Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 264
Filtrar
2.
MHSalud ; 17(1): 19-33, ene.-jun. 2020. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1091028

RESUMO

Abstract: The purpose of this study was to explore the influence of altitude and environmental temperature on muscle mechanical and functional activation after 30' Time Trial run (30' TT). Twenty physical active males (Age= 20.4 ±3.21 years, VO2max= 47.2 ±5.2 ml/kg/min) performed a 30' TT in three different conditions of altitude and temperature: Control Condition [CC] (1137 m.a.s.l. at 26 ±1.5°C), Heat-Low Condition [HLC] (3 m.a.s.l. at 30.5 ±0.6°C), and Cool-High Condition [CHC] (2369 m.a.s.l. at 14.2 ±0.6°C). Tensiomyography (TMG), Countermovement Jump (CMJ), and Delayed Onset Muscle Soreness (DOMS) were measured pre and post running. During the 30' TT, distance, speed, heart rate (HR), rate of perceived exertion (RPE), and thermal index (WBGT) were measured. Results show a significant decrease in body weight and a significant increase in DOMS and jump height in CMJ after running in each condition. TMG responses increased maximum radial muscle displacement (Dm) and decreased muscle contraction time (Tc) both rectus and biceps femoris muscles after running. During the 30' TT, the results did not show a significant difference in RPE, HR, distance, and speed among conditions. In conclusion, altitude and temperature seem not to significantly affect the mechanical and functional responses 30' TT, despite the tendency of HLC to decrease both activation and performance.


Resumen: El objetivo de este estudio fue determinar si la altitud y la temperatura ambiental influyen en la activación funcional y mecánica, en el nivel muscular, después de 30' de carrera contrarreloj. Veinte hombres físicamente activos (edad = 20,4 ± 3,21 años, VO2máx = 47,2 ± 5,2 ml/kg/min) realizaron 30' de carrera contrarreloj (30'TT) en tres diferentes condiciones de altitud y temperatura: condición control [CC] (1137 msnm, 26 ± 1.5 °C), condición caja y calor [HLC] (3 msnm, 30.5 ± 0.6 °C) y condición de altura y frío [CHC] (2369 msnm, 14.2 ± 0.6 °C). Tensiomiografía (TMG), salto contramovimiento (CMJ) y dolor muscular de aparición tardía (DOMS) se midieron antes y después de la carrera. Durante los 30'TT, se calcularon la distancia, la velocidad, la frecuencia cardíaca (FC), el esfuerzo percibido (RPE) y el índice de estrés térmico (WBGT). Los principales resultados muestran una disminución significativa en el peso corporal y un aumento significativo tanto en el DOMS como en la altura de salto en CMJ, después de correr en cada condición. Las respuestas de TMG aumentaron el desplazamiento muscular radial máximo (Dm) y el tiempo de contracción muscular (Tc), en el recto femoral y en el bíceps femoral, luego de correr. Durante el 30'TT, los resultados no mostraron una diferencia significativa en el RPE, la FC, distancia y velocidad entre las condiciones. En conclusión, la altitud y la temperatura parecen no afectar significativamente las respuestas mecánicas y funcionales después de 30' de carrera contrarreloj, a pesar de la tendencia de la condición HLC de disminuir la activación y el desempeño de la prueba.


Resumo: O objetivo deste estudo foi determinar se a temperatura ambiente e a altitude influenciam a ativação funcional e mecânica a nível muscular após 30' de corrida de velocidade. Vinte homens fisicamente ativos (idade = 20,4 ± 3,21 anos, VO2máx = 47,2 ± 5,2 ml / kg / min) realizaram 30' de corrida de velocidade (30´TT) em três condições diferentes de altitude e temperatura: Condição de controle [CC] (1137 msnm, 26 ± 1,5 ° C, Condição do corpo e calor [HLC] (3 msnm, 30,5 ± 0,6 ° C) e condição de altura e frio [CHC] (2369 msnm, 14,2 ± 0,6). Os valores de Tensiomiografia (TMG), salto de contra movimento (CMJ) e dor muscular de início tardio (DOMS) foram medidos antes e depois da corrida. Durante 30' TT, a distância, a velocidade e a frequência foram medidas, como também a frequência cardíaca (FC), o esforço percebido (RPE) e o índice de cansaço térmico (WBGT). Os principais resultados mostram uma diminuição significativa no peso corporal e um aumento significativo no DOMS e na altura do salto na CMJ, após a corrida em cada condição. As respostas da TMG aumentaram o deslocamento muscular radial máximo (Dm) e o tempo do músculo contraído (Tc) no reto femoral e bíceps femoral, após a corrida. Durante o 30'TT, os resultados não mostraram diferença significativa na RPE, na FC, na distância e na velocidade entre as condições. Em conclusão, altitude e temperatura parecem não afetar significativamente as respostas mecânicas e funcionais após 30 minutos de corrida de velocidade, apesar da tendência da condição HLC de diminuir a ativação e o desempenho do teste.


Assuntos
Humanos , Corrida , Temperatura , Altitude , Músculos
3.
Int. j. morphol ; 37(3): 1111-1117, Sept. 2019. tab, graf
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-1012405

RESUMO

La carrera descalza ha sido ampliamente estudiada últimamente, pero poco se sabe de cambios anatómicos que produce en el pie. El objetivo de este estudio fue determinar estos cambios producidos de forma aguda y a largo plazo en sujetos que entrenan a pie descalzo. 29 sujetos divididos en dos grupos: Barefoot (BFGr) (n=17) y Shod (SGr) (n=12), realizaron un protocolo de efecto agudo consistente en correr durante 20 min sobre treadmill a 3.1 m/s y un protocolo de entrenamiento de 8 semanas de carrera de resistencia con aumento progresivo de volumen. BFGr realizó todas las sesiones a pie descalzo. Al finalizar cada protocolo se midió Foot Length (FL), Forefoot Width (FW), Hindfoot Width (HW), Navicular Height (NH), Arch Index (AI) y Maximum Surface (MS). Se efectuó ANOVA 3x2 para comprobar los efectos que el tiempo y la condición de calzado produjo. La condición de calzado produjo efectos significativos sobre todas las variables (FL: p=0.000, η2p=0.997; FW: p=0.000, η2p=0,997; HW: p=0.000, η2p= 0,994; NH: p=0.000, η2p=0.953; AI: p=0.000, η2p=0.898; MS: p=0.000, η2p=0.983) y el factor tiempo sobre AI (p=0.012, η2p=0.152) y MS (p=0.000, η2p=0.259). Hubo interacción significativa Tiempo x Condición en FW (p=0.036, η2p= 0.116) y NH (p=0.019, η2p= 0.143). MS aumentó luego del protocolo de efecto agudo (p=0.000) y a largo plazo (p=0.001) en BFGr. El porcentaje de sujetos con pie normal aumentó en BFGr y con pie plano aumentó en SGr. El entrenamiento de carrera a pie descalzo produce efectos, principalmente luego de un período de adaptación de 8 semanas, tendientes a un aumento armónico en la superficie de apoyo plantar con tendencia a una disminución relativa del área del mediopié, lo cual se tradujo en una disminución de sujetos con arco plantar de tipología plana.


Barefoot running has been studied extensively recently, but little is known of the anatomical changes that take place in the foot. The objective of this study was to determine the acute and chronic changes that are produced in subjects who train barefoot. 29 subjects divided into two groups, Barefoot (BFGr) (n=17) and Shod (SGr) (n=12), followed an acute effect protocol which consisted in running during 20 min on a treadmill at 3.1 m/s, and an eight-week long chronic effect protocol covering eight weeks of resistance running with progressively increasing volume. BFGr did all the sessions barefoot. At the end of each protocol Foot Length (FL), Forefoot Width (FW), Hindfoot Width (HW), Navicular Height (NH), Arch Index (AI), and Maximum Surface (MS) were measured. ANOVA 3x2 was run to verify the effects caused by time and the shod condition produced. Shod/ Unshod factor caused significant effects on all the variables (FL: p=0.000, η2p=0.997; FW: p=0.000, η2p=0,997; HW: p=0.000, η2p= 0,994; NH: p=0.000, η2p=0.953; AI: p=0.000, η2p=0.898; MS: p=0.000, η2p=0.983), and the time factor on AI (p=0.012, η2p=0.152) and MS (p=0.000, η2p=0.259). There was a significant Time x Condition interaction in FW (p=0.036, η2p=0.116) and NH (p=0.019, η2p= 0.143). MS increased after the acute (p=0.000) and the chronic (p=0.001) protocols in the BFGr. The percentage of subjects with normal feet increased in the BFGr and that with flat feet increased in SGr. Barefoot running training causes effects, mainly after an adaptation period of eight weeks, tending to a harmonic surface increase on the support plantar area, with a relative decrease of the midfoot area, which meant a decrease of subjects with plantar arch of flat type.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto Jovem , Pressão , Corrida/fisiologia , Pé/anatomia & histologia , Sapatos , Fatores de Tempo , Adaptação Fisiológica , Antropometria , Reprodutibilidade dos Testes , Análise de Variância
4.
Rev. bras. ciênc. mov ; 27(4): 189-198, jul.-set. 2019. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1052950

RESUMO

A corrida de rua é considerada um fenômeno sociocultural contemporâneo em ampla expansão no Brasil e no mundo. No entanto, há uma carência de informações a respeito do perfil sociodemográfico dos praticantes de corridas de rua, assim como os seus motivos de adesão e rotina de treinamento. Essas informações são essenciais para a elaboração de estratégias de intervenção profissional voltadas para os praticantes de corrida de rua. O presente estudo teve como objetivo analisar o perfil sociodemográfico, os motivos de adesão, a rotina de treinamento e acompanhamento profissional de corredores de rua. Participaram da pesquisa 214 praticantes de corrida de rua, do sexo masculino e feminino, idade entre 18 e 58 anos (M = 36,4 ± 10,3), devidamente inscritos em provas que fazem parte do calendário oficial de corridas. Os praticantes responderam um questionário composto por 18 questões organizadas em 3 categorias: perfil ciodemográfico, motivos de adesão e rotina de treinamento/acompanhamento profissional. Os resultados evidenciaram que a maioria dos praticantes de corrida de rua são do sexo masculino (62,1%), com faixa etária predominante entre 20 e 40 anos, elevado nível de escolaridade e que buscam essa atividade especialmente por motivos de saúde (91,1%) e prazer (69,1%). Apesar de 43,9% dos praticantes não receberem acompanhamento profissional, 96,6% consideram importante ou muito importante a supervisão profissional durante a prática. Os achados indicam que, em geral, os adeptos da corrida de rua optam pela prática devido a busca pela melhora da qualidade de vida e a socialização, bem como a redução do estresse...(AU)


Running is considered a contemporary sociocultural phenomenon in a wide expansion in Brazil and in the world. However, there is a lack of information regarding the sociodemographic profile of street racing practitioners, as well as their reasons for joining this practice and the characteristics of training. This information is essential for the development of strategies for professional intervention aimed at street racing practitioners. The present study sought to analyze the sociodemographic profile, the reasons of adhesion and the characteristics of training of street racing practitioners. A total of 214 male and female street racing practitioners, aged between 18 and 58 years (M = 36.4 ± 10.3), duly enrolled in races that are part of the official racing calendar, participated in the study. The practitioners answered a questionnaire composed of 18 questions organized in 3 categories: sociodemographic profile, reasons of adhesion and training characteristics. The results showed that most of the street racing practitioners are male (62.1%), with a predominant age group between 20 and 40 years of age, a high level of schooling and who seek this activity especially for health reasons (91, 1%) and pleasure (69.1%). Although 43.9% of the practitioners did not receive professional support, 96.6% considered it important hat, in general, the street racing practitioners choose this practice because of the quest for improving quality of life and socialization as well as for reducing stress...(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Adulto Jovem , Assistência Individualizada de Saúde , Educação Física e Treinamento , Corrida , Exercícios em Circuitos , Treino Aeróbico , Qualidade de Vida , Relaxamento , Socialização , Estresse Psicológico , Prazer , Melhoria de Qualidade , Cooperação e Adesão ao Tratamento
5.
Diagn. tratamento ; 24(2): [67-69], abr - jun 2019. fig
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1015342

RESUMO

O entusiasmo com a melhora progressiva da potência aeróbica faz com que as pessoas se animem a se envolver cada vez mais com corridas de longa duração. Mas será que quanto mais, melhor? As evidências têm se acumulado mostrando que realmente a redução do risco de morte por todas as causas e mortalidade cardiovascular ocorre de forma marcante em volumes modestos ou intermediários. No entanto, é surpreendente verificar que a maior parte desses benefícios se reduzem à medida que o envolvimento com esses exercícios passa a ser muito intenso ou extremamente intenso. A somatória das evidências permite concluir que temos uma relação do tipo curva L ou mesmo U entre nível de intensidade do exercício e a mortalidade. Uma interessante hipótese para explicar o alto índice de mortes cardiovasculares entre esses grandes corredores recebeu a denominação de síndrome de Fidípides, em que esses excessos levariam a microisquemias miocárdicas, que evoluíram para áreas de microfibrose disparando o aparecimento de arritmias que poderiam evoluir para fibrilação ventricular.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Corrida , Exercício Físico , Aptidão Física , Risco , Prevenção de Doenças , Comportamento Sedentário , Corrida Moderada
6.
Licere (Online) ; 22(2): 237-267, junho.2019.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1009554

RESUMO

Neste estudo o problema investigado diz respeito às corridas de rua, em que os rituais demonstram a riqueza das formas de modus operandi dos vários participantes e grupos, que com objetivos distintos participam de provas de rua como, por exemplo, a meia maratona. Os objetivos foram identificar e analisar os significados e aspectos ritualísticos produzidos pelos corredores durante a participação em uma prova de meia maratona. A corrida de rua tem sido uma das atividades do contexto do lazer de pessoas de diferentes faixas etárias, condição de vida e de gênero. Para alguns, o lazer é um elemento da cultura não levado muito a sério diante de atividades que envolvem as obrigações sociais como o trabalho. No entanto, a partir do lazer podemos identificar particularidades de um grupo ou sociedade. A natureza da pesquisa é qualitativa. Foi realizada revisão de literatura, debate dos textos selecionados entre os investigadores e pesquisa de campo. Uma das pesquisadoras correu a prova de meia maratona e utilizou a técnica de observação participante. A partir das observações realizadas e analisadas identificou-se valores e aspectos constituintes das ações dos corredores: a competição, a honra em defesa da masculinidade e a interação social. Também foi possível observar que na corrida há grupos com interesses diversos e que o componente lúdico estava presente nas manifestações dos corredores observados, talvez pelo fator da corrida nesse caso ser uma ação realizada não como forma de obrigação.


In this study, the problem investigated refers to the street races, in which the rituals demonstrate the richness of the modus operandi of the various participants and groups, for different reasons, participating in street events such as the half marathon. The objectives of this work were to identify and analyse the meanings and ritualistic aspects produced by the runners during the participation in a half marathon event. Street racing has been one of the activities of the leisure context for people of different age groups, living conditions and gender. For some, leisure is an element of culture not taken very seriously in the face of activities involving social obligations, such as work. However, based on leisure studies, we can identify particularities of a group or society. The nature of this research is qualitative. Literature review, discussion of selected texts among researchers and field research were carried out. One of the researchers ran the half marathon race and used the participant observation technique. From the observations made and analysed, values and constituent aspects of runners actions were identified: competition, honour in defence of masculinity and social interaction. It was also possible to observe that in the race there are groups with different interests and that the play component was present in the manifestations of the observed runners, perhaps because the race in this case is an action performed not as a form of obligation.


Assuntos
Humanos , Corrida , Características Culturais , Grupos Populacionais/psicologia , Relações Interpessoais , Atividades de Lazer
7.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 71(3): 909-916, May-June 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1011317

RESUMO

English Thoroughbred horses, are widespread in Mexico and due to the lack of data on their exercise physiology, it is important to conduct exercise tests in order to obtain information the effects of exercise on more essential cations/anions in blood serum, as these horses are submitted to constant efforts. The study was carried out with 150 blood samples of English Thoroughbred horses clinically healthy. The blood sample collection was performed during three periods: 1) rest, 2) 30min after exercise (speed race of 12km/h for 30min with no rest) and 3) 60min after exercise. Mean values were calculated for cations (sodium and potassium) and anions (chloride and bicarbonate). The resulting data set was analyzed using Gaussian distribution and descriptive statistics. Confidence intervals of 95% were established. The linear relationships between ions were quantified, and an analysis of variance was performed to compare the mean values between groups. The concentrations of the described analytes are consistent with values reported by international literature. The comparison between groups, revealed that during exercise, sodium ion did not show changes 30min after exercise and increase 60min after. Potassium ion showed increase 30min after exercise and decrease 60min after. Chloride ion showed a decrease 30min after exercise, to recover gradually 60min after. Meanwhile, bicarbonate ion showed increase 30min after exercise, decreasing slightly in the final stage. Negative correlation between bicarbonate ion and chloride ion were determined. It was concluded that exercise tests are useful for the determination of acid-base balance and osmotic balance, and their main role is to evaluate the athletic ability of horses.Considering that chloride ion excretion and metabolic adjustments of potassium ion and bicarbonate ion are superior to water loss, compared to the normal osmolarity of blood serum. The results found can be used to structure an adequate replacement program of electrolytes lost in sweat.(AU)


Equinos da raça Puro-Sangue-Inglês são difundidos no México e, devido à falta de dados sobre sua fisiologia do exercício, é importante fazer testes de exercício para obter informações sobre os efeitos do exercício em cátions/ânions mais essenciais no soro do sangue, pois esses equinos são submetidos a esforços constantes. O estudo foi realizado com 150 amostras de sangue de equinos Puro-Sangue-Inglês, clinicamente saudáveis. A coleta de sangue foi realizada em três períodos: 1) descanso, 2) 30min após o exercício (corrida de velocidade de 12km/h por 30min, sem descanso) e 3) 60min após o exercício. Os valores médios foram calculados para cátions (sódio e potássio) e ânions (cloreto e bicarbonato). O conjunto de dados resultante foi analisado utilizando-se distribuição gaussiana e estatística descritiva. Intervalos de confiança de 95% foram estabelecidos. As relações lineares entre os íons foram quantificadas, e uma análise de variância foi realizada para se compararem os valores médios entre grupos. As concentrações dos analitos descritos são consistentes com os valores relatados na literatura internacional. A comparação entre os grupos revelou que, durante o exercício, o sódio íon não mostrou alterações 30min após o exercício e aumentou 60min após. O potássio íon mostrou aumento 30min após o exercício e diminuiu 60min após. O cloreto íon mostrou uma diminuição 30min após o exercício, para recuperar gradualmente 60min depois. O bicarbonato íon mostrou aumento 30min após o exercício, diminuindo ligeiramente no estágio final. Correlação negativa entre bicarbonato íon e cloreto íon foi encontrada. Concluiu-se que os testes de exercício são úteis para a determinação do equilíbrio ácido-base e do equilíbrio osmótico, e seu principal papel é avaliar a capacidade atlética dos equinos. Considerando-se que a excreção de cloro íon e ajustes metabólicos de potássio íon e bicarbonato íon são superiores à perda de água, comparada à osmolaridade normal do soro sanguíneo,os resultados encontrados podem ser usados para estruturar um programa adequado de reposição de eletrólitos perdidos no suor.(AU)


Assuntos
Animais , Corrida/fisiologia , Esforço Físico/fisiologia , Cavalos/fisiologia , Cavalos/imunologia , Medicina Veterinária Esportiva , México
8.
Rev. bras. ciênc. mov ; 27(3): 99-105, Abr.-Jun. 2019. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1024140

RESUMO

O objetivo deste estudo foi analisar o controle postural de corredores de rua amadores, a fim de identificar possíveis fatores de risco que podem estar associados ao desenvolvimento de lesões musculoesqueléticas. Trata-se de um estudo transversal, descritivo e quantitativo, no qual foram incluídos corredores, de ambos os sexos, com tempo de corrida de no mínimo 03 meses e que não tenham sofrido nenhuma lesão musculoesquelética nos últimos 06 meses. A avaliação do equilíbrio postural foi realizada através da Posturografia Dinâmica Computadorizada, com os testes de Teste de organização sensorial (TOS). Esses testes avaliam o equilíbrio corporal e suas relações com o sistema visual, somatossensorial (proprioceptivo) e vestibular, sendo dividido em seis condições, quanto maior o valor de composite melhor o índice de equlibrio (índice geral do equilíbrio). Também foi realizado o teste de equilíbrio unilateral. Quanto aos resultados, foram incluídos no estudo 24 corredores, sendo 12 do sexo masculino (44,8±8,71 anos) e 12 do sexo feminino (41,0±9,1 anos). Os resultados indicaram que, no grupo, geral, as condições V (avaliam os sistemas proprioceptivo e vestibular) e VI (avaliam os três sistemas) dos TOS apresentaram-se abaixo dos valores de normalidade. Na comparação entre os sexos, as mulheres apresentaram a condição II superior ao dos homens, indicando um melhor equilíbrio. Por meio desses resultados, percebemos que o grupo avaliado apresentou valores inferiores aos de normalidade, indicando possíveis déficits do controle postural e, portanto, risco de lesão musculoesquelética, e quando os indivíduos foram comparados em relação ao sexo, os homens apresentaram pior controle postural do que o das mulheres, com maior dependência da visão.... (AU)


The aim of this study was to analyze the postural control of recreational runners in order to identify possible risk factors that may be associated with the development of musculoskeletal injuries. This is a cross-sectional, descriptive and quantitative study, which included runners of both sexes with a race time of at least 03 months and who have not suffered no musculoskeletal injury in the last 6 months. The postural balance evaluation was performed through Computerized Dynamic Posturography, with Sensory Organization Test (SOT) tests. These tests evaluate body balance and its relationships with the visual, somatosensory (proprioceptive) and vestibular system, being divided into six conditions and the composite value (general index of balance). The unilateral balance test was also performed. 24 runners were included in the study, 12 males (44.83 ± 8.71 years) and 12 females (41.08 ± 9.1 years). The results showed, in the general group, the V conditions (assess the proprioceptive and vestibular systems) and VI (evaluates the three systems) of the SOT were below normal values. In the comparison between the sexes, the women presented the condition II superior to the men, indicating a better balance. We evaluated the group presented lower values than those of normality, indicating possible postural control deficits and risk of musculoskeletal injury, and when the sexes were compared, the men presented worse postural control than the women, with greater dependence on vision....(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Educação Física e Treinamento , Postura , Corrida , Ferimentos e Lesões , Atletas
9.
Rev. chil. cardiol ; 38(1): 37-45, abr. 2019. tab, graf
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-1003636

RESUMO

Resumen: Introducción: Atletas altamente entrenados muestran cambios cardíacos estructurales como adaptación a la sobrecarga, producto del ejercicio repetitivo y extenuante. Se han evidenciado elevación de biomarcadores de remodelado y fibrosis miocárdica posterior al ejercicio intenso en atletas. Sin embargo, el comportamiento de estos biomarcadores según el nivel de entrenamiento previo no se ha evaluado. Objetivo: Investigar biomarcadores de fibrosis y función ventricular derecha en maratonistas con distinto nivel de entrenamiento previo. Métodos: Se incluyeron 36 maratonistas hombres, sanos, que completaron 42 km en la maratón de Santiago. Se dividieron según entrenamiento previo en dos grupos, Grupo 1 (G1): ≥100 km/semana y Grupo 2 (G2): <100 km/semana. Se realizó ecocardiografía transtorácica y se evaluaron niveles plasmáticos de galectina-3 y del propéptido amino terminal del procolágeno tipo III (PIIINP) en la semana previa a la carrera e inmediatamente posterior a ésta. Resultados: Posterior a la maratón, la función sistólica del ventrículo derecho disminuyó en el grupo G2 junto con un aumento significativo de los niveles plasmáticos de PIIIPNP (61±16 a 94±24 ng/mL, p=0,01). Estos cambios no se observaron en el grupo G1 (65 ± 11 a 90±29 ng/mL, p=0,10). Los niveles plasmáticos de galectina-3 aumentaron significativamente en ambos grupos posterior al ejercicio (6,8±2,2 a 19,7±4,9 ng/mL, p 0,012 y 6,0±1,1 a 19,4 ± 5,9 ng/mL, p 0,01) en los grupos G1 y G2, respectivamente). Conclusiones: Atletas con menor grado de entrenamiento, presentan posterior a una maratón un significativo aumento de productos de degradación del colágeno (PIIIPNP) asociado a disminución de la función del ventrículo derecho. Los niveles de galectina-3 plasmática aumentan significativamente en ambos grupos post-esfuerzo independiente del entrenamiento previo.


Abstracts: Introduction: Highly trained athletes show structural cardiac changes as adaptation to overload. Rise in remodeling biomarkers and myocardial fibrosis after intense exercise in athletes has been evidenced; however, the behavior of these biomarkers according to pre-competition training level has not been evaluated. Objective: To evaluate fibrosis biomarkers levels and right ventricle function in marathon runners according to their previous training level, in the period prior to a marathon race and immediately after it. Methods: Thirty-six healthy male marathon runners were included. Subjects were grouped according to their previous training level: Group 1 (G1): ≥100 km/week and Group 2 (G2): <100 km/week. Transthoracic echocardiography along with plasmatic levels of galectin-3 and amino terminal propeptide of type III procollagen (PIIINP) were measured one week previous and immediately after the marathon. Results: Post-effort right ventricle systolic function decreased in G2, together with a significant elevation of PIIIPNP (61±16 to 94±24 ng/mL, p=0.01). These changes were not observed in G1 (from 65±11 to 90±29 ng/mL, p=0.10). Plasma galectin-3 increased significantly in both groups immediately post-exercise (6.8±2.2 to 19.7±4.9 ng/mL, p=0.012, and 6.0±1.1 to 19.4±5.9 ng/mL, p=0.01, in G1 and G2. respectively). Conclusion: Less trained athletes evidenced higher post marathon levels of PIIIPNP which is associated with a decreased global right ventricle function. Plasma galectin-3 levels increased significantly after intense exertion regardless of the intensity of previous training.


Assuntos
Humanos , Masculino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Corrida/fisiologia , Fibrose/sangue , Biomarcadores/sangue , Função Ventricular Direita , Traumatismos Cardíacos/sangue , Fragmentos de Peptídeos/sangue , Fibrose/fisiopatologia , Exercício Físico/fisiologia , Método Simples-Cego , Chile , Estudos Prospectivos , Estudos Longitudinais , Função Ventricular Esquerda , Pró-Colágeno/sangue , Galectina 3/sangue , Atletas
10.
Rev. Paul. Pediatr. (Ed. Port., Online) ; 37(2): 241-251, Apr.-June 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1013287

RESUMO

ABSTRACT Objective: To systematically review the literature as for the level of evidence of predictive equations of VO2peak through the 20-meter shuttle run test (20m-SRT) in children and adolescents. Data sources: Searches were conducted independently by two researchers, according to the procedures adopted by PRISMA, in the electronic databases MEDLINE via PubMed, ScienceDirect, Web of Science, LILACS and SciELO, for articles published until September 2017 in English and Portuguese. The inclusion criteria were: original studies, abstract available, using predictive equations of VO2peak through 20m-SRT, conducted with adolescents and/or children, non-athletes, and mentioning correlation analysis between predicted and measured VO2peak. The level of evidence of equations was based on the risk of bias of the studies using the following criteria: sample number, sample characteristics, and statistical analysis. Data synthesis: Eighteen studies were selected, in which fifteen equations were found and analyzed. The studies had been conducted with samples composed of subjects of both sexes, aged 8 to 19 years. Equations of Léger and Matsuzaka had their level of evidence classified as high, and estimation ranged between r=0.54-0.90 and r=0.65-0.90. Equations by Ruiz, Barnett and Matsuzaka had their level of evidence classified as moderate, and estimation ranged between r=0.75-0.96, r=0.66-0.84 and r=0.66-0.89, respectively. Conclusions: Matsuzaka's equation presented satisfactory parameters for estimates of VO2peak in children and adolescents. Although not explored in equations, body adiposity and pubertal stage are significantly associated with cardiorespiratory fitness in children and adolescents.


RESUMO Objetivo: Revisar sistematicamente na literatura o nível de evidência das equações preditivas do pico de consumo de oxigênio (VO2pico) por meio do teste de shuttle run de 20 metros (SR-20m) em crianças e adolescentes. Fonte de dados: As buscas foram conduzidas nas bases de dados eletrônicas Medical Literature Analysis and Retrieval System Online (MEDLINE) via PubMed, ScienceDirect, Web of Science, Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS) e Scientific Electronic Library Online (SciELO), de agosto a setembro de 2017, nos idiomas inglês e português. Os critérios de inclusão utilizados foram: estudos originais, com resumo disponível, com equações para predição do VO2pico por meio do SR-20m, adolescentes e/ou crianças, não atletas e com análise correlacional do VO2pico predito e mensurado. O nível de evidência das equações foi caracterizado com base no risco de viés dos estudos, no qual se adotou os seguintes critérios: número da amostra, características da amostra e análise estatística. Síntese dos dados: Dezoito estudos foram selecionados, nos quais 12 equações foram encontradas e analisadas. Os estudos foram conduzidos com amostras de ambos os sexos com idades de oito a 19 anos. As equações de Léger e Matsuzaka foram classificadas com forte nível de evidência, com variação de amplitude de estimativa entre r=0,54-0,90 e r=0,65-0,90. Enquanto as equações Ruiz, Barnett e Matsuzaka foram consideradas de evidência moderada, com variação de amplitude de estimativa entre r=0,75-0,96, r=0,66-0,84 e r=0,66-0,89, respectivamente. Conclusões: A equação de Matsuzaka apresentou parâmetros satisfatórios para estimar o VO2pico em crianças e adolescentes. Embora não explorados em equações, a adiposidade corporal e o estágio puberal demonstram associações relevantes com a aptidão cardiorrespiratória em crianças e adolescentes.


Assuntos
Humanos , Criança , Adolescente , Consumo de Oxigênio , Corrida/fisiologia , Aptidão Cardiorrespiratória/fisiologia , Distribuições Estatísticas , Reprodutibilidade dos Testes , Teste de Esforço/métodos , Teste de Esforço/estatística & dados numéricos
12.
Rev. bras. ciênc. mov ; 27(3): 99-105, jan.-mar.2019. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1016024

RESUMO

O objetivo deste estudo foi analisar o controle postural de corredores de rua amadores, a fim de identificar possíveis fatores de risco que podem estar associados ao desenvolvimento de lesões musculoesqueléticas. Trata-se de um estudo transversal, descritivo e quantitativo, no qual foram incluídos corredores, de ambos os sexos, com tempo de corrida de no mínimo 03 meses e que não tenham sofrido nenhuma lesão musculoesquelética nos últimos 06 meses. A avaliação do equilíbrio postural foi realizada através da Posturografia Dinâmica Computadorizada, com os testes de Teste de organização sensorial (TOS). Esses testes avaliam o equilíbrio corporal e suas relações com o sistema visual, somatossensorial (proprioceptivo) e vestibular, sendo dividido em seis condições, quanto maior o valor de composite melhor o índice de equlibrio (índice geral do equilíbrio). Também foi realizado o teste de equilíbrio unilateral. Quanto aos resultados, foram incluídos no estudo 24 corredores, sendo 12 do sexo masculino (44,8±8,71 anos) e 12 do sexo feminino (41,0±9,1 anos). Os resultados indicaram que, no grupo, geral, as condições V (avaliam os sistemas proprioceptivo e vestibular) e VI (avaliam os três sistemas) dos TOS apresentaram-se abaixo dos valores de normalidade. Na comparação entre os sexos, as mulheres apresentaram a condição II superior ao dos homens, indicando um melhor equilíbrio. Por meio desses resultados, percebemos que o grupo avaliado apresentou valores inferiores aos de normalidade, indicando possíveis déficits do controle postural e, portanto, risco de lesão musculoesquelética, e quando os indivíduos foram comparados em relação ao sexo, os homens apresentaram pior controle postural do que o das mulheres, com maior dependência da visão....(AU)


The aim of this study was to analyze the postural control of recreational runners in order to identify possible risk factors that may be associated with the development of musculoskeletal injuries. This is a cross-sectional, descriptive and quantitative study, which included runners of both sexes with a race time of at least 03 months and who have not suffered no musculoskeletal injury in the last 6 months. The postural balance evaluation was performed through Computerized Dynamic Posturography, with Sensory Organization Test (SOT) tests. These tests evaluate body balance and its relationships with the visual, somatosensory (proprioceptive) and vestibular system, being divided into six conditions and the composite value (general index of balance). The unilateral balance test was also performed. 24 runners were included in the study, 12 males (44.83 ± 8.71 years) and 12 females (41.08 ± 9.1 years). The results showed, in the general group, the V conditions (assess the proprioceptive and vestibular systems) and VI (evaluates the three systems) of the SOT were below normal values. In the comparison between the sexes, the women presented the condition II superior to the men, indicating a better balance. We evaluated the group presented lower values than those of normality, indicating possible postural control deficits and risk of musculoskeletal injury, and when the sexes were compared, the men presented worse postural control than the women, with greater dependence on vision....(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Educação Física e Treinamento , Postura , Traumatismos em Atletas , Corrida
13.
Pensar prát. (Impr.) ; 22: 1-14, jan.-dez.2019.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-997409

RESUMO

Este estudo buscou compreender as configurações das corridas de cavalos, no estado do Rio Grande do Sul, na transição entre os séculos XIX e XX, especificamente as práticas das carreiras de cancha reta e do turfe, com enfoque analítico em um personagem empírico: o "sul-rio-grandense". Foram analisados documentos impressos. Evidenciou-se que estas corridas estabeleceram configurações culturais e esportivas, expressando-se como espaços plurais de múltiplas relações sociais dinâmicas nos momentos de divertimento para a população envolvida em seu contexto. Estas práticas agrupavam indivíduos com diferentes representações identitárias e constituíram uma configuração cultural que produzia representações relacionadas às identidades de diferentes grupos sociais.


This study aimed to understand the configurations of horse races in the state of Rio Grande do Sul, in the transition between the nineteenth and twentieth centuries, specifically the practice of straight line horse races and turf races, with an analytical approach in an empirical character: the Rio Grande do Sul native. Printed documents were analyzed. It was evidenced that these races established cultural and sportive configurations, expressing themselves as plural spaces of multiple dynamic social relations in moments of amusement for the population involved in its context. These practices grouped individuals with different identity representations and formed a cultural configuration that produced representations related to the identities of different social groups.


Este estudio buscó comprender las configuraciones de las carreras de caballos, en Rio Grande do Sul, en la transición entre los siglos XIX y XX, específicamente las prácticas de las carreras de cancha recta y del turfe, con enfoque analítico en un personaje empírico: el "sur-rio-grandense". Se analizaron documentos impresos. Se evidenció que estas carreras establecieron configuraciones culturales, expresándose como espacios plurales de múltiples relaciones sociales dinámicas en los momentos de diversión para la población involucrada en su contexto. Estas prácticas agrupaban a individuos con diferentes representaciones identitarias y constituyeron una configuración cultural que producía representaciones relacionadas con las identidades de diferentes grupos sociales.


Assuntos
Animais , Corrida/história , Esportes , Cavalos
14.
Fisioter. Mov. (Online) ; 32: e003203, 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-984392

RESUMO

Abstract Introduction: Some authors have described the importance of physiological intensity in the behavior of the biomechanical aspects of running (for example, subtalar pronation), but the complex relationships between these variables are not yet well understood. Objective: This study investigated the influence of positive gradients on internal mechanical work (Wint) and maximum subtalar pronation at a submaximal running speed. Method: Sixteen male, trained long-distance runners (age: 29 ± 7 yr; stature: 1.72 ± 0.07 m; body mass: 72.1 ± 10.6 kg), performed four running economy tests (gradients: +1%, +5%, +10% and +15%, respectively) for four minutes at a same submaximal running speed to quantify the maximum values of subtalar pronation and predict the Wint values. Data were analyzed using descriptive statistics, Student's T-test, and one-way repeated-measures (ANOVA) along with the Statistical Package for the Social Sciences (SPSS) version 20.0. Results: Wint increased according to the gradient (p < 0.05). However, no significant differences were observed in the maximum values of maximum subtalar pronation corresponding to each gradient. Conclusion: Results show the maximum subtalar pronation during submaximal running depends on the speed rather than intensity of effort.


Resumo Introdução: Autores têm descrito a importância da intensidade fisiológica no comportamento dos aspectos biomecânicos da corrida (por exemplo, a pronação subtalar), mas as complexas relações entre essas variáveis todavia não estão bem compreendidas. Objetivo: O presente estudo investigou a influência de gradientes de inclinação positivos, a uma mesma velocidade de corrida, no trabalho mecânico interno (Wint) e na máxima pronação subtalar. Método: Dezesseis corredores masculinos, especialistas em longas-distâncias (idade: 29 ± 7 anos; estatura: 1,72 ± 0,07 m; massa corporal: 72,1 ± 10,6 kg) realizaram quatro testes de economia de corrida (gradientes: +1%, +5%, +10% e +15%, respectivamente), de quatro minutos cada, em uma mesma velocidade submáxima de corrida, objetivando quantificar os valores de máxima pronação subtalar e predizer os Wint. Foi realizada a análise descritiva e aplicados os testes T de Students e ANOVA de Medidas Repetidas, todos através do software Statistical Package for the Social Sciences (SPSS), versão 20.0. Resultados: O Wint aumentou com o gradiente (p < 0,05). Entretanto, diferenças estatisticamente significativas não foram observadas nos valores de máxima pronação subtalar correspondentes a cada gradiente. Conclusão: Os resultados do presente estudo revelam que a máxima pronação subtalar durante a corrida submáxima é dependente da velocidade em comparação a intensidade de esforço.


Resumen Introducción: Autores tienen descrito la importancia de la intensidad fisiológica en el comportamiento de los aspectos biomecánicos de la carrera (por ejemplo, la pronación subtalar), mas las complejas relaciones entre esas variables todavía no están bien comprendidas. Objetivo: El presente estudio investigó la influencia de gradientes de inclinación positivos, a una misma velocidad de carrera, en el trabajo mecánico interno (Wint) y en la máxima pronación subtalar. Método: Dieciséis corredores masculinos, especialistas en largas-distancias (edad: 29 ± 7 años; estatura: 1,72 ± 0,07 m; masa corporal: 72,1 ± 10,6 kg) realizaron cuatro testes de economía de carrera (gradientes: +1%, +5%, +10% e +15%, respectivamente), de cuatro minutos cada, en una misma velocidad submáxima de carrera, objetivando cuantificar los valores de máxima pronación subtalar y predecir los Wint. Fue realizada la análisis descriptiva y aplicados los testes T de Students y ANOVA de Medidas Repetidas, todos realizados en el software Statistical Package for the Social Sciences (SPSS), versión 20.0. Resultados: EL Wint aumentó con el gradiente (p < 0,05). Entretanto, diferencias estadísticamente significativas no fueran observadas en los valores de máxima pronación subtalar correspondientes a cada gradiente. Conclusión: Los resultados del presente estudio revelan que la máxima pronación subtalar durante la carrera submáxima es dependiente de la velocidad en comparación a la intensidad del esfuerzo.


Assuntos
Humanos , Masculino , Corrida , Traumatismos do Tornozelo , Teste de Esforço , Estresse Mecânico
15.
Ciênc. cogn ; 23(2): 227-236, dez. 2018. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: biblio-1021156

RESUMO

A memória é uma função psicológica plástica e dinâmica. Além disso, há uma estreita ligação entre eventos mnêmicos e estados afetivos. Esse trabalho objetivou estudar o efeito do tempo e dos afetos positivos e negativos na evocação de uma memória de dor ocasionada por uma corrida de longa distância e de confirmar a estrutura fatorial da Escala de Afetos Positivos e Negativos (PANAS). Em 2016, 138 corredores de 21,1 e 42,2 km foram avaliados com a Escala Numérica de Dor (NRS) e a PANAS em dois momentos:imediatamente após completarem a corrida e 6 meses depois. Não houve diferença entre o relato imediato após a corrida e a evocação da magnitude dador (t(57) = ,136, p = ,446). Todos os participantes tiveram mais afetivos positivos do que negativos ao completar a corrida (t(135) = 32,19, p < ,001) e os afetos positivos contribuíram como preditores significativos e inversamente associados à recordação da dor (b = -,118, p = ,02). A PANAS apresentou ajustes adequados na Análise Fatorial Confirmatória (χ2(169) = 306; p < ,001; TLI = ,921;CFI = .929; RMSEA = ,081), mostrando-se apropriada para o uso em situações como essa. Os resultados oferecem mais evidências sobre a distorção que a memória apresenta e valida o PANAS para uso em situações similares à desta pesquisa


Memory is a dynamic and plastic psychological function. In addition, there is aclose connection between memory events and affective states. This study aimedto study the effect of time and positive and negative affects on the recall of pain memory caused by a long-distance run and to confirm the factorial structure ofthe Positive and Negative Affect Scale (PANAS). In 2016, 138 runners of 21.1 and 42.2 km were evaluated with the Numerical Pain Scale (NRS) and PANAS intwo moments: immediately after completing the race and 6 months later. There was no difference between the immediate post-race report and the recall ofpain magnitude (t(57) =.136, p = .446). All participants reported more positive than negative affect upon completing the activity (t(135) = 32.19, p < .001) and positive affects contributed as significant predictor and inversely associated with recall of pain (b = -, 118 , p = 0.02). The PANAS had adequate goodness-offit values in the Confirmatory Factor Analysis (χ2 (169) = 306; p < .001; TLI =.921; CFI = .929; RMSEA = .081), proving to be appropriate for use in suchsituations. The results provide more evidence about the distortion phenomenon that memory presents and validate the PANAS for use in similar situations to this research


Assuntos
Masculino , Feminino , Adulto , Dor , Psicologia , Psicometria , Corrida , Afeto , Memória
16.
Movimento (Porto Alegre) ; 24(4): 1191-1204, out.-dez. 2018. ilus
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-981283

RESUMO

El triatlón es un deporte que se ha masificado en los últimos años. Para practicarlo, las personas necesitan invertir dinero y tiempo, lo cual afecta su vida personal y familiar, generando tensiones y conflictos con sus familiares. El objetivo de este estudio, con metodología cualitativa, ha sido comprender las prácticas que atletas, hombres y mujeres, crean para conciliar vida familiar y entrenamiento. Los resultados muestran que existen tres procesos que los triatletas viven al asumir esta práctica: desequilibrio, adaptación y mantención. El artículo concluye expresando que esos procesos pueden traer contribuciones a entrenadores, psicólogos del deporte y gestores, ya que el conocimiento generado permitirá contener, facilitar y promover procesos positivos entre los atletas y sus familias


O triatlo é um esporte que se tornou popular nos últimos anos. Para praticá-lo, as pessoas precisam investir dinheiro e tempo que afetam sua vida pessoal e familiar, gerando tensões e conflitos com seus familiares. O objetivo deste estudo, sob uma metodologia qualitativa, foi compreender as práticas que atletas, homens e mulheres, criam para conciliar vida familiar e treinamento. Os resultados mostram que existem três processos que os triatletas vivem presumindo essa prática: desequilíbrio, adaptação e manutenção. O artigo conclui expressando que esses processos podem contribuir tanto para treinadores, psicólogos esportivos e gestores quanto o conhecimento gerado permitirá conter, facilitar e promover processos positivos entre os atletas e suas famílias


Triathlon is a sport that has become popular in recent years. To practice it, people have to invest money and time, which affects their personal and family lives, creating tensions and conflicts with relatives. Under a qualitative methodology, this study investigates the practices created by male and female athletes to reconcile family life and sports practice. The results show that triathletes undergo three processes: imbalance, adjustment and maintenance. The article closes by expressing that these processes may contribute to coaches, sports psychologists, and managers as much as the knowledge generated allows containing, facilitating and promoting positive processes among athletes and their families


Assuntos
Humanos , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Corrida , Natação , Ciclismo , Família , Pesquisa Qualitativa , Equilíbrio Trabalho-Vida
17.
Rev. bras. ciênc. mov ; 26(3): 88-95, jul.-set.2018. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-966312

RESUMO

Objetivou-se identificar e compreender os motivos que levam os indivíduos a buscarem a prática da corrida de rua. Trata-se de uma investigação descritiva de campo com abordagem qualitativa, no qual se aprofunda no mundo dos significados das ações e relações humanas. O público do estudo foi composto por 09 sujeitos. Os dados foram coletados por meio de um questionário sociodemográfico e uma entrevista semiestruturada realizada com o auxílio de um gravador de voz. Os dados coletados com o uso do questionário foram tabulados com auxílio do Microsoft Excel versão 2010, já as entrevistas foram transcritas com o suporte do Software Launch Express Scribe Transcription. Recorreu-se à técnica de análise de conteúdo temática por frequência de Bardin, o que possibilitou a criação das categorias analíticas principais, secundárias e subcategorias a partir dos discursos proferidos pelos sujeitos. Para apresentação dos resultados recorreu-se à elaboração de diagrama, utilizando o software GoDiagram Win 5.2. Esta pesquisa foi aprovada pelo Comitê de ética da Universidade de Pernambuco, sob o CAAE - 61687416.2.0000.5207. Os motivos para a prática da corrida de rua foram classificados em: motivações intrínsecas e motivações extrínsecas, e com isso foram criadas as subcategorias oriundas das falas dos sujeitos: "influência de familiares/amigos" como extrínseco e "saúde", "desafio", "atividade física" como intrínsecas, sendo a de maior frequência advinda dos relatos a "influência de familiares/amigos". Diante do exposto, a categoria "influência de familiares/amigos" foi mais presente para adesão dos indivíduos à prática da corrida de rua, o que revela a importância que esta atividade física possui socialmente, pois muitas vezes as pessoas são atraídas pelo sentimento de aceitação, o fazer parte de um grupo ou simplesmente estar correndo com alguém ao lado, estando clara essa mensagem nos relatos....(AU)


The objective was to identify and understand the motives that lead individuals to pursue the practice of street racing. It is a descriptive fi eld research with a qualitative approach, in which it deepens in the world of the meanings of human actions and relations. The study population consisted of 09 subjects. Data were collected through a sociodemographic questionnaire and a semi-structured interview with the help of a voice recorder. The data collected using the questionnaire were tabulated with the help of Microsoft Excel version 2010, and the interviews were transcribed with the support of the Launch Express Scribe Transcription Software. We used the technique of analysis of thematic content by frequency of Bardin, which allowed the creation of the main analytical categories, secondary and subcategories from the discourses given by the subjects. In order to present the results, a diagram was created using GoDiagram Win 5.2 software. This research was approved by the Ethics Committee of the University of Pernambuco under the CAAE - 61687416.2.0000.5207. The reasons for the practice of the street race were classifi ed as: intrinsic motivations and extrinsic motivations, and with this the subcategories created from the speeches of the subjects were created: "family / friends infl uence" as extrinsic and "health", "challenge", "Physical activity" as intrinsic, being the one of more frequent coming from the reports the "infl uence of relatives / friends". In view of the above, the "infl uence of family / friends" category was more present for individuals joining the practice of the street race, which reveals the importance that this physical activity has socially, since people are often attracted by the feeling of acceptance, to be part of a group or simply to be running with someone on the side, this message being clear in the stories....(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Adulto , Educação Física e Treinamento , Corrida , Exercício Físico , Saúde , Motivação
18.
Rev. bras. med. esporte ; 24(5): 347-351, Sept.-Oct. 2018. graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-977835

RESUMO

INTRODUCTION: This study involved an analysis of the impact of mental fatigue on heart rate recovery (HRR), subjective measures of fatigue and intermittent running performance in handball players. OBJECTIVE: This study was aimed at (1) examining the effects of an induced state of mental fatigue on the aerobic performance of handball players, as measured by the Yo-Yo IR1 test, and (2) exploring possible changes in heart rate regulation through HRR analysis. METHODS: Twelve handball players (age: 17.50 ± 3.63 years; 5 ± 2.2 years of practice) undertook a Yo-Yo IR1 test on two occasions, separated by an interval of at least 72 hours. The Yo-Yo IR1 test was preceded by a 30-min treatment, consisting of the Stroop Color-Word Test, to induce mental fatigue. Participants in the control condition watched an emotionally neutral video. RESULTS: Higher ratings of mental fatigue and mental effort following the Stroop Test were observed for the experimental group. No differences in motivation were observed between conditions. Moreover, the induction of mental fatigue impaired running performance and led to a higher RPE during the Yo-Yo IR1 test. Notwithstanding, no changes in HRR or blood lactate levels were observed across conditions. CONCLUSION: Altogether, these results suggest that mental fatigue impairs intermittent running performance, without affecting HRR values. Level of Evidence III; Case-Control study.


INTRODUÇÃO: Este estudo envolveu uma análise do impacto da fadiga mental sobre a recuperação da frequência cardíaca (RFC), medidas subjetivas de fadiga e desempenho de corrida intermitente em jogadores de handebol. OBJETIVO: Este estudo visou (1) examinar os efeitos de um estado induzido de fadiga mental no desempenho aeróbico de jogadores de handebol, medido pelo teste Yo-Yo IR1 e (2) explorar possíveis alterações na regulação da frequência cardíaca através da análise da RFC. MÉTODOS: Doze jogadores de handebol (idade: 17,50 ± 3,63 anos, 5 ± 2,2 anos de prática) realizaram um teste Yo-Yo IR1 em duas ocasiões, com pelo menos 72 horas de intervalo. O teste Yo-Yo IR1 foi precedido por tratamento de 30 minutos que consistiu no teste Stroop Color-Word para induzir estado de fadiga mental. Os participantes na condição de controle assistiram a um vídeo emocionalmente neutro. RESULTADOS: Foram observadas taxas mais elevadas de fadiga mental e esforço mental após o teste Stroop para o grupo experimental. Não foram observadas diferenças na motivação entre as condições. Além disso, a indução de fadiga mental prejudicou o desempenho de corrida e levou a maior PSE durante o teste Yo-Yo IR1. Não obstante, não foram observadas alterações na RFC nem nas concentrações de lactato sanguíneo entre as condições. CONCLUSÃO: Em conjunto, esses resultados sugerem que a fadiga mental afeta o desempenho de corrida intermitente, sem alterar os valores de RFC. Nível de Evidência III; Estudo de caso-controle.


INTRODUCCIÓN: En el presente estudio se analizó el impacto de la fatiga mental en la recuperación de la frecuencia cardíaca (RFC), las medidas subjetivas de fatiga y el rendimiento intermitente en atletas de handball. OBJETIVO: los objetivos de este estudio fueron (1) examinar los efectos de un estado inducido de fatiga mental en el rendimiento aeróbico de atletas de handball, medida por el Yo-Yo IR1, y (2) explorar las posibles alteraciones en la regulación de la frecuencia cardíaca a través del análisis RFC. MÉTODOS: Doce atletas (edad: 17,50 ± 3,63 años, 5 ± 2,2 años de práctica) realizaron un test Yo-Yo IR1 en dos ocasiones, separados por un intervalo de al menos 72 horas. El test Yo-Yo IR1 fue precedido por un tratamiento de 30 minutos, consistente en el Stroop Color-Word Test, para inducir un estado de fatiga mental. Los participantes en la condición de control asistieron un video emocionalmente neutro. RESULTADOS: Se observaron altas percepciones de fatiga y esfuerzo mental después del test de Stroop para el grupo experimental. No se observaron diferencias de motivación entre las condiciones. Además, la inducción de fatiga mental perjudicó el desempeño de carrera y llevó a un mayor PSE durante el test Yo-Yo IR1. No obstante, no se observaron alteraciones en la RFC y en las concentraciones de lactato sanguíneo entre las condiciones. CONCLUSIÓN: En conjunto, estos resultados sugieren que la fatiga mental afecta el rendimiento intermitente de la carrera, sin alterar los valores de FCR. Nivel de Evidencia III; Estudio de caso-control.


Assuntos
Humanos , Masculino , Adulto Jovem , Esportes , Desempenho Atlético , Fadiga Mental/complicações , Atletas/psicologia , Corrida , Reprodutibilidade dos Testes , Tolerância ao Exercício , Teste de Esforço/métodos , Frequência Cardíaca/fisiologia
19.
Cienc. act. fís. (Talca, En línea) ; 19(2): 1-8, jul. 2018. tab
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-994802

RESUMO

El presente estudio consistió en identificar las características psicológicas del rendimiento deportivo en atletas Runners de clubes pertenecientes a la ciudad de Concepción, Chile. El estudio fue de diseño no experimental-transversal de alcance descriptivo. Para recolectar los datos se aplicó el cuestionario de características psicológicas relacionadas con el rendimiento deportivo (CPRD). La información que entregó el cuestionario CPRD, señala que los resultados fluctúan sobre los promedios esperados y que son considerados normales según el Baremo estándar: "CPRD" control estrés 80,00%, influencia de evaluación 85,00%, motivación 70,00%, autoconfianza 73,08%, influencia del entrenador 76,80%, habilidad para establecer objetivos 72,12%, cohesión social 86,30% y ansiedad previa competencia 48,32%. De acuerdo a los resultados, su rendimiento deportivo es satisfactorio. Dentro de las características psicológicas mencionadas, se pueden destacar; la ansiedad, atención, autoconfianza, motivación, estrés y cohesión social. Todas ellas son características que afectan Significativamente el rendimiento deportivo.


The following study consisted of identifying the psychological characteristics of the amateur runners belonging to the clubs of Concepcion Chile. The research was quantitative of non-experimental transversal of descriptive scope. To collect data a questionnaire, involving the psychological characteristics associated with sport performance (CPRD) was applied. The information obtained by the CPRD show that the results are in average of the expected results, and are considered normal according to standar scale: "CPRD" stress control 80,00%, influence of evaluation 85,00%, motivation 70,00%, selfconfidence 73,08%, coach influence 76,80%, set goals 72,12%, social cohesion 86,30%, anxiety before competition 48,32%. According to these results, their sports performance is satisfactory. Alongside the psychological characteristics previously mentioned it could be highlighted anxiety, attention, selfconfidence, motivation, stress and social cohesion. These characteristics affect significantly sports performance.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Corrida/fisiologia , Desempenho Atlético/psicologia , Atletas/psicologia , Estudos Transversais , Inquéritos e Questionários
20.
Pensar prát. (Impr.) ; 21(2): 418-432, abr.-jun.2018. Ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-914269

RESUMO

Este artigo analisa o surgimento e o desenvolvimento inicial das corridas de cavalos em Cam-pinas, entre 1870 e 1898. Para analisar essa prática que expressa novas relações com a nature-za, aproximamo-nos do debate acerca da historicidade dessas novas relações que se configu-ram em atitudes humanas diante do mundo natural. Metodologicamente, o artigo é caracteri-zado como pesquisa histórica, pautada pelos procedimentos da história cultural, e o conjunto de fontes foi constituído por dois jornais locais e imagens. Presentes em várias cidades brasi-leiras neste período, as corridas de cavalos ganham notoriedade em Campinas a partir da construção do primeiro hipódromo da cidade e atestam a passagem de uma prática de diverti-mento que se sistematiza e se aproxima da lógica do esporte moderno.


This paper analyzes the emergence and initial development of horse racing in Campinas, be-tween 1870 and 1898. In order to analyze this practice that expresses new relations with na-ture, we needed to approach the debate about the historicity of these new relations that con-figure human attitudes towards the natural world. The paper is characterized as a historical research based on the procedures of cultural history, using a set of sources constituted by two local newspapers andimages. Horse racing was present in many Brazilian cities in this period. They gained notoriety in Campinas with the construction of the city's racecourse and con-firmed the transformation of an amusement practice that is systematized towards the logics of modern sports.


Analizamos aquí el surgimiento y desarrollo inicial de las carreras de caballo en Campinas, entre 1870 y 1898. Para analizar esta práctica que expresa nuevas relaciones con la naturaleza, nos aproximamos del debate sobre la historicidad de estas nuevas relaciones que se configu-ran en actitudes humanas frente al mundo natural. El artículo se caracteriza como una investi-gación histórica basada en los procedimientos de la historia cultural, y las fuentes fueron constituidas por dos diarios locales e imágenes. Presente en varias ciudades brasileras del pe-ríodo, las carreras de caballo ganan notoriedad en Campinas a partir de la construcción de su primer hipódromo y atestan el pasaje de una práctica de divertimento que se sistematiza y se aproxima de la lógica del deporte moderno.


Assuntos
História do Século XIX , Corrida/história , Natureza , Cavalos , Cultura
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA