Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 2.159
Filtrar
1.
Interface (Botucatu, Online) ; 24: e180625, 2020. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1056562

RESUMO

Esse artigo discute os desafios da prevenção em tempos de crescimento de casos de Aids entre jovens. Opiniões e práticas de estudantes no ensino médio, coletadas em pesquisa realizada de 2013-2017, indicaram que estavam incorporando o discurso preventivo e que a religiosidade tem efeito em crenças e valores antes da iniciação sexual, mas pode interferir negativamente no uso de preservativo desde a primeira relação. Sustentar o direito à prevenção dependerá de ampliarmos a compreensão pública sobre como a religiosidade vivida difere da política-religiosa. Sugere-se monitorar o efeito da retomada de discursos morais que remontam à ditadura civil-militar e da possível descontinuidade de programas de prevenção bem-sucedidos junto aos jovens desde os anos 1990. É urgente compreender a dinâmica entre velhos e novos discursos que estruturam a sexualização (frequentemente via redes sociais) assim como o acesso à recomendada "prevenção combinada" das Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST/Aids).(AU)


Este artículo discute los desafíos de la prevención en tiempos de aumento de casos de Sida entre jóvenes. Opiniones y prácticas de estudiantes en la enseñanza media, recolectadas en un estudio realizado entre 2013-2017, indicaron que incorporaron el discurso preventivo y que la religiosidad tiene efecto en creencias y valores antes de la iniciación sexual, pero que puede interferir negativamente en el uso del preservativo desde la primera relación. Mantener el derecho a la prevención dependerá de que ampliemos la comprensión pública sobre cómo la religiosidad vivida difiere de la política-religiosa. Se sugiere el monitoreo del efecto de la reanudación de discursos morales que remiten a la dictadura civil-militar y de la posible discontinuidad de programas de prevención exitosos con los jóvenes desde la década de 1990. Es urgente comprender la dinámica entre viejos y nuevos discursos que estructuran la sexualización (frecuentemente vía redes sociales) así como el acceso a la recomendada "prevención combinada" de las Infecciones de Transmisión Sexual (ITS)/Sida.(AU)


This article discusses Aids prevention in Brazil in the midst of growing numbers of cases of the disease among young people. A study was conducted between 2013 and 2017 to explore the sexual behavior of high school students and their opinions regarding sexuality. The findings show that students have adopted the prevention discourse and that religiosity influences beliefs and values relating to sexual initiation, negatively affecting condom use from the onset of sexual activity. To ensure the right to prevention is upheld, it will be necessary to broaden public understanding about how religion as it is actually lived differs from religious politics. The effects of the reversion to moral discourses reminiscent of the military dictatorship and possible discontinuity of successful longstanding prevention programs targeting young people should be monitored. There is an urgent need to understand the dynamic between the old and new discourses that shape sexualization (often via social media) and access to "combination prevention" of Sexually Transmitted Infections (STI)/Aids.(AU)


Assuntos
Humanos , Adolescente , Adulto Jovem , Religião , Instituições Acadêmicas , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/prevenção & controle , Sexualidade , Educação Sexual/tendências , Direitos Humanos
2.
RECIIS (Online) ; 13(4): 725-735, out.-dez. 2019.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1047528

RESUMO

O Exército Zapatista de Liberação Nacional (EZLN) e suas bases de apoio são formados predominantemente por indígenas que vivem na região de Chiapas, no México. O movimento constrói uma profunda experiência de autonomia, o que passa por diferentes dimensões da vida coletiva. Neste artigo, pretendemos, a partir de um trabalho de campo realizado na região, nos focar na saúde autônoma. A concepção de saúde está estritamente relacionada com a noção de terra, já que para ter saúde é preciso pertencer a um cosmos, permeado pelo respeito recíproco entre os mais diferentes seres, em uma luta constante para engrandecer o ch'ulel (espírito) e, com isso, caminhar rumo ao lekil kuxlejal (Bem Viver). Para colocar em prática esses princípios, o cuidado em saúde é protagonizado pelos promotores autônomos de saúde e pelas assembleias comunitárias.


The Zapatista Army of National Liberation (EZLN, in Spanish) and its bases are formed predominantly by indigenous languages living in the region of Chiapas, Mexico. The movement builds a profound experience of autonomy, which goes through different dimensions of collective life. In this article, we intend, from a fieldwork carried out in the region, to focus on autonomous health. The conception of health is closely related to the notion of land, since in order to have health it is necessary to belong to a cosmos, permeated by mutual respect between the most different beings, in a constant struggle to ennoble the ch'ulel (spirit) and thus to walk to the lekil kuxlejal (Good Living). To put these principles into practice, healthcare is carried out by autonomous health promoters and communal assemblies.


El Ejército Zapatista de Liberación Nacional (EZLN) y sus bases de apoyo son formados predominantemente por indígenas que viven en la región de Chiapas, México. El movimiento construye una experiencia profunda de autonomía, que atraviesa diferentes dimensiones de la vida colectiva. En este artículo, nos proponemos, a partir de un trabajo de campo realizado en la región, enfocar la salud autónoma. La concepción de salud guarda una estrecha relación con la noción de tierra, ya que para tener salud es necesario pertenecer a un cosmos, impregnado por el respeto mutuo entre los seres más diferentes, en una lucha constante para engrandecer el ch'ulel (espíritu) y, de este modo, caminar hasta el lekil kuxlejal (Buen Vivir, también llamado Vivir Bien). Para poner en práctica estos principios, la asistencia en salud se lleva a cabo por los promotores autónomos de salud y por las asambleas comunitarias.


Assuntos
Humanos , Colonialismo , Capitalismo , Grupos Populacionais , Antropologia Médica , Antropologia Cultural , Organização Comunitária , Racismo , Direitos Humanos , Cultura Indígena , Promoção da Saúde , México
3.
Psicol. ciênc. prof ; 39(2,n.esp): 74-86, ago.-nov. 2019.
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: biblio-1050374

RESUMO

Este artigo busca problematizar a noção de território na saúde mental por meio da experiência de trabalhadores, usuários e pesquisadores no município de Santa Maria-RS. Trabalhamos com pesquisa de documentos do campo da saúde e da saúde mental, buscando identificar o modo que a noção de território é apresentada nesses textos. Descrevemos e analisamos uma experiência desenvolvida por diversos atores sociais envolvidos na experiência ocorrida em Santa Maria, a partir de dois movimentos. O primeiro é o de usuários em direção à academia, e o segundo, o do cuidado em saúde do serviço de referência para além dos muros. A experiência de trânsito dos diferentes atores sociais em vivências de multiterritorialidades revelou-se um importante vetor de mudança subjetiva e institucional. Vimos em ambos a emergência de uma reivindicação por um direito mais extenso do que o simples acesso aos serviços públicos de saúde. Buscava-se também um "direito à cidade", ou mesmo um trânsito além dela. Enfim, uma busca pela ampliação da experiência de multiterritorialidade e as transformações decorrentes dela...(AU)


This article seeks to problematize the notion of territory in mental health through the experience of workers, users, and researchers in the field of mental health in the municipality of Santa Maria/RS. We work with the research of documents of the field of health and mental health, trying to identify the way that the notion of territory is presented in these texts. We describe and analyze an experience developed by several social actors involved in the experience that occurred in Santa Maria / RS, from two movements. The first is that of users towards academia, and the second is that of the health care of the referral service beyond the walls. The experience of transit of the different social actors in multi-territorial experiences has proved to be an important vector of subjective and institutional change. We have seen in both movements the emergence of a claim for a more extensive right than simple access to public health services. A "right to the city," or even a transit beyond it. Finally, a search for the amplification of the multi territoriality experience and the transformations arising from it...(AU)


Este artículo busca problematizar la noción de territorio en la salud mental por medio de la experiencia de trabajadores, usuarios e investigadores en el municipio de Santa Maria/RS. Trabajamos con la investigación de documentos del campo de la salud y de la salud mental, buscando identificar el modo que la noción de territorio es presentada en esos textos. Describimos y analizamos una experiencia desarrollada por diversos actores sociales involucrados en la experiencia ocurrida en Santa Maria/RS, a partir de dos movimientos. El primero es de los usuarios hacia la academia, y el segundo es del cuidado en salud del servicio de referencia más allá de los muros. La experiencia de tránsito de los diferentes actores sociales en vivencias de multiterritorialidades se ha revelado un importante vector de cambio subjetivo e institucional. Vimos en ambos la emergencia de una reivindicación por un derecho más extenso que el simple acceso a los servicios públicos de salud. Se buscaba también un "derecho a la ciudad", o incluso un tránsito más allá de ella. En fin, una búsqueda por la ampliación de la experiencia de multiterritorialidad, y las transformaciones resultantes de ella...(AU)


Assuntos
Humanos , Adulto , Política Pública , Territorialidade , Saúde Mental , Pessoalidade , Desinstitucionalização , Grupos Minoritários , Serviço Social , Serviços Comunitários de Saúde Mental , Funções Essenciais da Saúde Pública , Direitos Humanos
5.
RECIIS (Online) ; 13(3): 618-633, jul.-set. 2019. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1021535

RESUMO

Nesta entrevista concedida à Reciis, Richard Parker discute sobre as configurações contemporâneas das identidades, dos movimentos LGBT e do combate ao HIV/aids a partir de um cenário histórico da década de 1980, quando por motivos pessoais e profissionais resolve se mudar para o Brasil e começa a desenvolver pesquisas sobre sexualidade. O pesquisador comenta que a globalização da sexualidade e a velocidade do mundo digital ampliaram as possiblidades e transformações das identidades LGBT, o que, contudo, não propiciou mudanças nos sistemas de exclusão, de desigualdades, de discriminação e de formação de estigmas desses sujeitos. No período de emergência da epidemia, Parker testemunhou e participou da construção de importantes organizações de apoio ao combate do HIV/aids no país e, hoje, propõe pensar em uma desconstrução do estigma desta infecção na interceccionalidade a partir dos estigmas das desigualdades sociais e de raça. Em relação à prevenção e tratamento, argumenta sobre a prevalência de uma abordagem biomédica de "testar e tratar" em detrimento de uma pedagogia da prevenção que reforça princípios de solidariedade e direitos humanos no compartilhamento e incorporação de saberes entre a ciência e a comunidade. Richard Parker é professor visitante sênior do Instituto de Estudos em Saúde Coletiva (Iesc) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e professor titular emérito da Universidade de Columbia.


Assuntos
Humanos , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida , HIV , Vulnerabilidade Social , Estigma Social , Minorias Sexuais e de Gênero , Ativismo Político , Direitos Humanos , Preconceito , Transexualidade , Brasil , Sexualidade , Cultura , Profilaxia Pré-Exposição
6.
RECIIS (Online) ; 13(3): 471-481, jul.-set. 2019.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1016425

RESUMO

Este artigo tem como escopo estabelecer, a partir de pesquisa bibliográfica e documental, um comparativo legal entre o aporte jurisprudencial brasileiro (Ação Direta de Inconstitucionalidade nº 4.275-DF, Supremo Tribunal Federal do Brasil, 2018) e o Projeto de Lei nº 816/2017 (Ley Integral para Personas Trans), recentemente aprovado pela Câmara dos Deputados do Uruguai, a fim de combater a discriminação e ampliar direitos para transexuais, transgêneros e travestis no Brasil, considerando-se a necessidade de se expandir a cidadania para essas pessoas: tradicionalmente marginalizados. Busca-se discutir sobre as legislações dos dois países selecionados como objeto de pesquisa (integrantes do Mercosul), a fim de verificar se estão promovendo Direitos Humanos à População T. Como resultado, evidencia-se que, ao passo que o Uruguai tem empreendido esforços na positivação de direitos e no reconhecimento do respeito à autodeterminação da identidade de gênero, o Brasil, ainda, tem caminhado timidamente na mesma construção, dependendo ­ prioritariamente ­ de jurisprudências e atos administrativos para tanto.


The purpose of this article is to establish, based on bibliographical and documentary research, a legal comparison between the Brazilian jurisprudential contribution (Direct Unconstitutionality Action nº 4,275-DF, Supreme Federal Court of Brazil, 2018) and Bill nº 816/2017 (Ley Integral para Personas Trans), recently approved by the Chamber of Deputies of Uruguay, in order to combat discrimination and expand rights for transsexuals, transgenders and transvestites in Brazil, considering the need to expand citizenship for these people: traditionally marginalized. The aim is to discuss the legislation of the two countries selected as an object of research (members of Mercosur), in order to verify if they are promoting Human Rights to Population T. As a result, it is evident that, while Uruguay has made efforts in the positivation of rights and in the recognition of respect for the self-determination of gender identity, Brazil has also walked timidly in the same construction, depending - primarily on jurisprudence and administrative acts for that purpose.


Este artículo tiene como objetivo establecer, a partir de investigación bibliográfica y documental, un comparativo legal entre el aporte jurisprudencial brasileño (Acción Directa de Inconstitucionalidad nº 4.275-DF, Supremo Tribunal Federal de Brasil, 2018) y el Proyecto de Ley nº 816/2017 (Ley Integral para Personas Trans), recientemente aprobado por la Cámara de Diputados de Uruguay, a fin de combatir la discriminación y ampliar derechos para transexuales, transgéneros y travestis en Brasil, considerando la necesidad de expandir la ciudadanía para esas personas: tradicionalmente marginados. Se busca discutir sobre las legislaciones de los dos países seleccionados como objeto de investigación (integrantes del Mercosur), a fin de verificar si están promoviendo Derechos Humanos a la Población T. Como resultado, se evidencia que, mientras que Uruguay ha emprendido esfuerzos en la positivación de derechos y en el reconocimiento del respeto a la autodeterminación de la identidad de género, Brasil, aún, ha caminado tímidamente en la misma construcción, dependiendo- prioritariamente - de jurisprudencias y actos administrativos para tanto.


Assuntos
Humanos , Uruguai , Brasil , Pessoas Transgênero , Direitos Humanos , Participação da Comunidade , Violações dos Direitos Humanos , Sexismo , Ativismo Político , Identidade de Gênero
7.
Sex., salud soc. (Rio J.) ; (32): 90-118, maio-ago. 2019.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1020951

RESUMO

Resumo O presente trabalho visa apresentar os resultados de uma pesquisa conduzida no Centro Estadual de Combate à Homofobia de Pernambuco. Através de entrevistas realizadas com membros e ex-membros do órgão, investigo como ele atua para minimizar a violência contra a população LGBT. Com base neste objetivo, analisei o perfil dos profissionais do equipamento, levantei informações a respeito dos serviços ofertados e verifiquei os avanços e os desafios daquela política pública. Parte significativa desses profissionais era de egressos do Movimento LGBT que realizavam atendimento interdisciplinar e atividades formativas e destacaram, como avanços, a aproximação com outros setores públicos, a visibilidade da temática LGBT e o número de atendimentos contabilizados e, como desafios, o contexto LGBTfóbico do território pernambucano, a LGBTfobia institucional e a estrutura insuficiente do Centro.


Abstract This work presents the results of a research completed at the State Center to Combat Homophobia, in Pernambuco (Brazil). Through interviews with members and former members of the staff, I investigate how it acts to minimize violence against the LGBT population and, based on this objective, I analyzed the profile of the equipment's professionals; collected information about the services offered; and checked the advances and challenges of that public policy. A significant number of these professionals originated from the LGBT Movement, performed interdisciplinary care and training activities, who counted as advances their proximity to other public sectors, the visibility of the LGBT theme, and the number of appointments perfomed; and as challenges the LGBTphobic context of Pernambuco, the institutional LGBTophobia and insufficient structure of the Center.


Resumen Este texto tiene como objetivo presentar los resultados de una investigación completada en el Centro Estatal de Lucha contra la Homofobia de Pernambuco. A través de entrevistas con miembros y ex miembros de la institución, investigo cómo actuó dicho Centro para minimizar la violencia contra la población LGBT y, con base a este objetivo, analicé el perfil de los profesionales del equipo, reuní información sobre los servicios ofrecidos y verifiqué los resultados, los avances y los desafíos de esa política pública. Una parte significativa de estos profesionales fueron integrantes del Movimiento LGBT que realizaron actividades interdisciplinares de atención y capacitación; destacaron como avances, el acercamiento con otros sectores públicos, la visibilidad del tema LGBT y el número de atenciones brindadas y, como desafíos, el contexto LGBTfóbico del territorio pernambucano, la LGBTfobia institucional y la insuficiente estructura del Centro.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Política Pública , Violência , Brasil , Pesquisa Qualitativa , Participação Social , Homofobia , Minorias Sexuais e de Gênero , Direitos Humanos
9.
RECIIS (Online) ; 13(2): 439-443, abr.-jun. 2019. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1005728

RESUMO

O documentário 'Mulheres das águas' retrata a vida e as lutas de pescadoras nos manguezais do Nordeste do Brasil. O modo de vida e a sobrevivência de suas famílias estão ameaçados pela poluição provocada pelas grandes indústrias e pelo turismo predatório que causam danos ao ecossistema dos manguezais, onde inúmeras espécies marinhas se reproduzem. Nesta resenha, a produção é analisada na perspectiva dos debates sobre relações raciais, gênero, senso de comunidade e condições de trabalho. No bojo do documentário, há o engajamento de trabalhadoras em prol da preservação dos territórios pesqueiros, onde se concentra a principal atividade econômica das comunidades a que pertencem.


The documentary 'Women of the waters' tells the life and struggles of fishers in the mangrove swamps of northeastern Brazil. The way of life and the survival of their families are threatened by pollution caused by large industries and the predatory tourism that cause damage to the mangrove ecosystem, where numerous marine species reproduce. In this review, the production is analyzed from the perspective of the debates about race relations, gender, sense of community and working conditions. Furthermore, the documentary shows the engagement of theses workers for the sake of preservation of fishery territories, where the main economic activity in the communities to which they belong is concentrated.


El documental 'Mujeres de las aguas' retrata la vida y la lucha de las pescadoras en los manglares del nordeste de Brasil. La forma de vida y la supervivencia de sus familias son amenazadas por la contaminación causada por las grandes industrias y el turismo depredador que dañan el ecosistema de manglar, donde se reproducen numerosas especies marinas. En esta reseña, la producción se analiza en la perspectiva de los debates sobre relaciones de raza, género, sentido de comunidad y de las condiciones de trabajo. En el seno del documental, hay el compromiso de las trabajadoras con la preservación de los territorios de pesca, donde se concentra la principal actividad económica de las comunidades a las que pertenecen.


Assuntos
Humanos , Saúde do Trabalhador , Comunicação , Meio Ambiente , Áreas Alagadas , Identidade de Gênero , Mulheres Trabalhadoras , Brasil , Grupos de Populações Continentais , Ecologia , Direitos Socioeconômicos , Direitos Humanos
10.
Rev. Univ. Ind. Santander, Salud ; 51(2): 169-173, abr.-jun. 2019. tab
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-1003167

RESUMO

Resumen La Mutilación Genital Femenina (MGF) constituye una grave violación a los derechos humanos, de la mujer y de la niñez. Si bien se considera una práctica ancestral en algunas culturas, y es justificada y reproducida bajo el relativismo cultural, es un problema que requiere una mayor atención de las instituciones en general y de la salud pública en particular. Colombia es uno de los pocos países en el continente que reporta casos de prácticas de mutilación; sin embargo, el problema es mundial, no solo por los altos flujos de migración de población en alto riesgo en Europa y Norteamérica, sino porque es un imperativo global erradicar de una de las peores formas de violencia contra la mujer.


Abstract Female genital mutilation constitutes a grave violation of human, women and children rights. It is considered an ancestral practice in some cultures, where it is justified and reproduced under the cultural relativism. It is a problem that requires greater attention of the institutions in general and public health in particular. Colombia is one of the few countries in America that reported cases of mutilation practices. However, the problem is global by large flows of high risk migrants to Europe and North America. Its eradication is a global imperative because it is one of the worst types of violence against women.


Assuntos
Humanos , Circuncisão Feminina , Saúde Pública , Direitos Humanos
11.
Rev. latinoam. cienc. soc. niñez juv ; 17(1): 285-299, ene.-jun. 2019. tab
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-1014195

RESUMO

Resumen (analítico): Este escrito es parte de una investigación cuyo objetivo es analizar el conocimiento de alumnas, alumnos, profesoras y profesores sobre la aplicación efectiva de la Ley General de los Derechos de Niñas, Niños y Adolescentes en el espacio escolar, a tres años de su publicación en México. Es un estudio cualitativo, realizado en escuelas secundarias públicas de la ciudad de Guadalajara. La información se recuperó mediante seis grupos de discusión con adolescentes y un cuestionario aplicado a 84 docentes. Los resultados indican que el desconocimiento de la ley se vincula de manera importante con el ejercicio no eficaz de los derechos humanos. A mayor desinformación de los agentes, mayor inclinación del profesorado a vulnerar los derechos del alumnado en el aula y menor capacidad de este para exigirlos.


Abstract (analytical): This paper is part of a research study aimed at analyzing the knowledge of male and female students and teachers on the effective application of the General Law for the Rights of Children and Adolescents in the school, three years after this law came into effect in Mexico. This was a qualitative study implemented in public junior high schools in the city of Guadalajara. The information was obtained through holding six discussion groups with adolescent students and conducting a questionnaire survey with 84 teachers. The results indicate that ignorance of the law is highly linked with the non-effective exercising of children and adolescents' human rights. The study shows that as the amount of misleading information provided to students increases, it is more probable that teaching staff violate the rights of this population in the classroom, and male and female students have less capacity to demand the fulfilling of their rights.


Resumo (analítico): Este artigo faz parte de uma pesquisa que tem por objetivo analisar o conhecimento de alunas, alunos, professoras e professores sobre a aplicação efetiva da Lei Geral dos Direitos de Meninas, Meninos e Adolescentes no espaço escolar, três anos após sua publicação no México. Trata-se de um estudo qualitativo, realizado em escolas secundárias públicas da cidade de Guadalajara. A informação foi obtida através de seis grupos de discussão com adolescentes e um questionário aplicado a 84 professores. Os resultados indicam que o desconhecimento da lei está ligado de maneira importante ao exercício ineficaz dos direitos humanos. Quanto maior a desinformação dos agentes, maior a inclinação dos professores a violar seus direitos na aula e menor a capacidade dos adolescentes para exigi-los.


Assuntos
Humanos , Adolescente , Direitos Humanos , Instituições Acadêmicas
12.
Licere (Online) ; 22(2): 500-523, junho.2019. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1022283

RESUMO

O estudo analisa a primeira edição dos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas (JMPI), realizados em 2015, no Brasil, a partir de como procederam as discussões e as formulações das políticas voltadas a esse evento esportivo. De cunho qualitativo, o estudo utilizou do modelo de análise dos Múltiplos Fluxos que verifica os fatores que influenciam na formulação da agenda política, por meio da análise documental das leis e decretos nacionais que dispõem sobre o esporte voltado aos povos indígenas, bem como relatórios emitidos pelo Ministério do Esporte do Brasil, em parceria com a UNESCO. Os resultados apontam para a incorporação dos JMPI à agenda política a partir da convergência entre o fluxo de problemas, desenhado a partir da ausência de políticas públicas voltadas às demandas indígenas, da falta de valorização e de divulgação da cultura indigenista e do feedback dos Jogos dos Povos Indígenas Brasileiros; o fluxo das políticas, instaurado por meio de documentos internacionais publicados em defesa da cultura indígena e dos jogos tradicionais de diferentes povos; e, o fluxo da política, por meio das representações do Ministério do Esporte Brasileiro, do Comitê Intertribal e as lideranças estrangeiras, culminando na abertura da janela de oportunidade para a organização do evento esportivo.


The study examines the first edition of the World Indigenous Games, held in Brazil in 2015, based on how the discussions and formulations of the policies related to this sporting event proceeded. In a qualitative way, the study used the Multiple Streams framework, which verifies the factors that influence the formulation of the political agenda, through a documental analysis of national laws and decrees that regulate the sport focused on indigenous peoples, as well as reports issued by the Ministry of Sports (Brazil), in partnership with UNESCO. The results point to the incorporation of the World Indigenous Games into the political agenda based on the convergence between the problem stream, drawn from the absence of public policies focused on indigenous demands, lack of appreciation and dissemination of indigenous culture and feedback from the Brazilian Indigenous Games; the policy stream, established through international documents published in defense of indigenous culture and traditional games of different peoples; and the political stream, through the representations of the Brazilian Ministry of Sports, the Intertribal Committee and the foreign leadership, culminating in the opening of the "launch window" for the organization of the sporting event.


Assuntos
Humanos , Formulação de Políticas , Política Pública , Esportes , Grupos Populacionais , Direitos Humanos , Cultura Indígena , Transculturação
13.
Cad. Ibero Am. Direito Sanit. (Impr.) ; 8(1): 36-52, jan.-mar. 2019.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-996355

RESUMO

Objetivo: analisar os direitos da criança no campo dos cuidados em saúde a partir da aplicação do referencial dos direitos humanos dos pacientes. Metodologia: baseia-se em pesquisa teórica e normativa, fundamentada no levantamento, sistematização e análise de artigos científicos sobre os cuidados em saúde das crianças e dos comentários gerais elaborados pelo Comitê para os Direitos da Criança. Resultados: o referencial dos direitos humanos do paciente, aplicado à criança, assegura o direito à participação, informação e privacidade, influenciando o processo de tomada de decisões no âmbito dos cuidados em saúde. Conclusão: no âmbito do direito internacional dos direitos humanos, a criança é sujeito de direitos e, na esfera dos cuidados em saúde, esses direitos lhe asseguram um papel central. (AU)


Objective: analyze the rights of the child in the field of health care based on the application of the human rights framework of patients. Methodology: This research was based on the survey, systematization and analysis of scientific studies on children's health care and on the General Comments prepared by the Committee on the Rights of the Child. Results: the patient's human rights, applied to the child, ensures the right to participation, information and privacy, influencing the decision-making process in health care. Conclusion: in the context of international human rights law, children are subject to rights and, in the field of health care, these rights assure them a central role.


Objetivo: analizar los derechos del niño en el campo de la atención sanitaria a partir de la aplicación del referencial de los derechos humanos de los pacientes. Metodología: se basa en la investigación teórica y normativa, fundamentada en el levantamiento, sistematización y análisis de artículos científicos sobre los cuidados en salud de los niños y de los comentarios generales elaborados por el Comité para los Derechos del Niño. Resultados: los derechos humanos de los pacientes, aplicados al niño, garantizan la participación, la información y la privacidad, influyen en el proceso de toma de decisiones en el cuidado de la salud. Conclusión: El niño, en el marco del derecho internacional de los derechos humanos, es sujeto de derechos y, en el ámbito de la asistencia sanitaria, estos derechos le garantizan un papel central.


Assuntos
Criança , Criança Hospitalizada , Direitos Humanos , Participação do Paciente
14.
Cad. Ibero Am. Direito Sanit. (Impr.) ; 8(1): 80-94, jan.-mar. 2019.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-996362

RESUMO

Objetivo: desenvolver aportes teóricos, baseados nos direitos humanos dos profissionais de saúde, aplicáveis aos profissionais de enfermagem. Metodologia: trata-se de estudo teórico e documental, cujo material de base para sua elaboração pode ser subdividido em fontes bibliográficas e documentais. Resultados: é possível aplicar o referencial teórico dos direitos humanos dos profissionais de saúde na ambiência profissional de modo a melhorar suas condições de trabalho e os cuidados em saúde. Conclusão: profissionais de enfermagem e outros profissionais de saúde não são formados para pensar em termos de direitos humanos, resultando no seu distanciamento da linguagem dos direitos humanos, não lhes permitindo se perceber como titulares de direitos humanos em face do Estado. (AU)


Objetivo: desarrollar aportes teóricos basados en los derechos humanos de los profesionales de salud aplicables a los profesionales de enfermería. Metodología: se trata de estudio teórico y documental, así, el material de base para su elaboración puede ser subdividido en fuentes bibliográficas y documentales. Resultados: es posible aplicar el referencial teórico de los derechos humanos de los profesionales de la salud en el ambiente profesional para mejorar sus condiciones de trabajo y la atención sanitaria. Conclusión: profesionales de enfermería y otros profesionales de salud no están formados para pensar en términos de derechos humanos, resultando en su distanciamiento del lenguaje de los derechos humanos, no permitiendo percibir como titulares de derechos humanos frente al Estado. (AU)


Objective: to develop theoretical contributions based on the human rights of health professionals applicable to nursing professionals. Methodology: this is a theoretical and documentary study, thus, the basic material for its elaboration can be subdivided into bibliographical and documentary sources. Results: it is possible to apply the theoretical reference of the human rights of health professionals in the professional environment in order to improve their working conditions and health care. Conclusion: nursing professionals and other health professionals are not trained to think in terms of human rights, resulting in their distancing from the language of human rights, not allowing them to perceive themselves as holders of human rights vis-à-vis the State. (AU)


Assuntos
Humanos , Saúde do Trabalhador , Direitos Humanos , Profissionais de Enfermagem , Enfermeiras e Enfermeiros
15.
Rev. crim ; 61(1): 97-110, ene.-abr. 2019. tab
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-990997

RESUMO

Resumen El objetivo es comparar las figuras del mercenarismo y de las Compañías Militares y de Seguridad Privadas (CMSP), para de ahí contemplar la opción de una potencial tipificación jurídica para estas últimas. Para este fin, se recurre a una metodología en un doble sentido. Por un lado, se realiza una representación histórica del mercenarismo, en la que se contrastan las visiones sobre lo que esta figura simboliza y de cómo desde la literatura académica esas representaciones contradictorias también permean el debate sobre las CMSP. Por el otro lado, se propone un análisis de contenido de los instrumentos convencionales, jurisprudenciales y doctrinales del derecho internacional, para entender las dinámicas jurídicas y políticas que afectan en mayor medida el intento de regulación de las CMSP. La conclusión a la que se llegará apunta a que la importancia de adelantar un debate teórico-conceptual sobre el mercenarismo y las CMSP resulta estéril en la medida en que ninguna de las dos figuras cuenta con un sistema de regulación adecuado.


Abstract The objective of this study is to compare the concepts of mercenarism and the Private Military Security Companies (abbreviated in Spanish CMSP) to considering the possibility of a potential juridical classification for the PMSCs. A double methodology is implemented to reach this aim. On the one hand, a mercenarism historical representation is developed.The views upon what mercenarism symbolizes are compared in this representation, and how these contradictory representations have permeated the debate on the PMSCs from the academic literature. On the other hand, an analysis is conducted with regard to the conventional, legal and doctrinal instruments of the international law to understanding the juridical dynamics and policies, which affect in great measure the intention of regulating the PMSCs. The conclusión emphasizes in the unproductiveness of developing a conceptual-theoretical debate on mercenarism and the PMSCs, since these two concepts do not have a correct regulatory system.


Resumo O objetivo é comparar as figuras do mercenarismo e das Companhias Militares e de Segurança Privadas (CMSP), para daí considerar a opção de uma potencial tipificação jurídica para essas últimas. Para esse propósito, se recorre a uma metodologia em um sentido duplo. Por um lado, se realiza a representação histórica do mercenarismo, na qual se contrastam as visões sobre o que essa figura simboliza e como a partir da literatura académica essas representações contraditórias também permeiam o debate sobre as CMSP. Por outro lado, propõe-se uma análise do conteúdo dos instrumentos convencionais, jurisprudenciais e doutrinais do direito internacional, para entender as dinâmicas jurídicas e políticas que afeitam em maior medida o intento de regulação das CMSP. A conclusão a que se chegará aponta que a importância de desenvolver um debate teórico-conceptual sobre o mercenarismo e as CMSP é estéril na medida em que nenhuma das duas figuras conta com um sistema de regulação adequado.


Assuntos
Ciências Sociais , Direito Internacional , Direitos Humanos , Militares
16.
RECIIS (Online) ; 13(1): 122-133, jan.-mar. 2019.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-987915

RESUMO

Neste ensaio, exploramos possibilidades de uso do conceito de salutarismo (healthism), conforme abordado por Robert Crawford em 1980. Enfatizamos a dimensão individualizante explorada no desenvolvimento deste conceito e a situamos como um aspecto central no discurso médico, que opera na base das ações relacionadas à ideia dominante sobre promoção da saúde. Esta centralidade ocupa um lugar estratégico na atualidade, na medida em que enseja práticas de uma moralidade sanitária despolitizadora e autoritária, condizentes com a racionalidade neoliberal.


In this essay, we explore possibilities of using the concept of healthism, as discussed by Robert Crawford in 1980. We emphasize the individualized dimension exposed in the development of this concept, presenting it as a central aspect in medical discourse, which operates on the basis of dominant idea of health promotion and its related actions. This centrality occupies a strategic place in the present time, inasmuch as it impels depoliticized and authoritarian practices and a sanitary morality, consistent with neoliberal rationality.


En este ensayo, exploramos posibilidades de uso del concepto de healthism, según lo abordado por Robert Crawford en 1980. Enfatizamos la dimensión individualizante explotada en el desarrollo de este concepto y la situamos como un aspecto central en el discurso médico, que opera en la base de las acciones relacionadas con la idea dominante de la promoción de la salud. Esta centralidad ocupa un lugar estratégico en la actualidad, puesto que incita a prácticas y a una moralidad sanitaria despolitizadora y autoritaria, consonantes con la racionalidad neoliberal.


Assuntos
Humanos , Autoritarismo , Saúde Pública , Portais de Acesso a Revistas Científicas , Promoção da Saúde , Direitos Humanos , Editoração , Epidemiologia , Doenças Negligenciadas , Epidemias
18.
Rev. bioét. (Impr.) ; 27(1): 143-152, jan.-mar. 2019. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-990535

RESUMO

Resumo A pesquisa estuda as obras "Geografia da fome" e "Geopolítica da fome", de Josué de Castro, tomando como referência de análise o conjunto de princípios da Declaração Universal sobre Bioética e Direitos Humanos e a fundamentação teórica de bioéticas de origem latino-americana. Apesar de Castro jamais ter trabalhado com a bioética, seu olhar crítico sobre as iniquidades e a "conspiração de silêncio" que rodeia o tema da fome permite estabelecer diálogo atualizado com a bioética de intervenção. O trabalho conclui que há diversos elementos em comum entre a obra de Castro e o contexto da bioética. Esses elementos podem ser ferramentas de análise ética do problema da fome e sua relação geopolítica com a desigualdade social e a injustiça.


Abstract The research studies the works "Geography of hunger" and "Geopolitics of hunger", by Josué de Castro, taking as reference for analysis a set of Unesco Universal Declaration on Bioethics and Human Rights principles and the theoretical foundation basis of bioethics of Latin American origin. Although Castro never worked on Bioethics, his critical view on inequities and the "conspiracy of silence" that surrounds the hunger issue allow the establishment of an updated dialogue with intervention bioethics. The paper concludes that are several elements in common between Castro's work and the context of bioethics. These elements can be ethical analysis tools on the hunger issue and its geopolitical relationship with social inequalities and injustice.


Resumen La investigación estudia las obras "Geografía del hambre" y "Geopolítica del hambre", de Josué de Castro, tomando como referencia de análisis un conjunto de principios de la Declaración Universal sobre Bioética y Derechos Humanos y la fundamentación teórica de las bioéticas de origen latinoamericano. A pesar de que Castro jamás haya trabajado con la bioética, su mirada crítica sobre las inequidades y la "conspiración de silencio" que rodean el tema del hambre permite establecer un diálogo actualizado con la bioética de intervención. El trabajo concluye que hay diversos elementos en común entre la obra de Castro y el contexto de la bioética. Estos elementos pueden ser herramientas de análisis ético del problema del hambre y su relación geopolítica con la desigualdad social y la injusticia.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Justiça Social , Bioética , Fome , Equidade em Saúde , Direitos Humanos
19.
Cad. Saúde Pública (Online) ; 35(4): e00100818, 2019. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1001642

RESUMO

O acesso aos serviços de saneamento básico por parte da população da Região Metropolitana de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil, vem sendo marcado por processos de segregação socioespacial e exclusão social. Tendo em vista o reconhecimento, em 2010, dos direitos humanos à água e ao esgotamento sanitário pela Organização das Nações Unidas, busca-se analisar o acesso adequado a estes serviços na Região Metropolitana de Belo Horizonte por meio do princípio da igualdade e não discriminação. Foram utilizados microdados provenientes dos censos demográficos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, anos de 2000 e 2010. Esses foram submetidos à análise estatística descritiva e comparativa, análise espacial e análise multivariada, buscando-se: dimensionar a universalização do acesso adequado aos serviços; analisar a dependência espacial entre os municípios no que se refere a tal acesso; identificar e caracterizar possível discriminação no acesso, por parte de determinados grupos populacionais. Os resultados permitiram observar: aumento na proporção de domicílios com o acesso adequado aos serviços de água e esgoto no período intercensitário; quase inexistência de associação espacial, demonstrando haver desigualdades entre os 34 municípios que compõem a Região Metropolitana de Belo Horizonte; desigualdades no acesso entre diferentes grupos populacionais - segundo situação do domicílio, renda, cor ou raça, sexo e escolaridade - em possível desacordo com o princípio da não discriminação.


Access to water and sanitation services by the population of the Belo Horizonte Metropolitan Region, Minas Gerais State, Brazil, has been marked by processes of socio-spatial segregation and social exclusion. Considering the recognition, in 2010, of the human rights to water and sanitation by the United Nations, we seek to assess the adequate access to these services in the Belo Horizonte Metropolitan Region through the principle of equality and non-discrimination. We used microdata from the demographic censuses, years 2000 and 2010, from the Brazilian Institute of Geography and Statistics. We analyzed these data through descriptive and comparative statistical analysis, spatial analysis and multivariate analysis, so as to: determine the extent of the universalization of the adequate access to those services; assess the spatial dependence between municipalities regarding this access; identify and characterize possible access discrimination, by specific population groups. Results show an increase in the proportion of households with adequate access to water and sanitation services in the intercensus period; near lack spatial association, showing inequalities among the 34 municipalities of the Belo Horizonte Metropolitan Region; access inequalities among different population groups - according to household situation, income, race or color, sex and educational level - in a possible non compliance with the principle of non-discrimination.


El acceso a los servicios de agua y saneamiento por parte de la población de la Región Metropolitana de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil, ha estado marcado por procesos de segregación socioespacial y exclusión social. Teniendo en vista el reconocimiento, en 2010, de los derechos humanos al agua y al saneamiento por las Naciones Unidas, se busca analizar el acceso adecuado a esos servicios en la Región Metropolitana de Belo Horizonte, a través del principio de la igualdad y no discriminación. Se utilizaron microdatos provenientes de los censos demográficos del Instituto Brasileño de Geografía y Estadística, en los años 2000 y 2010. Estos se sometieron a un análisis estadístico descriptivo y comparativo, análisis espacial y análisis multivariado, buscando: dimensionar la universalización del acceso adecuado a los servicios; analizar la dependencia espacial entre los municipios en lo que se refiere a tal acceso; identificar y caracterizar una posible discriminación en el acceso, por parte de determinados grupos poblacionales. Los resultados permitieron observar: un aumento en la proporción de domicilios con acceso adecuado a los servicios de agua y saneamiento durante el período intercensitario; casi inexistencia de asociación espacial, demostrando que existen desigualdades entre los 34 municipios que componen la Región Metropolitana de Belo Horizonte; desigualdades en el acceso entre diferentes grupos poblacionales -según la situación del domicilio, renta, color o raza, sexo y escolaridad-, en posible desacuerdo con el principio de la no discriminación.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Fatores Socioeconômicos , Abastecimento de Água , Saneamento , Preconceito , População Urbana , Brasil , Características de Residência , Análise Multivariada , Análise Espacial , Direitos Humanos
20.
Psicol. soc. (Online) ; 31: e180698, 2019.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1002900

RESUMO

Resumo O objetivo do artigo é discutir teoricamente a relação entre democracia liberal e desigualdade, na defesa da ideia de que a luta pela igualdade é sempre um profundo e necessário ato de subversão política contra uma estrutura de poder estabelecida. Para a consecução desse objetivo, inicialmente, apresentamos a discussão acerca do fundamento democrático da vontade dos iguais. Na sequência, articulamos a relação entre um sistema político e a necessária exclusão que ele promove. Na seção seguinte, analisamos a ideia da lei como a arbitrariedade. Por fim, propomos, tendo em vista o fundamento democrático da vontade dos iguais, que a lei seja preterida em nome desta vontade, que o sistema jurídico seja um meio de execução da decisão política e não o contrário, como comumente tem ocorrido nas democracias ocidentais.


Resumen El objetivo del artículo es discutir teóricamente la relación entre democracia liberal y desigualdad, en la defensa de la idea de que la lucha por la igualdad es siempre un profundo y necesario acto de subversión política contra una estructura de poder establecida. Para la consecución de ese objetivo, inicialmente, presentamos la discusión acerca del fundamento democrático de la voluntad de los iguales. En consecuencia, articulamos la relación entre un sistema político y la necesaria exclusión que promueve. En la sección siguiente, analizamos la idea de la ley como la arbitrariedad. Por último, proponemos, teniendo en cuenta el fundamento democrático de la voluntad de los iguales, que la ley sea preterida en nombre de esta voluntad, que el sistema jurídico sea un medio de ejecución de la decisión política y no lo contrario, como comúnmente ha ocurrido en las democracias occidentales.


Abstract This article aims at theoretically discussing the relation between liberal democracy and inequality, by defending the idea that the struggle for equality is always a profound and necessary political subversive act against an established power structure. For this, initially, we present a discussion on the democratic foundation of the will of equals. After that, we articulate the relationship between a political system and the necessary exclusion that it promotes. Next, we analyse the idea of the law as arbitrary. In the end, we propose, according to the democratic foundation of the will of equals, that law has to be overlooked in the name of such will, that the legal system be just a mean of the execution of the political decision and not the opposite, as commonly has occurred in the West democracies.


Assuntos
Democracia , Equidade , Direitos Humanos , Política , Marginalização Social
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA