Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 14 de 14
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Base de dados
Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
Braz. j. microbiol ; 49(2): 336-346, Apr.-June 2018. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-889223

RESUMO

Abstract Equine influenza is one of the major respiratory infectious diseases in horses. An equine influenza virus outbreak was identified in vaccinated and unvaccinated horses in a veterinary school hospital in São Paulo, SP, Brazil, in September 2015. The twelve equine influenza viruses isolated belonged to Florida Clade 1. The hemagglutinin and neuraminidase amino acid sequences were compared with the recent isolates from North and South America and the World Organisation for Animal Health recommended Florida Clade 1 vaccine strain. The hemagglutinin amino acid sequences had nine substitutions, compared with the vaccine strain. Two of them were in antigenic site A (A138S and G142R), one in antigenic site E (R62K) and another not in antigenic site (K304E). The four substitutions changed the hydrophobicity of hemagglutinin. Three distinct genetic variants were identified during the outbreak. Eleven variants were found in four quasispecies, which suggests the equine influenza virus evolved during the outbreak. The use of an out of date vaccine strain or updated vaccines without the production of protective antibody titers might be the major contributing factors on virus dissemination during this outbreak.


Assuntos
Animais , Variação Genética , Surtos de Doenças , Infecções por Orthomyxoviridae/veterinária , Evolução Molecular , Vírus da Influenza A Subtipo H3N8/isolamento & purificação , Doenças dos Cavalos/epidemiologia , Doenças dos Cavalos/virologia , Orthomyxoviridae , Proteínas Virais/genética , Brasil/epidemiologia , Análise de Sequência de DNA , Infecções por Orthomyxoviridae/epidemiologia , Infecções por Orthomyxoviridae/virologia , Glicoproteínas de Hemaglutininação de Vírus da Influenza/genética , Substituição de Aminoácidos , Vírus da Influenza A Subtipo H3N8/classificação , Vírus da Influenza A Subtipo H3N8/genética , Genótipo , Cavalos , Hospitais Veterinários , Neuraminidase/genética
2.
Rev. chil. endocrinol. diabetes ; 10(3): 90-94, jul. 2017. tab
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-998964

RESUMO

It has been shown that there is an association between air pollution and cardiovascular mortality. In bone pathology, studies show that air pollution is associated with a risk of developing osteoporosis and osteoporotic fracture associated with MP2.5 and nitrogen dioxide (NO2 ). The aim of our study was to determine whether or not there is an association between air pollution and osteoporotic disease, associating the incidence of femoral neck fracture in individuals aged 50 years or more and the contamination present in the several cities. Our results showed no statistically significant association between air pollution, evaluated using PM10 and PM2.5 as indicators, and the average annual incidence of osteoporotic hip fracture, comparing the most polluted cities and the less polluted cities of Chile


Assuntos
Humanos , Animais , Masculino , Feminino , Cães , Doenças do Cão/epidemiologia , Doenças do Sistema Endócrino/veterinária , Doenças do Sistema Endócrino/epidemiologia , Chile/epidemiologia , Fatores Sexuais , Incidência , Estudos Prospectivos , Distribuição por Sexo , Hipersecreção Hipofisária de ACTH/veterinária , Hipersecreção Hipofisária de ACTH/epidemiologia , Diabetes Mellitus/veterinária , Diabetes Mellitus/epidemiologia , Hospitais Veterinários/estatística & dados numéricos , Hipotireoidismo/veterinária , Hipotireoidismo/epidemiologia
3.
Univ. salud ; 17(1): 18-31, ene.-jun. 2015. graf, tab
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-755639

RESUMO

Objetivo: Aislar bacterias que circulan en clínicas veterinarias de la ciudad de Ibagué, conocer su perfil de resistencia a antimicrobianos y en algunas, su capacidad de transferir dicha resistencia a bacterias sensibles. Materiales y métodos: Se tomaron muestras de 10 clínicas a las que se les realizó cultivo bacteriológico, identificación bioquímica, antibiograma y pruebas de conjugación bacteriana para transmitir dicha resistencia. El diseño metodológico fue de tipo cuasi-experimental, el análisis de los resultados se hizo mediante estadística descriptiva. Resultados: En todas las áreas de las 10 clínicas se encontraron bacterias potencialmente patógenas multirresistentes que pertenecían a 8 de 16 especies aisladas. Los microorganismos que aparecieron con mayor frecuencia en los diferentes sitios de las clínicas fueron: Staphylococcus intermedius, Acinetobacter baumannii, Pantoea agglomerans, Klebsiella pneumoniae y Burkhordelia cepacia. Los lugares donde se aislaron microorganismos multirresistentes con más frecuencia fueron el piso de consulta externa y la mesa de examen clínico. La resistencia se presentó principalmente a amoxicilina y cloranfenicol. El estudio muestra la presencia de patógenos potenciales de causar infecciones nosocomiales, que se constituyen en reservorio de genes de resistencia a los antibióticos para las bacterias patógenas no resistentes.


Objective: To isolate bacteria circulating in veterinary clinics in the city of Ibague for knowing its antimicrobial resistance profile and in some cases, its ability to transfer this resistance to susceptible bacteria. Materials and Methods: Samples of 10 clinics that underwent bacterial culture, biochemical identification, antimicrobial susceptibility testing and bacterial conjugation to transfer this resistance were taken. The methodological design was quasi-experimental and the analysis of the results was made using descriptive statistics. Results: In all areas of the 10 clinical multiresistant potentially pathogenic bacteria which belonged to 8 of 16 species isolated were found. The microorganisms that occurred more frequently in different clinical places were: Staphylococcus intermedius, Acinetobacter baumannii, Pantoea agglomerans, Klebsiella pneumoniae and Burkhordelia cepacia. The places where multiresistant microorganisms were most frequently isolated were the outpatients' floor and the clinical examination table. The resistance occurred mainly to amoxicillin and chloramphenicol. The study shows the presence of potential pathogens causing nosocomial infections, which constitute a reservoir of resistance genes to antibiotics for non-resistant pathogenic bacteria.


Assuntos
Conjugação Genética , Infecção Hospitalar , Resistência Microbiana a Medicamentos , Hospitais Veterinários
4.
Braz. j. vet. res. anim. sci ; 52(3): 257-265, 20150000. tab, graf, mapas
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-774215

RESUMO

Improvements in veterinary medicine have resulted in a significant benefit in the life of pets in the last 20 years, and increased pet life expectancy led to an increased prevalence of canine neoplasia. Cancer epidemiology and spatial analysis tools, although well developed for human oncology research, is just beginning to be explored in veterinary oncology. São Paulo city, capital of the state of São Paulo, Brazil, is divided into five regions: North, South, East, West and downtown. The Veterinary Hospital of the School of Veterinary Medicine and Animal Science, University of São Paulo (HOVET-SVMAS-USP), is located in the West region of São Paulo, Brazil, and admits cases of small and large animals. Canine mammary tumors are so numerous that they are not routinely treated at the HOVET. The aim of this work was to perform a cartographic study to describe the spatial distribution of prevalent cases of neoplasms in dogs from the HOVET. Of the 3,620 cases seen in 2002 and 2003, 380 cases (10.5%) were of dogs affected with benign and malignant neoplasms. No statistical difference was found for the 380 addresses distributed among the five regions of the city. These results showed that the HOVET receives canine patients from all regions of São Paulo and there is a homogeneous spatial distribution of neoplasms. Authors encourage additional broader studies, involving several veterinary hospitals, clinics or laboratories in order to obtain more accurate data on distribution of canine neoplasms in São Paulo, SP, Brazil.


Avanços na medicina veterinária resultaram em benefícios significativos na vida de animais de estimação nos últimos 20 anos, e o aumento da expectativa de vida para animais levou a uma maior prevalência de neoplasias em cães. A Epidemiologia do Câncer e as ferramentas de análise espacial, embora bem desenvolvidas na pesquisa oncológica humana, estão começando a serem exploradas na Oncologia Veterinária. A cidade de São Paulo, capital do estado de São Paulo, Brasil, é dividida em cinco regiões: Norte, Sul, Leste, Oeste e centro. O Hospital Veterinário da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo (HOVET-SVMAS-USP) está localizado na região Oeste de São Paulo, Brasil, e admite casos de pequenos e grandes animais. Tumores mamários caninos são tão numerosos que não são tratados na rotina do HOVET. O objetivo deste trabalho foi realizar um estudo cartográfico para descrever a distribuição espacial dos casos prevalentes de neoplasias em cães a partir do HOVET. Dos 3.620 casos atendidos em 2002 e 2003, 380 (10,5%) casos eram de cães acometidos por tumores benignos e malignos. Não foi encontrada diferença estatística entre a distribuição dos 380 endereços entre as cinco regiões da cidade. Os resultados mostraram que o HOVET atende pacientes caninos de todas as regiões de São Paulo e que há uma distribuição espacial homogênea das neoplasias. Os autores incentivam estudos mais amplos, envolvendo vários hospitais veterinários, clínicas e laboratórios, a fim de obter dados mais precisos sobre a distribuição das neoplasias caninas em São Paulo, SP, Brasil.


Assuntos
Animais , Cães , Demografia/estatística & dados numéricos , Neoplasias/veterinária , Topografia Médica , Brasil , Hospitais Veterinários , Estudos Retrospectivos
5.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-655399

RESUMO

A associação entre medicamentos é uma ferramenta terapêutica amplamente utilizada, devido à existência de comorbidades. Contudo, essa prática eleva o índice de interações medicamentosas (IM), que podem ser benéficas ou acarretar danos à vida do paciente. Nesse contexto, os farmacêuticos de um hospital veterinário do noroeste paulista, implantaram em sua rotina a análise de todas as prescrições por meio de softwares e programas on line quanto à ocorrência de potenciais IM relacionadas à farmacoterapia de animais internados. Foram analisadas 5.376 prescrições, aviadas pelo serviço de farmácia hospitalar no período de 01 de junho de 2009 a 20 de dezembro de 2010. Todas foram elaboradas pelos médicos veterinários da instituição aos animais de pequeno porte que após atendimento ambulatorial permaneceram sob regime de internação. As IM estiveram presentes em 4,92% (n=265) das prescrições, as mais incidentes ocorreram entre ampicilina e heparina com 23,8% (n=63); ranitidina e cetoprofeno 12,9% (n=34); alimento e cefalexina 11,7% (n=31); cetoprofeno e heparina 9,4% (n=25) e metoclopramida e tramadol 8,3% (n=22). Quanto à gravidade, a maioria 52,4% (n=139) foi classificada como de nível menor; 24,9% (n=66) moderadas, 11% (n=29) potencialmente fatais, e 11,7% (n=31) não foram classificadas. As informações sobre estudos de IM e interações alimentares em animais são escassas, embora seja comum a ocorrência de IM na prática clínica. Assim essa avaliação tem o papel principal de alertar o médico veterinário prescritor para as consequências dessas no tratamento medicamentoso do animal e ainda no prognóstico da doença.


Combinations of drugs are widely used in medical treatment because of the presence of comorbidities. However, this practice increases the rate of drug interactions (abbreviated to IM in Portuguese), which can be beneficial or harmful to the patient. Against this background, pharmacists at a veterinary hospital in upstate São Paulo implemented a routine procedure of analyzing all medical prescriptions for the occurrence of potential IM in the treatment of hospitalized animals. A retrospective survey of 5,376 prescriptions issued between June 1, 2009 and December 20, 2010 was carried out. Drug interactions were present in 4.92% (n = 265) of prescriptions, the most frequent being those between ampicillin and heparin, with 23.8% of all IM (n = 63); ranitidine and ketoprofen, with 12.9% (n = 34); food and cephalexin, with 11.7% (n = 31); ketoprofen and heparin, with 9.4% (n = 25); and metoclopramide and tramadol, with 8.3% (n = 22). With regard to severity, the majority of IM, 52.4% (n = 139), were classified as mild, 24.9% (n = 66) as moderate, 11% (n = 29) as potentially fatal and 11.7% (n = 31) were not classified. Published data on IM and food interactions in animals are scarce, although their occurrence is common in clinical practice. Thus, this assessment mainly has the purpose of alerting the prescribing veterinary doctor to the consequences of IM in the drug treatment of animals and also in the disease prognosis.


Assuntos
Animais , Interações Medicamentosas , Hospitais Veterinários , Prescrições de Medicamentos/veterinária
6.
Rev. bras. parasitol. vet ; 18(supl.1): 40-53, out.-dez. 2009. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-624829

RESUMO

O objetivo deste estudo foi determinar a frequência e avaliar a influência da idade, sexo e raça na soropositividade anti-Babesia canis, Toxoplasma gondii, Leishmania (L.) chagasi e Neospora caninum, por meio da reação de imunofluorescência indireta (RIFI), em amostras de soros coletadas de cães atendidos em nove clínicas veterinárias particulares do município de Lavras, MG, no período de agosto de 2000 a abril de 2002. De 300 cães, 73,3% foram soropositivos (RIFI > 1:80) para B. canis, e houve um aumento significativo de reagentes (p < 0,05) nos animais adultos se comparados com os jovens. Apenas um cão (0,3%), proveniente do município de Belo Horizonte, apresentou anticorpos anti-L. (L.) chagasi (RIFI > 1:40). Para T. gondii, de 218 cães, 60,7% foram positivos (RIFI > 1:16). Em 228 amostras de soros, 3,1% foram positivas (RIFI > 1:50) para N. caninum. Infecções por B. canis e T. gondii são endêmicas em cães atendidos em clínicas veterinárias particulares em Lavras. Não há evidências de casos autóctones de leishmaniose visceral canina em Lavras. Além disso, a infecção por N. caninum é pouco comum em cães criados na zona urbana do município.


The aim of the present study was to determine the frequency and evaluate the influence of age, sex and breed in seropositivity anti-Babesia canis, Toxoplasma gondii, Leishmania (L.) chagasi and Neospora caninum, by means of the indirect immunofluorescence antibody test (IFAT), in serum samples collected from dogs attended in nine private veterinary clinics in municipality of Lavras, Minas Gerais, Brazil, from August 2000 to April 2002. Of 300 dogs, 73.3% were seropositive (IFAT > 1:80) to B. canis, and there was a significant increase (p < 0.05) of the reagent in adult animals when compared with young. Only one dog (0.3%) from Belo Horizonte there was antibodies anti-L. (L.) chagasi (IFAT > 1:40). T. gondii, of 218 dogs, 60.7% were positive (IFAT > 1:16). In 228 serum samples, 3.1% were positive (IFAT > 1:50) to N. caninum. Infections to B. canis and T. gondii occur as endemic form in dogs examined at private veterinary clinics in Lavras. There is no evidence that there are autochthonous cases of canine visceral leishmaniosis in Lavras. Besides this the infection by N. caninum is uncommon in dogs breed at the urbane zone of the municipality.


Assuntos
Animais , Cães , Feminino , Masculino , Anticorpos Antiprotozoários/sangue , Babesia/imunologia , Leishmania/imunologia , Neospora/imunologia , Toxoplasma/imunologia , Brasil , Hospitais Veterinários
7.
Rev. bras. parasitol. vet ; 18(3): 57-61, July-Sept. 2009. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-606792

RESUMO

O presente estudo investigou a etiologia da erliquiose monocítica canina em 70 cães atendidos no Hospital Veterinário da Universidade Estadual Paulista, na cidade de Botucatu, durante 2001 e 2002. Os cães foram avaliados segundo achados clínicos, epidemiológicos e laboratoriais e pela amplificação parcial e sequenciamento do gene dsb de Ehrlichia. DNA de Ehrlichia canis foi amplificado e sequenciado em 28 (40,0 por cento) cães. Observou-se maior frequência deanimais positivos com idade até 12 meses (P < 0,05). Diarreia, apatia e anorexia foram os sinais clínicos mais frequentes observados em 55,2 por cento (P = 0,05), 47,0 por cento (P > 0,05) e 42,2 por cento (P > 0,05) dos cães PCR positivos, respectivamente. Vinte e cinco cães com anemia (<5,5 × 10(6) eritrócitos.µL-1) e 8 com leucopenia (<5,5 × 10³ leucócitos.µL-1) foram positivos na PCR, porém não apresentaram associação estatística (P > 0,05) frente à infecção por E. canis. Todos os 28 cães positivos na PCR apresentaram trombocitopenia (<175 × 10³ plaquetas.µL-1; P < 0,05). E. canis foi a única espécie de Ehrlichia detectada em cães da região estudada, com alta taxa de infecção em cães jovens e, estatisticamente, associadaa cães trombocitopênicos.


This study investigated the etiology of canine ehrlichiosis and possible clinical and epidemiological data associated with the infection in 70 dogs suspect of ehrlichiosis attended at the Veterinary Hospital of the São Paulo State University in Botucatu city during 2001 and 2002. Dogs were evaluated by clinical-epidemiological and hematological data and molecular analysis by partial amplification and DNA sequencing of the ehrlichial dsb gene. E. canis DNA was amplified and sequenced in 28 (40.0 percent) dogs. Dogs younger than 12 months old showed significantly higher infection rates (65.0 percent; P < 0.05). Diarrhea, apathy, and anorexia were the major clinical signs observed in 55.2 percent (P = 0.05), 47.0 percent (P > 0.05), and 42.4 percent (P > 0.05) of the PCR-positive dogs, respectively. Twenty-five anemic (<5.5 × 10(6) RBC.µL-1), and 8 leukopenic (<5.5 × 10³ WBC.µL-1) dogs were PCR-positive (P > 0.05). All 28 PCR-positive dogs showed thrombocytopenia (<175 × 10³ platelets.µL-1) and revealed statistical significance (P < 0.05). E. canis was the only Ehrlichia species found in dogs in the studied region, with higher infection rates in younger dogs, and statisticallyassociated with thrombocytopenia.


Assuntos
Animais , Cães , Feminino , Masculino , Doenças do Cão , Ehrlichia canis , Ehrlichiose/veterinária , Brasil , Doenças do Cão/diagnóstico , Doenças do Cão/epidemiologia , Ehrlichiose/diagnóstico , Ehrlichiose/epidemiologia , Hospitais Veterinários
8.
Eng. sanit. ambient ; 13(1): 23-28, jan.-mar. 2008. graf, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-485066

RESUMO

O trabalho avalia aspectos referentes à classificação e segregação dos resíduos gerados no Hospital Veterinário da Ulbra (RS), a partir de estudos realizados para a elaboração do Plano de Gerenciamento dos Resíduos de Serviço de Saúde (PGRSS), para a instituição. O plano foi baseado na resolução RDC nº 306/2004 da ANVISA (Brasil, 2004), que define as diretrizes para o manejo dos resíduos de instituições de saúde, incluindo a segregação, coleta, armazenamento, transporte interno e externo, tratamento e disposição final. A partir da caracterização, classificação e do diagnóstico das atividades de manejo dos resíduos do hospital, foi possível avaliar a importância da segregação, no local de origem, para a redução de resíduos que necessitam de tratamentos especiais, bem como para a redução de riscos de propagação de doenças.


This work evaluates some referring aspects to the residues classification and segregation generated in Ulbra's Veterinary Hospital (RS), starting from studies accomplished in the elaboration of a Residues Health Service Management Plan (PGRSS), for the institution. The plan was based on RDC nº 306/2004 ANVISA's Resolution (Brasil, 2004), that defines the guidelines for handling the health institutions residues, including the segregation, collection, storage, internal and external transportation, treatment and final disposition. From the characterization, classification and the diagnostic handling activities of hospital residues, it was possible to evaluate the segregation importance, in the origin location, for the residues reduction that need special treatments, as well as for the risks reduction of diseases propagation.


Assuntos
Hospitais Veterinários , Hospitais Veterinários/legislação & jurisprudência , Resíduos de Serviços de Saúde , Resíduos de Serviços de Saúde/classificação , Separação de Resíduos Sólidos
9.
Rev. Soc. Bras. Med. Trop ; 36(3): 355-358, maio-jun. 2003. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-341060

RESUMO

Uma caracterizaçäo do perfil sorológico de 102 indivíduos com constantes atividades no Hospital Veterinário da Universidade Federal de Mato Grosso foi realizada por meio de fichas epidemiológicas e provas sorológicas para titulaçäo de anticorpos contra o vírus da raiva, no período de novembro de 1999 a novembro de 2000. Dessas pessoas, 27 tinham sido vacinadas em esquema de pré-exposiçäo e 75 näo tinham recebido nenhum esquema de vacinaçäo anti-rábica. Os resultados deste estudo puderam classificar os indivíduos em diferentes grupos (G1, G2, G3 e G4). As 19 (18,6 por cento) pessoas do grupo G1, previamente vacinadas contra raiva, apresentaram titulaçäo abaixo de 0,5 UI/mL; no grupo G2, as 8 (7,8 por cento) pessoas, também previamente vacinadas, apresentaram títulos superiores a 0,5UI/mL; no grupo G3, as 67 (65,6 por cento) pessoas, näo vacinadas contra o vírus rábico, apresentaram titulaçäo abaixo de 0,5UI/mL; e finalmente no grupo G4, as 8 (7,8 por cento) pessoas, que nunca receberam esquema vacinal, apresentaram títulos acima de 0,5UI/mL. Os resultados obtidos demonstraram que existe necessidade de avaliaçäo epidemiológica e acompanhamento sorológico. de pessoas submetidas a vacinaçäo anti-rábica pré-exposiçäo em hospitais veterinários


Assuntos
Animais , Anticorpos Antivirais , Hospitais Veterinários , Vacinas Antirrábicas , Vírus da Raiva , Brasil , Pessoal de Saúde , Testes de Neutralização , Exposição Ocupacional , Raiva
11.
Vet. Méx ; 28(4): 359-63, oct.-dic. 1997. ilus, tab
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-227423

RESUMO

Durante el periodo de julio de 1996 a junio de 1997 las clínicas ambulatorias del programa International Donkey protection Trust (IDPT)- International League For Protection Of Horses (ILPH)-Universidad Nacional Autónoma de México (UNAM), continuaron desarrollando su labor en comunidades rurales de los estados de Puebla, Tlaxcala, Guerrero, Guanajuato, Oaxaca, Hidalgo, Estado de México, Michoacán y Distrito Federal. Se trataron 17 735 animales, entre burros, caballos y mulas, de éstos se atendieron 21 505 condiciones patológicas diferentes. Se continuó trabajando sobre la problemática que prevalece en la plaza ganadera del puente de San Bernabé, Almoloya de Juárez, Estado de México, obteniendo una mejor respuesta por parte de las autoridades del municipio y por comerciantes, pero falta mucho por hacer. Se realizaron dos concursos del "Animal Mejor Cuidado", uno en Ciudad Nezahualcóyotl y otro en el estado de Puebla. Los dos veterinarios responsables de las unidades ambulatorias fueron invitados por los dirigentes de las organizaciónes inglesas a conocer su forma de trabajar y sus instalaciones en Inglaterra. El programa participó en el Congreso Nacional de Médicos Veterinarios Especialistas en Equinos que se llevó a cabo en la ciudad de Guadalajara, Jalisco, y en el Seminario Nacional de Tracción Animal, este último realizado en las instalaciones de la Universidad Autónoma del Estado de México. Los estudiantes continuaron participando con el programa a través del servicio social, especialidad en la modalidad de equinos, prácticas de campo y trabajo voluntario


Assuntos
Hospitais Veterinários , Médicos Veterinários , Medicina Veterinária/economia , Medicina Veterinária , Medicina Veterinária/organização & administração , México
14.
Rio de Janeiro; Guanabara Koogan; 7 ed; 1991. 1263 p. ilus.
Monografia em Português | LILACS, COVISA-Acervo | ID: lil-667266
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA