Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 412
Filtrar
1.
Nursing (Säo Paulo) ; 22(251)abr.2019.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-998874

RESUMO

Objetiva-se analisar as escalas de Acidente Vascular Encefálico (AVE) utilizadas durante o pré e pós-diagnóstico. Revisão bibliográfica simples, descritiva e interdisciplinar nas bases de dados SciELO, Pubmed, LILACS e Biblioteca Virtual em Saúde. Foram utilizados como critério de inclusão artigos em inglês, espanhol e português entre 2011 e 2017, dentre esses foram selecionados assunto ao tema proposto. Segundo as pesquisas, foram selecionados artigos os quais mostram escalas que auxilia na identificação dos sinais e sintomas, auxilia na avaliação do paciente com AVE Hemorrágico, avalia o estado neurológico e classifica o comprometimento funcional do paciente. Com base na confiabilidade e critérios de avaliação das escalas validadas pela American Stroke Asssociation, Cincinnati, LAPSS e NIHSS são as mais aplicadas por serem específicas devidos aos itens que confirmam os sinais clínicos apresentados por pacientes com suspeita de AVE.(AU)


The aim of this study was to analyze the Stroke scales used during pre and post-diagnosis. Simple, descriptive and interdisciplinary bibliographic review in the databases SciELO, Pubmed, LILACS and Virtual Health Library were used as inclusion criteria articles in English, Spanish and Portuguese between 2011 and 2017, among which were selected subject to the proposed theme. According to the researches, articles were selected which show scales that aid in the identification of signs and symptoms, assist in the evaluation of the patient with hemorrhagic stroke, evaluate the neurological status and classify the functional impairment of the patient. Based on the reliability and evaluation criteria of the scales validated by the American Stroke Asssociation, Cincinnati, LAPSS and NIHSS are the most applied because they are specific due to items that confirm the clinical signs presented by patients suspected of having stroke.(AU)


Se pretende analizar las escalas de Accidente Vascular Encefálico (AVE) utilizadas durante el pre y post-diagnóstico. sencillo, descriptivo e interdisciplinar revisión de la literatura en las bases de datos SciELO, PubMed, lilas y Biblioteca Virtual en Salud. Fue utilizado como criterio para artículos de inclusión en Inglés, español y portugués entre 2011 y 2017, entre estos se seleccionaron sujetos a la temática propuesta. Según las encuestas, se seleccionaron artículos que muestran escalas que auxilia en la identificación de los signos y síntomas, auxilia en la evaluación del paciente con AVE Hemorrágico, evalúa el estado neurológico y clasifica el compromiso funcional del paciente. En base a la confiabilidad y criterios de evaluación de las escalas validadas por American Stroke Assocation, Cincinnati, LAPSS y NIHSS, son las más aplicadas por ser específicas debidas a los ítems que confirman los signos clínicos presentados por pacientes con sospechas de AVE.(AU)


Assuntos
Humanos , Fatores de Risco , Acidente Vascular Cerebral , Exame Neurológico , Pesos e Medidas
2.
Rev. Paul. Pediatr. (Ed. Port., Online) ; 37(1): 126-129, Jan.-Mar. 2019. graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-985129

RESUMO

RESUMO Objetivo: Relatar um caso raro de uma criança com meningite associada a pericardite na doença pneumocócica invasiva. Descrição do caso: Este relato descreve uma evolução clínica desfavorável de um lactente feminino de 6 meses de idade, previamente hígido, que apresentou inicialmente sintomas respiratórios e febre. A radiografia de tórax revelou um aumento da área cardíaca sem alterações radiográficas nos pulmões. Após a identificação do derrame pericárdico, o paciente apresentou convulsões e entrou em coma. Pneumonia foi descartada durante a investigação clínica. Contudo, foi identificado Streptococcus pneumoniae nas culturas de líquor e sangue. O exame neurológico inicial foi compatível com morte encefálica, posteriormente confirmada pelo protocolo. Comentários: A pericardite purulenta tornou-se uma complicação rara da doença pneumocócica invasiva desde o advento da terapia antibiótica. Pacientes com pneumonia extensa são primariamente predispostos e, mesmo com tratamento adequado e precoce, estão sujeitos a altas taxas de mortalidade. A associação de meningite pneumocócica e pericardite é incomum e, portanto, de difícil diagnóstico. Por isso, uma alta suspeição diagnóstica é necessária para instituir o tratamento precoce e aumentar a sobrevida.


ABSTRACT Objective: To report a rare case of a child with invasive pneumococcal disease that presented meningitis associated with pericarditis. Case description: This report describes the unfavorable clinical course of a previously healthy 6-months-old female infant who initially presented symptoms of fever and respiratory problems. A chest X-ray revealed an increased cardiac area with no radiographic changes in the lungs. After identifying a pericardial effusion, the patient experienced seizures and went into coma. Pneumonia was excluded as a possibility during the clinical investigation. However, Streptococcus pneumoniae was identified in the cerebrospinal fluid and blood cultures. An initial neurological examination showed that the patient was brain dead, which was then later confirmed according to protocol. Comments: Purulent pericarditis has become a rare complication of invasive pneumococcal disease since the advent of antibiotic therapy. Patients with extensive pneumonia are primarily predisposed and, even with early and adequate treatment, are prone to high mortality rates. The association of pneumococcal meningitis and pericarditis is uncommon, and therefore difficult to diagnose. As such, diagnostic suspicion must be high in order to institute early treatment and increase survival.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Streptococcus pneumoniae/isolamento & purificação , Derrame Pericárdico/diagnóstico por imagem , Pericardite/diagnóstico , Pericardite/fisiopatologia , Pericardite/microbiologia , Pericardite/terapia , Infecções Pneumocócicas/diagnóstico , Infecções Pneumocócicas/fisiopatologia , Infecções Pneumocócicas/terapia , Ecocardiografia/métodos , Radiografia Torácica/métodos , Líquido Cefalorraquidiano/microbiologia , Evolução Fatal , Hemocultura/métodos , Meningite/diagnóstico , Meningite/fisiopatologia , Meningite/microbiologia , Meningite/terapia , Antibacterianos/administração & dosagem , Antibacterianos/classificação , Exame Neurológico/métodos
3.
Trends psychiatry psychother. (Impr.) ; 40(3): 244-247, July-Sept. 2018. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1043518

RESUMO

Abstract Introduction: Neurological soft signs (NSS) have been considered one of the target features and a potential endophenotype for schizophrenia. The present study aimed to characterize NSS in a sample of patients with chronic schizophrenia and to compare them with healthy control individuals. Methods: In this study, we evaluated the presence of NSS in a sample of stable patients (n = 24) diagnosed with schizophrenia according to DSM-IV criteria, recruited at the Schizophrenia Outpatient Clinic of Instituto Raul Soares, Belo Horizonte, state of Minas Gerais, southeastern Brazil. Assessment was made with the Brief Motor Scale (BMS), and extrapyramidal symptoms (EPS) were evaluated with the Simpson-Angus Scale (SAS) and the Abnormal Involuntary Movement Scale (AIMS). A control group (n = 21) was also submitted to the same battery of tests. Results: We observed a significant difference in relation to BMS and SAS scores (p < 0.0001), revealing that individuals with schizophrenia present more NSS and EPS than healthy ones. BMS total scores correlated positively with SAS scores (r = 0.495, p = 0.014), but not with AIMS scores, indicating that NSS could be influenced by the intensity of EPS. Nevertheless, we observed that this relationship remained only for motor coordination tasks (r = 0.550, p = 0.005), while motor sequencing tasks were not influenced by EPS (r = 0.313, p = 0.136). Conclusion: The results suggest that NSS are more frequent in patients with schizophrenia and that motor sequencing tasks could be more specific to the syndrome.


Resumo Introdução: Sinais neurológicos sutis (SNS) têm sido considerados características básicas e potenciais endofenótipos na esquizofrenia. O presente estudo procurou caracterizar os SNS em uma amostra de pacientes com esquizofrenia crônica e compará-los com indivíduos controles saudáveis. Métodos: Neste estudo, avaliamos a presença de SNS em uma amostra de pacientes estáveis (n = 24) com o diagnóstico de esquizofrenia de acordo com os critérios do DSM-IV, recrutados no Ambulatório de Esquizofrenia do Instituto Raul Soares, Belo Horizonte, MG, Brasil. A avaliação foi realizada com a Escala Motora Breve (BMS) e sinais extrapiramidais (SEP) foram observados com a Escala de Simpson-Angus (SAS) e a Escala de Movimentos Involuntários Anormais (AIMS). Um grupo controle (n = 21) também foi submetido à mesma bateria de testes. Resultados: Observamos uma diferença significativa em relação aos escores da BMS e da SAS (p < 0,0001), revelando que indivíduos com esquizofrenia apresentam mais SNS e SEP que indivíduos saudáveis. Os escores da BMS se correlacionaram positivamente com os da SAS (r = 0,495, p = 0,014), mas não com os da AIMS, indicando que os SNS podem ser influenciados pela intensidade de SEP. No entanto, observamos que essa relação permaneceu somente para as tarefas de coordenação motora (r = 0,550, p = 0,005), enquanto as tarefas de sequenciamento motor não foram influenciadas pelos SEP (r = 0,313, p = 0,136). Conclusão: Os resultados sugerem que os SNS são mais frequentes em pacientes com esquizofrenia e que tarefas de sequenciamento motor podem ser mais específicas na síndrome.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Esquizofrenia/diagnóstico , Exame Neurológico , Escalas de Graduação Psiquiátrica , Esquizofrenia/fisiopatologia , Psicologia do Esquizofrênico , Brasil , Endofenótipos , Destreza Motora
4.
ABCS health sci ; 43(1): 3-9, maio 18, 2018. tab, ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-883994

RESUMO

Introdução: Recém-nascidos pré-termo (RNPT) com menos de 27 semanas de idade gestacional apresentam vulnerabilidade para o desenvolvimento de hemorragias peri e intraventriculares (HPIV), o que pode afetar a mielinização e organização do córtex cerebral, acarretando possíveis prejuízos ao desenvolvimento. Objetivo: Avaliar o comportamento neurológico de RNPT acometido por HPIV com e sem sepse segundo a versão resumida do Método Dubowitz, delimitar a presença de itens desviantes da avaliação e comparar com as respostas obtidas pelo grupo controle (sem HPIV). Métodos: Estudo transversal realizado no Hospital Municipal Universitário de São Bernardo do Campo (SP). Os RNPT foram divididos em três grupos, sendo dois estudos (HPIV e HPIV + sepse) e um controle. Os participantes foram avaliados com idade correspondente ao termo. A versão resumida do método, utilizada como triagem para recém-nascidos de risco neurológico é constituída por 12 itens. As análises foram realizadas segundo pontuações desviantes nestes itens e comparadas com as pontuações esperadas para a normalidade. Os dados obtidos foram comparados na pontuação resumida e na pontuação da versão íntegra. Resultados: A frequência de RNPT com pontuações atípicas foram: 40% no grupo HPIV + sepse, 10% no grupo HPIV e 15% no controle. Conclusão: A HPIV de forma isolada não parece ser um fator significante para presença de itens desviantes no Método Dubowitz resumido. A presença de HPIV em graus mais severos esteve associada à presença de sepse. Os RNPT com HPIV associada à sepse obtiveram pior desempenho neurológico. (AU)


Introduction: Preterm infants with less than 27 weeks of gestacional age present vulnerability for development of periand intraventricular hemorrhage (PIVH). This can affect the myelinization and organization of cerebral cortex, leading to possible developmental impairment. Objective: To evaluate the neurological behavior of preterm infants affected by PIVH with and without sepsis according to the Dubowitz Method summary, to delimit the presence of deviant items of the evaluation and to compare with the results of the control group (without PIVH). Methods: This is a cross-sectional study. The preterm infants were divided in three groups, two study groups (PIVH and PIVH + sepsis), and one control group. The summary version of the Dubowitz Method was used as a neurological screening for the risk in preterm infants. The analysis was performed according to scores with deviation in these items and compared to the expected normal score. Data obtained were compared using the summary score and the full version of the test. Results: The frequency of abnormal scores was: 40% in the group with PIVH + sepsis, 10% in the group only with PIVH, 15% in the control group. Conclusion: The PIVH does not seem to be a significant factor for the presence of items with deviation in the summary version of Dubowitz Method. The presence of PIVH in more severe stages was associated with the presence of sepsis. The preterm infants with PIVH with sepsis obtained worse neurological performance in the test. (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Recém-Nascido , Lactente , Adulto , Deficiências do Desenvolvimento/fisiopatologia , Lactente Extremamente Prematuro/crescimento & desenvolvimento , Recém-Nascido Prematuro/crescimento & desenvolvimento , Hemorragias Intracranianas/fisiopatologia , Sepse Neonatal , Exame Neurológico , Sepse Neonatal/fisiopatologia
5.
Rev. Bras. Saúde Mater. Infant. (Online) ; 18(1): 103-112, Jan.-Mar. 2018. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1013075

RESUMO

Abstract Objectives: to assess the interrater reliability of the Saint-Anne Dargassies Scale in assessing neurological patterns of healthy preterm newborns. Methods: twenty preterm newborns met the inclusion criteria for participation in this prospective study. The neurologic examination was performed using the Saint-Anne Dargassies Scale, showing normal serial cranial ultrasound examination. In order to test the reliability, the study was structured as follows: group I (rater 1/physiotherapist; rater 2/neonatologist); group II (rater 3/physiotherapist; rater 4/child neurologist) and the gold standard (expert and professor in pediatric neurology). Results: high interrater agreement was observed between groups I - II compared with the gold standard in assessing postural pattern (p<0.01). Regarding the assessment ofprimitive reflexes, greater agreement was observed in the evaluation of palmar grasp reflex and Moro reflex (p< 0.01) for group I compared with the gold standard. An analysis of tone demonstrated heterogeneous agreement, without compromising the reliability of the scale. The probability of equality between measurements of head circumference in the two groups, compared with the gold standard, was observed. Conclusions: the Saint-Anne Dargassies Scale demonstrated high reliability and homogeneity with significant power of reproducibility and may be capable to identify preterm newborns suspected of having neurological deficits.


Resumo Objetivos: avaliar a confiabilidade inter-observadores na avaliação do padrão neurológico de recém-nascidos pré-termo saudáveis pela Escala de Saint-Anne Dargassies. Métodos: vinte recém-nascidos pré-termos foram selecionados com base nos critérios de inclusão para participarem deste estudo prospectivo. O exame neurológico foi realizado utilizando a Escala de Saint-Anne Dargassies e os exames de ultra-som craniano seriados normais. Para testar a confiabilidade da escala o estudo foi estruturado da seguinte forma: grupo I (examinador 1 /fisioterapeuta; examinador 2 / neonatologista); grupo II (avaliador 3 /fisioterapeuta; avaliador 4 / neurologista infantil) e o padrão-ouro (expert e professor em neurologia pediátrica). Resultados: foi observado uma concordância alta inter-observadores entre os grupos I -II em comparação com o padrão ouro na avaliação padrão postural (p<0,01). Em relação à avaliação dos reflexos primitivos, observou-se maior concordância na avaliação do reflexo palmar e do reflexo de Moro (p<0,01) para o grupo I em comparação com o padrão-ouro. Uma análise do tônus demonstrou acordo heterogêneo, sem comprometer a confiabilidade da escala. Observou-se a probabilidade de igualdade entre as medidas do perímetro cefálico nos dois grupos em comparação com o padrão-ouro. Conclusões: a Escala de Saint-Anne Dargassies demonstrou alta confiabilidade e homogeneidade com poder significativo de reprodutibilidade podendo identificar recém-nascidos pré-termo com suspeita de déficit neurológico.


Assuntos
Humanos , Recém-Nascido , Recém-Nascido Prematuro , Triagem Neonatal , Confiabilidade dos Dados , Exame Neurológico , Manifestações Neurológicas , Crânio/diagnóstico por imagem , Reflexo de Sobressalto , Cefalometria
6.
Rev. bras. neurol ; 54(1): 46-49, jan.-mar. 2018. ilus
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-882455

RESUMO

Psychiatric disturbances in Progressive Multifocal Leukoencephalopathy (PML) are rarely adressed and its study can offer insights into the neurobiology of psychosis. The authors report a case of male patient, 42 years old, HIV positive, with PML and psychotic symptoms. The present case shows the need for regular neurological and neuropsychological evaluations of HIV positive patients and the importance of studying diseases that cause lesions in the white matter,such as PML, to elucidate the neurobiology of psychosis.(AU)


Os distúrbios psiquiátricos na Leucoencefalopatia Multifocal Progressiva (LEMP) raramente são abordados e seu estudo pode oferecer insights sobre a neurobiologia da psicose. Os autores relatam caso de paciente do sexo masculino, 42 anos, HIV positivo, com LEMP e sintomas psicóticos. O caso apresentado evidencia a necessidade de realização regular de avaliações neurológicas e neuropsicológicas de pacientes HIV positivos e a importância de se estudar doenças que causam lesões na substância branca, como a LEMP, para elucidar a neurobiologia da psicose.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Adulto , Infecções por HIV/complicações , Complexo AIDS Demência/diagnóstico , Complexo AIDS Demência/etiologia , Leucoencefalopatia Multifocal Progressiva/diagnóstico , Progressão da Doença , Substância Branca/patologia , Transtornos Mentais/diagnóstico , Exame Neurológico/métodos
7.
Rev. bras. neurol ; 53(4): 5-11, out.-dez. 2017. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-876883

RESUMO

Polineuropatia periférica (PNP) tem sido descrita na doença de Parkinson idiopática (DP), porém a prevalência e os fatores de risco não estão bem definidos. Objetivo: Investigar a prevalência e os fatores de risco para PNP na DP, em comparação com a população geral. Método: Participaram 36 pacientes com DP recrutados no ambulatório de Neurologia do Hospital Universitário Alcides Carneiro (HUAC) da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Paraíba, e 30 sujeitos controles. Todos os participantes foram submetidos a caracterização clínica da PNP, ao estudo de neurocondução (ENC) dos nervos peroneal e sural bilateral e as dosagens de vitamina B12, homocisteina, ácido metilmalônico e ácido fólico. A Escala Unificada de Avaliação da Doença de Parkinson - III e a de Hoehn-Yahr foram utilizadas na avaliação motora do grupo Parkinson (GP). Resultados: Sinais e sintomas neuropáticos foram mais frequentes no GP (61%). Alterações nos parâmetros do ENC foram observadas em 44,4% do GP e 26,7% do grupo controle, sendo a PNP confirmada em três pacientes e um controle. Análise de regressão revelou associação significativa entre os sintomas neuropáticos e a DP, sem associação com aspectos clínicos e bioquímicos. Conclusão: Pacientes com DP possuem maiores escores neuropáticos e maior prevalência de PNP que controles. Os dados sugerem a própria DP como fator de risco para o desenvolvimento da PNP, minimizando o papel da vitamina B12 e de seus metabólitos neste processo.(AU)


Peripheral neuropathy (PN) has been described in idiopathic Parkinson disease (PD) however the prevalence and the risk factors are not well established. Objective: To assess the prevalence of PN and the risk factors for neuropathy in PD against the general population. Method: Participated in the study 36 PD patients recruited from Neurology Outpatient Unit of Hospital Universitário Alcides Carneiro of the Federal University of Campina Grande, Paraíba, and 30 controls. All the participants were submitted to clinical characterization of PN, nerve conduction study (NCS) and biochemical dosages (B12 vitamin, homocysteine, methylmalonic acid and folic acid). Results: Neuropathic signs and symptoms were more frequent in PD (61%). Alterations in parameters of NCS were observed in 44.4% of Parkinson group and 26.7% of control group, and PN was confirmed in 3 PD patients and 1 control. Regression analyses showed a significant association between symptoms of PN and PD, without association with clinical and biochemical features. Conclusion: PD patients have higher neuropathic scores and frequency of PN than controls. Data suggests the PD by itself as a risk factor for development of PN, reducing the role of B12 vitamin and its metabolites in this process.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Idoso , Doença de Parkinson/complicações , Doença de Parkinson/diagnóstico , Doença de Parkinson/tratamento farmacológico , Doenças do Sistema Nervoso Periférico/epidemiologia , Vitamina B 12/uso terapêutico , Brasil/epidemiologia , Levodopa/efeitos adversos , Levodopa/uso terapêutico , Prevalência , Fatores de Risco , Exame Neurológico/métodos , Antiparkinsonianos/uso terapêutico
8.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 69(6): 1413-1418, nov.-dez. 2017. ilus
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-909827

RESUMO

As lesões vertebrais cervicais são relativamente comuns nos equinos. No entanto, são poucas as descrições a respeito desse tema na literatura. Acredita-se que esse fato se deva, em parte, às limitações relacionadas ao diagnóstico. Em virtude de um traumatismo cervical, o animal pode apresentar sinais clínicos de paresia e paraplegia até tetraparesia ou tetraplegia, que podem culminar em estado comatoso e, eventualmente, em morte. Esses sinais clínicos podem ser detectados no exame físico, porém, quando associado à imaginologia (avaliação radiográfica), permite a obtenção de diagnóstico mais preciso da lesão. Consequentemente, um prognóstico mais adequado pode ser estabelecido para o paciente. Em face do exposto, apresenta-se o caso de uma égua Mangalarga, de quatro anos de idade, com sinais de tetraplegia pós-trauma, aumento de tônus muscular e paralisia espástica, com hiperreflexia, nos quatros membros. Por meio dos exames neurológicos realizados na paciente, em associação com as imagens radiográficas convencionais e contrastadas, foi possível estabelecer o diagnóstico do quadro. O animal apresentava lesões envolvendo as duas primeiras vértebras cervicais, atlas (C1) e áxis (C2), e a quinta e a sexta vértebra (C5-C6), destacando fratura de C1, deslocamento do dente de C2 e subluxação entre C5 e C6, com compressão ventrodorsal da medula espinhal. Confirmadas as suspeitas neurológicas e mediante prognóstico desfavorável, o animal foi submetido à eutanásia, com consentimento do proprietário. As lesões observadas nas imagens radiográficas foram confrontadas e confirmadas na necropsia.(AU)


Cervical vertebral lesions are relatively common in equine patients, but its diagnosis seems challenging for the clinician. Clinical signs most commonly associated with this clinical feature are paresis, paraplegia, tetraparesis, tetraplegia, which may lead the patient to a comatose state, and even death. Fortunately, these clinical signs can be perceived during physical examination. All of which, alongside imaging techniques, may allow a precise diagnose of the location of lesions and prediction of a prognosis for the patient. We present a case report of a Mangalarga mare, with four years of age, presenting signs of post-traumatic tetraplegia with spastic paralysis with increased muscular tonus and hyperreflexia in all four limbs. A thorough neurological examination of the patient associated with conventional and contrast medium radiographic imaging of the cervical region identified lesions at the atlas (C1) and axis (C2, and fifth (C5) and sixth (C6) cervical vertebrae. Fracture of the atlas vertebrae, dislocation of the axis' dens as well as subluxation of C5-C6 causing ventrodorsal medullary compression of the spinal cord were diagnosed radiographically. Due to the extent of the lesions the animal was euthanatized with the owner's consent. All lesions identified radiographically were posteriorly confirmed during post-mortem examination.(AU)


Assuntos
Animais , Vértebras Cervicais/lesões , Cavalos/lesões , Lesões do Pescoço/diagnóstico por imagem , Compressão da Medula Espinal/veterinária , Exame Neurológico/veterinária , Radiografia/veterinária
9.
Rev. bras. neurol ; 53(3): 47-49, jul.-set. 2017. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-876879

RESUMO

Paralisia da mirada lateral por hemorragia pontina, secundária a cavernoma, o qual apresenta prevalência estimada de 0,4% a 0,6%. O risco de sangramento de tal entidade é considerado baixo (0,1 a 3,1% ao ano). Relatamos o caso de paciente feminino, 38 anos, admitida no setor de emergência com quadro de cefaleia, vertigem, hipertensão (PA 200/120mmHg), rebaixamento do nível de consciência (Glasgow 13) e paralisia do olhar conjugado lateral à direita, com 24 horas de evolução. A tomografia de crânio revelou hemorragia pontina e a angiorressonância evidenciou a presença de cavernoma no tegmento pontino. Foi optado por tratamento conservador e a paciente evoluiu com síndrome do encarceramento (Locked-in syndrome) por piora da hemorragia e edema perilesional. Os cavernomas são malformações vasculares que podem cursar assintomáticas e passar despercebidas pelos exames de imagem até o evento hemorrágico. Apesar de raro, quando este ocorre no tronco encefálico pode apresentar alta morbimortalidade. Isso reforça a importância de se avaliar a chance de sangramento dessas lesões e instituir a melhor abordagem para cada caso. (AU)


Horizontal gaze palsy due to hemorrhage of a pontine cavernous malformation, which prevalence ranges from 0.4% to 0.6%. The risk of bleeding is considered low (0.1 to 3.1% per year). It is reported a case of a 38-year-old woman admitted to the emergency department with headache, vertigo, hypertension (200/120mmHg), decreased level of consciousness (Glasgow 13) and horizontal gaze palsy to the right side, that started suddenly 24h before admission. CT scan revealed a pontine hemorrhage and MRI showed the presence of a cavernous malformation in the pontine tegmentum. Conservative treatment was chosen and the patient developed locked-in syndrome due to worsening bleeding and perilesional edema. Cavernoma are vascular malformations that can be asymptomatic and remain undetected by imaging until the hemorrhagic event. Although rare, when bleeding occurs in the brain stem, it can cause high morbidity and mortality. This report reinforces the importance of evaluation these injuries' bleeding risk and establish the best approach for each case. (AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Transtornos da Motilidade Ocular/diagnóstico , Hemorragia Cerebral/complicações , Hemorragia Cerebral/diagnóstico , Oftalmoplegia/etiologia , Hemangioma Cavernoso , Exame Neurológico/métodos , Crânio/diagnóstico por imagem , Registros Médicos , Angiografia por Ressonância Magnética
10.
J. appl. oral sci ; 25(4): 427-435, July-Aug. 2017. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-893635

RESUMO

Abstract The two-point discrimination (TPD) test is one of the most commonly used neurosensory tests to assess mechanoperception in the clinical settings. While there have been numerous studies of functional sensibility of the hand using TPD test, there have been relatively not enough reports on TPD in the orofacial region. Objective The aims of the present study were to determine the normal values of TPD in the six trigeminal sites (the forehead, cheek, mentum, upper lip, lower lip, and the tongue tip) and to investigate the effect of the site, sex, and test modality on the TPD perception. Material and Methods Forty healthy volunteers consisting of age-matched men (20) and women (20) with a mean age of 27.1 years were recruited. One examiner performed the TPD test using a simple hand-operated device, i.e., by drawing compass with a blunt or sharp-pointed tip. The static TPD with a blunt-pointed tip (STPDB), moving TPD with a blunt-pointed tip (MTPDB), and static TPD with a sharp-pointed tip (STPDS) were measured. The predictors were the site, sex, and test modality, and the outcome variable was the TPD value. Three-way ANOVA was used for statistics. Results The analysis showed a significant effect of the site, sex and test modality on the TPD values. Significant differences between the test sites were observed with the descending order from the forehead and cheek>mentum>upper lip and lower lip>tongue tip and index finger. Women showed lower TPD values than those of men. The STPDS measurements were consistently lower than those of the STPDB and MTPDB. Conclusions The normal values of TPD in this study suggest that the cheek and forehead were less sensitive than other regions evaluated and women were more sensitive than men. The STPDS was the most sensitive test modality.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Adulto Jovem , Sensação/fisiologia , Nervo Trigêmeo/fisiologia , Face/inervação , Boca/inervação , Exame Neurológico/métodos , Padrões de Referência , Valores de Referência , Fenômenos Fisiológicos da Pele , Fatores Sexuais , Análise de Variância , Estatísticas não Paramétricas , Pontos de Referência Anatômicos/fisiologia
11.
Ciênc. cogn ; 22(1): 23-29, jun. 2017.
Artigo em Inglês | LILACS, Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: biblio-1021035

RESUMO

Brain-injured patients may, with the assistance of life support, continue to perform basic bodily functions, but yet be deficient in wakefulness, awareness, decision making or other overt manifestations of consciousness. Here, we review two neurological states observed in brain injured patients with different degrees of brain impairment, the vegetative state (VS)and the minimally conscious state (MCS), and we discuss how these states are diagnosed through assessing patient behavioral responses during clinical examination. We consider howfunctional neuroimaging has revealed preserved cognitive capacities in patients that were supposed to be in the VS and has introduced a new diagnosis, cognitive motor dissociation.We review the GW Theory proposal that consciousness arises from functional connectivity (FC) of widely separated brain regions. We discuss how such high FC underlies the DefaultMode Network (DMN), a group of neural circuits that are active when an individual is not involved with external tasks and engages in introspective thinking. Finally, we discuss thefinding that the level of FC of the DMN is diminished in brain injured patients and the proposal that the level of residual DMN FC in brain injured patients is an index of their consciousness


Pacientes com lesão cerebral, quando assistidos, podem continuar a desempenhar funções fisiológicas básicas, mesmo estando com a vigília, a atenção, a capacidade de decisão e outras funções de consciência prejudicadas. Revisamos aqui dois níveis de distúrbio de consciência o estado vegetativo (VS) e o nível de consciência mínima (MCS), e discutimos como são diagnosticados através das respostas comportamentais durante o exame clínico. Abordamos como a neuroimagem funcional revelou capacidades cognitivas preservadas em pacientes supostamente em estado vegetativo, introduzindo um novo diagnóstico: a dissociação cognitivo-motora. Revisamos a proposta da Global Workspace (GW) teoria de que a consciência surge a partir de um alto grau de conectividade funcional (FC) entre áreas cerebrais distantes. Discutimos como esta alta conectividade é a base do Default Mode Network (DMN), uma rede neural ativada quando o indivíduo não está envolvido com tarefas externas e se volta para atividade mental introspectiva. Finalmente, discutimos os achados de redução do nível de FC no DMN em pacientes com lesão cerebral e a proposta de que o mesmo poderia ser um índice do nível de consciência nesses pacientes.


Assuntos
Humanos , Inconsciência , Lesões Encefálicas Traumáticas , Neuroimagem Funcional , Exame Neurológico
13.
Anest. analg. reanim ; 29(1): 3-3, ago. 2016.
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-793035

RESUMO

La Unidad Docente Asistencial de Anestesiología Pediátrica del Centro Hospitalario Pereira Rossell integra el equipo multidisciplinario de tratamiento de las enfermedades de la columna vertebral desde hace cinco años. La escoliosis es una de las deformidades del raquis que puede requerir cirugía correctiva con implicancias anestesiológicas relevantes. Realizamos un estudio retrospectivo y descriptivo de 95 procedimientos anestesiológicos realizados a los pacientes que fueron sometidos a cirugía correctiva de escoliosis en el período comprendido entre marzo de 2.011 a marzo de 2.016. Los objetivos de este trabajo son comunicar nuestra experiencia junto con una revisión no sistematizada de la evidencia científica disponible en las bases de datos: Pubmed, Medline y SciELO. Concluimos que un manejo óptimo de los pacientes con escoliosis se logra realizando una adecuada evaluación perioperatoria.


The teaching care unit of pediatric anesthesiology of the Pereira Rossell Hospital has taken part for 5 years, in a multidisciplinary team which treats spinal disorders. Scoliosis is a deformity of the rachis that may require corrective surgery with relevant anesthesiological implications. We made a retrospective and descriptive study of 95 anesthesiological procedures realized to patients who had a scoliosis corrective surgery between March 2011 and March 2016. The objectives of this work is to communicate our experience together with a no systematic revision of the scientific evidence available on databases like: Pubmed, Medline and SciElo. The conclusions we have reach is that a better management of patients with scoliosis is achieved by making an adequate preoperative evaluation.


A Unidade Docente Assistencial de Anestesia Pediátrica de o Centro Hospitalar Pereira Rossell, faz cinco anos integra a equipe multidisciplinar de tratamento das doenças da coluna vertebral. A escoliose é uma das deformidades da raque que pode requerer cirurgia corretiva com implicações anestésicas relevantes. Realizamos um estudo retrospectivo e descritivo de 95 procedimentos anestésicos realizados aos pacientes que foram a cirurgia corretiva de escolioses no período compreendido entre março de 2011 a março de 2016. Os objetivos deste trabalho é comunicar nossa experiência e fazer uma revisão não sistematizada da evidencia cientifica disponível nas bases de dados: Pubmed, Medline e Scielo. Concluímos que um manejo ótimo dos pacientes com escolioses se obtém realizando uma apropriada avaliação perioperatoria.


Assuntos
Humanos , Complicações Pós-Operatórias , Escoliose/cirurgia , Procedimentos Cirúrgicos Operatórios/efeitos adversos , Anestesia Geral/métodos , Epidemiologia Descritiva , Estudos Retrospectivos , Manejo da Dor , Liberação de Cirurgia , Hemorragia , Exame Neurológico
14.
J. pediatr. (Rio J.) ; 92(3,supl.1): 64-70, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-787521

RESUMO

Abstract Objectives: To describe fidgety movements (FMs), i.e., the spontaneous movement pattern that typically occurs at 3–5 months after term age, and discuss its clinical relevance. Sources: A comprehensive literature search was performed using the following databases: MEDLINE/PubMed, CINAHL, The Cochrane Library, Science Direct, PsycINFO, and EMBASE. The search strategy included the MeSH terms and search strings (‘fidgety movement*’) OR [(‘general movement*’) AND (‘three month*’) OR (‘3 month*’)], as well as studies published on the General Movements Trust website (www.general-movements-trust.info). Summary of the data: Virtually all infants develop normally if FMs are present and normal, even if their brain ultrasound findings and/or clinical histories indicate a disposition to later neurological deficits. Conversely, almost all infants who never develop FMs have a high risk for neurological deficits such as cerebral palsy, and for genetic disorders with a late onset. If FMs are normal but concurrent postural patterns are not age-adequate or the overall movement character is monotonous, cognitive and/or language skills at school age will be suboptimal. Abnormal FMs are unspecific and have a low predictive power, but occur exceedingly in infants later diagnosed with autism. Conclusions: Abnormal, absent, or sporadic FMs indicate an increased risk for later neurological dysfunction, whereas normal FMs are highly predictive of normal development, especially if they co-occur with other smooth and fluent movements. Early recognition of neurological signs facilitates early intervention. It is important to re-assure parents of infants with clinical risk factors that the neurological outcome will be adequate if FMs develop normally.


Resumo Objetivos: Descrever os movimentos irregulares (FMs), ou seja, o padrão de movimentos espontâneos que normalmente ocorrem entre três e cinco meses após o nascimento e discutir sua relevância clínica. Fontes: Uma pesquisa abrangente na literatura foi feita nas seguintes bases de dados: Medline/PubMed, Cinahl, The Cochrane Library, Science Direct, PsycINFO e Embase. A estratégia de busca incluiu os termos e cadeias de pesquisa do MeSH [(“fidgety movement*”) OU [(“general movement*”) E (“three month*”) OU (“3 month*”)], bem como estudos publicados no website da General Movements Trust (www.general-movements-trust.info). Resumo dos dados: Praticamente todos os neonatos se desenvolveram normalmente se os FMs estiveram presentes e foram normais, mesmo se seus resultados do ultrassom do cérebro e/ou históricos clínicos indicassem tendência a déficits neurológicos posteriores. Por outro lado, quase todos os neonatos que nunca desenvolveram FMs apresentaram maior risco de déficits neurológicos, como paralisia cerebral, e doenças genéticas de início tardio. Caso os FMs fossem normais, porém simultâneos a padrões posturais não adequados para a idade, ou o caráter geral dos movimentos fosse monótono, as capacidades cognitivas e/ou de linguagem na idade escolar seriam abaixo do ideal. Os FMs anormais não são específicos e têm baixo poder preditivo, porém ocorrem em grande parte em neonatos posteriormente diagnosticados com autismo. Conclusões: FMs anormais, ausentes ou esporádicos indicam um risco maior de disfunções neurológicas posteriores, ao passo que FMs normais são altamente preditivos de desenvolvimento normal, principalmente se forem simultâneos a outros movimentos suaves e fluentes. O reconhecimento precoce de sinais neurológicos facilita a intervenção antecipada. É importante garantir aos pais de neonatos com fatores de risco clínicos que o resultado neurológico será adequado se os FMs se desenvolverem normalmente.


Assuntos
Humanos , Recém-Nascido , Lactente , Comportamento do Lactente/fisiologia , Atividade Motora/fisiologia , Transtornos dos Movimentos/fisiopatologia , Fatores de Tempo , Paralisia Cerebral/diagnóstico , Paralisia Cerebral/fisiopatologia , Valor Preditivo dos Testes , Fatores de Risco , Fatores Etários , Transtornos dos Movimentos/diagnóstico , Transtornos dos Movimentos/etiologia , Exame Neurológico
15.
Arq. neuropsiquiatr ; 73(11): 906-912, Nov. 2015. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-762892

RESUMO

ABSTRACTObjectives To estimate the impact of a sensory-motor- cognitive task on postural balance, in Parkinson disease patients (Hoehn and Yahr 2-3) and to investigate possible relationships between posturography and functional balance clinical scales.Method Parkinson disease patients (n = 40) and healthy controls (n = 27) were evaluated with fluency tests, Berg Balance scale, Mini Best test and static posturography on the conditions eyes open, eyes closed and dual-task (simultaneous balance and fluency tasks).Results Posturographic data showed that Parkinson disease patients performed worse than controls in all evaluations. In general, balance on dual-task was significantly poorer than balance with eyes closed. Posturographic data were weakly correlated to clinical balance scales.Conclusion In clinical practice, Parkinson disease patients are commonly assessed with eyes closed, to sensitize balance. Our study showed that adding a cognitive task is even more effective. Static posturographic data should be carefully overgeneralized to infer functional balance impairments.


RESUMOObjetivos Estimar o impacto de uma tarefa sensório-cognitivo-motora no equilíbrio, em pacientes com doença de Parkinson e investigar possíveis relações entre dados posturográficos e escalas de equilíbrio funcional.Método Pacientes (n = 40) e controles (n = 27) foram avaliados com testes de fluência verbal, escala de equilíbrio de Berg (BBS), Mini Best Test (MBT) e posturografia estática nas condições olhos abertos, olhos fechados e tarefa-dupla (equilíbrio e fluência verbal, simultaneamente).Resultados Dados posturográficos mostraram que pacientes apresentaram pior desempenho que controles em todas as avaliações. O equilíbrio na dupla-tarefa foi pior que na privação visual. Dados posturográficos apresentaram correlações fracas com a a BBS e MBT.Conclusão Pacientes com Parkinson são comumente avaliados com olhos fechados para sensibilizar o equilíbrio. Nosso estudo mostra que a adição de uma tarefa cognitiva é mais efetiva. Dados da posturografia estática devem ser generalizados com cuidado nas interferências sobre equilíbrio.


Assuntos
Idoso , Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Cognição/fisiologia , Doença de Parkinson/fisiopatologia , Equilíbrio Postural/fisiologia , Análise de Variância , Estudos de Casos e Controles , Entrevista Psiquiátrica Padronizada , Exame Neurológico , Postura/fisiologia , Análise e Desempenho de Tarefas , Percepção Visual/fisiologia
16.
Einstein (Säo Paulo) ; 13(2): 183-188, Apr-Jun/2015. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-751421

RESUMO

ABSTRACT Objective: To describe neurological status and associated factors of survivors after cardiac arrest, upon discharge, and at 6 and 12 month follow-up. Methods: A cohort, prospective, descriptive study conducted in an emergency room. Patients who suffered cardiac arrest and survived were included. A one-year consecutive sample, comprising 285 patients and survivors (n=16) followed up for one year after discharge. Neurological status was assessed by the Cerebral Performance Category before the cardiac arrest, upon discharge, and at 6 and 12 months after discharge. The following factors were investigated: comorbidities, presence of consciousness upon admission, previous cardiac arrest, witnessed cardiac arrest, location, cause and initial rhythm of cardiac arrest, number of cardiac arrests, interval between collapse and start of cardiopulmonary resuscitation, and between collapse and end of cardiopulmonary resuscitation, and duration of cardiopulmonary resuscitation. Results: Of the patients treated, 4.5% (n=13) survived after 6 and 12 months follow-up. Upon discharge, 50% of patients remained with previous Cerebral Performance Category of the cardiac arrest and 50% had worsening of Cerebral Performance Category. After 6 months, 53.8% remained in the same Cerebral Performance Category and 46.2% improved as compared to discharge. After 12 months, all patients remained in the same Cerebral Performance Category of the previous 6 months. There was no statistically significant association between neurological outcome during follow-up and the variables assessed. Conclusion: There was neurological worsening at discharge but improvement or stabilization in the course of a year. There was no association between Cerebral Performance Category and the variables assessed. .


RESUMO Objetivo: Identificar a condição neurológica e os fatores associados de sobreviventes pós-parada cardiorrespiratória na alta hospitalar, após 6 e 12 meses de seguimento. Métodos: Estudo de coorte, prospectivo e descritivo, realizado em um pronto-socorro. Foram incluídos pacientes em parada cardiorrespiratória que sobreviveram à alta. A amostra foi consecutiva por um ano, sendo composta por 285 pacientes, e os sobreviventes (n=16) foram acompanhados por um ano após alta. O estado neurológico foi avaliado pela Categoria de Performance Cerebral antes da parada, na alta, 6 e 12 meses após alta. Foram investigados os seguintes fatores: comorbidades, presença de consciência na admissão, parada cardiorrespiratória prévia, parada cardiorrespiratória testemunhada, local, causa e ritmo inicial da parada, número de paradas, intervalo entre colapso e início da ressuscitação cardiopulmonar, e entre colapso e término da ressuscitação, e duração da ressuscitação. Resultados: Dos pacientes atendidos, 4,5% (n=13) sobreviveram após 6 e 12 meses de seguimento. Na alta, 50% dos pacientes permaneceram com Categoria de Performance Cerebral prévia à parada, e 50% tiveram piora da mesma. Após 6 meses, 53,8% permaneceram com mesma Categoria de Performance Cerebral, e 46,2% tiveram melhora em relação à alta. Após 12 meses, a totalidade dos pacientes permaneceu com mesma Categoria de Performance Cerebral em relação aos 6 meses anteriores. Não houve associação estatisticamente significativa entre evolução neurológica durante o seguimento e variáveis de interesse. Conclusão: Observou-se piora neurológica na alta, mas houve melhora ou estabilização no decorrer de 1 ano. Não foi encontrada associação entre Categoria de Performance Cerebral e variáveis de interesse. .


Assuntos
Adolescente , Adulto , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Adulto Jovem , Encefalopatias/etiologia , Parada Cardíaca/complicações , Sobreviventes , Encefalopatias/fisiopatologia , Estudos de Coortes , Reanimação Cardiopulmonar/estatística & dados numéricos , Estado de Consciência/classificação , Serviço Hospitalar de Emergência , Seguimentos , Escala de Coma de Glasgow/estatística & dados numéricos , Hospitais de Ensino , Parada Cardíaca/mortalidade , Parada Cardíaca/terapia , Exame Neurológico , Alta do Paciente , Prognóstico , Estudos Prospectivos , Fatores de Tempo , Resultado do Tratamento
17.
Comun. ciênc. saúde ; 26(1/2): 223-236, jun 15, 2015. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-997014

RESUMO

O seio cavernoso é um sítio frequente de ocorrência de trombose séptica, frequentemente secundária a infecções de seios da face, órbitas, tonsilas, palato, dentes, seios esfenoidal e etmoidal. Este artigo relata o caso de uma paciente de 25 anos com sinusopatia que evoluiu com complicações após um mês apresentando anisocoria, ptose palpebral incompleta à direita, paralisia do olhar horizontal, paralisia facial central, queda de véu palatino, ausência de reflexo nauseoso à direita e desvio de língua para esquerda. Realizou exame de imagem que identificou acometimento de seio cavernoso e espessamento meníngeo adjacente. A tromboflebite do seio cavernoso (TSC) comumente afeta os nervos cranianos que o cruzam, constituindo-se em uma complicação incomum de infecções de pele, órbitas ou seios da face. A singularidade deste caso esteve na dificuldade de tratamento, no acometimento contínuo das meninges da base de crânio e, consequentemente, dos nervos cranianos dessa topografia (VII, IX e XII). O tratamento com anticoagulantes não é consenso na literatura, devido a complicações hemorrágicas que podem ocorrer no sítio do trombo. A importância do tratamento adequado e precoce das infecções dos seios esfenoidal e etmoidal, além de infecções de face, nariz, tonsilas, dentes e ouvidos evita disseminação bacteriana e complicações, como as descritas neste caso


The cavernous sinus is a rare site of septic thrombosis. It is associated with significant morbidity or mortality and is often related to local infection of the paranasal sinuses, orbits, tonsils, palate and teeth. This article presents a 25-year-old woman presented to our clinic with a history of anisocoria, right incomplete ptosis, horizontal gaze palsy, central facial palsy, right absence of garg reflex and left tongue deviation. Further work up with cranial magnetic resonance imaging revealed a meningeal enhancement at the skull base and signal alteration at the cavernous sinus suggestive of septic thrombosis. Cavernous sinus thrombophlebitis is a complication of skin, orbits or sinuses infections that typically causes cranial nerve palsies. We would like to emphasize that meningeal involvement at skull base can complicate the clinical course especially when there is involvement of multiple cranial nerves. Anticoagulation theraphy is not a consensus in the literature due to the risk of hemorrhagic complications that may occur on the site of the thrombus. The adequate and early treatment of infections of the sphenoid and ethmoidal sinuses, infections of nose, tonsils, teeth and ears can avoid bacterial disseminations and prevents complications, as described in this case.


Assuntos
Humanos , Feminino , Terapêutica , Tromboflebite , Tromboflebite/diagnóstico , Seio Cavernoso , Seio Esfenoidal , Tonsila Faríngea , Nervos Cranianos , Orelha , Seio Etmoidal , Infecções , Exame Neurológico
18.
Rio de Janeiro; s.n; jun. 2015. viii,45 p. tab, graf.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-762126

RESUMO

Os problemas de saúde mental representam grande fonte de preocupação que podem afetar pessoas de diferentes idades vivendo em diferentes contextos sociais. Um destes problemas é a demência, definida como a deterioração do intelecto do indivíduo,que merece destaque pelo crescente número de casos e afeta principalmente indivíduos em idades mais avançadas.É de grande importância que pacientes afetados pela demência tenham seu diagnóstico realizado no menor tempo possível, para que sejam acompanhados de forma adequada, buscando evitar que a doença progrida e a adoção de medidas que visem à melhoria da qualidade de vida do indivíduo. Neste contexto, torna-se importante a existência de instrumentos que auxiliem na avaliação destes pacientes de forma precisa e prática.O Mini-Exame do Estado Mental (MEEM) ganhou destaque por atender a estes requisitos. Este instrumento é constituído de pequenas tarefas que se propõem a analisar o nível de capacidade cognitiva do indivíduo. Um paciente com desempenho baixo, possivelmente tem sua capacidade cognitiva debilitada, um dos sinais de demência. As respostas ao MEEM são rotineiramente avaliadas de forma agregada, em termos do escore total obtido na aplicação do instrumento. Entretanto, alguns autores afirmam que algumas das tarefas discriminam de forma mais eficiente, em relação a outras tarefas, o nível de capacidade cognitiva. Desta forma, é interessante que se consiga quantificar de forma precisa as características dos itens que compõem o MEEM. A Teoria de Resposta ao Item (TRI) é uma ferramenta estatística que permite tanto quantificar características dos itens de forma individual, como comparar estas característicasentre populações distintas. A proposta deste trabalho é apresentar o uso daTRI aplicada ao MEEM, utilizando dados de uma amostra representativa de idosos atendidos pelo sistema público de saúde do estado de Pernambuco, situado na região Nordeste do Brasil.


Mental diseases represent an important source of concern that could affect people from different ages living in different social contexts. One of these diseases is dementia, defined as global deterioration of intellect, which deserves attention due to its grow ingnumber of cases and affects mostly elderly people. It is of great importance that affected people have their diagnosis realized as fastas possible, allowing properly monitoring, avoiding disease progress and adopting preventive measures leading to better life quality. In this context, it becomes important the existence of instruments that support the evaluation of these patients precisely. Mini-Mental State Examination (MMSE) is noteworthy for meeting these requirements. It consists of small tasks that intend to analyze the level of cognitive ability of an individual. A patient who has low performance possibly is cognitively impaired,one sign of dementia. MMSE answers are routinely evaluated in an aggregate form, using individuals’s cores. However, some authors affirm that some tasks discriminate the cognitive ability more efficiently than others do. The refore, it is important to quantify precisely the characteristics of MMSE items. Item Response Theory (IRT) is a statistical tool that allows quantifying both items characteristics individually and compare these characteristics across populations. This work proposes the use of IRT applied to MMSE, using data from a representative sample of elderly people from public health system at the state of Pernambuco, located on Northeast region of Brazil.


Assuntos
Humanos , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Doença de Alzheimer , Demência/epidemiologia , Estratégia Saúde da Família , Idoso/psicologia , Exame Neurológico , Dinâmica Populacional , Saúde do Idoso , Saúde Mental , Testes Neuropsicológicos , Prevalência
19.
Arq. bras. med. vet. zootec ; 67(3): 655-663, May-Jun/2015. graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-753913

RESUMO

Intraoperative ultrasound (IOS) can provide details on various conditions of the spinal cord and vertebral canal. The aim of the present study was to evaluate the feasibility of using IOS in dogs undergoing spinal surgery and to describe the main findings. The vertebral canal of 21 dogs was examined with intraoperative ultrasonography: 13 underwent spinal surgery for removal of herniated intervertebral disc material, three for stabilization of vertebral fracture/luxation, two for removal of vertebral neoplasia, and three for cauda equina decompression. Particular attention was given to signs of cord compression. Intraoperative ultrasonography was feasible and useful in dogs undergoing surgery for spinal cord or cauda equina decompression and fracture stabilization. It was not paramount for locating the compression when this had been done via computed tomography (CT), but it showed alterations in spinal cord parenchyma not observed on CT and also confirmed adequate decompression of the spinal cord. The main advantages of intraoperative ultrasonography were estimation of vascularization and extent of spinal cord lesion. Most importantly, it allowed real time evaluation of the spinal cord and vertebral canal, which permits the modification of the surgical procedure.


A ultrassonografia intraoperatória pode fornecer detalhes sobre diversas condições da medula espinal e canal vertebral. O objetivo deste trabalho foi avaliar a viabilidade da utilização da ultrassonografia intraoperatória em cães submetidos à cirurgia espinomedular e descrever os principais achados. O canal vertebral de 21 cães foi examinado com ultrassonografia intraoperatória - 13 foram submetidos à cirurgia para remoção de material de disco herniado, três para estabilização de fratura/luxação vertebral, dois para remoção de neoplasia vertebral e três para descompressão de cauda equina. Atenção especial foi dada a sinais de compressão medular. A ultrassonografia intraoperatória foi viável e útil em cães submetidos a cirurgia para descompressão da medula espinal ou cauda equina e estabilização de fratura. Apesar de não ser indispensável para localização da compressão quando isso havia sido feito através de tomografia computadorizada (TC), demonstrou alterações no parênquima que não haviam sido observadas pela TC e confirmou a adequada descompressão da medula espinhal. As principais vantagens da ultrassonografia intraoperatória foram: estimar a vascularização e a extensão da lesão medular. Principalmente, permitiu uma avaliação em tempo real da medula espinal e do canal vertebral, o que permite modificação do procedimento cirúrgico.


Assuntos
Animais , Cães , Canal Vertebral , Medula Espinal , Traumatismos da Medula Espinal/veterinária , Ultrassonografia de Intervenção/veterinária , Descompressão Cirúrgica/veterinária , Exame Neurológico/veterinária , Período Intraoperatório , Ultrassonografia Doppler em Cores/veterinária
20.
Arq. neuropsiquiatr ; 73(5): 450-453, 05/2015. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-746499

RESUMO

Objective To investigate the correlation between the Alberta Program Early CT Score (ASPECTS) and the Scandinavian Stroke Scale (SSS) for the evaluation of neurological impairment in patients with acute stroke. Method 59 patients with a first acute ischemic stroke were evaluated. The ASPECTS were evaluated by 2 neurologists at admission and by another neurologist after 48 hours. The NIHSS and SSS was applied to determinate stroke severity. Correlations and agreements were analysed statistically by Spearman and Kappa tests. Results ASPECTS was correlated with National Institute of Health Stroke Scale (NIHSS) at admission (r = -0.52; p < 0.001) and SSS (r = 0.50; p < 0.001). The ASPECTS and SSS items were most correlated with arm (r = 0.52; p < 0.001) and hand (r = 0.49; p < 0.001) motor power, and speech (r = 0.51; p < 0.001). The SSS of 25.5 shows sensitivity (68%) and specificity (72%) when associated with ASPECTS ≤ 7. Conclusion The SSS can predict worst neurological impairment when associated with lower values of ASPECTS. .


Objetivo Investigar a relação entre o Alberta Program Early CT Score (ASPECTS) e a Scandinavian Stroke Scale (SSS) para avaliação da incapacidade neurológica de pacientes na fase aguda do acidente vascular cerebral (AVC). Método 59 pacientes com diagnóstico de primeiro AVC foram avaliados. O ASPECTS foi avaliado por 2 neurologistas na admissão e por outro neurologista após 48 horas. O National Institute of Health Stroke Scale (NIHSS) e SSS foram aplicadas para determinar a gravidade do AVC. As correlação e concordâncias foram analisadas estatisticamente pelos testes de Spearman e Kappa. Resultados ASPECTS foi correlacionado com o NIHSS na admissão (r = -0,52; p < 0,001) e SSS (r = 0,50; p < 0,001). O ASPECTS e os itens do SSS que mais se relacionaram foram força do braço (r = 0,52; p < 0,001), da mão (r = 0,49; p < 0,001) e fala (r = 0,51; p < 0,001). A pontuação da SSS de 25,5 mostrou sensibilidade (68%) e especificidade (72%) quando associado ao ASPECTS ≤ 7. Conclusão A SSS pode predizer pior incapacidade neurológica quando associado a baixos valores do ASPECTS. .


Assuntos
Idoso , Feminino , Humanos , Masculino , Doenças do Sistema Nervoso/diagnóstico , Acidente Vascular Cerebral/diagnóstico , Avaliação da Deficiência , Exame Neurológico , Doenças do Sistema Nervoso/etiologia , Doenças do Sistema Nervoso/fisiopatologia , Valores de Referência , Sensibilidade e Especificidade , Índice de Gravidade de Doença , Estatísticas não Paramétricas , Acidente Vascular Cerebral/complicações , Acidente Vascular Cerebral/fisiopatologia , Fatores de Tempo
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA