Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 996
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
1.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 72(1): 243-252, Jan.-Feb. 2020. tab
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1088938

RESUMO

O objetivo deste estudo foi avaliar o perfil de ácidos graxos (AG) do leite de vacas alimentadas com dietas à base de silagem de milho contendo 0% e 8,9% de glicerina bruta (GB) na matéria seca (MS). Foram utilizadas 18 vacas Holandês x Gir com 48±18 dias em lactação, produzindo 19,8±4,9kg/dia de leite. Utilizou-se delineamento de blocos ao acaso, com nove vacas/tratamento e duas medidas repetidas no tempo, com os resultados analisados por modelos mistos. A inclusão de GB na dieta não alterou a ingestão de MS, mas reduziu os consumos dos AG oleico, linoleico e α-linolênico. Os teores dos AG mirístico, palmítico, rumênico, vacênico, esteárico, oleico, linoleico, α-linolênico e CLA trans-10 cis-12 na gordura do leite foram semelhantes entre dietas. A inclusão de GB reduziu os teores dos AG elaídico e C18:1 trans-10 e aumentou os teores dos AG de cadeia ímpar linear e do ácido láurico. Não houve efeito da inclusão da GB sobre os índices de aterogenicidade e trombogenicidade da gordura do leite. Concluiu-se que a inclusão de glicerina bruta em dieta à base de silagem de milho não afetou a qualidade nutricional da gordura do leite de vacas Holandês x Gir.(AU)


The objective of this study was to evaluate the milk fatty acid (FA) composition of cows fed corn silage-based diets containing 0% and 8.9% of crude glycerin (GB) on a dry matter (DM) basis. Eighteen Holstein x Gyr cows with 48±18 days in milk and producing 19.8±4.9kg milk/day were used in the study. The experimental design was a randomized block with nine cows per treatment and two repeated measures. Results were analyzed using mixed models. The milk fat contents of myristic, palmitic, rumenic, vaccenic, estearic, oleic, linoleic, α-linolenic, and trans-10 cis-12 CLA were similar between diets. Dietary inclusion of GB decreased elaidic and trans-10 C18:1, and increased lauric acid and odd linear-chain FA contents in milk fat. Both atherogenicity and trombogenicity indices were unaffected by GB inclusion. It was concluded that GB inclusion in corn silage-based diets had no effect on the nutritional quality of milk fat from Holstein x Gyr dairy cows.(AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Bovinos , Silagem , Leite/química , Ácidos Graxos/análise , Glicerol/administração & dosagem , Biocombustíveis , Ração Animal
2.
Neotrop. ichthyol ; 18(1): e190059, 2020. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1098409

RESUMO

The purpose of this research was to investigate differences in diet composition between Achirus mazatlanus and Syacium ovale, two flatfishes inhabiting in a tropical coastal lagoon and to investigate the relationship of their feeding habits to size, body morphometry and mouths characteristics. Fish were collected during sampling trips conducted regularly from 2011 to 2016 using several types of fishing gear. Total number of analyzed stomachs with some food content was 328 for Achirus mazatlanus from 1.4 to 21.3 cm total length (TL) and 203 for Syacium ovale with 1.3 to 24.0 cm TL. Results indicate that both species share a general diet based on benthic invertebrates and fishes but S. ovale has a more piscivorous habit, which can be explained by a more slender body shape and larger teeth, characteristics which increase prey fish catching performance. Important changes in composition of food categories related to size were not found for any species, but larger fish of both species eat larger ranges of prey sizes, and this ontogenetic change is consistent with recent developments on optimal foraging theory.(AU)


Se investigaron las diferencias en la composición de la dieta entre Achirus mazatlanus y Syacium ovale, dos especies de lenguados que habitan en una laguna costera tropical, y la relación de los hábitos alimentarios con el largo total, la morfometría corporal y las características de las bocas. Los peces fueron colectados regularmente entre 2011 y 2016, mediante varios tipos de artes de pesca diferentes. El número total de estómagos analizados con contenido estomacal fue de 328 para Achirus mazatlanus de 1.4 a 21.3 cm de longitud total (TL) y 203 para Syacium ovale de 1.3 a 24.0 cm TL. Los resultados indican que ambas especies tienen una dieta general basada en invertebrados bentónicos y peces, pero S. ovale tiene un hábito más piscívoro, lo cual puede ser explicado por un cuerpo más alargado y dientes más grandes, características ambas que incrementan el rendimiento de la captura de peces presas. No se encontraron cambios importantes en la composición de las categorías alimentarias relacionados con la talla en ninguna de las especies de lenguados, pero los peces mayores de ambas especies consumen rangos más amplios de tamaños de presas y este cambio ontogénico es consistente con la teoría de forrajeo óptimo.(AU)


Assuntos
Animais , Linguados/anatomia & histologia , Benchmarking , Ração Animal/análise , Ecossistema
3.
Neotrop. ichthyol ; 18(1): e190045, 2020. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1098405

RESUMO

This study aimed to evaluate if the presence of pollutants promotes changes in feeding habits of fish species from different trophic guilds: the detritivorous species, Hypostomus francisci, and the piscivorous, Hoplias intermedius. Both species were sampled at 12 sites (with different degrees of pollution) in the Rio das Velhas basin, which is heavily polluted by domestic and industrial sewage from the Metropolitan Region of Belo Horizonte (MRBH). Stable isotope analyses of carbon (δ13C) and nitrogen (δ15N) of fish tissue and the main food resources were performed. Fishes from both trophic guilds altered their diets in degraded environments, but the detritivorous species showed greater trophic plasticity. The isotopic niche of both trophic guilds was broadest in unpolluted sites and more δ15N enriched in polluted regions. The detritivorous species presented high niche-breadth in unpolluted sites, probably due to the greater variety of resources consumed. In addition, the δ15N of the detritivorous was more enriched than the piscivorous species in polluted sites. In conclusion, fishes from both trophic guilds presented similar isotopic responses to environmental pollution. However, the detritivorous species was more sensitive to these alterations and therefore, is likely a better indicator of environmental condition than the piscivorous.(AU)


Este estudo teve como objetivo avaliar se a presença de poluentes promove mudanças nos hábitos alimentares de espécies de peixes de diferentes guildas tróficas: a espécie detritívora, Hypostomus francisci, e a piscívora, Hoplias intermedius. Ambas espécies foram amostradas em 12 locais (com diferentes níveis de poluição) na bacia do Rio das Velhas, que é altamente poluída por esgoto doméstico e industrial da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). Foram realizadas análises de isótopos estáveis de carbono (δ13C) e nitrogênio (δ15N) dos tecidos dos peixes e dos principais recursos alimentares. Espécies de ambas guildas tróficas alteraram suas dietas em ambientes degradados, mas a espécie detritívora apresentou maior plasticidade trófica. O nicho isotópico de ambas as espécies foi mais amplo em locais menos perturbados e mais enriquecido em δ15N em regiões poluídas. A espécie detritívora apresentou grande amplitude em seu nicho isotópico em locais menos perturbados, provavelmente devido à maior variedade de recursos consumidos. Além disso, o δ15N da espécie detritívora foi mais enriquecido que a espécie piscívora em locais poluídos. Em conclusão, ambas as espécies apresentaram respostas isotópicas semelhantes à poluição ambiental. No entanto, a espécie detritívora foi mais sensível a essas alterações e, portanto, é provavelmente uma melhor indicadora de condição ambiental do que a espécie piscívora.(AU)


Assuntos
Animais , Comportamento Alimentar/classificação , Marcação por Isótopo/veterinária , Ração Animal/toxicidade , Esgotos Domésticos
4.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 71(6): 1968-1976, Nov.-Dec. 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1055145

RESUMO

Diarrheagenic (DEC) and avian pathogenic Escherichia coli (APEC) are associated with intestinal and extra-intestinal infections (ExPEC), respectively. We aimed to analyze the antimicrobial susceptibility, gene encoding virulence factors associated to DEC and APEC, and phylogenetic classification in E. coli isolated from 320 samples of feed and ingredients. Antimicrobial susceptibility was performed using the disk diffusion method and Multiple Antibiotic Resistance (MAR) Index and Multi-Drug Resistance (MDR) were calculated. Phylogenetic classification was performed on samples harboring DEC and/or APEC virulence-associated genes. A total of 110 E. coli strains were isolated in 15% (49/320) of the evaluated inputs (n=13 vegetable meal; n=33 animal meal, n=3 feed). In general, the isolates showed the highest rates of antimicrobial resistance to sulfonamide and cefazolin and 18% (20/110) were multi-drug resistant. MAR index of feed samples was the highest (0.467). Six and five strains had APEC and DEC virulence-associated genes, respectively, and belonging to phylogenetic groups A and B1. These findings point to the need for strict microbiological control during the production process of these foods.(AU)


Escherichia coli diarreiogênicas (DEC) e patogênicas para aves (APEC) são associadas a infecções intestinais e extraintestinais (ExPEC), respectivamente. O objetivo do presente trabalho foi avaliar a sensibilidade antimicrobiana, a presença de genes que codificam os fatores de virulência relacionados à DEC e APEC, e a classificação filogenética em E. coli isoladas de 320 amostras de ração para frangos e ingredientes. A sensibilidade antimicrobiana foi determinada pelo método disco-difusão e calculou-se o índice de resistência múltipla aos antimicrobianos (IRMA) e a resistência a múltiplas drogas (MDR). Nas amostras que possuíam genes de virulência relacionados à DEC e/ou APEC, foi realizada a classificação filogenética. Foram isoladas 110 amostras de E. coli em 15% (49/320) dos insumos avaliados (n=13 farelos vegetais; n=33 farinhas de origem animal; n=3 rações). De forma geral, os isolados apresentaram as maiores frequências de resistência antimicrobiana à sulfonamida e à cefazolina e 18% (20/110) foram resistentes a múltiplas drogas. O IRMA das rações foi o mais alto (0,467). Os genes que codificam fatores de virulência associados à APEC e DEC foram detectados em seis e cinco isolados, respectivamente, pertencentes aos grupos filogenéticos A e B1. Os resultados demonstram a necessidade de rigoroso controle microbiológico durante o processo de produção desses alimentos.(AU)


Assuntos
Animais , Galinhas/virologia , Fatores de Virulência , Diarreia/veterinária , Escherichia coli/isolamento & purificação , Ração Animal/microbiologia , Resistência Microbiana a Medicamentos
5.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 71(6): 2093-2102, Nov.-Dec. 2019. tab
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1055115

RESUMO

Objetivou-se avaliar o consumo, a digestibilidade e o desempenho de ovinos, arraçoados com dietas isoproteicas, contendo 75% de resíduos da agroindústria frutífera (abacaxi, acerola, maracujá e cupuaçu), uma dieta com feno de tifton e 25% de concentrado, em delineamento inteiramente ao acaso. A participação do resíduo de maracujá na dieta proporcionou os maiores níveis de consumo de matéria seca (1170,6g d-1) em relação aos resíduos de abacaxi (693,8g d-1), acerola (644,2g d-1), cupuaçu (452,9g d-1) e feno de tifton (962,7g d-1), o que se relaciona aos seus níveis de digestibilidade (77,8; 63,1; 59,1; 61,7 e 71,8%, respectivamente). Tal resultado gerou diferenças significativas, destacando-se o resíduo de maracujá quanto à conversão alimentar (8,3), e o ganho médio diário de peso (141,5g d-1). Apesar de ter tido a mesma conversão observada para o feno de tifton (13,2), apresentou maior ganho médio diário (75,6g d-1). Os demais resíduos apresentaram efeitos sobrepostos, contudo o resíduo de acerola ficou com a pior conversão (51,4) e o menor ganho médio diário (15,6g d-1), sendo esse sem diferença em relação ao cupuaçu (23,0g d-1). Os resíduos podem ser utilizados como alternativa para a alimentação de ovinos.(AU)


The objective was to evaluate the consumption, digestibility and performance of the sheep with iso protein diets, with 75% of residues from fruit agro-industries (pineapple, acerola, passion fruit, and cupuassu) and a diet with tifton hay, and 25% of concentrate, in a totally randomized design. The participation of passion fruit residue on the diet provided the highest consumption levels of dry matter (1170.6g d -1 ) compared with the residues of pineapple (693.8g d -1 ), acerola (644.2g d -1 ), cupuassu (452.9g d -1 ) and tifton hay (962.7g d -1 ), which is related to their levels of digestibility (77.85, 63.14, 59.07, 61.68 and 71.83%, respectively). Such a result generated significant differences with emphasis on passion fruit residue regarding food inversion (8.30) and average daily weight gain (141.50g d -1 ), in spite of having the same conversion detected for tifton hay (13.2), it showed a higher average daily gain (75.6g d -1 ). The other residues showed overlapping effects, however, acerola residue showed the worst conversion level (51.4) and the lowest average daily gain (15.6g d -1 ), and this one showed no difference compared with cupuassu (23.0g d -1 ). The residues can be used as an alternative for sheep feeding.(AU)


Assuntos
Animais , Ovinos/metabolismo , Malvaceae , Malpighiaceae , Passiflora , Ananas , Ingestão de Alimentos , Comportamento Alimentar , Ração Animal , Resíduos Industriais
6.
Pesqui. vet. bras ; 39(12): 970-977, Dec. 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1056923

RESUMO

This study aimed to identify gross and microscopic changes, caused by high-energy diets, in the rumen environment and hoof of confined beef cattle. The study sample comprised 40 confined heifers (Bos taurus) with no disease history divided into four experimental groups using different diets: Group 1 (D1, control), 48:52 forage:concentrate ratio; Group 2 (D2), 30:70 forage:concentrate ratio; Group 3 (D3), 30:70 forage:concentrate ratio + sucrose; Group 4 (D4), 100% concentrate. All animals underwent clinical examination, assessment of ruminal fluid pH and lameness, and sample collection after slaughter for histopathology of the hoof laminae and digital cushion and ruminal tissue. All dependent variables of the study were compared using the SPSS 20.0 statistical software. The variables that did not show normality (HR, RM, ST, and CRT) were compared with application of the Kruskal-Wallis test followed by the Dunnet's multiple comparison test. All other variables were submitted to analysis of variance (ANOVA) followed by Tukey's test. The different diets had an impact on the rumen environment (p<0.05) of the heifers assessed, with momentary general depression in the first 12 h after sucrose induction (D3), as well as mild clinical signs in D4. The animals in D3 and D4 presented lower motility (p<0.05) and ruminal pH (p<0.01) than those in D1. Of the 40 heifers, 27.5% (n=11) showed gross lesions in the epithelium of ruminal pillars, whereas 22.5% (n=9) of those in D3 and D4 presented these lesions. Sole corium thickness varied between heifers in D3 compared with those in D1 and D2 (p<0.05). Therefore, high-energy diets, as used in this study, alter some clinical parameters and the rumen environment, causing lesions in the rumen mucosa, and of lesser intensity, in the hoof corium and laminae, suggestive of laminitis.(AU)


O objetivo deste trabalho foi identificar alterações macroscópicas e microscópicas provocadas por dietas de alto valor energético no ambiente ruminal e casco de bovinos de corte (Bos taurus) em confinamento. Foram utilizadas 40 novilhas mantidas em confinamento, sendo divididas em 4 grupos experimentais: Grupo D1(controle) - 48% de volumoso e 52% de concentrado; Grupo D2 - 30% de volumoso e 70% de concentrado; Grupo D3 - 30% de volumoso e 70% de concentrado + sacarose; Grupo D4 - 100% de concentrado. Foi realizado exame clínico dos animais, avaliação do pH ruminal, da claudicação, além de coletas de amostras post-mortem para análises histopatológicas da região laminar do casco, coxim digital e do rúmen. Todas as variáveis dependentes do estudo foram comparadas por meio do software estatístico SPSS 20.0. As variáveis sem normalidade (FC, MR, Tc e TPC) foram comparadas pelo teste de Kruskal Wallis, seguido pelo teste de comparação múltipla de Dunnet. Todas demais foram submetidas a análise de variância (ANOVA), seguida pelo teste de Tukey. Foi observado impacto das distintas dietas ao ambiente ruminal (p<0,05). Os grupos D3 e D4 exibiram menor motilidade (p<0,05) e pH ruminal (p<0,01). 27,5% (n=11) dos animais tiveram registros macroscópicos de lesões no epitélio dos pilares ruminais enquanto que os submetidos às dietas 3 e 4 foi observada ocorrência de 22,5% (n=9) de lesões macroscópicas no rúmen. As espessuras do córium solear variaram entre os grupos que receberam a indução de sacarose em relação ao grupo controle e novilhas alimentadas com a dieta 2 (p<0,05). Sendo assim dietas com elevada densidade energética, na condição em que foi empregada, alteraram alguns parâmetros clínicos e o ambiente ruminal, provocando lesões na mucosa do rúmen e de pouca intensidade no córium e tecido laminar, sugestiva de laminite.(AU)


Assuntos
Animais , Bovinos , Acidose/veterinária , Carboidratos da Dieta/efeitos adversos , Sacarose na Dieta , Dieta/veterinária , Doenças do Pé/etiologia , Doenças do Pé/veterinária , Ração Animal/efeitos adversos
7.
Braz. j. biol ; 79(4): 703-711, Nov. 2019. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1001487

RESUMO

Abstract This study was conducted to determine an appropriate replacement of fishmeal with amino acids (AAs) and optimized protein levels in practical diets for Oreochromis niloticus with mean initial body weight 12.52±0.63g. Six experimental and a control diet (total 7 diets) divided into two groups, and a control diet (D1) containing 32% protein. The first group contained three diets that included different dietary protein levels, viz. 20 (D2), 25 (D3), and 30% (D4) with AAs when replacing fishmeal by plant protein sources. In the second group, the diets were contained 20 (D5), 25 (D6), and 30% (D7) without AAs. The best growth performance was achieved in fish fed with diet D1. Total feed intake was increased with an increase in dietary protein level with AAs. The specific growth rate showed a similar pattern with a significant difference between control, D4 and D7 compared to other groups. The feed conversion ratio decreased when protein levels in the diets increased. The protein efficiency ratio showed a similar performance, with a slight increase between the control diet and diets with AAs. However, insignificant differences (P>0.05) were observed between diets with and without AAs. An economic evaluation indicated that inclusion of low fishmeal in tilapia diets reduced the price/kg of diets compared to control.


Resumo Este estudo foi realizado para determinar uma substituição adequada de farinha de peixe com aminoácidos (AA) e níveis otimizados de proteína em dietas práticas para Oreochromis niloticus com peso corporal inicial médio de 12,52 ± 0,63 g. Seis dietas experimentais e controle (total de 7 dietas) divididas em dois grupos, e uma dieta controle (D1) contendo 32% de proteína. O primeiro grupo continha três dietas que incluíam diferentes níveis de proteína na dieta, viz. 20 (D2), 25 (D3) e 30% (D4) com AAs ao substituir a farinha de peixe por fontes de proteína vegetal. No segundo grupo, as dietas continham 20 (D5), 25 (D6) e 30% (D7) sem AAs. O melhor desempenho de crescimento foi alcançado em peixes alimentados com dieta D1. O consumo total de ração foi aumentado com o aumento do nível de proteína na dieta com AAs. A taxa de crescimento específico mostrou um padrão semelhante com uma diferença significativa entre o controle, D4 ​​e D7 em comparação com outros grupos. A taxa de conversão alimentar diminuiu quando os níveis de proteína nas dietas aumentaram. A taxa de eficiência protéica apresentou desempenho semelhante, com discreto aumento entre a dieta controle e as dietas com AAs. Entretanto, diferenças insignificantes (P> 0,05) foram observadas entre dietas com e sem AAs. Uma avaliação econômica indicou que a inclusão de farinha de peixe baixa em dietas de tilápia reduziu o preço / kg de dietas em relação ao controle.


Assuntos
Animais , Alimentos Marinhos/economia , Alimentos Marinhos/normas , Ciclídeos/crescimento & desenvolvimento , Ciclídeos/fisiologia , Dieta/economia , Dieta/métodos , Peso Corporal , Proteínas na Dieta , Ingestão de Alimentos/fisiologia , Aminoácidos , Ração Animal/economia
8.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 71(5): 1659-1668, set.-out. 2019. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1038665

RESUMO

Objetivou-se avaliar as variáveis micotoxicológicas e nutricionais de híbridos de milho com diferentes características que influenciam no custo da ração para frangos de corte. Foram avaliados 26 híbridos de milho geneticamente modificados nas safrinhas de 2016 e 2017, com diferentes germoplasmas, textura de endosperma e duração do ciclo. Nos híbridos, foram avaliados grãos avariados, fumonisinas (B1+B2) (FUM), aflatoxinas (B1+B2+G1+G2) (AFLA), zearalenona (ZEA), deoxinivalenol (DON), umidade, proteína bruta (PB), energia metabolizável aparente corrigida para balanço de nitrogênio (EMAn), aminoácidos digestíveis para aves (lisina, metionina, cistina e treonina) e o respectivo custo da ração inicial para frangos de corte, que foi calculada pelo custo mínimo. A prevalência de FUM, AFLA, ZEA e DON foi de 90, 17, 33 e 0%, com médias de 3067, 1, 38 e 0µg/kg nos dois anos, respectivamente. A média de EMAn e PB foi de 3264kcal/kg e 8,02%, respectivamente, e diferiu (P<0,05) nos dois anos. O custo da ração foi influenciado significativamente (P<0,05) por FUM, PB, EMAn nos dois anos. Híbridos com tecnologia Viptera apresentam menor concentração por FUM e menor custo da ração. Híbridos de ciclo precoce têm menor concentração de FUM, maiores percentuais de PB e de aminoácidos digestíveis e menor custo da ração.(AU)


The objective of this study was to evaluate the mycotoxicological and nutritional variables of maize hybrids with different characteristics that influence the broiler chicken's feed costs. In 2016 and 2017 winter crops, 26 genetically modified hybrids of maize with different germplasm, endosperm texture and cycle duration were evaluated. The analyzed variables were damaged grains, fumonisins (B 1 +B 2 ) (FUM), aflatoxins (B 1 +B 2 +G 1 +G 2 ) (AFLA), zearalenone (ZEA), deoxynivalenol (DON), moisture, crude protein (CP), apparent metabolizable energy corrected for nitrogen balance (AMEn), digestible amino acids for poultry (lysine, methionine, cystine and threonine) and the respective cost of the initial feed for broiler chickens calculated at the minimum cost. The prevalence of FUM, AFLA, ZEA and DON was 90, 17, 33 and 0%, with means of 3067, 1, 38 and 0µg/kg in the two years, respectively. The mean of AMEn and CP was 3264kcal/kg and 8.02%, respectively, and differed (P< 0.05) in the two years. The feed cost was significantly influenced (P<0.05) by FUM, PB, AMEn in two years. Hybrids with Viptera technology show lower concentration per FUM and lower feed cost. Early cycle hybrids have lower concentrations of FUM, higher percentages of CP and digestible amino acids, and lower feed costs.(AU)


Assuntos
Zea mays/genética , Zea mays/toxicidade , Ração Animal/toxicidade , Micotoxinas/análise , Micotoxinas/toxicidade , Zearalenona/toxicidade , Aflatoxinas/toxicidade , Fumonisinas/toxicidade
9.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 71(5): 1616-1622, set.-out. 2019. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1038675

RESUMO

Objetivou-se avaliar o efeito da inclusão da torta de algodão (TA) com adição de enzimas na ração de suínos na fase de crescimento e seus efeitos sobre o desempenho, as características de carcaças, bem como sua viabilidade econômica. Para tanto, foram utilizados 20 suínos machos castrados, distribuídos em um delineamento em blocos ao acaso, com peso corporal inicial de 56,28±5,78kg e final de 79,79±7,32kg. Os níveis de inclusão da TA foram 0%, 8%, 16% e 24%. Todas as rações tiveram os valores de exigência em energia metabolizável, proteína bruta e fósforo subestimados em 1,5% com a utilização de 300g/t do complexo enzimático. Os parâmetros de desempenho e as características de carcaça não apresentaram diferenças significativas entre os níveis de inclusão da TA. A torta de algodão pode ser utilizada em até o nível de 24% de inclusão com adição de complexo enzimático em rações de suínos na fase de crescimento II, sem alterar os parâmetros de desempenho e as características de carcaças, além de apresentar redução do custo/kg de suíno produzido.(AU)


The objective of this study was to evaluate the inclusion of cottonseed cake (CC) with enzyme complex in the diet of pigs in the growth phase and its effects on performance, carcass characteristics and economic viability. Thus, 20 barrows were distributed in a completely randomized block design, with initial body weight of 56.28±5.78kg and final weight of 79.79±7.32kg. The inclusion levels of CC were 0%, 8%, 16% and 24%. All diets had the requirement values of metabolizable energy, crude protein and phosphorus underestimated by 1.5% and were added to 300g/t enzyme complex. The performance parameters and carcass characteristics there was no difference between the levels of inclusion of cottonseed cake. The cottonseed cake can be used up to the 24% inclusion level with addition of enzyme complex in the growth phase II, without affecting performance and carcass characteristics, besides reducing the cost/kg of pig produced.(AU)


Assuntos
Animais , Masculino , Suínos/crescimento & desenvolvimento , Gossypium , Ração Animal/análise , Criação de Animais Domésticos
10.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 71(5): 1759-1763, set.-out. 2019. tab
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1038662

RESUMO

It was determined by the total collection of excreta method, with broilers from 22 to 32 days of age, the coefficients of apparent metabolism of dry matter, crude protein and crude energy and apparent metabolizable energy corrected for zero nitrogen balance (AMEn) of the ethanol co-products of corn: acid oil and dried distillery grains with soluble (DDGS). The DDGS and corn acid oil presented nutritional metabolization coefficients ranging from 43 to 83% and AMEn equal 2393.5 and 7859.2kcal/kg respectively, and may be food alternatives to soybean meal and soybean oil.(AU)


Assuntos
Animais , Galinhas , Biomassa , Zea mays , Etanol/análise , Resíduos de Alimentos , Ração Animal/análise
11.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 71(5): 1595-1600, set.-out. 2019. tab
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1038643

RESUMO

O objetivo deste trabalho foi determinar a digestibilidade do farelo de palmiste (Elaeis guineensis) para o tambaqui (Colossoma macropomum), em duas classes de peso: 1 (210 alevinos de 4,45±1,18g) e 2 (54 juvenis de 115,91±4,01g). Os coeficientes de digestibilidade aparente (CDA) da matéria seca, proteína bruta e energia bruta do farelo de palmiste foram avaliados pela metodologia de substituição da dieta referência, utilizando-se 0,1% de óxido crômico como indicador externo. Os dados foram analisados pelo teste t de Student, a 5% de probabilidade. Os CDAs da matéria seca, proteína bruta e energia bruta do ingrediente foram iguais (P>0,05) nas classes de peso avaliadas. Os CDAs observados nas classes 1 e 2, respectivamente, foram: matéria seca (17,52% e 20,75%), proteína bruta (62,83% e 63,75%) e energia bruta (14,16% e 22,43%). A capacidade do tambaqui para digerir os nutrientes do farelo de palmiste não foi influenciada pelo peso corporal, e o aproveitamento satisfatório da proteína (63,29%) faz desse ingrediente uma potencial fonte alternativa de proteína em dietas para a espécie.(AU)


The objective of this work was to determine the digestibility of palm kernel meal (Elaeis guineensis) in tambaqui (Colossoma macropomum), in two weight classes: 1 (210 fingerlings of 4.45±1.18g) and 2 (54 juveniles of 115.91±4.01g). The apparent digestibility coefficients (ADC) of dry matter, crude protein and crude energy of the palm kernel meal were evaluated by the substitution of the reference diet methodology, using 0.1% chromic oxide as an external indicator. Data were analyzed by Student's t-test at 5% probability. The dry matter, crude protein and crude energy ADCs of the ingredient were the same (P> 0.05) in the weight classes evaluated. The ADCs observed in classes 1 and 2, respectively, were: dry matter (17.52% and 20.75%), crude protein (62.83% and 63.75%) and crude energy (14.16% and 22.43%). The ability of tambaqui to digest the nutrients of palm kernel meal was not influenced by body weight, and satisfactory protein utilization (63.29%) makes this ingredient a potential alternative source of protein in diets for the species.(AU)


Assuntos
Elaeis guineensis , Aquicultura/métodos , Characidae/crescimento & desenvolvimento , Resíduos de Alimentos , Ração Animal/análise
12.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 71(5): 1677-1685, set.-out. 2019. tab
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1038650

RESUMO

Forty eight crossbred calves, 24 males and 24 females, with weight and age of 203.6±3.7kg and 11.8±1.0 months were allotted to the following treatments: MT- mineral salt ad libitum and sugar cane mixed with 10g kg-1 mixture of urea and ammonium sulfate in a 9:1 proportion; MA - sugar cane mixed with 16g kg-1 of a concentrate of urea (550g kg-1), ammonium sulfate (60g kg-1) and minerals (390g kg-1); SU - sugar cane mixed with 50g kg-1 of a concentrate of soybean meal (830g kg-1), urea (52g kg-1) and minerals (118g kg-1) and MC - corn silage mixed with 10g kg-1 of a concentrate of urea (500g kg-1), ammonium sulfate (50g kg-1) and minerals (450g kg-1). Minerals mixed with sugar cane (MA) resulted in greater weight gain (0.258 x 0.188kg d-1) for similar intakes of DM (3.29 x 3.30kg d-1). Substitution of part of urea nitrogen in the MA by soybean meal (SU) resulted in greater ADG (0.538 x 0.258kg d-1), due to higher sugar cane intake (4.10 x 3.13kg d-1). ADG of calves receiving corn silage was greater (0.406 x 0.258kg d-1) than for calves receiving sugar cane.(AU)


Quarenta e oito bezerros cruzados, com peso vivo de 203,6±3,7kg e idade de 11,8±1,0 meses, sendo 24 machos e 24 fêmeas, foram distribuídos nos tratamentos: MT - sal mineral à vontade e cana-de-açúcar adicionada de 10g kg -1 de uma mistura de ureia e sulfato de amônio na proporção de 9:1; MA - cana-de-açúcar adicionada de 16g kg -1 de uma mistura de ureia (55%), sulfato de amônio (6%) e minerais (39%); SU - cana-de-açúcar adicionada de 50g kg -1 de uma mistura de farelo de soja (83%), ureia (5,2%) e minerais (11,8%); e MC - silagem de milho adicionada de 10g kg -1 de uma mistura de ureia (50%), sulfato de amônio (5%) e minerais (45%). Minerais misturados no volumoso resultaram em maior ganho de peso (0, 258 x 0,188kg/dia) com consumos semelhantes de matéria seca (3,29 x 3,30kg/dia). Substituição de parte do nitrogênio da ureia no MA pelo do farelo de soja resultou em aumento do ganho de peso (0,258 x 0,538kg/dia) e no consumo de cana (3,13 x 4,10kg/dia). Ganho de peso dos bezerros que receberam silagem de milho foi superior ao dos bezerros que receberam o MA (0,406 x 0,258kg/dia), devido ao maior consumo de silagem (4,71 x 3,13kg/dia).(AU)


Assuntos
Animais , Bovinos , Ureia , Bovinos/crescimento & desenvolvimento , Zea mays , Saccharum , Ração Animal/análise , Minerais/administração & dosagem
13.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 71(5): 1719-1726, set.-out. 2019. tab
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1038674

RESUMO

Objetivou-se avaliar o comportamento ingestivo de cordeiros Santa Inês alimentados com resíduo de cervejaria desidratado (RCD). Foram utilizados 35 cordeiros, machos, não castrados, com peso médio inicial de 16,00±1,69kg e, aproximadamente, 70 dias de idade. Adotou-se o delineamento inteiramente ao acaso, com cinco tratamentos e sete repetições, consistindo os tratamentos em: 0; 20; 40; 60 e 80% de inclusão de RCD na porção concentrada da ração. A inclusão de RCD na ração não influenciou o tempo de alimentação (TAL; h/dia) e a eficiência de alimentação (gFDN/h; P>0,05). O TAL obtido neste estudo apresentou valor médio de 4,90h/dia. Observou-se efeito linear decrescente (P<0,05) com a inclusão do RCD, para as eficiências de alimentação (gMS/h) e ruminação (gMS/h e gFDN/h). Contudo, efeito linear crescente (P<0,05) foi constatado para tempo de ruminação e mastigação total, bem como para o número de mastigações merícicas por dia para os animais alimentados com o subproduto. A inclusão de resíduo de cervejaria desidratado influencia o comportamento ingestivo de cordeiros Santa Inês, diminuindo a eficiência de alimentação, quando relacionada ao consumo de matéria seca por hora, e aumentando o tempo de ruminação, podendo ser adicionado em até 20% na porção concentrada da ração.(AU)


The aim of this study was to evaluate the ingestive behavior of Santa Ines lambs fed dehydrated brewer's residue (DBR). Thirty-five male lambs were used, with an initial mean weight of 16.00±1.69kg and, approximately, 70 days of age. A completely randomized design was used, with five treatments and seven replicates, the treatments being: 0; 20; 40; 60 and 80% of inclusion of DBR in the concentrated portion of the ration. The inclusion of DBR in the ration did not influence feeding time (FT; h/day) and feeding efficiency (gNDF/h; P> 0.05). The FT obtained in this study had an average value of 4.90h/day. There was a decreasing linear effect (P< 0.05) for feed efficiency (gDM/h) and rumination efficiency (gDM/h and gNDF/h). However, linear increasing effect (P< 0.05) was observed for rumination and total chewing time, as well as for the number of chews per day for animals fed with the byproduct. The inclusion of dehydrated brewer's residue in the concentrate can influence the ingestive behavior of Santa Ines lambs, reducing feed efficiency, when related to the dry matter intake per hour, and increasing the total rumination time in Santa Ines lambs, it can be added up to 20% in the concentrated portion of the ration.(AU)


Assuntos
Animais , Masculino , Ovinos/crescimento & desenvolvimento , Indústria Cervejeira , Resíduos Industriais , Ração Animal/análise
14.
Braz. j. biol ; 79(3): 527-532, July-Sept. 2019. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1001453

RESUMO

Abstract From the advancement of tilapia production in recent years, diets are sought that allow the maximum growth, improving health and fish quality. In this study growth, biochemical, hematological and oxidative parameters were evaluated of tilapia fed with increasing selenium levels: 0.53, 0.86, 1.04 and 1.22 mg kg-1. It was used 400 juveniles (initial weight = 36.51 ± 10.88 g), fed for six weeks. There was no effect of selenium on fish growth, biochemical and hematological parameters. In the oxidative parameters, there was an increase in non-protein thiols and a decrease in malondialdehyde levels, evidencing antioxidant effects of selenium. The diet selenium levels above 0.86 mg kg-1 improved the antioxidant system and does not affect to biochemical, hematological and growth parameters of tilapia juveniles.


Resumo Com o avanço da produção de tilápia nos últimos anos, buscam-se dietas que possibilitem o máximo crescimento, saúde e qualidade do pescado. Neste trabalho foram avaliados parâmetros de crescimento, bioquímicos, sanguíneos e oxidativos de tilápias alimentadas com níveis crescentes de selênio: 0,53, 0,86, 1,04 e 1,22 mg kg-1. Foram utilizados 400 juvenis (peso inicial =36,51 ± 10,88 g), alimentados durante seis semanas. Não ocorreu efeito do selênio no crescimento, nem nos parâmetros bioquímicos e hematológicos dos peixes. Nos parâmetros oxidativos, ocorreu aumento nos níveis de tióis não-proteicos e diminuição de malondialdeído, evidenciando efeitos antioxidantes do selênio. Os níveis de selênio acima de 0.86 mg kg-1 melhoram o sistema antioxidante dos peixes e não compromete os parâmetros bioquímicos, sanguíneos e de crescimento de juvenis de tilápia.


Assuntos
Animais , Selênio/metabolismo , Ciclídeos/crescimento & desenvolvimento , Ciclídeos/metabolismo , Antioxidantes/metabolismo , Selênio/administração & dosagem , Suplementos Nutricionais/análise , Dieta/veterinária , Ração Animal/análise , Antioxidantes/administração & dosagem
15.
Braz. j. biol ; 79(3): 505-509, July-Sept. 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1001446

RESUMO

Abstract Salt water recirculation systems using automatic feeders are a new frontier for marine aquaculture. It is possible to decrease the vulnerability of the traditional fish farming in open systems and reduce wasteful feeding and discharge of effluents, as well as increase the economic returns. An experiment with common snook fingerings (4.31 ± 1.42 g and 8.4 ± 1.0 cm) was performed. Three feeding treatments were evaluated: six, twelve and eighteen feeding times per day. Each treatment had three replications. Among the three tested frequencies (fed 6, 12 and 18 times a day), the feeding frequency of 12 times per day (every two hours) showed the best values of the parameters evaluated for production performance. The final weight values, condition factor, specific growth rate and daily weight gain of the treatment 12 feeding times per day were all significantly higher than the lower and higher frequencies. Our results demonstrate that high feeding frequency is not synonymous of higher performance, but is extremely necessary to find out the best range for the target species. Besides, this relationship between feeding frequency and growth performance might change over weight range. Therefore, future studies should address higher weight ranges for comparison to our results.


Resumo Sistemas de recirculação de água salgada utilizando alimentadores automáticos são uma nova fronteira para a aquicultura marinha. Possibilitam diminuir a vulnerabilidade dos cultivos em sistemas abertos e conferir redução de desperdício de ração e lançamento de efluentes, assim como elevar o retorno econômico. Foi realizado um experimento com juvenis de Robalo-flecha (4,31 ± 1,42 g e 8,4 ± 1,0 cm). Três frequências alimentares foram avaliadas: alimentação seis vezes ao dia; doze vezes ao dia, e; dezoito vezes ao dia. Cada tratamento teve três repetições. Dentre as três frequências avaliadas a frequência alimentar de 12 vezes ao dia foi a que apresentou os melhores valores para os parâmetros zootécnicos avaliados. Os valores obtidos de peso final, fator de condição, taxa de crescimento específico e ganho de peso diário foram todos maiores para a frequência de 12 vezes ao dia do que os obtidos para as frequências maior e menor. Nossos resultados demonstram que elevadas frequências alimentares não são sinônimo de melhor desempenho produtivo, mas é extremamente importante conhecer a frequência ideal para a espécie a ser cultivada. Além disto, a relação entre frequência alimentar e crescimento pode mudar de acordo com a faixa de peso dos indivíduos. Desta forma, é extremamente importante que trabalhos futuros avaliem as frequências aqui estudadas para comparar os resultados em indivíduos maiores.


Assuntos
Animais , Perciformes/crescimento & desenvolvimento , Aquicultura/métodos , Dieta/veterinária , Distribuição Aleatória , Ração Animal/análise
16.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 71(4): 1387-1394, jul.-ago. 2019. tab
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1038596

RESUMO

Objetivou-se, com este estudo, verificar a influência da suplementação com diferentes associações entre minerais orgânicos sobre o desempenho e as características de carcaça, bem como avaliar sua viabilidade econômica, para suínos em terminação. Foram utilizados 88 machos castrados, divididos entre quatro tratamentos: controle com dieta basal e suplementação com CrFe, MgSe e CrFeMgSe, durante os 28 dias que antecederam o abate. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso, com parcela experimental representada por dois animais. Os animais suplementados com CrFeMgSe apresentaram piores índices de peso final, ganho de peso diário e consumo durante todo o período, com consequente redução no peso de carcaça, menor profundidade de lombo, área de olho-de-lombo e menor quantidade de carne magra na carcaça. Houve um aumento no custo da dieta para os grupos CrFe, MgSe e CrFeMgSe, respectivamente. O uso de cromo mais ferro e magnésio mais selênio, associados dois a dois, não altera os parâmetros de desempenho e as características de carcaça. A associação dos quatro minerais, no entanto, promove piora nessas características e aumenta o custo da dieta.(AU)


This study aimed to verify the influence of supplementation with different associations between organic minerals on performance, carcass characteristics and economic viability for finishing swine. 88 castrated males were divided in four treatments: control with basal diet and supplementation with CrFe, MgSe and CrFeMgSe during the 28 days prior to slaughter. The experimental design was randomized blocks with an experimental plot represented by two animals. The animals supplemented with CrFeMgSe had worse final weight, daily weight gain and consumption throughout the period, with consequent reduction in carcass weight, lower loin depth, loin eye area and amount of lean meat. There was an increase in the effective operational cost of diet with CrFe, MgSe and CrFeMgSe groups, respectively. The use of chromium plus iron and magnesium plus selenium, associated two by two, did not alter the performance parameters and carcass. However, the four minerals association promote a worsening in these characteristics and increase the cost of production.(AU)


Assuntos
Animais , Suínos , Minerais na Dieta/administração & dosagem , Suplementos Nutricionais/economia , Ração Animal/economia , Custos e Análise de Custo
17.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 71(4): 1131-1136, jul.-ago. 2019. tab
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1038599

RESUMO

Objetivou-se avaliar três períodos de adaptação, cinco, 10 e 15 dias, a dietas com baixa ou alta fibra sobre a digestibilidade e características fecais. Foram utilizadas duas dietas, uma contendo 0% de casca de soja (0%CS) e outra com 15% de casca de soja (15%CS), fornecidas a 12 cães adultos. Ao final de cada período, houve coleta total de fezes para avaliação dos coeficientes de digestibilidade aparente (CDA), energia metabolizável (EM) e características fecais. Além disso, foi avaliada a palatabilidade das dietas. Como resultado, não houve efeito do período de adaptação sobre a digestibilidade das dietas (P>0,05). A dieta 15%CS apresentou menor CDA da matéria seca (MS) e EM, em relação à dieta 0%CS (P<0,05). A consistência fecal dos cães não diferiu entre as dietas e os períodos (P>0,05). Houve redução no pH e na amônia fecal dos cães alimentados com a dieta 15%CS (P<0,05), após 10 dias de alimentação. Não houve diferença na palatabilidade das dietas (P>0,05). Períodos de adaptação à dieta superiores a cinco dias não alteram a digestibilidade e a maioria das características fecais de cães, exceto a amônia fecal. A inclusão de 15%CS na dieta reduz a digestibilidade da MS e a EM, bem como o pH e a amônia fecal.(AU)


This study aimed to evaluate three periods of adaptation, 5, 10 and 15 days, to diets with low or high fiber on digestibility and fecal characteristics. Two diets were used, one containing 0% (0% SH) and one containing 15% soybean hulls (15% SH). Diets were provided to 12 adult dogs. At the end of each period there was total collection of feces to evaluate the apparent digestibility coefficients (ADC), metabolizable energy (ME) and fecal characteristics. We also evaluated diet palatability. There was no effect of the adaptation period on digestibility of diets (P> 0.05). The 15% SH diet reduced ADC of dry matter (DM) and ME, compared to the 0% SH diet (P< 0.05). Fecal consistency of the dogs did not differ among diets and periods (P> 0.05). There was a decrease in fecal pH and ammonia in dogs fed the diet with 15% SH (P< 0.05) after 10 days of feeding (P< 0.05). There was no difference in diet palatability (P> 0.05). Diet adaptation longer than 5 days did not alter the digestibility and most fecal characteristics of dogs, except for fecal ammonia. The inclusion of 15% SH in diet reduces DM digestibility and fecal pH and ammonia in dogs.(AU)


Assuntos
Animais , Cães , Fibras na Dieta/administração & dosagem , Fibras na Dieta/análise , Alimentos de Soja/análise , Fezes , Ração Animal , Valor Nutritivo
18.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 71(4): 1403-1410, jul.-ago. 2019. tab
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1038626

RESUMO

Objetivou-se avaliar a economicidade, o desempenho produtivo e o desenvolvimento das estruturas corporais relacionadas ao trato reprodutivo de bezerras de corte mantidas exclusivamente em pastagem de azevém (Lolium multiflorum Lam.) ou em pastagem de azevém recebendo 0,5 e 1,0% do peso corporal (PC) de farelo de arroz integral (FAI) como suplemento. O método de pastejo foi o rotativo, e o intervalo entre pastejos foi estabelecido considerando-se a soma térmica necessária para a emissão de 1,5 folha de azevém (187,5ºC). O delineamento experimental foi o inteiramente ao acaso, com medidas repetidas no tempo. O ganho médio diário das bezerras não diferiu entre os sistemas alimentares. A taxa de lotação e o ganho de peso por área foram maiores quando as bezerras receberam 1,0% do PC de farelo de arroz integral. A maior margem bruta foi observada quando as bezerras receberam 0,5% de FAI. O custo variável obtido para os diferentes sistemas alimentares apresentou comportamento crescente em função dos níveis de FAI, superando o uso exclusivo do azevém em 49,4% e 81,8%. O peso corporal final, o escore de condição corporal e o escore do trato reprodutivo não diferiram entre os sistemas alimentares. Considerando-se um animal adulto com peso corporal médio de 450kg, as bezerras ao início do experimento apresentaram 34% do peso corporal adulto e peso corporal final médio de 56% do peso adulto. A utilização de níveis de farelo de arroz integral (FAI) na recria de bezerras de corte sob pastejo rotativo em azevém não modifica o ganho médio diário e o escore do trato reprodutivo. O fornecimento de 1% de FAI mostrou efeito substitutivo, proporcionando um incremento de 31,2% na taxa de lotação e de 38,3% no ganho por área. O sistema alimentar AZ0,5 permitiu uma maior margem bruta; já o retorno financeiro direto foi positivo em todos os sistemas alimentares, com melhor retorno calculado para o uso exclusivo do azevém.(AU)


The experiment was carried out with the objective of evaluating the gross margin, the productive and reproductive performance of beef heifers kept exclusively on ryegrass pasture (Lolium multiflorum Lam.) or ryegrass receiving 0.5 and 1.0% of body weight (BW) of whole rice bran as supplement. The grazing method was the rotational and the interval between grazings was set by the thermal sum required for the appearing of 1.5 ryegrass leaf (187.5ºC). The experimental design was completely randomized with repeated measures. Heifers average daily gain did not differ between the feeding systems. The stocking rate and weight gain per area were higher when heifers received 1.0% BW of whole rice bran. The higher gross margin was observed when heifers received 0.5% BW. The variable cost obtained for the different feeding systems showed increasing behavior depending on the WRB levels, surpassing the exclusive use of ryegrass in 49.4% and 81.8%. The final body weight, body condition score and reproductive tract score did not differ between the feeding systems. Considering an adult animal with an average body weight of 450kg, the heifers at the beginning of the experiment showed 34% of mature body weight and final average body weight of 56% of adult weight. The use of rice bran levels (FAZ) in the rearing of beef heifers under rotational grazing on ryegrass does not change the average daily gain and the reproductive tract score. The supply of 1% FAI showed substitutive effect, providing an increase in capacity of 31,2% and 38.3% rate of the gain per area. The food system AZ0,5 allowed a higher gross margin, as the economic return was positive in all food systems, with better return calculated for the exclusive use of ryegrass.(AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Bovinos , Oryza/efeitos adversos , Lolium , Ganho de Peso , Genitália Feminina/crescimento & desenvolvimento , Ração Animal/economia , Suplementos Nutricionais/economia , Suplementos Nutricionais/efeitos adversos
19.
Pesqui. vet. bras ; 39(8): 564-572, Aug. 2019. tab
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1040721

RESUMO

An outbreak of hypomagnesemia is reported in Holstein dairy cattle grazing lush oat (Avena sativa) pasture in Uruguay. Nine of 270 (3.3%) cows died in May-July (autumn-winter) 2017. These nine cows were from 2 to 9-years-old (1st-6th lactation), with 22 to 194 days of lactation and 15.8 to 31.4L of daily milk production. Two cows with acute sialorrhea, muscle spasms, lateral recumbency, weakness, opisthotonos, and coma, were euthanized and necropsied. No significant macroscopic or histological lesions were found. One untreated clinically-affected cow and eight out of 14 clinically healthy cows of the same group under similar management and production conditions had low serum levels of Mg (lower than 0.7mmol/L). Secondarily, both clinically affected cows and six out of 14 healthy cows had low serum Ca levels. The K/(Ca+Mg) ratio of two oat forages, corn silage, and ration was 5.10, 7.73, 2.45, and 0.85, respectively. A K/(Ca+Mg) ratio lower than 2.2 represents a risk for hypomagnesemia. The difference between the contribution-requirement of minerals in the diet was established and a daily deficiency of Mg (-0.36g/day), Na (-25.2g/day) and Ca (-9.27g/day) was found, while K (184.42g/day) and P (12.81g/day) were in excess. The diet was reformulated to correct the deficiencies and the disease was controlled by the daily administration of 80g of magnesium oxide, 80g of calcium carbonate and 30g sodium chloride per cow. It is concluded that hypomagnesemia is a cause of mortality in dairy cattle in Uruguay, and that the condition can be prevented by appropriate diet formulation.(AU)


Descreve-se um surto de hipomagnesemia em bovinos leiteiros da raça Holandês com alimentação a base de pastagens de aveia (Avena sativa) em crescimento no Uruguai, nos meses de maio a julho (outono-inverno) de 2017. De um rebanho de 270 vacas em ordenha, nove (3,3%) morreram. As nove vacas tinham entre dois e nove anos, estavam entre a primeira e a sexta lactação e a produção diária era de 15,8 a 31,4 litros de leite. Duas vacas que apresentaram sialorreia, espasmos musculares, decúbito lateral, debilidade, opistótono e posteriormente, estado comatoso foram eutanasiadas e necropsiadas. Não foram observadas lesões macroscópicas ou histológicas significantes. Uma vaca com sinais clínicos, não tratada, e oito de 14 vacas sem sinais clínicos, do mesmo rebanho, apresentaram baixos níveis séricos de Mg (menos de 0,7mmol/L). Adicionalmente, as duas vacas com sinais clínicos e seis das 14 vacas sem sinais clínicos apresentaram baixos níveis de Ca sérico. A relação do risco tetanizante K/(Ca+Mg) de duas pastagens de aveia, silagem de milho e ração concentrada foi estimada em 5; 10; 7,73; 2,15 e 0,85, respectivamente. Uma relação K/(Ca+Mg) maior de 2,2 é um indicador do potencial tetanizante da forragem, A diferença entre o aporte e os requerimentos dos minerais foi estabelecida constatando-se deficiência diária de Mg (-0,36g/dia), Na (-25,2g/dia) e Ca (-9,27g/dia). O potássio (K) (184,42g/dia) e o fósforo (P) (12,81g/dia) estavam em excesso. A dieta foi reformulada para corrigir as deficiências e a doença foi controlada mediante a administração diária de 80g de MgO, 80g de CaCO3 e 30g de NaCl por vaca. Conclui-se que a hipomagnesemia é uma doença de importância crescente em gado leiteiro no Uruguai e que deve ser prevenida mediante a formulação correta da dieta.(AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Bovinos , Avena , Hipocalcemia/veterinária , Ração Animal/análise , Deficiência de Magnésio/veterinária , Uruguai , Indústria de Laticínios
20.
Pesqui. vet. bras ; 39(8): 573-579, Aug. 2019. tab, ilus
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1040737

RESUMO

Dilated cardiomyopathy (DCM) is a condition that affects the myocardium, seldom reported in pigs. The DCM is characterized by ventricular dilation, which results in systolic and secondary diastolic dysfunction and can lead to arrhythmia and fatal congestive heart failure. This study described the clinical, pathological, chemical and toxicological findings of nutritional dilated cardiomyopathy (DCM) in nursery pigs through natural and experimental studies. Naturally occurring cases of DCM in three swine farms were investigated through necropsy (fourteen pigs), microscopic, virological, chemical and toxicological exams for the detection of the etiology. The experimental study was conducted with nine 40 days-old piglets, which were divided into three groups of three piglets each. Group 1 was fed with the suspected diet of the naturally occurring cases, Group 2 with half of the suspected diet and half of a control diet, and Group 3 received only the control diet. Clinical signs were recorded. All pigs were submitted of euthanized, necropsie and collection sample for laboratories exams, after 15 days of experiment onset. At the necropsy, all naturally occurring cases had bilateral cardiac dilatation associated to hepatic enhanced lobular pattern (nutmeg liver) and lungs edema. Microscopically, the heart revealed severe hypertrophy and vacuolization of cardiomyocytes, as well as myofiber disarray. Feed analysis revealed low-quality standard soybean meal. After the suspected feed was replaced, clinically ill pigs recovered, and mortality ceased. At the experimental study, two piglets from Group 1 had cough, dyspnea and diarrhea. At the necropsy, these animals had similar gross and microscopic lesions to the natural cases. The nutritional DCM in pigs may be associated to the diet with low-quality soybean meal, as it was further confirmed through an experimental study.(AU)


Cardiomiopatia dilatada (CMD) é uma condição que afeta o miocárdio, raramente relatada em porcos. A DCM é caracterizada por dilatação ventricular, que resulta em disfunção sistólica e disfunção diastólica secundária e pode levar a arritmias e insuficiência cardíaca congestiva fatal. Este estudo descreve os achados clínicos, patológicos, químicos e toxicológicos da CMD em suínos de creche através de estudos naturais e experimentais. Investigaram-se três granjas com surtos de mortalidade por CMD através de exames de necropsia (catorze suínos), microscópicos, virológicos, químicos e toxicológicos para a detecção da etiologia. O estudo experimental foi conduzido com nove leitões de 40 dias de idade, divididos em três grupos de três leitões cada. O grupo 1 foi alimentado com a dieta suspeita dos casos naturais; o 2 com metade da dieta suspeita e metade de dieta controle; e o 3 recebeu apenas a dieta controle. Sinais clínicos foram registrados. Todos os suínos foram submetidos a eutanásia, necropsia para a coleta de amostras para exames laboratoriais após 15 dias do início do experimento. Na necropsia, todos os leitões dos casos naturais apresentavam dilatação cardíaca bilateral associada a padrão lobular hepático aumentado (fígado de noz-moscada) e edema pulmonar. Microscopicamente, o coração revelou hipertrofia severa e vacuolização de cardiomiócitos, bem como desordem de miofibras. A análise da ração demonstrou que o farelo de soja apresentava baixa solubilidade o que indica baixa qualidade. Após a substituição da ração suspeita, os porcos clinicamente doentes recuperaram e a mortalidade cessou. No estudo experimental, dois leitões do grupo 1 apresentaram tosse, dispneia e diarreia. Na necropsia, esses animais apresentavam lesões macroscópicas e macroscópicas similar aos casos naturais. A CMD nutricional em suínos pode estar associado à dieta com farelo de soja de baixa qualidade, como foi confirmado através de um estudo experimental.(AU)


Assuntos
Animais , Suínos , Cardiomiopatia Dilatada/veterinária , Dieta/efeitos adversos , Insuficiência Cardíaca/veterinária , Ração Animal/análise , Brasil , Surtos de Doenças/veterinária
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA