Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 715
Filtrar
2.
Washington; Organización Panamericana de la Salud; jul. 15, 2020. 15 p.
Não convencional em Espanhol | LILACS | ID: biblio-1103391

RESUMO

Ante el incremento de casos y defunciones por COVID-19 en comunidades indígenas en las Américas, la Organización Panamericana de la Salud / Organización Mundial de la Salud (OPS/OMS) insta a los Estados Miembros a redoblar esfuerzos para prevenir el avance de la infección en dichas comunidades, así como también para asegurar el acceso a los servicios de atención de salud y fortalecer el manejo adecuado de casos con enfoque intercultural. Al mismo tiempo, la OPS/OMS urge a implementar medidas preventivas para reducir la mortalidad asociada a la COVID-19 en todos los niveles del sistema de salud.


Assuntos
Pneumonia Viral/epidemiologia , Infecções por Coronavirus/epidemiologia , Assistência Integral à Saúde/organização & administração , Grupos Populacionais , Pandemias/estatística & dados numéricos , Betacoronavirus , Serviços de Saúde do Indígena/organização & administração , América/epidemiologia
4.
Rev. Esc. Enferm. USP ; 53: e03464, Jan.-Dez. 2019.
Artigo em Espanhol | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1020376

RESUMO

RESUMEN Objetivo Explorar la construcción social que sobre violencia obstétrica han elaborado mujeres Tének y Náhuatl de México. Método Estudio cualitativo-sociocrítico, mediante gupos focales se profundizó en las experiencias de parto de quienes vivieron un parto en el periodo 2015-2016. Resultados Participaron 57 mujeres. Mediante análisis de discurso se identificó que las participantes no poseen suficiente información sobre violencia obstétrica y/o derechos sexuales y reproductivos, lo que las imposibilita para asociar sus experiencias negativas al término legal "violencia obstétrica". Sus discursos corresponden en su mayoría a lo que desde el marco legal se ha denominado "violencia obstétrica", sin embargo, experiencias como el ayuno prolongado o el uso de tecnologías para la invasión de su intimidad fueron narradas como algo que conciben violento y que no se ha incorporado dentro del término legal. Conclusión Múltiples acciones que atentan contra los derechos humanos de las mujeres tienen lugar dentro de las salas de parto, la mayor parte no son identificadas por las usuarias, puesto que no han construido socialmente la imagen de la violencia obstétrica, ello no las hace menos susceptibles sin embargo, a sentirse agredidas y denigradas en sus partos.


RESUMO Objetivo Explorar a construção social que as mulheres Tének e Náhuatl do México elaboraram sobre a violência obstétrica. Método Estudo qualitativo-sociocrítico; por meio de grupos focais, houve um aprofundamento nas experiências de parto daquelas que passaram por um parto no período de 2015 a 2016. Resultados Participaram 57 mulheres. Mediante análise do discurso, foi identificado que as participantes não possuem informação suficiente sobre violência obstétrica e/ou direitos sexuais e reprodutivos, o que as impossibilita de associar suas experiências negativas ao termo legal "violência obstétrica". Seus discursos correspondem na sua maioria ao que, a partir do marco legal, foi denominado "violência obstétrica"; entretanto, experiências como jejum prolongado ou uso de tecnologias para a invasão da sua intimidade foram narradas como algo que concebem ser violento e que não foi incorporado ao termo legal. Conclusão Múltiplas ações que atentam contra os direitos humanos das mulheres têm lugar dentro das salas de parto, a maior parte não é identificada pelas usuárias, visto que não construíram socialmente a imagem da violência obstétrica, mas isso não as faz menos suscetíveis de sentir-se agredidas e denegridas nos seus partos.


ABSTRACT Objective To explore the social construction of obstetric violence developed by Tenek and Nahuatl women in Mexico. Method Qualitative, socio-critical study conducted through focal groups in which were deepened the childbirth experiences lived in the period 2015-2016. Results Participation of 57 women. Through discourse analysis, it was identified that participants do not have enough information about obstetric violence and/or sexual and reproductive rights. This makes the association of their negative experiences with the legal term "obstetric violence" impossible. Most of their speeches correspond to the legal denomination of "obstetric violence". Experiences like prolonged fasting or the use of technologies for invading their privacy were narrated like situations they perceive as violent, but have not been incorporated within the legal term. Conclusion Multiple actions against women's human rights take place within delivery rooms. Most remain unidentified by users, since they have not socially constructed the image of obstetric violence. However, that fact does not make them less susceptible to feel attacked and denigrated during their childbirth experiences.


Assuntos
Humanos , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Salas de Parto , Parto , Grupos Populacionais , Violência contra a Mulher , México , Grupos Focais , Pesquisa Qualitativa , Enfermagem Obstétrica
6.
RECIIS (Online) ; 13(4): 702-706, out.-dez. 2019.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1047483

RESUMO

Esta nota resulta de reflexões iniciais sobre a atual conjuntura brasileira no que tange aos desafios postos aos povos indígenas, diante de um governo declaradamente anti-indígena. Considerando a perspectiva histórica da política indigenista brasileira, observam-se elementos que nos instigam a analisar a relação do Estado com os povos originários e a capacidade que o movimento indígena brasileiro tem de articulação visando à resistência. São necessários saberes e práticas que exigem, cada vez mais, o rompimento com o pensamento autoritário e colonialista tão presente no contexto brasileiro.


This text is product of the initial attempts to think about the current Brazilian conjuncture regarding the challenges posed to indigenous peoples since they are confronted with a government who have declared to be anti-indigenous. From the historical perspective of Brazilian governmental policy towards indigenous, we observe elements that push us to analyze the relationship of the State with the indigenous peoples and the Brazilian indigenous movement' capacity for interacting to resist. Knowledge and practices that demand more and more a break with the authoritarian and colonialist thinking so present in the Brazilian context are indispensable.


Esta nota resulta de reflexiones iniciales a cerca de la coyuntura brasileña actual por lo que se refiere a los desafíos que los pueblos indígenas tienen que enfrentar frente a un Gobierno que expresa clara y determinadamente ser antiindígena. Observando la perspectiva histórica de la política indigenista brasileña, hay elementos que instigan el análisis de la relación del Estado con los pueblos indígenas y la capacidad que el movimiento indígena brasileño tiene de articularse para resistir. Son necesarios saberes y prácticas que exigen cada vez más el rompimiento con el pensamiento autoritario y colonialista tan presente en el contexto brasileño.


Assuntos
Humanos , Autoritarismo , Brasil , Ecossistema Amazônico , Grupos Populacionais , Violência Étnica , Incêndios Florestais/estatística & dados numéricos , Violações dos Direitos Humanos , Política Ambiental , Cultura Indígena , Mercúrio , Mineração
7.
RECIIS (Online) ; 13(4): 725-735, out.-dez. 2019.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1047528

RESUMO

O Exército Zapatista de Liberação Nacional (EZLN) e suas bases de apoio são formados predominantemente por indígenas que vivem na região de Chiapas, no México. O movimento constrói uma profunda experiência de autonomia, o que passa por diferentes dimensões da vida coletiva. Neste artigo, pretendemos, a partir de um trabalho de campo realizado na região, nos focar na saúde autônoma. A concepção de saúde está estritamente relacionada com a noção de terra, já que para ter saúde é preciso pertencer a um cosmos, permeado pelo respeito recíproco entre os mais diferentes seres, em uma luta constante para engrandecer o ch'ulel (espírito) e, com isso, caminhar rumo ao lekil kuxlejal (Bem Viver). Para colocar em prática esses princípios, o cuidado em saúde é protagonizado pelos promotores autônomos de saúde e pelas assembleias comunitárias.


The Zapatista Army of National Liberation (EZLN, in Spanish) and its bases are formed predominantly by indigenous languages living in the region of Chiapas, Mexico. The movement builds a profound experience of autonomy, which goes through different dimensions of collective life. In this article, we intend, from a fieldwork carried out in the region, to focus on autonomous health. The conception of health is closely related to the notion of land, since in order to have health it is necessary to belong to a cosmos, permeated by mutual respect between the most different beings, in a constant struggle to ennoble the ch'ulel (spirit) and thus to walk to the lekil kuxlejal (Good Living). To put these principles into practice, healthcare is carried out by autonomous health promoters and communal assemblies.


El Ejército Zapatista de Liberación Nacional (EZLN) y sus bases de apoyo son formados predominantemente por indígenas que viven en la región de Chiapas, México. El movimiento construye una experiencia profunda de autonomía, que atraviesa diferentes dimensiones de la vida colectiva. En este artículo, nos proponemos, a partir de un trabajo de campo realizado en la región, enfocar la salud autónoma. La concepción de salud guarda una estrecha relación con la noción de tierra, ya que para tener salud es necesario pertenecer a un cosmos, impregnado por el respeto mutuo entre los seres más diferentes, en una lucha constante para engrandecer el ch'ulel (espíritu) y, de este modo, caminar hasta el lekil kuxlejal (Buen Vivir, también llamado Vivir Bien). Para poner en práctica estos principios, la asistencia en salud se lleva a cabo por los promotores autónomos de salud y por las asambleas comunitarias.


Assuntos
Humanos , Colonialismo , Capitalismo , Grupos Populacionais , Antropologia Médica , Antropologia Cultural , Organização Comunitária , Racismo , Direitos Humanos , Cultura Indígena , Promoção da Saúde , México
8.
Arq. bras. psicol. (Rio J. 2003) ; 71(3): 36-47, set./dez. 2019.
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: biblio-1087798

RESUMO

Situado no campo da História da Psicologia, o objetivo deste artigo consiste em analisar a contribuição do periódico Arquivos Brasileiros de Psicotécnica (posteriormente denominado Arquivos Brasileiros de Psicologia Aplicada e Arquivos Brasileiros de Psicologia) para o estudo da temática dos povos indígenas, dado particularmente relevante no cenário historiográfico que tende a definir o ano de 2004 como ponto de partida nas relações entre a Psicologia e o estudo dos índios brasileiros. Nesse sentido, a partir de levantamento feito nos números publicados de 1949 (ano de criação da revista) até 1968, foram analisados quatro artigos que tratavam de questões relativas aos povos indígenas, em um contexto que permitiu investigar a caracterização do índio, pelo Serviço de Proteção aos Índios (SPI), como trabalhador rural; sob a perspectiva do Instituto de Seleção e Orientação Profissional (ISOP), instituição que é considerada como emblemática no campo da História da Psicologia do Trabalho


The objective of this article, about History of Psychology, is to analyze the contribution of the journal Arquivos Brasileiros de Psicotécnica (later called Arquivos Brasileiros de Psicologia Aplicada and Arquivos Brasileiros de Psicologia) to the study of the theme of indigenous peoples, because there are particularly relevant data in the historiographical scenario that tend to define the year 2004 as a starting point in the relations between Psychology and the study of Brazilian Indians. In this sense, from a survey carried out in the published issues from 1949 (year of creation of the journal) until 1968, four articles were analyzed. At that historical moment, the Indian was characterized by the Indian Protection Service (SPI) as a rural worker, and this article investigates the issue from the perspective of the Institute for Selection and Professional Guidance (ISOP), an institution that is considered to be emblematic in the field of the History of Work Psychology


Ubicado en el campo de la Historia de la Psicología, el objetivo de este artículo es analizar la contribución de la revista Arquivos Brasileiros de Psicotecnia (más tarde llamados Archivos Brasileños de Psicología Aplicada y Archivos Brasileños de Psicología) para estudiar el tema de los pueblos indígenas, particularmente relevante en escenario historiográfico que tiende a definir 2004 como un punto de partida en las relaciones entre la psicología y el estudio de los indios brasileños. En este sentido, a partir de una encuesta realizada en los números publicados desde 1949 (año de creación de la revista) hasta 1968, se analizaron cuatro artículos que tratan temas relacionados con los pueblos indígenas, en un contexto que permitió la investigación de la caracterización del indio por parte del Servicio de Protección Indígena (SPI) como trabajador rural; desde la perspectiva del Instituto de Selección y Orientación Profesional (ISOP), una institución que se considera emblemática en el campo de la Historia de la Psicología del Trabajo


Assuntos
Publicações Periódicas como Assunto , Psicologia/história , Trabalho/psicologia , Grupos Populacionais
9.
Enferm. actual Costa Rica (Online) ; (36): 151-158, Jan.-Jun. 2019.
Artigo em Espanhol | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1019837

RESUMO

Resumen La población adulta mayor maya es considerada vulnerable, debido a barreras que influyen en su calidad de vida, tales como su situación económica y las malas relaciones culturales con el profesional de salud, problemática sobre la que versa este ensayo. La deficiencia de políticas públicas enfocadas a mejorar las condiciones de vida del adulto mayor con diabetes, específicamente en zonas indígenas, es un problema que se debe atender en todo el territorio mexicano, un país con una amplia gama de culturas, por ello se requiere crear y evaluar distintos métodos que ayuden a aumentar la calidad de vida de los adultos mayores, mediante la propuesta de proyectos de salud que consideren los pensamientos y aspectos culturales de cada población y que mejoren las relaciones culturales de la población y los profesionales de la salud, máxime considerando que vivir con una enfermedad crónica puede generar cambios en el ámbito familiar, social e individual, por ende, es fundamental reconocer su forma de vivir y aplicar los cuidados transculturales en la población maya.


Abstract The elderly mayan people are considered one of most vulnerable populations in Mexico, having barriers that affect their quality of life, these include the economic situation and the bad cultural relations with health team, so in this essay is written on the problems found in this specific population. Deficiency of focused public policies to improve the living conditions of the elderly with diabetes, specifically in indigenous areas, is a problem to be addressed in all the Mexican territory, since it is a country with a wide range of cultures, for this reason is required to create and evaluate different methods that will help to increase the quality of life of seniors, the proposal of health projects that consider the thoughts and cultural aspects of each population, It is also urgent that these programs improve the cultural relations of the population and health professionals. Living with a chronic illness can generate changes in family, social and individual spheres, therefore, it is important to recognize its way of life and apply the transcultural care in the mayan population.


Resumo A população adulta maia mais velha é considerada vulnerável, devido a barreiras que influenciam sua qualidade de vida, como a situação econômica e as relações culturais ruins com o profissional de saúde, problema esse que é objeto deste ensaio. A carência de políticas públicas voltadas à melhoria das condições de vida dos idosos com diabetes, especificamente em áreas indígenas, é um problema que deve ser abordado em todo o território mexicano, um país com um amplo espectro de culturas, motivo pelo qual é necessário criar e avaliar diferentes métodos que ajudam a aumentar a qualidade de vida dos idosos, através da proposição de projetos de saúde que considerem os pensamentos e aspectos culturais de cada população e que melhorem as relações culturais da população e dos profissionais de saúde, especialmente considerando que viver com uma doença crônica pode gerar mudanças na família, social e individual, por isso, é essencial reconhecer seu modo de viver e aplicar o cuidado transcultural na população maia.


Assuntos
Humanos , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Qualidade de Vida , Idoso , Diabetes Mellitus , Grupos Populacionais , Atenção à Saúde , México
10.
Acta colomb. psicol ; 22(1): 31-41, ene.-jun. 2019. tab, graf
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-989074

RESUMO

Resumen La agresión autoritaria, la sumisión autoritaria y el convencionalismo son creencias sociales o actitudes que forman parte del llamado autoritarismo. El presente estudio da cuenta de la construcción y análisis de las propiedades psicométricas de una escala abreviada para evaluar tendencias autoritarias, la Escala de Actitudes frente al Autoritarismo (ESCAUT). En total, participaron 786 brasileños adultos con edades entre los 18 y 75 años, el 70.7 % eran militares. Inicialmente, se elaboraron 42 ítems para captar los principales tipos de creencias autoritarias, y los resultados de los análisis factoriales ordinales permitieron retener 20 ítems de moderados a altamente discriminatorios (cargas > .50) de dos factores latentes: autoritarismo moral y punitivo (α = .88) y autoritarismo sumiso (α = .89). Las curvas de información revelaron una amplia cobertura de la variable latente para ambas subescalas. Incluso, el instrumento fue capaz de discriminar participantes militares de no militares, con grandes efectos para las diferencias entre los grupos. En conclusión, la ESCAUT consiste en una escala abreviada de autoinforme que puede ser utilizada en la investigación de las principales actitudes autoritarias presentes en la población general. Al final se discuten las limitaciones del estudio.


Resumo A agressão autoritária, a submissão autoritária e o convencionalismo são crenças sociais ou atitudes que fazem parte do chamado "autoritarismo". Este estudo apresenta a construção e análise das propriedades psicométricas de uma escala abreviada para avaliar tendências autoritárias, a Escala de Atitudes ante o Autoritarismo (Escaut). No total, participaram 786 brasileiros adultos, entre os 18 e 75 anos, 70.7 % militares. Inicialmente, foram elaborados 42 itens para captar os principais tipos de crenças autoritárias, e os resultados das análises fatoriais ordinais permitiram reter 20 itens de moderados a altamente discriminatórios (cargas > .50) de dois fatores latentes: autoritarismo moral e punitivo (α = .88) e autoritarismo submisso (α = .89). As curvas de informação revelaram uma ampla cobertura da variável latente para ambas as subescalas. Inclusive, o instrumento foi capaz de discriminar participantes militares de não militares, com grandes efeitos para as diferenças entre os grupos. Em conclusão, a Escaut consiste numa escala abreviada de autorrelato que pode ser utilizada na pesquisa das principais atitudes autoritárias presentes na população em geral. Ao final do artigo, são discutidas as limitações deste estudo.


Abstract Authoritarian aggression, authoritarian submission, and conventionalism comprise beliefs or attitudes know as authoritarianism. In the present study, we report on the development and the test of the psychometric properties of a brief scale for the assessment of authoritarian tendencies, the Attitudes toward Authoritarianism Scale (ESCAUT). Participants in the study were 786 adults with ages ranging from 18 to 75 years, 70.7 % military. An initial pool of 42 items written to capture the core features of authoritarianism was evaluated by specialists, and then answered by the participants. Results from ordinal factor analysis indicated 20 items with moderately to highly discriminative (factor loadings > .50) of two latent factors: Moral and punitive authoritarianism (α = .88), and submissive authoritarianism (α = .89). Test information curves revealed a broad coverage of the latent trait in both subscales. Moreover, the instrument could discriminate military from non-military participants, with large size differences. The ESCAUT is a brief self-report scale recommended for the assessment of the main features of authoritarianism in the general Latin American population. Limitations of the study are addressed.


Assuntos
Humanos , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Preconceito , Autoritarismo , Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde , Grupos Populacionais
11.
Pesqui. prát. psicossociais ; 14(2): 1-16, abr.-jun. 2019. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1012742

RESUMO

Este trabalho visa analisar como as liberdades individuais são expressas em uma proposta de convivência voltada para o coletivo, como são as ecovilas. O presente estudo contribui para uma reflexão sobre a vida em comunidade, assim como para criar um debate sobre trocas e concessões possíveis entre indivíduo e sociedade. A partir de uma pesquisa de campo, de abordagem qualitativa (com observação participante e entrevistas), foi possível perceber que os conflitos fazem parte do cotidiano local, mas que a convivência se torna viável com construções de estratégias e propósitos - que podem ser importantes para a elaboração de alternativas para a sociedade atual. Percebemos que os desafios para se construir uma vida com senso de comunidade em uma ecovila são diários, e são observados por seus moradores de diferentes formas - ao mesmo tempo em que eles ainda estão buscando conjugar as liberdades individuais com as necessidades coletivas, em um processo contínuo.


This article aims to analyze how individual freedoms are expressed in a proposal of coexistence geared towards the collective, as are ecovillages. The present study contributes to a reflection on life in a community, as well as to create a debate about possible exchanges and concessions between individual and society. From a field research, with a qualitative approach (with participant observation and interviews), it was possible to perceive that conflicts are part of local daily life, but that coexistence becomes viable through constructions of strategies and purposes - which may be important for the elaboration of alternatives to the current society. We realize that the challenges to building a community-based life in an ecovillage are daily, and are observed by its residents in different ways - at the same time as they are still seeking to combine individual freedoms with collective needs, in a continuous process.


Este trabajo busca analizar cómo las libertades individuales se expresan en una propuesta de convivencia orientada hacia el colectivo, como son las ecoaldeas. El presente estudio contribuye a una reflexión sobre la vida en comunidad, así como para crear un debate sobre intercambios y concesiones posibles entre individuo y sociedad. A partir de una investigación de campo, de abordaje cualitativo (con observación participante y entrevistas), fue posible percibir que los conflictos forman parte del cotidiano local, pero que la convivencia se torna viable a través de construcciones de estrategias y propósitos - que pueden ser importantes para la elaboración de alternativas a la sociedad actual. Se percibe que los desafíos para construir una vida con sentido de comunidad en una comunidad son diarios, y son observados por sus habitantes de diferentes formas - al mismo tiempo que éstos todavía están buscando conjugar las libertades individuales con las necesidades colectivas, en un proceso en curso.


Assuntos
Liberdade , Individualidade , Psicologia Social , Grupos Populacionais , Psicologia Ambiental , Desenvolvimento Sustentável , Relações Interpessoais
12.
Licere (Online) ; 22(2): 132-159, junho.2019. graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1008299

RESUMO

Verifica, descreve e traça um perfil, através do método etnográfico, das práticas de lazer do povo indígena Tremembé de Almofala, no município de Itarema, estado do Ceará. Para a coleta dos dados utilizaram-se entrevistas estruturadas, relatos, fotos e vídeos, abrangendo 78 pessoas de 04 a 87 anos, indígenas residentes na praia de Almofala. Através da análise dos dados foi apontado como principais resultados o perfil, a singularidade e a descrição do lazer, bem como traços da cultura inseridos nesse processo; verificando que ainda há uma grande diversidade dessas práticas, com o sentimento de grupo envolvido em várias das atividades.


It verifies, describes and traces a profile, through the ethnographic method, of the leisure practices of the Tremembé indigenous people of Almofala, in the municipality of Itarema, state of Ceará. For the data collection, structured interviews, reports, photos and videos were used, covering 78 people from 04 to 87 years old, indigenous residents in the beach of Almofala. Through the analysis of the data, the profile, singularity and description of the leisure as well as traces of the culture inserted in this process were pointed out as main results; verifying that there is still a great diversity of these practices, with the group feeling involved in several of the activities.


Assuntos
Grupos Populacionais , Fatores Sociológicos , Cultura Indígena , Atividades de Lazer
13.
Licere (Online) ; 22(2): 237-267, junho.2019.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1009554

RESUMO

Neste estudo o problema investigado diz respeito às corridas de rua, em que os rituais demonstram a riqueza das formas de modus operandi dos vários participantes e grupos, que com objetivos distintos participam de provas de rua como, por exemplo, a meia maratona. Os objetivos foram identificar e analisar os significados e aspectos ritualísticos produzidos pelos corredores durante a participação em uma prova de meia maratona. A corrida de rua tem sido uma das atividades do contexto do lazer de pessoas de diferentes faixas etárias, condição de vida e de gênero. Para alguns, o lazer é um elemento da cultura não levado muito a sério diante de atividades que envolvem as obrigações sociais como o trabalho. No entanto, a partir do lazer podemos identificar particularidades de um grupo ou sociedade. A natureza da pesquisa é qualitativa. Foi realizada revisão de literatura, debate dos textos selecionados entre os investigadores e pesquisa de campo. Uma das pesquisadoras correu a prova de meia maratona e utilizou a técnica de observação participante. A partir das observações realizadas e analisadas identificou-se valores e aspectos constituintes das ações dos corredores: a competição, a honra em defesa da masculinidade e a interação social. Também foi possível observar que na corrida há grupos com interesses diversos e que o componente lúdico estava presente nas manifestações dos corredores observados, talvez pelo fator da corrida nesse caso ser uma ação realizada não como forma de obrigação.


In this study, the problem investigated refers to the street races, in which the rituals demonstrate the richness of the modus operandi of the various participants and groups, for different reasons, participating in street events such as the half marathon. The objectives of this work were to identify and analyse the meanings and ritualistic aspects produced by the runners during the participation in a half marathon event. Street racing has been one of the activities of the leisure context for people of different age groups, living conditions and gender. For some, leisure is an element of culture not taken very seriously in the face of activities involving social obligations, such as work. However, based on leisure studies, we can identify particularities of a group or society. The nature of this research is qualitative. Literature review, discussion of selected texts among researchers and field research were carried out. One of the researchers ran the half marathon race and used the participant observation technique. From the observations made and analysed, values and constituent aspects of runners actions were identified: competition, honour in defence of masculinity and social interaction. It was also possible to observe that in the race there are groups with different interests and that the play component was present in the manifestations of the observed runners, perhaps because the race in this case is an action performed not as a form of obligation.


Assuntos
Humanos , Corrida , Características Culturais , Grupos Populacionais/psicologia , Relações Interpessoais , Atividades de Lazer
14.
Licere (Online) ; 22(2): 500-523, junho.2019. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1022283

RESUMO

O estudo analisa a primeira edição dos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas (JMPI), realizados em 2015, no Brasil, a partir de como procederam as discussões e as formulações das políticas voltadas a esse evento esportivo. De cunho qualitativo, o estudo utilizou do modelo de análise dos Múltiplos Fluxos que verifica os fatores que influenciam na formulação da agenda política, por meio da análise documental das leis e decretos nacionais que dispõem sobre o esporte voltado aos povos indígenas, bem como relatórios emitidos pelo Ministério do Esporte do Brasil, em parceria com a UNESCO. Os resultados apontam para a incorporação dos JMPI à agenda política a partir da convergência entre o fluxo de problemas, desenhado a partir da ausência de políticas públicas voltadas às demandas indígenas, da falta de valorização e de divulgação da cultura indigenista e do feedback dos Jogos dos Povos Indígenas Brasileiros; o fluxo das políticas, instaurado por meio de documentos internacionais publicados em defesa da cultura indígena e dos jogos tradicionais de diferentes povos; e, o fluxo da política, por meio das representações do Ministério do Esporte Brasileiro, do Comitê Intertribal e as lideranças estrangeiras, culminando na abertura da janela de oportunidade para a organização do evento esportivo.


The study examines the first edition of the World Indigenous Games, held in Brazil in 2015, based on how the discussions and formulations of the policies related to this sporting event proceeded. In a qualitative way, the study used the Multiple Streams framework, which verifies the factors that influence the formulation of the political agenda, through a documental analysis of national laws and decrees that regulate the sport focused on indigenous peoples, as well as reports issued by the Ministry of Sports (Brazil), in partnership with UNESCO. The results point to the incorporation of the World Indigenous Games into the political agenda based on the convergence between the problem stream, drawn from the absence of public policies focused on indigenous demands, lack of appreciation and dissemination of indigenous culture and feedback from the Brazilian Indigenous Games; the policy stream, established through international documents published in defense of indigenous culture and traditional games of different peoples; and the political stream, through the representations of the Brazilian Ministry of Sports, the Intertribal Committee and the foreign leadership, culminating in the opening of the "launch window" for the organization of the sporting event.


Assuntos
Humanos , Formulação de Políticas , Política Pública , Esportes , Grupos Populacionais , Direitos Humanos , Cultura Indígena , Transculturação
15.
Bol. latinoam. Caribe plantas med. aromát ; 18(3): 265-276, mayo 2019. tab, ilus, mapas
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-1007975

RESUMO

Medicinal plants are very useful for man and is the result of the experience that has accumulated for generations. The aim of the study was to obtain information on the use of medicinal plants used in indigenous communities of the Sierra Negra de Puebla, Mexico. A semi-structured interview was applied to 635 people; 79.5% women and 20.5% men. The use of 43 species divided into 21 families was reported. The most used families were Asteraceae (8 spp.), Lamiaceae (4 spp.) And Rutaceae (4 spp.), The species with higher frequency and use value were Matricaria recutita and Mentha piperita, the main affections treated were; stomach pain, cough and flu. The leaves were the most used (55%) the main form of preparation (30.2%) was maceration, most (65%) grow the plants in orchards. In indigenous communities, women have a preponderant role in the use of medicinal plants.


Las plantas medicinales son de gran utilidad para el hombre y es resultado de la experiencia que ha acumulado por generaciones. El objetivo del estudio fue obtener información sobre el uso de las plantas medicinales utilizadas en comunidades indígenas de la Sierra Negra de Puebla, México. Se aplicó una entrevista semiestructurada a 635 personas; 79.5% mujeres y 20.5% hombres. Se reportó el uso de 43 especies divididas en 21 familias. Las familias más utilizadas fueron Asteraceae (8 spp.), Lamiaceae (4 spp.) y Rutaceae (4 spp.), las especies con mayor frecuencia y valor de uso fueron Matricaria recutita y Mentha piperita, las principales afecciones tratadas fueron; dolor estomacal, tos y gripa. Las hojas fueron la parte más utilizada (55%) la principal forma de preparación (30.2%) fue maceración, la mayoría (65%) cultiva las plantas en huertos. En comunidades indígenas la mujer tiene un papel preponderante en el uso de las plantas medicinales.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Plantas Medicinais , Etnobotânica , Grupos Populacionais , Inquéritos e Questionários , México
16.
Rev. Bras. Saúde Mater. Infant. (Online) ; 19(1): 7-23, Jan.-Mar. 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1013120

RESUMO

Abstract Objectives: we aimed to identify etiological factors for low birth weight (LBW), prematurity and intrauterine growth restriction (IUGR) in the Indigenous Population. Methods: for this systematic review, publications were searched in Medline/PubMed, Scopus, Web of Science, and Lilacs until April 2018. The description in this review was based on the PRISMA guideline (Study protocol CRD42016051145, registered in the Centre for Reviews and Dissemination at University of York). We included original studies that reported any risk factor for one of the outcomes in the Indigenous Population. Two of the authors searched independently for papers and the disagreements were solved by a third reviewer Results: twenty-four studies were identified, most of them were from the USA, Canada and Australia. The factors associated were similar to the ones observed in the non-indigenous including unfavorable obstetric conditions, maternal malnutrition, smoking, and maternal age at the extremes of childbearing age, besides environmental factors, geographic location, and access to health care in indigenous communities. Conclusions: etiologic factors for LBW in Indigenous Population have been receiving little attention, especially in Latin America. The three outcomes showed common causes related to poverty and limited access to healthcare. New studies should ensure explicit criteria for ethnicity, quality on the information about gestational age, and the investigation on contextual and culture-specific variables.


Resumo Objetivos: identificar fatores etiológicos para o baixo peso ao nascer (BPN), prematuridade e crescimento intrauterino restrito (CIUR) em povos indígenas. Métodos: revisão sistemática, com pesquisa nas bases Medline/PubMed, Scopus, Web of Science e Lilacs de publicações até abril de 2018. A descrição dessa revisão baseou-se na diretriz PRISMA (Protocolo de estudo CRD42016051145, registrado no Center for Reviews and Dissemination, da Universidade de York). Incluímos estudos originais que relatavam fatores de risco para algum dos três desfechos em Populações Indígenas. Dois autores fizeram buscas independentes e as discordâncias foram solucionadas por um terceiro revisor. Resultados: vinte e quatro estudos foram identificados, a maioria deles nos EUA, Canadá e Austrália. Os fatores associados foram semelhantes aos observados nos não indígenas, incluindo condições obstétricas desfavoráveis, desnutrição materna, tabagismo e idade materna nos extremos da idade fértil, além de fatores ambientais, localização geográfica e acesso aos serviços de saúde nas comunidades indígenas. Conclusões: os fatores etiológicos para BPN em povos indígenas receberam pouca atenção, especialmente na América Latina. Os três desfechos apresentaram causas comuns relacionadas à pobreza e acesso limitado aos serviços de saúde. Novos estudos devem garantir critérios explícitos para a classificação da etnia, qualidade da informação sobre a idade gestacional e a investigação de variáveis contextuais e culturais dos grupos estudados.


Assuntos
Humanos , Recém-Nascido de Baixo Peso , Grupos Populacionais , Saúde de Populações Indígenas , Retardo do Crescimento Fetal , Pobreza , Recém-Nascido Prematuro , Disparidades nos Níveis de Saúde , Acesso aos Serviços de Saúde
17.
Pesqui. prát. psicossociais ; 14(1): 1-14, jan.-mar. 2019.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1002779

RESUMO

Neste trabalho investigou-se em que medida a construção da identidade social está relacionada à escolha de um determinado seguimento musical por jovens de uma tribo. Com esse objetivo, buscou-se ainda refletir sobre outras questões a esta relacionada, a saber: como se dá o processo de integração a uma determinada tribo por esses jovens? Como eles, por meio de seu grupo, constroem representações dos demais grupos, do seu próprio grupo e de si mesmo? De que forma se dá as práticas sociais desses indivíduos - tanto ingroup, quanto outgroup? Para atender tais objetivos, foram realizadas entrevistas semiestruturadas com diferentes sujeitos de algumas tribos musicais, que posteriormente foram analisadas qualitativamente por meio de categorias de análise temáticas baseadas na Teoria da Identidade Social de Tajfel e que mostraram como a música pode funcionar como compositora de tribos urbanas e consequentemente de identidades sociais.


In this work we investigated to what extent the construction of the social identity is related to the choice of a certain musical follow-up by young people of a tribe. Through this objective, we look for to reflect on other issues related to it, namely: how does the process of integration of a particular tribe by these young people take place? How do they, through their group, construct representations of the other groups, of their own group and of themselves? How do you give the social practices of these individuals - both in the ingroup and in the outgroup? To meet these objectives, semi-structured interviews with different subjects of some musical tribes were carried out, which were later analyzed qualitatively through thematic analysis categories based on Tajfel's Social Identity Theory and which showed how music can function as a composer of urban tribes and consequently of social identities.


En este trabajo se investigó en qué medida la construcción de la identidad social está relacionada con la elección de un determinado seguimiento musical por jóvenes de una tribu. A través de ese objetivo, se buscó aún reflexionar sobre otras cuestiones a esta relacionada, a saber: cómo proceso de integración a una determinada tribu por esos jóvenes? Como ellos, a través de su grupo, construyen representaciones de los demás grupos, de su propio grupo y de sí mismo? ¿De qué forma se dan las prácticas sociales de esos individuos - tanto en el ingroup, como en el outgroup? Para atender tales objetivos se realizaron entrevistas semiestructuradas con diferentes sujetos de algunas tribus musicales, que posteriormente fueron analizadas cualitativamente a través de categorías de análisis temáticas basadas en la Teoría de la Identidad Social de Tajfel y que mostraron cómo la música puede funcionar como compositora de tribus urbanas y consecuentemente de identidades sociales.


Assuntos
Identificação Social , Música , Grupos Focais , Grupos Populacionais , Habilidades Sociais , Relações Interpessoais
18.
Psicol. ciênc. prof ; 39(spe): 53-66, jan./ Mar.2019. ilus
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: biblio-1016357

RESUMO

Neste artigo trazemos algumas discussões apresentadas na dissertação "Retomada Mbya-Guarani no Yvyrupá: produção de subjetividade, agenciamentos e criação de estratégias de luta", que teve como objetivo pesquisar processos de subjetivação, produção de composições e estratégias de enfrentamento/resistência em meio ao movimento dos indígenas Myba-Guarani de retomada de área em Maquiné-RS, Brasil. Entendeu-se que, para tanto, o método da cartografia se mostrava interessante, pois propicia traçar os percursos dos atores sociais no terreno da experiência. A partir de análise de materiais como diários de campo, fotos produzidas por indígenas e postadas em um grupo de WhatsApp que agregava apoiadores, audiovisuais de divulgação veiculados na internet, abordamos aqui, um dos pontos desenvolvidos na dissertação: o espaço sociocosmológico Mbya que se atualizou naquela região ­ a tekoá Ka'aguy Porã ­ entendendo-o como espaço ancestral (retomado na Retomada) para a efetuação do modo de vida ­ o tekó ­ Mbya-Guarani. Buscamos traçar aproximações, articulações e torções conceituais para pensar a produção de subjetividade deste povo indígena. Ao final, tecemos considerações sobre o que entendemos ser potentes aberturas e contribuições para a Psicologia Social, assim como para as ciências sociais e para a pesquisa com povos indígenas. Palavras-chave: Tekoá; Tekó, Produção de subjetividade, Mbya-Guarani, Cartografia....(AU)


In this article we present some discussions derived from the dissertation "Mbya-Guarani Retrieval in Yvyrupá: production of subjectivity, agency and creation of strategies of struggle", whose objective was to investigate subjectivation processes, production of coping/resistance strategies of the Myba-Guarani natives in the area of Maquiné/RS, Brazil. It was understood that, for this, the method of cartography was interesting, since it allows tracing the paths of social actors in the field of experience. Based on an analysis of materials such as field diaries, indigenous photos posted in a WhatsApp group that aggregated supporters, broadcasting aids on the Internet, we approach here one of the points developed in the dissertation: the Mbya sociocosmological space that was updated in that region ­ the tekoá Ka'aguy Porã ­ understanding it as ancestral space (taken up in the Retrieval) for the realization of the way of life ­ the tekó ­ Mbya-Guarani. We seek to draw approximations, articulations and conceptual twists to think about the production of subjectivity of this indigenous people. In conclusive terms, we make considerations about what we understand to be potent openings and contributions to social psychology, as well as to the social sciences and to research with indigenous peoples....(AU)


En este artículo traemos algunas discusiones presentadas en la disertación "Retomada Mbya-Guaraní en Yvyrupá: producción de subjetividad, agenciamientos y creación de estrategias de lucha" que tuvo como objetivo investigar procesos de subjetivación, producción de composiciones y estrategias de afrontamiento/resistencia en medio del movimiento de los indígenas Myba-Guarani de retomada de área en Maquiné/RS, Brasil. Se entendió que, para tanto, el método de la cartografía se mostraba interesante, pues propicia trazar los recorridos de los actores sociales en el terreno de la experiencia. A partir de análisis de materiales como diarios de campo, fotos por indígenas y publicadas en un grupo de WhatsApp que agregaba apoyadores, audiovisuales de divulgación vehiculados en internet, abordamos aquí uno de los puntos desarrollados en la disertación: el espacio sociocosmológico Mbya que se actualizó en aquella ­ la tekaá Ka'aguy Porã ­ entendiéndolo como espacio ancestral (retomado en la Retomada) para la realización del modo de vida ­ el tekó ­ Mbya-Guaraní. Buscamos trazar aproximaciones, articulaciones y torsiones conceptuales para pensar la producción de subjetividad de este pueblo indígena. Al final, hacemos consideraciones sobre lo que entendemos ser potentes aperturas y contribuciones a la psicología social, así como a las ciencias sociales ya la investigación con pueblos indígenas....(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Psicologia , Psicologia Social , Grupos Populacionais
19.
Psicol. ciênc. prof ; 39(spe): 147-158, jan./ Mar.2019.
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: biblio-1016743

RESUMO

O artigo aborda práticas do serviço Rede de Atenção à Pessoa Indígena ­ vinculado ao Departamento de Psicologia Experimental do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo ­, no período de 2015 a 2017, visando discutir os impactos de mudanças nos procedimentos de visitas às comunidades para a formação do psicólogo. A exposição do corpo do psicólogo em formação a contextos ritualizados segundo padrões distintos de sua cultura de origem faz emergir inquietações e angústias que caracterizam o modo de relação com a alteridade. Como ferramentas para elaboração desse modo de relação, os Guarani das comunidades visitadas nos propõem diálogos em que a prioridade é o estabelecimento de uma sintonia adequada com a sintonia do outro, preliminar à discussão e encaminhamento de projetos que abordam temas difíceis relativos a situações de vulnerabilidade psicossociais que as comunidades enfrentam....(AU)


The article deals with the practices of the Amerindian Support Network ­ linked to the Department of Experimental Psychology of the Institute of Psychology of the University of São Paulo ­ in the period from 2015 to 2017, aiming at discussing the impacts of changes in procedures for visiting the communities for training psychology students. The exposure of the body of the psychologist in training to ritualized contexts from different cultural patterns, in contrast to the students' original culture, gives rise to unease and disquieting feelings that characterize the relationship with alterity. As tools for the elaboration of this mode of relation, the Guarani from the communities we visited proposed to us dialogues in which the priority was to establish an adequate attunement to the attunement of the other. This attunement is apreliminary condition to discuss and forward projects that deals with challenging issues related to situations of psychosocial vulnerabilities the focused communities face....(AU)


El artículo aborda prácticas del servicio Red de Atención a la Persona Indígena ­ vinculado al Departamento de Psicología Experimental del Instituto de Psicología de la Universidad de São Paulo ­ en el período de 2015 a 2017, con el objetivo de discutir los impactos de cambios en los procedimientos de visitas a las comunidades para la formación del psicólogo. La exposición del cuerpo del psicólogo en formación a contextos ritualizados según patrones distintos de su cultura de origen hace emerger inquietudes y angustias que caracterizan el modo de relación con la alteridad. Como guías de elaboración de este modo de relación, los guaraníes de las comunidades visitadas nos proponen diálogos en los que la prioridad es el establecimiento de una sintonía adecuada con la sintonía del otro, preliminar a la discusión y encaminamiento de proyectos que abordan temas difíciles relativos a situaciones de vulnerabilidad psicosociales que las comunidades enfrentan....(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Psicologia , Psicologia Experimental , Grupos Populacionais
20.
Psicol. ciênc. prof ; 39: 1-11, jan.-mar.2019. tab
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: biblio-1016128

RESUMO

O uso abusivo de bebidas alcoólicas é um grave problema de saúde pública em indígenas brasileiros. O objetivo deste estudo foi desenvolver uma entrevista de avaliação que entendesse a frequência do uso e os prejuízos do álcool nessas comunidades, e utilizá-la em uma avaliação inicial. Tal entrevista de avaliação foi desenvolvido a partir de uma revisão sistemática de instrumentos já utilizados nacional e internacionalmente. No estudo piloto, seis lideranças indígenas foram avaliadas por entrevistas individuais, que foram submetidas à análise de conteúdo e categorização das respostas. Dos indígenas avaliados, todos relataram ter consumido bebida alcoólica, três apresentaram comportamentos de beber muito e dois reconheceram a necessidade de buscar tratamento para seu consumo de bebida. Os resultados encontrados demonstram ser possível avançar na avaliação do uso de álcool em indígenas no Brasil. O aperfeiçoamento da avaliação desenvolvida possibilitará a elaboração de projetos de intervenção adequados para o enfrentamento do abuso de álcool nas comunidades indígenas. A Psicologia, de forma técnica e ética, deve estar presente nessa problemática, cara às necessidades biopsicossociais dessas populações....(AU)


The alcohol abuse represents a serious public health problem in Brazilian indigenous groups. The aim of this research is to develop an interview to evaluate alcohol use, seeking to understand its frequency and damages in indigenous communities, making an initial evaluation. This evaluation interview was developed from a systematic review of instruments already used nationally and internationally. In the pilot study, six indigenous leaders were evaluated by individual interviews, which were subjected to content analysis and categorization of answers. It was found that all evaluated indigenous leaders reported having consumed alcohol and three of them presented heavy drinkers behavior. The results indicates the possibility to advance in the evaluation of alcohol use in indigenous populations in Brazil. The improvement of the evaluation created will enable the development of appropriate projects to reduce the losses of alcohol abuse in indigenous communities. Psychology, in a technical and ethical way, must be present in this problematic, important to the biopsychosocial needs of these populations....AU)


El uso abusivo de bebidas alcohólicas es un grave problema de salud pública en indígenas brasileños. El objetivo de este estudio fue desarrollar una entrevista de evaluación que entendiera la frecuencia del uso y los perjuicios del alcohol en esas comunidades, y utilizarla en una evaluación inicial. Esta entrevista de evaluación fue desarrollada a partir de una revisión sistemática de instrumentos ya utilizados nacional e internacionalmente. En el estudio piloto, seis líderes indígenas fueron evaluados por entrevistas individuales, que fueron sometidas al análisis de contenido y categorización de las respuestas. De los indígenas evaluados, todos relataron haber consumido bebida alcohólica, tres presentaron comportamientos de beber mucho y dos reconocieron la necesidad de buscar tratamiento para su consumo de bebida. Los resultados encontrados demuestran que es posible avanzar en la evaluación del uso de alcohol en indígenas en Brasil. El perfeccionamiento de la evaluación desarrollada posibilitará la elaboración de proyectos de intervención adecuados para el enfrentamiento del abuso de alcohol en las comunidades indígenas. La psicología, de forma técnica y ética, debe esta....(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Avaliação em Saúde , Alcoolismo , Grupos Populacionais , Psicologia
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA