Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 32
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
1.
Buenos Aires; IECS; 25 mayo 2020.
Não convencional em Espanhol | LILACS, BRISA/RedTESA, ECOS | ID: biblio-1100252

RESUMO

CONTEXTO CLÍNICO: La enfermedad por el Coronavirus 2019 (COVID­19, por su sigla en inglés Coronavirus Disease 2019) es una enfermedad respiratoria de humanos producida por un nuevo coronavirus identificado con la sigla SARS-CoV-2.El 11 de marzo de 2020 la Organización Mundial de la Salud (OMS) declaro a COVID-19 como una pandemia. Desde ese momento hasta el 17 de mayo su circulación se ha reportado en 205 países reportándose más de 4,801,875 casos y la muerte 316,671 personas. El período de incubación de la infección por 2019­nCoV es de 2 a 14 días. La mayor parte de los contagios se producen persona a persona, siendo altamente transmisible.3 La clínica varía desde casos asintomáticos a cuadros febriles con tos y dificultad respiratoria, neumonía y distrés respiratorio. También puede acompañarse de alteraciones gastrointestinales.3 El departamento de medicina interna del Hospital de Brigham de la escuela de medicina de Harvard ha postulado una clasificación clínico-terapéutica de la enfermedad que divide el curso de la misma en diferentes etapas y a su vez identifica dos subconjuntos patológicos superpuestos pero diferentes entre sí, desencadenados el primero de ellos por el virus y el segundo por la respuesta del huésped al vírus. TECNOLOGÍA: Las intervenciones no farmacológicas pueden clasificarse, según fases progresivas, en intervenciones de contención, mitigación, o supresión.11,12 Las intervenciones de contención son las que se implementan cuando se identifican los primeros casos con el propósito de interrumpir la trasmisión de la enfermedad y prevenir su expansión. Generalmente, incluyen medidas de identificación de los casos y rastreos de los contactos. Las intervenciones de mitigación se emplean cuando el número de casos aumenta y existe una escasa posibilidad de encontrar una relación entre los mismos. OBJETIVO: El objetivo del presente informe es evaluar la evidencia disponible acerca de la eficacia, seguridad y recomendaciones de organismos internacionales de las intervenciones no farmacológicas de salud pública en la pandemia por COVID-19. MÉTODOS: Se realizó una búsqueda en las principales bases de datos bibliográficas, en buscadores genéricos de internet, y financiadores de salud. Se priorizó la inclusión de revisiones sistemáticas (RS), ensayos clínicos controlados aleatorizados (ECAs), evaluaciones de tecnologías sanitarias (ETS), evaluaciones económicas y guías de práctica clínica (GPC) y recomendaciones de diferentes sistemas de salud. RESULTADOS: Se incluyeron dos RS, ocho modelos matemáticos, dos ETS y diez documentos de politicas de salud públicas en la pandemia de COVID-19. CONCLUSIONES: Evidencia de moderada calidad proveniente de estudios observacionales y modelos matemáticos sugiere que las intervenciones no farmacológicas de salud pública, ya sea de contención (como pruebas de detección, aislamiento de casos o rastreo de contactos), de mitigación (como distanciamiento social), o de supresión (como clausuras, aislamiento social o restricciones en la movilidad), ya sea solas o combinadas, son efectivas para reducir la transmisión del virus, atrasar el pico epidémico, reducir la ocupación de camas de terapia intensiva, el número de nuevos casos y muertes por COVID-19. Las medidas de supresión mostraron los mejores resultados en términos de reducción de la transmisibilidad viral, obteniendo el aislamiento social solo o combinado con otras estrategias reducciones del 46% de la misma y un número de reproducción de entre 0,97 a 1,43; mientras que la restricción de la movilidad, un número de reproducción de 1,05. Le siguieron en efectividad las medidas de contención con pruebas de detección, aislamientos de casos y rastreo de contactos con un número de reproducción del 1,7 al 2,5. Sin embargo, el grado de efectividad varía entre las diferentes intervenciones o combinaciones de intervenciones, siendo la estimación precisa de este efecto dificultosa debido a que dependen en gran medida del acatamiento social y del momento de la epidemia en que son implementadas. Organismos internacionales y entidades de salud pública de diferentes países relevados recomiendan enfáticamente la adopción temprana de intervenciones no farmacológicas de salud pública para contener el impacto de la pandemia ya que son, hasta el momento, las medidas más eficaces en la reducción de la propagación del virus, del número de nuevos casos y de la mortalidad asociada a COVID-19, si bien varían en cuanto al tipo de políticas priorizadas y la intensidad de su aplicación.


Assuntos
Humanos , Pneumonia Viral/epidemiologia , Distância Social , Isolamento Social , Quarentena/métodos , Infecções por Coronavirus/epidemiologia , Avaliação da Tecnologia Biomédica , Avaliação em Saúde
2.
Rev. psicanal ; 26(3): http://revista.sppa.org.br/index.php/RPdaSPPA/article/view/467/486, dez. 2019.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1049977

RESUMO

O presente artigo apresenta o relato da atividade Rodas de conversa: o enfrentamento da desigualdade através da arte, realizada no I Simpósio Vulnerabilidade Social e Psicanálise da SPPA, que é resultado do trabalho interinstitucional construído há quatorze anos entre a Secretaria Municipal da Educação (SMED), o Projeto Pescar e a Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre (SPPA). Nesta atividade sobre arte e psicanálise, tanto a música quanto a poesia são colocadas como possibilidades de construção de narrativas mais flexíveis, onde a violência urbana pode ser pensada, promovendo novos atravessamentos e discussões entre pessoas nos espaços coletivos existentes na nossa cidade (AU)


This paper presents the report of the activity Conversation circles: the confrontation of inequality through art, held at the 1st SPPA Social Vulnerability and Psychoanalysis Symposium, which is the result of the interinstitutional work built fourteen years ago between City Education Department of Porto Alegre (SMED), Pescar Project and Porto Alegre Psychoanalytical Society (SPPA). In this activity about art and psychoanalysis, music and poetry are placed as a possibility of building more flexible narratives, where urban violence can be thought, promote new intersections and discussions between people in collective spaces in our city


Este artículo presenta el informe de Ruedas de conversación: la confrontación de la desigualdad a través del arte, celebrado en el I Simposio de Vulnerabilidad Social y Psicoanálisis de la SPPA, que es el resultado del trabajo interinstitucional construido hace catorce años entre la Secretaría Municipal de Educación (SMED), el Proyecto Pescar y la Sociedad Psicoanalítica de Porto Alegre (SPPA). En esta actividad sobre arte y psicoanálisis, la música y la poesía se colocan como una posibilidad de construir narrativas más flexibles, donde se pueda pensar la violencia urbana, promover nuevas intersecciones y discusiones entre personas en espacios colectivos de nuestra ciudad


Assuntos
Segregação Social , Teoria Psicanalítica , Relações Raciais , Distância Social , Estimulação Acústica , Comportamento Problema , Processos Grupais
3.
Rev. bras. psiquiatr ; 40(1): 35-40, Jan.-Mar. 2018. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-899395

RESUMO

Objective: Work is considered one of the main forms of social organization; however, few individuals with schizophrenia find work opportunities. The purpose of this study was to evaluate the relationship between schizophrenia symptoms and job acquisition. Method: Fifty-three individuals diagnosed with schizophrenia from an outpatient treatment facility were included in an 18-month follow-up study. After enrollment, they participated in a prevocational training group. At the end of training (baseline) and 18 months later, sociodemographic, clinical data and occupational history were collected. Positive and negative symptoms (Positive and Negative Syndrome Scale - PANSS), depression (Calgary Depression Scale), disease severity (Clinical Global Impression - CGI), functionality (Global Assessment of Functioning - GAF), personal and social performance (Personal and Social Performance - PSP) and cognitive functions (Measurement and Treatment Research to Improve Cognition in Schizophrenia - MATRICS battery) were applied at baseline and at the end of the study. Results: Those with some previous work experience (n=19) presented lower scores on the PANSS, Calgary, GAF, CGI and PSP scales (p < 0.05) than those who did not work. Among those who worked, there was a slight worsening in positive symptoms (positive PANSS). Conclusions: Individuals with less severe symptoms were more able to find employment. Positive symptom changes do not seem to affect participation at work; however, this calls for discussion about the importance of employment support.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Adulto Jovem , Psicologia do Esquizofrênico , Distância Social , Apoio Social , Emprego/psicologia , Escalas de Graduação Psiquiátrica , Índice de Gravidade de Doença , Seguimentos , Avaliação de Sintomas , Desempenho Profissional
4.
Rio de Janeiro; s.n; 2016. 90 f p. il.
Tese em Português | LILACS | ID: biblio-905016

RESUMO

O estudo toma como objeto a Marcha das Vadias do Rio de Janeiro, movimento político que, ancorado no paradigma dos direitos sexuais e reprodutivos, articula a luta contra a violência de gênero a demandas referentes à autonomia feminina no tocante à sexualidade e à defesa da diversidade sexual. O foco recai sobre as controvérsias em torno desse movimento, a partir da constatação de que as slutwalks valorizam a pluralidade e a diversidade, mas são confrontadas por críticas centradas na reivindicação de identidades específicas baseadas em diferenças. Ao longo de 2014 realizou-se observação participante de reuniões e eventos organizados pelas ativistas da Marcha das Vadias do Rio de Janeiro, posteriormente complementada por entrevistas semiestruturadas. Buscou-se compreender como as especificidades desse ato político enquanto modalidade de ativismo influenciam a maneira pela qual são pensadas igualdade/diferença e políticas de identidade. Um questionamento perpassa toda a dissertação: qual é a possibilidade de alianças entre mulheres, tendo em vista as diferenças e desigualdades entre elas? As análises apontam que mulheres negras e de periferia caracterizam a Marcha das Vadias como um feminismo "elitista e branco", questionando a dimensão libertadora atribuída ao termo "vadia". A despeito do comprometimento das ativistas com preceitos democráticos - resumidos no ideal de "horizontalidade" -, as interações foram marcadas por denúncias de hierarquizações, nas quais os marcadores raça e geração foram centrais. Por fim, os significados atribuídos às figuras de vítima/agressor, que nas dinâmicas internas se desdobraram em opressoras/oprimidas, apontam para possibilidades e limites de estratégias políticas nas quais a vulnerabilidade não é associada a falta de agência


Assuntos
Humanos , Feminino , Feminismo , Violência de Gênero , Ativismo Político , Pesquisa Qualitativa , Controles Informais da Sociedade , Distância Social , Valores Sociais
5.
Rev. panam. salud pública ; 34(6): 429-436, dic. 2013. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-702718

RESUMO

OBJETIVO: Compreender as repercussões do Programa Bolsa Família (PBF) e analisar seus efeitos nos processos de inclusão e exclusão social vividos pelas famílias pobres no Brasil, em especial sua potencialidade para enfrentar iniquidades em saúde. MÉTODOS: A investigação de abordagem qualitativa empregou a metodologia de estudo de caso com utilização das técnicas de observação participante, pesquisa documental e entrevistas semiestruturadas com famílias beneficiárias e ex-beneficiárias do PBF, além de gestores municipais. O estudo foi conduzido em um município de pequeno porte do estado do Rio de Janeiro, com elevado índice de exclusão social e cobertura de 100% da Estratégia Saúde da Família (ESF).A abordagem dosprocessos deinclusão e exclusão socialem suas dimensões econômica, social, política e cultural foi utilizada para orientar a coleta e análise dos dados. RESULTADOS: O programa favoreceu a inclusão social das famílias pobres, especialmente nas dimensões econômica e social, apesar de não promover as mudanças reivindicadas pelos beneficiários na esfera do trabalho. Os efeitos na dimensão política foram limitados pelo funcionamento inadequado das instâncias de participação social. Os entrevistados destacaram os efeitos positivos da ESF relacionados ao usufruto do direito à saúde, em particular a ampliação do acesso e utilização de serviços de saúde de atenção primária. No entanto, esses efeitos mostraram-se desvinculados do PBF. CONCLUSÕES: O trabalho aponta efeitos, limites e desafios do PBF para modificar os determinantes sociais produtores de iniquidades da saúde, a fim de que se alterem, de modo mais permanente, as dinâmicas de exclusão/inclusão social de famílias vivendo em situação de pobreza.


OBJECTIVE: To understand the impact of Bolsa Família (PBF), a federal cash transfer program, and to analyze its effects on social inclusion and exclusion processes experienced by low-income families in Brazil, with a focus on the program's potential to help overcome health inequity. METHODS: This qualitative investigation used a case study methodology including observant participation, review of documents, and semi-structured interviews with current and former PBF beneficiaries, as well as with the program's local managers. The study was conducted in a small city in the state of Rio de Janeiro with a high social exclusion index and 100% coverage by the Family Health Strategy (Estratégia Saúde da Família, ESF) program. The economic, political, social, and cultural dimensions of social exclusion and inclusion processes were used to guide data collection and analysis. RESULTS: The program facilitated social inclusion of low-income families, especially in the economic and social dimensions. Nevertheless, it did not produce the changes desired by the beneficiaries in the work dimension. The effects on the political dimension were limited by the insufficient social engagement of the PBF. The interviewees underscored the positive effects of the ESF, which allowed them to exercise their right to health by granting them wider access to primary health care services. However, these effects appeared to be unrelated to the PBF. CONCLUSIONS: The results reveal effects, limitations, and challenges of the PBF towards modifying the social determinants of health inequity, in order to promote more effective changes in the social exclusion/inclusion dynamics affecting low-income families.


Assuntos
Adolescente , Adulto , Idoso , Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Adulto Jovem , Ajuda a Famílias com Filhos Dependentes/organização & administração , Programas Governamentais , Disparidades nos Níveis de Saúde , Disparidades em Assistência à Saúde/estatística & dados numéricos , Ajuda a Famílias com Filhos Dependentes/economia , Brasil , Escolaridade , Emprego , Programas Governamentais/organização & administração , Programas Governamentais/estatística & dados numéricos , Disparidades em Assistência à Saúde/economia , Renda , Pobreza , Avaliação de Programas e Projetos de Saúde , Política Pública , Pesquisa Qualitativa , Discriminação Social , Distância Social , Estados Unidos
6.
Rev. gaúch. enferm ; 34(3): 38-45, set. 2013. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-695254

RESUMO

Pesquisa descritivo-exploratória que objetivou conhecer as repercussões da cirurgia bariátrica na vida laboral do obeso grau III, com pacientes submetidos à gastroplastia em Y de Roux. A coleta de dados foi realizada de junho a julho de 2011, por meio de entrevista individual, originando três Discursos do Sujeito Coletivo: "Mais disposição para o trabalho", "A vida sem comorbidades" e "Outras repercussões da cirurgia bariátrica". Foram incluídos 30 pacientes com média de idade 44±12 anos, sendo 24 (80%) do sexo feminino, 19 (63%) que trabalhavam, 10 (34%) que não trabalhavam, um (3,3%) estudante, 23 (96%) hipertensos e oito (33%) com diagnóstico de Diabetes Mellitus. Constatou-se, também, que 13 (43%) tinham dificuldades no aspecto físico e que 21 (70%) as tinham no aspecto emocional. A cirurgia bariátrica repercutiu favoravelmente na vida laboral do obeso, uma vez que houve redução das comorbidades e das dificuldades físicas e emocionais, favorecendo a reinserção social e profissional do indivíduo.


Investigación descriptiva exploratoria con objeto de comprender los efectos de la cirugía bariátrica en obesidad clase III en la vida laboral, mediante entrevistas individuales con pacientes sometidos a bypass gástrico en Y-Roux. La recolección de datos se llevó a cabo entre junio y julio de 2011, por medio de entrevistas individuales, produciendo tres Discurso del Sujeto Colectivo: "Más disposición a trabajar", "La vida sin comorbidades" y "Otros efectos de la cirugía bariátrica". Se incluyeron 30 pacientes con edad promedio de 44 ± 12 años, y 24 (80%) mujeres, 19 (63%) estaban trabajando y 10 (34%) no trabajaban y un (3%) estudiante, 23(96%) hipertensos y ocho (33%) con un diagnóstico de la diabetes mellitus. Dificultades en la apariencia física: 13 (43%) y el aspecto emocional: 21 (70%). La cirugía bariátrica repercutió favorablemente en la vida laboral de los obesos ya que hubo una reducción de comorbidades y las dificultades físicas y emocionales, lo que favorece la reinserción social y profesional de la persona.


This descriptive exploratory research aims to analyze the effects of bariatric surgery in the lifestyle of people with class III obesity in the workplace, through individual interviews with patients undergoing gastric bypass in Y-Roux. Data collection was conducted in June and July, 2011, by means of individual interviews, yielding three Collective Subject Discourse: "More willingness to work," "Life without comorbidities" and "Other effects of bariatric surgery." 30 patients with mean age 44± 12 years old, 24 (80%) female, 19 (63%) performed paid professional activities, 10 (34%) did not work and one (3.3%) students, 23 (96%) hypertension and eight (33%) with a diagnosis of diabetes mellitus were included in the study. Difficulty handling with physical appearance: 13 (43%) and the emotional aspect: 21 (70%). Bariatric surgery positively affected the lifestyle of obese at work, with reduction in comorbidities and physical and emotional problems, favoring social and professional reintegration of the individuals.


Assuntos
Adulto , Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Derivação Gástrica , Obesidade/cirurgia , Trabalho , Comorbidade , Diabetes Mellitus/epidemiologia , Dislipidemias/epidemiologia , Emoções , Derivação Gástrica/psicologia , Hipertensão/epidemiologia , Estilo de Vida , Obesidade/epidemiologia , Obesidade/psicologia , Ocupações/estatística & dados numéricos , Resistência Física , Pesquisa Qualitativa , Autoimagem , Ajustamento Social , Distância Social
7.
Rev. gaúch. enferm ; 34(2): 54-61, jun. 2013.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-680912

RESUMO

Neste estudo descritivo, de natureza qualitativa, realizado junto a 10 familiares de pessoas com transtorno mental egressas da emergência psiquiátrica do Hospital Municipal de Maringá - PR, o objetivo é apreender de que modo é percebida a aceitação da pessoa com transtorno mental na família e na comunidade. Os dados, coletados no período de outubro a dezembro de 2010, em entrevista aberta, foram submetidos à análise de conteúdo, modalidade temática, da qual resultaram três categorias: "Cuidar, uma necessidade constante", "Convivendo com a pessoa com transtorno mental: um turbilhão de sentimentos", "Um muro construído com estigma e preconceito: necessidade de desconstrução". Conclui-se que a compreensão sobre a doença é essencial para aceitá-la e aceitar ao doente, e o profissional de saúde precisa estar próximo à família, dando-lhe suporte, esclarecendo dúvidas relacionadas à doença, e apoiando-a para que enfrente as dificuldades que emergirem no cotidiano.


The aim of this descriptive and qualitative study is to analyse how acceptance of mental illness is perceived by family members of the patient and the surrounding community. This study was conducted with the help of 10 families of patients with mental disorders admitted to the psychiatric emergency unit of the Municipal Hospital of Maringá, state of Parana, Brazil. Data were collected from October to December 2010, in open interviews and submitted to thematic content analysis, resulting in three categories: "Care, a constant requirement", "Living with a patient with mental illness: a whirlwind of emotions", "A wall constructed with stigma and prejudgement: the need for deconstruction". The conclusion is that an understanding of the disease is vital for acceptance of the illness itself and of the patient, and that healthcare professionals must remain close to the family to provide support, answer queries related to the disease, and help the family to face the difficulties of everyday life.


Este estudio descriptivo de naturaleza cualitativa realizado con 10 familiares de personas con trastorno mental alejadas de la emergencia psiquiátrica del Hospital Municipal de Maringá-PR, tiene el objetivo de aprender cómo los familiares perciben la aceptación de la persona con trastorno mental en la familia y comunidad. Los datos, fueron recolectados en el período de octubre a diciembre 2010, por medio de entrevista abierta y sometidos al análisis de contenido de modalidad temática. Lo que resultó en tres categorías: "Cuidar, una necesidad constante"; "Conviviendo con la persona con trastorno mental: un millón de sentimientos" y "Un muro construido con estigma y prejuicio: necesidad de desconstrucción". Se concluye que la comprensión de la enfermedad es esencial para la aceptación de esta y del enfermo. El profesional de salud necesita estar cerca de la familia para darle soporte, Aclaraciones y dudas relacionadas a la enfermedad y apoyar en el enfrentamiento de las dificultades que surgen en la vida cotidiana.


Assuntos
Feminino , Humanos , Masculino , Relações Familiares , Transtornos Mentais/psicologia , Distância Social , Brasil , Cuidadores/psicologia , Serviço Hospitalar de Emergência , Emoções , Amigos/psicologia , Hospitais Urbanos , Relações Profissional-Família , Unidade Hospitalar de Psiquiatria , Pesquisa Qualitativa , Isolamento Social , Estigma Social , Violência
8.
Saúde Soc ; 22(2): 298-303, abr.-jun. 2013.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-684167

RESUMO

As brasileiras no Japão vivem um estado de dupla discriminação no mercado de trabalho; como migrantes e como mulheres. Neste contexto, a mulher brasileira é alienada socialmente. Este artigo visa explorar o impacto e o sentido da religiosidade na vida destas mulheres e de suas famílias. O estudo é de natureza etnográfica. A pesquisa de campo: observação participante das várias atividades e celebrações do grupo católico e entrevistas com mulheres foi realizada sistematicamente no período de janeiro a junho de 2006, sendo complementado por coleta de dados em junho de 2008 na Diocese de Saitama. Esta Diocese está localizada na região de Kanto e inclui as províncias de Saitama, Gunma, Tochigi e Ibaraki. As missas têm uma participação média de cinquenta a sessenta pessoas, sendo a maioria mulheres. No total foram realizadas quinze entrevistas com as mulheres de vinte e cinco a cinquenta anos que frequentavam periodicamente as paróquias. A situação alienação social pode levar ao aparecimento das "perturbações físico-morais", impelindo as brasileiras a buscarem ajuda nos grupos religiosos. A partir das atividades e práticas religiosas, as brasileiras estabelecem campos de significação e o senso de sua própria identidade na sociedade japonesa. A certeza de poder contar com o apoio do grupo gera conforto para os migrantes que vivem em um ambiente incerto na sociedade receptora. Assim, a busca pela religiosidade pelas migrantes denota três imperativos: busca por apoio social material e/ou emocional, orientação na educação dos filhos e a necessidade de afirmação da identidade.


Assuntos
Humanos , Grupos Étnicos , Japão , Racismo , Religião , Isolamento Social , Socialização , Migrantes , Mulheres , Jornada de Trabalho , Condições de Trabalho , Qualidade de Vida , Distância Social
9.
Braz. dent. j ; 24(2): 174-178, Mar-Apr/2013. graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-675661

RESUMO

Oligodontia is a rare congenital disorder consisting in the absence of six or more teeth. This case report describes a multidisciplinary treatment approach for a 12-year-old male with absence of 11 permanent teeth. Prior to any procedure, all primary teeth were scheduled for extraction due to poor crown-to-root ratio. The treatment plan comprised two phases: 1. orthodontic and speech therapy aimed at overbite and anterior open bite adjustment, as well as tongue position improvement; and 2. prosthetic treatment by insertion of removable temporary partial dentures. The multidisciplinary treatment involving orthodontics, speech and prosthetic therapies have reestablished the masticatory function and aesthetics, allowing the patient to achieve greater self-esteem and better social acceptance.


Resumo A oligodontia é uma doença rara, congênita, caracterizada pela ausência de seis ou mais dentes. Este relato de caso descreve uma abordagem terapêutica multidisciplinar de um adolescente de 12 anos de idade com ausência de 11 dentes permanentes. Antes de qualquer procedimento, todos os dentes decíduos foram extraídos devido à pobre relação coroa-raiz. O plano de tratamento foi constituído por duas fases: 1. terapia ortodôntica e fonoaudiológica com o objetivo de ajuste de sobre-mordida e mordida aberta anterior, bem como melhoria da posição da língua, e 2. tratamento reabilitador protético através da instalação de próteses parciais removíveis provisórias. A abordagem multidisciplinar envolvendo os tratamentos ortodônticos, fonoaudiológico e protético reestabeleceram a função mastigatória e a estética, melhorando a autoestima e aceitação social do paciente. .


Assuntos
Criança , Humanos , Masculino , Anodontia/terapia , Planejamento de Assistência ao Paciente , Equipe de Assistência ao Paciente , Dente Pré-Molar/anormalidades , Dente Canino/anormalidades , Prótese Parcial Removível , Prótese Parcial Temporária , Diastema/terapia , Estética Dentária , Incisivo/anormalidades , Mastigação/fisiologia , Ortodontia Corretiva , Mordida Aberta/terapia , Autoimagem , Distância Social , Fonoterapia , Extração Dentária , Hábitos Linguais/terapia , Dente Decíduo/cirurgia
10.
Rev. salud pública ; 14(supl.2): 69-85, jun. 2012. ilus, tab
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-659943

RESUMO

Objetivo Evaluar los cambios en la motivación autónoma y controlada en un grupo de adolescentes consumidores en riesgo y consumidores excesivos de alcohol, que recibió una intervención basada en la Entrevista Motivacional (EM). Métodos Se implementó una intervención grupal basada en la EM para observar sus efectos sobre los tipos de motivación. Se conformaron dos grupos, un grupo experimental, y un grupo control en un diseño pretest-postest. Participaron en total 63 adolescentes, 31 conformaron el grupo experimental, (80 % hombres) y 32 el grupo control (68 % hombres). La motivación autónoma y la motivación controlada se evaluaron mediante el TSRQ. Resultado El análisis de varianza muestra que los puntajes de la motivación autónoma no presentaron cambios estadísticamente significativos después de la intervención, mientras que la motivación controlada sí los presentó (p<.05), sugiriendo que la intervención promovió este tipo de regulación hacia el consumo moderado, expresada en términos de controles externos, por ejemplo, la aprobación social. Conclusión Estos resultados sugieren que la EM es una técnica promisoria para la intervención con adolescentes colombianos ya que tiene efectos positivos cuantificables sobre los dos tipos de motivación y probablemente la orientación motivacional hacia el control medió los resultados. Es importante considerar en el futuro la orientación motivacional individual y el género.


Objective Assessing changes in autonomous and controlled motivation in a group of young at risk consumers and excessive alcohol consumers receiving motivational interviewing-based (MI) Intervention. Methods MI-based group intervention was put into practice to observe its effects on types of motivation. Two groups were formed (an experimental and a control group) using pretest-posttest design. 63 adolescents participated: 31 formed the experimental group (80 % male) and 32 the control group (68 % male). The treatment self-regulation questionnaire (TSRQ) was used to evaluate autonomous and controlled motivation. Results Analysis of variance revealed that autonomous motivation scores had no statistically significant change after the brief intervention, whereas this was so with controlled motivation (p<.05), suggesting that brief intervention had promoted this type of regulation towards moderate consumption expressed in terms of an external control, such as gaining social approval. Conclusion The above results suggested that MI is a promising technique for intervention with Colombian adolescents as it had measurable positive effects on both types of motivation and motivational orientation toward control probably mediated the results. Individual motivational orientation and gender should be considered in the future.


Assuntos
Adolescente , Criança , Feminino , Humanos , Masculino , Comportamento do Adolescente , Consumo de Bebidas Alcoólicas/psicologia , Entrevista Psicológica , Motivação , Psicologia do Adolescente , Ensaio Clínico , Colômbia , Grupo Associado , Autonomia Pessoal , Comunicação Persuasiva , Distância Social , Inquéritos e Questionários
12.
Rev. panam. salud pública ; 31(1): 54-61, ene. 2012. tab
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-618468

RESUMO

OBJETIVO: El objetivo de este estudio es comprobar cómo influyen en el inicio de la actividad sexual de los jóvenes salvadoreños los mensajes que reciben sobre cuestiones de sexualidad, afectividad y ocio a través de la familia, los amigos y los medios de comunicación. MÉTODOS: Estudio transversal a partir de una muestra representativa de 2 615 estudiantes (de 13 a 19 años) de El Salvador. Se utilizó un muestreo sistemático aleatorio para seleccionar 30 colegios. Se recogieron aspectos sociodemográficos, estilos de vida y fuentes de información sobre sexualidad y amor utilizadas por los jóvenes. RESULTADOS: La edad media de los jóvenes fue de 15 años (DE = 1,8). En total 638 (24,4 por ciento) jóvenes afirmaron haber tenido relaciones sexuales. Los siguientes factores se asociaron con una mayor probabilidad de haber tenido relaciones sexuales: percibir que los hermanos (OR = 1,8, IC 95 por ciento: 1,2-2,7) o los amigos (OR = 1,7, IC 95 por ciento: 1,3-2,2) apoyan que se tengan relaciones sexuales. Como factores protectores se encontraron la supervisión de los padres (OR = 0,5, IC 95 por ciento: 0,4-0,7); recibir mensajes que apoyan la abstinencia por parte de amigos (OR = 0,7, IC 95 por ciento: 0,6-1,0) o hermanos (OR = 0,7, IC 95 por ciento: 0,5-0,8) y recibir mensajes favorables al matrimonio por parte de los padres (OR = 0,4, IC 95 por ciento: 0,3-0,6). CONCLUSIONES: Los mensajes de la familia y amigos son factores que parecen influir en el inicio de las relaciones sexuales de los jóvenes. Los programas de promoción de la salud sexual en El Salvador deberían tener en cuenta estos factores.


OBJECTIVE: The objective of this study is to verify the influence of messages Salvadorian youth receive about sexuality, affection, and leisure from family, friends, and the media on the initiation of sexual activity. METHODS: Cross-sectional study based on a representative sample of 2 615 students (from 13 to 19 years of age) in El Salvador. A random systematic sampling was used to select 30 schools. Sociodemographic aspects, lifestyles, and sources of information on sexuality and love used by the young people were collected. RESULTS: The average age of the young people studied was 15 (SD = 1.8). In all, 638 (24.4 percent) of the young people stated that they had had sexual relations. The following factors are associated with a greater probability of having had sexual relations: a perception that siblings (OR = 1.8, CI 95 percent: 1.2-2.7) or friends (OR = 1.7, CI 95 percent: 1.3-2.2) encourage them to have sex. Protective factors were found to be the supervision of parents (OR = 0.5, CI 95 percent: 0.4-0.7); messages received from friends that encourage abstinence (OR = 0.7, CI 95 percent: 0.6-1.0) or from siblings (OR = 0.7, CI 95 percent: 0.5-0.8); and favorable messages related to marriage received from parents (OR = 0.4, CI 95 percent: 0.3-0.6). CONCLUSIONS: Messages from family and friends are factors that seem to influence the initiation of sexual activity by young people. Sexual health promotion programs in El Salvador should take these factors into account.


Assuntos
Adolescente , Feminino , Humanos , Masculino , Adulto Jovem , Comportamento do Adolescente , Família , Amigos , Comportamento de Busca de Informação , Comportamento Sexual , Atitude , Estudos Transversais , El Salvador , Hábitos , Promoção da Saúde , Comportamento Imitativo , Internet , Atividades de Lazer , Casamento , Meios de Comunicação de Massa , Distância Social , Fatores Socioeconômicos , Inquéritos e Questionários , Abstinência Sexual/psicologia , Ensino
13.
Physis (Rio J.) ; 21(4): 1451-1467, out.-dez. 2011. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-611083

RESUMO

O artigo tem como objetivo geral analisar os modelos que podem explicar a invisibilidade de lésbicas e mulheres bissexuais na área da assistência integral à saúde da mulher. Ao se discutir a homossexualidade em geral, contribui-se para que sejam desconstruídas visões naturalistas que destituem das pessoas o papel de agentes de sua própria sexualidade, impedindo-as de exercer o direito de viverem orientações sexuais diferentes das heteronormatizadas. Para o referencial teórico, foram utilizados os conceitos habitus e o campo de Pierre Bourdieu. Como método de estudo, empregou-se o desenho de ensaio, baseando-se em dois conjuntos de fontes: artigos publicados na área da saúde sobre o assunto, acessados no portal da Biblioteca Virtual de Saúde (BVS), e documentos governamentais relacionados ao atendimento às demandas de saúde de lésbicas, mulheres bissexuais ou que vivenciam relações homoafetivas e/ou homoeróticas. Concluiu-se que lésbicas e mulheres bissexuais não têm apoio por parte dos profissionais de saúde para verbalizar suas orientações sexuais quando buscam assistência. Tal situação escamoteia um atendimento seguro, produzindo exclusão e violência simbólica, apesar dos programas governamentais preconizarem o contrário.


This paper aims to analyze the models that may explain the invisibility of lesbian and bisexual women in the area of women's whole health care assistance. Discussing homosexuality in general, a contribution is made to deconstruct naturalist views which destitute people from their role of agents of their own sexuality, preventing them of exercising their right to live different sexual orientations other than those hetero-normative. For the theoretical reference, Pierre Bourdieu's concept of habitus and field was used. Papers published on the subject in the health care field accessed through the site of the Virtual Health Library (BVS) and government documents that provide health care programs and services to women who admit publicly to be lesbian or bisexual or for those who are experiencing homo-affective and/or homoerotic relations. It was then concluded that lesbian and bisexual women do not have any kind of support from health care professionals, in the whole health care field for women, helping them verbalize their sexual orientation, when they seek assistance.


Assuntos
Humanos , Feminino , Assistência Integral à Saúde/tendências , Identidade de Gênero , Homossexualidade Feminina , Preconceito , Distância Social , Serviços de Saúde da Mulher/tendências , Violência
14.
Estud. psicol. (Natal) ; 16(1): 91-98, jan.-abr. 2011.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-594458

RESUMO

A atribuição de características indesejáveis a alguém pode conduzir à rejeição da pessoa rotulada, ocasionando o distanciamento social. O presente estudo teve como objetivos, avaliar as diferenças entre o desejo de distanciamento social dos profissionais de saúde da cidade de Juiz de Fora-MG, Brasil, em relação aos dependentes de álcool, maconha e cocaína, e possíveis relações entre o desejo de distanciamento social em cada um dos casos e variáveis sociodemográficas desses profissionais. Os resultados demonstraram que o distanciamento social foi maior para o dependente de cocaína, não havendo diferença significativa entre os escores das escalas para dependentes de álcool e maconha. Os julgamentos de distância social foram independentes de qualquer característica sociodemográfica da amostra, com exceção do aspecto "nível profissional" em relação ao dependente de álcool. O estudo do desejo de distância social dos profissionais de saúde pode contribuir para a implementação de estratégias de melhora dos serviços.


The attribution of undesirable characteristics to a person may lead to rejection and social distance. This study aims to evaluate differences on desire for social distance related to dependents of marijuana, alcohol and cocaine, among health professionals from Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil. Relation between desire for social distance and the professionals socio-demographics characteristics was also availed. The results demonstrated greater social distance related to cocaine dependents and no significant difference between the scores for marijuana and alcohol dependents. Social distance judgements were not significantly correlated to any socio-demographics characteristics but "professional level", that correlated with "dependent of alcohol" scores. Studying social distances may contribute to the implementation of strategies that may lead to services improvement.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto Jovem , Distância Social , Percepção Social , Estereotipagem , Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias , Pessoal de Saúde
15.
Rev. psiquiatr. clín. (São Paulo) ; 38(5): 173-177, 2011. graf, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-602369

RESUMO

CONTEXTO: A literatura acerca da maneira como a população geral estigmatiza indivíduos com distúrbios mentais aumentou consideravelmente nas últimas décadas. Mas a dúvida sobre se os psiquiatras também estigmatizam seus pacientes ainda permanece. OBJETIVO: O presente estudo visou avaliar as atitudes de psiquiatras brasileiros em relação aos indivíduos com esquizofrenia. MÉTODOS: Dos cerca de 6.000 participantes do Congresso Brasileiro de Psiquiatria em 2009, 1.414 psiquiatras concordaram em participar do estudo. Entrevistas face a face foram realizadas utilizando um questionário que avaliava o estigma em três dimensões: estereótipos, distância social e preconceito, todas relacionadas a alguém com esquizofrenia. Opinião sobre medicações psicotrópicas e tolerância aos efeitos colaterais também foram avaliadas. Dados sociodemográficos e profissionais foram coletados. RESULTADOS: Psiquiatras brasileiros tenderam a estereotipar negativamente pessoas com esquizofrenia. Estereótipos negativos correlacionaram-se com uma melhor opinião sobre medicações psicotrópicas e com maior tolerância a efeitos colaterais. Idade maior correlacionou-se com estereótipos positivos e com menor preconceito. CONCLUSÃO: Os psiquiatras estigmatizam indivíduos com esquizofrenia e possivelmente têm certa dificuldade em admitir esse fato. Campanhas antiestigma para profissionais de saúde mental devem ser promovidas.


BACKGROUND: Literature on how the general population stigmatizes individuals with mental disorders has increased considerably over the last decades. But the question remains if psychiatrists also stigmatize their patients. OBJECTIVE: The present study aimed to assess Brazilian psychiatrists' attitude towards individuals with schizophrenia. METHODS: Out of the approximately 6,000 participants of the 2009 National Psychiatry Congress in Brazil, 1,414 psychiatrists agreed to undergo the survey. Face-to-face interviews were conducted using a questionnaire that assessed stigma in three dimensions: stereotypes, social distance and prejudice towards a person with schizophrenia. Their opinion on psychotropic drugs and tolerance of side-effects were also assessed. Socio-demographic and professional data were collected. RESULTS: Brazilian psychiatrists tend to negatively stereotype individuals with schizophrenia. More negative stereotypes correlated with a positive opinion on psychotropic drugs and with a higher tolerance of side-effects. Higher age was correlated with positive stereotyping and with less prejudice. DISCUSSION: Psychiatrists stigmatize individuals with schizophrenia and possibly find it difficulty admit this fact. Anti-stigma campaigns among mental health professionals should be promoted.


Assuntos
Pessoal Técnico de Saúde , Preconceito , Psiquiatria , Esquizofrenia , Distância Social , Estereotipagem
17.
Estud. psicol. (Natal) ; 13(2): 107-116, maio-ago. 2008. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-506090

RESUMO

Foi realizada uma pesquisa com o objetivo de caracterizar os princípios organizadores da representação social de jovens e adultos não-idosos sobre envelhecimento. Houve participação de 469 indivíduos, que foram convidados a responder um instrumento que lhes pedia a evocação de 7 a 10 palavras sobre envelhecimento, por meio de mensagens divulgadas em comunidades de internet. Por meio de análises de correspondências com o programa Spad, foi identificado um princípio geral opondo perdas e ganhos, típico da representação sobre envelhecimento, e também os contrastes entre os grupos de diferentes faixas etárias, permitindo caracterizar a mudança do pensamento acerca de envelhecimento com o passar da idade. Discute-se também a necessidade de caracterizações estruturais mais precisas sobre a representação do envelhecimento.


A study was carried out with the goal of describing the organizing principles related to the social representation of young and non-elderly adult people about aging. A number of 469 individuals participated. They were invited to answer an instrument which asked them for 7 to 10 word evocations on aging, by means of messages spread through internet communities. Through correspondence analyses executed with the aid of the Spad software, a general principle opposing losses and gains was identified, which is typical of the representation on aging, and there were also contrasts among the groups of different age ranges, allowing for a description of the change in thought concerning aging with the passing of years. The need of more precise structural characterizations about the social representation on aging is also discussed.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Envelhecimento/psicologia , Relação entre Gerações , Psicologia Social , Distância Social
18.
Rev. colomb. bioét ; 3(1)ene.-jun. 2008.
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-616084

RESUMO

Este trabajo de reflexión tiene como propósito hacer en un primer momento algunas consideraciones generales acerca del concepto de exclusión social, planteando el problema desde la experiencia profesional con un número importante de “habitantes de la calle”, quienes por padecer trastornos mentales fueron analizados por la psiquiatría. Los aportes que proporciona la bioética necesariamente ampliaron la visión del fenómeno para una comprensión más global. En un segundo momento se demuestra que el fenómeno de exclusión social, no es un asunto nuevo sino que ha acompañado a la humanidad probablemente desde que se tiene memoria y que las estrategias de manejo no han sido muy variadas. A continuación se hace una aproximación al estudio de la exclusión social ubicándolo en el contexto sociocultural y económico de la Bogotá actual. Se hace mención de algunos intentos locales de conceptualización y manejo. Por último se analiza el problema desde la bioética, para llegar a su examen desde la justicia distributiva. No se pretende dar posibles soluciones, sólo se trata de hacer un llamado a la reflexión.


Assuntos
Bioética , Pessoas em Situação de Rua , Transtornos Mentais , Saúde Mental , Preconceito , Distância Social , Justiça Social , Colômbia
19.
Cad. saúde pública ; 22(6): 1257-1265, jun. 2006.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-428308

RESUMO

Neste artigo, apresentamos os resultados da pesquisa qualitativa que desenvolvemos a partir do material de arquivo de um serviço de saúde referente a quatro grupos terapêuticos ocorridos entre 1995 e 1997. Nosso objetivo foi reconstruir a trajetória de vida e trabalho de portadoras das LER, considerando as suas relações com os familiares, parentes, amigos, empresa, colegas de trabalho, com os serviços de saúde e os impactos sobre a vida cotidiana. As informações descritas corroboram com os dados encontrados na literatura científica referentes à maior freqüência das LER entre as mulheres e permite-nos elencar um rol de necessidades relacionadas à questão dos sofrimentos biopsicossociais decorrentes, sugerindo a necessidade de novas pesquisas de investigação e intervenção, com intuito de produzir tecnologias assistivas e preventivas que coloquem fim nesta trilha de adoecimento.


Assuntos
Adulto , Feminino , Humanos , Transtornos Traumáticos Cumulativos/psicologia , Doenças Profissionais/psicologia , Dor , Distância Social , Estresse Psicológico , Trabalho , Transtornos Traumáticos Cumulativos/fisiopatologia , Eficiência , Identidade de Gênero , Serviços de Saúde , Relações Interpessoais , Ocupações , Doenças Profissionais/fisiopatologia , Dor/etiologia , Fatores de Risco , Estresse Psicológico/etiologia , Carga de Trabalho , Local de Trabalho
20.
Estud. pesqui. psicol. (Impr.) ; 5(2): 51-66, jul.-dez. 2005.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-498102

RESUMO

O presente artigo discute a produção histórica de alguns dos chamados equipamentos sociais de proteção à infância, problematizando os contextos políticos nos quais eles emergem. As análises se fundamentam em experiências desenvolvidas pelas autoras em Juizados da Infância e da Juventude e em Conselhos Tutelares, permitindo pensar instituições sociais como infância, assistência, família, dentre outras. As discussões presentes no texto apontam que a relação de tutela e as políticas de proteção, muitas vezes, resultam em práticas de exclusão e não na garantia dos direitos conquistados e estabelecidos em lei. Dessa forma, faz-se necessário pensar os modos de funcionamento das relações de proteção voltadas aos setores infanto-juvenis, trazendo para o debate sua produção histórico-política.


The present article discusses the historical production of some of the called children’s protection social equipment, problematizing the political contexts in which they emerge. The analyses are based on experiences developed by the authors in Children and Youth Judgements and in the Tutelary Councils. These experiences take the authors to question social institutions as infancy, assistance, family, youth, in between others. The debates present in this text point out that the tutelary relation, as well as the protection policies many times result into practices of exclusion, not necessarily guaranteeing the rights conquered and established in law. Therefor, it is necessary to think and analyse the historical way that protection relationships involving infancy and youth have been produced.


Assuntos
Criança , Defesa da Criança e do Adolescente , Criança Institucionalizada , Distância Social
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA