Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 26
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
1.
Psicol. ciênc. prof ; 39(2,n.esp): 87-99, ago.-nov. 2019.
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: biblio-1026107

RESUMO

Esse artigo tem por objetivo refletir sobre as possibilidades de contribuição da Psicologia a ações de enfrentamento a práticas violentas, e junto às lutas transversais travadas pelos grupos com os quais trabalhamos. Para tanto, partimos do conceito de lutas transversais de Michel Foucault, entendidas como lutas antiautoritárias e democratizantes que têm por alvo os mecanismos de dominação, exploração e submissão. Entendemos que os saberes psis, ao se colocarem a serviço das lutas transversais, podem servir como ferramentas de análise e enfrentamento a estes mecanismos. Nesse sentido, trazemos duas experiências de pesquisa e extensão realizadas em territórios que se encontravam em meio a processos de remoção, um deles na Comunidade Indiana, no bairro Tijuca, no Rio de Janeiro e o outro na Grande Cruzeiro, em Porto Alegre. Tais análises assumem o caráter de denúncia das violências decorrentes de gestões estatais, dando visibilidade às formas de submissão que operam pela produção do que chamaremos de uma "subjetividade culpada" e pela inscrição das populações alvo das remoções no lugar de não cidadãos, de sujeitos de um não direito. Buscaremos, ainda, evidenciar as articulações entre essas ferramentas de produção de subjetividade e as problemáticas materiais, decorrentes das desigualdades de acesso à moradia e à cidade. Por fim, afirmamos o caráter de resistência presente na compreensão de subjetividade como processo em constante construção e nas possibilidades de produzirmos rupturas nas práticas que encerram determinados modos de habitar e viver nas cidades como mais ou menos legítimos....(AU)


This article aims to reflect on the possibilities of contribution of Psychology to actions to confront violent practices, and the transversal struggles waged by the groups with which we work. To do so, we start from the concept of transverse struggles of Michel Foucault, understood as anti-authoritarian and democratizing struggles that aim at the mechanisms of domination, exploitation and submission. We understand that psis knowledge, when placed in the service of the transversal struggles waged by the groups with which we work, can serve as tools of analysis and coping with these mechanisms. In this sense, in this article, we bring two research and extension experiments carried out in territories that were in the midst of removal processes, one in the Indiana Community, in the Tijuca neighborhood in Rio de Janeiro, and the other in the region of Grande Cruzeiro in Porto Alegre. Such analyses assume the character of denunciation of the violence arising from state management, promoted through the removal processes of Indiana and part of the Grande Cruzeiro, giving visibility to the forms of submission that operate through the production of what we will call a "guilty subjectivity" and by the inscription of the target populations of the removals in the place of non-citizens, of subjects of a non-right, of illegitimate inhabitants of the city. We will also seek, with our analyses, to highlight the articulations between these tools of production of subjectivity and the concrete material problems arising from the inequalities of access to housing and the city. Finally, we affirm the character of resistance present in the understanding of subjectivity as a process in constant construction and in the possibilities of producing ruptures in practices that contain certain ways of living in cities as more or less legitimate....(AU)


Este artículo tiene como objetivo reflexionar sobre las posibilidades de la contribución de la Psicología para hacer frente a las prácticas violentas, y junto con las luchas transversales que libran los grupos con los que trabajamos. Con este fin, partimos del concepto de luchas transversales de Michel Foucault, entendido como luchas antiautoritarias y democratizadoras que apuntan a los mecanismos de dominación, explotación y sumisión. Entendemos que el conocimiento psis, al ponerse al servicio de las luchas transversales, puede servir como herramienta para el análisis y para hacer frente a estos mecanismos. En este sentido, traemos dos experiencias de investigación y extensión llevadas a cabo en territorios que se encontraban en medio de procesos de remoción, una en la Comunidad de Indiana, en el barrio de Tijuca, en Río de Janeiro y la otra en Grande Cruzeiro, en Porto Alegre. Dichos análisis asumen el carácter de denunciar la violencia resultante de la gestión estatal, dando visibilidad a las formas de sumisión que operan produciendo lo que llamaremos una "subjetividad culpable" y por la inscripción de las poblaciones objetivo de los retiros en el lugar de los no ciudadanos, de sujetos de un no derecho. También buscaremos resaltar las articulaciones entre estas herramientas de producción de subjetividad y los problemas materiales que surgen de las desigualdades en el acceso a la vivienda y la ciudad. Finalmente, afirmamos el carácter de resistencia presente en la comprensión de la subjetividad como un proceso en constante construcción y en las posibilidades de producir rupturas en las prácticas que incluyen ciertas formas de vivir y vivir en ciudades como más o menos legítimas....(AU)


Assuntos
Humanos , Propriedade , Psicologia Social , Política Pública , Violência , Dominação-Subordinação , Problemas Sociais , Habitação , Psicologia , Fatores Socioeconômicos
2.
Psicol. rev. (Belo Horizonte) ; 24(3): 761-777, set.-dez. 2018.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1040892

RESUMO

A atuação de organismos internacionais, como Banco Mundial, Fundo Monetário Internacional e Organização das Nações Unidas, sobre a administração política dos países tem sido cada vez mais presente, no cenário transnacional, desde sua criação, no século passado. Neste artigo, propomos problematizar a atuação do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), com base na análise do poder de Foucault e de outros autores das Ciências Sociais, como Weber e Bourdieu. Interessa-nos, neste texto, examinar os efeitos, na família brasileira das ações desse organismo. Vale assinalar que Michel Foucault (1979; 1995) nos lembrava da dimensão de soberania jurídica do poder e da esfera de dominação, tanto em O sujeito e o poder quanto em Soberania e disciplina. Nesse aspecto, pode-se tecer uma relação entre a analítica do poder, em Foucault, com a visão de poder de Weber e de Bourdieu.


The action of international organizations such as the World Bank, International Monetary Fund and the United Nations over the political administration of countries has been increasingly more present in the transnational scenario, since their creation last century. In this paper, we mean to question the actions of the United Nations Children’s Fund (UNICEF), based on the analysis of power developed by Foucault and other Social Science authors, such as Weber and Bourdieu. In this article, our interest is to examine the effects of these institutions’ actions over the Brazilian family. It is worth outstanding that Michel Foucault (1979; 1995) reminded us of the size of the power legal sovereignty and the sphere of domination over both the subject and the power and Sovereignty and Discipline. In this context, it is possible to determine a link between the analytics of power in Foucault, and Weber’s and Bourdieu’s view of power.


El papel de las organizaciones internacionales como el Banco Mundial, el Fondo Monetario Internacional y las Naciones Unidas sobre la administración política del país, ha estado cada vez más presente en el entorno transnacional, desde su creación en el siglo pasado. En este artículo, nos proponemos analizar el papel del Fondo de las Naciones Unidas para la Infancia (UNICEF), a partir del análisis del poder de Foucault y otros autores de las Ciencias Sociales, como Weber y Bourdieu. Lo que nos interesa en este texto examinar son los efectos, en la familia brasileña, de las acciones de este organismo. Vale la pena señalar que Michel Foucault (1979; 1995) nos recordó la dimensión de la soberanía jurídica de poder y de la esfera de dominación, tanto en El sujeto y el poder como en la Soberanía y disciplina. En este sentido, se puede tejer una relación entre los análisis del poder en Foucault, con la visión del poder de Weber y Bourdieu.


Assuntos
Propriedade , Nações Unidas , Poder Psicológico
3.
Estud. Psicol. (Campinas, Online) ; 35(2): 205-215, abr.-jun. 2018. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-953521

RESUMO

The objective of the present study was to investigate distributive judgments in hypothetical situations involving productive activities. The participants should divide produced cupcakes between two story characters. One of the characters was the participant him/herself. Three factors were analyzed: (1) mode of production: cooperative with the help of one person or alone using someone else's means of production; (2) purpose of production: sale or picnic; and (3) participants' perspective: give the cupcakes to or take from the other character. Their confidence on each judgment and how easily they made their judgments were other aspects analyzed. The sample consisted of 156 university students. The results showed that the three factors influenced the participants' distributive judgment, and mode of production had the most significant influence. These results were discussed based on recent research on cooperative behavior and cognitive mechanisms that affect the decision-making process in situations involving distributive justice.


O presente estudo teve como objetivo investigar julgamentos distributivos em situações hipotéticas envolvendo atividades produtivas. Os participantes deveriam dividir os bolinhos produzidos entre dois personagens, um dos quais identificado como o próprio participante. Foram analisados três fatores. (1) modo de produção: cooperativo com ajuda de uma pessoa ou sozinho, usando os meios de produção de outro; (2) finalidade da produção. venda ou piquenique; e (3) perspectiva do participante. dar os bolinhos para o outro ou pegar para si. Também foram medidas a facilidade e a confiança em cada julgamento. A amostra foi composta de 156 estudantes universitários. Os resultados indicaram que os três fatores influenciaram o julgamento distributivo dos participantes, sendo o modo de produção o mais relevante. Esses resultados foram discutidos à luz de pesquisas recentes sobre o comportamento cooperativo e os mecanismos cognitivos que influenciam o processo de tomada de decisão em questões envolvendo a justiça distributiva.


Assuntos
Humanos , Propriedade , Tomada de Decisões
4.
Rev. saúde pública ; 51: 10, 2017. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-845862

RESUMO

ABSTRACT OBJECTIVE Our main objective was to analyse how the evolution of household assets ownership affected the Indicador Econômico Nacional (IEN – National Wealth index) and to point out the most stable assets and which lost importance more quickly. METHODS We analysed the trend of the ownership of each IEN variable and the distribution of the households’ scores. We calculated the correlation coefficients of each variable separately with the IEN score and the household income. We also evaluated how the changes of the score distribution over time affected the validity of the published reference cut-points. We used data from consortium surveys conducted every two years from 2002 to 2014 in the city of Pelotas, Brazil. RESULTS An increase in the educational level of household heads and in the ownership of all IEN assets, except radio and telephone, was observed in the study period. In general, the correlation of the assets with the IEN scores decreased over time. There was an increase in the score, with a consequent increase in the quintiles cut-points, but the distance between these cut-points had no significant variation. Thus, the reference cut-points for Pelotas, quickly became outdated. CONCLUSIONS Some assets showed greatly reduction on its importance for the indicator, and the reference cut-points became obsolete very quickly. It is essential for a standardized wealth (or asset) index with research purposes to be updated frequently, especially the cut-points of reference distribution.


RESUMO OBJETIVO Analisar como a evolução temporal da posse de bens domésticos afetou o Indicador Econômico Nacional e como essas mudanças afetaram o poder discriminatório do indicador. MÉTODOS Analisou-se a evolução temporal da posse de cada uma das variáveis do Indicador Econômico Nacional, bem como da distribuição do escore dos domicílios. Utilizamos dados de inquéritos populacionais realizados bienalmente no município de Pelotas, RS, de 2002 a 2014. Foi calculado o coeficiente de correlação de cada variável isoladamente com o escore do Indicador Econômico Nacional e com a renda familiar. Avaliamos também como a variação da distribuição do escore ao longo do tempo afetou a validade da utilização dos pontos de corte de referência publicados. RESULTADOS Houve aumento da escolaridade dos chefes das famílias e da posse de todos os bens, exceto rádio e linha telefônica no período. A correlação dos bens com o Indicador Econômico Nacional reduziu com o tempo. O escore aumentou, com consequente incremento nos pontos de corte dos quintis, mas a distância entre os pontos não teve variação importante. Assim, os pontos de corte de referência publicados para Pelotas rapidamente ficaram desatualizados. CONCLUSÕES Alguns bens perderam a capacidade discriminatória e os pontos de corte ficaram obsoletos rapidamente. É essencial um indicador de bens padronizado para uso em pesquisa, que seja atualizado com frequência, em especial os pontos de corte da distribuição de referência.


Assuntos
Humanos , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Utensílios Domésticos/economia , Utensílios Domésticos/estatística & dados numéricos , Propriedade/economia , Propriedade/estatística & dados numéricos , Condições Sociais/economia , Condições Sociais/estatística & dados numéricos , Brasil , Escolaridade , Características da Família , Renda/estatística & dados numéricos , Fatores de Tempo
5.
Cad. Saúde Pública (Online) ; 32(8): e00026115, 2016. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-952297

RESUMO

Abstract: The age structure of the dog population is essential for planning and evaluating control programs for zoonotic diseases. We analyzed data of an owned-dog census in order to characterize, for the first time, the structure of a dog population under compulsory culling in a visceral leishmaniasis endemic area (Panorama, São Paulo State, Brazil) that recorded a dog-culling rate of 28% in the year of the study. Data on 1,329 households and 1,671 owned dogs revealed an owned dog:human ratio of 1:7. The mean age of dogs was estimated at 1.73 years; the age pyramid indicated high birth and mortality rates at the first year of age with an estimated cumulative mortality of 78% at the third year of age and expected life span of 2.75 years. In spite of the high mortality, a growth projection simulation suggested that the population has potential to grow in a logarithmic scale over the years. The estimated parameters can be further applied in models to maximize the impact and minimize financial inputs of visceral leishmaniasis control measures.


Resumo: É importante conhecer a estrutura etária da população canina para melhor planejar e avaliar os programas de controle de zoonoses. Os autores analisaram os dados de um censo de cães com donos para caracterizar, pela primeira vez, a estrutura etária de uma população canina sujeita à eliminação compulsória numa área endêmica de leishmaniose visceral (Panorama, Estado de São Paulo, Brasil) que registrou uma taxa de eliminação canina de 28% no ano do estudo. Os dados para 1.329 domicílios e 1.671 cães com donos mostraram uma razão de cães para humanos de 1:7. A média de idade dos cães foi estimada em 1,73 anos; a pirâmide etária indicou altas taxas de natalidade e de mortalidade no primeiro ano de vida, com uma estimativa de mortalidade cumulativa de 78% aos três anos de idade, e uma expectativa de vida de 2,75 anos. Apesar da alta mortalidade, uma simulação de projeção de crescimento sugeriu que a população tem o potencial de crescer numa escala logarítmica ao longo dos anos. Os parâmetros estimados podem ser aplicados também a modelos para maximizar o impacto e minimizar os insumos financeiros de medidas de controle da leishmaniose visceral.


Resumen: El conocimiento de la estructura etaria de una población de perros es esencial para la planificación de programas de control de zoonosis. Se analizaron datos de un censo de población canina domiciliada, con el objetivo de caracterizar, por primera vez, la estructura de una población de perros domiciliados en un área donde la eutanasia de perros positivos en leishmaniasis visceral es obligatoria (Panorama, São Paulo, Brasil), y que registró un 28% de casos de eutanasia en el año en que el censo fue realizado. Los datos de 1.329 domicilios y 1.671 perros resultaron en una razón perro:hombre de 1:7. La edad media de los perros fue estimada en 1,73 años; la pirámide de edad indica altas tasas de nacimiento y mortalidad hasta 1 año de vida, con tasa de mortalidad acumulada de un 78% en el tercer año de vida, y expectativa de vida de 2,75 años. A pesar de la alta tasa de mortalidad, la simulación de crecimiento poblacional sugiere que esta población tiene potencial de crecimiento en escala logarítmica a lo largo de los años. Los parámetros estimados pueden ser utilizados en modelos para maximizar el impacto y minimizar los costes de las medidas de control de la enfermedad.


Assuntos
Animais , Cães , Distribuição por Idade , Censos , Doenças do Cão/epidemiologia , Abate de Animais/estatística & dados numéricos , Leishmaniose Visceral/veterinária , Propriedade/estatística & dados numéricos , Brasil/epidemiologia , Taxa de Sobrevida , Previsões Demográficas/métodos , Doenças do Cão/mortalidade , Leishmaniose Visceral/mortalidade , Leishmaniose Visceral/epidemiologia
6.
Dental press j. orthod. (Impr.) ; 18(6): 65-71, Nov.-Dec. 2013. ilus, tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-697733

RESUMO

OBJECTIVE: The aim of this study was to review the use of orthodontic records (OTR's) by Brazilian orthodontists and propose a behavioral approach from a legal point of view, drawing on their interpersonal relationship with their patients. METHODS: A statistical cross-analysis was performed to compare five groups. A sixth group was created comprising the intersection of the responses provided by the five aforementioned groups. RESULTS: The results demonstrate that 42.2% of orthodontists require initial and final records and keep orthodontic records throughout their professional career; 13.9% duplicate the initial records and consider patients as the lawful owners of these documents; 19.5% make use of a medical history questionnaire, to be duly signed by all patients; 5.4% acknowledge that the decision to undergo treatment is ultimately the patient's, and, therefore, an alternative response "not perform the treatment" should be included in the questionnaire; 24% recognize the importance of the Consumer Protection Code (CPC), regard the provision of orthodontic services as an obligation of means; and explain to the patient the risks involved in orthodontic practice. Among the 1,469 orthodontists researched, 0% simultaneously took into account all aspects of this study. CONCLUSION: It was concluded that Brazilian orthodontists adopt a mistaken legal, professional and behavioral attitude, neglecting to build patient's orthodontic record with due care and in accordance with the law, which makes them vulnerable to patient disputes, contentious or otherwise.


OBJETIVO: a proposta desse trabalho foi analisar a prática do prontuário ortodôntico e as atitudes comportamentais sob o ponto de vista jurídico entre os ortodontistas do Brasil, mediante seu relacionamento interpessoal com seus pacientes. MÉTODOS: um questionário composto por 35 perguntas foi enviado para 5.355 ortodontistas. Após a devolução de 27% das correspondências, foi realizado um cruzamento informatizado estatístico em cinco grupos. Um sexto grupo criado foi a intersecção de todas as respostas dos cinco grupos anteriores. RESULTADOS: constatou-se que 42,2% dos ortodontistas solicitam as documentações iniciais ou finais, e guardam o prontuário ortodôntico por toda a carreira profissional; 13,9% duplicam a documentação inicial e consideram que o prontuário ortodôntico pertence ao paciente; 19,5% aplicam questionário de anamnese para todos os pacientes, que é assinado ao final; 5,4% consideram que a decisão pela opção terapêutica é do paciente, incluem a opção "não realizar o tratamento" e afirmam que o contrato é fundamental para o início do tratamento; 24,0% reconhecem a importância do Código de Defesa do Consumidor na profissão, consideram obrigação de meio (obrigação de diligência) os serviços ortodônticos prestados e esclarecem sobre os riscos envolvidos na prática da especialidade; 0% dos ortodontistas realizam simultaneamente todas essas considerações. CONCLUSÃO: o ortodontista brasileiro mantém uma atitude comportamental equivocada, mediante seus pacientes, pois, sob o ponto de vista jurídico-profissional, negligencia a elaboração cautelosa do prontuário dentro dos fundamentos legais conforme o estágio atual da especialidade. Sob o aspecto legal de seu exercício profissional, o ortodontista brasileiro está vulnerável diante questionamentos de seus pacientes, sejam eles litigiosos ou não, justos ou injustos.


Assuntos
Humanos , Registros Odontológicos/legislação & jurisprudência , Odontólogos/legislação & jurisprudência , Ortodontia/legislação & jurisprudência , Atitude do Pessoal de Saúde , Brasil , Estudos Transversais , Relações Dentista-Paciente , Odontólogos/psicologia , Dissidências e Disputas/legislação & jurisprudência , Consentimento Livre e Esclarecido/legislação & jurisprudência , Responsabilidade Legal , Anamnese , Propriedade/legislação & jurisprudência , Participação do Paciente/legislação & jurisprudência , Recusa do Paciente ao Tratamento/legislação & jurisprudência
7.
Cad. saúde pública ; 29(4): 654-666, Abr. 2013. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-670516

RESUMO

Transport is associated with environmental problems, economic losses, health and social inequalities. A number of European and US cities have implemented initiatives to promote multimodal modes of transport. In Latin America changes are occurring in public transport systems and a number of projects aimed at stimulating non-motorized modes of transport (walking and cycling) have already been implemented. Based on articles from peer-reviewed academic journals, this paper examines experiences in Bogotá (Colombia), Curitiba (Brazil), and Santiago (Chile), and identifies how changes to the transport system contribute to encourage active transportation. Bus rapid transit, ciclovias, bike paths/lanes, and car use restriction are initiatives that contribute to promoting active transportation in these cities. Few studies have been carried out on the relationship between transport and physical activity. Car ownership continues to increase. The public health sector needs to be a stronger activist in the transport policy decision-making process to incorporate health issues into the transport agenda in Latin America.


El transporte está asociado con problemas ambientales, pérdidas económicas, salud poblacional e inequidades sociales. En ciudades de Europa y Estados Unidos hay iniciativas para promover el transporte multimodal. En Latinoamérica hay proyectos en curso para cambiar los sistemas de transporte y estimular el transporte no motorizado (caminar y montar bicicleta). Basada en una revisión de artículos publicados en revistas académicas, se identifica de qué forma los cambios en el transporte en Bogotá (Colombia), Curitiba (Brasil) y Santiago (Chile) han contribuido a promover el transporte activo. A pesar que en estas tres ciudades se están implementando iniciativas para promover el transporte activo (sistema de autobuses articulados, ciclovías, ciclorutas, y restricciones para el uso del coche particular), pocos estudios han sido desarrollados sobre la relación entre el transporte y la actividad física utilitaria. La tenencia del coche particular continúa incrementándose. El sector de salud necesita ser un agente fuerte para incorporar la salud pública en la agenda de transporte en América Latina.


O transporte está associado a problemas ambientais, perdas econômicas, de saúde da população e as desigualdades sociais. Em cidades da Europa e da América existem esforços para promover o transporte multimodal. Na América Latina, há projetos em andamento para mudar os sistemas de transporte e incentivar o transporte não motorizado (caminhar e andar de bicicleta). Com base em uma revisão de artigos publicados em revistas acadêmicas identificou-se como as mudanças no transporte contribuíram para promover o transporte ativo em Bogotá (Colômbia), Curitiba (Brasil) e Santiago (Chile). Apesar de que nestas três cidades se estejam implementando iniciativas para promover o transporte ativo (sistema de ônibus articulado, ciclovias, pistas de ciclismo e restrições ao uso do automóvel particular), poucos estudos têm sido desenvolvidos sobre a relação entre transporte e atividade física utilitária. O uso de carro particular continua aumentando. O setor da saúde tem de ser um ativista forte para incorporar a saúde pública na agenda de transportes na América Latina.


Assuntos
Humanos , Atividade Motora , Saúde Pública , Transportes/métodos , Automóveis/estatística & dados numéricos , Brasil , Ciclismo/estatística & dados numéricos , Chile , Colômbia , América Latina , Propriedade/estatística & dados numéricos , Propriedade/tendências , Política Pública , Fatores Socioeconômicos , Transportes/estatística & dados numéricos , Caminhada/estatística & dados numéricos
8.
Cad. saúde pública ; 27(10): 1951-1960, Oct. 2011.
Artigo em Português | LILACS, Sec. Est. Saúde SP | ID: lil-602691

RESUMO

O estudo avalia diferenças quanto às características sociodemográficas, de estilo de vida e de condições de saúde entre adultos com e sem linha telefônica residencial, valendo-se de dados de inquérito domiciliar de saúde realizado em Campinas, São Paulo, Brasil (2008/2009). Trata-se de estudo transversal de base populacional com 2.637 adultos (18 anos e mais). Análises descritivas, testes qui-quadrado, prevalências e respectivos intervalos de 95 por cento de confiança foram calculados. Estimaram-se os vícios associados à não cobertura da população sem telefone antes e após o ajuste de pós-estratificação. O impacto do vício nos intervalos de confiança foi avaliado pela razão de vício. Cerca de 76 por cento dos entrevistados possuíam linha telefônica residencial. Exceto para situação conjugal, foram observadas diferenças sociodemográficas segundo posse de telefone. Após o ajuste de pós-estratificação, houve redução do vício das estimativas para as variáveis associadas à posse de linha telefônica, no entanto, exceto para osteoporose, o ajuste de pós-estratificação foi insuficiente para corrigir o vício de não cobertura.


The study assesses differences in socio-demographic, lifestyle, and health-related characteristics among adults with and without residential telephone lines using data from a health survey in Campinas, São Paulo State, Brazil, (2008-2009), through a population-based cross-sectional survey that included 2,637 adults (18 years and older). Descriptive statistics, chi-square tests, prevalence, and 95 percent confidence intervals were used in the analysis. Estimates were also made of the bias associated with non-coverage of the population without telephones before and after adjusting for post-stratification. The impact of bias on the confidence intervals was assessed by the bias ratio. Some 76 percent of respondents owned residential telephone lines. Except for marital status, differences were observed in socio-demographic data according to ownership of residential telephones. After post-stratification adjustment, there was a decrease in bias estimates for variables associated with ownership of telephone lines. However, except for osteoporosis, post-stratification adjustment was insufficient to correct the non-coverage bias.


Assuntos
Adolescente , Adulto , Feminino , Humanos , Masculino , Serviços de Saúde , Inquéritos Epidemiológicos/estatística & dados numéricos , Propriedade , Telefone , Brasil , Estilo de Vida , Prevalência , Fatores Socioeconômicos , Telefone/estatística & dados numéricos
9.
Rev. peru. med. exp. salud publica ; 28(2): 228-236, jun. 2011. ilus, graf, mapas, tab
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-596560

RESUMO

Objetivos. Evaluar la posesión, retención y uso de mosquiteros tratados con insecticida de larga duración (MTILD) luego de un año de su distribución en Loreto, Perú. Materiales y métodos. De julio a septiembre de 2007 se distribuyeron 26 185 MTILD Olyset Net® en 194 comunidades objetivo de Loreto, que protegieron a 45 331 personas. Posteriormente, se realizaron visitas de monitoreo (primera en diciembre de 2007 y segunda en julio de 2008) a los hogares de una muestra de 60 comunidades objetivo (30,9 por ciento del total), colectándose mediante un cuestionario semiestructurado los datos necesarios para el cálculo de indicadores de posesión, retención y uso de los MTILD. Resultados. En ambas visitas, la posesión de MTILD en hogares fue elevada (99,9 por ciento y 98,7 por ciento, respectivamente). La razón MTILD/persona disminuyó de 0,58 al momento de la distribución a 0,51 en la segunda visita, estimándose una retención al año de MTILD de 87 por ciento. En la primera visita, 99,0 por ciento de los niños <5 años y 96,0 por ciento de las embarazadas durmieron bajo un MTILD la noche anterior, mientras que en la segunda visita, 77,7 por ciento de los niños<5 años y 66,3 por ciento de las embarazadas durmieron bajo un MTILD la noche anterior. El tamaño de los agujeros de la trama de los MTILD tuvo una baja aceptabilidad por parte del a población durante la segunda visita (39,0 por ciento). Conclusiones. Si bien la posesión de MTILD en los hogares se ha mantenido elevada, su uso por la población beneficiada ha disminuido durante el año de seguimiento.


Objectives. To assess long-lasting insecticide - treated bednet (LLITN) ownership, retention and usage one year after their distribution in Loreto, Peru. Materials and methods. From July to September 2007, 26,185 LLITNs Olyset Net ® were delivered in 194 targeted communities in the Peruvian Amazon region, covering 45,331 people. Two cross-sectional community-based surveys in December 2007 and July 2008 were undertaken in a sample of 60 targeted communities (30.9 percent out of the total). A semi-structured questionnaire was used to collect necessary data to calculate LLITN ownership, retention and usage indicators. Results. High LLITN household ownership was showed in both surveys (99.9 percent and 98.7 percent, respectively). LLITN/ person ratio decreased from 0.58 at the end of the LLITN delivery to 0.51 in the second survey, estimating LLITN retention of 87 percent after 1 year of intervention. In the first survey, 99.0 percent of all children <5 years and 96,0 percent of pregnant women slept under a LLITN the previous night, while in the second survey, 77.7 percent of children <5 years and 66.3 percent of pregnant women slept under a LLITN the previous night. Big mesh size of LLITN had low people´s acceptability, reaching only 39.0 percent in the second survey. Conclusions. Although universal LLITN household ownership remained high, their LLITN usage levels have decreased during one-year follow-up period.


Assuntos
Feminino , Humanos , Masculino , Mosquiteiros Tratados com Inseticida , Estudos Transversais , Estudos Longitudinais , Propriedade/estatística & dados numéricos , Peru , Fatores de Tempo
10.
Rev. panam. salud pública ; 29(1): 32-40, ene. 2011. ilus, tab
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-576229

RESUMO

OBJETIVO: Identificar dimensiones residenciales que caractericen el ambiente físico y social en los campamentos de Chile y construir tipologías que permitan elaborar perfiles con esos atributos residenciales distintivos. MÉTODOS: Se estudió el universo de campamentos (n = 122) de la Región Metropolitana (Chile) a partir del Catastro Nacional de Campamentos realizado por la fundación "Un Techo para Chile" en 2007. Se recolectó información proveniente de informantes clave sobre las comunidades y los lugares de emplazamiento, variables que fueron modeladas empleando un análisis factorial para identificar dimensiones residenciales, las que a su vez fueron refinadas con la técnica de agrupamientos de k-medias. RESULTADOS: El análisis factorial destacó tres dimensiones subyacentes: respuesta social local, ambiente extracomunitario y servicios básicos. Las variables centrales en la formación de esas categorías fueron la existencia de proyectos habitacionales, el área urbana y el acceso a electricidad, respectivamente. El análisis de agrupamientos generó cuatro perfiles que combinaron las tres dimensiones: perfil urbano con baja precariedad de servicios básicos (n = 30), perfil urbano-rural con alto potencial de respuesta social local (n = 32), perfil urbano con alta amenaza ambiental (n = 43) y perfil rural con bajo potencial de respuesta social local (n = 17). CONCLUSIONES: Las dimensiones residenciales formadas son consistentes con el modelo teórico revisado y sugieren indicadores relevantes para el seguimiento de estas comunidades. La identificación de perfiles permite dimensionar la heterogeneidad de realidades residenciales contribuyendo a la priorización de dominios de déficit o riesgos que pueden estar presentes en cada grupo, para con ello profundizar en su investigación y oportunidades de acción.


OBJECTIVE: To identify residential parameters that characterize the physical and social environment in Chile's irregular settlements, and to construct typologies that will allow to develop profiles with those distinctive residential attributes. METHODS: The study examined the universe of irregular settlements (n = 122) in Chile's Metropolitan Region, based on the 2007 national inventory of irregular settlements conducted by the "Un Techo para Chile" foundation. Information about the communities and their locations was obtained from key informants, and these variables were modeled using factor analysis to identify residential parameters, which were then refined by k-means clustering. RESULTS: The factor analysis pointed to three underlying parameters: local social response, the environment beyond the community, and basic services. The key variables shaping these categories were the existence of housing projects, the urban area involved, and access to electricity. The cluster analysis generated four profiles that combined the three parameters: an urban profile with relatively reliable basic services (n = 30), an urban-rural profile with high potential for local social response (n = 32), an urban profile with a high level of environmental threat (n = 43), and a rural profile with low potential for local social response (n = 17). CONCLUSIONS: The residential parameters formed are consistent with the revised theoretical model and suggest relevant indicators for monitoring these communities. Definition of the profiles facilitates assessment of the heterogeneity of residential situations, which helps in the prioritization of areas with deficits or risks that may be present in each cluster. This, in turn, opens the door to further investigation and to exploring opportunities for action.


Assuntos
Humanos , Saúde Ambiental , Habitação/estatística & dados numéricos , Áreas de Pobreza , Características de Residência , Chile , Análise por Conglomerados , Equipamentos e Provisões Elétricas/estatística & dados numéricos , Análise Fatorial , Prioridades em Saúde , Propriedade/estatística & dados numéricos , Preconceito , Logradouros Públicos/estatística & dados numéricos , Características de Residência/classificação , Características de Residência/estatística & dados numéricos , Engenharia Sanitária/estatística & dados numéricos , Condições Sociais/estatística & dados numéricos , População Urbana/estatística & dados numéricos
11.
Rev. saúde pública ; 44(3)jun. 2010. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-548008

RESUMO

OBJETIVO: Analisar diferenças quanto a características sociodemográficas e relacionadas à saúde entre indivíduos com e sem linha telefônica residencial. MÉTODOS: Foram analisados os dados do Inquérito de Saúde (ISA-Capital) 2003, um estudo transversal realizado em São Paulo, SP, no mesmo ano. Os moradores que possuíam linha telefônica residencial foram comparados com os que disseram não possuir linha telefônica, segundo as variáveis sociodemográficas, de estilo de vida, estado de saúde e utilização de serviços de saúde. Foram estimados os vícios associados à não-cobertura por parte da população sem telefone, verificando-se sua diminuição após a utilização de ajustes de pós-estratificação. RESULTADOS: Dos 1.878 entrevistados acima de 18 anos, 80,1 por cento possuía linha telefônica residencial. Na comparação entre os grupos, as principais diferenças sociodemográficas entre indivíduos que não possuíam linha residencial foram: menor idade, maior proporção de indivíduos de raça/cor negra e parda, menor proporção de entrevistados casada, maior proporção de desempregados e com menor escolaridade. Os moradores sem linha telefônica residencial realizavam menos exames de saúde, fumavam e bebiam mais. Ainda, esse grupo consumiu menos medicamentos, auto-avaliou-se em piores condições de saúde e usou mais o Sistema Único de Saúde. Ao se excluir da análise a população sem telefone, as estimativas de consultas odontológicas, alcoolismo, consumo de medicamentos e utilização do SUS para realização de Papanicolaou foram as que tiveram maior vício. Após o ajuste de pós-estratificação, houve diminuição do vício das estimativas para as variáveis associadas à posse de linha telefônica residencial. CONCLUSÕES: A exclusão dos moradores sem linha telefônica é uma das principais limitações das pesquisas realizadas por esse meio. No entanto, a utilização de técnicas estatísticas de ajustes de pós-estratificação permite a diminuição dos vícios de não-cobertura.


OBJECTIVE: To analyze differences in sociodemographic characteristics associated with health in individuals with and without a residential telephone line. METHODS: Data from the ISA-Capital 2003 (2003 Health Survey), a study performed in the city of São Paulo, Southeastern Brazil, were analyzed. Residents who had a residential telephone line were compared to those who reported not having a telephone line, according to sociodemographic, lifestyle, health status and health service use variables. Bias associated with non-coverage of the population without a telephone line was estimated, decreasing after the use of post-stratification adjustments. RESULTS: Of all the 1,878 interviewees aged more than 18 years, 80.1 percent had a residential telephone line. By comparing groups, the main sociodemographic differences among individuals who did not have a residential telephone line were the following: younger age, greater proportion of black and mixed individuals, smaller proportion of married interviewees, and greater proportion of unemployed individuals with a lower level of education. Residents without a residential telephone line had fewer health tests performed and smoked and drank more. In addition, this group took less medication, considered themselves to be in worse health conditions and used the SUS (National Health System) more frequently. When excluding the population without a telephone line from the analysis, estimates of dental consultations, alcoholism, drug use and SUS use to have a Papanicolaou test performed were those showing the highest bias. After post-stratification adjustment, there was a decrease in the bias of estimates for the variables associated with ownership of a residential telephone line. CONCLUSIONS: The exclusion of residents without a telephone line was one of the main limitations to the studies performed in this way. However, the use of statistical techniques of post-stratification adjustment enables a reduction...


OBJETIVO: Analizar diferencias con relación a características sociodemográficas y relacionadas con la salud entre individuos con y sin línea telefónica residencial. MÉTODOS: Fueron analizados los datos del Inquérito de Saúde ([Encuesta de Salud] ISA-2003), un estudio transversal realizado en Sao Paulo, Sureste de Brasil, en el mismo año. Los moradores que poseían línea telefónica en su residencia fueron comparados con los que dijeron no poseer línea telefónica, según las variables sociodemográficas, de estilo de vida, estado de salud y utilización de servicios de salud. Fueron estimados los vicios asociados a la no cobertura por parte de la población sin teléfono, verificándose su disminución posterior a la utilización de ajustes de post estratificación. RESULTADOS: De los 1.878 entrevistados encima de 18 años, 80,1 por ciento poseían línea telefónica residencial. En la comparación entre los grupos, las principales diferencias sociodemográficas entre individuos que no poseían línea residencial fueron: menor edad, mayor proporción de individuos de raza/color negro y pardo, menor proporción de entrevistados casada, mayor proporción de desempleados y con menor escolaridad. Los moradores sin línea telefónica residencial realizaban menos exámenes de salud, fumaban y bebían más. Asimismo, ese grupo consumió menos medicamentos, se auto evaluaron en peores condiciones y usaron más el Sistema Único de Salud. Al excluirse del análisis la población sin teléfono, las estimativas de consultas odontológicas, alcoholismo, consumo de medicamentos y utilización del SUS para realización de Papanicolaou fueron las que tuvieron mayor vicio. Posterior al ajuste de post estratificación, hubo disminución del vicio de las estimativas para las variables asociadas con la pose de línea telefónica residencial. CONCLUSIONES: La exclusión de los moradores sin línea telefónica es una de las principales limitaciones de las investigaciones realizadas por ese medio. Sin...


Assuntos
Adolescente , Adulto , Idoso , Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Adulto Jovem , Nível de Saúde , Inquéritos Epidemiológicos , Serviços de Saúde , Estilo de Vida , Telefone/estatística & dados numéricos , Brasil , Estudos Transversais , Propriedade , Fatores Socioeconômicos , Adulto Jovem
12.
Acta colomb. psicol ; 12(1): 125-133, ene. 2009.
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-635215

RESUMO

Este artículo presenta una reflexión teórica a propósito de la herramienta científica de la experimentación en niños pequeños, que hasta el momento ha sido abordada desde diversas perspectivas teóricas. En este caso se propone asumir la Autorregulación Metacognitiva como eje integrador de las distintas concepciones de la experimentación. En este sentido se hace uso de la física como un dominio privilegiado para la comprensión de la experimentación en niños pequeños.


This paper presents a theoretical approach about experimentation in young children as a scientific tool, a concept researched up to date from different theoretical perspectives In this study, metacognitive self-regulation is propounded as an integrative concept to understand experimentation .Physics,as a privileged domain is used to describe experimentation in young children.


Neste artigo apresenta-se uma reflexão teórica sobre a ferramenta científica da experimentação com meninos pequenos. Neste caso, propõe-se assumir a auto-regulação meta-cognitiva como eixo integrador de diversas conceições da experimentação, e emprega-se a física como um domínio privilegiado para a compreensão da experimentação em meninos pequenos.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Criança , Metacognição , Propriedade , Experimentação Humana Terapêutica
13.
São Paulo; Cortez; 2009. 206 p. mapas, tab, graf.(Atlas da nova estratificação social no Brasil, 3).
Monografia em Português | LILACS | ID: lil-620649

RESUMO

Desde o nascimento do país, a concentração da propriedade distorceu os caminhos da república e da cidadania. Este livro revela a capacidade dos grandes proprietários de manter-se, subordinando, mais uma vez, o país e o Estado aos seus interesses.


Assuntos
Humanos , Mapeamento Geográfico , Renda , Iniquidade Social/economia , Propriedade , Classe Social , Brasil , Mapas como Assunto
14.
Ciênc. saúde coletiva ; 13(6): 1869-1877, nov.-dez. 2008.
Artigo em Português | LILACS, BDS | ID: lil-493881

RESUMO

Este artigo analisa a assimetria nas relações internacionais entre países no que diz respeito ao reconhecimento da propriedade industrial no setor específico da indústria farmacêutica. O foco é o impacto destas relações no acesso a medicamentos anti-retrovirais (ARV), questão de interesse mundial em face da sua relação com o desenvolvimento das nações. A disputa de interesses no campo e o posicionamento de alguns países frente às leis patentárias, ao longo do tempo, apontam um cenário pouco favorável para acesso aos medicamentos anti-aids pelos países que não pertencem ao núcleo do sistema mundial. O sucesso do programa brasileiro de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) e Aids nas negociações dos preços dos ARV, ao contrário, aponta para novas possibilidades de enfrentamento desta realidade. A saída parece ser o fortalecimento interno dos Estados Nacionais e um papel ativo das Agências do Sistema das Nações Unidas na defesa dos interesses humanos coletivos.


This paper analyzes the asymmetry in the international relations as refers to the recognition of industrial property rights in the pharmaceutical industry. It focuses on the impact of such relations upon the access to ARV medication, an issue of worldwide interest due to its connection with the development of the nations. Clashing interests and the position taken by some countries in their patent laws point to a scenario less favorable for the access of peripheral countries to anti-HIV/AIDS medication. On the other hand, it seems that the success of the Brazilian STD/AIDS program in negotiating ARV prices will open new possibilities. The solution may be the internal strengthening of the National States and the active role played by the Agencies of the United Nations System in defense of the collective human interests.


Assuntos
Fármacos Anti-HIV , Indústria Farmacêutica , Internacionalidade , Propriedade
15.
Rev. invest. clín ; 57(2): 170-176, mar.-abr. 2005.
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-632468

RESUMO

A discussion of four aspects of the legislation and of the medical ethics of the transplants is presented: the concept of death, the donation of organs, the selection of receivers and the future of the therapeutic transplants. The prominent paragraphs of the General Law of Health of the country about cerebral death, the two legal forms and organs donors' ethics, the criteria and more frequent problems for the selection of receivers, and the character of medical technology of transition of the therapeutic transplants are included.


Se presenta una discusión de cuatro aspectos de la legislación y de la ética médica de los transplantes: el concepto de muerte, la donación de órganos, la selección de receptores y el futuro de los trasplantes terapéuticos. Se incluyen los párrafos relevantes de la Ley General de Salud del país sobre muerte cerebral, las dos formas legales y éticas de donadores de órganos, los criterios y problemas más frecuentes para la selección de receptores, y el carácter de tecnología médica de transición de los trasplantes terapéuticos.


Assuntos
Adulto , Criança , Humanos , Transplante , Transplante/legislação & jurisprudência , Morte Encefálica/diagnóstico , Cadáver , Mercantilização , Morte , Diagnóstico Diferencial , Doação Dirigida de Tecido , Previsões , Parada Cardíaca , Direitos Humanos , Consentimento Livre e Esclarecido , Cuidados para Prolongar a Vida , México , Propriedade , Seleção de Pacientes , Estado Vegetativo Persistente/diagnóstico , Doadores de Tecidos , Coleta de Tecidos e Órgãos , Coleta de Tecidos e Órgãos/legislação & jurisprudência , Obtenção de Tecidos e Órgãos , Obtenção de Tecidos e Órgãos/legislação & jurisprudência
16.
São Paulo; s.n; 2005. [156] p. ilus, mapas, tab, graf.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-406951

RESUMO

O direito de propriedade, antigamente considerado ilimitado, foi sendo gradualmente vinculado a uma finalidade social e ambiental. Pelo princípio da função social da propriedade, os proprietários urbanos cedem, respeitam, parcelam, constroem, deixam de construir, para que a cidade caminhe para a direção do sustentável. Objetivos: estudar o conceito, conteúdo, limites e possibilidade de aplicação prática do princípio constitucional da função social da propriedade urbana; apresentar os principais diplimas legais; constatar se o conceito abrange a proteção ambiental. Metodologia: i) por meio de pesquisa documental e bibliográfica, foram apresentadas a evolução histórica e jurídica do princípio e os principais textos legais; ii) por meio de estudo de caso, foi analisada como uma propriedade localizada no reservatório Guarapiranga cumpre sua função social. Resultados: A idéia de propriedade vinculada ao interesse coletivo, inexistente no Código Civil brasileiro de 1916, foi consolidada na Constituição de 1967. A Constituição Federal de 1988 condicionou o direito de propriedade à obrigatoriedade do cumprimento de uma função social, a ser disciplinada pelos planos diretores municipais e o meio ambiente ecologicamente equilibrado foi tido como direito fundamental. A Lei nº10.257/2001, Estatuto da Cidade, possibilitou a aplicação prática do princípio. O vigente Código Civil (2002) previu a destinação social da propriedade e a obediência às normas ambientais. O plano diretor de São Paulo disciplina o tema sob 2 aspectos: i) positivo: quando a propriedade cumpre a função social, abrangendo requisitos gerais de interesse público, não mensuráveis; ii) negativo: quando a propriedade não cumpre a função social, abrangendo requisitos objetivos, referentes a parâmetros urbanísticos, o qual é concretamente aferível e passível de imposição de sansão. A proteção ambiental não está inserida no conceito negativo devido ao veto sofrido pelo Estatuto da Cidade, resultando no fato de que um imóvel degradado, embora seguramente viole os interesses sociais, não descumpre sua função social, nos rigores da legislação. Conclusões: apesar de ser possível aferir concretamente se e como uma propriedade urbana cumpre sua função social, para esta finalidade, a proteção ambiental não está inclusa neste conceito.


Assuntos
Planejamento de Cidades , Meio Ambiente , Conservação dos Recursos Naturais , Propriedade/legislação & jurisprudência , Cidade Saudável , Responsabilidade Social , Desenvolvimento Sustentável
19.
J. appl. oral sci ; 11(3): 162-167, July-Sept. 2003. ilus, tab, graf
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-360391

RESUMO

Uma grande variedade de produtos odontológicos que são lançados no mercado faz da seleção do material uma difícil tarefa. Apesar das propriedades mecânicas não representarem necessariamente o seu real desempenho clínico, os testes são utilizados para orientar os efeitos das alterações das composições do material ou a evolução das suas propriedades. Além disso, estas propriedades podem ajudar o clínico de alguma forma na seleção correta, uma vez que a comparação entre as formulações anteriores e as mais recentes, assim como as líderes de mercado são mais destacadas pelos fabricantes. Este artigo apresenta uma revisão dos testes laboratoriais mais importantes. Desta forma, o conhecimento destes ensaios fornecerá uma opinião crítica relacionada às propriedades dos diferentes materiais dentários.


Assuntos
Materiais Dentários/química , Propriedade , Teste de Materiais
20.
Säo Paulo; s.n; 2003. 175 p. mapas, tab, graf.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-349955

RESUMO

Enfoca a relaçäo entre a propriedade pública da terra e sua apropriaçäo por interesses privados. Articula o fenômeno das invasöes das áreas municipais de Säo Paulo com a história da cidade e do país, quanto à aquisiçäo de terras por particulares. Apresenta um levantamento sistemático do fenômeno das invasöes na última década do século XX, com análises estatísticas quantitativas e espaciais, caracterizando a apropriaçäo da área pública municipal como um fenômeno social generalizado, näo restrito às classes desfavorecidas.


Assuntos
Propriedade , Problemas Sociais , Brasil , História , Urbanização/história
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA