Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 2 de 2
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Base de dados
Intervalo de ano de publicação
1.
J. bras. pneumol ; 45(3): e20170395, 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1012553

RESUMO

ABSTRACT Objective: To evaluate the impact of lipoabdominoplasty on diaphragmatic mobility (DM) and lung function in healthy women. Methods: This was a prospective cohort study using high-resolution ultrasound and forced spirometry to assess DM and lung function, respectively, prior to lipoabdominoplasty, as well as on postoperative day (POD) 10 and POD 30. DM was measured under two conditions: during tidal volume breathing and during a VC maneuver. Results: The sample consisted of 20 women, with a mean age of 39.85 ± 7.52 years and a mean body mass index of 26.21 ± 2.0 kg/m2. Comparing the preoperative and postoperative periods, we found that DM and lung function values were significantly lower after lipoabdominoplasty, the mean DM on POD 10 being 17% and 15% lower during tidal volume breathing and during the VC maneuver, respectively, in comparison with the preoperative mean (p = 0.009 and p < 0.001, respectively). In addition, FEV1, FVC, and PEF were significantly lower on POD 10 than in the preoperative period (p = 0.046, p = 0.002, and p < 0.001, respectively), returning to preoperative values by POD 30. Conclusions: Lipoabdominoplasty appears to have negative short-term repercussions for DM and lung function in healthy women. However, lung function and DM are both apparently restored to preoperative conditions by POD 30. (ClinicalTrials.gov identifier: NCT02762526 [http://www.clinicaltrials.gov/])


RESUMO Objetivo: Avaliar o impacto da lipoabdominoplastia na mobilidade diafragmática (MD) e na função pulmonar de mulheres saudáveis. Métodos: Estudo prospectivo de coorte com ultrassonografia de alta resolução e espirometria forçada para a avaliação da MD e da função pulmonar, respectivamente, antes da lipoabdominoplastia, no 10º dia do pós-operatório e no 30º dia do pós-operatório. A MD foi medida durante a respiração em volume corrente e durante uma manobra de CV. Resultados: A amostra foi composta por 20 mulheres, com média de idade de 39,85 ± 7,52 anos e média de índice de massa corporal de 26,21 ± 2,0 kg/m2. Ao compararmos os períodos pré e pós-operatório, observamos que a MD e a função pulmonar foram significativamente menores após a lipoabdominoplastia; a média de MD no 10º dia do pós-operatório foi 17% menor durante a respiração em volume corrente e 15% menor durante a manobra de CV do que a média pré-operatória (p = 0,009 e p < 0,001, respectivamente). Além disso, o VEF1, a CVF e o PFE foram significativamente menores no 10º dia do pós-operatório que no pré-operatório (p = 0,046, p = 0,002 e p < 0,001, respectivamente), retornando aos valores pré-operatórios até o 30º dia do pós-operatório. Conclusões: A lipoabdominoplastia parece ter repercussões negativas em curto prazo na MD e função pulmonar de mulheres saudáveis. No entanto, tanto a função pulmonar como a MD aparentemente retornam ao estado pré-operatório até o 30º dia do pós-operatório. (ClinicalTrials.gov identifier: NCT02762526 [http://www.clinicaltrials.gov/])


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Diafragma/fisiologia , Lipoabdominoplastia , Pulmão/fisiologia , Período Pós-Operatório , Espirometria , Medição da Dor , Diafragma/diagnóstico por imagem , Estudos Prospectivos , Ultrassonografia , Dispneia/fisiopatologia , Período Pré-Operatório
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA