Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 28
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
Arequipa; s.n; 2017. 76 p.
Tese em Espanhol | LILACS, MOSAICO - Saúde integrativa | ID: biblio-912229

RESUMO

El melanoma humano (Cáncer a la piel), se origina por muchos factores, uno de ellos la sobreexposición solar o las mutaciones que esta pueda generar en diversos genes los cuales transcriben una sobreproducción de melanina, otros factores son los antecedentes familiares, ya que el gen mutado podría ser o no expresado en las siguientes generaciones. La melanina proviene de la melanogénesis en la cual juega un rol muy importante la enzima tirosinasa, la sobreexpresión de esta puede ocasionar una serie de desórdenes en el organismo, como la producción excesiva e innecesaria de melanina y esto conducir a trastornos y/o patologías de hiperpigmentación, desde simples problemas estéticos como las pecas hasta graves problemas clínicos como el melanoma humano. En los últimos años el uso de plantas medicinales han sido un gran aliado de la salud humana, para contrarrestar un sin número de enfermedades, y han sido una alternativa para evitar el consumo de productos sintetizados químicamente, el cedrón (Lippia citriodora) es utilizado como medicina alternativa en Perú para trastornos digestivos, trastornos en el sistema nervioso como un relajante (en insomnio y ansiedad) y en estados gripales, por lo que el tema principal en este estudio es la evaluación del extracto metanólico de cedrón (Lippia citriodora) como inhibidor de tirosinasa en la melanogénesis, los ensayos mostraron que el extracto no es citotóxico sin embargo no presento una actividad inhibitoria significativa como se esperaban, pero son un indicio de que podría utilizarse como un ayudante en los tratamientos de melanoma humano. Por lo que se concluye que a una concentración de 40 µg/ml del extracto metanólico de cedrón (Lippia citriodora) se obtuvo un mejor resultado, logrando inhibir la acción de la enzima tirosinasa en comparación de las otras concentración estudiadas en este trabajo.


Assuntos
Animais , Camundongos , Monofenol Mono-Oxigenase , Lippia , Melanoma , Peru , Técnicas In Vitro , Extratos Vegetais , Medicina Tradicional
2.
Rev. bras. plantas med ; 17(4): 521-527, out.-dez. 2015. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-763220

RESUMO

RESUMOOs radicais livres e outros oxidantes demonstram ser parcialmente responsáveis pelo envelhecimento e pelas doenças degenerativas associadas à produção de espécies reativas de oxigênio. Além disto, os compostos fenólicos são reconhecidamente detentores de elevada atividade antioxidante, que geralmente estão envolvidos em tratamentos de problemas de pigmentação da pele, que resultam em hiperpigmentações. Sendo assim este trabalho foi realizado para avaliar o conteúdo de fenóis totais, atividade antioxidante e a capacidade de inibição da tirosinase dos extratos das folhas e cascas do caule da espécie Myracrodruonurundeuva Fr. All. Para determinação do conteúdo de fenóis totais dos extratos orgânicos de M. urundeuva utilizou-se o reativo Folin-Ciocalteau, na avaliação da atividade antioxidante empregando o radical livre DPPH, enquanto que os testes de inibição da enzima tirosinase foram realizados utilizando L-tirosina. A concentração de fenóis totais foi de 77 mg EAG g-1 e 194 mg EAG g-1 nos extratos hexânico e metanólico das folhas e de 45 mg EAG g-1 e 193 mg EAG g-1 nos extratos hexânico e metanólico das cascas do caule. O potencial antioxidante dos extratos indicaram que o extrato metanólico das cascas do caule (10,9 ± 0,5 µg mL-1), em comparação ao hexânico (12,9 ± 0,2 µg mL-1) e ao BHT (220 ± 7,0 µg mL-1), possui atividade antioxidante levemente mais acentuada. No ensaio de inibição da tirosinase, o extrato metanólico das cascas do caule demonstrou a inibição da enzima em 42% após uma hora.


ABSTRACTFree radicals and other oxidants had demonstrated to be partially responsible for aging and for degenerative diseases associated with the production of reactive oxygen species. In addition, the phenolic compounds are recognized as holders of high antioxidant activity, which usually are involved in the treatment of pigmentation problems, resulting in hyper pigmentation. So this study was carried out in order to evaluate the content of total phenols, antioxidant activity and capacity inhibition of tyrosinase in extracts from leaves and stem barks of the species Myracrodruon urundeuva Fr. All. In order to determine the content of total phenols from organic extracts of M. urundeuva, a Folin-Ciocalteau reagent was employed in the evaluation of antioxidant activity,using the DPPH free radical, while the enzyme tyrosinase inhibition tests were performed using L-tyrosine. The amount of total phenols was 77 mg EAG g-1 and 194 in the hexane and methanolic extracts from the leaves and 45 mg EAG g-1 and 193 mg EAG g-1in the hexane and methanolic extracts of the stem barks. The antioxidant potential of extracts indicated that the methanolic extract of stem bark (10.9 ± 0.5 µg mL-1), when compared to the hexane (12.9 ± 0.2 µg mL-1) and BHT (220 ± 7.0 µg mL-1), presented a slightly higher antioxidant activity. For the tyrosinase inhibitiontrial , the methanolic extract ofstem barks indicated anenzyme inhibition of 42% after an hour.


Assuntos
Anacardiaceae , Antioxidantes/análise , Monofenol Mono-Oxigenase/análise , Compostos Fenólicos/análise , Hiperpigmentação
3.
Ciênc. saúde coletiva ; 20(4): 1255-1265, 04/2015. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-744879

RESUMO

Supervised training periods in primary care have been used as spaces for teaching and extension in the area of health, making it feasible to include undergraduates in concrete teaching-learning scenarios. The aim of this study was to analyze the perceptions of dental students about the importance of supervised training periods in Family Health Units to their professional education. The sample consisted of 185 students who answered the question: What is your opinion about the importance of this training period in SUS to your professional education? Comment on this experience and its positive and negative aspects The responses were analyzed by the quali-quantitative Collective Subject Discourse (CSD) technique. The students appreciated learning through practice in the service; contact with professionals from other areas; opportunity for technical-operative improvement and demonstrated sensitivity in the face of social reality, although they appeared to be concerned about being absent from the faculty, arguing that they were being prejudiced as regards their intramural clinical productivity, exhaustively demanded of them. It was concluded that students placed value on the extramural experience, however, it was perceived that there was still a predominant influence of focus on intramural clinical training.


Os estágios supervisionados na atenção básica vêm sendo utilizados como espaços de ensino e extensão nas áreas da saúde, viabilizando a inserção dos graduandos em cenários concretos de ensino-aprendizagem. O objetivo deste estudo foi analisar as percepções de acadêmicos de odontologia sobre a importância do estágio supervisionado em Unidades de Saúde da Família, para sua formação profissional. A amostra foi constituída por 184 acadêmicos que responderam à questão: Qual a sua opinião em relação à importância deste estágio no SUS para a sua formação profissional? Comente esta experiência e seus aspectos positivos e negativos. As respostas foram analisadas através da técnica qualiquantitativa do discurso do sujeito coletivo. Os alunos valorizaram o aprendizado através da prática no serviço, do contato com profissionais de outras áreas, da oportunidade de aperfeiçoamento técnico-operatório e demonstraram sensibilização frente à realidade social, embora tenham aparentado incômodo por se ausentarem da faculdade, sob o argumento de serem prejudicados quanto à produtividade da clínica intramuros, exaustivamente cobrada. Concluiu-se que os alunos valorizaram a experiência extramural, entretanto, percebeu-se que ainda há uma hegemonia do foco no treinamento clínico intramuros.


Assuntos
Técnicas de Cultura de Células/métodos , Ouro/química , Ouro/metabolismo , Nanopartículas Metálicas/química , Cogumelos Shiitake/metabolismo , Cloretos/química , Cloretos/metabolismo , Proteínas Fúngicas/metabolismo , Compostos de Ouro/química , Compostos de Ouro/metabolismo , Microscopia Eletrônica de Transmissão , Monofenol Mono-Oxigenase/metabolismo , Tamanho da Partícula , Cogumelos Shiitake/química , Cogumelos Shiitake/citologia , Cogumelos Shiitake/enzimologia
4.
Biol. Res ; 48: 1-11, 2015. graf, tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-734617

RESUMO

BACKGROUND: Honey is a natural product obtained from the nectar that is collected from flowers by bees. It has several properties, including those of being food and supplementary diet, and it can be used in cosmetic products. Honey imparts pharmaceutical properties since it has antibacterial and antioxidant activities. The antibacterial and antioxidant activities of Thai honey were investigated in this study. RESULTS: The honey from longan flower (source No. 1) gave the highest activity on MRSA when compared to the other types of honey, with a minimum inhibitory concentration of 12.5% (v/v) and minimum bactericidal concentration of 25% (v/v). Moreover, it was found that MRSA isolate 49 and S. aureus were completely inhibited by the 50% (v/v) longan honey (source No. 1) at 8 and 20 hours of treatment, respectively. Furthermore, it was observed that the honey from coffee pollen (source No. 4) showed the highest phenolic and flavonoid compounds by 734.76 mg gallic/kg of honey and 178.31 mg quercetin/kg of honey, respectively. The antioxidant activity of the honey obtained from coffee pollen was also found to be the highest, when investigated using FRAP and DPPH assay, with 1781.77 mg FeSO4•7H2O/kg of honey and 86.20 mg gallic/kg of honey, respectively. Additionally, inhibition of tyrosinase enzyme was found that honey from coffee flower showed highest inhibition by 63.46%. CONCLUSIONS: Honey demonstrates tremendous potential as a useful source that provides anti-free radicals, anti-tyrosinase and anti-bacterial activity against pathogenic bacteria causing skin diseases.


Assuntos
Apiterapia , Flavonoides/análise , Mel/análise , Monofenol Mono-Oxigenase , Staphylococcus aureus Resistente à Meticilina/efeitos dos fármacos , Fenóis/análise , Pólen/química , Antibacterianos/farmacologia , Antioxidantes/farmacologia , Compostos de Bifenilo , Café/química , Recuperação de Fluorescência Após Fotodegradação , Flores/química , Radicais Livres/análise , Mel/classificação , Testes de Sensibilidade Microbiana , Monofenol Mono-Oxigenase/antagonistas & inibidores , Monofenol Mono-Oxigenase/efeitos dos fármacos , Picratos , Pólen/classificação , Dermatopatias/microbiologia , Dermatopatias/terapia , Preparações Clareadoras de Pele/farmacologia , Tailândia , Fatores de Tempo , Viscosidade
5.
Bol. latinoam. Caribe plantas med. aromát ; 13(5): 488-497, sept.2014. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-786495

RESUMO

Chemical compositions of P. stylosum and P. ribesioides essential oils, and their antioxidant, antimicrobial and tyrosinase inhibition activities were determined. GC and GC–MS analysis of essential oils from leaves and stems of P. stylosum resulted in the identification of 50 (89.2 percent) and 45 (88.8 percent) components, respectively. The major components were aromadendrene (leaves 26.6 percent; stems 18.8 percent), sabinene (leaves 13.8 percent; stems 6.7 percent) and beta-caryophyllene (leaves 11.5 percent; stems 17.9 percent). A total of 60 (87.0 percent) and 39 (82.9 percent) components were identified from leaves and stems of P. ribesioides, respectively. The most abundant components were beta-caryophyllene (leaves 20.0 percent; stems 14.4 percent), camphene (leaves 16.3 percent; stems 12.3 percent) and delta-cadinene (leaves 4.4 percent; stems 7.8 percent). Antioxidant activity using DPPH and total phenolic content were tested for essential oils. However, the essential oils showed low antioxidant activity and phenolic content, compared to BHT. Studies of tyrosinase inhibition showed that the essential oils of P. ribesioides leaves had the highest inhibition (30.0 percent), although were lower than the control (kojic acid 81.8 percent). The evaluation of antimicrobial activities revealed that P. ribesioides essential oils showed strong activity against Bacillus cereus and Staphylococcus aureus, both with MIC value 62.5 micrograms/mL.


Se determinaron las composiciones químicas, las actividades antioxidante y antimicrobiana, y el contenido total de fenoles de los aceites esenciales de P. stylosum y P. ribesioides. El análisis GC y GC-MS de los aceites esenciaales de hojas y tallos de P. stylosum permitió la identificación de 50 (89.2 por ciento) y 45 (88.8 por ciento) de components, respectivamente. Los principales componentes fueron aromadendreno (hojas 26.6 por ciento; tallos 18.8 por ciento), sabineno (hojas 13.8 por ciento; tallos 6.7 por ciento) y beta-cariofileno (hoja 11.5 por ciento; tallo 17.9 por ciento). Se identificaron 60 (87.0 por ciento) y 39 (82.9 por ciento) components en los aceites esenciales de hojas y tallos de P. ribesioides. Los componentes más abundantes fueron beta-cariofileno (hojas 20.0 por ciento; tallos 14.4 por ciento), canfeno (hojas 16.3 por ciento; tallos 12.3 por ciento) y delta-cadineno (hojas 4.4 por ciento; tallos 7.8 por ciento). Los aceites esenciales se ensayaron para determinar sus actividades antioxidantes con DPPH y el contenido de fenoles totales. Para los aceites esenciales obtenidos se determinaron valores bajos en la actividad antioxidante con DPPH y el contenido total de fenoles, en comparación con BHT. Sin embargo, los ensayos de inhibición de tirosinasa most raron que el aceite esencial de las hojas de P. ribesioides presento la mayor inhibición (30.0 por ciento), aunque mas baja que el compuesto control (Àcido Kójico, 81.8 por ciento). Para el aceite esencial de P. ribesioides se determinó una MIC 62.5 mg/mL contra Bacillus cereus y Staphylococcus aureus.


Assuntos
Óleos Voláteis/química , Antibacterianos/química , Antioxidantes/química , Folhas de Planta/química , Inibidores Enzimáticos/química , Piper/química , Antibacterianos/farmacologia , Bacillus cereus , Depuradores de Radicais Livres , Fenóis/análise , Cromatografia Gasosa-Espectrometria de Massas , Testes de Sensibilidade Microbiana , Monofenol Mono-Oxigenase/antagonistas & inibidores , Staphylococcus aureus , Caules de Planta/química
6.
Rev. bras. plantas med ; 16(3,supl.1): 693-699, 2014. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-727197

RESUMO

Espécies de Jatobá (Hymenaea stigonocarpa Mart. ex Hayne) são tradicionalmente utilizadas para o tratamento de diversas doenças. Estudos quimiotaxonômicos têm relacionado o gênero Hymenaea como fonte potencial de compostos fenólicos, taninos, flavonoides, os quais apresentam atividade antioxidante, sendo assim substâncias potencialmente inibidoras da tirosinase, enzima responsável por defeitos da pigmentação da pele. Existem cerca de 15 espécies no gênero Hymenaea, das quais 13 ocorrem no Brasil. Assim, este trabalho foi realizado para avaliar os fenóis, a atividade antioxidante, a capacidade de quelação dos íons cobre, e a capacidade de inibição da tirosinase do extrato das folhas da espécie H. Stigonocarpa. O material botânico (folhas), foi colhido nas árvores da área de cerrado de preservação ambiental do campus universitário FESURV - Universidade de Rio Verde - GO, seco em estufa de circulação forçada a 42°C por 2 dias, seguindo para a obtenção dos extratos hexânico e etanólico. A determinação do conteúdo fenólico realizada através do reativo Folin Ciocalteau demonstrou ser o extrato bruto etanólico (EBE) o que apresentou a maior concentração dessa classe (235,7 mg equivalente de ácido gálico por grama de EBE). Na avaliação da atividade captadora de radical, empregando o radical livre DPPH, novamente o extrato etanólico demonstrou atividade antioxidante mais elevada (IC50 = 19 ± 0,1 ppm). Para o procedimento de quelação de íons cobre, o extrato bruto etanólico não demonstrou tal capacidade. Quanto a inibição da enzima tirosinase, o extrato bruto etanólico, após 30 e 60 minutos, apresentou inibição de 38 e 48%, respectivamente.


The jatobá species, also known as Brazilian cherry, are traditionally used for the treatment of various diseases. Chemotaxonomic studies have described the Hymenaea genus as a potential source of phenolic compounds, tannins and flavonoids, which have antioxidant activity, thus being potential inhibitors of tyrosinase, which is the enzyme responsible for skin pigmentation defects. There are approximately 15 species in the genus Hymenaea of which 13 are found in Brazil. This study was conducted to evaluate the phenols, the antioxidant activity, the ability to chelate copper ions and the ability to inhibit tyrosinase of the extract of the H. Stigonocarpa leaves. The plant material (leaves) was harvested from trees in the savannah (Brazilian Cerrado) area of environmental preservation of the FESURV campus - University of Rio Verde - state of Goiás, dried in a forced circulation oven at 42° C for 2 days and subjected to extraction with hexane (hexane crude extract) and extraction with absolute ethanol (ethanol crude extract). When determining the phenolic content performed with the Folin-Ciocalteu reagent, we found that the crude ethanol extract (CEE) presented the highest concentration (235.7 mg gallic acid equivalent per gram of CEE). In the evaluation of radical scavenging activity, using the DPPH free radical, the ethanol extract again showed higher antioxidant activity (IC50 = 19 ± 0.1 ppm). For the procedure for chelation of copper ions, the crude ethanol extract tested showed no such ability. For the process of inhibiting the tyrosinase enzyme, the crude ethanol extract tested after 30 and 60 minutes presented inhibition of 38 and 48%, respectively.


Assuntos
Antioxidantes/análise , Hymenaea/classificação , Monofenol Mono-Oxigenase/antagonistas & inibidores , Extratos Vegetais/farmacocinética , Folhas de Planta/metabolismo , Radicais Livres/efeitos adversos , Compostos Fenólicos/análise
7.
São Paulo; s.n; 2013. 238 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-691539

RESUMO

Os problemas ambientais relacionados à crescente atividade industrial têm gerado preocupações aos órgãos governamentais e entidades de proteção ambientais, sendo necessários estudos de base que busquem novas alternativas para a recuperação de áreas poluídas e a solução de problemas operacionais relacionados com as técnicas empregadas. Um dos compostos mais encontrados em diversos efluentes industriais, principalmente de indústrias bioquímico-farmacêuticas, é o fenol que provoca um impacto danoso no ambiente devido ao fato de ser um poluente tóxico. O presente trabalho propõe, portanto, avaliar a oxidação e destruição do fenol através da utilização da enzima tirosinase extraída de vegetais, cujos resultados podem ser úteis para o tratamento de outros compostos fenólicos como o hormônio 17β-estradiol ou os que se encontram nos efluentes procedentes da produção de azeite ("águas de vegetação") após a recuperação dos polifenóis importantes como antioxidantes. A tirosinase tem a capacidade de transformar fenóis em produtos menos solúveis em água e menos danosos, permitindo assim uma agressão menor ao ambiente. Outro método de remoção do fenol também foi avaliado utilizando queratina extraída de penas de galinha, quitina e quitosana como bioadsorventes. A atividade enzimática foi determinada espectrofotometricamente com soluções de fosfato de potássio e L-tirosina. Para determinar a concentração de fenol aps a oxidação foi utilizada a Cromatografia Líquida de Alta Eficiência (HPLC). Para estudar a adsorção do fenol aplicou-se o método colorimétrico a partir das soluções de tampão borato, 4 aminoantipirina e ferricianeto de potássio e as absorbâncias foram lidas em espectrofotômetro UV-Vis a 546nm, enquanto a determinação de polifenis presentes na "água de vegetação" foi realizada pelo método Folin-Ciocalteu. A quantidade de tirosinase nas batatas das variedades Ágata e Galette di Bologna apresentou-se muito baixa a ponto de modificarmos a matéria prima para...


Environmental problems related to growing industrial activity have generated concerns among government entities and environmental protection, being necessary more baseline studies that seek new alternatives for the recovery of polluted areas and solution of problems related to the operational techniques employed. One of the compounds most commonly found in many industrial effluents, mainly from biochemical and pharmaceutical industries, is phenol, which causes a detrimental impact on the environment due to its toxicity. Therefore, this work proposes the oxidation and destruction of phenol using the enzyme tyrosinase, extracted from plants, whose results could be useful in the future for the treatment of other phenolic compounds such as 17β-estradiol hormone or those found in the effluent coming from the production for olive oil ("vegetation water") after polyphenols recovery. Such an enzyme has the ability of transforming phenols into products less soluble in water and less dangerous, thereby allowing for a minor impact on the environment. Another method of phenol removal was also evaluated using keratin extracted from chicken feathers, chitin and chitosan as phenol biosorbents. Potassium phosphate buffer and L-tyrosine solutions were used for the determination of enzymatic activity, the high performance liquid chromatography (HPLC) for the determination of phenol concentration after oxidation, and a colorimetric method making use of solutions of borate buffer, 4-aminoantipyrine and potassium ferricyanide as well as reading of the absorbance at 546nm to investigate phenol biosorption, while the presence of polyphenols in "vegetation water" was determined by the Folin-Ciocalteu method. The presence of the tyrosinase in potato varieties Agata and Galette di Bologna was shown to be very low, thus suggesting to change the biosorbent material. So, additional tests were done on apples, kiwi, banana and mushroom, but only the last showed a considerable activity...


Assuntos
Células/química , Tratamento de Efluentes Industriais , Monofenol Mono-Oxigenase/isolamento & purificação , Plantas , Adsorção/imunologia , Agentes de Imobilização de Enzimas , Fenol/isolamento & purificação
8.
Braz. j. pharm. sci ; 48(3): 399-404, July-Sept. 2012. graf, tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-653453

RESUMO

In order to treat hyperpigmentation-related problems, there has been a global trend in developing cosmetics claiming to have skin-whitening properties, which act by inhibiting melanin biosynthesis. The objective of this work was to evaluate the in vitro mushroom tyrosinase inhibitory activity of five Amazonian native flora oils, and so to verify the possibility of their incorporation into cosmetic products. In addition, the fatty acid composition of the essential oils was determined by gas chromatography-flame ionisation detection in order to determine the main components of these oils. The tyrosinase inhibitory activity of the tested oils was found to be in the following order: açaí (IA50 = 66.08 µg mL-1) > tucumã > patauá > pracaxi > castanha do Brasil. This study suggests that açaí oil has great potential in the treatment of hyperpigmentation and other related disorders, due to its considerable tyrosinase inhibitory activity.


Com o intuito de se tratar problemas dermatológicos de hiperpigmentação, há uma tendência mundial no desenvolvimento de cosméticos que possuam propriedades despigmentantes, os quais agem inibindo a biossíntese de melanina. O objetivo deste trabalho foi avaliar in vitro a atividade de inibição da tirosinase de cogumelo de cinco óleos de plantas nativas da Amazônia e, desta forma, verificar a possibilidade de sua incorporação em produtos cosméticos. Ainda, a composição de ácidos graxos dos óleos foi determinada por cromatografia gasosa com detecção por ionização de chama, no intuito de determinar os principais componentes destes óleos. A atividade de inibição da tirosinase dos óleos testados foi encontrada na seguinte ordem: açaí (IA50 = 66,08 µg mL-1) > tucumã > patauá > pracaxi > castanha do Brasil. Este estudo sugere que o óleo de açaí possui grande potencial para o tratamento da hiperpigmentação cutânea e doenças correlatas, devido à sua considerável atividade de inibição da tirosinase.


Assuntos
Agaricales/classificação , Ecossistema Amazônico/classificação , Óleos Vegetais/análise , Clareadores/farmacocinética , Hiperpigmentação/prevenção & controle , Técnicas In Vitro/instrumentação , Melaninas/farmacocinética , Monofenol Mono-Oxigenase/farmacologia
9.
Braz. j. microbiol ; 43(1): 21-29, Jan.-Mar. 2012. ilus, tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-622787

RESUMO

Tyrosinase is an enzyme of industrial interest. The production and characterization of tyrosinase from P. sanguineus CCT-4518 were investigated. The selection of inductors, luminosity influence, inoculum size and type of culture medium on the production of tyrosinase and the effect of inhibitors on enzyme activity were performed. Optimum conditions for intracellular tyrosinase production was observed after 2 days using 0.15% L-tyrosine as inducer, in the presence of light, with inoculum size of 10 mycelium discs, using 2% malt extract broth medium, incubated at 30°C, and constant agitation of 150 rpm. Tyrosinase activity was completely inhibited by the addition of 6 mM salicylhydroxamic acid or phenylthiourea, however an inhibition of 4.15% was recorded by the addition of 0.1 mM sodium azide. No inhibition could be detected in case of 0.1 mM phenyl methanesulfonyl fluoride addition. Optimal conditions for intracellular tyrosinase activity using L-dopa as substrate were observed at pH 6.6 and 45°C. Thermal stability studies indicated that the enzyme is stable at 45°C for 15 minutes. Higher temperatures decreased tyrosinase activity. Enzyme production was confirmed by non-denaturing polyacrylamide gel electrophoresis and the protein profile was investigated by denaturing polyacrylamide gel electrophoresis.


Assuntos
Feniltioureia/análise , Feniltioureia/isolamento & purificação , Inibidores Enzimáticos/análise , Monofenol Mono-Oxigenase/análise , Monofenol Mono-Oxigenase/isolamento & purificação , Eletroforese , Ativação Enzimática
10.
Braz. j. pharm. sci ; 45(4): 715-721, Oct.-Dec. 2009. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-543682

RESUMO

Dermatological disorders related to pigmentation result in tenuous hyper or hypopigmentation Cosmetic and pharmaceutical products containing depigmenting substances are used in the treatment of patients who have high pigmentation disorders, such as melasma or chloasma, post-inflammatory hyperpigmentation, senile lentigo and ephelides. Skin lightening agents are not yet totally effective or safe and therefore intensive research for the discovery of new agents is continuous. Enzyme inhibitors involved in melanogenesis, such as tyrosinase, have been discovered in Asian countries, including those isolated from plant extracts. The Brazilian flora has the highest species diversity in the world, and the chemical, pharmacological and cosmetic potential for the discovery of new skin whitening agents is in proportion with this biodiversity. For these reasons, 25 aqueous and 24 organic extracts obtained from 19 plants native to the Amazon rain forest and to the Atlantic forest, belonging to 11 different families, were evaluated as tyrosinase inhibitors. Nine out of 49 extracts showed inhibitory activity in the screening process. The 50 percent inhibitory activity (IA50) was calculated, revealing that the most active extracts were the organic extracts from the leaves and stem of Ruprechtia sp. (IA50 33.76 mg.mL-1) and the organic extract from the aerial organs of Rapanea parviflora (IA50 64.19 mg.mL-1).


Problemas dermatológicos relacionados com a pigmentação resultam em hiperpigmentações ou hipopigmentação cutâneas. Produtos cosméticos e farmacêuticos com atividade despigmentante são utilizados para o tratamento de pacientes que apresentam distúrbios de hiperpigmentação, tais como melasma ou cloasma, hiperpigmentação pós-inflamatória, lentigem senil e efélides. Os despigmentantes atualmente utilizados não são totalmente eficazes ou seguros, razão pela qual há intensa pesquisa, principalmente em países asiáticos, com a finalidade de se obter novos agentes com esta ação, em especial inibidores de enzimas envolvidas na melanogênese, como a tirosinase. Considerando-se que algumas substâncias obtidas de plantas apresentam essa atividade, a flora brasileira constitui-se uma fonte potencial de obtenção de novos despigmentantes. Por essa razão, 25 extratos aquosos e 24 orgânicos obtidos de 19 plantas da Floresta Amazônica e Mata Atlântica, provenientes de 11 diferentes famílias, foram avaliados quanto à atividade de inibição da tirosinase. Do total de 49 extratos testados, 9 mostraram atividade. Os valores de concentração da atividade inibitória 50 por cento (AI 50 por cento), foram calculados e o mais ativo foi o extrato orgânico das folhas e caule de Ruprechtia sp. (AI50 33,76 mg.mL-1) seguido do extrato orgânico dos órgãos aéreos de Rapanea parviflora (AI50 64,19 mg.mL-1).


Assuntos
Extratos Vegetais/análise , Técnicas In Vitro , Monofenol Mono-Oxigenase/farmacocinética , Monofenol Mono-Oxigenase/farmacologia , Monofenol Mono-Oxigenase/uso terapêutico , Fenômenos Fisiológicos da Pele , Melaninas , Pigmentação da Pele
11.
Vitae (Medellín) ; 16(2): 245-251, mayo-ago. 2009.
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-533874

RESUMO

El berenjenol (21:24-epoxi-24-metil-cicloartano), aislado a partir las hojas de Oxandra cf. xylopioides(Annonaceae), y sus derivados hemisintéticos, berenjenol-3- acetato y 3-oxo-berenjenol son inhibidores de la enzima tirosinasa (EC 1.14.18.1). Estos compuestos son triterpenos de tipo cicloartano, y pese a que existen estudios de estructura actividad sobre compuestos similares, su mecanismo de inhibición no está bien establecido. En este trabajo se realiza un estudio de docking sobre el berenjenol y sus derivados, que sugiere un marco racional para interpretar la actividad de estos compuestos teniendo en cuenta sus interacciones con la tirosinasa. Este estudio permite concluir que el berenjenol actúa como inhibidor competitivo uniéndose al sitio activo de la tirosinasa mediante interacciones con los aminoácidos Ile42, Met43 Arg55, Trp184, Asn191, His194, Val195, Ala202, Met201 y Thr203.


Assuntos
Monofenol Mono-Oxigenase
13.
Arq. bras. oftalmol ; 70(4): 593-598, jul.-ago. 2007. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-461946

RESUMO

OBJETIVO: Avaliar a possibilidade de identificação de células malignas circulantes nas amostras de sangue periférico de pacientes brasileiros com melanoma maligno de coróide enviadas para análise no exterior. MÉTODOS: Os marcadores melan-A e tirosinase foram usados para detectar a presença de células malignas circulantes, pela transcrição reversa seguida de reação em cadeia da polimerase e análise seqüencial de DNA (RT-nested-PCR), em seis pacientes com melanoma maligno de coróide, diagnosticados no Brasil. RESULTADOS: Cinco pacientes deste grupo (83,33 por cento) foram considerados positivos. A reação de RT-nested-PCR foi positiva para melan-A em quatro (66,7 por cento) e positiva para tirosinase em quatro (66,7 por cento) dos seis pacientes testados. Três (50 por cento) pacientes foram positivos para os dois marcadores. Um (16,7 por cento) paciente foi negativo para ambos marcadores. CONCLUSÃO: A pesquisa de células malignas circulantes usando RT-nested-PCR, foi positiva na maioria dos pacientes estudados. A qualidade das amostras de sangue periférico dos pacientes brasileiros foi mantida no material preservado mesmo após ter sido enviado ao exterior.


PURPOSE: The purpose of our study was to detect circulating malignant cells (CMCs) in oversea-shipped blood samples of patients with uveal melanoma diagnosed in Brazil. METHODOS: Melan-A and tyrosinase were the two markers used for the detection of CMCs, using reverse transcriptase nested polymerase chain reaction (RT-nested-PCR) in 6 patients with uveal melanoma. The expression of beta-actin and GAPDH were used to assess the quality of the material. RESULTS: Five patients (83.33 percent) tested positive for the presence of CMCs. The RT-nested-PCR was positive for melan-A in 4 patients (66.7 percent) and positive for tyrosinase in 4 (66.7 percent) of the 6 patients. Three (50 percent) patients were positive for both markers. One (16.7 percent) patient was negative for both markers. All negative controls were negative. CONCLUSION: The quality of the blood samples shipped overseas, from patients with uveal melanoma, was preserved. The detection of CMCs using RT-nested-PCR was positive in the majority of the patients.


Assuntos
Adulto , Idoso , Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Antígenos de Neoplasias/sangue , Melanoma/secundário , Monofenol Mono-Oxigenase/sangue , Células Neoplásicas Circulantes/química , Proteínas de Neoplasias/sangue , Biomarcadores Tumorais/sangue , Neoplasias Uveais/patologia , Seguimentos , Melanoma/sangue , Manejo de Espécimes , Fatores de Tempo , Neoplasias Uveais/sangue
14.
Rev. med. nucl. Alasbimn j ; 8(32)apr. 2006. ilus, tab
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-444093

RESUMO

En nuestro centro el Tecnólogo en Medicina Nuclear interviene activamente en el desarrollo y evaluación de metodologías de Medicina Nuclear y de Biología Molecular vinculadas con la estrategia del ganglio centinela (GC). El objetivo del presente trabajo fue el de validar las técnicas nucleares y moleculares utilizadas mediante parámetros clínicos y pronósticos conocidos de la enfermedad. Incluimos prospectivamente 40 pacientes con melanoma clínicamente localizado, con un espesor medio de Breslow de 3.6 mm (rango: 0.5-15.0 mm). La edad media de los pacientes fue de 54.2 años (rango: 24-82 años), siendo 25 del sexo femenino. Se utilizó como radiofármaco al 99mTc – nanocoloide de albúmina, realizando el estudio linfocentellográfico 16-18 horas antes de la cirugía, con una dosis total de 111-185 MBq. Se adquirieron imágenes secuenciales de 5 minutos en gama cámara, continuando hasta una hora post inyección de no visualizarse precozmente drenaje. Una vez localizado el(los) GC, realizamos vistas ortogonales a los efectos de localizar dichos ganglios en el espacio tridimensional. Los territorios ganglionares identificados mediante linfocentellografía fueron explorados quirúrgicamente mediante la ayuda de una sonda gama intraoperatoria. La radiactividad ganglionar y de los tejidos adyacentes fue medida in vivo y verificada ex vivo luego de la resección. Una relación de conteo ganglio/fondo mayor a 2 in vivo y mayor a 10 veces ex vivo fue considerada a los efectos de considerar un ganglio como GC. Los mismos fueron analizados mediante histopatología y en 14 pacientes se estudió además la expresión mediante RT-PCR, de los marcadores TIR, MART-1 y MIA, usando un protocolo de una fase con 35 ciclos de amplificación. Los experimentos fueron realizados en duplicado e incluyeron controles positivos y negativos. Los GC fueron identificados en 38/39 pacientes operables (97.4 por ciento), extirpándose una media de 1.3 ganglios. Se diagnosticaron metástasis ganglionares por his.


Assuntos
Masculino , Adulto , Humanos , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , Melanoma , Melanoma/genética , Metástase Linfática , Metástase Linfática/genética , Linfonodos , Linfonodos/patologia , Biópsia de Linfonodo Sentinela , Competência Clínica , Biomarcadores Tumorais , Monofenol Mono-Oxigenase/genética , Valor Preditivo dos Testes , Estudos Prospectivos , Proteínas de Neoplasias/genética , Reação em Cadeia da Polimerase Via Transcriptase Reversa
15.
Braz. j. microbiol ; 37(1): 78-86, Jan.-Mar. 2006. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-430986

RESUMO

A produção de L-DOPA a partir de tirosina pela cepa mutante de Aspergillus orizae UV-7 foi melhorada através de mutação química. Diferentes cepas foram testadas quanto a produção de L-DOPA por fermentação submersa, observando-se que a cepa denominada SI-12 foi a melhor produtora (300 mg de L-DOPA por g de células). A produção de L-DOPA pela cepa mutante a partir de diferentes fontes de carbono foi testada em diferentes fontes de nitrogênio, pH inicial e temperatura. Em pH ótimo (5,0) e temperatura ótima (30ºC), todos os açúcares foram utilizados para formação de biomassa, com um rendimento de L-DOPA de 150 mg.g-1, e produtividade volumétrica máxima e especifica de 125 mg.l.h-1 e 150 mg.g-1.h-1, respectivamente. A velocidade de formação do produto aumentou 3 vezes, sendo esse aumento o maior já relatado na literatura. Para explicar o mecanismo cinético da formação de L-DOPA e a inativação térmica da tirosinase, os parâmetros termodinâmicos foram determinados aplicando-se o modelo de Arrhenius: no caso da cepa mutante, a entalpia de ativação e entropia foram 40kj/mol e 0,076 kj/mol.K para produção de L-DOPA e 116 kj/mol and 0,590 kj/mol.K para inativação térmica, respectivamente. Os valores para formação do produto foram mais baixos e os para desativação do produto foram mais elevados que os valores correspondentes à cultura parental, indicando que a cepa mutante foi termodinamicamente mais resistente à denaturação térmica.


Assuntos
Aspergillus oryzae , Ensaios Enzimáticos Clínicos , Técnicas In Vitro , Levodopa , Monofenol Mono-Oxigenase , Mutação , Fermentação , Métodos
16.
Medicina (B.Aires) ; 66(2): 144-146, 2006.
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-440403

RESUMO

La sobrevida a cinco años de los casos con melanoma maligno primario localizado es de aproximadamenteun 80%, comparada con un 35% cuando los ganglios están comprometidos. Se estudióel/los ganglio/s centinela/s mediante hematoxilina-eosina (HE), inmunohistoquímica (IHQ) y biología molecular(BM) de individuos con diagnóstico de melanoma maligno estadio I o II. La población se dividió en tres grupos:HE-/IHQ+/BM+: 67% fallecieron; HE-/IHQ-/BM+: 57% fallecieron y HE-/IHQ-/BM-: el 100% de los individuos vivensin linfadenectomía, con una mediana de seguimiento de 60 meses. Los individuos que mostraron negatividadcon los tres métodos tuvieron un índice de recurrencia nulo. Los datos de este estudio sugieren una nuevaestadificación oncológica a nivel molecular que permitiría seleccionar a los individuos que presenten metástasissubmicroscópicas para un tratamiento completo, pero también evitar linfadenectomías en muchos individuos queno tienen metástasis ganglionares, permitiendo que éstos no sufran sobretratamiento.


Survival at 5 years of patients with localized primary malignant melanoma is about80%, compared with a 35% survival in case of lymph nodes involvement. Sentinel lymph node(s) from 45 subjectswith diagnosis of malignant melanoma stage I or II was/were studied with hematoxylin-eosin (HE), immunohistochemistry(IHC) and molecular biology (MB) techniques. The population was divided into three groups:HE-/IHC+/MB+, where 67% patients died; HE-/IHC-/MB+, where 57% died; and HE-/IHC-/MB-, where 100% ofthe patients are alive, with no lymphadenectomy and a median follow-up of 60 months. Those subjects whoshowed negativity with all the three methods had a null recurrence rate. Data herein obtained suggest a newmolecular oncological staging, which would allow the selection of patients with submicroscopic metastases for acomplete treatment. Moreover, several patients with no lymph node metastases should not undergo lymphadenectomies,and overtreatment could therefore be avoided.


Assuntos
Humanos , Melanoma/patologia , Neoplasias Cutâneas/patologia , Argentina/epidemiologia , Biomarcadores Tumorais , Amarelo de Eosina-(YS) , Seguimentos , Hematoxilina , Imuno-Histoquímica , Metástase Linfática , Melanoma/mortalidade , Monofenol Mono-Oxigenase , Recidiva Local de Neoplasia , Estadiamento de Neoplasias , Prognóstico , Estudos Prospectivos , Reação em Cadeia da Polimerase Via Transcriptase Reversa , Neoplasias Cutâneas/mortalidade
17.
Säo Paulo med. j ; 123(4): 187-191, jul. 2005.
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-414414

RESUMO

CONTEXTO E OBJETIVO: Estudos recentes têm indicado que áreas de vitiligo contêm melanócitos inativos ou dormentes. A síntese de melanina está relacionada com a presença de tirosinase é indicadora de estado metabólico ativo. O escopo deste artigo é comparar repigmentação, distribuição epidérmica de melanócitos e detecção do RNAm de tirosinase através da reação de polimerase em cadeia por transcriptase reversa, em amostras de tecido de vitiligo, antes e após curetagem, seguido ou não por uma nova técnica de enxerto autólogo de pele. TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Prospectivo, na Disciplina de Dermatologia da Faculdade de Medicina do ABC, Santo André. MÉTODOS: Duas áreas de vitiligo foram curetadas. Uma foi subseqüentemente enxertada com pele autóloga sacral normal, enquanto a outra não recebeu nenhum enxerto. As áreas curetadas foram examinadas após 30 dias, para avaliar o grau de repigmentação. A porcentagem de melanócitos e a presença de RNAm de tirosinase de pele normal e de pele de vitiligo (antes e após curetagem apenas e antes e após curetagem seguida de enxertia) foram comparadas. RESULTADOS: Repigmentação completa foi observada em todas as áreas enxertadas, enquanto as áreas de vitiligo apenas curetadas apresentaram repigmentação parcial. A porcentagem de melanócitos nas áreas enxertadas excederam as áreas de vitiligo não tratados (p = 0.01) e as áreas tratadas com curetagem simples (p = 0,015). RNAm de tirosinase foi negativo em 93.75 por cento das áreas não tratadas de vitiligo. Após tratamento (somente curetagem ou curetagem seguida de enxerto), todas as lesões tornaram-se positivas para RNAm de tirosinase. CONCLUSÃO: Melanócitos metabolicamente inativos ou dormentes estão provavelmente presentes dentro das áreas de vitiligo, e podem ser ativados por estímulos endógenos ou exógenos.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Curetagem/métodos , Monofenol Mono-Oxigenase/análise , RNA Mensageiro/análise , Transplante de Pele/métodos , Vitiligo/cirurgia , Contagem de Células , Melanócitos , Monofenol Mono-Oxigenase/genética , Estudos Prospectivos , Reação em Cadeia da Polimerase Via Transcriptase Reversa , RNA Mensageiro/genética , Resultado do Tratamento , Vitiligo/enzimologia , Vitiligo/patologia
18.
São Paulo; s.n; 2005. [127] p.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-436978

RESUMO

Introdução: A patogênese do quelóide é desconhecida. Apesar da inervação cutânea participar da cicatrização, existe uma lacuna na literatura relativa ao sistema nervoso cutâneo no quelóide. Objetivo: Quantificar fibras nervosas e melanócitos no quelóide, bem como avaliar a atividade melanogênica. Métodos: Compararam-se amostras de quelóide e de pele adjacente da região torácica de 27 pacientes não-brancas. As fibras nervosas e os melanócitos foram corados por imuno-histoquímica, pela reação à proteína S-IOO. A quantificação das fibras nervosas dérmicas, e das células melanocíticas epiteliais, foi realizada por contagem direta em cada tecido. A profundidade da fibra nervosa mais superficial, em relação à camada granulosa, foi mensurada por régua histológica. Os dados obtidos também foram analisados em função do tempo de evolução das lesões. A atividade melanogênica foi quantificada mediante reação imuno histoquímica, por anticorpo anti-tirosinase. Resultados: As amostras de quelóide apresentaram quantidade maior de fibras nervosas (p < 0,00 I), em comparação com o tecido cutâneo adjacente à lesão. A fibra nervosa maIS superficial no quelóide estava a uma profundidade maior que na pele (p < 0,00 I). A quantidade de melanócitos nas amostras de quelóide foi menor em relação às de pele (p < 0,00 I), da mesma forma quanto à tirosinase (p < 0,00 I). Com o tempo evolutivo das lesões, não houve associação estatística dos resultados das fibras nervosas e melanócitos. Conclusão: O quelóide apresenta maior quantidade de fibras nervosas dérmicas e numa profundidade maior em relação à pele. A quantidade de melanócitos e de tirosinase é menor no quelóide que na pele.


Assuntos
Cicatriz Hipertrófica , Queloide , Melanócitos , Monofenol Mono-Oxigenase , Fibras Nervosas
19.
Braz. j. med. biol. res ; 37(6): 901-905, Jun. 2004. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-359908

RESUMO

Patients expressing estradiol receptors in melanoma cells have been reported to have a better prognosis. We therefore decided to investigate the in vitro effects of á-estradiol and tamoxifen on the growth and tyrosinase activity of SK-Mel 23 human melanoma cells. Twenty-four-hour treatment with 0.4 nM á-estradiol inhibited cell proliferation in 30 percent (0.70 ñ 0.03 x 10(5) cells) and increased tyrosinase activity in 50 percent (7130.5 ñ 376.5 cpm/10(5) cells), as compared to untreated cells (1.0 ñ 0.05 x 10(5) cells and 4769 ñ 25.5 cpm/10(5) cells, respectively). Both responses were completely (100 percent) blocked by 1 æM tamoxifen. Higher concentrations (up to 1.6 nM) or longer treatments (up to 72 h) did not result in a larger effect of the hormone on proliferation or tyrosinase activity. Competition binding assays demonstrated the presence of binding sites to [2,4,6,7- H]-á-estradiol, and that the tritiated analogue was displaced by the unlabeled hormone (1 nM to 100 æM, Kd = 0.14 æM, maximal displacement of 93 percent) or by 10 æM tamoxifen (displacement of 60 percent). á-estradiol also increased the phosphorylated state of two proteins of 16 and 46 kDa, after 4-h treatment, as determined by Western blot. The absorbance of each band was 1.9- and 4-fold the controls, respectively, as determined with Image-Pro Plus software. Shorter incubation periods with á-estradiol did not enhance phosporylation; after 6-h treatment with the hormone, the two proteins returned to the control phosphorylation levels. The growth inhibition promoted by estradiol may explain the better prognosis of melanoma-bearing women as compared to men, and open new perspectives for drug therapy.


Assuntos
Humanos , Antineoplásicos Hormonais , Estradiol , Melanoma , Monofenol Mono-Oxigenase , Tamoxifeno , Ligação Competitiva , Western Blotting , Fatores de Tempo , Células Tumorais Cultivadas
20.
Rev. med. exp ; 17(1/4): 5-8, ene.-dic. 2000. ilus, tab
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-340741

RESUMO

Cryptococcus neoformans es la única levadura patógena capaz de sintetizar pigmentos como la melanina mediante la actividad de su enzima llamda fenoloxidasa. El objetivo del presente estudio fue implementar y estandarizar la prueba de la fenoloxidasa, como técnica complementaria en la identificación de cepas de C. neoformans. Se estudiaron 21 cepas, identificadas previamente con métodos convencionales. La prueba de la fenoloxidasa fue modificada debido a que su empleo originaba 9,6 (2/21) de falsa negatividad. Esta prueba modificada se optimizó a 28 (grados centígrados) a partir de un medio con baja concentración de glucosa. Ningún aislamiento falso negativo fue encontrado luego de repetir tres veces el ensayo, y el pigmento melanina fue detectado con mayor rapidez


Assuntos
Cryptococcus neoformans , Monofenol Mono-Oxigenase , Pigmentos Biológicos
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA