Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 839
Filtrar
1.
Psicol. ciênc. prof ; 39(2,n.esp): 87-99, ago.-nov. 2019.
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: biblio-1026107

RESUMO

Esse artigo tem por objetivo refletir sobre as possibilidades de contribuição da Psicologia a ações de enfrentamento a práticas violentas, e junto às lutas transversais travadas pelos grupos com os quais trabalhamos. Para tanto, partimos do conceito de lutas transversais de Michel Foucault, entendidas como lutas antiautoritárias e democratizantes que têm por alvo os mecanismos de dominação, exploração e submissão. Entendemos que os saberes psis, ao se colocarem a serviço das lutas transversais, podem servir como ferramentas de análise e enfrentamento a estes mecanismos. Nesse sentido, trazemos duas experiências de pesquisa e extensão realizadas em territórios que se encontravam em meio a processos de remoção, um deles na Comunidade Indiana, no bairro Tijuca, no Rio de Janeiro e o outro na Grande Cruzeiro, em Porto Alegre. Tais análises assumem o caráter de denúncia das violências decorrentes de gestões estatais, dando visibilidade às formas de submissão que operam pela produção do que chamaremos de uma "subjetividade culpada" e pela inscrição das populações alvo das remoções no lugar de não cidadãos, de sujeitos de um não direito. Buscaremos, ainda, evidenciar as articulações entre essas ferramentas de produção de subjetividade e as problemáticas materiais, decorrentes das desigualdades de acesso à moradia e à cidade. Por fim, afirmamos o caráter de resistência presente na compreensão de subjetividade como processo em constante construção e nas possibilidades de produzirmos rupturas nas práticas que encerram determinados modos de habitar e viver nas cidades como mais ou menos legítimos....(AU)


This article aims to reflect on the possibilities of contribution of Psychology to actions to confront violent practices, and the transversal struggles waged by the groups with which we work. To do so, we start from the concept of transverse struggles of Michel Foucault, understood as anti-authoritarian and democratizing struggles that aim at the mechanisms of domination, exploitation and submission. We understand that psis knowledge, when placed in the service of the transversal struggles waged by the groups with which we work, can serve as tools of analysis and coping with these mechanisms. In this sense, in this article, we bring two research and extension experiments carried out in territories that were in the midst of removal processes, one in the Indiana Community, in the Tijuca neighborhood in Rio de Janeiro, and the other in the region of Grande Cruzeiro in Porto Alegre. Such analyses assume the character of denunciation of the violence arising from state management, promoted through the removal processes of Indiana and part of the Grande Cruzeiro, giving visibility to the forms of submission that operate through the production of what we will call a "guilty subjectivity" and by the inscription of the target populations of the removals in the place of non-citizens, of subjects of a non-right, of illegitimate inhabitants of the city. We will also seek, with our analyses, to highlight the articulations between these tools of production of subjectivity and the concrete material problems arising from the inequalities of access to housing and the city. Finally, we affirm the character of resistance present in the understanding of subjectivity as a process in constant construction and in the possibilities of producing ruptures in practices that contain certain ways of living in cities as more or less legitimate....(AU)


Este artículo tiene como objetivo reflexionar sobre las posibilidades de la contribución de la Psicología para hacer frente a las prácticas violentas, y junto con las luchas transversales que libran los grupos con los que trabajamos. Con este fin, partimos del concepto de luchas transversales de Michel Foucault, entendido como luchas antiautoritarias y democratizadoras que apuntan a los mecanismos de dominación, explotación y sumisión. Entendemos que el conocimiento psis, al ponerse al servicio de las luchas transversales, puede servir como herramienta para el análisis y para hacer frente a estos mecanismos. En este sentido, traemos dos experiencias de investigación y extensión llevadas a cabo en territorios que se encontraban en medio de procesos de remoción, una en la Comunidad de Indiana, en el barrio de Tijuca, en Río de Janeiro y la otra en Grande Cruzeiro, en Porto Alegre. Dichos análisis asumen el carácter de denunciar la violencia resultante de la gestión estatal, dando visibilidad a las formas de sumisión que operan produciendo lo que llamaremos una "subjetividad culpable" y por la inscripción de las poblaciones objetivo de los retiros en el lugar de los no ciudadanos, de sujetos de un no derecho. También buscaremos resaltar las articulaciones entre estas herramientas de producción de subjetividad y los problemas materiales que surgen de las desigualdades en el acceso a la vivienda y la ciudad. Finalmente, afirmamos el carácter de resistencia presente en la comprensión de la subjetividad como un proceso en constante construcción y en las posibilidades de producir rupturas en las prácticas que incluyen ciertas formas de vivir y vivir en ciudades como más o menos legítimas....(AU)


Assuntos
Humanos , Propriedade , Psicologia Social , Política Pública , Violência , Dominação-Subordinação , Problemas Sociais , Habitação , Psicologia , Fatores Socioeconômicos
3.
Saúde Soc ; 28(2): 25-37, abr.-jun. 2019.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1014589

RESUMO

Resumo A antropologia brasileira tem se debruçado sobre o multiculturalismo, a diversidade social e a desigualdade econômica no país. Os estudos antropológicos sobre essas questões muito contribuíram para inseri-las nos debates mais amplos sobre os problemas sociais brasileiros. Este artigo trata de um relato de experiência de ensino em duas ofertas da disciplina Atividades Integradas em Saúde Coletiva (Aisc) II para bacharelandos do segundo período do curso de graduação em saúde coletiva da Universidade Federal do Rio de Janeiro. A disciplina busca trazer à discussão problemas sociais emergentes da sociedade brasileira, como racismo, intolerância religiosa, saúde da população transexual e violência doméstica. Por meio de rodas de conversa com ativistas e visitas a locais de militância, os alunos realizam observação participante e conhecem suas lutas e reivindicações. Introduzindo conceitos caros à antropologia, como etnocentrismo, relativismo e movimentos sociais, pretende-se estimular nos estudantes uma reflexão crítica sobre dilemas sociais contemporâneos. Os debates, os relatos e as trocas de experiências advindos no decorrer da disciplina mostram que a antropologia tem muito a contribuir para uma formação e atuação mais dialógica desses futuros sanitaristas com as populações às quais prestarão cuidado, além de favorecer uma compreensão mais aplicada do impacto das desigualdades sociais no processo saúde-doença.


Abstract The Brazilian anthropology has focused on multiculturalism, social diversity and economic inequality in the country. Anthropological studies on these issues have greatly contributed to inserting it into broader debates about Brazilian social problems. This article deals with a report taken from two semesters teaching experience of the Integrated Activities of Collective Health II discipline for second period bachelor's degree students of the graduate course in collective health of Universidade Federal do Rio de Janeiro. The discipline aims at discussing emerging social problems in Brazilian society such as racism, religious intolerance, health of the transsexual population and domestic violence. Through conversations with activists and meetings in militance sites, students engage in participant observation and know their struggles and demands. Introducing important concepts to anthropology, such as ethnocentrism, relativism and social movements, it is intended to stimulate a critical reflection on contemporary social dilemmas in the students. The debates, reports and experiences exchanges emerged during the discipline course reveal that anthropology has a lot to contribute to a more dialogical formation and action of these future public health workers among the population of whom they will take care, besides favoring a more applied understanding on the impact of the social inequalities on the health-disease process.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Problemas Sociais , Saúde Pública , Educação Superior , Antropologia , Ativismo Político
5.
Rev. polis psique ; 9(n.esp): 140-148, 2019.
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: biblio-1100710

RESUMO

O assombro e a perplexidade diante de uma "realidade brasileira" que parece "fora dos eixos" é o ponto de partida deste artigo, que problematiza os limites da nossa compreensão e busca entender o que as forças ultraconservadoras perceberam na realidade ­ que nós não tínhamos percebido ­, que possibilitou a essas forças dirigirem os acontecimentos e assumirem as rédeas dos fluxos de produção da realidade. A demonstração de como o nosso sistema social chegou ao seu limite histórico ­ que evidencia o esgotamento das condições para integração pelo trabalho e coesionamento social pelas regras democráticas e pelas políticas públicas construídas ao longo do século XX ­ permite elucidar a nova dinâmica da realidade brasileira e explicar a radical guinada das elites brasileiras, que migraram da estratégia democrática de gestão negociada das contradições sociais para uma estratégia autoritária de gestão bélica dessas contradições.


The astonishment and perplexity before a "Brazilian reality" that seems "out of joint" is the starting point of this article. It problematizes the limits of our understanding and seeks to comprehend what the ultra-conservative forces have percieved in the reality - that we had not realised - which enabled these forces direct the events and take the lead of the production flows of reality. The demonstration of how our social system reached its historical limit - that highlights the exhaustion of the conditions for integration through work and social cohesion by democratic rules and public policies, built throughout the XX century - allows us to elucidate the new dynamics of Brazilian reality, and to explain the sudden turning of Brazilian elites, which migrated from the democratic strategy of social contradictions negotiated management to an authoritarian strategy of warlike management of these contradictions.


El asombro y la perplejidad frente a una "realidad brasileña" que parece "fuera de los ejes" es el punto de partida de este artículo, que problematiza los límites de nuestra comprensión y busca entender lo que las fuerzas ultraconservadoras percibieron en la realidad ­ qué nosotros no habíamos percibido ­, qué posibilitó que esas fuerzas dirigieran los acontecimientos y asumieran las riendas de los flujos de producción de la realidad. La demostración de cómo nuestro sistema social llegó a su límite histórico ­ que evidencia el agotamiento de las condiciones para la integración por el trabajo y para la cohesión social por las reglas democráticas y por las políticas públicas construidas a lo largo del siglo XX ­ permite elucidar la nueva dinámica de la realidad en Brasil y explicar el radical giro de las élites brasileñas, que migraron de la estrategia democrática de gestión negociada de las contradicciones sociales para una estrategia autoritaria de gestión bélica de esas contradicciones.


Assuntos
Controle Social Formal , Problemas Sociais , Capitalismo , Trabalho , Brasil
6.
São Paulo; s.n; 2019. 442 p.
Tese em Português | LILACS | ID: biblio-981519

RESUMO

Esta tese-pão é escrita sob a metodologia da cartografia, com cascas de discussão teórica e miolo de narrativas em campo e dessa forma, deixa convergir e transpassar impressões, afetos e vivências sobre a ideia da reinserção social alçada à categoria de dispositivo (tal qual ocorre com o dispositivo das drogas na atualidade), à luz de autores que permitem pensar as questões de saúde coletiva pelo prisma das política de subjetivação, e à luz de uma vivência na pele enquanto trabalhador. Persegue algumas de suas possíveis linhas traçadas pelas políticas públicas vigentes, pelas diferentes adolescências nas diferentes classes sociais, com suas diferentes inserções sociais, pela disputa biopolítica que causa segregações transeuntes, privilégios de circulações ou operações urbanas de triagem de estratos sociais por conta de suas características de poderio econômico e cor-de-pele. Passa pelos diagramas da droga enquanto dispositivo e pela função da Guerra às Drogas na cristalização dessas formas de vida. Presta certo tributo à literatura menor e às narrativas de si, enquanto uma trincheira na disputa por territórioslinguagens. Todo território é psíquico


This bread-thesis is written under the methodology of cartography, with theoretical discussions and the core of narratives in the field, and thus, it allows us to converge and transgress impressions, affections and experiences on the idea of social reinsertion, elevated to the category of device (as such occurs with the device of drugs in the present time), in the light of authors that allow to think about collective health issues through the prism of the politics of subjectivation, and in the light of an experience in the skin as a worker. It pursues some of its possible lines drawn by the current Public Policies, by the different teens in the different social classes, with their different social insertions, by the biopolitical dispute that causes passerby segregations, privileges of circulations or urban operations of sorting of social strata by its characteristics of economic power and color of skin. It goes through the diagrams of the drug as a device and the function of the War on Drugs in the crystallization of these forms of life. It pays a certain tribute to the minor literature and to the narratives of itself, as a trench in the dispute for territories-languages. All territory is psychic


Assuntos
Humanos , Adolescente , Problemas Sociais , Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias/prevenção & controle , Serviços de Reabilitação , Iniquidade Social , Política de Saúde , Política Pública , Centros de Tratamento de Abuso de Substâncias/normas , Centros de Tratamento de Abuso de Substâncias , Mapeamento Geográfico
7.
Rev. med. Rosario ; 84(3): 110-120, sept.-dic. 2018. tab, graf
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-1051197

RESUMO

Objetivos: Describir la prevalencia de eventos de agresión laboral contra médicos en la ciudad de Rosario y alrededores ocurridos en el último año. Determinar las características de los hechos de violencia y analizar la relación entrelos mismos y las características de la población médica.Materiales y Métodos: Estudio observacional, descriptivo y analítico, prospectivo; elaborado a partir de encuestascerradas on-line, realizadas de manera consecutiva a médicos que ejercieran en Rosario, Villa Gobernador Gálvez yGranadero Baigorria; del 18/07/2017 al 24/07/2017. Muestreo de tipo consecutivo, probabilístico, aleatorio simple. Se calculó un tamaño muestra de 350 encuestas.Resultados: Se incluyeron 351 encuestas. Hombres en 33% (n=115) y mujeres en 67% (n=236). El 23,1% (n=81)pertenecía al medio privado; 35% (n=123) al público; 41,6% (n=146) ambos y 0,3% (n=1) NS/NC. El 80,1%(n=281) presentó un episodio de agresión en el último año, de los cuales 86,8% (n=244) fue verbal y 13,2%(n=37) física-verbal. La agresión, pudiendo identificarse más de un agresor, fue realizada por familiar del pacienteen 94%(n=237), paciente 66% (n=166), personal de salud no médico 33% (n=83) y 26% (n=67) por un colega.El sitio de agresión más frecuente fue la guardia externa. Las mujeres padecieron mayor cantidad de eventos deagresión. Las especialidades más agredidas fueron Obstetricia y Pediatría. Se identificaron como factores de riesgo:sexo femenino (p=0,01; OR=2; IC95%=1,1-3,4), ejercicio profesional en guardia externa (p<0,0001; OR=3,2;IC95%=1,8-5,8) y la especialidad pediatría (p=0,016; OR=1,2; IC95%=1,2-1,3)... (AU)


Purposes: Estimation of the prevalence of aggression events against physicians in the workplace in the city of Rosario and environmentsin last year. Description of the violence events and how they are related with the medical population characteristics.Materials and methods: This is an observational, descriptive and analytic, prospective research. Performed withphysicians working in Rosario, Villa Gobernador Gálvez and Granadero Baigorria cities, Santa Fe, Argentina in base ofclosed on line surveys in a consecutive way. The evaluation included the period from July 18th to July 24th, 2017. Thesample was consecutive, probabilistic and simply randomized. The calculated sample size was 350 surveys.Results: 351 surveys were included, 33% males (n=115) and 67% females (n=236). 23% (n=81) from privateinstitutions, 35% (n=236) public ones, 41,6% both (n=146) both and unknown / unanswered 0,3% (n=1). 80%(n=281) presented an episode of aggression in the previous year, of which 86% (n=244) was verbal and 13,2% (n=37)physical and verbal. The aggression was performed by a patient`s relative in 94% (n=237), the patient in 66% (n=166),non-medical health personnel 33% (n=83) and 26% (n=67) by a colleague. The most frequent place of aggression wasemergency room. The women suffered a higher frequency of aggression. Obstetrics and pediatrics were the specialties moreinvolved. The risk factors were: female sex (p=0.01; OR=2; CI95%=1,1-3,4); working in emergency room (p<0,0001;OR=3,2; IC95%=1,8-5,8 and the specialty of pediatrics (p=0,016; OR=1,2; CI95%=1,2-1,3)... (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Médicos/estatística & dados numéricos , Saúde do Trabalhador/estatística & dados numéricos , Violência no Trabalho/tendências , Violência no Trabalho/estatística & dados numéricos , Argentina , Problemas Sociais , Local de Trabalho , Hospitais Estaduais
8.
Pesqui. prát. psicossociais ; 13(3): 1-16, set.-dez. 2018. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-976363

RESUMO

Este estudo busca compreender significados e saberes de adolescentes sobre direitos sexuais para subsidiar intervenções educativas emancipatórias nas escolas. Desenvolveu-se pesquisa de abordagem qualitativa, foram realizadas entrevistas individuais com 29 adolescentes de 15 a 18 anos, alunos do ensino médio de escola pública e utilizou-se análise de conteúdo para interpretação das informações em profundidade. A pesquisa revelou que há falhas e omissões entre o que se estabelece nas leis e sua efetivação no cotidiano dos adolescentes, com violações aos seus direitos sexuais, tais como poucas informações qualificadas sobre sexualidade, a falta da educação em sexualidade nas escolas para todos os alunos, além de serviços de saúde específicos que atendam às suas necessidades, o que afeta a saúde sexual. Intervenções educativas emancipatórias que considerem conhecimentos científicos e os saberes de adolescentes e o pleno exercício da cidadania sexual podem reduzir vulnerabilidades relacionadas à saúde sexual e gerar transformações na realidade.


This study aims to understand the meanings and knowledge of adolescents about sexual rights to subsidize educational emancipatory interventions in schools. Qualitative approach research was developed, individual interviews were conducted with 29 adolescents aged 15 to 18, high school students from public schools, and content analysis was used to interpret the information in depth. The research revealed that there are flaws and omissions between what is established in the laws and their effectiveness in the daily life of adolescents, with violations of their sexual rights, such as few qualified information about sexuality, lack of sexuality education in schools for all students, besides Of specific health services that meet their needs, which affects sexual health. Emancipatory educational interventions that consider scientific knowledge and the knowledge of adolescents with the full exercise of sexual citizenship can reduce vulnerabilities related to sexual health and generate transformations in reality.


Este estudio busca comprender significados y saberes de adolescentes sobre derechos sexuales para subsidiar intervenciones educativas emancipatorias en las escuelas. Se desarrolló investigación de abordaje cualitativo, se realizaron entrevistas individuales con 29 adolescentes de 15 a 18 años, estudiantes de la Enseñanza Media de escuela pública, se utilizó análisis de contenido para interpretación de las informaciones en profundidad. La investigación reveló que hay fallas y omisiones entre lo que se establece en las leyes y su efectividad en el cotidiano de los adolescentes, con violaciones a sus derechos sexuales, tales como pocas informaciones calificadas sobre sexualidad, falta educación en sexualidad en las escuelas para todos los alumnos, además de servicios de salud específicos que atiendan a sus necesidades, lo que afecta la salud sexual. Las intervenciones educativas emancipatorias que consideren conocimientos científicos y los saberes de adolescentes con el pleno ejercicio de la ciudadanía sexual pueden reducir vulnerabilidades relacionadas con la salud sexual y generar transformaciones en la realidad.


Assuntos
Adolescente , Direitos Sexuais e Reprodutivos , Educação Sexual , Problemas Sociais , Educação em Saúde , Comportamento do Adolescente , Serviços de Saúde do Adolescente , Saúde Sexual
9.
Pesqui. prát. psicossociais ; 13(2): 1-17, maio-ago. 2018. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-976340

RESUMO

Este artigo analisa as relações entre os processos de humilhação e vergonha, oriundos da situação de pobreza, e o apoio social como enfrentamento dessa condição. A pesquisa foi desenvolvida em uma comunidade urbana e uma rural de um estado do Brasil, com a participação de 417 sujeitos na aplicação de questionários e 38 nos cinco grupos focais. Buscou-se identificar os índices de pobreza multidimensional (IPM), aspectos quantitativos e qualitativos de humilhação e de vergonha relacionados à condição de pobreza e os tipos e frequência de apoio social recebido em situações difíceis na vida. O IPM é mais elevado na comunidade rural, a maior incidência de apoio foi na família e o baixo o índice de apoio formal encontrado nas políticas públicas. O apoio social se apresenta como modo de enfrentamento, pois permite aos sujeitos o sentimento de poder controlar a própria vida por sentirem que têm amparo em situações difíceis.


This article analyzes the relation between humiliation and shame processes, that come from poverty, and social support as a way of coping with this condition. The research was conducted in an urban and a rural community of state of Brazil, with the participation of 417 subjects in the questionnaire application and 38 in 5 focus groups. It pretended to identify multidimensional poverty index (MPI), quantitative and qualitative aspects of humiliation and shame related to poverty condition and types and frequency of social support received in hard situations in life. MPI is higher in the rural community, the highest incidence of support was in the family, and formal support in public policy index was low. Social support is presented as a way of coping, it makes subjects feel they can control their own lives because they feel supported in difficult situations.


Este artículo analiza las relaciones entre los procesos de humillación y vergüenza, oriundos de la situación de pobreza, y el apoyo social como modo de afrontamiento de esta condición. La investigación se desarrolló en una comunidad urbana y una rural de un Estado de Brasil, con la participación de 417 sujetos en la aplicación de cuestionarios y 38 en los 5 grupos focales. Se buscó identificar los índices de pobreza multidimensional (IPM), aspectos cuantitativos y cualitativos de humillación y vergüenza relacionados a la condición de pobreza, y los tipos y frecuencia de apoyo social recibido en situaciones difíciles de la vida. El IPM es más elevado en la comunidad rural, la mayor incidencia de apoyo fue en la familia, y bajo el índice de apoyo formal encontrado en las políticas públicas. El apoyo social se presenta como modo de afrontamiento, pues permite a los sujetos el sentimiento de poder controlar su propia vida al sentir que son amparados en situaciones difíciles.


Assuntos
Pobreza , Apoio Social , Vergonha , Problemas Sociais , Discriminação Social
10.
Rev. APS ; 21(3): 461-469, 01/07/2018.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-982028

RESUMO

A questão dos moradores de rua, além de ser um problema social, se tornou uma questão de privação de direitos, em que a exclusão e a marginalização levam cada vez mais esse tipo de população a aumentar nas cidades brasileiras. Ao discutir o papel do Estado perante os moradores de rua, permite-se realizar reflexões acerca de ações que revertam a situação de forma equilibrada e sustentável do ponto de vista econômico e político, promovendo, ao mesmo tempo, a integração entre governo e sociedade. É apresentado e discutido o sistema concebido para garantir esses direitos por meio de políticas públicas, leis e programas que visam à ressocialização da população em situação de rua, para que passe, aos poucos, a resgatar sua cidadania.


The issue of homeless people, as well as being a social problem, has become a matter of rights deprivation, where exclusion and marginalization lead this type of population to increase in Brazilian cities. In discussing the role of the state towards the homeless, it is possible to conduct reflections on actions to reverse the situation in a balanced and sustainable way, politically and economically speaking, promoting integration between government and society. It is presented and discussed the system designed to ensure these rights through public policies, laws and programs aimed at rehabilitation of the homeless people, so that they become gradually to rescue their citizenship.


Assuntos
Pessoas em Situação de Rua , Acesso aos Serviços de Saúde , Direitos Humanos , Problemas Sociais , Socialização , Sistema Único de Saúde , Marginalização Social , Promoção da Saúde
11.
Rev. medica electron ; 40(2): 513-520, mar.-abr. 2018.
Artigo em Espanhol | LILACS, CUMED | ID: biblio-1103325

RESUMO

En la actualidad se acepta como adicción, cualquier actividad que el individuo no sea capaz de controlar, que lo lleve a conductas compulsivas y perjudique su calidad de vida. La drogodependencia, también llamada drogadicción o farmacodependencia, es un problema de salud causado por el frecuente uso de sustancias adictivas llamadas drogas. No nos resulta nuevo que gran cantidad de estudiantes universitarios consuman drogas controladas para supuestamente potenciar su desempeño académico. Cuba no escapa a esta realidad a pesar de ser un baluarte mundial en la lucha antidroga. La imitación o aprendizaje de esta conducta es un elemento clave en adolescentes y estudiantes universitarios, la dificultad estriba en el acceso al fármaco lo cual para estudiantes de determinadas carreras, por ejemplo las carreras de Ciencias Médicas, no constituye un gran obstáculo. Exponemos de forma breve las consideraciones sobre el tema (AU).


Currently, any activity the individual is not able to control, that lead him to compulsive behavior damaging his life quality is accepted as addiction. Drug-dependence, also called drug addiction of pharmacodependence, is a health problem caused by the frequent use of addictive substances called drugs. It is not a news that a big quantity of university students consume controlled drugs to supposedly potentiate their academic competence. Cuba is not free of this reality in spite of being a world bulwark in the antidrug fight. This behavior imitation or learning is a key element among teenagers and university students, the difficulty rests in the drug access for the students of several specialties, what is not a trouble for the Medicine students. We briefly expose several considerations on the them (AU).


Assuntos
Humanos , Estudantes de Medicina , Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias/diagnóstico , Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias/etiologia , Transtornos Relacionados ao Uso de Anfetaminas , Instituições de Ensino Superior , Qualidade de Vida , Problemas Sociais , Valores Sociais , Serviços de Saúde para Estudantes , Estudantes , Universidades , Administração de Serviços de Saúde , Sistemas de Saúde , Drogas Ilícitas/efeitos adversos , Saúde Global , Cuba/epidemiologia , Efeitos Fisiológicos de Drogas , Administração em Saúde , Usuários de Drogas , Prescrições , Substâncias para Melhoria do Desempenho/administração & dosagem , Substâncias para Melhoria do Desempenho/farmacologia , Ansiedade de Desempenho , Desempenho Acadêmico , Diagnóstico Ausente
12.
Ter. psicol ; 36(1): 27-36, abr. 2018. tab
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-962792

RESUMO

El objetivo de este estudio fue realizar la validación y confiabilidad del Youth Self Report (YSR/11-18) en población adolescente chilena. La muestra estuvo conformada por 816 adolescentes, entre 11 y 18 años, provenientes de un colegio particular de la ciudad de Calama a quienes se les aplicó la versión latina del cuestionario. Se realizo un análisis factorial de componentes principales, para la derivación de los síndromes de primer y segundo orden, siguiendo los pasos descritos por Achenbach. Los resultados encontrados demuestran la alta consistencia y validez del instrumento, lo que sumado a los antecedentes reportados convierten al YSR/11-18 en un instrumento de probado valor predictivo en Chile, permitiendo no sólo evaluar competencias sociales y conductuales, sino que podría transformase en un instrumento que permitiese la detección precoz de riesgos en la población adolescente.


The aim of this study was to validate and determine the reliability of Youth Self Report (YSR/11-18) in Chilean adolescents. The sample consisted of 816 adolescents, aged 11 to 18 years, from a private school in the city of Calama, where we applied and the Latin version of the questionnaire. Following the steps outlined by Achenbach, was made a principal components analysis for the derivation of the syndromes of first and second order. The results show high consistency and validity of the instrument, which makes the YSR/11-18 a test of predictive value in Chile, allowing not only to assess social and behavioral skills, but could be transformed into an instrument that would allow the early identification of risks in the adolescent population.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Adolescente , Comportamento Social , Comportamento do Adolescente/psicologia , Autorrelato , Autoavaliação , Problemas Sociais/psicologia , Chile , Inquéritos e Questionários , Reprodutibilidade dos Testes , Análise Fatorial , Medição de Risco , Agressão/psicologia , Depressão/psicologia , Emoções
13.
Rev. Kairós ; 21(1): 09-36, mar. 2018.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-908832

RESUMO

A política de cuidados na velhice está relacionada com as alterações sociodemográficas, transformações na estrutura e dinâmica familiar, a individualização das relações sociais, centradas na autonomia e na independência. Estas alterações proporcionam uma "desproteção" aos idosos, associada a outros riscos, designadamente à maior probabilidade de doenças crónicas e incapacitantes, à necessidade de cuidados, num tempo de escassez dos cuidadores familiares disponíveis, à maior probabilidade de rendimento insuficiente, ao baixo nível de escolaridade e acesso deficitário à informação, associado a níveis escassos de participação social. Este artigo pretende apresentar uma revisão acerca da protecção social da Velhice em Portugal, realizada durante a investigação acerca da Promoção e Preservação da Dignidade em Lares de Idosos, realizada no contexto do Doutoramento em Enfermagem da Universidade de Lisboa, Portugal, concluído em novembro 2017.


The policy of care in old age is related to sociodemographic changes, transformations in family structure and dynamics, the individualization of social relations, centered on autonomy and independence. These changes provide an "unprotection" to the elderly, associated with other risks, namely the greater probability of chronic and incapacitating diseases, the need for care, in a time of shortage of available family caregivers, the greater probability of insufficient income, low level of schooling and lack of access to information, associated to scarce levels of social participation. This article intends to present the reflection about old age as a social problem, carried out during the research on the Promotion and Preservation of Dignity in the context of care in nursing homes, carried out in the context of the PhD in Nursing of the University of Lisbon.


La política de cuidados en la vejez está relacionada con las alteraciones sociodemográficas, transformaciones en la estructura y dinámica familiar, la individualización de las relaciones sociales, centradas en la autonomía y la independencia. Estas enmiendas proporcionan una "desprotección" a las personas mayores, asociada a otros riesgos, en particular a la mayor probabilidad de enfermedades crónicas e incapacitantes, a la necesidad de cuidados, en un tiempo de escasez de los cuidadores familiares disponibles, a la mayor probabilidad de rendimiento insuficiente, al bajo nivel de ingresos, escolaridad y acceso deficitario a la información, asociado a niveles escasos de participación social. Este artículo tiene como objetivo presentar una revisión de la protección social de la ancianidad en Portugal, que tuvo lugar durante la investigación de la preservación de la promoción y la dignidad en residencias de ancianos, que tuvo lugar en el marco del Doctorado en Enfermería de la Universidad de Lisboa, Portugal, terminado en noviembre de 2017.


Assuntos
Humanos , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Portugal , Classe Social , Problemas Sociais , Envelhecimento , Instituição de Longa Permanência para Idosos
14.
Rev. psicol. (Fortaleza, Online) ; 9(1): 18-29, jan.-jun 2018.
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: biblio-877871

RESUMO

Este artigo objetiva discutir a pesquisa-intervenção para além da perspectiva metodológica, apostando em privilegiá-la como ferramenta analítica. Isso significa que a reflexão que aqui empreendemos reside na ênfase de uma postura ético-política preocupada com as problematizações dos efeitos das produções de conhecimentos empreendida pela ciência. Além disso, associamos esse debate à produção de uma juventude que é tomada como marginal. O referencial teórico que sustenta nossas argumentações se baseia na obra foucaultiana no campo da psicologia social.


This article aims to discuss the intervention-research beyond a methodological perspective, focusing on it as an analytical tool. Our reflexions consist in emphasizing in an ethical-political position concerned with problematizations of the results that emerge from a production of knowledge which is undertaken by science. Besides, we relate this debate to the production of a youth which is taken as marginalised. The theoretical reference that supports our arguments is based on the foucauldian works in the social psychology field.


Assuntos
Adolescente , Adolescente , Delinquência Juvenil , Marginalização Social , Condições Sociais , Problemas Sociais , Fatores Sociológicos
15.
Rev. psicol. (Fortaleza, Online) ; 9(1): 70-80, jan.-jun 2018.
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: biblio-878144

RESUMO

 A partir de pesquisa-intervenção realizada em duas escolas públicas fluminenses e a emergência do dispositivo grupos de reflexão realizado com os jovens do nono ano do Ensino Fundamental e do terceiro ano do Ensino Médio, o presente artigo analisa as lógicas presentes na concepção de conflito no contexto escolar. Dentro desse cenário emergem diariamente brigas, discussões, polêmicas, dissensos, desacordos. Em um espaço em que majoritariamente a normatização é compreendida como cuidado, a fim de controlar e adestrar jovens para se tornarem mão de obra qualificada no futuro, o desvio serve como ponto de partida para definição da norma. O conflito pode ser entendido a partir de um olhar positivista sobre o indivíduo, generalizante, individualista, intimista, representativo ­ aqui a Psicologia emerge, na medida em que sua intervenção é pautada na prevenção diagnóstica de distúrbio e disfunções. A partir do referencial teórico-metodologico da Psicologia da Libertação Latinoamericana e da Análise Institucional Francesa propõe-se pautar o conflito como relações de poder, opressão, discriminação, injustiça, desigualdade, estruturas sociais: uma concepção política do conflito escolar. É preciso, portanto, desindividualizar as demandas que emergem como conflito e trazer as tensões, as relações sociais, as convivências, a política das relações das juventudes que habitam as escolas.


Based on intervention-research fulfilled in two public schools in the state of Rio de Janeiro and the emergence of the reflexive groups performed with youngsters from the ninth grade of elementary school and the third year of high school, the present article analyzes the logic present in the conception of conflict in the school context. Within this scenario fights, discussions, controversies, dissensions, disagreements emerge daily. In a space in which normatization is mostly perceived as care, an end to control and to train young people to become skilled labor in the future, the deviation serves as the starting point for definition of the norm. The conflict can be understood from a positivist look at the individual, generalizing, individualistic, intimate, representative - here Psychology emerges, insofar its intervention is based on the diagnostic prevention of disorders and dysfunctions. Based on the theoretical-methodological framework of the Latin American Liberation Psychology and French Institutional Analysis, it is proposed to guide the conflict as relations of power, oppression, discrimination, inequality, social structures: a political conception of school conflict. It is, therefore, necessary to deindividualize the demands that emerge as conflict and bring tensions, social relations, coexistence, the politics of youth relations that inhabit schools.


Assuntos
Adolescente , Adolescente , Psicologia do Adolescente , Problemas Sociais , Comportamento do Adolescente , Educação , Teoria Social , Fatores Sociológicos
16.
Rio de Janeiro; IPEA; 2018. 247 p. ilus, graf.
Monografia em Português | LILACS, ECOS | ID: biblio-991823

RESUMO

Este livro reúne textos elaborados a partir de pesquisa realizada pelo Ipea, por solicitação da Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad), do Ministério da Justiça (MJ). A pesquisa que deu origem a este volume teve início em 2015 e objetivou traçar um perfil das comunidades terapêuticas (CTs) ­ instituições privadas que compõem a oferta pública de cuidados a usuários de drogas ­, tendo em vista subsidiar ações da Senad e identificar os desafios das políticas públicas nesse campo.


Assuntos
Comunidade Terapêutica , Drogas Ilícitas , Problemas Sociais , Saúde Mental , Substâncias Tóxicas , Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias , Tratamento Involuntário , Usuários de Drogas
17.
Rev. gaúch. enferm ; 39: e20170030, 2018. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-960823

RESUMO

Resumo OBJETIVO Avaliar os conhecimentos e condutas de profissionais de unidades da Estratégia Saúde da Família frente à violência de gênero. MÉTODOS Estudo descritivo, realizado com 53 profissionais de sete unidades de Estratégia Saúde da Família no período de março a julho de 2015. Os dados foram coletados por meio de instrumento autopreenchido e analisados no software Excel 2007. RESULTADOS Observou-se que o conhecimento dos profissionais sobre as definições, epidemiologia e manejo da violência variou de razoável a ótimo, apesar de conhecerem pouco sobre a prevalência de violência durante o período gestacional. Quanto às condutas, evidenciou-se dificuldade em questionar as mulheres sobre a violência e sua notificação. Os profissionais com menor tempo de assistência e que receberam capacitação apresentaram condutas mais adequadas. CONCLUSÕES Sugere-se a realização de ações educativas visando fornecer subsídios para a atuação dos profissionais frente aos casos de violência de gênero.


Resumen OBJETIVO Evaluar el conocimientos y el comportamientos de profesionales de unidades de la salud de la familia Estrategias violencia de género opuesto. MÉTODOS Estudio descriptivo con 53 profesionales de unidades de La salud de la familia de siete estratégias en el período de marzo a julio de 2015. Los datos fueron recolectados a través de un instrumento de auto-administrados y analizados en el software Excel 2007. RESULTADOS Se observó que el conocimiento de los profesionales acerca de las definiciones, la epidemiología y la gestión de la violencia varió de razonable buena, a pesar de saber poco acerca de la prevalencia de la violencia durante el embarazo. En cuanto a la conducta era evidente dificultad para cuestionar las mujeres acerca de la violencia y su notificación. Los profesionales con la asistencia más corto y que recibieron entrenamiento fueron los resultados más asertivo respecto a la conducta. CONCLUSIONES Sugieren la realización de actividades de educación en servicio para proporcionar información para el trabajo de los profesionales en los casos de violencia de gênero.


Abstract OBJECTIVE To evaluate the knowledge and behaviors of health professionals of units of the Strategies Family opposite gender violence. METHODS This descriptive study with 53 seven of units of the family health strategy professionals from March to July 2015. Data were collected through a self-administered instrument and analyzed in Excel 2007. RESULTS It was observed that the knowledge of professionals about definitions, epidemiology and management of violence ranged from reasonable to good, despite knowing little about the prevalence of violence during pregnancy. Regarding the conduct was evident difficulty in questioning women about violence and its notification. Professionals with shorter assistance and who received training were more assertive results regarding conduct. CONCLUSIONS It is suggested that educational actions in service be carried out in order to provide subsidies for the professionals' action against cases of gender violence.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Gravidez , Adulto , Prática Profissional , Atitude do Pessoal de Saúde , Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde , Violência de Gênero , Relações Profissional-Paciente , Problemas Sociais , Brasil , Serviços de Saúde da Mulher , Saúde da Família , Educação de Pacientes como Assunto , Causalidade , Inquéritos e Questionários , Violência Doméstica , Aconselhamento , Papel Profissional
18.
Belo Horizonte; s.n; 2018. 284 p. ilus, mapas, tab, graf.
Tese em Inglês, Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-915985

RESUMO

Com desenho sequencial exploratório, utilizou-se abordagem fenomenológica compreensiva com o objetivo de compreender as percepções sociais sobre o uso do álcool e dos seus problemas relacionados nas comunidades de Água Boa e Pradinho do povo indígena Maxakali/MG. Partiu-se das realidades vividas pelos sujeitos da pesquisa contadas em sete grupos focais. Através da análise de conteúdo temático, os achados da pesquisa qualitativa foram organizados por temas em três dimensões: padrão de uso (iniciação, frequência, quantidade); contextos (acesso, onde, como, quando e quem) e problemas relacionados (individual, família e aldeias). Apresentamos as dimensões e discutimos como esses achados foram configurados em construtos e perguntas do questionário. Num estudo quantitativo, explorou-se a característica coletivista da cultura Maxakali. Desenvolveu-se e aplicou-se um questionário junto às lideranças Maxakali que responderam sobre o consumo de álcool no último ano e das consequências negativas deste consumo entre seus amigos de suas aldeias. Examinou-se a associação entre consumo e consequências com os dados sociodemográficas dos entrevistados aplicando os testes qui-quadrado e exato de Fisher e Análise de Conglomerados (cluster). Calcularam-se os valores de Kappa para avaliação da reprodutibilidade do questionário. Os achados qualitativos ressaltam que, com a emergência do regime etílico voltado à Kaxmuk, ocorreram adaptações com relações negativas para quem bebe, suas família, aldeia e comunidade. Reconhece as formas pelas quais as bebidas nativas desapareceram e a cachaça se inseriu nos sistemas culturais Maxakali. Funções como lubrificante social, facilitador de transes xamanísticos, seu papel nas relações de gênero, idade e na produção do conhecimento, bem como regulador das expressões de violência e inimizade foram vinculados ao modo de beber Maxakali. No mundo-da-vida, as consequências negativas apresentaram-se em forma de acidentes, desarmonias conjugais, negligências, além de comportamentos violentos, doenças e mortes. Quantitativamente, a prevalência de 12 meses do consumo de álcool foi de 39,1%. A taxa de consumo para as mulheres (17,3%) foi 3,6 vezes menor que a taxa de consumo dos homens. As taxas de consumo de álcool no gênero masculino aumentam de 8,1% para 64% da faixa etária de 09 a 14 para 15 a 19 anos de idade. As maiores proporções de consumo de álcool entre mães e pais foram encontradas nas famílias extensas e associadas às consequências negativas de quem faz consumo da cachaça. Em contrapartida, as famílias nucleares apresentaram associação de proteção ao consumo do álcool na faixa etária de 9 a 14 anos no gênero feminino. A despeito do consumo de álcool no gênero feminino iniciar dos 20 a 24 anos, as taxas de problemas relacionados a este consumo nas mulheres ultrapassaram as de homens durante os 25 a 45 anos de idade. Com uma concordância substancial de reprodutibilidade na aplicação do questionário, nossa expectativa é que a facilidade de aplicação e a força preditiva dessa ferramenta permita a detecção e o monitoramento do uso do álcool e suas consequências no povo Maxakali.(AU)


Through an exploratory sequential design, a comprehensive phenomenological approach was conduct with the purpose to understand the social perceptions regarding the alcohol use and their related problems among Maxakali Indigenous Peoples/MG/Brazil. It started from the realities lived by the research subjects narrated in seven focus group. Through thematic analysis, the results of the qualitative research were organized into themes and three dimensions: pattern of consumption (initiation, frequency, quantity); contexts (access, where, how, when and who) and related problems (individual, family and villages). We present these arguments and explore how the findings were developed in constructions and questions of the questionnaire. Followed by a quantitative study we explore the collectivist characteristic of the Maxakali culture. We developed and applied a questionnaire with Maxakali leaderships who answered about their friends' alcohol consumption in last year, also the alcohol related problems. The association between alcohol consumption and consequences with sociodemographic data of the interviewees was analyzed using chi-square and Fisher's exact tests and Cluster Analysis. The Kappa values were calculated to evaluate the reproducibility of the questionnaire. The qualitative findings highlighted that, with the emergence of the Kaxmuk-related ethylic regime, there were adaptations with negative relations for the drinker, his family, his village and his community. It recognized the ways in which the native drinks have disappeared, and the liquor has inserted itself into their cultural systems. Considering the subjectivity of those leaders in the process of data collection and analysis, functions regarding social lubricant, facilitator of shamanic trances, knowledge production and its role in the relations of gender and age were identified. Those functions were enmeshed to their symbols and meanings regarding to their drinking pattern and contexts. In the world-of-life, these changes can be seen through accidents, insults, marital disharmony, neglects, violent behavior, illness and death. The quantitative results point out that, the prevalence of 12 months of alcohol use was 39.1%. The alcohol use rate to women (17.3%) was 3.6 times lower than the men's rate. For males, alcohol rates increased from 8.1% to 64% in the age group from 09 to 14 to 15 to 19 years-old. The highest proportions of alcohol use among parents were found in extended families and associated with the negative consequences of those who use cachaça. On the other hand, the nuclear families had an association of protection to the use of alcohol in the age group of 9 to 14 years in the female gender. In spite of the use of alcohol in the female beginning from 20 to 24 years, the rates of problems related to this use by the women surpassed those of men during the 25 to 45 years of age. With a substantial agreement of reproducibility in the application of the questionnaire, our hope is that the ease of application and the predictive force of this tool will allow the detection and monitoring of alcohol use and its consequences in the Maxakali people.(AU)


Assuntos
Transtornos Relacionados ao Uso de Álcool , Bebidas Alcoólicas , Alcoolismo , Características Culturais , Índios Sul-Americanos , Cultura Indígena , Percepção Social , Problemas Sociais , Pesquisa Qualitativa , Estudos de Avaliação como Assunto
19.
Rev. adm. pública (Online) ; 51(3): 407-430, mai.-jun. 2017. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-897222

RESUMO

Este artigo discute o uso de tecnologias sociais para a instrumentação da ação pública e a adoção da teoria do ator-rede como suporte para a análise relacional. Para tanto, um estudo de caso qualitativo foi realizado para analisar a adoção da pedagogia da alternância como instrumento da política de educação rural do estado de Rondônia, Brasil. Constatou-se que, apesar de o governo estadual querer definir um modelo padrão, a instrumentação da educação no campo foi transladada diversamente em diferentes regiões do estado, por meio da ação pública que envolveu uma ampla rede de atores. Concluindo que, em decorrência dessas múltiplas e diferentes formas de instrumentação sociotécnica da ação pública, existe uma maior demanda pela abertura dos atores governamentais à dinâmica relacional do processo de construção de políticas públicas.


En este artículo se analiza el uso de las tecnologías sociales para la instrumentación de la acción pública y la adopción de la teoría del actor-red como soporte para el análisis relacional. Por lo tanto, un estudio de caso cualitativo se realizó para analizar la adopción de la pedagogía de alternancia como instrumento de la política de la educación rural en el estado de Rondônia, Brasil. Se encontró que mismo, aunque el gobierno del estado quiere establecer un modelo estándar, la instrumentación de la educación rural se ha traducido de forma diferente en diferentes regiones del estado, a través de la acción pública que comprende una amplia red de actores. Concluyendo que, como resultado de estas múltiples y diferentes formas de instrumentación socio-técnico de la acción pública, hay una mayor demanda de la apertura de los actores gubernamentales a las dinámicas relacionales del proceso de construcción de políticas públicas.


This article discusses the use of social technologies for the instrumentation of public action and the adoption of actor-network theory as support for relational analysis. In order that, a qualitative case study was carried out to analyze the adoption of pedagogy of alternation as an instrument for rural education policy in the state of Rondônia, Brazil. It was found that, although the state government wanted to define a standard model, the instrumentation of rural education was translated differently in different regions of the state, through public action that involved a broad actor-network. Concluding that, as a result of these multiple and different forms of sociotechnical instrumentation of public action, there is a greater demand for the opening of government actors to the relational dynamics of the process of construction of public policies.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Política Pública , Problemas Sociais , Ensino , Zona Rural , Crescimento e Desenvolvimento
20.
Pesqui. prát. psicossociais ; 12(1): 147-163, abr. 2017. graf, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-895261

RESUMO

O presente artigo objetivou verificar em que medida os valores humanos predizem os comportamentos antissociais e estes, por sua vez, predizem os delitivos. Para tanto, contou-se com a participação de 207 universitários, com idades variando de 19 a 46 anos (M = 22,6; DP = 3,65). Os resultados indicaram que os valores das subfunções experimentação (+) e normativa (-) predisseram os comportamentos antissociais, e estes, as condutas delitivas. Tal modelo testado apresentou indicadores de ajuste adequados (χ²/g.l = 1,48, GFI = 0,99, TLI = 0,96, CFI = 0,98, RMSEA = 0,048). Os resultados indicam a importância dos valores na predição de condutas desviantes, sendo importante, sobretudo, a promoção de valores normativos, pois estes vêm se mostrando, consistentemente, como fatores de proteção para o envolvimento em comportamentos desviantes.


This article aimed to verify the extent to which human values predict the antisocial behaviors and these, in turn, predict the criminal behavior. Participants were 207 undergraduated students, with ages ranging from 19 to 46 years (M = 22.6, SD = 3.65). The results indicated that values of the subfunction excitement (+) and normative (-) predicted the antisocial behaviors, and these, criminal behaviors. This tested model showed adequate fit indicators (χ²/g.l = 1.48, GFI = 0.99, TLI = 0.96, CFI = 0.98, RMSEA = 0.048). The results indicate the importance of values in the prediction of deviant behavior, it is important, especially, the promotion of normative values, as these has proven consistently as protective factors for involvement in deviant behavior.


Este artículo tiene como objetivo verificar el grado en que los valores humanos a predecir las conductas antisociales y éstos, a su vez, predicen los delictivos. Esta involucrado con la participación de 207 alumnos, con edades entre 19 a 46 años (M = 22,6, SD = 3,65). Los resultados indicaron que los valores sub ensayo (+) y normativos (-) predijo las conductas antisociales, y estos, conductas delictivas. Este modelo probado mostró indicadores de ajuste adecuados (c² / gl = 1,48, GFI = 0,99, TLI = 0,96, CFI = 0.98, RMSEA = 0,048). Los resultados indican la importancia de los valores en la predicción de la conducta desviada, es importante, sobre todo, la promoción de los valores normativos, ya que ha demostrado consistentemente como factores de protección para la participación en la conducta desviada.


Assuntos
Normas Sociais , Comportamento Social , Problemas Sociais , Comportamento Perigoso , Incivilidade
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA