Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 154
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
Rio de Janeiro; s.n; 2019. xvi, 95 p. ilus.
Tese em Português | LILACS | ID: biblio-1052985

RESUMO

A Paleoparasitologia, o estudo de parasitos encontrados em materiais arqueológicos, foi criada como ramo da Parasitologia com o objetivo principal de estudar a origem e evolução de infecções parasitárias. Igualmente, a Paleogenética tendo como fonte de estudo o DNA antigo, tem fornecido informação genética não só do parasito, mas também do hospedeiro, da dieta e do ambiente. Estudos paleoparasitológicos em populações ancestrais têm contribuído com o conhecimento da origem, introdução e dispersão dos parasitos, assim como das migrações de seus hospedeiros humanos. O sítio arqueológico pré-colombiano Gruta do Gentio ll (GGII) (12,000 ­ 410 A.P.) possui vestígios de sepultamentos humanos, restos alimentares e artefatos culturais como cerâmicas. Coprólitos (fezes fossilizadas e dessecadas), foram encontrados distribuídos nas diversas camadas estratigráficas dos 16 setores escavados. Neste estudo, coprólitos (n=80) de diferentes morfologias e morfometrias foram submetidos a um sistema de classificação de coprólitos segundo Jouy-Avantin e colaboradores (2003). As amostras foram analisadas para a identificação da origem animal e de presença de parasitos gastrointestinais, com o objetivo de entender sobre o panorama de infeções parasitárias por helmintos e a paleoecologia do sítio arqueológico.


As amostras foram reidratadas e submetidas a análise paleoparasitológica por microscopia de luz, análise paleogenética por PCR e sequenciamento nucleotídico para a determinação da origem animal ou humana dos coprólitos. Foram identificados 669 fragmentos de coprólitos em 11 estratos, com 4 volumes distintos e 10 padrões de coloração. A análise paleoparasitológica demonstrou a presença de 5 táxons de parasitos: Capillariidae, Trichostrongylus sp., Ancylostomatidae, Echinostoma sp. e Spirometra sp. Os resultados paleogenéticos permitiram a identificação de coprólitos de diversos animais silvestres como onça pintada, jaguatirica, gambá de orelha branca e cuíca. Os gráficos de integração dos dados da paleoparasitologia e paleogenética no contexto arqueológico, são discutidos para propor um cenário paleoecológico da infecção no sitio GGII. O estudo contribui para um maior entendimento da dinâmica das infecções parasitárias no período précolombiano do Brasil. (AU)


Assuntos
Humanos , Animais , Paleontologia , Paleopatologia , Parasitologia , Genética
2.
Int. j. morphol ; 36(3): 841-847, Sept. 2018. tab, graf
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-954195

RESUMO

La paleopatología es la ciencia que estudia el origen y la evolución de las enfermedades del pasado. El interés por esta disciplina deriva del hecho de que la frecuencia y la distribución de las patologías que han afectado a las especies extintas se correlacionan con su ecología y etología. Esta suposición también es válida en el caso de Carcharocles megalodon, el tiburón más grande jamás existido, situado en lo alto de la cadena alimenticia y que vivió en los mares templados desde el Mioceno medio hasta el Plioceno (15,9-2,6 Ma). En el presente artículo presentamos las alteraciones patológicas de los dientes de Carcharocles megalodon que se conservan en el Museo Universitario de Chieti (Italia). La colección se compone de nueve dientes de la arcada superior, todos ellos con presencia de alteraciones patológicas correspondientes a defectos del desarrollo y traumas de la corona. Un diente en particular (espécimen #165), presenta una aposición anómala del esmalte sobre la superficie labial, que corresponde a una condición no descrita en la literatura. La colección del Museo Universitario de Chieti enriquece el registro paleopatológico relativamente pobre existente, contribuyendo a completar el conocimiento sobre la paleobiología de Carcharocles megalodon.


Paleopathology is the science that studies the origin and evolution of diseases. The interest in this discipline derives from the fact that the frequency and distribution of the pathologies that have affected the extinct species, correlate with their ecology and ethology. This assumption is also valid in the case of Carcharocles megalodon, the largest shark that ever existed, located at the top of the food chain and that lived in temperate seas from the middle Miocene to the Pliocene periods (15.9-2.6 My). In the present article we present the pathological alterations of the teeth of Carcharocles megalodon housed in the University Museum of Chieti (Italy). The collection consists of nine teeth of the upper arch, all of them with pathological alterations corresponding to developmental defects and crown trauma. A particular tooth (specimen #165) presents an anomalous apposition of the enamel on the labial surface, a condition not yet described in the literature. The collection of the University Museum of Chieti enriches the existing relatively poor paleopathological record, and could improve the knowledge of the paleobiology of Carcharocles megalodon.


Assuntos
Animais , Tubarões/anatomia & histologia , Dente/patologia , Anormalidades Dentárias , Paleopatologia , Fósseis
3.
Int. j. morphol ; 36(1): 243-247, Mar. 2018. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-893217

RESUMO

SUMMARY: The most prominent issues in paleopathology concerning skull lesions are skull trepanation and artificial deformation of the skull. From the very beginnings of this scientific field, these two groups of alterations have been the focus of interest. Since the second half of the 19th century, countless pathologists, surgeons and ethnologist have dealt with this issue. The interest is still great. Nevertheless, numerous questions regarding skull trepanation and artificial deformation are yet to be answered. The first trepanned skull finds were discovered in France and Hungary. The finds in Hungary are interesting because a large number of trepanned skulls were found in a relatively small area. On the skull remains found in the grave discovered in the Òmoravica-Koplaló cemetery and labelled MO-90, left of the Sutura sagittalis there is a hole about 1cm in diameter. There are no pathological lesions along the edge or around the hole.


RESUMEN: Los temas más destacados en la paleopatología con respecto a las lesiones del cráneo son la trepanación y la deformación artificial éste. Desde los comienzos en esta área científica, estos dos grupos de alteraciones han sido el foco de interés. Desde la segunda mitad del siglo XIX, un número importante de patólogos, cirujanos y etnologistas se han enfocado e interesado en este tema. Sin embargo, aún existen preguntas y numerosas dudas sobre la trepanación del cráneo y la deformación artificial. Los primeros hallazgos de cráneos trepanados se descubrieron en Francia y Hungría. Los hallazgos en Hungría son interesantes debido a que es un área relativamente pequeña, pero fueron encontrados una gran cantidad de cráneos trepanados. En los restos de cráneos encontrados en la tumba del cementerio Òmoravica-Koplaló y etiquetados como MO-90, a la izquierda de la sutura sagital se observó un foramen de aproximadamente 1 cm de diámetro. No hay lesiones patológicas a lo largo del margen, tampoco alrededor del foramen.


Assuntos
Humanos , Crânio/patologia , Trepanação , Paleopatologia , Sérvia , Crânio/cirurgia
4.
Mem. Inst. Oswaldo Cruz ; 112(9): 593-595, Sept. 2017. graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-894872

RESUMO

BACKGROUND Paleoparasitology reveals the status of parasitic infections in humans and animals in ancient times based on parasitic particles found in biological remains from archaeological excavations. This line of research emerged in Iran in 2013. OBJECTIVE The identification of parasites from Neolithic times is an attractive subject that shows the oldest origins of parasitic infections in a given geographical region. From an archaeological point of view, this archaeological site is well-known for animal domestication and agriculture in ancient Iran. METHODS In this study, soil deposited on the surface and in the pores of a dog pelvic bone was carefully collected and rehydrated using trisodium phosphate solution. FINDINGS The results showed ascarid and taeniid eggs retrieved from the biological remains of a dog excavated at the East Chia Sabz archaeological site, which dates back to the Neolithic period (8100 BC). MAIN CONCLUSION The current findings clearly illustrate the natural circulation of nematode and cestode parasites among dogs at that time. These ancient helminth eggs can also be used to track the oldest parasitic infections in the Iranian plateau and contribute to the paleoparasitological documentation of the Fertile Crescent.


Assuntos
Animais , Cães , Paleopatologia , Ascaridia/isolamento & purificação , Solo/parasitologia , Taenia/isolamento & purificação , Cães/parasitologia , Fósseis , Óvulo , História Antiga , Irã (Geográfico)
5.
Mem. Inst. Oswaldo Cruz ; 112(5): 387-390, May 2017. graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-841793

RESUMO

We present an arhaeoparasitological analysis of a unique burial from the Neftprovod II burial ground in East Siberia, which dated from the Bronze Age. Analysis of a sediment sample from the sacral region of the pelvis revealed the presence of Taenia sp. eggs. Because uncooked animal tissue is the primary source of Taenia, this indicated that the individual was likely consuming raw or undercooked meat of roe deer, red deer, or elk infected with Taenia. This finding represents the oldest case of a human infected with Taenia sp. from Eastern Siberia and Russia.


Assuntos
Humanos , Animais , Paleopatologia , Taenia/isolamento & purificação , História Antiga , Sibéria , Sepultamento , Rios
6.
Repert. med. cir ; 25(1): 59-71, 2016. Fotos a color
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-795748

RESUMO

Se interpretan a la luz de los pensamientos analítico-científicos y analógico-míticos 32 cerámicas prehispánicas, de las cuales 26 son colomboecuatorianas (22 Tumaco-La Tolita, 2 Piartal y 2 Capulí), 2 ecuatorianas (Guangala y Jama-Coaque) y 4 colombianas (Sinú, Momil, Malagana y Ylama), además de 4 objetos de piedra, 2 de jadeíta y 2 de mármol de las culturas Capulí y/o Piartal, uno metálico y 2 huesos (Capulí y/o Piartal y Tayrona), todos de la colección del autor, de interés para la arqueomedicina y la paleopatología. Sobre esa mirada compleja se hacen diagnósticos médicos, interpretaciones simbólicas y se delinean algunos aspectos del pensamiento indígena elaborados sobre la observación del dimorfismo sexual, como la relación izquierdo-femenina, derecho-masculina, blanco-hombre, ocre-mujer y otras. El autor se apoyó para las interpretaciones simbólicas en sus trabajos previos y en las opiniones de un mamo arhuaco de la Sierra Nevada de Santa Marta y una chamán siona de la cuenca amazónica ecuatoriana...


Analytical-scientific thought and analogical-mythical thought were used to examine 32 pre-Hispanic ceramics, of which 26 were Colombo-Ecuadorian (22 created by the Tumaco-La Tolita culture, 2 by the Piartal, and 2 by the Capulí culture), as well as 2 Ecuadorian (by the Guangala and Jama-Coaque cultures), and 4 Colombian (by the Sinú, Momil, Malagana and Ylama cultures). Four stone objects were also examined, 2 made in jadeite and 2 in marble by the Capulí and/or Piartal cultures, along with one metallic and 2 bone objects (by the Capulí and/or Piartal and Tayrona cultures). They were all from the collection of the author, and of interest for archaeological medicine and palaeopathology. Medical diagnoses and symbolic interpretations were made, based on this complex approach, and some aspects of indigenous thought were outlined by observing sexual dimorphism, with the left side representing the feminine and the right side the masculine, white related to men, ochre to women, and other meanings. The author supports his symbolic interpretations based on his previous works, and on the perceptions of a Sierra Nevada of Santa Marta Arhuaco spiritual leader, and of a female shaman from the Amazon basin of Ecuador...


Assuntos
História Antiga , Arte , Cerâmica , História da Medicina , Osso e Ossos , Paleopatologia , Caracteres Sexuais
7.
Rev. patol. trop ; 44(3): 229-244, out. 2015. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-911918

RESUMO

Uma falácia científica muitas vezes leva à falta de interesse em estudar determinadas regiões geográficas no que diz respeito a áreas específicas do conhecimento científico. Este é o caso da Paleoparasitologia na região amazônica, que pretendemos desmitificar com esta revisão. Não é incomum encontrarmos afirmações de que na Amazônia seriam raras as possibilidades de recuperação de vestígios orgânicos preservados, o que limitaria o estudo da Paleoparasitologia. Isso pelo fato de a região haver sido habitada no passado por populações pequenas, o que resultaria em pouco material para o estudo, ou em razão dos baixos índices de preservação do material. Porém, isso não é verdade, uma vez que a região apresenta grande potencial de estudo, sobretudo de vestígios ósseos, mas também do solo arqueológico. A pesquisa deste material traria ganho inestimável para a área e poderia elucidar questões acerca da origem de infecções, se no Velho ou Novo Mundo, do caminho percorrido por elas, das datações e explicações para sua entrada nas Américas. A maioria das infecções que poderiam ser pesquisadas continua presente na região e acomete a população local constituindo, em alguns casos, importantes problemas na área da saúde coletiva. É preciso alertar os pesquisadores e moradores da região que têm conhecimento da existência deste material arqueológico sobre o fato de que, com as técnicas atuais, o menor fragmento ou quantidade do material possibilita seu estudo.


Assuntos
Doenças Parasitárias , Paleopatologia , Doenças Transmissíveis , Ecossistema Amazônico , História
8.
Rio de Janeiro; s.n; 2015. 98 p. ilus, mapas, tab.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-756965

RESUMO

Os estudos paleoparasitológicos se caracterizam pela busca de parasitos em material arqueológico e paleontológico. Em geral, a maioria das pesquisas gira em torno de material de épocas mais recentes, principalmente relacionados a grupos humanos, que não chegam a datações de um milhão de anos. A busca por explicações mais antigas em relação ao surgimento das parasitoses nos leva aos animais extintos, que revelam nos vestígios deixados por eles, os parasitos que circulavam antes do surgimento dos seres humanos. Esse trabalho objetivou identificar parasitos que por ventura fossem encontrados em vestígios de animais extintos de diferentes idades geológicas. Então, 32coprólitos de 6 hospedeiros diferentes (caprino, hiena, duas espécies de peixes, cinodonte e dicinodonte), foram analisados nessa pesquisa, com datações que compreendem do Quaternário ao Triássico (10 mil a 240 milhões de anos antes do presente). Várias técnicas de recuperação de material mineralizado e dessecado foram utilizadas, de acordo com que cada coprólito foi preservado. Se mineralizado, técnicas com ácido e aparelho de ultrassom possibilitaram a análise, já para os coprólitos dessecados, foi feita apenas a reidratação com fosfato trissódico. Amostras de 4 hospedeiros foram positivas para parasitos. Cisto de protozoário em caprino, dois ovos de helmintos em coprólitos de hiena, um nematoda em dicinodonte, foram encontrados. Além de um ascarídeo e um oxyurídeo em coprólito de cinodonte, um réptil mamaliforme pertencente a um clado que originou os mamíferos, que apresentaram dois parasitos comumente achados em mamíferos modernos. Portanto, esses achados permitem que respostas sejam respondidas para compreender melhor a relação parasito hospedeiro-ambiente em diferentes épocas da história da vida...


Paleoparasitological studies are characterized by the search for parasites in archaeological and paleontological material. In general, most research centers around more recent material, mainly related to human groups, which doesn‟t reach the dating ofa million years. The search for older explanations in relation to the emergence of parasites leads us to extinct animals, which reveal on the traces left by them, the parasites that circulates before the appearance of humans. This study aimed to identifyparasites that were found in traces of extinct animals of different geological ages.Thereby, 32 coprolites 6 different hosts (goat, hyena, two species of fish, cynodont anddicynodonte) were analyzed in this study, with dating comprising from Quaternary toTriassic (10 thousands to 240 million years before present). Several techniques forrecovery of mineralized and dried material were used in accordance with the way eachcoprolite was preserved. If mineralized, techniques with acid and ultrasound deviceenabled the analysis, and for the disiccated coprolites, it was only made rehydrationwith trisodium phosphate. Samples of 4 hosts were positive for parasites. Protozoan cystin goats, two eggs of helminths in coprolites of hyena and nematode in dicynodonte, were found. In addition, an ascarid and an oxyurid egg in a coprolites of cynodont, amamaliforme reptile that belongs to a monophiletic clade that originated mammals,which showed two parasites commonly found in modern mammals. Therefore, thesefindings allow to fill gaps to understand the host-parasite-environment relationship better at different times in the history of life...


Assuntos
Humanos , Ascaris/parasitologia , Fezes/parasitologia , Helmintos/parasitologia , Oxyurida/parasitologia , Paleopatologia , Parasitologia
9.
Rio de Janeiro; s.n; 2015. 150 p. ilus, mapas, tab, graf.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-782437

RESUMO

Espécies do gênero Leishmania (Kinetoplastida, Trypanosomatidae) são agentescausadores de leishmanioses, que representam um complexo de doenças com variado espectroclínico e diversidade epidemiológica que, em alguns países, constituem-se em grave problema de saúde pública. A origem e evolução das leishmanioses têm estado em debate em seus aspectos clínicos e parasitológicos. Com a introdução da paleoparasitologia baseada na aplicação de diferentes técnicas, tornou-se possível a recuperação de vestígios do parasito,assim como o diagnóstico de infecções em humanos e em outros hospedeiros no passado. Os objetivos desta pesquisa foram diagnosticar parasitos do gênero Leishmania spp., em materiais arqueológicos da América do Sul por meio de técnicas moleculares e imunológicas. Estes são os primeiros registros de recuperação de DNA de Leishmania sp. em material arqueológico do Brasil, assim como também o primeiro registro deL. tarentolae em material antigo. Dois pares de primers que amplificam outras regiões de L. tarentolae foram desenhados para o estudo no intuito de averiguar se outros trechos de DNA desta espécie também teriam se preservado no material, tendo os mesmos não amplificado.Duas explicações são possíveis: devido a natureza fragmentada do DNA antigo o mesmo não se conservou de maneira homogenia no material, ou pode se tratar de um infectron, o que também é um dado relevante pois é uma assinatura da relação estabelecida entre parasito e hospedeiro...


Species of the genus Leishmania (Kinetoplastida, Trypanosomatidae) are causativeagents of leishmaniasis, which represents a complex disease with varied clinical spectrum and epidemiological diversity that, in some countries, constitute a serious public health problem. The origin and evolution of leishmaniasis has been under discussion in clinical and parasitological aspects. By the introduction of paleoparasitology based on the application of different techniques, as well as the diagnosis of infections in humans and other hosts in the past. Theaims of this research were: diagnosis by molecular PCR technique parasites of the genus Leishmaniain archaeological materials of South America, with the comparison of the sequences obtained from the GenBank for both recent and archaeological material, diagnosis through serological techniques: rapid test DPP and Western Blot, anti-Leishmania antibodies in the samples submitted to PCR, with subsequent comparison of these serological techniques with the previous lyused molecular technique and thus contribute to the knowledge of paleoparasitology of leishmaniasis, giving contributing to studies on the origin and evolution of Leishmania genus...


Assuntos
Humanos , DNA , Leishmania/parasitologia , Paleopatologia , Parasitologia , Testes Imunológicos , Kinetoplastida , Lagartos , América do Sul , Trypanosomatina
10.
Rev. Inst. Med. Trop. Säo Paulo ; 56(2): 115-119, Mar-Apr/2014. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-703741

RESUMO

A pre-Columbian Peruvian scalp was examined decades ago by a researcher from the Oswaldo Cruz Foundation. Professor Olympio da Fonseca Filho described nits and adult lice attached to hair shafts and commented about the origin of head lice infestations on mankind. This same scalp was sent to our laboratory and is the subject of the present paper. Analysis showed a massive infestation with nine eggs/cm2 and an impressive number of very well preserved adult lice. The infestation age was roughly estimated as nine months before death based on the distance of nits from the hair root and the medium rate of hair growth. A small traditional textile was associated with the scalp, possibly part of the funerary belongings. Other morphological aspects visualized by low-vacuum scanning electron microscopy are also presented here for adults and nits.


Há décadas um escalpo peruano, datado do período pré-colombiano, foi examinado por um pesquisador da Fundação Oswaldo Cruz. O Professor Olympio da Fonseca Filho descreveu lêndeas e adultos fixos a fios de cabelos e fez comentários sobre a origem da infecção por piolhos na espécie humana. Este mesmo escalpo foi enviado ao nosso laboratório e é objeto deste artigo. Sua análise mostrou maciça infestação, com nove lêndeas/cm2 em impressionante número de adultos muito bem preservados. O tempo de infestação foi estimado em cerca de nove meses antes da morte, baseado na maior distância entre lêndeas e o couro cabeludo, levando em consideração taxa média de crescimento capilar de 1 cm por mês. Um pequeno pedaço de tecido tradicional peruano foi encontrado associado ao escalpo, provavelmente pertencente ao conjunto de peças usado no ritual funerário. Aqui, apresentamos alguns aspectos morfológicos de adultos e lêndeas vizualizados por microscopia eletrônica de varredura de baixo vácuo.


Assuntos
Animais , História Antiga , Humanos , Infestações por Piolhos/história , Pediculus/ultraestrutura , Couro Cabeludo/parasitologia , Microscopia Eletrônica de Varredura , Paleopatologia , Peru
11.
Rio de Janeiro; s.n; 2014. 174 p. ilus, mapas, tab, graf.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-745472

RESUMO

Considerando-se o encontro de resíduos alimentares que possibilitem a reconstrução dos hábitos humanos pré-históricos, esta pesquisa foi conduzida em coprólitos provenientes do sítio arqueológico Furna do Estrago, localizado em Pernambuco – Brasil, com material proveniente do período em que o sítio foi utilizado como cemitério com datações até 2.000 anos Antes do Presente (AP). O trabalho possibilitou identificar e conhecer os hábitos alimentares deste grupo pré-histórico através da identificação de restos alimentares encontrados na dieta. Os resultados encontrados revelaram um dieta rica em alimentos vegetais e o consumo de alimentos com propriedades medicinais, que, quando associados a estudos paleoparasitológicos anteriores,sugerem a possibilidade de uma paleofarmacopéia. Ainda, o encontro de tubérculos que sofreram algum tipo de cozimento indicam que se tratava de um grupo semi-sedentário com um início de horticultura. A diferença na alimentação entre homens e mulheres, bem como, a busca por alimentos encontrados em regiões distantes da localidade do sítio arqueológico também foram aqui apresentados...


Considering the gathering of food waste to enable the reconstruction of prehistoric humanhabits, this research was conducted in coprolites from the archaeological site of the Cavern Damage, located in Pernambuco - Brazil, with material from the period when the site was usedas with cemetery dating to 2000 years Before Present (BP).This study has helped to identify and meet the dietary habits of this prehistoric groupt hrough identification of food remains found in the diet. The results revealed a diet rich in plant foods and food consumption with medicinal properties, which, when associated with paleoparasitológicos previous studies suggest the possibility of a paleofarmacopéia. Still, themeeting of tubers who have suffered some type of cooking indicate that it was a semi-sedentary group with an onset of horticulture. The difference in power between men and women, as well asthe search for foods found in regions far from the location of the archaeological site were also presented here...


Assuntos
Humanos , História Antiga , Arqueologia , Fósseis , Paleopatologia , Pólen , Amido , Brasil , Dieta Vegetariana/história , Comportamento Alimentar
12.
Rio de Janeiro; s.n; 2014. 171 p. ilus, mapas, tab, graf.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-745545

RESUMO

O debate sobre os modelos explicativos do processo saúde-doença abarca desde dimensões dabiologia dos seres vivos, até a dinâmica social e as práticas culturais, sendo informado pordiferentes campos disciplinares, tais como biologia, sociologia, antropologia, economia etc.Este debate não é amparado apenas nos estudos de contextos atuais, mas também de elementosque evidenciam traços da presença humana ancestral e articulam a reconstrução de antigoscenários da dinâmica saúde-doença das populações, por meio de vestígios biológicos ousocioculturais. Nessa perspectiva, surge ao final da década de 1970 a Paleoparasitologia, ciênciadedicada ao estudo de parasitoses em populações ancestrais por intermédio de materialarqueológico e fóssil. Ainda que os trabalhos iniciais apresentassem achados de caráterprincipalmente descritivos, o uso atual de métodos epidemiológicos e técnicas molecularesproporciona uma análise mais abrangente na conjugação de dados arqueológicos a modelosecológicos e culturais pré-históricos sobre doenças. O objetivo principal deste estudo consistiuem demonstrar como se configurou a Paleoparasitologia, por meio do exame de sua produçãoacadêmica em artigos ao longo dos primeiros trinta anos de seu estabelecimento (1980-2009).O estudo serviu-se de perspectivas bibliométricas e epistêmicas como ferramentascomplementares na análise identitária de seu domínio de saber. A avaliação quantitativa e omapeamento de redes colaborativas foram conduzidos com base em métodos da bibliometria ecientometria...


Como complemento, e visando examinar o caráter epistemológico daPaleoparasitologia, o conjunto de dados foi submetido a um método desenvolvido com base nodiscurso de segunda ordem (ou metaciência) proposto por Imre Lakatos, sua Metodologia dosProgramas de Pesquisa Científica. Diversamente às apreciações correntes, que ora a evocamcomo especialidade da Parasitologia, ora a consideram como ramo da Paleopatologia, a análiserealizada produziu indícios de que a Paleoparasitologia possui elementos constitutivos que aclassificam como disciplina própria, ou como ciência, na visão lakatosiana de Programa dePesquisa Científica...


Assuntos
Humanos , Conhecimento , Paleopatologia , Parasitologia , Pesquisa Científica e Desenvolvimento Tecnológico , Bibliometria
14.
Mem. Inst. Oswaldo Cruz ; 108(2): 155-159, abr. 2013. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-670407

RESUMO

Parasite findings in sambaquis (shell mounds) are scarce. Although the 121 shell mound samples were previously analysed in our laboratory, we only recently obtained the first positive results. In the sambaqui of Guapi, Rio de Janeiro, Brazil, paleoparasitological analysis was performed on sediment samples collected from various archaeological layers, including the superficial layer as a control. Eggs of Acanthocephala, Ascaridoidea and Heterakoidea were found in the archaeological layers. We applied various techniques and concluded that Lutz's spontaneous sedimentation technique is effective for concentrating parasite eggs in sambaqui soil for microscopic analysis.


Assuntos
Animais , Arqueologia , Sedimentos Geológicos/parasitologia , Helmintos/isolamento & purificação , Paleopatologia , Acantocéfalos/isolamento & purificação , Ascaridoidea/isolamento & purificação , Brasil , Contagem de Ovos de Parasitas , Parasitologia/métodos
15.
Mem. Inst. Oswaldo Cruz ; 108(1): 1-12, Feb. 2013. mapas, tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-666036

RESUMO

Paleoparasitological research has made important contributions to the understanding of parasite evolution and ecology. Although parasitic protozoa exhibit a worldwide distribution, recovering these organisms from an archaeological context is still exceptional and relies on the availability and distribution of evidence, the ecology of infectious diseases and adequate detection techniques. Here, we present a review of the findings related to protozoa in ancient remains, with an emphasis on their geographical distribution in the past and the methodologies used for their retrieval. The development of more sensitive detection methods has increased the number of identified parasitic species, promising interesting insights from research in the future.


Assuntos
Animais , História Antiga , Humanos , Fósseis , Fezes/parasitologia , Paleopatologia , Infecções por Protozoários/história , Infecções por Protozoários/parasitologia
16.
Rio de Janeiro; s.n; 2013. 104 p. ilus, mapas, tab.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-681301

RESUMO

Estudos paleoparasitológicos são conduzidos na região do semiárido do Nordeste brasileiro desde a década de 80 e têm possibilitado compreender melhor a relação parasito-hospedeiro-ambiente ao longo do tempo nessa região. Os parasitos podem fornecer dados sobre o modo de vida dos diferentes grupos que viviam em uma região, indicando condições de saúde e doença durante o processo de evolução da espécie. Os coprólitos analisados são provenientes do Parque Nacional Serra das Confusões, localizado no sudeste do Piauí, de clima tropical semiárido. Um total de 89 amostras, sendo 67 coprólitos, 3 de sedimentos associados a esqueletos e 19 concreções de sedimento, foram coletados em escavações feitas nos anos de 2008 e 2009 nos sítios arqueológicos Toca do Enoque e Toca do Alto da Serra do Capim, primeiros sítios a serem estudados neste parque. Buscaram-se formas evolutivas de parasitos intestinais, associando esses achados à sua origem zoológica. Foram analisados os macro e micro resíduos, além da superfície dos coprólitos, de forma a auxiliar a identificação da origem zoológica do material. As amostras foram reidratadas em solução aquosa de fosfato trissódico a 0,5% por 72 horas, seguidos por sedimentação espontânea e análise microscópica. Pela união dos dados de vestígios alimentares e parasitos intestinais, foram identificados coprólitos de Dasypodidae (17), Tamandua tetradactyla (27), Homo sapiens (7), Kerodon rupestris (9) e Felidae (7).


Em coprólitos de Tamandua tetradactyla foram recuperados ovos de três espécies de Acanthocephala: Giganthorhynchus echinodiscus, Macracanthorhynchus hirudinaceus e Oligacanthorhynchus carinii, além de Strongyloides sp., Ascarididae, Nematoda, cistos de Entamoeba sp. e larvas de Nematoda; de Kerodon rupestris, ovos de Trichuris gracilis e Trichuris muris; de Homo sapiens, ovos de Trichuridae; e de Felidae, ovos de Toxocara cf. cati e Oxyuridae. Os coprólitos de Dasypodidae foram negativos para parasitos intestinais. O. carinii, parasito de Dasypodidae, foi descrito pela primeira vez para Tamandua tetradactyla. Os achados paleoparasitológicos e de macro resíduos foram correlacionados com dados disponíveis sobre o ambiente para o período e local estudados, e dados arqueológicos. Os achados paleoparasitológicos sugerem uma circulação diversificada de parasitos no semiárido. O PARNA Serra das Confusões revelou novas ocorrências de parasitos nos hospedeiros da região em épocas passadas.


Assuntos
Humanos , Fósseis , Fezes/parasitologia , Paleontologia , Paleopatologia , Parasitos , Arqueologia , Brasil
17.
Mem. Inst. Oswaldo Cruz ; 107(5): 604-608, Aug. 2012. ilus
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-643745

RESUMO

The aim of the present study was to examine the parasite fauna present in rodent coprolites collected from Cueva Huenul 1 (CH1), northern Neuquén (Patagonia, Argentina), an archaeological site that provides stratified sequences of archaeological and palaeontological remains dating from the Late Pleistocene/Early Holocene Transition to the Late Holocene period. Twenty rodent coprolites collected from different sedimentary units from the site, with ages ranging from 13.844 ± 75-1.416 ± 37 years BP, were examined for parasites. Each coprolite was processed as a whole: rehydrated, homogenised, spontaneously sedimented and examined using light microscopy. The coprolites and the eggs of any parasites present were described, measured and photographed. In all, 158 parasite eggs were found in 10 coprolites. The faeces were positive for Viscachataenia quadrata Denegri, Dopchiz, Elissondo & Beveridge and Monoecocestus sp. Beddard (Cestoda: Anoplocephalidae) and for Heteroxynema (Cavioxyura) viscaciae Sutton & Hugot (Nematoda: Oxyuridae). The coprolites examined were tentatively attributed to Lagidium viscacia Molina (Mammalia, Rodentia, Caviomorpha, Chinchillidae). The life cycles of these parasites are discussed.


Assuntos
Animais , Fezes/parasitologia , Paleopatologia , Roedores/parasitologia , Argentina , Fósseis
18.
Mem. Inst. Oswaldo Cruz ; 107(4): 539-542, June 2012. ilus
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-626449

RESUMO

We present the results of paleoparasitological analyses in coprolites of Kerodon rupestris, rodent endemic to rocky areas of Brazil's semiarid region. The coprolites were collected from excavations at the archaeological site of Toca dos Coqueiros, in the National Park of Serra da Capivara, southeastern of state of Piauí. Syphacia sp. (Nematoda: Oxyuridae) eggs were identified in coprolites dated at 5,300 ± 50 years before present. This is the first record of the genus Syphacia in rodent coprolites in the Americas.


Assuntos
Animais , História Antiga , Fezes/parasitologia , Oxiuríase/veterinária , Oxyuroidea/isolamento & purificação , Doenças dos Roedores/história , Roedores/parasitologia , Brasil , Fósseis , Oxiuríase/história , Paleopatologia , Doenças dos Roedores/parasitologia
19.
Mem. Inst. Oswaldo Cruz ; 107(2): 273-274, Mar. 2012. ilus
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-617075

RESUMO

We present results of the paleoparasitological analysis of Cervidae coprolites that were recovered from the archaeological site Furna do Estrago, Pernambuco, Brazil. Trichuris sp. eggs were recovered from the coprolite samples dated 1,040 ± 50 years before present. This is the first record of Trichuris sp. in semiarid Cervidae, unexpectedly recorded in archaeological material.


Assuntos
Animais , Fósseis , Fezes/parasitologia , Paleopatologia , Trichuris/isolamento & purificação , Brasil
20.
Rio de Janeiro; s.n; 2012. xi,123 p. ilus, mapas, tab.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-638278

RESUMO

A partir de amostras de coprólitos brasileiros datados entre 3490 mais ou menos 120 a 430 mais ou menos 70 anos, recuperados de escavações arqueológicas no Brasil, fomos capazes de isolar bactérias da família Bacillaceae. Objetivou-se com esse estudo testar e padronizar técnicas para detecção, identificação e caracterização molecular de microrganismos bacterianos nessas amostras. Os coprólitos foram inicialmente tratados com radiação ultravioleta, buscando eliminar contaminantes externos e posteriormente perfurados para retirada do material mais interno. Esse material foi cultivado em aerobiose em diferentes meios de cultura, originando o isolamento de bastonetes Gram positivos formadores de endósporos. Esses microrganismos foram submetidos a provas bioquímicas e fisiológicas, de sensibilidade a antimicrobianos, reação em cadeia da polimerase (PCR), clonagem e sequenciamento, buscando sua identificação e caracterização. Medidas para evitar a contaminação por microrganismos modernos foram tomadas, como a utilização de apenas controles negativos nas reações de PCR, duplicação dos experimentos, entre outras. Das 7 amostras de coprólitos utilizadas, apenas 5 originaram algum isolado, sendo estas datadas entre 3490 mais ou menos 120 a 430 mais ou menos 70 anos ou sem datação conhecida . O emprego de diferentes técnicas laboratoriais para identificação de microrganismos antigos ficou evidente. Essa diversificação aumenta as chances de identificação dos isolados, o que possibilitou concluir que se tratava de representantes da família Bacillaceae, do gênero Bacillus e correlatos.


Assuntos
Bacillus/isolamento & purificação , Bactérias/isolamento & purificação , Esporos/isolamento & purificação , Fezes/parasitologia , Paleopatologia , Parasitologia , Técnicas Microbiológicas
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA