Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 7 de 7
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados
Base de dados
Intervalo de ano de publicação
1.
Cienc. Trab ; 14(n.esp): 44-52, mar. 2012. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-658305

RESUMO

Work engagement is a state of being happily engrossed in work and a feeling that one can give more in spite of difficulties, trials and tribulations. In line with this clergy engagement can be seen as a state in which priests constantly expend a great deal of energy through service and compassion to others with enthusiasm, commitment and absorption. The dynamic, dedicated and up-to-date priest thrives in demanding situations. Since engagement is defined as a work related state of mind 43 most of the studies have concentrated on the situational factors. This study attempts to explore if personality traits could play an important role in priests being positively motivated and engaged in priestly life and ministry. The present study on clergy engagement among a sample of 511 priests employed the Utrecht Work Engagement Scale to tap engagement, Copenhagen Psychosocial Questionnaire to tap ministerial resources and the NEO FFI Personality Inventory to tap personality traits, which is yet another addition to a long history of empirical research based on Catholic clergy conducted in various parts of the world. Hierarchical regression analyses confirmed that ministerial resources (skill utilization, social support from people and social support from priests) have a positive association with engagement and among the personality traits as expected Neuroticism had a negative association, while extraversion and conscientiousness had a positive association with engagement among the Indian clergy.


El engagement laboral es el estado de sentirse feliz y compenetrado hacia el trabajo, además de tener la capacidad de realizar un esfuerzo extra a pesar de las dificultades, procesos y preocupaciones. De forma paralela, el engagement del clero podría apreciarse como un estado en el cual los sacerdotes gastan comúnmente una gran cantidad de energía a través de su servicio y compasión hacia terceros con entusiasmo, compromiso y absorción. Los sacerdotes dinámicos, dedicados y modernos se enfrentan a situaciones exigentes. Debido a que el engagement se define como un estado mental hacia el trabajo, la mayoría de los estudios se han concentrado en los factores situacionales. Este estudio intenta explorar si los rasgos de la personalidad podrían jugar un rol importante en la motivación positiva y del engage en la vida sacerdotal y ministerial. El presente trabajo se realizó a partir de una muestra de 511 sacerdotes utilizando la medición Utrecht Work Engagement Scale para estimar el engagement, el Copenhagen Psychosocial Questionnaire para evaluar los recursos ministeriales y el NEO FFI Personality Inventory para revisar los rasgos de la personalidad, el cual es otra adición a una larga historia de investigación empírica basada en el clero católico que se realiza alrededor del mundo.Los análisis de regresión jerárquica confirmaron que los recursos ministeriales (uso de habilidades, apoyo social de la gente y apoyo social por parte de los sacerdotes) tienen una asociación positiva con el engagement y los rasgos de la personalidad. Tal como se esperaba, el neuroticismo presenta una asociación negativa, mientras que la extraversión y la conciencia mostraron una asociación positiva hacia el engagement del clero indio.


Assuntos
Humanos , Masculino , Clero , Fidelidade a Diretrizes , Relações Trabalhistas , Personalidade , Apoio Social
2.
Psicol. estud ; 14(1): 167-176, jan.-mar. 2009.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-517953

RESUMO

Neste artigo procuramos fazer uma análise psicossocial de um seminário teológico católico onde vivem 50 seminaristas em regime de internato, na etapa final de preparação para o sacerdócio, os quais, uma vez ordenados, passarão a ocupar posições de relevância, que consistem na coordenação de comunidades paroquiais amplas. Utilizando o instrumental teórico da análise institucional, procuramos mapear os operadores institucionais subjetivadores do dispositivo pedagógico seminário. Apresentamos dados relativos à observação participante realizada no campo de investigação. Detectamos que o seminário, além dos operadores presentes no discurso oficial institucional, implementa na prática cotidiana outros procedimentos, que podem ser designados como totalitários e disciplinares, produzindo um padre de perfil clericalizado.


We sought to execute a psychosocial analysis of a Theological Catholic Seminary where live 50 seminarians in boarding system, at the final stage of formation to priesthood; once ordained, they will be settled in relevant positions that comprise in the coordination of large parish communities. Applying a theoretical tool of institutional analysis, we mapped institutional subjectivityoperators from the pedagogical device in the Seminary. We show data related to participative observation obtained in research field. Besides the operators present in the official and institutional discourse, we found out that the Seminary contrives in daily practice other procedures, which may be designated as totalitarian and disciplinary, producing a priest with clerical profile.


En este artículo pretendemos hacer un analisis psicosocial de un seminário católico de teologia donde viven 50 seminaristas en régimen de internado, en la etapa final de su preparación para el sacerdocio, y que, una vez ordenados, pasarán a ocupar posiciones relevantes que consisten en la coordinación de amplias comunidades parroquiales. Utilizando el instrumental teórico del analisis institucional buscamos mapear los operadores institucionales subjetivadores del dispositivo pedagógico seminario. Presentamos datos relativos a la observación participante realizada en el campo de investigación. Detectamos que el seminário, más allá de los operadores presentes en el discurso institucional, implementa, en la práctica cotidiana, otros procedimientos que puedan ser designados como totalitários y disciplinares, produzindo un sacerdote de perfil clericalizado.


Assuntos
Humanos , Masculino , Clero , Educação , Psicologia Social
3.
Estud. psicol. (Natal) ; 13(3): 203-211, set.-dez. 2008.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-512384

RESUMO

Este artigo apresenta dados preliminares e discussões de uma investigação em psicologia social sobre a produção da subjetividade eclesiástica. Utilizando o instrumental teórico da análise institucional, estudamos o dispositivo pedagógico seminário. Nosso campo de pesquisa é um seminário católico de teologia, onde vivem 50 seminaristas em regime de internato, na etapa final de preparação para o sacerdócio, os quais, uma vez ordenados, passarão a ocupar posições de relevância que consistem na coordenação de comunidades paroquiais amplas. Os dados foram obtidos por meio da observação do cotidiano institucional. Apresentamos algumas conclusões preliminares. Encontramos fortes contradições entre os discursos oficiais e as práticas cotidianas no seminário teológico.


This article introduces preliminary data and debates from a social psychology inquiry about the production of ecclesiastical subjectivity. By taken institutional analysis as a theoretical tool, we study the seminary as a pedagogical device. Our field research is at a catholic theological seminary, where 50 seminarians live in boarding system, at the final stage of preparation to the priesthood; once ordained, the new priests will be in relevant position to coordinate extended parish communities. Data were obtained by means of observation of the institutional daily life. Some preliminary conclusions are presented. We have found deep contradictions between official discourses and daily practices at the theological seminary.


Assuntos
Masculino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Clero/psicologia , Psicologia Social , Religião e Psicologia , Teologia/educação
4.
Hist. ciênc. saúde-Manguinhos ; 14(supl): 95-112, dez. 2007.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-475078

RESUMO

Este artigo analisa alguns aspectos do Tesouro descoberto no rio Amazonas, obra composta pelo padre João Daniel (1722-1776), missionário jesuíta no Estado do Maranhão e Grão-Pará entre 1741 e 1757, desterrado para Lisboa dois anos antes do banimento da Companhia de Jesus da América portuguesa. A obra, registro singular da Amazônia de meados do século XVIII, oferece um compêndio das riquezas e potencialidades da região. Sobretudo, apresenta um projeto para a colonização crítico ao modelo então em vigor e que se apresenta como um conjunto integrado que considera as condições ambientais, a técnica e as relações sociais na organização da sociedade local. Ao colocar no centro de seu projeto a questão do trabalho, João Daniel recupera, como metáfora, a idéia - marcante na literatura missionária do século XVII e praticamente abandonada no século XVIII - da Amazônia como paraíso terrestre.


The article analyzes certain aspects of "Tesouro descoberto no rio Amazonas" (Treasure discovered on the Amazon River), written by João Daniel (1722-76) during his time in the State of Maranhão e Grão-Pará as a Jesuit missionary between 1741 and 1757; the priest was banished to Lisbon two years before the Company of Jesus was expelled from Portuguese America. This unique record of the mid-eighteenth-century Amazon is a compendium on the region's wealth and potential. Most importantly, it put forward a colonization project that was critical of the model then in place; the new proposal was an integrated whole which took environmental conditions, technology, and social relations into account in the organization of local society. In centering his project on the issue of labor, João Daniel revives, as a metaphor, the idea of the Amazon as an earthly paradise-a notion that had characterized seventeenth-century missionary literature but was practically abandoned in the eighteenth century.


Assuntos
História do Século XVIII , Clero/história , Natureza , Missões Religiosas/história , Clima Tropical , Utopias/história , Agricultura/história , Brasil , Rios , Problemas Sociais/história , Transportes/história
5.
Mudanças ; 11(1): 41-64, jan.-jul. 2003.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-410196

RESUMO

Estuda-se a formação do clero católico considerando valores de seminaristas católicos. Os valores são analisados levando-se em conta seus elementos de amplitude, exigência e escolha. Empregou-se a distinção de Rokeach entre valores terminais e instrumentais. As transformações sociais atribuídas à pós-modernidade foram consideradas à luz dos modelos propostos por Jean-François Lyotard e Anthony Giddens (modernidade tardia). Os sujeitos são cinco seminaristas, concluintes do curso de teologia e próximos da ordenação sacerdotal. Utiliza-se entrevista semi-estruturada composta de seis itens: (1) igreja universal-igreja local; (2) ecumenismo-diálogo inter-religioso; (3) verdade; (4) missão; (5) mulher; (6) pessoa do sacerdote, referentes a metanarrativa e subjetividade, dois temas da pós-modernidade. Os valores terminais permanecem os mesmos, ao passo que os instrumentais se alteram, o que permite aos sujeitos manter adesão aos primeiros. Os resultados apontam o modelo de Giddens (modernidade tardia) como mais adequado à compreensão das transformações socioculturais do fim do milênio do que aquele sugerido por Lyotard


Assuntos
Humanos , Masculino , Adulto , Clero/psicologia , Valores Sociais
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA