Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 275
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
1.
Invest. educ. enferm ; 37(3): [E01], 15 Octubre 2019.
Artigo em Inglês | LILACS, COLNAL | ID: biblio-1023466

RESUMO

Climate change and global warming are phenomena that are progressively affecting the planet. Temperature changes bring about various threats in distinct sectors and environments of human society, among them, threats to health secondary to extreme temperatures and natural disasters. Thus, it is constituted as a global threat to biodiversity and the human population, given that it affects habitat conditions, as well as causes an increase in forest fires as consequence of increased temperatures and diminished precipitations. Forest fires have attracted attention not only because of their ecological and environmental consequences, but also in production and economic aspects and in relation with the health of people potentially exposed, given that these place populations at environmental risks, like fire, smoke, and others derived from the combustion of wood and chemical products that can be released.


Assuntos
Humanos , Saúde Pública , Pessoal de Saúde , Incêndios Florestais , Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica , Papel Profissional , Poluentes Atmosféricos , Desastres , Aquecimento Global
2.
Rev. Paul. Pediatr. (Ed. Port., Online) ; 37(2): 166-172, Apr.-June 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1013285

RESUMO

ABSTRACT Objective: Identify the association between exposure to fine particulate matter and hospitalizations due to respiratory diseases in children up to ten years of age in the city of Cuiabá, Mato Grosso, stratifying the analysis by sex and calculating excess costs. Methods: Ecological study of time series. The dependent variable was daily hospitalizations according to the 10th Revision of the International Classification of Diseases (ICD10): J04.0, J12.0 to J18.9, J20.0 to J21.9 and J45.0 to J45.0. The independent variables were the concentration of fine particulate, estimated by a mathematical model, temperature and relative air humidity, controlled by short and long-term trends. Generalized additive model of Poisson regression was used. Relative risks, proportional attributable risk (PAR) and excess hospitalizations and their respective costs by the population attributable fraction (PAF) were calculated. Results: 1,165 children were hospitalized, 640 males and 525 females. The mean concentration, estimated by the mathematical model, was 15.1±2.9 mcg/m3 for PM2.5. For boys, there was no significant association; for girls a relative risk of up to 1.04 of daily hospitalizations due to respiratory diseases was observed for exposure to PM 2.5 in lags 1, 2 and 6. Increase of 5 µg/m3 in these concentrations increased the percentage of the risk in 18%; with an excess 95 hospital admissions and with excess expenses in the order of US$ 35 thousand. Conclusions: Significant effect in daily hospitalizations due to respiratory diseases related to exposure to fine particulate matter was noted for girls, suggesting the need for stratification by sex in further studies.


RESUMO Objetivo: Identificar associação entre exposição ao material particulado fino e internações por doenças respiratórias em crianças de até dez anos de idade, no município de Cuiabá, MT, estratificando a análise por sexo e calculando excesso de custos. Métodos: Estudo ecológico de séries temporais, sendo a variável dependente o número diário de internações por doenças respiratórias, segundo a 10a Revisão da Classificação Internacional de Doenças (CID): J04.0, J12.0 a J18.9, J20.0 a J21.9 e J45.0 a J45.0. As variáveis independentes foram a concentração do particulado fino, estimada pelo modelo matemático, além de temperatura e umidade relativa do ar, controladas pelas tendências de curta e longa duração. Foram calculados riscos relativos, risco atribuível proporcional (RAP) e excessos de internações e seus respectivos custos pela fração atribuível populacional (FAP). Resultados: Foram internadas 1.165 crianças (640 meninos e 525 meninas). A concentração média estimada do particulado fino foi 15,1±2,9 mcg/m3 para particulado fino (PM2,5). Para meninos, não houve associação significativa. Para meninas, observou-se risco relativo (RR) de até 1,04 para o número diário de internações por doenças respiratórias em associação à exposição ao PM2,5 nos lags 1, 2 e 6. O aumento de 5 mcg/m3 nessas concentrações associou-se ao aumento do risco em 18% e o RAP atribuído à exposição foi de 20% das internações das meninas, com excesso de 95 internações e de gastos da ordem de R$ 105 mil. Conclusões: Houve associação da exposição ao particulado fino e número de internações por doenças respiratórias de meninas, sugerindo a necessidade de estratificação por sexos em estudos posteriores.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Fatores Sexuais , Hospitalização/estatística & dados numéricos , Doenças Respiratórias/etnologia , Doenças Respiratórias/terapia , Doenças Respiratórias/epidemiologia , Brasil/epidemiologia , Saúde da Criança/estatística & dados numéricos , Fatores de Risco , Medição de Risco , Exposição por Inalação/efeitos adversos , Exposição por Inalação/prevenção & controle , Exposição por Inalação/estatística & dados numéricos , Poluentes Atmosféricos/análise , Poluentes Atmosféricos/efeitos adversos , Material Particulado/análise , Material Particulado/efeitos adversos , Fenômenos Ecológicos e Ambientais , Hospitalização/economia
3.
Rev. chil. enferm. respir ; 35(1): 49-57, mar. 2019. graf
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-1003646

RESUMO

Los incendios forestales representan un problema creciente de la salud pública a nivel mundial, especialmente para la población más vulnerable (niños, ancianos, embarazadas y portadores de enfermedades cardiovasculares o respiratorias crónicas) expuesta al humo y a otros contaminantes aéreos. A diferencia de la contaminación atmosférica habitual de grandes urbes, aquella derivada de los incendios forestales tiene una composición diferente y su ocurrencia es esporádica y difícil de prever. La exposición a contaminantes atmosféricos derivados de incendios forestales se asocia a aumento de la morbilidad respiratoria y cardiovascular, mediada por una respuesta inflamatoria pulmonar y sistémica, estrés oxidativo y disfunción endotelial. En sujetos expuestos a humo de incendios forestales se ha observado un aumento en la producción de citoquinas pro-inflamatorias, activación endotelial y disfunción del sistema nervioso autónomo, que produce daño tisular, aumento de los mecanismos protrombóticos, aumento de la presión arterial y cambios en el ritmo cardiaco. Esta revisión analiza los mecanismos que han sido involucrados en generar efectos nocivos para la salud de seres humanos expuestos a material particulado y gases emanados de incendios forestales.


Wildfires represent a growing global public health issue, especially to the most vulnerable segment of the population (children, old people, pregnant women, patients with cardiovascular or respiratory diseases) exposed to smoke and other air borne contaminants generated from these events. In contrast to great cities ' usual atmospheric pollution, that derives from forest fires differ in composition and its occurrence is sporadic and usually unpredictable. Exposure to atmospheric pollutants derived from forest fires has been associated to increased respiratory and cardiovascular morbidity, mediated by an inflammatory systemic response, oxidative stress and endothelial dysfunction. In people exposed to forest fire smoke an increased production of pro-inflammatory cytokines, endothelial activation and autonomic nervous system dysfunction has been observed, that leads to tissue injury, increased prothrombotic response, increased blood pressure and changes in heart rhythm. This review analyzes the mechanisms that have been involved in generating harmful health effects in humans exposed to inhaled particulate matter and gases steaming from wildfires.


Assuntos
Humanos , Doenças Cardiovasculares/induzido quimicamente , Incêndios Florestais , Poluição do Ar/efeitos adversos , Pneumopatias/induzido quimicamente , Doenças Cardiovasculares/fisiopatologia , Transtornos Cerebrovasculares/induzido quimicamente , Citocinas/metabolismo , Espécies Reativas de Oxigênio/metabolismo , Estresse Oxidativo , Exposição por Inalação , Poluentes Atmosféricos/efeitos adversos , Material Particulado/efeitos adversos , Pneumopatias/fisiopatologia
5.
Cad. Saúde Pública (Online) ; 34(3): e00006617, 2018. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-889900

RESUMO

Exposição a poluentes do ar, que costumam ser quantificados por agências ambientais que não estão presentes em todos os estados, pode estar associada a internações por doenças respiratórias de crianças. Foi desenvolvido um estudo ecológico de séries temporais com dados referentes às internações por algumas doenças respiratórias de crianças menores de dez anos de idade, em 2012, na cidade de Cuiabá, Mato Grosso, Brasil. Os níveis médios de material particulado fino (PM2,5) foram estimados por modelo matemático, os dados de temperatura mínima e umidade relativa do ar foram obtidos do Instituto Nacional de Meteorologia, e número de focos de queimadas do Sistema de Informações Ambientais. A abordagem estatística utilizou o modelo aditivo generalizado da regressão de Poisson com defasagens de 0 a 7 dias. Foram estimados os custos financeiros e aumentos do número de internações decorrentes de elevações de PM2,5. Foram 565 internações (média de 1,54/dia; DP = 1,52) e concentração de PM2,5 de 15,7µg/m3 (DP = 3,2). Foram encontradas associações entre exposição e internações no segundo semestre, nos lags 2 e 3, e quando analisado o ano todo, no lag 2. Uma elevação de 5µg/m3 do PM2,5 implicou o aumento de 89 internações e custos acima dos R$ 95 mil para o Sistema Único de Saúde. Dados estimados por modelo matemático podem ser utilizados em locais onde não há monitoramento de poluentes.


La exposición a contaminantes del aire, que suelen ser cuantificados por agencias ambientales que no están presentes en todos los estados, puede estar asociada a internamientos por enfermedades respiratorias de niños. Se desarrolló un estudio ecológico de series temporales con datos referentes a los internamientos por algunas enfermedades respiratorias de niños menores de 10 años de edad, en 2012, en la ciudad de Cuiabá, Mato Grosso, Brasil. Los niveles medios de material particulado fino (PM2,5) se estimaron mediante un modelo matemático, los datos de temperatura mínima y humedad relativa del aire se obtuvieron del Instituto Nacional de Meteorología, y el número de focos de incendios del Sistema de Información Ambiental. El enfoque estadístico usó el modelo aditivo generalizado de la regresión de Poisson con desfases de 0 a 7 días. Se estimaron los costes financieros y aumentos del número de internamientos derivados de elevaciones de PM2,5. Fueron 565 internamientos (media de 1,54/día; DE = 1,52) y concentración de PM2,5 de 15,7µg/m3 (DE = 3,2). Se encontraron asociaciones entre exposición e internamientos en el segundo semestre, en los lags 2 y 3, y cuando se analizó todo el año, en el lag 2. Una elevación de 5µg/m3 del PM2,5 implicó el aumento de 89 internamientos y costes por encima de los BRL 95 mil para el Sistema Único de Salud. Los datos estimados por el modelo matemático pueden ser utilizados en lugares, donde no existe un monitoreo de contaminantes.


Exposure to air pollutants, usually measured by environmental agencies that are not present in all states, may be associated with respiratory admissions in children. An ecological time series study was conducted with data on hospitalizations due to selected respiratory diseases in children under 10 years of age in 2012 in the city of Cuiabá, Mato Grosso State, Brazil. Mean levels of fine particulate matter (PM2.5) were estimated with a mathematical model, data on low temperatures and relative humidity were obtained from the Brazilian National Institute of Meteorology, and the numbers of brush burnings were obtained from the Environmental Information System. The statistical approach used the Poisson regression generalized additive model with lags of 0 to 7 days. The financial costs and increases in hospitalizations due to increments in PM2.5 were estimated. There were 565 hospitalizations (mean 1.54 admissions/day; SD = 1.52), and mean PM2.5 concentration was 15.7µg/m3 (SD = 3.2). Associations were observed between exposure and hospitalizations in the second semester at lags 2 and 3, and at lag 2 when the entire year was analyzed. An increment of 5µg/m3 in PM2.5 was associated with an increase of 89 hospitalizations and costs exceeding BRL 95,000 (≈ USD 38,000) for the Brazilian Unified National Health System. Data estimated by mathematical models can be used in locations where pollutants are not monitored.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Transtornos Respiratórios/etiologia , Exposição por Inalação/efeitos adversos , Poluentes Atmosféricos/efeitos adversos , Poluentes Atmosféricos/toxicidade , Material Particulado/efeitos adversos , Material Particulado/toxicidade , Hospitalização/estatística & dados numéricos , Transtornos Respiratórios/fisiopatologia , Brasil , Distribuição de Poisson , Saúde da Criança , Fatores de Risco , Exposição por Inalação/análise , Poluentes Atmosféricos/análise , Material Particulado/análise , Hospitalização/economia
6.
J. Health Biol. Sci. (Online) ; 5(2): 171-177, abr-jun /2017. tab, ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-875701

RESUMO

Introdução: A poluição atmosférica compreende uma mistura complexa de diversos contaminantes particulados (fumaça de cigarro, gases de combustão veicular e compostos orgânicos voláteis, entre outros). Recentemente, algumas investigações revelaram a existência de associação direta entre a poluição atmosférica e as doenças de pele. Objetivos: Investigar e discutir aspectos relevantes no cenário da pesquisa epidemiológica que trata da relação entre a poluição atmosférica e as doenças de pele em humanos. Métodos: Foi realizada uma revisão sistemática da literatura científica nacional e internacional, que avaliou os artigos publicados na última década, que trataram de doenças de pele em humanos relacionadas à poluição atmosférica. Resultados: A presente revisão identificou 288 estudos que abordaram a temática, dos quais 34 atenderam aos critérios de inclusão previamente estabelecidos. Os resultados revelam que a exposição à fumaça de cigarro e às emissões veiculares está altamente associada com o desenvolvimento de várias doenças de pele, sendo o estresse oxidativo, com a participação de citocinas, a principal via inflamatória. Conclusão: Conclui-se que o controle da exposição ambiental é a principal forma de prevenção; e o tratamento das doenças de pele associadas à poluição atmosférica pode ser realizado por meio da utilização de drogas anti-inflamatórias e antioxidantes. (AU)


Introduction: Atmospheric pollution contains a complex mixture of various particulate contaminants (cigarette smoke, vehicular emissions, volatile organic compounds). Recently, several investigations have revealed the existence of a direct association between air pollution and skin diseases. Objectives: To investigate and discuss relevant aspects of the epidemiological research concern the relationship between air pollution and skin diseases in humans. Methods: A systematic review of national and international scientific literature was conducted, evaluating the articles published in the last decade, which tried to investigate skin diseases in humans in relation to air pollution. Results: This review identified 288 studies that addressed the theme of which 34 met the inclusion criteria previously established. Results show that exposure to cigarette smoke and vehicle emissions is highly associated with the development of various skin diseases, and oxidative stress, with the participation of cytokines is the main inflammatory pathway. Conclusion: environmental exposure control is the primary means of prevention and treatment of skin diseases associated to air pollution, something that can be accomplished through the use of anti-inflammatory and anti-oxidants drugs. (AU)


Assuntos
Poluentes Atmosféricos , Dermatite Atópica , Alopecia , Estresse Oxidativo , Neoplasias Cutâneas
7.
Buenos Aires; GCBA. Gerencia Operativa de Epidemiología; 26 mayo 2017. a) f: 16 l:20 p. graf.(Boletín Epidemiológico Semanal: Ciudad Autónoma de Buenos Aires, 2, 40).
Monografia em Espanhol | LILACS | ID: biblio-1104283

RESUMO

El nitrógeno (N) es un gas sin olor, color ni sabor, que constituye el 78% del aire atmosférico, y en concentraciones dentro de límites normales, no es perjudicial para la salud. Su importancia como contaminante deriva de su capacidad de combinación con el oxígeno para formar diversos óxidos de nitrógeno. El dióxido de nitrógeno (NO2) es un gas más denso que el aire, de color marrón rojizo y olor acre. Es definido como un contaminante, criterio que altera de manera importante el aire urbano. El NO2 es un contaminante en sí mismo y un precursor en la generación de otras moléculas nocivas para la salud. se presentan una serie de gráficos que permiten observar los valores de NO2 en las estaciones de Monitoreo de Calidad del Aire que posee la Ciudad (La Boca, Parque Centenario y Córdoba), las cuales registran las concentraciones de este contaminante en forma continua (durante 24 horas, los 365 días del año) mediante métodos homologados internacionalmente. (AU)


Assuntos
Controle da Qualidade do Ar , Monitoramento do Ar , Qualidade Ambiental , Poluentes Atmosféricos/toxicidade , Poluição do Ar/análise , Poluição do Ar/prevenção & controle , Poluição do Ar/estatística & dados numéricos , Vigilância Sanitária Ambiental , Dióxido de Nitrogênio/análise , Dióxido de Nitrogênio/efeitos adversos , Dióxido de Nitrogênio/toxicidade
8.
J. Health Biol. Sci. (Online) ; 5(1): 79-85, jan.-mar./2017. graf, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-875852

RESUMO

Introdução: A exposição aos poluentes derivados do desenvolvimento urbano tem sido de grande preocupação para a Saúde Pública. Em Uberlândia - MG, o Terminal Central de Transporte Coletivo de Uberlândia (TCTU) recebe diariamente grande quantidade de usuários, além dos trabalhadores, que estão diretamente expostos aos riscos causados por contaminantes atmosféricos e ruído. Objetivo: Avaliar a exposição ambiental ao monóxido de carbono (CO), material particulado (MP10) e produção de ruído. Métodos: A exposição foi analisada por meio da coleta de dados das concentrações dos poluentes nas plataformas de embarque do TCTU. Resultados: Os níveis de poluição atmosférica e sonora encontrados não ultrapassaram os limites estabelecidos nas resoluções adotadas pelo município, entretanto, as emissões de ruído ultrapassaram o critério para incômodo e perda auditiva da Organização Mundial da Saúde (OMS). Conclusões: O ambiente avaliado não oferece conforto acústico para seus usuários e trabalhadores; evidencia-se, então, a necessidade do uso de equipamentos de proteção coletiva e individual para que se evitem danos à saúde dos trabalhadores e aos usuários. O estudo reforça a necessidade de reavaliação de parâmetros e leis que melhorem a qualidade de vida dos indivíduos expostos aos riscos da poluição sonora e atmosférica nos terminais de transporte coletivo. (AU)


Introduction: The exposure to pollution, resulting from urban development, has been of great concern in terms of public health. In Uberlândia - MG, the Terminal Central de Transporte Coletivo de Uberlândia (TCTU) receives daily a large number of users, besides employees, who are directly exposed to the risks caused by atmospheric pollution and noise. Objective: The aim of this study was to evaluate the environmental exposure to carbon monoxide (CO), particulate matter (PM10) and noise production. Methods: The exposure will be evaluated through the data collection of polluting concentrations in the TCTU boarding platforms. Results: The values found for atmospheric pollution remained below the established limits. The findings have not gone beyond the limits established in the resolutions adopted by the municipality, but exceeded the criteria for discomfort and hearing loss of the World Health Organization (WHO). Conclusion: The evaluated ambience offers no acoustic comfort to its users and workers, therefore the need for the use of collective and personal protective equipment becomes evident, in order to avoid damage to the worker's health and users of transport system. This article aims at showing the need for assessment of the effects of pollutants in the organism, and the review of the parameters and laws that improve the quality of life of individuals exposed to the risks. (AU)


Assuntos
Poluentes Atmosféricos , Saúde Ambiental , Ruído dos Transportes , Perda Auditiva
10.
Buenos Aires; GCBA. Gerencia Operativa de Epidemiología; 1 sept. 2017. a) f: 15 l:23 p. graf, tab.(Boletín Epidemiológico Semanal: Ciudad Autónoma de Buenos Aires, 2, 54).
Monografia em Espanhol | LILACS | ID: biblio-1103995

RESUMO

La atmósfera contiene varios gases que, en concentraciones mayores que las normales, pueden ser peligrosos para los seres humanos, animales y plantas. Todos estos gases potencialmente tóxicos se denominan "contaminantes del aire". Entre ellos se encuentran: monóxido de carbono (CO), el dióxido de azufre (SO2) y el dióxido de nitrógeno (NO2). Además de los gases, la atmósfera contiene una gran variedad de partículas sólidas y líquidas, de variados tamaños. El material particulado en suspensión (MPS) en el aire incluye partículas totales en suspensión (PTS), material particulado con diámetro aerodinámico mediano inferior a 10 µm (MP 10) y 2,5 µm (MP 2,5) respectivamente, partículas finas y ultrafinas. Se presentan una serie de gráficos que permiten observar los valores de Material Particulado menor a 10 micrones (PM 10), en las estaciones de Monitoreo de Calidad del Aire que posee la Ciudad de Buenos Aires (La Boca,Parque Centenario y Córdoba), las cuales registran las concentraciones de éste contaminante en forma continua (durante 24 horas, los 365 días del año), mediante métodos homologados internacionalmente. (AU)


Assuntos
Estações de Monitoramento , Monitoramento do Ar , Poluentes Atmosféricos/análise , Poluentes Atmosféricos/efeitos adversos , Poluentes Atmosféricos/toxicidade , Poluição do Ar/análise , Poluição do Ar/prevenção & controle , Poluição do Ar/estatística & dados numéricos , Material Particulado/análise , Material Particulado/classificação , Material Particulado/efeitos adversos , Substâncias Tóxicas , Ar
11.
J. bras. pneumol ; 43(3): 208-214, May-June 2017. graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-893836

RESUMO

ABSTRACT Objective: To evaluate the effects of exposure to emissions from sugar cane burning on inflammatory mechanisms in tissues of the trachea and lung parenchyma in Wistar rats after different periods of exposure. Methods: This was an experimental open randomized study. The animals were divided into four groups: a control group (CG) underwent standard laboratory conditions, and three experimental groups were exposed to emissions from sugar cane burning over different periods of time, in days-1 (EG1), 7 (EG7), and 21 (EG21). After euthanasia with 200 mg/kg of ketamine/xylazine, fragments of trachea and lung were collected and fixed in 10% formalin. Histological analyses were performed with H&E and picrosirius red staining. Results: No inflammatory infiltrates were found in the tissues of CG rats. The histological examination of tissues of the trachea and lung parenchyma revealed that the inflammatory process was significantly more intense in EG7 than in the CG (p < 0.05 and p < 0.01, respectively). In comparison with the CG and EG1, angiogenesis in the lung parenchyma and collagen deposition in tracheal tissues were significantly greater only in EG21 (p < 0.001 and p < 0.01, respectively). Conclusions: In this sample, emissions from sugar cane burning induced acute focal and diffuse inflammation in the lamina propria of tracheal tissues, with no loss of ciliated epithelial tissue. In the lung parenchyma of the animals in the experimental groups, there was interstitial and alveolar edema, together with polymorphonuclear cell infiltrates.


RESUMO Objetivo: Avaliar os efeitos da exposição à fumaça da queima da cana-de-açúcar sobre mecanismos inflamatórios em tecidos de traqueia e de parênquima pulmonar de ratos Wistar após diferentes períodos de exposição. Métodos: Estudo experimental, randomizado, não cego. Os animais foram divididos em quatro grupos: controle (GC), sob condições padrão de laboratório e os demais expostos à fumaça da queima da cana-de-açúcar por diferentes períodos: em 1 (GE1), 7 (GE7) e 21 (GE21) dias. Após a eutanásia com 200 mg/kg de ketamina/xilazina, foram coletados fragmentos de traqueia e pulmão e fixadas em formol 10%. Análises histológicas foram realizadas com coloração com H&E e picrosírius. Resultados: Não houve infiltrado inflamatório nos tecidos no GC. O processo inflamatório na análise histológica de tecidos de traqueia e de parênquima pulmonar foi significativamente mais intenso no GE7 quando comparado ao GC (p < 0,05 e p < 0,01, respectivamente). Em comparação com os grupos GC e GE1, apenas no GE21 foi observada angiogênese significativa no parênquima pulmonar e aumento significativo de depósitos de colágeno em tecido de traqueia (p < 0,001 e p < 0,01, respectivamente). Conclusões: Nesta amostra, a fumaça da queima de cana-de-açúcar induziu processo inflamatório focal, difuso e agudo em tecidos de traqueia na lâmina própria, sem perda do tecido epitelial ciliado. Houve presença de edemas intersticiais e alveolares e infiltrados de células polimorfonucleares no parênquima pulmonar nos animais dos grupos experimentais.


Assuntos
Animais , Masculino , Incineração , Exposição por Inalação/efeitos adversos , Pulmão/efeitos dos fármacos , Saccharum , Fumaça/efeitos adversos , Traqueia/efeitos dos fármacos , Poluentes Atmosféricos/toxicidade , Colágeno/análise , Pulmão/patologia , Modelos Animais , Distribuição Aleatória , Ratos Wistar , Fatores de Risco , Fatores de Tempo , Traqueia/patologia
12.
Buenos Aires; GCBA. Gerencia Operativa de Epidemiología; 10 mar. 2017. a) f: 45 l:50 p. graf, tab.(Boletín Epidemiológico Semanal: Ciudad Autónoma de Buenos Aires, 2, 29).
Monografia em Espanhol | LILACS | ID: biblio-1104302

RESUMO

El monóxido de carbono es un gas tóxico, inodoro e incoloro que se forma por la combustión incompleta de hidrocarburos como gas o kerosene. Las fuentes pueden ser estufas, calefones, braseros, calderas y hornos en malas condiciones de mantenimiento, así como los escapes de automóviles. Las viviendas o escuelas cercanas a calles de alto tránsito pueden estar también expuestas. Es importante señalar que es además uno de los componentes del humo del tabaco. La exposición al monóxido de carbono en el interior de los hogares produce una intoxicación de características graves e incluso con altos niveles de mortalidad. Respecto de la exposición en el aire exterior, las concentraciones más altas normalmente se miden cerca de las vías de transito principales, dado que los vehículos son la principal fuente de CO. se presentan una serie de gráficos que permiten observar los valores de monóxido de carbono registrados en la Ciudad de Buenos Aires. Dichos registros son obtenidos en las tres estaciones de Monitoreo de Calidad del Aire que posee la Ciudad (Estación La Boca, Parque Centenario y Córdoba), las cuales registran las concentraciones de éste contaminante en forma continua (24 horas diarias, los 365 días del año) mediante métodos homologados internacionalmente. (AU)


Assuntos
Monóxido de Carbono/efeitos adversos , Monóxido de Carbono/toxicidade , Monitoramento Ambiental/instrumentação , Monitoramento Ambiental/métodos , Monitoramento Ambiental/estatística & dados numéricos , Poluentes Atmosféricos/análise , Poluentes Atmosféricos/efeitos adversos , Poluição do Ar/análise , Poluição do Ar/prevenção & controle , Poluição do Ar/estatística & dados numéricos , Poluentes Ambientais/análise
13.
Ciênc. saúde coletiva ; 22(1): 245-253, jan. 2017. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-839890

RESUMO

Resumo As queimadas exercem relevante impacto sobre o ecossistema amazônico na estação seca com as emissões de poluentes atmosféricos. Os efeitos sobre a saúde das populações, principalmente na região do arco do desmatamento, tem sido objeto de recentes estudos. O presente estudo teve como objetivo avaliar a distribuição espacial dos focos de queimadas e da mortalidade por doenças respiratórias e cardiovasculares em idosos, no Estado de Rondônia, no período de 2001 a 2012. Os dados de mortalidade foram obtidos por meio do Sistema de Informação de Mortalidade, do Ministério da Saúde. Dados de focos de queimadas foram disponibilizados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. Utilizou-se o estimador de Kernel. As maiores taxas de mortalidade foram observadas no centro-leste e sudeste de Rondônia. Os focos de queimadas concentraram-se na porção norte do estado, mas com quantidade relevante em outras regiões. As distribuições espaciais das áreas quentes de taxa de mortalidade e de queimadas não se mostraram diretamente associadas. Entretanto, as queimadas foram observadas em todos os municípios do estado. Os poluentes emitidos na queima podem ser transportados por milhares de quilômetros das áreas de origem e influenciar a saúde de idosos.


Abstract The burning of biomass has a significant impact on the Amazon ecosystem in the dry season due to the emissions of air pollutants. The effects on the health of the population, especially in the region of the arc of deforestation, has been the subject of recent studies. The scope of this study was to evaluate the spatial distribution of biomass burning and mortality from respiratory and cardiovascular diseases among the elderly in the state of Rondônia in the period from 2001 to 2012. Mortality data were obtained through the Mortality Information System of the Ministry of Health. Biomass burning data were provided by the National Institute for Space Research. The Kernel estimator was used. The highest mortality rates were observed in the central-east and south-east of Rondônia. The focuses of the fires were concentrated in the northern part of the state, though with a significant amount in other regions. The spatial distribution of the hot areas of mortality and fires were not directly associated. However, fires were observed in all municipalities in the state. Pollutants emitted from biomass burning can be transported thousands of kilometers from the source areas and influence the health of the elderly.


Assuntos
Humanos , Idoso , Poluentes Atmosféricos/análise , Biomassa , Monitoramento Ambiental/métodos , Fogo , Poluentes Atmosféricos/toxicidade , Brasil , Conservação dos Recursos Naturais , Ecossistema , Mortalidade/tendências , Estações do Ano , Análise Espacial
14.
Rev. saúde pública ; 51: 5, 2017.
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-845858

RESUMO

ABSTRACT The right to a healthy pregnancy and to giving birth in a safe environment is source of comprehensive research. Decent birth facilities, respect, and no discrimination are already recognized as fundamental rights, but an accurate look at the outdoor environment is required. Air pollution is a dangerous factor to pregnant women and newborns, many of whom highly exposed to traffic-related atmospheric pollutants in urban areas. Such exposure can lead to low birth weight and long-lasting effects, such as respiratory diseases and premature death. Thus, this commentary, based on the analysis of literature, presents the importance of the exposome concept and of epigenetics in identifying the role of the environment for better health conditions of pregnant women and newborns. In the final considerations, this study proposes the deepening of the subject and the mobilization in this regard, with a human rights-based approach to environmental health and to the increased awareness of pregnant women on the risks of air pollution and its effects on health.


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Poluição do Ar/efeitos adversos , Exposição Materna/efeitos adversos , Emissões de Veículos , Poluentes Atmosféricos , Resultado da Gravidez , Fatores de Risco
15.
Rev. saúde pública ; 51: 3, 2017. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-845870

RESUMO

ABSTRACT OBJECTIVE To analyze the association between fine particulate matter concentration in the atmosphere and hospital care by acute respiratory diseases in children. METHODS Ecological study, carried out in the region of Grande Vitória, Espírito Santo, in the winter (June 21 to September 21, 2013) and summer (December 21, 2013 to March 19, 2014). We assessed data of daily count for outpatient care and hospitalization by respiratory diseases (ICD-10) in children from zero to 12 years in three hospitals in the Region of Grande Vitória. For collecting fine particulate matter, we used portable samplers of particles installed in six locations in the studied region. The Generalized Additive Model with Poisson distribution, fitted for the effects of predictor covariates, was used to evaluate the relationship between respiratory outcomes and concentration of fine particulate matter. RESULTS The increase of 4.2 µg/m3 (interquartile range) in the concentration of fine particulate matter increased in 3.8% and 5.6% the risk of medical care or hospitalization, respectively, on the same day and with six-day lag from the exposure. CONCLUSIONS We identified positive association between outpatient care and hospitalizations of children under 12 years due to acute respiratory diseases and the concentration of fine particulate matter in the atmosphere.


RESUMO OBJETIVO Analisar a associação entre a concentração de material particulado fino na atmosfera e atendimento hospitalar por doenças respiratórias agudas em crianças. MÉTODOS Estudo ecológico, realizado na Região da Grande Vitória, ES, no inverno (21 de junho a 21 de setembro de 2013) e no verão (21 de dezembro de 2013 a 19 de março de 2014). Foram avaliados dados de contagem diária de atendimentos ambulatoriais e hospitalizações por doenças respiratórias (CID-10) em crianças de zero a 12 anos em três hospitais da Região da Grande Vitoria. Para a coleta de material particulado fino foram utilizados amostradores portáteis de partículas instalados em seis locais na região estudada. O Modelo Aditivo Generalizado com distribuição de Poisson, ajustado para efeitos das covariáveis preditoras, foi utilizado para avaliar a relação entre os desfechos respiratórios e a concentração de material particulado fino. RESULTADOS O incremento de 4,2 µg/m3 (intervalo interquartílico) na concentração de material particulado fino aumentou em 3,8% e 5,6% o risco de atendimento ou internação, respectivamente, no mesmo dia e com seis dias de defasagem da exposição. CONCLUSÕES Foi identificada associação positiva entre atendimentos ambulatoriais e hospitalizações de crianças com até 12 anos devido a doenças respiratórias agudas e a concentração de material particulado fino na atmosfera.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Recém-Nascido , Lactente , Pré-Escolar , Criança , Poluentes Atmosféricos/toxicidade , Tamanho da Partícula , Material Particulado/análise , Material Particulado/toxicidade , Doenças Respiratórias/epidemiologia , Doenças Respiratórias/etiologia , Doença Aguda , Brasil/epidemiologia , Hospitalização/estatística & dados numéricos , Incidência , Exposição por Inalação , Medição de Risco , Fatores de Risco , Estações do Ano , Fatores de Tempo
16.
Rev. saúde pública ; 51: 55, 2017. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-845871

RESUMO

ABSTRACT OBJECTIVE Predict the number of hospitalizations for asthma and pneumonia associated with exposure to air pollutants in the city of São José dos Campos, São Paulo State. METHODS This is a computational model using fuzzy logic based on Mamdani’s inference method. For the fuzzification of the input variables of particulate matter, ozone, sulfur dioxide and apparent temperature, we considered two relevancy functions for each variable with the linguistic approach: good and bad. For the output variable number of hospitalizations for asthma and pneumonia, we considered five relevancy functions: very low, low, medium, high and very high. DATASUS was our source for the number of hospitalizations in the year 2007 and the result provided by the model was correlated with the actual data of hospitalization with lag from zero to two days. The accuracy of the model was estimated by the ROC curve for each pollutant and in those lags. RESULTS In the year of 2007, 1,710 hospitalizations by pneumonia and asthma were recorded in São José dos Campos, State of São Paulo, with a daily average of 4.9 hospitalizations (SD = 2.9). The model output data showed positive and significant correlation (r = 0.38) with the actual data; the accuracies evaluated for the model were higher for sulfur dioxide in lag 0 and 2 and for particulate matter in lag 1. CONCLUSIONS Fuzzy modeling proved accurate for the pollutant exposure effects and hospitalization for pneumonia and asthma approach.


RESUMO OBJETIVO Prever o número de internações por asma e pneumonia associadas à exposição a poluentes do ar no município em São José dos Campos, estado de São Paulo. MÉTODOS Trata-se de um modelo computacional que utiliza a lógica fuzzy baseado na técnica de inferência de Mamdani. Para a fuzzificação das variáveis de entrada material particulado, ozônio, dióxido de enxofre e temperatura aparente foram consideradas duas funções de pertinência para cada variável com abordagem linguísticas: bom e ruim. Para a variável de saída número internações por asma e pneumonia, foram consideradas cinco funções de pertinências: muito baixo, baixo, médio, alto e muito alto. O número de internações no ano de 2007 foi obtido do Datasus e o resultado fornecido pelo modelo foi correlacionado com os dados reais de internação com defasagem (lag) de zero a dois dias. A acurácia do modelo foi estimada pela curva ROC para cada poluente e nestas defasagens. RESULTADOS No ano de 2007 foram registradas 1.710 internações por pneumonia e asma em São José dos Campos, SP, com média diária de 4,9 internações (dp = 2,9). Os dados de saída do modelo mostraram correlação positiva e significativa (r = 0,38) com os dados reais; as acurácias avaliadas para o modelo foram maiores para o dióxido de enxofre nos lag 0 e 2 e para o material particulado no lag 1. CONCLUSÕES Modelagem fuzzy se mostrou acurada para a abordagem de efeitos da exposição aos poluentes e internação por pneumonia e asma.


Assuntos
Humanos , Poluição do Ar/efeitos adversos , Asma/etiologia , Previsões/métodos , Lógica Fuzzy , Hospitalização/estatística & dados numéricos , Pneumonia/etiologia , Poluentes Atmosféricos/efeitos adversos , Asma/terapia , Brasil , Simulação por Computador , Hospitalização/tendências , Ozônio/efeitos adversos , Material Particulado/efeitos adversos , Pneumonia/terapia , Valor Preditivo dos Testes , Reprodutibilidade dos Testes , Medição de Risco/métodos , Curva ROC , Dióxido de Enxofre/efeitos adversos , Fatores de Tempo
17.
Rev. saúde pública ; 51: 13, 2017. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-845896

RESUMO

ABSTRACT OBJECTIVE To evaluate the effects of acute exposure to air pollutants (NO2 and PM10) on hospitalization of adults and older people with cardiovascular diseases in Western São Paulo. METHODS Daily cardiovascular-related hospitalization data (CID10 – I00 to I99) were acquired by the Department of Informatics of the Brazilian Unified Health System (DATASUS) from January 2009 to December 2012. Daily levels of NO2 and PM10 and weather data were obtained from Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB – São Paulo State Environmental Agency). To estimate the effects of air pollutants exposure on hospital admissions, generalized linear Poisson regression models were used. RESULTS During the study period, 6,363 hospitalizations were analysed. On the day of NO2 exposure, an increase of 1.12% (95%CI 0.05–2.20) was observed in the interquartile range along with an increase in hospital admissions. For PM10, a pattern of similar effect was observed; however, results were not statistically significant. CONCLUSIONS Even though with values within established limits, NO2 is an important short-term risk factor for cardiovascular morbidity.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Adulto Jovem , Poluentes Atmosféricos/toxicidade , Poluição do Ar/efeitos adversos , Doenças Cardiovasculares/etiologia , Hospitalização/estatística & dados numéricos , Incineração , Exposição por Inalação/efeitos adversos , Saccharum , Brasil , Sistema Cardiovascular/efeitos dos fármacos , Dióxido de Nitrogênio/análise , Dióxido de Nitrogênio/toxicidade , Material Particulado/análise , Material Particulado/toxicidade , Medição de Risco , Fatores de Risco , Estações do Ano , Fatores de Tempo
18.
Ciênc. saúde coletiva ; 21(4): 1023-1032, Abr. 2016. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-778579

RESUMO

Resumo O objetivo deste artigo é analisar o monóxido de carbono exalado, a carboxihemoglobina e as variáveis cardiopulmonares em idosos praticantes de exercícios em ambientes externos e correlacionar com clima e poluição. Estudo ecológico temporal com 118 idosos ativos em Cuiabá. Foram obtidas informações sobre uso de medicamentos, tabagismo, antropometria, espirometria, peak-flow, saturação de oxigênio, frequência cardíaca, monóxido de carbono exalado, carboxihemoglobina, além de dados climáticos, queimadas e poluição. Temperatura ambiental, umidade relativa do ar e queimadas correlacionaram com monóxido de carbono exalado e carboxihemoglobina (p < 0,05). Frequência cardíaca correlacionou com alterações de temperatura ambiental, tempo de exposição solar e umidade relativa (p < 0,05). Idosos sofrem influências ambientais alterando níveis de monóxido de carbono, carboxihemoglobina e frequência cardíaca, sendo necessário monitoramento destes durante os exercícios, sugerindo-se o uso do monoxímetro para avaliação de exposição a poluentes.


Abstract This article aims to analyze levels of exhaled carbon monoxide, carboxyhemoglobinand cardiopulmonary variables in old people practicing exercise in external environments, and correlate them with climate and pollution factors. Temporal ecological study with118 active elderly people in the city of Cuiabá, in the state of Mato Grosso, Brazil. Data were obtained on use of medication, smoking, anthropometric measurements, spirometry, peak flow, oxygen saturation, heart rate, exhaled carbon monoxide, carboxyhemoglobin, climate, number of farm fires and pollution. Correlations were found between on the one hand environmental temperature, relative humidity of the air and number of farmers’ fires, and on the other hand levels of carbon monoxide exhaled and carboxyhemoglobin (p < 0.05).There was a correlation between heart rate and changes in environmental temperature, time of exposure to the sun and relative humidity (p < 0.05). In elderly people, environmental factors influence levels of exhaled carbon monoxide, carboxyhemoglobin and heart rate. There is thus a need for these to be monitored during exercise. The use of a carbon monoxide monitor to evaluate exposure to pollutants is suggested.


Assuntos
Humanos , Idoso , Monóxido de Carbono , Exercício Físico , Poluentes Atmosféricos , Brasil , Testes Respiratórios , Carboxihemoglobina , Exposição Ambiental , Frequência Cardíaca , Fumar
19.
Rev. paul. pediatr ; 34(1): 18-23, Mar. 2016. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-776546

RESUMO

To estimate the association between exposure to fine particulate matter with an aerodynamic diameter <2.5 microns (PM2.5) and hospitalizations for pneumonia and asthma in children. Methods: An ecological study of time series was performed, with daily indicators of hospitalization for pneumonia and asthma in children up to 10 years of age, living in Taubaté (SP) and estimated concentrations of PM2.5, between August 2011 and July 2012. A generalized additive model of Poisson regression was used to estimate the relative risk, with lag zero up to five days after exposure; the single pollutant model was adjusted by the apparent temperature, as defined from the temperature and relative air humidity, seasonality and weekday. Results: The values of the relative risks for hospitalization for pneumonia and asthma were significant for lag 0 (RR=1.051, 95%CI; 1.016 to 1.088); lag 2 (RR=1.066, 95%CI: 1.023 to 1.113); lag 3 (RR=1.053, 95%CI: 1.015 to 1.092); lag 4 (RR=1.043, 95%CI: 1.004 to 1.088) and lag 5 (RR=1.061, 95%CI: 1.018 to 1.106). The increase of 5mcg/m3 in PM2.5 contributes to increase the relative risk for hospitalization from 20.3 to 38.4 percentage points; however, the reduction of 5µg/m3 in PM2.5 concentration results in 38 fewer hospital admissions. Conclusions: Exposure to PM2.5 was associated with hospitalizations for pneumonia and asthma in children younger than 10 years of age, showing the role of fine particulate matter in child health and providing subsidies for the implementation of preventive measures to decrease these outcomes.


Estimar a associação entre exposição ao material particulado fino com diâmetro aerodinâmico inferior a 2,5 micra (PM2.5) e as internações por pneumonia e asma em crianças. Métodos: Estudo ecológico de séries temporais com indicadores diários de internação por pneumonia e asma, em crianças com até 10 anos, residentes em Taubaté (SP), e concentrações estimadas de PM2.5, entre agosto de 2011 e julho de 2012. Modelo aditivo generalizado de regressão de Poisson foi usado para estimar o risco relativo, com defasagem de zero até cinco dias após a exposição; o modelo unipoluente foi ajustado pela temperatura aparente, medida definida a partir da temperatura e umidade relativa do ar, sazonalidade e dia da semana. Resultados: Os valores dos riscos relativos para internações por pneumonia e asma foram significativos para lag 0 (RR=1,051; IC95% 1,016-1,088); lag 2 (RR=1,066; IC95% 1,023-1,113); lag 3 (RR=1,053; IC95% 1,015-1,092); lag 4 (RR=1,043; IC95% 1,004-1,088) e no lag 5 (RR=1,061; IC95% 1,018-1,106). O incremento de 5mcg/m3 de PM2.5 contribui para aumento no risco relativo para internações entre 20,3 a 38,4 pontos percentuais; no entanto, a diminuição de 5µg/m3 na concentração do PM2.5 resulta em menos 38 internações. Conclusões: A exposição ao PM2.5 esteve associada às internações por pneumonia e asma em crianças menores de 10 anos, mostrou o papel do material particulado fino na saúde da criança e forneceu subsídios para implantação de medidas preventivas para diminuírem esses desfechos.


Assuntos
Humanos , Criança , Poluentes Atmosféricos , Asma , Material Particulado , Pneumonia , Saúde da Criança , Modelos Teóricos
20.
Rev. bras. epidemiol ; 19(1): 89-99, Jan.-Mar. 2016. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-781578

RESUMO

RESUMO: Introdução: Um número crescente de estudos tem mostrado evidências consistentes dos efeitos nocivos da poluição do ar na saúde humana e afetando também o peso do recém-nascido. O objetivo deste estudo é avaliar o efeito da poluição do ar sobre o peso ao nascer, mais especificamente o peso insuficiente ao nascer (entre 2.500 e 2.999 g). Métodos: Trata-se de um estudo transversal com dados relativos a todos os nascidos de mães residentes no Município de São José dos Campos, São Paulo, nos anos de 2006 a 2010. Para examinar a associação entre exposição materna à poluição do ar e o peso ao nascer foi utilizada a regressão logística (univariada e múltipla), considerando-se a média da concentração de cada poluente do 1º e 3º trimestres e dos meses do 1º trimestre. Resultados: Do total de 39.453 nascidos vivos do período estudado, 10.542 (26,7%) recém-nascidos apresentaram peso insuficiente. Na análise logística múltipla, a exposição materna ao material particulado no 1º e 3º trimestre de gestação apresentou maior chance para o nascimento de uma criança com peso insuficiente. Há uma chance de 1,07 (IC95% 1,00 - 1,14) de ocorrência de peso insuficiente para exposição (ao 2o quartil) ao material particulado no 1º trimestre e de 1,10 (IC95% 1,04 - 1,18) para exposição (ao 3o quartil) no 3º trimestre. Conclusão: Os resultados da pesquisa indicam que a exposição materna no 1º e 3º trimestres de gestação à poluição do ar no município de São José dos Campos pode determinar o peso insuficiente de recém-nascidos.


ABSTRACT: Introduction: A growing number of studies have shown consistent evidence of the harmful effects of air pollution on human health, as well as its effects on newborn weight. The objective of this study is to evaluate the effect of air pollution on birth weight, more specifically the insufficient birth weight (identified between 2,500 and 2,999 grams). Methods: This was a cross-sectional study based on data gathered from all babies born to mothers living in São José dos Campos, São Paulo, Brazil, between the years of 2006 to 2010. The association between maternal exposure to air pollution and birth weight was examined using logistic regression (both univariate and multivariate) to consider the average concentration of each pollutant during the 1st and 3rd trimesters and the months of the 1st trimester. Results: Of the 39,453 total live births during the study period, 10,542 (26.7%) newborns had insufficient weight. In multiple logistic analysis, maternal exposure to particulate matter in the 1st and 3rd trimester of pregnancy had a greater chance for insufficient weight. There is a chance of 1.07 (95%CI 1.00 - 1.14) for an insufficient weight scenario for exposure (to the 2nd quartile) of particulate matter in the 1st trimester and 1.10 (95%CI 1.04 - 1.18) for exposure (the 3rd quartile) in the 3rd trimester. Conclusion: The survey results indicate that maternal exposure to air pollution in the 1st and 3rd trimesters of pregnancy for residents of São José dos Campos create considerable potential to cause insufficient weight.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Gravidez , Recém-Nascido , Adulto , Poluentes Atmosféricos/efeitos adversos , Poluição do Ar/efeitos adversos , Peso ao Nascer/efeitos dos fármacos , Brasil , Estudos Transversais , Recém-Nascido de Baixo Peso , Exposição Materna , Fatores de Tempo , Saúde da População Urbana
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA