Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 5 de 5
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados
Base de dados
Intervalo de ano de publicação
1.
Arq. bras. endocrinol. metab ; 58(3): 232-236, abr. 2014. graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-709345

RESUMO

Objetivo : Nosso objetivo foi comparar duas técnicas de dosagem do 11-desoxicortisol: a técnica de radioimunoensaio iodado, a qual foi validada neste trabalho, e a cromatografia líquida de alta performance seguida por espectrometria de massa em tandem (LC-MS/MS), sendo a última considerada o padrão-ouro para dosagem dos hormônios esteroides. Materiais e métodos : Para a comparação entre os resultados de 11-desoxicortisol, foram selecionadas 88 amostras. Resultados : A sensibilidade analítica do radioimunoensaio foi de 0,30 ng/mL, com linearidade e perfil de precisão inadequado (34% das amostras com CV ≥ 20%). Das 88 amostras selecionadas, apenas 54 apresentaram resultados mensuráveis em ambos os métodos. A comparação desses resultados, por meio da regressão de Deming, resultou em um coeficiente de correlação de 0,610, inclinação de 3,751, intercepção de 0,145, evidenciando a pobre correlação entre os resultados e a superestimação dos resultados pelo RIA. Conclusão : Concluímos que o método de dosagem de 11-desoxicortisol por radioimunoensaio iodado apresentou resultados inadequados nos diversos parâmetros avaliados, inviabilizando sua utilização como método de dosagem do 11-desoxicortisol. Arq Bras Endocrinol Metab. 2014;58(3):232-6 .


Objective : Our aim was to correlate 11-deoxycortisol levels obtained by two currently available techniques for 11-deoxycortisol measurement: radioimmunoassay, and high performance liquid chromatography followed by tandem mass spectrometry (MS/MS). The latter is the gold standard method for steroid hormone measurement. Materials and methods : We selected 88 samples and the results of these two methods were compared by Deming regression. Results : The analytical sensitivity of the RIA was 0.30 ng/mL, with inadequate linearity and inadequate precision profile (34% of the samples had a CV ≥ 20%). From the selected samples, 54 had measurable levels of 11-deoxycortisol in both methods and were used in the comparison. The comparison of RIA with LC-MS/MS showed an overestimation of the results by RIA. The correlation coefficient was 0.610; linear regression slope was 3.751; and the intercept was 0.145, indicating a poor correlation between the two methods. Conclusion : We concluded that 11-deoxycortisol measured by radioimmunoassay, despite a good analytical sensitivity, showed very low specificity, precluding its use as a reliable method for 11-deoxycortisol measurement. Arq Bras Endocrinol Metab. 2014;58(3):232-6 .


Assuntos
Humanos , Hiperplasia Suprarrenal Congênita/diagnóstico , Cortodoxona/sangue , Radioisótopos do Iodo , Kit de Reagentes para Diagnóstico/normas , /análise , Viés , Biomarcadores/sangue , Cromatografia Líquida de Alta Pressão , Padrões de Referência , Reprodutibilidade dos Testes , Radioimunoensaio/métodos , Sensibilidade e Especificidade , Espectrometria de Massas em Tandem
2.
Arq. bras. endocrinol. metab ; 47(2): 171-176, abr. 2003. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-337105

RESUMO

O 21-deoxicortisol (21DF) sérico tem sido considerado um excelente marcador para o diagnóstico da hiperplasia adrenal congênita (HAC) por deficiência de 21-hidroxilase (D21OH). Embora vários métodos de radioimunoensaio (RIE) tenham sido descritos para 21DF, nenhum deles está disponível comercialmente. Desenvolvemos um RIE adaptado para a dosagem de 21DF, com extraçäo prévia das amostras com éter e separaçäo por cromatografia líquida (HPLC). O ensaio foi aplicado para a avaliaçäo de crianças portadoras da forma clássica de D21OH (15F/10M) e um grupo controle (5F/8M). O anticorpo obtido, associado à eficiência da separaçäo por HPLC, viabilizou o emprego do cortisol triciado neste RIE. Enquanto nos pacientes os níveis de cortisol estavam reduzidos (48h após suspensäo do tratamento) em comparaçäo com o grupo controle (2,1±2,1 vs. 16,2±7,0mig/dl), os valores do 21DF sérico estavam bastante elevados (1.359±853ng/dl, variando de 434 a 3.079), embora consistentemente abaixo do limite de sensibilidade (156ng/dl) no grupo controle. O presente método, mesmo destituído de sensibilidade para aplicaçäo em indivíduos normais, permite a quantificaçäo deste esteróide em portadores de D21OH, com a sensibilidade e a especificidade necessárias para o diagnóstico e acompanhamento desta condiçäo clínica


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Recém-Nascido , Lactente , Hiperplasia Suprarrenal Congênita , Cortodoxona , Radioimunoensaio , Cortodoxona , Cromatografia Líquida de Alta Pressão/métodos , /deficiência
3.
Rev. méd. IMSS ; 22(2): 84-8, 1984.
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-21162

RESUMO

En una paciente que tenia hemorragias graves a causa de purpura trombocitopenica idiopatica cronica refractaria a numerosas medidas terapeuticas por el lapso de un ano, se evaluo la utilidad del tratamiento con plasmaferesis y dosis bajas de desoxicortisona. Con esta terapeutica ocurrio en la paciente la mejor reaccion de las observadas con los tratamientos previamente utilizados. Dicha reaccion a la plasmaferesis combinada con desoxicortisona constituio en remision parcial que duro cinco a seis meses, en los cuales hubo controlde las manifestaciones hemorragicas


Assuntos
Pessoa de Meia-Idade , Humanos , Feminino , Cortodoxona , Plasmaferese , Púrpura Trombocitopênica
5.
Arq. bras. endocrinol. metab ; 25(2): 51-7, 1981.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-4984

RESUMO

m pacientes com hipopituitarismo, a metopirona nao removeu a elevacao do S. Os niveis baixos do cortisol comprovaram a efetividade da droga. Em ppacientes submetidos a cirurgia hipofisaria, o aumento do S apos a metopirona foi semelhante ao dos normais em 3 casos, inferior em 3 e nulo em 1 caso. Uma das respostas subnormais foi acompanhada de um valor nao suprimido do cortisol, nao sendo, assim, valorizada. Os pacientes com hipotiroidismo primario apresentaram respostas do S a metopirona semelhantes as dos normais. O S elevou-se apos a metopirona nos 5 pacientes com sindrome de Cushing porem de forma variavel, independentemente da patologia primaria. Nos pacientes com nanismo hipofisario, a resposta subnormal nao foi considerada devido ao cortisol nao suprimido.


Assuntos
Hormônio Adrenocorticotrópico , Cortodoxona , Metirapona , Radioimunoensaio
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA