Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 64
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados
Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. APS ; 21(3): 355-364, 01/07/2018.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-981898

RESUMO

Analisou-se a conjuntura da produção científica, os avanços e os desafios para a implementação das Práticas Integrativas e Complementares (PIC) no Brasil. O estudo se deu por meio de Revisão Integrativa dos artigos indexados nas bases de dados bibliográficas da Rede Biblioteca Virtual de Saúde (BVS), selecionando-se 68 artigos. Notou-se que a região Sudeste permanece como polo científico e a maior parte dos estudos não possui nível de evidência significativo. No decorrer dos anos, houve pequeno aumento no número de estudos e maior comprovação da eficácia e eficiência das PIC em diversas áreas, porém entraves relacionados a pouca formação profissional, má gestão do Sistema e concepções enraizadas na medicina alopática permanecem e dificultam a ampliação das PIC no país.


We analyzed the scientific production, the advances, and the challenges for the implementation of Integrative and Complementary Practices (ICP) in Brazil. The study was done through an integrative review in the Virtual Health Library, selecting 68 articles. It was noted that the Southeast region continues as a scientific hub, and that most of the studies do not have a significant level of evidence. Over the years, there has been a small increase in the number of studies and greater evidence of the effectiveness and efficiency of ICP in several areas. However, problems related to poor professional training, bad management of the system, and concepts rooted in allopathic medicine remain, and hinder the expansion of ICP in Brazil.


Assuntos
Terapias Complementares , Antroposofia , Assistência Integral à Saúde , Capacitação Profissional , Homeopatia , Medicina Tradicional Chinesa , Fitoterapia
2.
Interface (Botucatu, Online) ; 22(65): 505-516, abr.-jun. 2018.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-893481

RESUMO

As recentes pesquisas em Ciências Sociais e Saúde Coletiva apontam para diferentes contornos sobre o ato de parir na contemporaneidade. Em 2013, por seis meses, realizamos uma etnografia sobre a cura na Antroposofia no bairro rural da Demétria, em Botucatu, São Paulo. Neste artigo, buscamos refletir sobre as orientações da medicina romântica da Antroposofia destinadas à gestação e ao parto em uma comunidade rural antroposófica e as relações estabelecidas com a biomedicina e com serviços de saúde. O contato com as mães e gestantes mostrou a existência de uma gramática emocional na qual a gestante é levada a buscar purificação e controle corporal, além de um silêncio religioso na hora de enfrentar as dores do parto como demonstração de coragem. Quando buscam acessar serviços de saúde, as expectativas sobre o parto se colocam distantes das práticas e concepções da medicina convencional.(AU)


Recent research in the Social Sciences and Colective Health points to different forms in contemporary attitudes toward the act of giving birth. During a six-month period in 2013, we carried out an ethnographic study of anthroposophical healing in Demétria, a neighborhood in the city of Botucatu in Sao Paulo State, Brazil. In this paper we seek to draw reflections about the guidelines set out in Anthroposophy's romantic medicine as it applies to gestation and birth in a rural anthroposophical community and to the relationships established with biomedicine and with health services. Contact with mothers and pregnant women showed there to be an emotional grammar through which these women seek out physical purification and control of their bodies, as well as a religious silence when it comes to facing the pains of giving birth, as a form of showing courage. When they seek to access health services, expectations about the birth are found to be distant from the practices and conceptions of conventional medicine.(AU)


Las recientes investigaciones en Ciencias Sociales y en Salud Colectiva señalan diferentes contornos sobre el acto de parir en la contemporaneidad. En 2013, durante seis meses, realizamos una etnografía sobre la cura en la Antroposofía, en el barrio rural de Demétria, en Botucatu, São Paulo. El objetivo de este artículo fue reflexionar sobre las orientaciones de la medicina romántica de la Antroposofía destinadas a la gestación y al parto en una comunidad rural antroposófica y las relaciones establecidas con la biomedicina y con servicios de salud. El contacto con las madres y gestantes mostró la existencia de una gramática emocional en la cual la gestante es llevada a buscar purificación y control corporal, además de un silencio religioso en el momento de enfrentar los dolores del parto como demostración de coraje. Cuando buscan el acceso a los servicios de salud, las expectativas sobre el parto se plantean distantes de las prácticas y concepciones de la medicina convencional.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Antropologia Cultural , Antroposofia , Dor , Parto , Gravidez
3.
Int. j. high dilution res ; 14(3): 20-35, 2015. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-783287

RESUMO

Potentized medicines include, according to the Brazilian legislation, homeopathic, anthroposophic, and antihomotoxic medicine and are regulated by the Brazilian Health Surveillance Agency (ANVISA). Aim: This study aims to analyze and describe a profile of potentized medicines manufactured in Brazil, either registered or notified. Methodology: Information was obtained by data analysis related to ANVISA’s electronic medicine registration system. Results: The results, obtained as of September 2012, showed that 106 potentized medicines were registered and 519 were notified. Among the registered medicines, 92.0% were combined and 100.0% of the notified were simple medicines. For registered medicines, there were equivalent manufacturing scales among them, whereas for notified medicines, there was a predominance of centesimal scales. Active pharmaceutical ingredients (API’s) of vegetal origin were the most commonly used for potentized medicine manufacturing processes; the oral route was the most common form of administration. Potentized medicines manufacturing units are more often located in southeast region of Brazil. In addition, homeopathic medicines prevail as registered or notified medicines, followed by anthroposophic medicines. Conclusions: The results of the study are expected to be useful as reference material for ANVISA to improve its regulatory activity as well the industry sector and other stakeholders...


Assuntos
Humanos , Antroposofia , Homeopatia , Legislação como Assunto , Registro de Produtos , Agência Nacional de Vigilância Sanitária , Brasil , Terapias Complementares
4.
Interface comun. saúde educ ; 18(48): 127-138, 2014.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-704166

RESUMO

O objetivo deste trabalho é apontar possíveis contribuições da obra do fundador da medicina antroposófica, Rudolf Steiner, à integralidade na educação médica. Trata-se de um estudo hermenêutico, como apontado por Gadamer, dos cursos e das palestras dados por Steiner sobre medicina. São apresentadas quatro proposições, síntese do seu pensamento: (1) uma crítica ao modelo de ciência materialista que pode ser ampliada a partir de uma fenomenologia goetheana; (2) a trimembração e quadrimembração antroposóficas como chaves interpretativas do processo saúde-adoecimento; (3) a integração entre ser humano e natureza como fundamento de pesquisa de novos tratamentos; e (4) o vínculo entre desenvolvimento moral e formação técnica-científica na educação médica. Os limites e as potencialidades destas proposições são analisados na perspectiva da viabilidade de uma pluralidade epistemológica nos conhecimentos e práticas em medicina.


El objetivo de este trabajo es señalar posibles contribuciones de la obra del fundador de la medicina antroposófica, Rudolf Steiner, a la integralidad en la educación médica. Se trata de un estudio hermenéutico, conforme señalado por Gadamer, de los cursos y conferencias dictados por Steiner sobre medicina. Se presentan cuatro propuestas síntesis de su pensamiento: (1) una crítica al modelo de ciencia materialista que se puede ampliar a partir de una fenomenología goetheana; (2) la trimembración y cuadrimembración antroposóficas como claves interpretativas del proceso salud-enfermedad (3) la integración entre ser humano y naturaleza como fundamento de investigación de nuevos tratamientos; y (4) el vínculo entre desarrollo moral y formación técnico-científica en la educación médica. Los límites y potencialidades de estas propuestas se analizan bajo la perspectiva de la viabilidad de una pluralidad epistemológica en los conocimientos y prácticas en medicina.


The aim of this study was to identify possible contributions from the work of the founder of anthroposophic medicine, Rudolf Steiner, to integrality in medical education. This was a hermeneutic study along the lines indicated by Gadamer, on the courses and lectures on medicine given by Steiner. Four main summarized proposals regarding his thinking are presented: (1) a critique of the model of materialistic science that can be expanded through Goethean phenomenology; (2) anthroposophic threefolding and fourfolding as interpretative keys for the health-illness process; (3) integration between human beings and nature as the foundation of research on new treatments; and (4) the link between moral development and scientific and technical training in medical education. The limits and potentials of these proposals were analyzed from the perspective of the viability of epistemological plurality within medical knowledge and practices.


Assuntos
Antroposofia , Educação Médica
5.
Rev. med. (Säo Paulo) ; 92(3): 166-172, jul.-set. 2013.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-730796

RESUMO

Nesse artigo é feita uma introdução sobre o sistema de tratamento da Medicina Antroposófica (MA), introduzidas suas bases cognitivas e científicas, os seus métodos de diagnóstico e tratamento, assim como os resultados em relação à sua situação atual, eficácia, efetividade e segurança. A MA é um sistema complementar e integrativo de tratamento que reconhece no ser humano dimensões espirituais e existenciais que interagem com os níveis somáticos e psicológicos na saúde e na doença. A MA se propõe não como uma medicina alternativa, mas como uma ampliação da prática médica pois, ao mesmo tempo que o médico antroposófico obrigatoriamente tem uma formação convencional e também lança mão dos seus recursos diagnósticos e terapêuticos, ele trabalha com os recursos trazidos por uma visão do ser humano que é provida pela Antroposofia. A MA trabalha de modo multidisciplinar, compreendendo um sistema de tratamentos que inclui medicamentos e outras modalidades de terapia. Como a MA se define como um sistema de tratamento complementar ou integrativo, são também comentados o contexto atual, as demandas e necessidades que não estão sendo adereçadas pelo modelo convencional de atendimento médico e como as práticas integrativas e complementares surgiram com uma opção para um entendimento mais amplo do processo de saúde e doença e o seu tratamento. Como um sistema de medicina integrativa, A MA se coloca como um novo paradigma para a resolução das questões que estão sendo enfrentadas atualmente, seja no âmbito existencial do indivíduo seja nas questões sociais e ecológicas da saúde. A MA tem uma proposta que pode contribuir para a ampliação do escopo de atendimento médico convencional pois tem uma base epistemológica clara, recursos próprios baseados na autonomia do paciente e mostrado bons resultados em termos de segurança, eficácia e efetividade.


This is a brief introduction to the system of Anthroposophic Medicine (AM), its cognitive and scientific foundation, its diagnostic and therapeutic approaches and information on research, safety and effectiveness. Anthroposophic Medicine is a complementary therapy system that acknowledges a spiritual and existential dimension in man, which is assumed to interact with psychological and somatic levels in health and disease. AM it is not an alternative medicine; it aims to integrate the methods, diagnosis and treatment of conventional medicine with an holistic approach to promote health and preventing and treating disease provided by Anthroposophy. AM has a multidisciplinary approach provided by physicians, and therapists and includes anthroposophic therapies (counseling, special medications, artistic and physical therapies). The treatment is individualized according to the needs of the patient. Complementary and alternative medicine has been adopted in the last decades because it appears as an answer to the needs and demands that have not been addressed by the conventional model of health care. In this scenario, AM has a new paradigm to offer in order to help address the questions faced by modern society, be it at existential level, be it the social and ecological questions. AM can contribute to the extension of conventional medical care because has an clear and well established epistemological basis that can help support the conceptual integration of complementary and conventional medicine, an approach to promote health , prevent and treat illness, and is safe, effective and can add value to the health system.


Assuntos
Antroposofia/psicologia , Saúde Holística , Medicina Integrativa , Terapias Complementares/história , Terapias Complementares/psicologia , Antropologia Médica , Satisfação do Paciente , Relações Médico-Paciente
6.
Braz. oral res ; 26(spe1): 57-63, 2012.
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-660433

RESUMO

From an academic standpoint, the university format, in general, has been nurturing a "paradigm of expertise" and, consequently, the relationship between specialties has declined. The upshot is that recent college dental graduates have adopted a clinical performance focusing on system parts and their specificities, in detriment to a more comprehensive view of the mouth and of the patient as a whole, with his/her vital, emotional and individual attributes. An interaction between the several different areas of human knowledge is needed imminently to decrease the dichotomy in professional behavior, because the demand for professionals and dental patients interested in a more comprehensive approach are increasing day by day. Patients want to know: "What, in fact, is behind the etiological extrinsic and intrinsic factors that maintain neuropathic pain, recurrent thrush, or persistent halitosis," among other questions, "even under the care of a dentist?" or "Why is this disease affecting me?" There are several issues composing the paradigm of salutogenesis: What are the essential aspects that constitute a healthy individual, overlapping the usual investigation: How to destroy, avoid and quell the pathological agents? A proposed approach is based on salutogenesis, which examines such issues. According to this approach, anthroposophical dentistry includes determinant factors, determinants of health, basic research and the development of oral health promotion, thus connecting dental academia with integrative thinking, while also complementing and gathering information that subsidizes basic research with the primordial concepts on laws governing the parameters involved in the vital processes of nature.


Assuntos
Humanos , Antroposofia , Odontologia , Dor , Promoção da Saúde , Humanismo , Saúde Bucal , Dor/etiologia , Dor/fisiopatologia
8.
São Paulo; s.n; 2008. 301 p.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1102791

RESUMO

Introdução: As teorias do filósofo Rudolf Steiner, no início do século XX, aplicadas em várias áreas das ciências humanas, biológicas e exatas, trouxeram ao mundo ocidental uma nova cosmovisão do Ser Humano, a Antroposofia, que não trata apenas de antropologia, mas de uma ciência do Cosmo, tendo por centro e ponto de apoio, o homem. O cuidar antroposófico está embasado em teorias de enfermagem, como de Martha Rogers, que abordam o aspecto holístico do ser humano. O interesse de enfermeiros pela Antroposofia começou, no Brasil, na década de 1970, buscando fazer dela o fundamento para as formas complementares de terapia em enfermagem. A crescente influência da enfermagem antroposófica no desenvolvimento das ações integrais à saúde motivou este estudo. Objetivos: caracterizar enfermeiros que realizam atividades na enfermagem antroposófica; conhecer e compreender o significado e a vivência profissional de enfermeiros antroposóficos no Brasil; analisar atos normativos éticos e legais para a sua prática; desvelar o que os enfermeiros vislumbram para o futuro da enfermagem antroposófica; e, identificar dificuldades para o seu exercício. Metodologia: Estudo de natureza descritiva, exploratória, qualitativa e prospectiva com base nos conteúdos de entrevistas de nove enfermeiras. Referencial teórico: a fenomenologia social, de Alfred Schütz, fundamentou as categorias sobre os motivos porque e motivos para que. Resultados e discussão: Entre os motivos porque, quatrocategorias condensam o interesse de enfermeiros pela antroposofia: 1) busca de novas perspectivas profissionais: algo diferente que oferecesse mais satisfação profissional; assistência de enfermagem espiritual; insatisfação com o paradigma alopático. 2) encontro com a antroposofia através da Filosofia, Medicina, Pedagogia e Enfermagem; 3) Metamorfoses decorrentes dos novos conhecimentos adquiridos: mudanças pessoais e profissionais na perspectiva do cuidar ) antroposófico; diferenças vivenciadas nos tratamentos - alopático e antroposófico; vivências e relatos de experiências; 4) dilemas éticos e legais. As quatro categorias relacionadas aos motivos para que foram: 1) perspectivas para a enfermagem antroposófica no Brasil; 2) necessidade de incluir antroposofia na formação do enfermeiro generalista; 3) necessidade de cursos de especialização e pesquisa; 4) anseio de superação de dificuldades na prática antroposófica pelas enfermeiras. Considerações finais: este estudo demonstrou que a enfermagem antroposófica amplia o cuidar, aguça o olhar e ajuda o profissional a se tornar mais consciente na percepção do outro, a cuidar respeitando a individualidade do paciente, a direcionar a ação a todo e qualquer ser humano. Observa-se que pacientes graves, crônicos e oncológicos se beneficiam mais, talvez porque o olhar do enfermeiro antroposófico é mais holístico e individualizado. A Enfermagem Antroposófica atua também em situações do nascimento e da morte. Após ofechamento da Clínica Tobias, na década de 1990, profissionais ficaram sem referência, mas enfermeiros continuaram cultivando e praticando seus conhecimentos individualmente, embora almejassem criar uma organização formal, como associação, para discutirem problemas comuns e unirem forças; ter a Sistematização da Assistência de Enfermagem Antroposófica implantada em seus locais de trabalho; possibilitar que conceitos básicos de enfermagem antroposófica fossem inseridos nos programas dos cursos de graduação, e criados cursos de especialização.


Background: The philosopher Rudolf Steiner theories, in the beginning of the XX Century, applied to various areas of the human, biological and exact sciences, have brought to the occidental world a new Cosmo vision of the human being, the Anthroposophy which is not only just anthropology, but a Cosmo science, having man as the center and supporting point. The Anthroposophical care is based on nursing theories, such as by Martha Rogers which has approached the holistic aspect of the human being. Nurses' interest on Anthroposophy has started in Brazil, in the 1970's trying to make it the foundation for complementary therapies in nursing. The growing influence of Anthroposophical nursing for development of integral actions for health has motivated this study. Objectives: to characterize nurses who carry out anthropological nursing activities; to know and understand the meaning and professional experiences of anthropological nurses' in Brazil; to analyze legal and ethical enactments for practicing it; to disclose what nurses see in relation to the future of the anthropological nursing; and to identify difficulties for its practice. Methodology: it is a descriptive, exploratory, qualitative and prospective study, based on contents of interviews given by nine nurses. Theoretical reference: the Alfred Schütz social phenomenology has founded the construction of the main categories on reasons why and reasons for what for. Results and discussion: Among reasons why, fourcategories have identified the nurses' interest on anthroposophy: 1) search for new professional perspectives: something different that would offer better professional satisfaction, search for a nursing spiritual care; dissatisfaction with allopathic paradigm: 2) meeting Anthroposophy through philosophy, medicine, pedagogy and nursing. 3) Metamorphosis as a result of new knowledge: personal and professional changes within Anthroposophical care perspective; difficulties faced during treatments - allopathic and Anthroposophical ones; reporting experiences lived by Anthroposophical nurses; 4) ethical and legal dilemmas. The four categories found within reasons for what for were: 1) perspectives for Anthroposophical nursing in Brazil; 2) need for inclusion of anthroposophy in nursing education programs at undergraduate level; 3) need of a specialization and research; 4) wish to overcome difficulties in the Anthroposophical practice by nurses. Final considerations: this study has showed that Anthroposophical nursing amplifies caring, sharpen the look and help professional to become more assertive to perceiving others, to care with more respect the patient's individuality; and to guide actions toward any human being. It is observed that chronic, oncology or grave patients are better benefited, perhaps because the Anthroposophical nurse's look is more holistic and individualized. Anthroposophical nursing is also active on birth and death situations. After closingdown of the Tobias Clinic in the 1990's many professionals turned off reference, but nurses individually continued to cultivating and practicing their knowledge, even wishing to create a formal organization as an association to discuss common problems and unite forces; having Anthroposophical nursing care systematization implemented at their working places; making possible that basic concepts of Anthroposophical nursing be inserted at the undergraduate programs and specialty courses be created.


Assuntos
Enfermagem , Saúde Holística , Antroposofia
9.
São Paulo; s.n; 2005. 102 p. ilus, tab.
Tese em Português | LILACS, Coleciona SUS, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-CTDPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ACVSES, SESSP-TESESESSP, Sec. Est. Saúde SP | ID: biblio-933135

RESUMO

Os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) do Programa de Saúde da Família (PSF) da Favela Monte Azul/SP, são pessoas que além de terem de cuidar de sí próprios e de suas famílias, passam a cuidar profissionalmente de sua comunidade. A relação estabelecida entre os ACS e as famílias ultrapassa a mera orientação sobre questões desaúde. Os laços criados com as famílias configuram uma intrincada relação de cuidados, amizade, cumplicidade, confiança, confidência e solidariedade, que vão além da dimensão profissional. Por um lado, existe uma enorme satisfação em atuar como ACS na sua comunidade, por outro, este envolvimento traz a sensação de estaremsobrecarregadas, impotentes e confusas diante de tantas demandas gerando um desgaste psíquico, sendo o estresse uma queixa recorrente. O presente estudo “Musicoterapia e o cuidado ao cuidador”, teve como objetivo conhecer a realidade de trabalho das ACS do PSF ,da Favela Monte Azul e compreender as razões que as levam a manifestaro que chamam de estresse. Os objetivos específicos foram: pensar como a musicoterapia poderia contribuir como instrumento terapêutico e de intervenção nessa realidade, bem como produzir subsídios que auxiliem na elaboração de novas estratégias de atuação no campo da saúde mental, com essa população. O grupo de ACS que se tornouobjeto de investigação foi constituído de 7 mulheres entre 22 e 45 anos. Trata-se de uma pesquisa de abordagem qualitativa, que se situa metodologicamente no campo da pesquisa – ação, caracterizando-se como um estudo que tanto investiga quanto busca intervir na realidadeinvestigada. Em relação a musicoterapia, as ACS foram unânimes em reconhecer o quanto essa experiência tinha sido importante para elas, o quanto foram ajudadas, e o desejo de que o trabalho tivesse continuidade. Isto aponta para uma questão muito importante: o cuidadorprecisa ser cuidado


Assuntos
Esgotamento Profissional/terapia , Cuidadores , Serviços de Saúde Comunitária , Saúde Mental , Musicoterapia , Antroposofia , Pessoal de Saúde , Áreas de Pobreza , Pesquisa Qualitativa
10.
São Paulo; s.n; 2005. 102 p. ilus, tab.
Tese em Português | LILACS, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-TESESESSP, Sec. Est. Saúde SP | ID: lil-424944

RESUMO

Os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) do Programa de Saúde da Família (PSF) da Favela Monte Azul/SP, são pessoas que além de terem de cuidar de sí próprios e de suas famílias, passam a cuidar profissionalmente de sua comunidade. A relação estabelecida entre os ACS e as famílias ultrapassa a mera orientação sobre questões desaúde. Os laços criados com as famílias configuram uma intrincada relação de cuidados, amizade, cumplicidade, confiança, confidência e solidariedade, que vão além da dimensão profissional. Por um lado, existe uma enorme satisfação em atuar como ACS na sua comunidade, por outro, este envolvimento traz a sensação de estaremsobrecarregadas, impotentes e confusas diante de tantas demandas gerando um desgaste psíquico, sendo o estresse uma queixa recorrente. O presente estudo “Musicoterapia e o cuidado ao cuidador”, teve como objetivo conhecer a realidade de trabalho das ACS do PSF ,da Favela Monte Azul e compreender as razões que as levam a manifestaro que chamam de estresse. Os objetivos específicos foram: pensar como a musicoterapia poderia contribuir como instrumento terapêutico e de intervenção nessa realidade, bem como produzir subsídios que auxiliem na elaboração de novas estratégias de atuação no campo da saúde mental, com essa população. O grupo de ACS que se tornouobjeto de investigação foi constituído de 7 mulheres entre 22 e 45 anos. Trata-se de uma pesquisa de abordagem qualitativa, que se situa metodologicamente no campo da pesquisa – ação, caracterizando-se como um estudo que tanto investiga quanto busca intervir na realidadeinvestigada. Em relação a musicoterapia, as ACS foram unânimes em reconhecer o quanto essa experiência tinha sido importante para elas, o quanto foram ajudadas, e o desejo de que o trabalho tivesse continuidade. Isto aponta para uma questão muito importante: o cuidadorprecisa ser cuidado


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Agentes Comunitários de Saúde , Cuidadores , Esgotamento Profissional/terapia , Musicoterapia , Saúde Mental , Serviços de Saúde Comunitária , Antroposofia , Pesquisa Qualitativa , Pessoal de Saúde , Áreas de Pobreza
11.
Säo Paulo; s.n; 2000. 189 p. ilus, mapas.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-265290

RESUMO

Busca compreender a cultura das práticas näo-alopáticas no serviço público de saúde tendo como objeto o Programa de Práticas Näo-Alopáticas implantado em 1994, pela Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte-SMSA/BH, que tem como objetivo garantir à populaçäo acesso gratuito ao atendimento de homeopatia, acupuntura e medicina antroposófica. Trata-se de um estudo de caso etnográfico fundamentado na antropologia interpretativa, tendo como foco central o conceito de cultura de Geertz, a noçäo de habitus e o conceito de campo proposto por Bourdieu. O trabalho de campo foi realizado através de observaçäo participante, entrevistas e análise de documentos. Emergiram como análise temática os seguintes esquemas conceituais: "da medicina contemporânea ocidental à medicina näo-alopática", "as práticas terapêuticas näo-alopáticas como uma cultura emergente no serviço público", "a realidade das práticas terapêuticas näo-alopáticas no serviço público de saúde". Os profissionais näo-alopatas descrevem os dilemas e conflitos latentes vivenciados durante o rito de passagem da prática médica ocidental ao seu engajamento na medicina näo-alopática. O Programa colocou o desafio da criaçäo de instrumentos que viabilizassem as práticas näo-alopáticas no modelo assistencial do SUS dentre eles a garantia dos medicamentos näo-alopáticos para o usuário, mas ainda näo se constituiu enquanto política no âmbito da SMSA/BH. Oferece subsídios para a organizaçäo e integraçäo mais efetiva das práticas näo-alopáticas nos serviços de saúde públicos, desmistificando preconceitos a respeito dessas práticas e instigando outros profissionais para o desenvolvimento de outros estudos


Assuntos
Acupuntura , Antropologia Cultural , Antroposofia , Serviços de Saúde , Homeopatia , Planos e Programas de Saúde , Pesquisa sobre Serviços de Saúde , Saúde Holística , Medicina Tradicional Chinesa , Preparações Farmacêuticas/provisão & distribução , Sistema Único de Saúde
12.
Säo Paulo; s.n; 1999. 214 p. ilus, tab.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-255410

RESUMO

Objetivo: Analisa a Associaçäo Comunitária Monte Azul (ACOMA), uma organizaçäo näo governamental (ONG), quanto ao referencial teórico verificando se suas estratégias de promoçäo humana, promovem saúde. Métodos: Análise institucional, metodologia de pesquisa qualitativa, de base empírica, que é pesquisa e intervençäo. Fontes de dados: a) estudo do referencial teórico da ACOMA; b) acompanhamento e observaçäo do cotidiano do berçário e das creches da ACOMA; c) realizaçäo de entrevistas semi-estruturadas e grupos focais com os pais das crianças atendidas pela ACOMA; "mäes de creche"; dirigentes e colaboradores envolvidos na coordenaçäo pedagógica e na assistência médica. Resultados: A análise do cotidiano do berçário e das creches da ACOMA revela a reproduçäo na prática, das idéias pedagógicas baseadas na antroposofia e que esta é promotora de saúde. As atividades desenvolvidas com as crianças säo promotoras de saúde. Falha apontada: ausência de um trabalho com os pais das crianças. Os pais näo revelam consciência acerca da filosofia que orienta os serviços prestados pela ACOMA, sendo saúde "ausência de doença". Conclusöes: As idéias antroposóficas foram compreendidas e adotadas, sendo as açöes coerentes com a mesma


Assuntos
Antroposofia , Berçários para Lactentes/organização & administração , Creches/organização & administração , Promoção da Saúde , Organizações , Estudos de Casos e Controles , Bem-Estar da Criança , Entrevistas como Assunto , Pais , Participação da Comunidade , Áreas de Pobreza
13.
Folha méd ; 106(4): 113-6, abr. 1993. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-154116

RESUMO

Os autores realizaram um estudo retrospectivo dos casos de bronquite atendidos na Clínica Médica Antroposófica Vivenda Sant'Anna, situada em Juiz de Fora - MG, no ano de 1991. Os pacientes foram tratados com medicamentos antroposóficos. Após o tratamento, de acordo com os sintomas apresentados, foram classificados em: 1- Assintomáticos (56,5 por cento); 2- Pouco sintomáticos (35,9 por cento); 3- Muito sintomáticos (7,6 por cento). Aqueles pacientes que se apresentaram muito sintomáticos foram submetidos a exame de cintilografia pulmonar e todos eles apresentaram deficit de perfusäo circulatória pulmonar. Säo os portadores de Asma Intrínseca Vasoconstrutiva (A.I.V.). Nesta situaçäo, apresentamos uma nova possibilidade de tratamento médico


Assuntos
Humanos , Bronquite/tratamento farmacológico , Extratos Vegetais/uso terapêutico , Pulmão/fisiopatologia , Antroposofia , Asma/tratamento farmacológico , Terapias Complementares , Pulmão
14.
s.l; Antroposófica; 3 ed; 1990. 80 p.
Monografia em Português | LILACS | ID: lil-123738

Assuntos
Antroposofia
19.
Ampliaçäo arte med ; 9(3/4): 181-2, set. 1989.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-80341
20.
Ampliaçäo arte med ; 9(2): 91-7, jun. 1989.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-76818

RESUMO

O objetivo deste trabalho é esclarecer e fornecer conselhos práticos sobre algo täo comum e täo complexo; a febre na criança. Foi escrito originalmente para os pais e amigos do Jardim de Infância Anabá, em Florianópolis, e näo direcionado a médicos. O intuito de divulgá-lo é que os colegas o reproduzam, ampliem e aperfeiçoem, distribuindo aos pais de seus pequenos pacientes, que ficam täo ansiosos e estäo mal preparados para estas situaçöes täo importantes para o desenvolvimento humano


Assuntos
Humanos , Febre/etiologia , Antroposofia , Criança , Febre/metabolismo
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA