 500 mg/d y ddl 400 mg/d. Como eventos finales se usaron la progresión a SIDA, la muerte o la toxicidad severa. Resultados. El tiempo promedio de tratamiento previo con AZT fue de 20 meses. Al inicio de la terapia combinada, la mediana de linfocitos T-CD4+ fue de 339 células/µL, observándose un incremento al tercer mes de 451 células/µL, y una disminución progresiva a los 6, 12 y 18 meses de seguimiento (medianas de 392, 360, 307 células/µL respectivamente). Cinco pacientes progresaron a sida; seis desarrollaron toxicidad importante (mielosupresión, hepatitis o pancreatitis) y 26 tuvieron efectos secundarios menores necesitando reducción de la dosis. Conclusiones. La introducción de trapia combinada AZT + ddl en pacientes con monoterapia prolongada con AZT puede ser útil. La cuenta de células T-CD4+ mostró un incremento significativo a los tres meses de terapia combinada y una disminución gradual subsecuente. Los efectos adversos a la combinación fueron frecuentes, pero no ameritaron suspender el tratamiento en la mayoría de los pacientes


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Contagem de Linfócito CD4 , Estudos de Coortes , Didanosina/uso terapêutico , Infecções por HIV/tratamento farmacológico , Infecções por HIV/imunologia , Estudos Prospectivos , Zidovudina/uso terapêutico
20.
DST j. bras. doenças sex. transm ; 10(1): 3-4, jan.-fev. 1998.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-224858

RESUMO

O AZT como droga anticâncer foi usado uma década mais tarde como antiviral, sendo capaz de inibir a multiplicaçao do vírus da leucemia Friend. Em 1985, descobriu-se que causava inibiçao da infectividade e dos efeitos citopáticos do HIV 1. Em 1987, o FDA aprovou o AZT como a substância mais ativa e facilmente disponível entre os anti-retrovirais, que, no entanto, tinha atividade limitada e toxicidade importante, como anemia, neutropenia, cefaléia e náuseas, além do aparecimento de resistência em período de nove meses. A partir de 1995 surge a combinaçao ("coquetel") no tratamento da AIDS. Problemas como a resistência passaram a ser contornados com a combinaçao de anti-retrovirais, que chegam a reduzir a carga viral em até mil vezes, podendo ocorrer o desaparecimento completo do HIV na circulaçao. O AZT transformou uma doença aguda mortal em tratável crônica e mostrou a possibilidade de se alcançar o controle medicamentoso de doenças virais. "AIDS mata" foi substituído por "AIDS mata" foi substituído por "AIDS tem tratamento".


Assuntos
Humanos , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida , Zidovudina/uso terapêutico , Antígenos CD/uso terapêutico , Didanosina/uso terapêutico , Avaliação de Estado de Karnofsky , Lamivudina/uso terapêutico
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA