Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 71
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados
Intervalo de ano de publicação
1.
J. coloproctol. (Rio J., Impr.) ; 39(1): 62-66, Jan.-Mar. 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-984626

RESUMO

ABSTRACT Objectives: Conventional bowel preparation for colonoscopy confines patient to clear liquid diet the day before and such non-nutritive dietary regimen often caused discomfort and hunger. The purpose of this study is to determine the feasibility of feeding patient with low-residue, lactose-free semi-elemental enteral formula (PEPTAMEN®) compare to conventional clear liquid diet during bowel preparation before colonoscopy. Methods: This was a randomised, endoscopist-blinded study. Patients were randomised into two groups, those receiving oral PEPTAMEN® and mechanical bowel preparation (A) and those receiving clear liquid while undergoing mechanical bowel preparation (B). Documentation was made with regard to the type of bowel cleansing agents used, completeness of the colonoscopy, cleanliness quality score, and hunger score. Results: A total of 97 patients were included in the study, A = 48 and B = 49. Eight patients, who were not compliant to the bowel-cleansing agent or had an incomplete colonoscopic examination, were excluded from the study. In terms of the overall cleanliness score, no statistical significant difference was seen (p = 0.25) between the two groups, A (fair or poor 37.5%, good or excellent 62.5%) and B (fair or poor 49%, good or excellent 51%) whereas the hunger score showed a significant difference (p = 0.016), A (no hunger 41.7%, slight hunger 12.5%, hungry 12.5%) and B (no hunger 24.5%, slight hunger 38.8%, hungry 36.7%). Conclusions: These data suggest that the addition of oral PEPTAMEN® as part of the bowel preparation regimen did not significantly alter the luminal cleanliness score during colonoscopy while alleviating hunger.


RESUMO Objetivo: A preparação intestinal convencional para a colonoscopia confina o paciente à dieta líquida clara no dia anterior; esse regime dietético não nutritivo frequentemente causa desconforto e fome. O presente estudo teve como objetivo determinar a viabilidade de alimentar o paciente com fórmula enteral semielementar sem lactose e pobre em resíduos (PEPTAMEN®) em comparação com a dieta líquida clara convencional no preparo intestinal para colonoscopia. Métodos: Este foi um estudo randomizado no qual o endoscopista foi cego quanto ao tipo de preparo. Os pacientes foram randomizados em dois grupos: aqueles que receberam PEPTAMEN® oral e preparo intestinal mecânico (A) e aqueles que receberam dieta líquida clara e preparo intestinal mecânico (B). Os pacientes foram avaliados quanto ao tipo de agente de limpeza intestinal utilizado, a completude da colonoscopia, o escore de qualidade de limpeza e o escore de fome. Resultados: Um total de 97 pacientes foram incluídos no estudo, 48 no grupo A e 49 no grupo B. Oito pacientes foram excluídos por não aderirem ao agente de limpeza intestinal ou apresentarem um exame incompleto de colonoscopia. Quanto ao escore geral de limpeza, não se observou diferença estatisticamente significativa (p = 0,25) entre os grupos A (resultado regular ou ruim, 37,5%; bom ou excelente, 62,5%) e B (resultado regular ou ruim, 49%; bom ou excelente, 51%). Por outro lado, o escore de fome apresentou diferença significativa (p = 0,016) entre os grupos A (sem fome, 41,7%; fome leve, 12,5%; fome, 12,5%) e B (sem fome, 24,5%; fome leve, 38,8%; fome, 36,7%). Conclusões: Os dados sugerem que a adição de PEPTAMEN® oral como parte do regime de preparo intestinal não altera significativamente o escore de limpeza luminal durante a colonoscopia, mas alivia a fome.


Assuntos
Humanos , Alimentos Formulados , Colonoscopia/métodos , Peptídeos/administração & dosagem , Catárticos/administração & dosagem , Protocolos Clínicos
2.
Braz. J. Pharm. Sci. (Online) ; 55: e17110, 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1011643

RESUMO

Rhubarb is commonly used as a cathartic in Asian countries. However, researchers have devotedextensive concerns to the quality control and safety of rhubarb and traditional Chinese preparations composed of rhubarb due to the instable purgative effect and potential nephrotoxicity of anthraquinones. In this study, we aimed to prepare rhubarb total free anthraquinones (RTFA) oral colon-specific drug delivery granules (RTFA-OCDD-GN) to delivery anthraquinones to colon to produce purgative effect. RTFA-OCDD-GN were prepared using chitosan and Eudragit S100 through a double-layer coating process and the formulation was optimized. Continuous release studies were performed in a simulated gastric fluid (pH 1.2), followed by a small-intestinal fluid (pH 6.8) and a colonic fluid (pH 7.4, containing rat cecal contents). The purgative effect test was performed in rats. The dissolution profile of RTFA-OCDD-GN showed that the accumulative dissolution rate of RTFA was about 83.0% in the simulated colonic fluid containing rat cecal contents and only about 9.0% in the simulated gastrointestinal fluids. And the RTFA-OCDD-GN could produce the comparative purgative activity as rhubarb, suggesting it could deliver the free AQs to the colon. The RTFA-OCDD-GN was a useful media to enhance the purgative activity of free anthraquinones after administered orally.


Assuntos
Animais , Masculino , Feminino , Ratos , Rheum/efeitos adversos , Preparações Farmacêuticas , Antraquinonas/efeitos adversos , Colo , Projetos , Catárticos/análise
3.
J. coloproctol. (Rio J., Impr.) ; 38(2): 105-110, Apr.-June 2018. graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-954588

RESUMO

ABSTRACT Bowel preparation is mandatory prior to elective colonoscopy and their effectiveness is closely related to the quality of the examination. There are many preparations on the market and there is no consensus on which is best. This study aimed to compare three solutions for colon preparation in patients undergoing colonoscopy. We conducted a prospective study with 61 patients divided randomly into three groups: one that received a standard dose of macrogol, another received a standard dose of 10% mannitol and another received a standard dose of sodium picosulphate. Patients and examining endoscopists responded to questionnaires for compiling data. In the results we noticed that 10% mannitol, despite being less tolerated by the patient when compared to sodium picosulphate, presents better results in colonic cleaning, being therefore superior in this regard. Macrogol was considered as an intermediate in relation to the other two preparations. As for tolerability, preference is given to sodium picosulphate as best tolerated, followed by mannitol and by macrogol, which is poorly tolerated by the patient. We conclude that as the main objective of bowel preparation in colonoscopy is the quality of colonic cleaning, 10% mannitol was superior to the other preparations studied.


RESUMO O preparo intestinal é mandatório antes da realização das colonoscopias eletivas e sua eficácia está intrinsecamente relacionada à qualidade do exame. Existem diversos preparos no mercado e não há consenso sobre qual é melhor. Este estudo teve como objetivo comparar três soluções para preparo de cólon em pacientes submetidos à colonoscopia. Foi realizado um estudo prospectivo com 61 pacientes distribuídos de forma randomizada em três grupos: um recebeu macrogol, outro manitol a 10% e outro picossulfato de sódio em doses padrão. Os pacientes e os endoscopistas examinadores responderam a questionários para compilação de dados. Nos resultados notamos que o manitol a 10%, apesar de ser menos tolerado pelo paciente quando comparado ao picossulfato de sódio, apresenta melhores resultados na limpeza colônica, sendo, portanto, superior neste quesito. O macrogol foi considerado como intermediário em relação aos outros dois preparos. Quanto à tolerabilidade, a preferência recai sobre o picosulfato de sódio como o mais bem tolerado, seguido pelo Manitol; macrogol foi o menos tolerado pelo paciente. Concluímos que, como o principal objetivo do preparo intestinal na colonoscopia é a qualidade da limpeza colônica, o manitol a 10% mostrou-se superior aos demais preparos estudados.


Assuntos
Humanos , Cuidados Pré-Operatórios/métodos , Colonoscopia/métodos , Polietilenoglicóis , Catárticos , Manitol
4.
Rev. chil. cir ; 70(3): 224-232, 2018. tab, graf, ilus
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-959375

RESUMO

Resumen Introducción La efectividad de la colonoscopia depende de múltiples factores, destacando la calidad de preparación intestinal y la tolerabilidad que tenga el paciente a la preparación administrada. Objetivo Comparar dos agentes de preparación intestinal, el polietilenglicol (PEG) y el picosulfato de sodiocitrato de magnesio (PSCM) en términos de efectividad y tolerabilidad de la preparación. Pacientes y Método Ensayo clínico aleatorizado en pacientes ambulatorios sometidos a colonoscopia en Clínica INDISA. Evaluando efectividad y tolerabilidad con el Boston Bowel Preparation Score (BBPS) y cuestionario de Lawrence [compuesto por escala Likert, dos preguntas cualitativas y escala visual análoga (EVA)], respectivamente. Resultados 189 pacientes, de los cuales 123 se aleatorizaron a PEG y 66 a PSCM. El BBPS en los pacientes que utilizaron PEG, la media fue 7,51 (DS 1,66) y con PSCM fue 7,12 (DS 1,71) (p = 0,111). Al analizar la tolerabilidad con escala Likert, la media con PEG fue 0,94 (DS 0,68) y con PSCM fue 0,63 (DS 0,61) (p = 0,0004). La EVA con PEG tuvo una media de 7,68 (DS 2,4) y con PSCM de 9,04 (DS 1,59) (p < 0,0001). Al preguntar ausentismo laboral, no hubo diferencias significativas en ambos grupos y al preguntar si ocuparía la misma preparación en una futura colonoscopia, hubo significancia estadística a favor del PSCM (p = 0,026). Conclusión No encontramos diferencias en la efectividad de preparación intestinal al comparar PEG y PSCM, sin embargo, el PSCM es mejor tolerado.


Introduction The effectiveness of colonoscopy depends on multiple factors, being two of the most important ones an adequate bowel preparation and the patient's tolerability to the preparation. Objectives Compare effectiveness and tolerability of two bowel preparation agents, polyethylene glycol (PEG) and sodium picosulfate/magnesium citrate (SPMC). Patients and Methods Randomized clinical trial on outpatients that went into colonoscopy in INDISA Clinic. We evaluated effectiveness and tolerability with Boston Bowel Preparation Score (BBPS) and Lawrence questionnaire [composed by Likert scale, two qualitative questions and Visual Analogue Scale (VAS) for pain], respectively. Results 189 patients, 123 were randomized to PEG and 66 to SPMC. BBPS average in patients in the PEG branch was 7.51 (SD 1.66) and for SPMC 7.12 (SD 1.71) (p = 0.111). Likert scale for evaluating tolerability average for PEG was 0.94 (SD 0.68) and for SPMC 0.63 (SD 0.61) (p = 0.0004). VAS scale for PEG had an average of 7.68 (SD 2.4) and for PSCM 9.04 (SD 1.59) (p < 0.0001). When we asked for workplace absenteeism, there were no significant differences between both groups and when we asked about using the same intestinal preparation in a future colonoscopy there was statistical significance in favor to SPMC (p = 0.026). Conclusions No differences were noted on effectiveness between the PEG and SPMC bowel preparations. Nevertheless, SPMC appeared to be better tolerated by patients.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Compostos Organometálicos/administração & dosagem , Polietilenoglicóis/administração & dosagem , Catárticos/administração & dosagem , Colonoscopia/métodos , Citratos/administração & dosagem , Picolinas/administração & dosagem , Cuidados Pré-Operatórios/métodos , Método Simples-Cego , Inquéritos e Questionários , Satisfação do Paciente
6.
Arq. gastroenterol ; 52(4): 311-314, Oct.-Dec. 2015. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-771922

RESUMO

Background - Colonoscopy is an important diagnostic and therapeutic procedure. Adequate bowel preparation is mandatory. Several regimens were discussed in the literature. Among the drugs which has recently used, polyethylene glycol is one of the most popular agents. Objectives - The aim of this study was to compare efficacy of three different methods for 1 day preparation before colonoscopy. Methods - This study included children with the range of ages (2-21) who had an indication of colonoscopy. Exclusion criteria were based on the history of previous surgery, parental disagreement, and patients who did not use preparation protocol. Three methods for bowel preparation were studied: 1- Polyethylene glycol only; 2- Polyethylene glycol and bisacodyl suppositories; 3- Polyethylene glycol plus normal saline enema. Boston Bowel Preparation Score was used for evaluation of preparation. SPSS version 16.0 (Chicago, IL, USA) were used for data analysis. Results - In this study 83 cases completed the bowel preparation completely. Acceptable bowel preparation was seen in 24 (85.71%), 36 (94.73%), and 14 (82.35%) of cases in PEG, PEG + bisacodyl, and PEG + normal saline enema groups respectively. PEG + bisacodyl suppositories was more effective than PEG + normal saline for the preparation of the first segment ( P=0.05). For second and third segment of colon, BPPS score was higher in PEG + bisacodyl suppositories compared to other regimens, but this difference was not statistically significant. Conclusion - There was no significant difference between 1 day colonoscopy regimens in terms of bowel preparation score. Lowest score was seen in PEG + enema group compared to other group.


Contexto - A colonoscopia é um procedimento diagnóstico e terapêutico importante. A preparação intestinal adequada é obrigatória. Vários esquemas são discutidos na literatura. Dentre as drogas que se têm usado recentemente, o polietilenoglicol é um dos agentes mais utilizados. Objetivo - O objetivo deste estudo foi comparar a eficácia de três métodos diferentes para a preparação feita 1 dia antes de colonoscopia. Métodos - Este estudo incluiu crianças com a gama de idades entre 2 e 21 anos, que tinham indicação de colonoscopia. Os critérios de exclusão foram baseados em história da cirurgia anterior, não aprovação dos pais e pacientes que não utilizaram o protocolo de preparação. Três métodos para a preparação do intestino foram estudados: 1-polietilenoglicol; 2 - polietilenoglicol e bisacodil supositórios; 3 - polietilenoglicol e enema de solução salina. O escore de Boston para preparação intestinal foi usado para a avaliação e os dados foram analisados pelo SPSS versão 16.0 (Chicago, Il, USA). Resultados - Um total de 83 pacientes concluiu completamente o preparo intestinal. Houve preparo aceitável em 24 (85,71%), 36 (94,73%) e 14 (82,35%) dos casos, nos grupos PEG, PEG + bisacodil e PEG + enema salino, respectivamente. PEG + bisacodil supositórios foi mais eficaz do que a PEG + solução salina para a preparação do primeiro segmento ( P=0,05). Para segundo e terceiro segmento do cólon, a pontuação de BPPS foi maior no grupo PEG + bisacodil supositórios em comparação com outros regimes, mas essa diferença não foi estatisticamente significativa. Conclusão - Não houve nenhuma diferença significativa entre os regimes de preparo para colonoscopia de um dia em termos de pontuação de preparação do intestino. A nota mais baixa foi vista no grupo PEG + enema em comparação com outros grupos.


Assuntos
Adolescente , Criança , Pré-Escolar , Feminino , Humanos , Masculino , Adulto Jovem , Bisacodil/administração & dosagem , Catárticos/administração & dosagem , Colonoscopia/métodos , Polietilenoglicóis/administração & dosagem , Cloreto de Sódio/administração & dosagem , Cooperação do Paciente , Irrigação Terapêutica/métodos
7.
Rev. Soc. Bras. Clín. Méd ; 12(1)jan.-mar. 2014. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-707346

RESUMO

JUSTIFICATIVA E OBJETIVO: A constipação intestinal é um problema crônico, frequente, que afeta a Qualidade de Vida dos indivíduos. O objetivo deste estudo foi avaliar a eficácia clínica e a tolerabilidade da composição Cassia fistula e Senna alexandrina Miller, na apresentação geleia sem açúcar, em pacientes diagnosticados com constipação intestinal funcional crônica. MÉTODOS: Estudo envolvendo 96 voluntários com diagnóstico de constipação intestinal funcional crônica, conforme Critérios de Roma III, randomizados em grupos ativo e placebo. A avaliação da eficácia primária foi realizada por meio da frequência média de evacuações, consistência média das fezes e melhora global da constipação. Foram realizadas ainda avaliações secundárias, como número de dias seguidos sem evacuação, proporção de evacuações com dor, esforço, sensação de evacuação incompleta ou bloqueio, uso de manobras manuais, sujeitos de pesquisa que aderiram às recomendações de hábitos de vida, uso de fármacos de resgate e melhora da constipação segundo avaliação do sujeito de pesquisa. RESULTADOS: A proporção de sujeitos da pesquisa que apresentou melhora global da constipação foi de 65,1% no grupo ativo e de 22,0% grupo placebo (p<0,0001). Para a maioria das avaliações secundárias de eficácia, o grupo ativo apresentou melhor desempenho quando comparado ao grupo pesquisa. De acordo com a avaliação dos sujeitos de pesquisa sobre a melhora da constipação, o grupo ativo apresentou melhor desempenho do que o grupo pesquisa. Quanto à segurança, os dois grupos apresentaram resultados similares. CONCLUSÃO: A geleia sem açúcar composta de Cassia fistula e Senna alexandrina Miller apresentou um comportamento seguro e eficaz, sendo uma alternativa para tratamento da constipação intestinal funcional crônica.


BACKGROUND AND OBJECTIVE: Intestinal constipation is a chronic and frequent problem that affects Quality of Life. The aim of this study was to evaluate the efficacy and tolerability of the composition Cassia fistula and Senna alexandrina Miller, as sugar free jelly, in patients diagnosed with chronic functional constipation. METHODS: We evaluated 96 volunteers diagnosed with functional constipation according to Rome III criteria. Volunteers were randomized into active and placebo groups. Primary efficacy endpoint was evaluated by mean frequency of bowel movements, consistency of stools and global improvement of constipation. Secondary endpoints were evaluated, such as number of days without bowel movements, proportion of bowel movements with pain, with strain, sensation of incomplete or blocked bowel movement, use of, manual maneuvers to facilitate defecation, subjects who adhered to the diet recommendation, use of rescue medication, and level of constipation improvement, according to subject evaluation. RESULTS: Global improvement of constipationwas observed in 65.1% of subjects enrolled in active group versus 22% in placebo group (p<0.0001). For most secondary efficacy evaluations, the active group performed better when compared to placebo group. According to the evaluation of the subjects on the improvement of constipation, the active group performed better than the placebo group. As for security, the two groups showed similar results. CONCLUSION: Cassia fistula and Senna alexandrina Miller sugar free jelly demonstrated to be safe and effective and it can be used as an alternative for the treatment of functional constipation.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Cassia , Catárticos/uso terapêutico , Constipação Intestinal/tratamento farmacológico , Tolerância a Medicamentos , Laxantes/uso terapêutico , Fitoterapia , Extrato de Senna
8.
ABCD arq. bras. cir. dig ; 27(1): 9-12, Jan-Mar/2014. graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-703968

RESUMO

Background: Colonoscopy is the most frequent exam used to evaluate colonic mucosa, allowing the diagnosis and treatment of many diseases. The appropriate bowel preparation is indispensable for the realization of colonoscopy. Therefore, it is necessary the use of laxative medications, preferentially by oral administration. Aim: To compare two medications used in bowel preparation in adult patients going to ambulatory colonoscopy and to analyze the patients' profile. Methods: A double-blind prospective study with 200 patients, randomized in two groups: one that received polyethilene glycol and another that received lactulose. The patients answered to questionnaires to data compilation, as tolerance, symptoms and complications related to preparation. Besides, it was also evaluated the prepare efficacy related to the presence of fecal residue. Results: Intestinal habit alterations and abdominal pain were the main reasons to realize the exams and hypertension was the most prevalent comorbidity. Ten percent of the ones who received lactulose didn't get to finish the preparation and 50% considered the taste "bad, but tolerable". The most common subjective symptom after the medication was nausea, especially after lactulose. During the exam, most of the patients who used lactulose had a "light discomfort" and the ones who used polyethilene glycol considered the discomfort as "tolerable". The quality of the preparation was good in 75%, undependable of the medication that was used. Conclusion : Polyethilene glycol was more tolerable when compared to lactulose, without difference on the quality of the preparation. .


Racional - A colonoscopia é o exame mais utilizado atualmente para avaliação da mucosa colônica, permitindo diagnóstico e tratamento de diversas doenças. O preparo de cólon adequado é imprescindível para a realização do exame. Para tanto, é necessária a utilização de laxantes, cuja via preferencial de preparo é a oral. Objetivo - Comparar duas soluções para preparo de cólon nos pacientes adultos a serem submetidos à colonoscopia em regime ambulatorial e o perfil destes pacientes. Métodos - Estudo prospectivo duplo-cego com 200 pacientes distribuídos aleatoriamente em dois grupos: um que recebeu dose padrão de polietilenoglicol e o outro que recebeu dose padrão de lactulose. Os pacientes responderam a questionários para compilação de dados, como tolerância, sintomas e complicações relacionadas ao preparo. Além disso, foi avaliada também a eficácia do preparo com relação à presença de resíduos fecais. Resultados - Alteração do hábito intestinal e dor abdominal foram os principais motivos para o exame, sendo que hipertensão a comorbidade mais prevalente. Dez por cento dos que receberam lactulona não conseguiram completar o preparo e 50% consideraram o gosto do preparo "ruim, mas tolerável". O sintoma subjetivo mais comum após o preparo foi náusea, principalmente após a lactulona. Durante o exame, a maioria dos usuários da lactulona teve desconforto "leve", sendo que os que usaram polietilenoglicol consideraram o desconforto como "tolerável". A qualidade do preparo foi boa em 75%, independentemente do preparo utilizado. Conclusão - O polietilenoglicol apresentou melhor tolerância quando comparado à lactulona, não havendo diferença na qualidade do preparo. .


Assuntos
Humanos , Catárticos , Colonoscopia , Fármacos Gastrointestinais , Lactulose , Polietilenoglicóis , Cuidados Pré-Operatórios/métodos , Catárticos/efeitos adversos , Método Duplo-Cego , Lactulose/efeitos adversos , Estudos Prospectivos , Polietilenoglicóis/efeitos adversos
9.
Arq. gastroenterol ; 49(2): 162-168, Apr.-June 2012. ilus, tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-640178

RESUMO

CONTEXT: Colonoscopy is currently the gold standard method to examine the colon, the rectum and the terminal ileum. In order to perform the colonoscopy, it is necessary to clean the bowel and use medications that are generally poorly tolerated by the patients. OBJECTIVE: Compare the tolerability, acceptability, safety and efficacy of two solutions used for intestinal preparation for a colonoscopy. METHODS: One hundred patients matched for sex and age were prospective randomized into two groups. Polyethylene glycol group received bisacodyl 10 mg plus 1 L of polyethylene glycol the night before and 1 L on the day of the exam. Mannitol group received bisacodyl 20 mg the day before and 1 L of a 10% mannitol solution on the day of the exam. The diet was the same for both groups. Tolerability and acceptability were measured using previously validated questionnaires. In terms of safety, variations in vital signs before and after the preparation were recorded, in addition to any complications. The quality of the preparation was graded based on the Boston and Ottawa scales. RESULTS: Ninety-six percent (96%) completed the study. As for tolerability, the mannitol preparation group exhibited a significantly higher frequency of nausea, vomiting, abdominal pain, and abdominal distension than polyethylene glycol group (P < 0.05). Acceptability was significantly better in polyethylene glycol group. The polyethylene glycol solution has also previously been shown to be safer than mannitol. No difference was observed in the quality of the preparation between the two preparation methods. CONCLUSIONS: The following conclusions can be made: polyethylene glycol solution had higher tolerability, acceptability, and safety than the mannitol and should be used instead of mannitol. Both preparation solutions have similar efficacy.


CONTEXTO: O exame de colonoscopia é atualmente o padrão-ouro para investigação do cólon e íleo terminal. Para sua realização há necessidade de limpeza do cólon com soluções que, em geral, são mal toleradas pelos pacientes. OBJETIVO: Comparar duas soluções de preparo intestinal para colonoscopia quanto à tolerabilidade, aceitabilidade, segurança e efetividade. MÉTODOS: Cem pacientes pareados por sexo e idade foram randomizados prospectivamente em dois grupos. O grupo polietilenoglicol recebeu bisacodil 10 mg + 1 litro de polietilenoglicol na véspera e 1 litro no dia do exame. O grupo manitol recebeu bisacodil 20 mg na véspera e 1 litro de manitol 10% no dia do exame. A dieta foi a mesma nos dois grupos. A tolerabilidade e aceitabilidade foram aferidas por questionários previamente validados. Quanto à segurança foram avaliados: variação de sinais vitais antes e após o preparo e complicações, além de quaisquer sinais de complicação. A qualidade do preparo foi graduada através das escalas de Boston e Ottawa. RESULTADOS: Noventa e seis pacientes (96%) completaram o estudo. Quanto à tolerabilidade o grupo manitol apresentou manifestação significativamente maior de náusea, vômito, dor abdominal e distensão abdominal do que o grupo polietilenoglicol (P<0,05). Aceitabilidade foi significativamente melhor com o grupo polietilenoglicol. O grupo polietilenoglicol também se mostrou mais seguro. Não se observou diferença na qualidade do preparo entre os métodos. CONCLUSÕES: A solução de polietilenoglicol apresentou melhor tolerabilidade, aceitabilidade e segurança e deve ser usada ao invés da solução de manitol. Ambas as soluções são semelhantes em eficácia.


Assuntos
Adolescente , Adulto , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Humanos , Pessoa de Meia-Idade , Adulto Jovem , Bisacodil/administração & dosagem , Catárticos/administração & dosagem , Colonoscopia/métodos , Manitol/administração & dosagem , Polietilenoglicóis/administração & dosagem , Bisacodil/efeitos adversos , Catárticos/efeitos adversos , Manitol/efeitos adversos , Estudos Prospectivos , Polietilenoglicóis/efeitos adversos
10.
Arq. bras. endocrinol. metab ; 53(5): 509-518, jul. 2009.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-525413

RESUMO

As fibras dietéticas parecem contribuir tanto na prevenção quanto no tratamento do diabetes melito tipo 2 (DMT2). Em estudos epidemiológicos a ingestão de fibras insolúveis, e não de fibras solúveis, tem sido inversamente associada à incidência do DMT2. Por outro lado, em estudos pós-prandiais, refeições contendo quantidades suficientes de β-glucano, psyllium, ou goma-guar diminuíram as respostas da insulina e da glicose, tanto em indivíduos saudáveis como em pacientes com DMT2. Dietas enriquecidas com quantidade suficiente de fibras solúveis também parecem melhorar o controle glicêmico de uma forma geral no DMT2. As fibras insolúveis têm pouco efeito sobre as respostas pós-prandiais de insulina e glicose. As fibras da dieta aumentam a saciedade. Em alguns estudos, as fibras solúveis têm se associado com um menor aumento de peso corporal ao longo do tempo. Evidências limitadas, a partir de estudos transversais, sugerem uma associação inversa entre o consumo de fibras dos cereais e de grãos integrais e a prevalência de síndrome metabólica. Apesar da escassez de dados sobre estudos de mais longo prazo que foquem especificamente em fibras dietéticas, seguir a recomendação atual de 25 g de fibras ao dia, a partir de uma dieta rica em grãos integrais, frutas e legumes, provavelmente diminuirá o risco para a obesidade, síndrome metabólica e DMT2.


Dietary fiber may contribute to both the prevention and treatment of type 2 diabetes mellitus (T2DM). In epidemiological studies the intake of insoluble fiber, but not the intake of soluble fiber, has been inversely associated with the incidence of T2DM. In contrast, in postprandial studies, meals containing sufficiently quantities of β-glucan, psyllium, or guar gum have decreased insulin and glucose responses in both healthy individuals and patients with T2DM. Diets enriched sufficiently in soluble fiber may also improve overall glycemic control in T2DM. Insoluble fiber has little effect on postprandial insulin and glucose responses. Fiber increases satiety. In some studies, insoluble fiber has been associated with less weight gain over time. Limited cross-sectional evidence suggests an inverse relationship between intake of cereal fiber and whole-grains and the prevalence of the metabolic syndrome. Although long-term data from trials focusing on specifically dietary fiber are lacking, meeting current recommendations for a minimum fiber intake of 25 g/d based on a diet rich in whole grains, fruits and legumes will probably decrease the risk of obesity, the metabolic syndrome and T2DM.


Assuntos
Humanos , /prevenção & controle , Fibras na Dieta/administração & dosagem , Síndrome Metabólica/prevenção & controle , Catárticos/administração & dosagem , /dietoterapia , Estudos Epidemiológicos , Galactanos/administração & dosagem , Glucose/metabolismo , Insulina/metabolismo , Mananas/administração & dosagem , Síndrome Metabólica/dietoterapia , Obesidade/dietoterapia , Obesidade/prevenção & controle , Período Pós-Prandial , Gomas Vegetais/administração & dosagem , Psyllium/administração & dosagem , Fatores de Risco , beta-Glucanas/administração & dosagem
11.
Acta cir. bras ; 23(supl.1): 108-111, 2008.
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-483132

RESUMO

PURPOSE: Colonoscopy plays an essential role in the therapeutic and diagnostic approach in various colonic pathologies, the aim of the present study was to compare three solutions and their efficacy for the bowel preparation in adult patients submitted to elective colonoscopy. METHODS: Sixty patients were randomly divided into three groups of 20 each. Each group was submitted to a bowel preparation with one of the following solutions: 10 percent manitol, sodium picosulphate or sodium phosphate. The parameters evaluated were: taste, tolerance, associated side effects and quality of cleansing. Postural blood pressure and pulse rate as well as serum sodium, potassium, calcium and phosphate were compared. RESULTS: Sodium phosphate and 10 percent manitol solutions provided superior results in terms of colon cleansing compared to sodium picosulphate solution. All serum electrolytes evaluated were significantly altered in the three groups, without important clinical signs. DISCUSSION: High levels of serum phosphate were the most striking alteration in patients prepared with sodium phosphate solution, again with no clinical signs. Variations related to blood pressure and pulse rate suggested contraction of intravascular volume, with no clinical effects. CONCLUSION: Sodium phosphate and 10 percent manitol solutions are equivalent in providing good quality colon cleansing, with no significant side effects that could compromise the procedure.


INTRODUÇÃO: A colonoscopia é exame fundamental na avaliação das doenças do cólon e na abordagem terapêutica de determinado grupo de patologias. O preparo intestinal é obrigatório para a realização das colonoscopias eletivas, e a qualidade encontra-se relacionada ao sucesso do procedimento. Comparou-se três soluções para limpeza anterógrada do cólon em pacientes adultos, submetidos à colonoscopia. METODOS: Sessenta pacientes foram distribuídos em três grupos de vinte. Cada grupo realizou o preparo do cólon com uma das três soluções estudadas: manitol a 10 por cento (MN), picossulfato sódico (PS) e fosfato monobásico e dibásico de sódio (NaP). O sabor, a tolerância, os efeitos colaterais, os custos e a qualidade de limpeza do preparo foram avaliados. Frequência cardíaca e pressão arterial sistêmica foram analisados. Variações dos eletrólitos foram dosados antes e após o preparo. RESULTADOS: Os resultados foram semelhantes em relação aos efeitos colaterais. O sabor da solução de NaP não chegou a comprometer a sua aceitação. DISCUSSÃO: Soluções de NaP e MN proporcionaram resultados superiores tanto em qualidade de limpeza colônica, como em relação aos custos, quando comparadas à solução de PS. CONCLUSÃO: Comparados os três, os eletrólitos avaliados apresentaram diferenças significativas, sendo a hiperfosfatemia dos pacientes com a solução de NaP, a mais importante.


Assuntos
Adulto , Humanos , Catárticos/uso terapêutico , Colonoscopia/métodos , Manitol/uso terapêutico , Fosfatos/uso terapêutico , Picolinas/uso terapêutico , Cuidados Pré-Operatórios/normas , Diuréticos Osmóticos/uso terapêutico , Cuidados Pré-Operatórios/métodos , Soluções/uso terapêutico , Resultado do Tratamento
12.
Acta cir. bras ; 22(5): 372-378, Sept.-Oct. 2007. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-463462

RESUMO

PURPOSE: To study the effects on the water, electrolyte, and acid-base balances in rabbits submitted to antegrade enema with different solutions through appendicostomy. METHODS: Forty male New Zealand rabbits were submitted to appendicostomy, and distributed in 4 groups, according to the antegrade enema solution: PEG group, polyethylene glycol electrolyte solution (n=10); ISS group, isotonic saline solution (n=10); GS group, glycerin solution (n=10); SPS group, sodium phosphate solution (n=10). After being weighed, arterial blood gas analysis, red blood count, creatinine and electrolytes were measured at 4 times: preoperatively (T1); day 6 postop, before enema (T2); 4h after enema (T3); and 24h after T3 (T4). RESULTS: In PEG group occurred Na retention after 4h, causing alkalemia, sustained for 24h with HCO3 retention. In ISS group occurred isotonic water retention and hyperchloremic acidosis after 4h, which was partially compensated in 24h. GS group showed metabolic acidosis after 4h, compensated in 24h. In SPS group occurred hypernatremic dehydration, metabolic acidosis in 4h, and hypokalemia, hypocalcemia, hypomagnesemia, and metabolic alkalosis with partially compensated dehydration in 24h. CONCLUSIONS: All solutions used in this study caused minor alterations on water, electrolyte or acid-base balances. The most intense ones were caused by hypertonic sodium phosphate solution (SPS) and isotonic saline solution (ISS) and the least by polyethyleneglycol electrolyte solution (PEG) and glycerin solution 12 percent (GS).


OBJETIVO: Estudar os efeitos no equilíbrio hídrico, eletrolítico e ácido-base, do enema anterógrado com diferentes soluções em coelhos através de apendicostomia. MÉTODOS: 40 coelhos Nova Zelândia, machos, submetidos a apendicostomia, distribuídos em quatro grupos segundo a solução de enema: grupo PEG (n = 10) solução de polietilenoglicol com eletrólitos; grupo SF (n = 10) solução fisiológica; grupo SG (n = 10) solução glicerinada; grupo FS (n = 10) solução de fosfato de sódio. Realizou-se pesagem, gasometria arterial, série vermelha, creatinina e ionograma, em quatro tempos: TI (pré-operatório); T2 (6o PO antes do enema); T3 (4h após enema); T4 (24h após T3). RESULTADOS: No PEG ocorreu retenção de Na em 4h, com alcalemia por retenção de HCO3, mantida por 24h. No SF ocorreu retenção hídrica isotônica e acidose hiperclorêmica em 4h, resolvidos parcialmente com 24h. No SG ocorreu acidose metabólica hiperclorêmica em 4h, compensada com 24h. No FS ocorreu desidratação hipenatrêmica, acidose metabólica com ânion gap elevado em 4h, hipopotassemia, hipocalcemia, hipomagnesemia e alcalose metabólica com recuperação parcial da desidratação em 24h. CONCLUSÕES: Todas as soluções empregadas neste estudo causam alterações de pouca intensidade no equilíbrio hídrico, eletrolítico ou ácido-base. As mais intensas foram causadas pela solução de fosfato de sódio e solução fisiológica, e as menos intensas pela solução de polietilenoglicol com eletrólitos e solução glicerinada.


Assuntos
Animais , Masculino , Coelhos , Equilíbrio Ácido-Base/efeitos dos fármacos , Enema/métodos , Glicerol/efeitos adversos , Fosfatos/efeitos adversos , Polietilenoglicóis/efeitos adversos , Equilíbrio Hidroeletrolítico/efeitos dos fármacos , Desequilíbrio Ácido-Base/sangue , Desequilíbrio Ácido-Base/etiologia , Apêndice/cirurgia , Catárticos/administração & dosagem , Catárticos/efeitos adversos , Enema/efeitos adversos , Glicerol/administração & dosagem , Soluções Isotônicas/administração & dosagem , Soluções Isotônicas/efeitos adversos , Modelos Animais , Deficiência de Magnésio/sangue , Deficiência de Magnésio/etiologia , Fosfatos/administração & dosagem , Polietilenoglicóis/administração & dosagem , Fatores de Tempo , Desequilíbrio Hidroeletrolítico/sangue , Desequilíbrio Hidroeletrolítico/etiologia
13.
Gastroenterol. latinoam ; 18(3): 286-298, jul.-sept. 2007. tab
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-515854

RESUMO

Medication of gastrointestinal disorders in the pregnancy, as well as of other pathological conditions, represent an important challenge for gastroenterologist and obstetrician. Several new medications has been developed in the last year and an adequate knowledge about the risks and benefits of different drugs involved in the treatment of these patients is very important. Classification of the drugs used in gastrointestinal diseases as well the available evidence of the effects these drugs during pregnancy is analyzed.


El tratamiento de las enfermedades gastrointestinales en el embarazo, así como otras condiciones patológicas, representa un importante desafió para los gastroenterólogos y obstetras. Nuevos medicamentos han sido desarrollados en el último tiempo y un adecuado conocimiento sobre los riesgos y beneficios de las diferentes drogas involucradas en el tratamiento de estas pacientes es muy importante. La clasificación de las drogas usadas en las enfermedades gastrointestinales, así como la evidencia disponible de los efectos de estos medicamentos durante el embarazo es analizada.


Assuntos
Humanos , Imunossupressores/uso terapêutico , Antieméticos/uso terapêutico , Complicações na Gravidez/tratamento farmacológico , Gastroenteropatias/tratamento farmacológico , Antagonistas dos Receptores Histamínicos H2 , Inibidores Enzimáticos/uso terapêutico , Antibacterianos/efeitos adversos , Antidiarreicos/uso terapêutico , Bombas de Próton/antagonistas & inibidores , Catárticos/uso terapêutico , Complicações na Gravidez/induzido quimicamente , Doenças Inflamatórias Intestinais/tratamento farmacológico , Síndrome do Intestino Irritável/tratamento farmacológico , Úlcera Péptica/tratamento farmacológico
14.
Arq. gastroenterol ; 44(3): 244-249, jul.-set. 2007. ilus, tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-467964

RESUMO

BACKGROUND: The cleansing of the colon for a colonoscopy exam must be complete so as to allow the visualization and inspection of the intestinal lumen. The ideal cleansing agent should be easily administered, have a low cost, and minimum collateral effects. Sodium picosulfate together with the magnesium citrate is a cathartic stimulant and mannitol is an osmotic laxative, both usually used for this purpose. AIMS: Assess the colon cleanliness comparing the use of mannitol and sodium picosulfate as well as evaluate the level of patient satisfaction, the presence of foam, pain, and abdominal distension in hospitalized patients undergoing colonoscopy. METHODS: A prospective, randomized, single-blind study with 80 patients that compared two groups: mannitol (40) and sodium picosulfate (40). Both groups received the same dietary orientation. The study was approved by the hospital’s Ethics and Research Committee. The endoscopist was blind to the type of preparation. Outcomes evaluated: level of the colon’s cleanliness, patient’s satisfaction, the presence of foam, abdominal pain and distension, and the duration of the exam. The data was analyzed by means of the chi-squared test for proportions and Mann-Whitney for independent samples. RESULTS: There were no statistically significant differences between the groups in relation to the level of the colon’s cleanliness, patient’s satisfaction, the presence of foam, abdominal pain, and the duration of the exam. Fifteen percent of the exams of the mannitol group were interrupted while from the sodium picosulfate group it was 5 percent. The presence of foam was similar for both groups. The average duration for carrying out the exam was 28.44 minutes for the mannitol group and 35.59 minutes for the sodium picosulfate group. Abdominal distension was more frequent in the mannitol group. If they would have to do the same exam, the answer was that 80 percent said yes from the mannitol group and 92.5 percent...


RACIONAL: A limpeza do cólon para o exame de colonoscopia deve ser completa de modo a permitir a visualização e inspeção do lúmen intestinal. O agente de limpeza ideal deveria ser de fácil administração, com baixo custo e com o mínimo de efeitos colaterais. O picosulfato de sódio juntamente com o citrato de magnésio é um estimulante catártico e o manitol é um laxativo osmótico, ambos geralmente utilizados para este propósito. OBJETIVOS: Verificar a limpeza do cólon comparando o uso de manitol e picosulfato de sódio assim como avaliar o nível de satisfação do paciente, presença de espuma, dor e distensão abdominal em pacientes hospitalizados submetidos a colonoscopia. MÉTODOS: Estudo prospectivo, randomizado, simples-cego com 80 pacientes que comparou dois grupos: manitol (40) e picosulfato de sódio (40). Ambos os grupos receberam a mesma orientação dietética. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética do hospital e pelo Comitê de Pesquisa. O endoscopista foi cego para o tipo de preparo. Desfechos avaliados: nível de limpeza do cólon, satisfação do paciente, presença de espuma, dor e distensão abdominal e tempo de duração do exame. Os dados foram analisados pelas médias de testes qui-quadrado para proporções e Mann-Whitney para amostras independentes. RESULTADOS: Não houve diferença significativa entre os grupos em relação ao nível de limpeza do cólon, satisfação do paciente, presença de espuma, dor abdominal e tempo de exame. Quinze porcento dos exames do grupo manitol foram interrompidos enquanto que grupo picosulfato de sódio foi de 5 por cento. A presença de espuma foi similar em ambos os grupos. A média de duração do exame foi de 28h 44min para o grupo manitol e 35h 59min para o grupo picosulfato de sódio. A distensão abdominal foi mais freqüente no grupo manitol. Se eles tivessem que repetir o exame, a resposta foi de 80 por cento disse sim do grupo manitol e 92,5 por cento do grupo picosulfato de sódio. CONCLUSÕES: A qualidade do...


Assuntos
Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Catárticos , Colo , Colonoscopia , Enema , Manitol , Picolinas , Catárticos/administração & dosagem , Catárticos/efeitos adversos , Colo/efeitos dos fármacos , Manitol/administração & dosagem , Manitol/efeitos adversos , Satisfação do Paciente , Estudos Prospectivos , Picolinas/administração & dosagem , Picolinas/efeitos adversos , Método Simples-Cego , Fatores de Tempo
15.
J. bras. pneumol ; 32(6): 596-598, nov.-dez. 2006. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-448731

RESUMO

A pneumonia lipóide é uma doença rara, resultante da microaspiração de formulações lipídicas. Para seu diagnóstico, o grau de suspeição clínica deve ser elevado. Relata-se o caso de uma mulher com passado de câncer de mama, apresentando dispnéia e tosse progressivas e infiltrado pulmonar bilateral na radiografia. A suspeita de linfangite carcinomatosa com indicação de quimioterapia foi questionada por achados não usuais na tomografia computadorizada de alta resolução e história de ingestão crônica de laxantes contendo óleo mineral. A biópsia pulmonar confirmou pneumonia lipóide, que deve ser considerada em pacientes com pneumopatia difusa e exposição a potenciais agentes causadores.


Lipoid pneumonia is a rare disease resulting from the micro-aspiration of lipid formulations. Making a diagnosis of lipoid pneumonia requires a high degree of clinical suspicion. Herein, we report the case of a female patient with a history of breast cancer, presenting progressive dyspnea and cough, together with radiological findings of bilateral pulmonary infiltrate. The working diagnosis of lymphangitic carcinomatosis, for which chemotherapy would be indicated, was called into question based on the high-resolution computed tomography findings and on the fact that the patient had a history of chronic ingestion of laxatives containing mineral oil. A lung biopsy confirmed a diagnosis of lipoid pneumonia, which should always be considered in patients with diffuse lung disease having been exposed to potential causative agents.


Assuntos
Humanos , Feminino , Idoso , Catárticos/efeitos adversos , Óleo Mineral/efeitos adversos , Pneumonia Lipoide/induzido quimicamente , Biópsia , Pneumonia Lipoide/diagnóstico , Tomografia Computadorizada por Raios X
16.
Rev. latinoam. enferm ; 14(3): 397-404, maio-jun. 2006. tab
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-431445

RESUMO

O esforço que ocorre durante a manobra de Valsalva gera aumento da pressão intracraniana e pode descompensar pacientes com hipertensão intracraniana. Os objetivos deste estudo foram avaliar a incidência de constipação intestinal no pré-operatório de pacientes com tumores intracranianos e relacionar a constipação intestinal com a descompensação da hipertensão intracraniana. O estudo foi realizado na unidade de neurocirurgia do Hospital São Paulo, de agosto a outubro de 2003, com a avaliação de 37 pacientes. O tempo médio de pré-operatório foi de 12 dias, variando de 2 a 34 dias. Durante esse período, 6 (16,2 por cento) pacientes apresentaram constipação, sendo que todos receberam dieta laxativa e lactulose, e destes, 2 (33,3 por cento) necessitaram de enema. Todos os pacientes realizaram manobra de Valsalva durante a evacuação, e não foi observada descompensação da hipertensão intracraniana nos pacientes que apresentaram ou não constipação intestinal.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Constipação Intestinal , Dietoterapia , Neoplasias Encefálicas , Obstrução Intestinal , Catárticos/administração & dosagem
17.
GED gastroenterol. endosc. dig ; 24(5): 207-216, set./out. 2005. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-435551

RESUMO

Introdução: Nos pacientes submetidos a hemorroidectomia é importante a associação entre defecação e dor que, por vezes, é mais acentuada do que a própria dor do trauma cirúrgico (ferida operatória). Objetivo: Comparar a eficácia e tolerância de dois laxativos, macrogol 3350 e psyllium, avaliando qual produzirá melhor evacuação mais fisiológica e melhor recuperação pós-operatória de pacientes submetidos a hemorroidectomia. Metódos: foram avaliados pacientes portadores de doença hemorroidária mista, de ambos os sexos e com idade variável, submetidos a hemorroidectomia, em estudo clínico, prospoectivo, aberto, randonizado, comparativo entre dois grupos homogêneos: no I foi utilizado macrogol 3350 e no II, o mucilóide de psyllium. Todos os enfermos foram avaliados durante os primeiros sete dias de pós-operatório mediato. Resultados: foram incluídos 80 pacientes. No grupo I (macrogol) foram randomizados 38 enfermos (47,5por cento), dos quais 35 concluíram o estudo. Dois pacientes foram exclídos por não ter sido encontrados para responder aos questionamentos e um por não voltar para o retorno. P.O. Os 35 que completaram o protocolo do estudo em 19 (54,3por cento) do sexo feminino e 16 (45,7por cento) do sexo masculino, com idade variando de 31 a 68 anos (média de 49,5 anos). No grupo II (psyllium) foram inclídos 42 enfermos (52,5por cento), dos quais 38 concluíram o estudo. Os quatro excluídos o foram: dois por deixaremmde responder ao questionário por telefone, um por não voltar para o retorno P.O. e outro por parar de utilizar a medicação no 3º dia de P.O. Os 38 que completaram o protocolo eram 21 (55,2por cento) do sexo feminino e 17 (44,8por cento) do masculino, com idade variando de 29 a 66 anos (média de 47, 5 anos). Conclusão: 1) Os quatro parâmetros que caracterizaram a evacuação como fisiológica foram melhores, estatisticamente, no grupo de pacientes que utilizaram o macrogol, em todos os dias do pós-operatório mediato (exceção ao 1º dia), indicando s...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Catárticos , Ensaios Clínicos como Assunto , Defecação/fisiologia , Hemorroidas , Período Pós-Operatório , Psyllium , Canal Anal , Ficha Clínica , Dor , Cuidados Pré-Operatórios , Estudos Prospectivos
18.
J. bras. med ; 89(3): 64-70, set. 2005. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-433056

RESUMO

A constipação intestinal é uma condição clínica freqüentemente encontrada na população geral. Acomete principalmente mulheres e idosos, podendo ter causas múltiplas e variadas. Na avaliação clínica, a exclusão de sinais e sintomas de alarme é fundamental. A terapêutica farmacológica deve ser associada a orientações alimentares e modificações nos hábitos de vida


Assuntos
Humanos , Constipação Intestinal , Catárticos , Catárticos/uso terapêutico , Fibras na Dieta/uso terapêutico , Trânsito Gastrointestinal
20.
Arq. gastroenterol ; 42(3): 178-181, jul.-set. 2005. ilus, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-412769

RESUMO

RACIONAL: A manometria é um exame bastante utilizado e bem reconhecido no diagnóstico diferencial da constipação intestinal crônica na criança. Os achados manométricos mais comumente verificados nas crianças com constipação intestinal crônica funcional são: hipotonia e hipertonia anal, contração paradoxal do esfíncter anal externo, habilidade diminuída do esfíncter anal interno para relaxar durante a distensão retal, aumento da complacência e do limiar de sensibilidade retal, além de diminuição da contratilidade retal. OBJETIVO: Avaliar a pressão basal anal e o reflexo reto esfincteriano antes e após o tratamento convencional, para melhor entendimento dos mecanismos fisiopatológicos envolvidos na constipação intestinal crônica funcional na criança.MÉTODOS: Compararam-se as manometrias anorretais realizadas antes e após tratamento, em 20 crianças de 4 a 12 anos com constipação intestinal crônica funcional com boa resposta terapêutica convencional. RESULTADOS: Houve redução da pressão basal anal após o tratamento mas não ocorreram diferenças na manometria realizada antes e após tratamento quanto a amplitude e duração do relaxamento, pressão residual, tempo de latência e ângulos de subida e de descida. CONCLUSÕES: Concluiu-se que a pressão basal anal diminui na criança com constipação funcional com boa resposta à terapêutica convencional, mas este tratamento não proporcionou todas as condições necessárias para que o reflexo reto esfincteriano retornasse a valores descritos em crianças normais.


Assuntos
Criança , Pré-Escolar , Feminino , Humanos , Masculino , Canal Anal/fisiopatologia , Constipação Intestinal/fisiopatologia , Manometria/métodos , Reto/fisiopatologia , Doença Crônica , Catárticos/uso terapêutico , Constipação Intestinal/terapia , Educação de Pacientes como Assunto , Sorbitol/uso terapêutico
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA