Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 2.973
Filtrar
1.
Enferm. actual Costa Rica (Online) ; (38): 136-150, Jan.-Jun. 2020. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1090092

RESUMO

Resumo O objetivo deste estúdio elaborar protocolo que direcione os enfermeiros das Unidades Básicas de Saúde do município de Currais Novos/RN para a realização do Teste do Reflexo Vermelho às crianças na consulta de Crescimento e Desenvolvimento. Pesquisa do tipo relato de experiência, realizada em duas etapas, a revisão integrativa de literatura e a construção do protocolo. Através da revisão integrativa de literatura nas bases de dados Lilacs, Scielo e Medline, acrescida de manuais e livros, foram analisadas 10 referências entre os anos de 2010 a 2017. Posteriormente, foi elaborado o protocolo para realização do TRV pelos enfermeiros, sendo abordados os principais critérios e técnicas a serem considerados para execução do exame. Conclui-se que o protocolo é de extrema importância, podendo ser utilizado em momentos de capacitações futuras e no cotidiano assistencial dos profissionais enfermeiros, de modo a promover uma melhor assistência à saúde ocular desses indivíduos.


Abstract The aim of this study was to elaborate a protocol that directs the nurses of the Basic Health Units of the municipality of Currais Novos/RN for the accomplishment of the Red Reflex Test to the children in the consultation of Growth and Development. Research type experience report, realized in two stages, the integrative review of findings and the protocol construction. Through the integrative literature review in the Lilacs, Scielo and Medline databases, with manuals and books, 10 references were analyzed between the years 2010 and 2017. Posteriorly, the protocol was elaborated for the accomplishment of the Red Reflex Test by the nurses, being the main criteria and techniques to be considered for the examination. It concluded that the protocol is of extreme importance and can be used in future training sessions and in the day-to-day care of nursing professionals, in order to promote better assistance to the ocular health of these individuals.


Resumen El objetivo de este estudio fue elaborar un protocolo que dirija a los enfermeros de las Unidades Basicas de Salud del Municipio de Currais Novos/RN para la realización del Test del Reflejo Rojo a los niños en la consulta de Crecimiento y Desarrollo. Se realizó un informe de experiencias realizada en dos etapas, la revisión integrativa de literatura y la construcción del protocolo. A través de la revisión integrativa de literatura en las bases de datos Lilacs, Scielo y Medline, más los manuales y libros, se analizaron 10 referencias entre los años 2010 a 2017. Posteriormente, se elaboró el protocolo para la realización del Test de Reflejo rojo por los enfermeros, siendo abordados los principales criterios y técnicas a ser considerados para la ejecución del examen. Se concluye que el protocolo es de extrema importancia, pudiendo ser utilizado en momentos de capacitaciones futuras y en el cotidiano asistencial de los profesionales enfermeros, para promover una mejor asistencia a la salud ocular de estos individuos.


Assuntos
Humanos , Brasil , Desenvolvimento Infantil , Crescimento e Desenvolvimento , Técnicas de Diagnóstico Oftalmológico , Cuidados de Enfermagem
2.
Demetra (Rio J.) ; 15(1): e46047, jan.- mar.2020. tab
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: biblio-1103667

RESUMO

Comparar as características da alimentação complementar de lactentes cujas mães referiram praticar o baby-led weaning com aquelas que relataram utilização da abordagem tradicional. Métodos: Estudo quantitativo descritivo com entrevistas online de mães de bebês de 1 a 2 anos, convidadas via redes sociais a preencherem formulário contendo dados socioeconômicos, de aleitamento materno e relativos à alimentação complementar. As diferenças entre os grupos foi verificada por meio dos teste t ou do qui-quadrado. Resultados: Foram identificadas 208 entrevistadas (57,9%) que relataram usar a abordagem tradicional e 151 (42,1%), o baby-led weaning. Dos bebês em baby-led weaning, 84,1% mantinham-se em aleitamento materno, contra 56,2% em abordagem tradicional, e foram menos expostos a fórmulas, espessantes, mamadeiras e chupetas (p<0,05). Quanto à alimentação complementar, 7,3% do grupo baby-led weaning iniciou antes dos 6 meses, comparados aos 23,1% do grupo abordagem tradicional (p<0,05). Observaram-se diferenças estatisticamente significantes para a idade de introdução da maioria dos grupos de alimentos, para utilização de produtos ultraprocessados, sucos, açúcar e sal. Aqueles em baby-led weaning chegaram, significativamente, aos 12 meses com diferenças quanto a compartilhar a comida da família (71,5% vs 11,5%), sentar-se adequadamente à mesa (89,4% vs 66,8%) e utilizando a consistência adequada dos alimentos (74,2% vs 62,0%). Conclusão: No presente estudo, lactentes cujas mães relataram realizar o baby-led weaning caracterizaram-se pela introdução de alimentos atendendo às recomendações nacionais comparados àqueles que foram expostos à abordagem tradicional. (AU)


Objective: To compare the characteristics of complementary feeding for infants whose mothers reported practising baby-led weaning with those who reported using the traditional approach. Methods: Quantitative descriptive study with online interviews of mothers of infants aged 1 to 2 years, invited via social net-works to complete a form containing socioeconomic, breastfeeding and com-plementary feeding data. The differences between the groups were verified using t-test or chi-square. Results: 208 respondents (57.9%) were identified who reported using the traditional approach and 151 (42.1%), baby-led wean-ing. Of the babies in the baby-led weaning group, 84.1% were breastfeeding, against 56.2% following the traditional approach; they were also less exposed to formulas, thickeners, bottles and pacifiers (p <0.05). In terms of complemen-tary feeding, 7.3% of the baby-led weaning group initiated this before 6 months compared with 23.1% in the traditional approach group (p <0.05). Statistically significant differences were observed for the age of introduction of most food groups and for the use of ultra-processed foods, juices, sugar and salt. At 12 months those following baby-led weaning were significantly more likely to be sharing family food (71.5% vs 11.5%), to be seated appropriately at the table (89.4% vs 66.8%) and to be eating foods of an appropriate consistency (74.2% vs. 62.0%). Conclusion: In the present study, infants whose mothers reported following baby-led weaning were more likely to be introduced to food in ac-cordance with national recommendations compared with those who were ex-posed to the traditional approach. (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Lactente , Adulto , Aleitamento Materno , Desenvolvimento Infantil , Nutrição Materna , Fenômenos Fisiológicos da Nutrição do Lactente , Leite Humano
3.
Nursing (Säo Paulo) ; 23(260): 3507-3511, jan.2020.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1095413

RESUMO

O objetivo foi identificar o impacto da depressão pós-parto no aleitamento materno e no desenvolvimento infantil. Tratou-se de uma Revisão Integrativa de Literatura realizada a partir da busca de artigos nas bases de dados Pubmed e Biblioteca Virtual em Saúde. Inicialmente foram encontrados 1.413 artigos, entretanto, após aplicação dos critérios de exclusão, foram selecionados oito artigos. A sintomatologia da depressão pós-parto materna pode ter implicações no aleitamento materno e, também, implicações duradouras no desenvolvimento infantil, que podem estender-se até a vida adulta. A literatura evidenciou que intervenções precoces e preventivas envolvendo mães com sintomas sugestivos de depressão pós-parto são necessárias e reduzem o impacto deste quadro no aleitamento materno e no desenvolvimento infantil, principalmente se forem identificadas e tratadas no período pré-natal. Os profissionais de saúde são uma rede de apoio essencial na identificação e encaminhamento de mães com sinais sugestivos de depressão pós-parto para avaliação,tratamento e rede de apoio.(AU)


The objective was to identify the impact of postpartum depression on breastfeeding and child development. This was an Integrative Literature Review based on the search articles in the Pubmed and Virtual Health Library databases. Initially, 1413 articles were found, however, after applying the exclusion criteria, eight articles were selected. Symptoms of maternal postpartum depression may fave implications for breastfeeding as well as lasting implications for child development, wich may extend into adulthood. The literature has shown that early and preventive interventions involving mothers with symptoms suggestive of postpartum depression are necessary and reduce the impact of this condition on breastfeeding and child development, especially if they are identified and treated in the prenatal period. Health professionals are an essential support network in the identification and referral of mothers with signs suggestive of postpartum depression for evaluation, treatment and support network.(AU)


El objetivo fue identificar el impacto de la depresión posparto en la lactancia materna y el desarrollo infantil. Esta fue uma Revisión Integral de Literatura basada en la búsqueda de artículos em las bases de datos Pubmed y Biblioteca Virtual em Salud. Inicialmente, se encontraron 1413 artículos, sin embargo, después de aplicar los criterios de exclusión, se seleccionaron ocho artículos . Los sintomas de la depresión pós-parto materna pueden tener implicaciones para la lactancia materna, así como implicaciones duraderas para el deserrollo infantil, que puedem extenderse hasta la edad adulta. La literatura ha demostrado que las intervenciones tempranas y preventivas que involucran a madres con síntomas sugestivos de depresión posparto son necesarias y reducen el impacto de esta afección en la lactancia materna y el desarrollo infantil, especialmente si se identifican y tratan en el período prenatal. Los profesionales de la salud son una red de apoyo esencial en la identificación y derivación de madres con signos que sugieren depresión posparto para evaluación,tratamento y red de apoyo.(AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Recém-Nascido , Lactente , Aleitamento Materno , Desenvolvimento Infantil , Saúde Materno-Infantil , Fatores de Risco , Depressão Pós-Parto
4.
Fisioter. Pesqui. (Online) ; 27(1): 41-47, jan.-mar. 2020. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1090407

RESUMO

RESUMO As cardiopatias congênitas (CC) estão entre as principais causas de morbimortalidade na primeira infância e os lactentes com essa condição podem apresentar atrasos no desenvolvimento neuropsicomotor (DNPM). O objetivo deste estudo foi avaliar a influência da CC no DNPM de lactentes. Trata-se de um estudo observacional com avaliação do desenvolvimento neuropsicomotor realizada pela Bayley Scales of Infant and Toddler Development (BSID-III). As condições maternas e clínicas dos lactentes foram verificadas no relatório de alta médica e na caderneta de saúde da criança, e a condição socioeconômica das famílias pelo Critério da Classificação Econômica Brasil. Para associar as variáveis clínicas e o DNPM foram utilizados o coeficiente de correlação de Spearman e o teste de razão de verossimilhança. Foram avaliados 18 lactentes, com predomínio do sexo feminino (72,2%). A maioria das mães (47,1%) possuía ensino médio completo ou superior incompleto, com média da idade de 27,2±5,5 anos. Houve correlação das escalas do BSID-III com as variáveis quantitativas analisadas: escala motora com o peso (p=0,02 e r=0,54) e com uso de oxigenoterapia (p=0,009 e r=−0,591); já para as variáveis qualitativas as associações foram entre: escala motora e condição socioeconômica (p=0,015), escala motora e comunicação interatrial - (CIA) (p=0,023) e escala da linguagem e CIA (p=0,038). A CC influenciou o DNPM, principalmente no aspecto motor. Além disso peso, diagnóstico de CIA, uso de oxigenoterapia e condição socioeconômica foram considerados como principais fatores de risco para o atraso no DNPM.


RESUMEN Las cardiopatías congénitas (CC) se encuentran entre las principales causas de morbimortalidad en la primera infancia, y los lactantes con esta afección pueden tener retrasos en el desarrollo neuropsicomotor (DNPM). El presente estudio tuvo el objetivo de evaluar la influencia de las CC en el DNPM de los lactantes. Este es un estudio observacional en el cual se evaluó el desarrollo neuropsicomotor utilizando la Bayley scales of infant and toddler development (BSID-III). Las condiciones maternas y clínicas de los lactantes se obtuvieron en el informe de alta médica y en la libreta de salud del niño, y el estado socioeconómico de las familias en el Criterio de Clasificación Económica de Brasil. Para asociar las variables clínicas y el DNPM, se utilizaron el coeficiente de correlación de Spearman y la prueba de razón de probabilidad. Se evaluaron a 18 lactantes, con un predominio del sexo femenino (72,2%). La mayoría de las madres (47,1%) tenían la secundaria completa o la educación superior incompleta, con una edad promedio de 27,2±5,5 años. Hubo una correlación entre las escalas BSID-III y las variables cuantitativas analizadas: escala motora con el peso (p=0,02 y r=0,54) y con el uso de oxigenoterapia (p=0,009 y r=−0,591); para las variables cualitativas, las asociaciones fueron entre: escala motora y estado socioeconómico (p=0,015), escala motora y comunicación interauricular (CIA) (p=0,023) y escala de lenguaje y CIA (p=0,038). Las CC influyeron en el DNPM, principalmente en el aspecto motor. Además, el peso, el diagnóstico de CIA, el uso de oxigenoterapia y el estado socioeconómico fueron considerados los principales factores de riesgo para el retraso en el DNPM.


ABSTRACT Congenital heart defects (CHD) are among the main causes of morbidity and mortality in infants who has this impairment may present delays in neuropsychomotor development (NPMD). This study assesses the influence of CHD on NPMD of infants. This is an observational study assessing neuropsychomotor development performed by Bayley Scales of Infant and Toddler Development - BSID-III. The Brazilian Economic Classification Criteria was used to verify the socioeconomic status of the families and also the maternal and infants' clinical conditions were verified in the medical discharge report and in the child's health handbook. For the association between the quantitative and qualitative variables with the NPMD, the Spearman's correlation coefficient and the likelihood ratio test were used. A total of 18 infants were assessed, with a predominance of females (72.2%). Most mothers (47.1%) had complete high school or incomplete higher education, with a mean age of 27.2±5.5 years. There was a correlation between the BSID-III scales and the quantitative variables analyzed: motor scale with weight (p=0.02 and r=0.54) and oxygen therapy (p=0.009 and r=−0.591); besides that, the qualitative variables correlation were: motor scale and socioeconomic condition (p=0.015), motor scale and Interatrial Communication - IAC (p=0.023) and language with IAC scales (p=0.038). CHD influences the delay of NPMD, mainly for motor aspect. Furthermore, weight, diagnosis of IAC, use of oxygen therapy and socioeconomic status were considered the main risk factors for the delay in NPMD.


Assuntos
Humanos , Lactente , Transtornos Psicomotores/etiologia , Transtornos das Habilidades Motoras/etiologia , Transtornos do Neurodesenvolvimento/etiologia , Cardiopatias Congênitas/complicações , Oxigenoterapia/efeitos adversos , Transtornos Psicomotores/diagnóstico , Fatores Socioeconômicos , Desenvolvimento Infantil/fisiologia , Estudos Transversais , Transtornos Cognitivos/diagnóstico , Transtornos Cognitivos/etiologia , Transtornos das Habilidades Motoras/diagnóstico , Transtornos do Neurodesenvolvimento/diagnóstico , Hospitalização , Transtornos da Linguagem/diagnóstico , Transtornos da Linguagem/etiologia , Tempo de Internação , Testes Neuropsicológicos
5.
Fisioter. Pesqui. (Online) ; 27(1): 48-56, jan.-mar. 2020. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1090408

RESUMO

RESUMO O objetivo deste estudo foi avaliar o desenvolvimento motor de crianças de quatro a 17 meses e investigar sua associação com fatores de risco sociodemográficos. Estudo transversal, descritivo, composto por crianças de quatro a 17 meses provenientes da unidade de internação pediátrica de um hospital público de Porto Alegre (RS), clinicamente estáveis e com alta breve prevista. Para a avaliação dos fatores de risco sociodemográficos foi utilizado um questionário elaborado pelas pesquisadoras, que abordou fatores biológicos, sociais e ambientais. Para a avaliação do desenvolvimento motor foi utilizada a Alberta Infant Motor Scale na versão traduzida, adaptada e validada para a população brasileira. Para a análise estatística foi utilizado o teste t de Student e o teste qui-quadrado, com nível de significância de 5% (p≤0,05). De um total de 110 crianças avaliadas, o desempenho motor se mostrou aquém do esperado em mais da metade delas (63,6%, n=70). Houve associação estatisticamente significativa entre o desenvolvimento motor e vacinas atrasadas (p=0,005), convivência com tabagistas em casa (p=0,047) e recebimento de benefício socioeconômico (p=0,036). Conclui-se que esses fatores sociais podem estar associados a fatores de risco ao desenvolvimento motor de crianças de quatro a 17 meses.


RESUMEN El presente estudio tuvo el objetivo de evaluar el desarrollo motor de niños de 4 a 17 meses de edad e investigar su asociación con factores de riesgo sociodemográficos. Es un estudio transversal, descriptivo, en el cual participaron niños de 4 a 17 meses de la unidad de hospitalización pediátrica de un hospital público en Porto Alegre (Brasil), clínicamente estables y con la espera de recibir el alta pronto. Para la evaluación de los factores de riesgo sociodemográficos, se utilizó un cuestionario desarrollado por los investigadores, que abordó los factores biológicos, sociales y ambientales. Para la evaluación del desarrollo motor, se utilizó la Alberta Infant Motor Scale en la versión traducida, adaptada y validada para la población brasileña. En el análisis estadístico, se aplicaron la prueba t de Student y la prueba chi-cuadrado, con un nivel de significación del 5% (p≤0,05). De 110 niños evaluados, más de la mitad de ellos (63,6%, n=70) tuvieron rendimiento motor inferior a lo esperado. Hubo una asociación estadísticamente significativa entre el desarrollo motor y las vacunas tardías (p=0,005), la convivencia con fumadores en el hogar (p=0,047) y el recibimiento de beneficios socioeconómicos (p=0,036). Se concluye que estos factores sociales pueden estar asociados con factores de riesgo para el desarrollo motor de niños de 4 a 17 meses.


ABSTRACT This study aimed to evaluate the motor development of children aged four to 17 months and investigate its association with sociodemographic risk factors. This is a cross-sectional descriptive study conducted with clinically stable children aged four to 17 months from the pediatric inpatient unit of a public hospital in Porto Alegre, RS, and whose hospital discharge would happen soon. For the evaluation of sociodemographic risk factors, a questionnaire developed by the researchers was used which addressed biological, social and environmental factors. The Alberta Infant Motor Scale (AIMS), in its version translated, adapted and validated to Brazilian Portuguese, was used in the evaluation of motor development. In statistical analysis, Student's t-test and Chi-square test were used with significance level of 5% (p≤0.05) for all tests. From a total of 110 evaluated children, motor performance was lower than expected in more than half of them (63.6%, n=70). Motor development presented statistically significant associations with delayed vaccines (p=0.005), cohabitation with smokers (p=0.047), and receiving socioeconomic benefits (p=0.036). In conclusion, social factors such as delayed vaccines, cohabitation with smokers and receiving socioeconomic benefits may be associated with risk factors related to motor development of children aged four months to 17 months old.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Lactente , Desenvolvimento Infantil , Vulnerabilidade Social , Destreza Motora/fisiologia , Fatores Socioeconômicos , Poluição por Fumaça de Tabaco , Deficiências do Desenvolvimento/prevenção & controle , Deficiências do Desenvolvimento/reabilitação , Deficiências do Desenvolvimento/epidemiologia , Epidemiologia Descritiva , Estudos Transversais , Inquéritos e Questionários , Fatores de Risco , Transtornos Motores/diagnóstico , Transtornos Motores/prevenção & controle , Transtornos Motores/reabilitação , Transtornos Motores/epidemiologia
7.
Psico (Porto Alegre) ; 51(1): e-31622, 2020.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1097652

RESUMO

Este estudo investigou o efeito mediador do conhecimento materno sobre o desenvolvimento infantil na relação entre escolaridade materna e indicadores desenvolvimentais no primeiro ano de vida. Participaram do estudo 28 mães de bebês com 11 meses de vida, selecionadas em duas Unidades Básicas de Saúde da cidade de Salvador/Brasil. O conhecimento materno sobre desenvolvimento foi avaliado com o Inventário do Conhecimento do Desenvolvimento Infantil (KIDI) e o desenvolvimento dos bebês foi medido pela Escala de Desenvolvimento do Comportamento da Criança (EDCC). As análises de regressão mostraram que o conhecimento materno sobre o desenvolvimento infantil é uma variável mediadora pura da relação entre a escolaridade materna e os indicadores desenvolvimentais do bebê. Discute-se o suporte fornecido pela educação formal para que os pais possam se beneficiar de informações sobre o desenvolvimento e recomenda-se o investimento na educação básica e na divulgação de informações sobre o desenvolvimento infantil em serviços públicos de saúde.


This study investigated the mediating effect of maternal knowledge on child development in the relationship between maternal education level and developmental indicators in the first year. Twenty-eight mothers of 11-month-old infants, selected at two Basic Health Units in the city of Salvador/Brazil, participated in the study. Maternal developmental knowledge was assessed with the KIDI and infant development was measured by the EDCC. The regression analyses showed that maternal knowledge about child development is a pure mediating variable of the relationship between maternal schooling and developmental indicators of the baby. Support provided by formal education so that parents can benefit from developmental information is discussed, and investment in basic education and dissemination of information on child development in public health services is recommended.


Este estudio investigo el efecto mediador del conocimiento materno sobre el desarrollo infantil en la relación entre escolaridad materna e indicadores del desarrollo en el primer año de vida. Participaron 28 madres de bebes con 11 meses de vida, seleccionadas en dos Unidades Básicas de Salud de Salvador/Brasil. El conocimiento materno sobre el desarrollo fue evaluado con el Inventario de Conocimiento del Desarrollo Infantil y el desarrollo de los bebes fue medido por la Escala de Desarrollo del Comportamiento del Niño. Los análisis de regresión mostraron que el conocimiento materno sobre el desarrollo infantil es una variable mediadora de la relación entre escolaridad materna y los indicadores de desarrollo del bebe. Se discute el soporte otorgado por la educación formal para que los padres puedan beneficiarse de informaciones sobre desarrollo y se recomienda inversión en educación básica y en divulgación de informaciones sobre desarrollo infantil en servicios públicos de salud.


Assuntos
Desenvolvimento Infantil , Relações Mãe-Filho , Relações Familiares , Mães
8.
Actual. osteol ; 15(3): 192-204, Sept-Dic. 2019. graf, ilus, tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1104327

RESUMO

Blocking of the growth plate (GP) using plates with screws (tension band plating) is a modern method used to correct deformities and moderate leg length discrepancy in growing children. Determining the duration of temporary bilateral blocking without the occurrence of irreversible changes of GP is of paramount importance important. Methods: Two-month-old Californian breed male rabbits (n=30) were exposed to bilateral blocking of the distal GP of the right femur locking plates with screws for 3, 5, and 7 weeks. The fixators were removed after 5 and 7 weeks in 18 rabbits and 3 weeks after that, animals were sacri!ced. The contralateral limb was used as a control. Histological, histomorphometric, and X-ray analyses were performed. Results: During GP blocking, its height gradually decreased. This decreased was more pronounced after 7 weeks. Destructive changes progressed with an increase in the blocking duration. Three weeks after discontinuation of the bilateral blocking that lasted 5 weeks, the height of the GP signi!cantly increased 1.2 times on the lateral side and 1.9 times on the medial side (p<0.001) compared to the control. When blocking was discontinued after 7 weeks, the structure of the GP was partially restored after 3 weeks, the height of GP signi!cantly increased 1.2 times on the lateral side, and 1.07 times on the medial side (p<0.01) compared to the control. Conclusion: Restoration of the structuralfunctional features of the GP after the removal of the plates depends on the duration of temporary bilateral blocking, which must be taken into account in the clinical setting. (AU)


El bloqueo de la placa de crecimiento (PC) utilizando placas con tornillos (banda de tensión) es un método moderno utilizado para corregir deformidades y alteraciones moderadas en la longitud de las piernas en niños en crecimiento. Es de suma importancia determinar cuál debe ser la duración del bloqueo bilateral temporal sin que ocurran cambios irreversibles en la PC. Métodos: Conejos machos de raza californiana de dos meses de edad (n = 30) fueron expuestos al bloqueo bilateral de la PC distal colocando placas del fémur derecho con tornillos durante 3, 5 y 7 semanas. Los fijadores fueron retirados después de 5 y 7 semanas en 18 de los conejos, y 3 semanas después los animales fueron sacrificados. La extremidad contralateral se utilizó como control. Se realizaron análisis histológicos, histomorfométricos y de rayos X. Resultados: Durante el bloqueo de la PC, su altura disminuyó gradualmente. Esta disminución fue más pronunciada después de 7 semanas. Los cambios destructivos se incrementaron a medida aumentaba la duración del bloqueo. Tres semanas después de la interrupción del bloqueo bilateral que duró 5 semanas, la altura de la PC aumentó significativamente 1.2 veces en el lado lateral y 1.9 veces en el lado medial (p <0.001) en comparación con el control. Conclusión: La restauración de las características funcionales estructurales de la PC después de la extracción de las placas depende de la duración del bloqueo bilateral temporal, lo que debería tenerse en cuenta en el tratamiento clínico de estas alteraciones. (AU)


Assuntos
Humanos , Animais , Criança , Coelhos , Deformidades Congênitas dos Membros/terapia , Lâmina de Crescimento/crescimento & desenvolvimento , Fenobarbital/administração & dosagem , Coelhos/cirurgia , Xilazina/administração & dosagem , Placas Ósseas , Cefazolina/administração & dosagem , Desenvolvimento Infantil , Redução do Dano , Fêmur/citologia , Fêmur/crescimento & desenvolvimento , Fêmur/diagnóstico por imagem , Fixadores/análise , Lâmina de Crescimento/anormalidades , Ketamina/administração & dosagem , Perna (Membro)/anormalidades
9.
Enferm. actual Costa Rica (Online) ; (37): 127-141, Jul.-Dez. 2019. tab
Artigo em Espanhol | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1039760

RESUMO

Resumen 19. La prueba para la Evaluación del Desarrollo Integral de la niña y el niño de 0 meses a 6 años de edad (EDIN II) es la versión actualizada de la prueba de tamizaje costarricense EDIN. El objetivo de este trabajo fue analizar la prueba EDIN II para su posterior aplicación y el tamizaje del desarrollo integral de los infantes. Fue un estudio de tipo descriptivo cuantitativo y cualitativo. Se utilizó la técnica de juicio de expertos y la aplicación de la prueba a una muestra de 380 niñas y niños. Los resultados más significativos de la prueba fueron el cambio en la calificación de acuerdo con el sistema de semáforo, la inclusión de un nuevo grupo de edad de 12 a 15 meses y de 15 a 18 meses, se incorpora la edad corregida para infantes menores de 2 años de edad, y la separación del apartado de valoración neurológica. Por otra parte, hubo cambios específicos en los ítemes, para los cuales fue necesario eliminar, realizar modificaciones de forma y también la creación de nuevos ítemes que consideraran los hitos de desarrollo, por lo que quedaron 287 ítemes (eran 284 ítemes) en cinco áreas del desarrollo y 20 grupos de edad. Se especificó la ejecución de los ítems en el instructivo y se sustituyó los materiales para evaluar las nuevas conductas. Se concluye que el EDIN II debe ser sometido a procesos de validación subsecuentes, con el fin de que pueda ser incluido en las políticas públicas de atención a la población infantil.


Abstract 23. The child development evaluation test for children between 0 months and 6 years (EDIN II) is an updated version of the Costa Rican EDIN development screening test. The objective was to analyze the EDIN II test, to continue to implement and screen the integral development of girls and boys. It was a descriptive quantitative-qualitative study. Data were collected through the expert judgment technique and the application of the test to a sample of 380 children. The main results obtained concerning the test were: classification according to the semaphore system, inclusion of a new age group of 12 to 15 months and 15 to 18 months, incorporation of the corrected age for under 2 years old children, and separation of the neurological assessment. On the other hand, the specific changes required by the items for which it was necessary to eliminate, make changes in the form and also the creation of new ones that contemplated development milestones, leaving 287 items in 5 areas of development and 20 groups old. For the instructive, it was necessary to specify better the execution of the items and to include expected answers that were not contemplated. And finally, some materials merited being replaced by others with better characteristics to evaluate the behaviors. It concluded to submit the test to subsequent validation processes so it can be included in the public policies for children.


Resumo 27. A prova de avaliação do desenvolvimento integral das crianças entre 0 meses a 6 anos de idade (EDIN II) é a versão atualizada da prova costarriquenha para a avaliação do desenvolvimento infantil. O objetivo foi analisar a prova com a intenção de continuar aplicando e valorando o desenvolvimento integral das crianças. O estudo foi descritivo: quantitativo-qualitativo. Os dados foram coletados por meio da técnica de opinião de pessoas especialistas no desenvolvimento e infantil e a aplicação do teste a 380 crianças. Os principais resultados em relação ao teste foram: a classificação de acordo com o sistema de semáforos, inclusão de uma nova faixa etária de 12 a 15 meses e 15 a 18 meses, incorporação da idade corrigida para as crianças menores de 2 anhos, e separação da seção de avaliação neurológica. E, além disso, as mudanças específicas necessárias dos itens para os quais foi necessário remover, fazer modificações de forma e criar novos que incluem metas de desenvolvimento, deixando 287 itens em cinco áreas de desenvolvimento e 20 grupos de idade. Enquanto isso, para o manual de instruções foi necessário especificar a execução dos itens e incluir respostas esperadas que não foram abordados. E, finalmente, alguns materiais mereceram ser substituídos por outros com melhores características para avaliar comportamentos. Conclui-se que é preciso fazer um processo de validação posterior para que a prova possa ser incluída nas políticas públicas de atenção às crianças.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Recém-Nascido , Lactente , Pré-Escolar , Desenvolvimento Infantil , Costa Rica , Crescimento e Desenvolvimento , Desenvolvimento Humano
10.
Rev. Esc. Enferm. USP ; 53: e03484, Jan.-Dez. 2019. tab
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1020386

RESUMO

RESUMO Objetivo Relatar a experiência de estudantes e docentes de um projeto de extensão universitária no planejamento e realização de oficinas educativas sobre desenvolvimento infantil com educadoras de creche. Método Relato de experiência alicerçado nos referenciais das Necessidades Essenciais das Crianças e na Teoria Bioecológica do Desenvolvimento Humano. Resultados Participaram das oficinas oito graduandas, duas docentes de Enfermagem de uma universidade pública e 24 educadoras de uma creche localizada no município de São Paulo, em região de alta vulnerabilidade social. As oficinas educativas abordaram os temas: fundamentos do desenvolvimento infantil, marcos do desenvolvimento nas áreas pessoal e social, linguagem, motor fino e grosseiro e promoveram o desenvolvimento infantil na creche. Como estratégias pedagógicas, foram utilizadas dinâmicas interativas, jogos didáticos e recursos midiáticos. As oficinas educativas favoreceram a translação do conhecimento sobre o desenvolvimento infantil e as necessidades essenciais das crianças. Conclusão As ações de extensão proporcionaram articulação entre a universidade e a comunidade por meio do compartilhamento de saberes entre profissionais da saúde e da educação visando à promoção do desenvolvimento infantil.


RESUMEN Objetivo Relatar la experiencia de estudiantes y docentes de un proyecto de extensión universitaria en la planificación y realización de talleres educativos acerca del desarrollo infantil con educadoras de guarderías. Método Relato de experiencia cimentado en los marcos de referencia de las Necesidades Esenciales de los Niños y la Teoría Bioecológica del Desarrollo Humano. Resultados Participaron en los talleres ocho estudiantes de graduación, dos docentes de Enfermería de una universidad pública y 24 educadoras de una guardería ubicada en el municipio de São Paulo, en zona de alta vulnerabilidad social. Los talleres educativos abordaron los temas: fundamentos del desarrollo infantil, hitos del desarrollo en las áreas personal y social, lenguaje, motricidad fina y gruesa, y promovieron el desarrollo infantil en la guardería. Como estrategias pedagógicas, fueron utilizadas dinámicas interactivas, juegos didácticos y recursos mediáticos. Los talleres favorecieron la traslación del conocimiento acerca del desarrollo infantil y las necesidades esenciales de los niños. Conclusión Las acciones de extensión proporcionaron articulación entre la universidad y la comunidad mediante el intercambio de saberes entre los profesionales sanitarios y de la educación a fin de promover el desarrollo infantil.


ABSTRACT Objective To report the experience of students and teachers of a university extension project in the planning and performance of educational workshops on child development with educators of a day care center. Method Report of experience based on frameworks of The Irreducible Needs of Children and the Bioecological Theory of Human Development. Results The workshops included eight undergraduate students, two nursing professors from a public university and 24 educators from a day care center located in a region of high social vulnerability in São Paulo. The educational workshops promoted child development in the day care center and the following themes were addressed: child development fundamentals, developmental milestones in the personal and social areas, language, fine and gross motor coordination. Interactive dynamics, didactic games and media resources were used as pedagogical strategies. The educational workshops favored the transfer of knowledge on child development and irreducible needs of children Conclusion Extension activities provided a link between the university and the community through the sharing of knowledge among health and education professionals aimed at promoting child development.


Assuntos
Humanos , Feminino , Desenvolvimento Infantil , Educação em Saúde , Enfermagem Pediátrica , Creches , Saúde da Criança
11.
Rev. Bras. Saúde Mater. Infant. (Online) ; 19(4): 817-825, Sept.-Dec. 2019. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1057126

RESUMO

Abstract Objectives: to determine the fatty acid composition of mature milk of nursing mothers and its distribution according to some maternal variables. Methods: this is a cross-sectional observational epidemiological study based on the eva-luation of the fatty acid profile of mature human milk. Samples of mature breast milk were taken from 106 nursing mothers, by manual milking and who were after the 5th postpartum week. The milk fat extraction was carried out by using the Bligh and Dyer method and methy-lated with 0.25 mol/L sodium methoxide in methanol diethyl ether. The fatty acid of the milk profile was determined by a Gas Chromatograph equipped with a flame ionization detector. Results: among the saturated fatty acids, the highest values were observed for palmitic (C16:0), stearic (C18:0), myristic (C14:0) and lauric (C12:0) fatty acids, respectively. Among the monounsaturated fatty acids, there was a higher contribution of oleic (C18:1) and palmi-toleic (C16:1) fatty acids, respectively. The total essential fatty acids (linoleic and α-linolenic) was 14.94%. Conclusions: a low content of essential fatty acids in the breast milk of the nursing mothers was observed in the present study, which are important for infant growth and deve-lopment. We suggest the need to implement nutrition education strategies aimed for pregnant women and nursing mothers who should be advised to eat healthier foods.


Resumo Objetivos: determinar a composição em ácidos graxos do leite maduro de nutrizes e sua distribuição segundo algumas variáveis maternas. Métodos: trata-se de um estudo epidemiológico observacional, transversal realizado a partir da avaliação do perfil de ácidos graxos do leite humano maduro. Amostras de leite materno maduro foram obtidas de 106 nutrizes, a partir da 5ª semana pós-parto, por meio de ordenha manual. A extração da gordura do leite foi realizada através do método de Bligh e Dyer, e metiladas com metóxido de sódio 0,25 mol/L em metanol dietil - éter. O perfil de ácidos graxos do leite foi determinado por um Cromatógrafo a Gás equipado com detector por ionização de chamas. Resultados: dentre os ácidos graxos saturados, foram observados valores mais elevados para os ácidos graxos palmítico (C16:0), esteárico (C18:0), mirístico (C14:0) e láurico (C12:0), respectivamente. Entre os ácidos graxos mono-insaturados, verificou-se maior contribuição dos ácidos graxos oleico (C18:1) e palmitoleico (C16:1), respectivamente. O total de ácidos graxos essenciais (linoleico e α- linolênico) foi de 14,94%. Conclusões: foi observado baixo teor de ácidos graxos essenciais no leite materno das nutrizes do presente estudo, que são importantes para o crescimento e desenvolvimento do lactente, sugerindo-se a necessidade de implementação de estratégias de educação nutricional direcionadas a gestantes e nutrizes que devem ser orientadas a consumir alimentos mais saudáveis.


Assuntos
Humanos , Feminino , Educação Alimentar e Nutricional , Ácidos Graxos Essenciais/análise , Nutrição do Lactente , Ácidos Graxos/análise , Leite Humano/química , Lactação , Ácidos Graxos Monoinsaturados/análise , Desenvolvimento Infantil , Saúde Materno-Infantil , Estudos Transversais , Estudo Observacional , Ionização de Chama/métodos
13.
J. pediatr. (Rio J.) ; 95(6): 705-712, Nov.-Dec. 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1056657

RESUMO

ABSTRACT Objective: This study examined the growth status and physical development of Brazilian children with autism spectrum disorders from 4 to 15 years of age. Furthermore, it was examined whether variation in growth patterns and weight status was influenced by the use of psychotropic medications. Methods: One-hundred and twenty children aged 3.6-12.1 years at baseline (average = 7.2 years, SD = 2.3 years) diagnosed with autism spectrum disorders were measured on three repeated occasions across a 4-year period. Stature, body mass, and body mass index were considered. Bayesian multilevel modeling was used to describe the individual growth patterns. Results: Growth in stature was comparable to the age-specific 50th percentile for Centers for Disease Control and Prevention reference data until approximately 8 years, but a substantial decrease in growth rate was observed thereafter, reaching the age-specific 5th percentile at 15 years of age. Both body mass and body mass index values were, on average, higher than both the Brazilian and Centers for Disease Control and Prevention age-specific 95th percentile reference until 8 years, but below the 50th specific-age percentile at the age of 15 years. Conclusions: Brazilian boys with autism spectrum disorders between 4 and 15 years appear to have impaired growth in stature after 8-9 years of age, likely impacting pubertal growth. A high prevalence of overweight and obesity was observed in early childhood, although a trend of substantial decrease in body mass and body mass index was apparent when children with autism spectrum disorders entered the years of pubertal development.


RESUMO Objetivo: Este estudo examinou o estado de crescimento e o desenvolvimento físico de crianças brasileiras com transtornos do espectro autista entre 4 e 15 anos. Adicionalmente, examinamos se a variação nos padrões de crescimento e na massa corporal foi influenciada pelo uso de medicamentos psicotrópicos. Métodos: 120 crianças com idades entre 3,6 e 12,1 anos no início do estudo (média = 7,2 anos, DP = 2,3 anos) diagnosticadas com transtornos do espectro autista foram avaliadas em três ocasiões repetidas em um período de 4 anos. Foram considerados estatura, massa corporal e índice de massa corporal. O modelo multinível bayesiano foi utilizado para descrever os padrões de crescimento individual. Resultados: O crescimento em estatura foi comparável ao percentil 50 específico para a idade para os dados de referência do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos até cerca de 8 anos. Porém, foi observada uma redução substancial na taxa de crescimento depois dos 8 anos, atingindo o percentil 5 específico para a idade aos 15 anos de idade. Tanto os valores de massa corporal quanto de índice de massa corporal foram, em média, maiores comparativamente ao percentil 95 específico para a idade até aos 8 anos da referência brasileira e do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos, porém abaixo do percentil 50 específico para a idade aos 15 anos de idade. Conclusões: Os meninos brasileiros com transtornos do espectro autista entre 4 e 15 anos parecem ter retardo do crescimento na estatura após os 8-9 anos, provavelmente afeta o crescimento púbere. Foi observada uma alta prevalência de sobrepeso e obesidade na primeira infância, apesar de uma tendência de redução substancial na massa corporal e no índice de massa corporal ter sido aparente quando as crianças com transtornos do espectro autista entraram nos anos de desenvolvimento púbere.


Assuntos
Humanos , Masculino , Pré-Escolar , Criança , Adolescente , Estatura , Transtorno do Espectro Autista/complicações , Índice de Massa Corporal , Desenvolvimento Infantil , Estudos Longitudinais , Teorema de Bayes , Sobrepeso/etiologia , Obesidade/etiologia
14.
Estud. pesqui. psicol. (Impr.) ; 19(3): 686-703, dez. 2019. tab
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: biblio-1046000

RESUMO

Estudar metas parentais de socialização emocional permite conhecer particularidades de contextos socioculturais e seus impactos no desenvolvimento infantil. Para analisar essas metas em mães e pais e sua relação com a valorização da autonomia ou da relação, realizou-se um estudo exploratório em que foram entrevistadas 60 duplas mãe-pai de filhos com até três anos, residentes na cidade do Rio de Janeiro. As respostas das entrevistas foram analisadas por uma técnica de análise de conteúdo e, posteriormente, foram calculadas frequências de evocações para as categorias identificadas e empregados procedimentos estatísticos descritivos e testes de associação entre grupos. Os resultados indicaram que as características emocionais desejadas por mães e pais para os filhos quandoadultos sinalizavam valorização da autonomia, independência e autoconfiança emocional, com as condições para o seu desenvolvimento estando principalmente centradas no contexto. A atuação parental prevalente foi a de educar/orientar para o desenvolvimento das metas emocionais que estabeleceram. Não foram encontradas diferenças significativas entre mães e pais, nem entre mães-pais de meninos e meninas quanto a quaisquer dos aspectos investigados. Sugere-se novos estudos abarcando distintas configurações familiares, com participantes de variados níveis de escolaridade e em outros contextos socioculturais.(AU)


Studying parental socialization goals allows us to understand the characteristics of sociocultural contexts and its impacts on child development. In order to analyze such goals in mothers and fathers and its relationship with their values regarding autonomy and relatedness, an exploratory study was conducted in which we interviewed 60 mother-father couples of children up to three years of age, living in the city of Rio de Janeiro. Interview responses were analyzed by a content analysis technique and, subsequently, emission frequencies were calculated for the identified categories and descriptive statistical procedures and association tests between groups were employed. Results showed that the emotional characteristics that the parents desired for their children as adults valued autonomy, independence and emotional self-confidence, with the conditions for child development mostly centered in contextual factors. The most frequently reported parental behavior was involvement in education/guidance towards their child developmental goals. No differences were found between mothers and fathers, neither between parents of girls or boys regarding any of the variables analyzed. Further studies are suggested covering different family configurations, with participants of varying levels of education and in other socio-cultural contexts.(AU)


Estudiar metas parentales de socialización emocional permite conocer particularidades de contextos socioculturales y sus impactos en el desarrollo infantil. Para analizar esas metas en madres y padres y su relación con la valorización de la autonomía o de la relación, se realizó un estudio exploratorio y se entrevistó 60 dobles madre-padre de hijos con hasta tres años, residentes en la ciudad de Río de Janeiro. Las respuestas de la entrevista se analizaron mediante técnica de análisis de contenido y, posteriormente, se calcularon las frecuencias de emisión para las categorías identificadas y se emplearon procedimientos estadísticos descriptivos y pruebas de asociación entre grupos. Los resultados indicaron que las características emocionales deseadas por madres y padres para los hijos cuando adultos señalaban valorización de autonomía, independencia y autoconfianza emocional, con las condiciones para su desarrollo estando principalmente centradas en el contexto. La actuación parental prevalente fue la de educar/orientar para el desarrollo de las metas emocionales que establecieron. No se encontraron diferencias significativas entre madres y padres, ni entre madres-padres de niños y niñas en cuanto a cualquiera de los aspectos investigados. Se sugieren estudios adicionales que abarquen diferentes configuraciones familiares, participantes de diferentes niveles de educación y en otros contextos socioculturales.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pré-Escolar , Adulto , Desenvolvimento Infantil , Poder Familiar , Socialização , Relações Pai-Filho , Relações Mãe-Filho
15.
Evid. actual. práct. ambul ; 22(3): e002013, nov. 2019. tab.
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-1047069

RESUMO

Basándonos en una consulta de una niña que desea realizar una dieta vegetariana se realizó una búsqueda bibliográfica para identificar evidencia sobre el impacto de este tipo de dieta en la salud. La evidencia actual indica que la dieta vegetariana es una opción saludable que no produciría un impacto negativo en el crecimiento y desarrollo de los niños, si bien existiría la posibilidad de déficit de micronutrientes. (AU)


Based on a consultation of a girl who wishes to make a vegetarian diet, a literature search was conducted to identify evidence on the impact of this type of diet on health. Current evidence indicates that the vegetarian diet is a healthy option that would not have a negative impact on the growth and development of children, although there is a possibility of micronutrient deficits. (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Gravidez , Criança , Adolescente , Dieta Vegetariana/efeitos adversos , Deficiência de Vitamina B 12/dietoterapia , Desenvolvimento Infantil , Anemia Ferropriva/dietoterapia , Fatores Socioeconômicos , Dieta Vegetariana/classificação , Dieta Vegetariana/tendências , Micronutrientes/deficiência , Alimentos, Dieta e Nutrição , Dieta Saudável/tendências
16.
ABCS health sci ; 44(2): 85-91, 11 out 2019. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1022335

RESUMO

INTRODUÇÃO: A prevalência da desnutrição infantil vem diminuindo em todo o mundo, mas ainda acomete milhões de crianças, especialmente indígenas. Devido ao elevado número de doenças infecciosas associadas à desnutrição, a antibioticoterapia faz parte da terapêutica recomendada. OBJETIVO: Observar os casos de desnutrição entre crianças indígenas e não indígenas hospitalizadas e a terapêutica empregada durante o tratamento. MÉTODOS: Estudo de coorte retrospectivo, farmacoepidemiológico, realizado com informações extraídas de prontuários arquivados do período de janeiro de 2012 a dezembro de 2014 de um hospital público. RESULTADOS: Participaram 166 crianças, sendo o número de crianças indígenas aproximadamente seis vezes maior do que não indígenas. Houve maior prevalência entre lactentes e crianças com idade inferior a um ano apresentaram mais chances de serem internadas por desnutrição. Os diagnósticos de desnutrição mais vistos foram os inespecíficos, com uma proporção significativa de óbitos relacionados ao diagnóstico E43. As infecções mais comuns foram do sistema digestório e respiratório. Crianças indígenas tiveram quase cinco vezes mais chances de apresentarem infecção respiratória. A maior proporção recebeu até três antibióticos, havendo crianças que receberam mais que sete antibióticos diferentes durante o período de internação. CONCLUSÃO: A população infantil deve ser acompanhada por meio de inquéritos que possam subsidiar políticas de saúde que atendam suas necessidades. É necessária a capacitação dos profissionais envolvidos no cuidado da criança desnutrida, recursos materiais e financeiros, a fim diminuir o número de diagnósticos inespecíficos e evitar o uso indiscriminado de antibióticos, sendo imprescindível uma política de controle efetiva no uso da politerapia antimicrobiana.


INTRODUCTION: The prevalence of child malnutrition is declining worldwide, but still affects millions of children, especially indigenous people. Due to the high number of infectious diseases associated with malnutrition, antibiotic therapy is part of the recommended therapy. OBJECTIVE: To observe the cases of malnutrition among hospitalized indigenous and non-indigenous children and the therapy used during treatment. METHODS: Retrospective cohort study, pharmacoepidemiological, carried out with information extracted from medical records filed from January 2012 to December 2014 of a public hospital. RESULTS: 166 children participated, with the number of indigenous children being approximately six times higher than that of nonindigenous children. There was a higher prevalence among infants and children under one year of age who were more likely to be hospitalized for malnutrition. The most frequent diagnoses of malnutrition were nonspecific, with a significant proportion of deaths related to diagnosis E43. The most common infections were of the digestive and respiratory system. Indigenous children were almost five times more likely to have respiratory infection. The highest proportion received up to three antibiotics, with children receiving more than seven different antibiotics during the hospitalization period. CONCLUSION: The child population must be accompanied by surveys that can subsidize health policies that meet their needs. It is necessary to train the professionals involved in the care of malnourished children, material and financial resources, in order to reduce the number of non-specific diagnoses and to avoid the indiscriminate use of antibiotics, a policy of effective control in the use of antimicrobial polytherapy is essential.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Recém-Nascido , Lactente , Índios Sul-Americanos , Desenvolvimento Infantil/efeitos dos fármacos , Desnutrição , Saúde de Populações Indígenas , Antibacterianos/uso terapêutico , Resistência Microbiana a Medicamentos , Transtornos da Nutrição Infantil/tratamento farmacológico , Saúde da Criança , Farmacorresistência Bacteriana/efeitos dos fármacos
17.
Arch. argent. pediatr ; 117(5): 349-351, oct. 2019. []
Artigo em Espanhol | LILACS, BINACIS | ID: biblio-1054980

RESUMO

La utilización de dispositivos electrónicos con pantallas y su introducción cada vez más temprana en la vida de los niños presentan un desafío que debe ser reconocido por el pediatra para contribuir a evitar su exceso. Se ha detectado una manifiesta discordancia entre las recomendaciones ideales y el uso real de las pantallas en los niños pequeños. Un correcto asesoramiento dentro de un contexto familiar, junto con una evidencia más sólida sobre los impactos a largo plazo del uso de la tecnología digital, permitirán a los pediatras apoyar adecuadamente a las familias.


The use of electronic devices with screens and the early introduction in small-age children present a challenge that must be recognized by the pediatrician, who must contribute to avoid the excess in their use. We have detected a manifest discrepancy between the ideal recommendations and the actual use of screens in young children. Correct counseling within a family context, with stronger evidence on the long-term impacts of the use of digital technology, will allow pediatricians to adequately provide support to families.


Assuntos
Humanos , Lactente , Pré-Escolar , Desenvolvimento Infantil , Terminais de Computador , Internet , Mídias Sociais
18.
Rev. Paul. Pediatr. (Ed. Port., Online) ; 37(3): 372-381, July-Sept. 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1041343

RESUMO

ABSTRACT Objective: To analyze the scientific literature regarding the effects of external variables on KTK motor test scores and to verify which motor tests are associated with KTK. Data sources: Four databases (PubMed, Science Direct, Scientific Electronic Library Online - SciELO - and Latin American and Caribbean Health Sciences Literature - LILACS) were used to search for studies in which the descriptors Körperkoordinationstest für Kinder and KTK were presented in the title, abstract and keywords. Inclusion criteria were: articles published in English or Portuguese from January 2006 to December 2016; free access to the article in full and texts available online; presenting the descriptor terms mentioned above in the title, abstract or keywords; containing sample with children and adolescents aged 4 to 16 years old; being indexed in a journal with a rating of B2 or higher (WebQualis; Qualis 2016) for the area of physical education. The following were excluded: studies in books, chapters of books, theses and dissertations; duplicate scientific articles; conference summaries; articles published in proceedings and abstracts of congresses. Data synthesis: After the three stages of selection (identification, screening and eligibility) and the criteria proposed at the PICOS scale, 29 studies were included in this review. Conclusions: Body composition and the regular practice of physical activities were the variables that presented the greatest influence on KTK. It is important that health professionals working with the pediatric public encourage regular physical activity to improve body composition and, thus, to obtain better KTK scores. Additionally, the Movement Assessment Battery for Children (M-ABC) test had the highest positive correlation with the KTK test.


RESUMO Objetivo: Analisar a literatura científica quanto aos efeitos de variáveis externas nos escores do teste motor KTK e verificar quais testes motores se associam ao KTK. Fonte de dados: Quatro bases de dados (PubMed, Science Direct, Scientific Electronic Library Online - SciELO - e Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde - LILACS) foram utilizadas para busca de estudos em que os descritores Körperkoordinationstest für Kinder e KTK foram apresentados no título, no resumo e nas palavras-chave. Os critérios de inclusão foram: artigos publicados em língua inglesa ou portuguesa de janeiro de 2006 a dezembro de 2016; acesso livre na íntegra e textos disponíveis on-line; apresentação dos termos descritores supracitados no título, no resumo ou nas palavras-chave; conter amostra com crianças e adolescentes de quatro a 16 anos; estar indexado em uma revista com classificação igual ou superior a B2 (WebQualis; Qualis 2016) para a área de educação física. Foram excluídos: estudos em livros, capítulos de livros, teses e dissertações; artigos científicos duplicados; resumos de conferências; artigos publicados em anais; e resumos de congressos. Síntese dos dados: Após três etapas de seleção (identificação, triagem e elegibilidade) e os critérios propostos na escala PICOS, 29 estudos foram incluídos nesta revisão. Conclusões: A composição corporal e a prática regular de atividades físicas foram as variáveis que apresentaram maior influência no KTK. Parece ser importante que os profissionais da saúde que atuam com o público pediátrico incentivem a prática regular de atividades físicas para melhorias da composição corporal e, assim, para a obtenção de melhores escores no KTK. Adicionalmente, o teste Movement Assessment Battery for Children (M-ABC) apresentou a maior correlação positiva com o teste KTK.


Assuntos
Humanos , Criança , Desenvolvimento Infantil/fisiologia , Transtornos das Habilidades Motoras/diagnóstico , Destreza Motora/fisiologia , Educação Física e Treinamento , Reprodutibilidade dos Testes
19.
Rev. bras. ciênc. mov ; 27(4): 5-12, jul.-set. 2019. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1051209

RESUMO

A falta de um ambiente específico para a prática de atividades motoras pode acarretar em atrasos no desenvolvimento infantil, uma vez que se trata de um processo que pode ser nfluenciado por diversos fatores internos e externos. É na primeira infância que as mais importantes habilidades são quiridas, porém, as crianças estão indo cada vez mais cedo para instituições de Escolas Infantis (EI) e nelas são expostas a rotinas com poucas possibilidades de movimentos. O objetivo deste estudo foi analisar a rotina escolar de uma EI e avaliar o desenvolvimento e o estado nutricional de seus alunos. Trata-se de um estudo realizado em uma EI pública, com todas as crianças (17) e seus respectivos pais, os cinco professores e a coordenação da escola. Foram realizadas visitas in locu, reunião com pais e professores, análise de documentos referente à rotina escolar e registro em diários de campo. Para análise do desenvolvimento infantil foi utilizado o teste DENVER II e para o crescimento foram aferidas medidas antropométricas. Observou-se falta de espaço físico específico para prática de atividades motoras, ausência de atividades para estimular o desenvolvimento motor grosso, insatisfação de pais e professores em relação ao baixo nível de atividade motora na rotina escolar e ao grande tempo destinado a atividades inativas. Foram encontradas 52,9% das crianças com desenvolvimento integral suspeito e 5,9% com risco de sobrepeso. Não foi encontrada relação estatística significante entre o desenvolvimento motor e o estado nutricional. A rotina dessa escola é semelhante à maioria das escolas infantis brasileiras e necessita de mudanças. A falta de atividades motoras dentro da EI pode estar contribuindo para as suspeitas de atrasos do desenvolvimento global observado, sendo necessários novos estudos, com intervenção motora e acompanhamento do crescimento e desenvolvimento dessas crianças...(AU)


The lack of a specific environment for practicing motor activities may cause child developmental delays, which is about a process that may be under influence from several internal and external factors. It is in early childhood that important skills are acquired. However, children have been sent to daycare centers earlier and there they are exposed to routines which have few opportunities for body movement. The goal for this paper was to analyze the routine of a daycare center, to assess the child development and the students' nutritional status. This study took place in a public daycare center. It involved all the 17 children, their parents, five teachers, and the daycare center's coordinator. It was done visits to the school, meetings with parents and teachers as well analysis of the documents about the routine of the school. DENVER II test was used to analyze child development and anthropometric measurements were taken. It was observed no proper space for motor activities nor activities for gross motor development; parents and teachers were displeased about the low level of motor activity in the daycare center's routine and also with the big amount of time dedicated to low movement activities. Suspicious development was found in 52.9% of the children, and 5.9% of the children were overweight. There was not statistic association between motor development and nutritional status. The routine of this daycare center is similar to most daycare centers in Brazil and it needs to be changed. This lack of motor activities may contribute for the suspicious development observed. New studies with motor intervention and monitoring children's growth and development are needed...(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Lactente , Pré-Escolar , Criança , Desenvolvimento Infantil , Pré-Escolar , Atividade Motora , Cognição , Aprendizagem
20.
Psico USF ; 24(3): 449-461, jul.-set. 2019. tab, il
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1040779

RESUMO

Screening tools in health and education provide quick indicators that anticipate diagnostic evaluation and treatment. Faced with the socio-emotional competences of children, the Ages & Stages Questionnaires: Social-Emotional (ASQ:SE) was used in the population of children enrolled in public pre-schools in the city of Rio de Janeiro during 2011. The objective of this work was to investigate aspects of its validity and reliability. Data from 23,334 children (50.6% boys) being an average age of 5 years old (SD: 3 months) and enrolled in 625 pre-schools were analyzed. After an intensive data analysis, the Exploratory and Confirmatory Factor Analysis, the results were favorable to the multidimensional model with a social and emotional dimension: χ2 (463) = 46363.495, p <0.001; RMSEA = 0.067; CFI = 0.918; TLI = 0.913. Reliability indicators were adequate. The results confirmed validity aspects of the ASQ:SE, thereby verifying its use for children aged 5 years old. (AU)


Instrumentos de rastreio em saúde e educação oferecem indicadores rápidos que antecipam a avaliação diagnóstica e o tratamento. Frente às competências socioemocionais infantis, o Ages & Stages Questionnaires: Social-Emotional (ASQ:SE) foi utilizado na população de crianças matriculadas em pré-escolas públicas do município do Rio de Janeiro durante 2011. Posto isso, o objetivo desse trabalho foi investigar aspectos de validade e fidedignidade desse instrumento. Dados de 23.334 crianças (50.6% meninos), com idade média de 5 anos de idade (DP: 3 meses) e matriculadas em 625 pré-escolas foram analisados. A partir da Análise Fatorial Exploratória e Confirmatória, os resultados foram favoráveis ao modelo com um fator emocional e outro social: χ2 (463) = 46363.495, p < 0,001; RMSEA = 0,067; CFI = 0,918; TLI = 0,913. Indicadores de fidedignidade foram adequados. Os resultados evidenciaram aspectos de validade do ASQ:SE e possibilitam seu uso em crianças com 5 anos de idade. (AU)


Instrumentos de rastreo en salud y educación ofrecen indicadores rápidos que anticipan la evaluación de diagnóstico y tratamiento. Ante las competencias socio-emocionales infantiles, el Ages & Stages Cuestionarios: Social-Emocional (ASQ:SE) fue utilizado con la población de niños preescolares de escuelas públicas del municipio de Rio de Janeiro en el año 2011. El objetivo de este trabajo fue investigar aspectos de validez y veracidad de este instrumento. Fueron analizados datos de 23.334 niños (50.6% de sexo masculino) con edad promedio de 5 años(DE: 3 meses) matriculados en 625 escuelas preescolares. A partir del Análisis Factorial Exploratorio y Confirmatorio, los resultados fueron favorables al modelo con un factor emocional y otro social: X2(463) = 46363.495, p<0,001;RMSEA = 0,067;CFI =0,918;TLI =0,913. Los indicadores de veracidad fueron adecuados y los resultados señalaron aspectos válidos del ASQ:SE que posibilitan su uso en niños con 5 años de edad. (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pré-Escolar , Desenvolvimento Infantil , Reprodutibilidade dos Testes , Análise Fatorial
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA