Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 17 de 17
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. cuba. hematol. inmunol. hemoter ; 32(2): 236-248, abr.-jun. 2016. ilus, tab
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-908289

RESUMO

Introducción: el CIGB-300 es un péptido sintético capaz de producir apoptosis en células tumorales. Objetivos: explorar la seguridad del CIGB-300 administrado por vía intravenosa en pacientes con hemopatías malignas. Metodología : se realizó un ensayo clínico fase I, multicéntrico, no aleatorizado, adaptativo, con un solo grupo de tratamiento y escalado de dosis en el mismo paciente (Registro No. 05.013.12.B). Los eventos adversos se clasificaron según la versión 4.03 de Terminología de los Criterios Comunes para Eventos Adversos. Se seleccionaron pacientes con edad igual o mayor a 18 años, no candidatos a trasplante de médula ósea, con leucemias agudas refractarias o en recaída, leucemia aguda mielobástica del anciano y síndromes mielodisplásticos con exceso de blastos, que tuvieron ECOG ≤ 3 y aceptaron participar en la investigación. Se consideraron como criterios de exclusión: la leucemia promielocítica, enfermedades crónicas descompensadas, antecedentes alérgicos graves, embarazo, puerperio y lactancia. Para las variables cuantitativas, se estimaron medidas de tendencia central y para las cualitativas la distribución de frecuencias. Resultados: de 10 pacientes incluidos, 6 realizaron el tratamiento con los cinco niveles de dosis. Se presentaron 94 tipos de eventos adversos, la mayoría de carácter sistémico, con 619 notificaciones. El prurito y el eritema localizados fueron los eventos más comunes, seguidos de la hipertensión arterial. Los eventos se presentaron con mayor frecuencia el primer día de cada ciclo y no se detectó su aumento al incrementar la dosis del producto. El 87,7 por ciento se consideraron eventos leves y el 61,6 por ciento con causalidad muy probable. Se presentaron 15 eventos adversos graves, pero solo uno fue relacionado con la administración del CIGB 300. Conclusiones: la administración intravenosa del CIGB-300 fue segura y bien tolerada. El escalado de dosis no aumentó la toxicidad del producto(AU)


Introduction: CIGB-300 is a synthetic peptide capable of producing apoptosis in tumor cells. Objectives: To explore the safety of CIGB-300 administered intravenously in patients with hematological malignancies (Registry No. 05.013.12.B). Methodology : A multicenter, non-randomized, adaptive, with an only treatment group (intravenous administration of the investigational product and dose escalation in the same patient), phase I clinical trial was conducted. Adverse events were classified according to the version 4.03 of Common Terminology Criteria for Adverse Events . Patients aged 18 years or older were selected, not candidates for bone marrow transplantation, with refractory or relapsed acute leukemias, acute myeloblastic leukemia of elderly, and myelodysplastic syndromes with blast excess, who had ECOG ≤ 3 and agreed to participate in the investigation. We considered as exclusion criteria: acute promyelocytic leukemia, decompensated chronic diseases, severe allergic history, pregnancy, postpartum and breastfeeding. For quantitative variables, measures of central tendency and qualitative distribution of frequencies were estimated. Results: Of 10 patients included 6 received treatment with five dose levels. Ninety four types of adverse events were present, most systemic, with 619 notifications. Localized itching and rash were the most common events, followed by high blood pressure. The events occurred more frequently on the first day of each cycle and no increase was detected when the dose of the product was rised. Minor events were 87,7 percent and 61,6 percent with probable causality. Fifteen serious adverse events occurred, but only one was related to the administration of CIGB 300. Conclusions: Intravenous administration of CIGB-300 was safe and well tolerated. Dose escalation did not increase the toxicity of the product(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Apoptose , Biópsia por Agulha/métodos , Biossíntese Peptídica
2.
Acta bioquím. clín. latinoam ; 49(2): 221-228, jun. 2015. tab
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-781793

RESUMO

A partir del reciente hallazgo de campos electromagnéticos planares en sistemas proteicos, se propone un mecanismo para explicar la selección,atracción y acople de péptidos con las moléculas de HLA-II para su posterior presentación a células T-Helper. El mecanismo aquí planteado explica dichos acoples por primera vez sin recurrir al paradigma de acople molecular “Llave-Cerrojo”. Aplicando estos patrones electromagnéticos, se diseñaron ocho péptidos con mejor capacidad acoplante con la molécula de HLA-II que el péptido de acople universal conocido como CLIP, lo cual indica que esta metodología facilita el diseño de péptidos-vacuna con altos valores de binding. Estos patrones electromagnéticos descubiertos por los autores permitieron también explicar la capacidad de acople universal del péptido CLIP, así como proporcionar múltiples soluciones a problemas de la Bioquímica y la Inmunología Molecular que serán expuestos en trabajos posteriores...


Assuntos
Humanos , Complexo Antígeno-Anticorpo , Antígenos , Biossíntese Peptídica , Campos Eletromagnéticos , Vacinas
3.
São Paulo; s.n; 2015. 131 p. ilus, tab. (BR).
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-871111

RESUMO

A síndrome de Moebius (SM) é uma diplegia congênita rara caracterizada por paralisia total ou parcial do VI e VII nervos cranianos, que leva à ausência ou deficiência dos movimentos dos músculos envolvidos na mímica facial e ao estrabismo convergente. As características bucais descritas nesses indivíduos incluem o palato ogival, micrognatia, malformação de língua, filtro curto, falta de coaptação de lábios, e maior incidência de lesões de cárie. O objetivo deste estudo foi avaliar as características salivares quantitativas e qualitativas, incluindo o proteoma salivar, de indivíduos com SM, associá-las com a saúde bucal, e compará-las com as características salivares de um grupo controle, não afetado pela SM. Foram incluídos 15 indivíduos com SM e 15 controles. O comprometimento facial do individuos com a SM foi avaliada e graduada em scores 0,1 ou 2, uni ou bilateral, para os nervos II, III, IV, V, VI, VII e XI. Os pesquisadores determinaram o índice de cárie (ICDAS), de doença periodontal (PSR) e de placa (Silness Lõe) nos dois grupos de estudo. Também realizaram coletas de saliva total não estimulada, estimulada e parotídea bilateral, sendo o fluxo salivar estabelecido em ml/min. A capacidade tampão foi avaliada na saliva total estimulada através da titulação de HCl 0,01N. A atividade de ?-amilase nas amostrasmfoi medida através da produção de maltose. Para a análise proteômica optou-se pela divisão das amostras de saliva de acordo com o fluxo em ml/min. Desta forma, para cada grupo, estudo e controle, os 4 tipos de saliva (estimulada, não estimulada, parotídea esquerda, parotídea direita) foram subdivididos de acordo com baixo fluxo (abaixo da média do grupo) ou alto fluxo (acima da média do grupo), resultando em 16 subgrupos. O proteoma foi obtido por duas metodologias distintas, a primeira a partir da cromatografia líquida espectrometria de massas e a segunda que utilizou a técnica de eletroforese em gel de poliacrilamida contendo dodecil sulfato de sódio (SDS-PAGE) associada à eletroforese em gel de poliacrilamida (native cationic). A ocorrência das lesões de cárie foi significativamente mais alta entre os participantes com SM (p>0,05) no corte 2, bem como a ocorrência de doença periodontal (p>0,05), quando comparado ao grupo controle. Não houve diferença no índice de placa entre os grupos. A análise proteômica mostrou diminuição de cistatinas B, S e SN nos indivíduos com SM. Não houve diferença no perfil proteico entre os grupos de baixo e de alto fluxo salivar, para indivíduos com SM e controle. Houve aumento na quantidade de amilase salivar em e de histatina 1,3 e 5 em indivíduos com SM. Concluímos que indivíduos com SM apresentam diminuição de fluxo salivar, de capacidade tampão e alterações proteicas que colocam esses indivíduos em situação de maior risco para cárie e para doença periodontal.


The Moebius syndrome (MS) is a rare congenital diplegia characterized by total or partial palsy of the VI and VII cranial nerves, leading to the absence or disability of the movements of facial expression muscles and to convergent strabismus. The oral features described in these individuals include high-arched palate, micrognathia, tongue malformation, short filter, lack of lips coaptation, and higher incidence of caries lesions. The aim of this study was to evaluate the quantitative and qualitative salivary characteristics, including the salivary proteome of individuals with MS, associate them with the oral health, and compare them to the salivary characteristics of a control group, unaffected by SM. We included 15 subjects with MS and 15 controls. The facial involvement of individuals with MS was evaluated and graded on scores 0, 1 or 2, uni or bilateral to the nerves II, III, IV, V, VI, VII and XI. The researchers established the caries (ICDAS), periodontal disease (PSR) and plate (Silness Lõe) indexes in both groups. We also performed unstimulated, stimulated and bilateral parotid saliva collections, and salivary flow was calculated (ml / min). The buffer capacity was measured in stimulated saliva by titration of 0.01N HCl. The ?-amylase activity was determined by maltose production. For proteomic analysis it was decided to split the saliva samples in accordance with the flow in ml/min. Thus, for each group, study and control, the 4 types of saliva (stimulated, unstimulated, left parotid, right parotid) were subdivided according to low flow (below the group average) or high flow (above average group), resulting in 16 subgroups. The proteome was obtained by two different methodologies, the first was liquid chromatography mass spectrometry and the second was sodium dodecyl sulfate-polyacrylamide gel electrophoresis (SDS-PAGE) associated with cationic PAGE. The occurrence of caries lesions, related to cut-off 2, as well as the occurrence of periodontal disease, was significantly higher (p> 0.05) in participants with MS when compared to the control group. There was no statistical difference in plaque index between groups. Proteomics analysis showed decrease of cystatin B, S and SN in individuals with MS. There was no difference in protein profile between the low and high salivary flow groups, for individuals with MS and control. There was an increase in the amylase amount and histatin 1, 3 and 5 in individuals with MS. We concluded that individuals with MS present decreased salivary flow, decreased buffer capacity and protein alterations that place these individuals at increased risk for caries and periodontal disease.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Biossíntese Peptídica/fisiologia , Paralisia Facial/classificação , Paralisia Facial/complicações , Paralisia Facial/diagnóstico , Saliva/fisiologia , Síndrome de Möbius/diagnóstico , Síndrome de Möbius/prevenção & controle
4.
São Paulo; s.n; 2015. 131 p. ilus, tab. (BR).
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-867714

RESUMO

A síndrome de Moebius (SM) é uma diplegia congênita rara caracterizada por paralisia total ou parcial do VI e VII nervos cranianos, que leva à ausência ou deficiência dos movimentos dos músculos envolvidos na mímica facial e ao estrabismo convergente. As características bucais descritas nesses indivíduos incluem o palato ogival, micrognatia, malformação de língua, filtro curto, falta de coaptação de lábios, e maior incidência de lesões de cárie. O objetivo deste estudo foi avaliar as características salivares quantitativas e qualitativas, incluindo o proteoma salivar, de indivíduos com SM, associá-las com a saúde bucal, e compará-las com as características salivares de um grupo controle, não afetado pela SM. Foram incluídos 15 indivíduos com SM e 15 controles. O comprometimento facial do individuos com a SM foi avaliada e graduada em scores 0,1 ou 2, uni ou bilateral, para os nervos II, III, IV, V, VI, VII e XI. Os pesquisadores determinaram o índice de cárie (ICDAS), de doença periodontal (PSR) e de placa (Silness Lõe) nos dois grupos de estudo. Também realizaram coletas de saliva total não estimulada, estimulada e parotídea bilateral, sendo o fluxo salivar estabelecido em ml/min. A capacidade tampão foi avaliada na saliva total estimulada através da titulação de HCl 0,01N. A atividade de ?-amilase nas amostrasmfoi medida através da produção de maltose. Para a análise proteômica optou-se pela divisão das amostras de saliva de acordo com o fluxo em ml/min. Desta forma, para cada grupo, estudo e controle, os 4 tipos de saliva (estimulada, não estimulada, parotídea esquerda, parotídea direita) foram subdivididos de acordo com baixo fluxo (abaixo da média do grupo) ou alto fluxo (acima da média do grupo), resultando em 16 subgrupos.


O proteoma foi obtido por duas metodologias distintas, a primeira a partir da cromatografia líquida espectrometria de massas e a segunda que utilizou a técnica de eletroforese em gel de poliacrilamida contendo dodecil sulfato de sódio (SDS-PAGE) associada à eletroforese em gel de poliacrilamida (native cationic). A ocorrência das lesões de cárie foi significativamente mais alta entre os participantes com SM (p>0,05) no corte 2, bem como a ocorrência de doença periodontal (p>0,05), quando comparado ao grupo controle. Não houve diferença no índice de placa entre os grupos. A análise proteômica mostrou diminuição de cistatinas B, S e SN nos indivíduos com SM. Não houve diferença no perfil proteico entre os grupos de baixo e de alto fluxo salivar, para indivíduos com SM e controle. Houve aumento na quantidade de amilase salivar em e de histatina 1,3 e 5 em indivíduos com SM. Concluímos que indivíduos com SM apresentam diminuição de fluxo salivar, de capacidade tampão e alterações proteicas que colocam esses indivíduos em situação de maior risco para cárie e para doença periodontal.


The Moebius syndrome (MS) is a rare congenital diplegia characterized by total or partial palsy of the VI and VII cranial nerves, leading to the absence or disability of the movements of facial expression muscles and to convergent strabismus. The oral features described in these individuals include high-arched palate, micrognathia, tongue malformation, short filter, lack of lips coaptation, and higher incidence of caries lesions. The aim of this study was to evaluate the quantitative and qualitative salivary characteristics, including the salivary proteome of individuals with MS, associate them with the oral health, and compare them to the salivary characteristics of a control group, unaffected by SM. We included 15 subjects with MS and 15 controls. The facial involvement of individuals with MS was evaluated and graded on scores 0, 1 or 2, uni or bilateral to the nerves II, III, IV, V, VI, VII and XI. The researchers established the caries (ICDAS), periodontal disease (PSR) and plate (Silness Lõe) indexes in both groups. We also performed unstimulated, stimulated and bilateral parotid saliva collections, and salivary flow was calculated (ml / min). The buffer capacity was measured in stimulated saliva by titration of 0.01N HCl. The ?-amylase activity was determined by maltose production. For proteomic analysis it was decided to split the saliva samples in accordance with the flow in ml/min. Thus, for each group, study and control, the 4 types of saliva (stimulated, unstimulated, left parotid, right parotid) were subdivided according to low flow (below the group average) or high flow (above average group), resulting in 16 subgroups.


The proteome was obtained by two different methodologies, the first was liquid chromatography mass spectrometry and the second was sodium dodecyl sulfate-polyacrylamide gel electrophoresis (SDS-PAGE) associated with cationic PAGE. The occurrence of caries lesions, related to cut-off 2, as well as the occurrence of periodontal disease, was significantly higher (p> 0.05) in participants with MS when compared to the control group. There was no statistical difference in plaque index between groups. Proteomics analysis showed decrease of cystatin B, S and SN in individuals with MS. There was no difference in protein profile between the low and high salivary flow groups, for individuals with MS and control. There was an increase in the amylase amount and histatin 1, 3 and 5 in individuals with MS. We concluded that individuals with MS present decreased salivary flow, decreased buffer capacity and protein alterations that place these individuals at increased risk for caries and periodontal disease.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Biossíntese Peptídica/fisiologia , Paralisia Facial/classificação , Paralisia Facial/complicações , Paralisia Facial/diagnóstico , Saliva/fisiologia , Síndrome de Möbius/diagnóstico , Síndrome de Möbius/prevenção & controle
5.
São Paulo; s.n; 2005. [177] p.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-419485

RESUMO

A gomesina (ZCRRLCYKQRCVTYCRGR-NH2) é um peptídeo a isolado a partir dos hemócitos da aranha caranguejeira Acanthoscurri, possuindo quatro cisteínas que formam duas pontes de dissulfeto intramoleculares posições 2,15 e 6,11. Devido ao seu amplo espectro de ação a gomesina se destaca como a futuro agente terapêutico. Assim, este estudo teve como objetivo a identificação dos requisitos necessários para a expressão da sua atividade biológica. Desta forma, vários análogos foram sintetizados através da síntese de peptídeos em fase sólida, explorando-se inicialmente a importância das pontes de dissulfeto. Este estudo mostrou que a ausência de uma ou ambas as pontes acarretou uma alteração conformacional nos análogos que resultou numa diminuição da atividade antimicrobiana, hemolítica e de resistência às enzimas plasmáticas. Além do mais, não foi possível determinar qual ponte foi a mais importante para a expressão da atividade antimicrobiana, mas em relação à resistência proteolítica a permanência da ponte 6,11 mostrou-se mais efetiva do que a ponte 2,15. Posteriormente, as pontes de dissulfeto foram substituídas por ponte de lactama que possuem uma maior estabilidade química, na tentativa de se determinar qual a região da molécula da gomesina possui maior importância para a expressão da sua atividade antimicrobiana. Assim, análogos monocíclicos foram sintetizados alterando-se a quiralidade e orientação da ponte de lactama. Estes peptídeos apresentaram uma tendência a assumir uma conformação em -hélice e foram praticamente inativos e rapidamente degradados quando incubados com os soros humano e fetal bovino. Desta forma, análogos bicíclicos foram então planejados mantendo-se uma das de dissulfeto enquanto que a outra foi substituída por pontes de lactama de tamanhos diversos, utilizando-se os pares Asp/Dap, Asp/Orn e Glu/Lys. Os resultados mais interessantes foram obtidos com o par Glu/Lys que revelou que a manutenção da ponte de dissulfeto 6,11 associada a uma maior mobilidade da ponte de lactama 2,15, conferida pela presença do par Glu/Lys, foram fundamentais para a expressão de uma atividade antimicrobiana similar à da gomesina, mas com a manutenção do efeito hemolítico...


Assuntos
Dicroísmo Circular , Biossíntese Peptídica , Peptídeos
7.
São Paulo; s.n; 2004. 110 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-392379

RESUMO

Esta tese é composta de estudos realizados com a finalidade de encontrar condições experimentais e gerar informações confiáveis que possam ser utilizadas em síntese de peptídeos mediada por lipases. Inicialmente, foram caracterizadas por eletroforese do tipo PAGE-SDS e medida de atividade em óleo de oliva duas lipases purificadas de candida cylindracea (CCL) e duas pacreáticas suínas, purificada (pPPL) e bruta (cPPL). As CCLs apresentaram atividades lipásicas e graus de purezas superiores às PPLs. Dentre os contaminantes das PPLs, foram identificadas a tripsina e a `alfa´-quimotripsina (`alfa´-QT). Em seguida, foi realizado um estudo sistemático da síntese do dipeptídeo modelo Ac-Tyr-Gly-N`H IND. 2´...


Assuntos
Bioquímica , Candida , Enzimas , Lipase , Biossíntese Peptídica , Poluentes Ambientais , Tripsina , Cromatografia Líquida/métodos , Eletroforese em Gel de Poliacrilamida , Espectrometria de Massas , Peptídeos
8.
São Paulo; s.n; 2004. 282 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-392405

RESUMO

O trabalho desenvolvido nesta tese doutorado enfocou dois projetos: O primeiro envolveu o estudo conformacional de um peptídeo correspondente à região N-terminal da TM6 do LHR (KMAILIFTDFT, resíduos 570-580) e de dois análogos (D578G e D578Y) envolvidos na síndrome da puberdade precoce masculina familiar (FMPP). A substituição do resíduo de `Asp IND. 578´ por outros aminoácidos como Gly ou Tyr provoca a ativação constitutiva do receptor, levando à FMPP. Os peptídeos foram estudados por CD e fluorescência em solução aquosa, na presença de TEF e na presença de membranas-modelo. Observou-se que os três peptídeos agregavam em solução aquosa e na presença de membranas...


Assuntos
Bioquímica , Biossíntese Peptídica , Peptídeos , Proteínas de Ligação ao GTP , Sequência de Aminoácidos , Dicroísmo Circular , Detergentes , Fluorescência , Conformação Proteica , Desnaturação Proteica , Análise Espectral
9.
Folha méd ; 121(4): 211-220, out.-dez. 2002. ilus, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-347913

RESUMO

O trabalho aqui apresentado representa a consolidação das nossas atividades de pesquisa desenvolvidas entre 1993 e 2001 sobre síntese de peptídeos e estudo de especificidade de proteases. Durante este período instalamos e desenvolvemos metodologias modernas de síntese de peptídeos em fase sólida usando a estratégia Fmoc partindo de uma infra-estrutura que vinhamos estabelecendo desde 1980 para síntese de peptídeos em solução, voltada principalmente para o estudo de substratos e inibidores de proteases. Assim, pudemos desenvolver os seguintes temas:ò Síntese de substratos cromogênicos.ò Síntese de substratos fluorogênicos.ò Síntese de substratos de fluorescência apagada internamente.ò Síntese paralela de peptídeos em fase sólida.ò Síntese de biblioteca de peptídeos.O desenvolvimento de compostos químicos com atividades biológicas, seja mimetizando compostos naturais, seja inibindo suas atividades é o objetivo básico da área de conhecimento denominada Química Farmacêutica ou também Química Médica na língua inglesa (Medicina/ Chemistry). Esta tem sido ao longo do tempo uma ciência empírica na sua essência, embora tenha se tornado bastante sofisticada nas últimas duas décadas. Sínteses orgânicas, biotecnologia, ensaios biológicos elegantes e modelagem por computador são algumas das poderosas técnicas empregadas e que trazem elementos racionais para a pesquisa de novas drogas. O paradigma da Química Médica é descobrir compostos com atividades biológicas desejáveis, uma de cada vez, e a partir destes (compostos líderes) desenhar e ensaiar outros mais potentes e com menor toxicidade. O desenvolvimento da síntese de peptídeos propiciou avanços fundamentais nesta área.


Assuntos
Biossíntese Peptídica , Peptídeo Hidrolases , Inibidores de Proteases , Especificidade por Substrato
10.
Säo Paulo; s.n; 2002. [114] p. ilus.
Tese em Português | LILACS, Sec. Est. Saúde SP | ID: lil-312527

RESUMO

O presente trabalho aborda a síntese de aminoácidos básicos nao naturais que sao, posteriormente, empregados no estudo de enzimas proteolíticas. Estas enzimas sao de grande interesse devido ao seu papel em funçoes fisiológicas e podem estar envolvidas em uma larga magnitude de patologias. Assim como os aminoácidos naturais, estes aminoácidos nao naturais sao, no curso deste trabalho, utilizados na construçao de substratos peptídicos, que por ensaios cinéticos e inibitórios, com as enzimas proteolíticas, fornecem informaçoes a respeito da estrutura e a atividade das mesmas. Nosso trabalho com as enzimas proteolíticas abordam as serino e cisteíno peptidases. Examinamos a especificidade de substratos peptídicos, contendo aminoácidos básicos nao naturais, para a calicreína tecidual humana. Exploramos a especificidade dos subsítio S1 e S2 de catepsinas B e L. Estudamos os substratos peptídicos curtos de fluorescência apagada para o emprego com enzimas como cisteíno-proteases papaína, catepsina L e catepsina B e com as serino-proteases tripsina, calicreínas plasmática tecidual, trombina e factor X ativado. Por último, os aminoácidos nao natural foram utilizados no estudo de uma isoforma de uma cisteíno pretease do parasita Leischmania mexicana. Os resultados apresentados na seqüência dos trabalhos gerados no curso destes estudos demonstram um interessante potencial para o emprego destes aminoácidos, com os quais pode-se estudar a atividade de enzimas proteolíticas frente a substratos sintéticos. Estes mesmos aminoácidos podem constituir uma interessante ferramenta para desenho de moléculas e a busca de uma potencial molécula líder no desenvolvimento de inibidores potentes e específicos para as enzimas proteolíticas


Assuntos
Peptídeo Hidrolases , Biossíntese Peptídica , Inibidores de Proteases , Aminoácidos
11.
Säo Paulo; s.n; 2002. [159] p. ilus, tab.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-330777

RESUMO

0 inibidor de tripsina da família "squash" SETI-Ila (Sechium edule trypsin inhibitor lia) um dos menores inibidores fortes descritos na literatura (Ki 10-9M). Ele contém 31 resíduos aminoácidos por molécula dos quais 6 são cisteínas. Sua seqüência de aminoácidos EDRKCPKILMRCKR SDCLKCTCQESGYCG, e forma uma compacta estrutura tridímensior mantida por 3 pontes dissulfeto. 0 inibidor foi extraído das sementes de chuchu (Sechium edul e purificado utilizando-se precipitação corra acetona, cromatografia de gel-filtração cromatografia de fase reversa por HPLC, servindo como material de referencia no presen estudo. 0 padrão das pontes dissulfeto do inibidor SETI-Ila foi determinado por digesf enzimática com a enzima termolisina e caracterização dos fragmentos por análise c aminoácidos e seqüencíamento por degradação automática de Edman. 0 padrão de pontE dissulfeto determinado foi Cys1-Cys4, Cys2-Cys5 e Cys3-Cys6, correspondente ao parir( relatado para outro inibidor da mesma família (MCTI). 0 peptídeo SETI-lia e dois análogo [desl-4]SETI-lia e [des1-4, P11, G20]SETI-Ila também foram obtidos por síntese automática c peptídeos utilizando-se a química Fmoc. 0 enovelamento e oxidação das pontes dissulfeto f realizado com mistura de GSH e GSSG em solução do peptídeo díluída (<50pglmL) ou ei coluna de gel-filtração, minimizando as interações intercadeia. Devido ao baixo rendimento dc peptídeos sintetizados automaticamente, utilizou-se a cromatografia de afinidade por tripsir antes da etapa de fase reversa em HPLC para purificar-los. Tanto o peptídeo sintético SETI-IIa quanto os análogos [des1-4]SETI-lia e [des1-4, P11, G20]SETI-IIa apresentaram atividade inibitória de tripsina após oxidação dos resíduos de cisteínas. A seqüência [des1-4, P11 G20]SETI-IIa foi sintetizada para viabilizar a síntese por condensação de fragmentos. 0 padrão das...(au)


Assuntos
Pontes (Edificações) , Dissulfetos , Biossíntese Peptídica , Inibidores da Tripsina
12.
Säo Paulo; s.n; 2001. 66 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-289822

RESUMO

Os Fatores de Crescimento de Fibroblastos (®Fibroblast Growth Factors¼; FGFs) participam de fenômenos biológicos de grande importância, tais como migração, divisão e diferenciação celulares. O presente trabalho teve como objetivo central a busca de compostos biologicamente ativos através de um desenho racional de peptídeos derivados do FGF-1 e do seu receptor (FGFR-1). A partir da análise dos dados disponíveis na literatura, aliada a técnicas de modelagem molecular, foram desenhados, sintetizados e testados dois grupos de peptídeos. O primeiro conjunto (R1 - R3) é constituído por peptídeos lineares derivados do FGFR-1. Os ensaios de atividade mitogênica dos FGFs 1 e 2 em presença dos peptídeos mostram que R1 e R2 foram capazes de inibir a ação mitogênica do FGF-1...


Assuntos
DNA/biossíntese , Fatores de Crescimento de Fibroblastos/biossíntese , Heparina , Peptídeos/isolamento & purificação , Receptores de Fatores de Crescimento de Fibroblastos , Transdução de Sinais , Espectrometria de Massas , Modelos Anatômicos , Biossíntese Peptídica
14.
Rev. bioméd. (México) ; 11(3): 155-60, jul.-sept. 2000. graf, CD-ROM
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-294983

RESUMO

Epítopo de reactividad cruzada en las glicoproteínas transmembranales de HIV-1/HIV-2. Introducción. En México se ha reportado una alta reactividad cruzada (24 por ciento) entre las glicoproteínas transmembranales del HIV-1 y HIV-2. Material y métodos. En este estudio, se sintetizó y se utilizó como antígeno para un ELISA, el péptido UIRH1 que corresponde a la región aminoterminal de la glicoproteína transmembranal del HIV-2 (aa629-652). La especificidad de la reacción se confirmó mediante un ensayo de competencia. Resultados. Los sueros de personas infectadas con el HIV-1 que no presentaron reacción cruzada con la gp32 del HIV-2 dieron valores de absorbancias similares a los que se obtuvieron de las personas seronegativas (1.1 veces) mientras que los sueros positivos al HIV-1 que presentaron reactividad cruzada dieron 2.8 veces la absorbancia de los negativos. Discusión. Proponemos que esta región transmembranal es responsable de la reactividad cruzada observada en ensayos de inmunoblot en individuos infectados con el HIV-1 en México.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Reações Cruzadas/imunologia , Glicoproteínas de Membrana/imunologia , HIV/imunologia , Ensaio de Imunoadsorção Enzimática , Biossíntese Peptídica/imunologia
15.
São Paulo; s.n; 2000. 127 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-265091

RESUMO

Na busca por agonistas, antagonistas e inibidores de natureza peptídica do fator de crescimento de fibroblastos ácido humano (hFGF-1), iniciamos o presente trabalho fazendo uma análise conformacional teórica do peptídeo Ac-WFVGLKKNGSSKRGPRT-N`H IND. 2ï (107-123[hFGF-1]). Em trabalho anterior, este composto havia se mostrado um agonista da atividade mitogênica da proteína capaz de inibir a ligação de `ANTPOT. 125Iï-hFGF-1 aos seus receptores celulares e de se ligar à resina heparina-Sepharose (Oyama et al. 1996). Os cálculos das propriedades dinâmicas deste peptídeo (I; Tabela 1) demonstraram que ele não adotava nenhuma conformação preferencial, o que poderia justificar a baixa atividade apresentada pelo mesmo (`10 POT. 4ï vêzes menor do que a da proteína nativa)...


Assuntos
Fatores de Crescimento de Fibroblastos/biossíntese , Biossíntese Peptídica , Peptídeos/análise , Cromatografia Líquida de Alta Pressão/métodos , Ciclização , Modelos Moleculares
16.
Säo Paulo; s.n; 2000. 130 p. ilus, tab.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-272607

RESUMO

Propusemos neste projeto, a investigação dos fatores que afetam a labilidade da ligação aminoacil- ou peptidil-resina e a implicação destes resultados para a metodologia dá síntese peptídica em fase sólida. Esta labilidade foi testada frente a diferentes condições ácidas abaixo listadas e existentes em etapas, algum modo, necessários para se sintetizar e caracterizar apropriadamente um peptídeo: 1) Estudo da hidrólise ácida de aminoacil- e peptidil-resina. A importância deste estudo relaciona-se com a necessidade de o teor do aminoácido ligado à resina para o planejamento da escala de síntese. Também é importante no sentido de, em algumas situações, poder-se monitorar o andamento da síntese ao quantificar a proporçäo existente entre o aminoácido carboxi-terminal e os subseqüentes, durante o crescimento da cadeia peptídica. Diversos fatores foram avaliados nos levando às seguintes conclusões: a) a eficiência da hidrólise não foi afetada pelo tipo de frasco, do teor de aminoácidos e de procedência da resina. b)a melhor proporção encontrada entre HCl 12 N e ácido propiônico foi de 1:1 (v/v). c)a velocidade de hidrólise foi dependente tanto da resina quanto ao aminoácido a ela ligado. Em uma aminoaci-resina, a ordem decrescente de estabilidade foi: Phe> Val>Gly e entre as resinas, BAR > MBAR@ PAMR> CMR. A130§C, o menor r o maior tempo de hidrólise foi de 15 horas (Gly-CRM) e 100h (Phe-BAR).Estes resultados contradizem citações da literatura que propõe tempos bem menores de hidrólise para clivagem integral destes aminoacil-resinas. D) O aumento da temperatura de hidrólise, conforme o esperado, observando-se um tempo mínimo para 160§C acelerou o processo e um tempo mínimo de 6 h e um máximo de 30h para aminoacil;-resinas acima mencionadas. e) O efeito da acilação do grupamento amínico da aminoacil-resina, tanto pela reação de acetiiação quanto pela incorporação de um segundo aminoácido, faz com que o tempo de hidrólise se reduza em comparação ao da aminoacil-resina de partida. O menor e o maior tempo de hidrólise a l6O§C, no caso dos dipeptídeos, foram de O,5 e 25 h para Ala-Gly-CMR e Ala-Phe-BAR, respectivamente. f) Quantificou-se também o tempo necessário para se romper a ligação peptídica dos segmentos Ala-Gly, Ala-Val e Ala-Phe, obtendo-se valores de cerca de 2 h e 45 mín, para temperaturas de hidrólise de 130 e l6O§C, respectivamente. Estes tempos foram independentes da resina empregada e do aminoácido ligado à resina...(au)


Assuntos
Hidrólise , Biossíntese Peptídica
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA