Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 186
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
2.
Rev. argent. mastología ; 39(142): 5-11, jun. 2020.
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-1104075

RESUMO

El 12 de diciembre de 2019 el mundo era rutinariamente normal y, muy escuetamente, las noticias mencionaban algunos casos de una rara neumonía viral observados en Wuhan, Provincia de Hubei, China. Entre el 30 de diciembre y el 3 de enero de 2020, todo drásticamente cambió. Se denunció, primero en un chat, una rara epidemia y, posteriormente, fue desmentida en un documento por quien la denunció, el oftalmólogo chino Li Weliang, bajo coacción del gobierno de su país "acusándolo de difundir rumores falsos". Dos días después, la Organización Mundial de la Salud (oms) alertó sobre un brote de neumonía de etiología desconocida en Wuhan; y recién el 7 de enero las autoridades chinas comunican que han identificado un nuevo virus causante de la nueva enfermedad: el 2019-nCoV


Assuntos
Pneumonia , Pneumonia Viral , Terapêutica , Neoplasias da Mama , Infecções por Coronavirus , Epidemias
3.
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-1097177

RESUMO

La historia de la humanidad ha estado marcada por devastadoras epidemias, muchas veces ocasionaron más muertes que las que se generaron en las guerras. Los conceptos de su origen, prevención y manejo han ido cambiando, atrás quedaron las creencias ancestrales de su origen mitológico, divino, un dios enfadado que al ver que su pueblo quebranta el programa de vida trazado decide castigarlo. Tucídides en la historia de la guerra del Peloponeso (428 A.C), documentó la Peste de Atenas con graves consecuencias económicas y estratégicas como la muerte de más 5.000 pobladores, 12.000 soldados e incluso con la muerte de Pericles.


Assuntos
Humanos , Infecções por Coronavirus , Epidemias/história , Betacoronavirus , Pandemias
4.
Rio de Janeiro; SES/RJ; 17/04/2020. 4 p. (Nota técnica SES-RJ/SUBRUP/SMQ/ATH Nº 01/2020 (COVID-19), 01).
Monografia em Português | LILACS, CONASS, SES-RJ | ID: biblio-1095859

RESUMO

Esta nota técnica estabelece as recomendações durante a pandemia para atendimento aos familiares dos pacientes com suspeita ou diagnóstico positivo para COVID-19 internados ou em leito de observação por mais de 24 horas, no que tange ao processo de comunicação e de orientações médicas.


Assuntos
Humanos , Infecções por Coronavirus/epidemiologia , Pneumonia Viral/epidemiologia , Brasil/epidemiologia , Epidemias/estatística & dados numéricos , Betacoronavirus
5.
Rio de Janeiro; SES/RJ; 06/04/2020. 14 p. (Nota técnica conjunta nº 01 SRUP/SGAIS SES/RJ, 01).
Monografia em Português | LILACS, CONASS, SES-RJ | ID: biblio-1095863

RESUMO

Esta nota técnica estabelece as Recomendações Provisórias para Atendimento às Gestantes sobre as medidas de prevenção em maternidades bem como avaliação e manejo de mulheres grávidas com suspeita ou confirmação de infecção pelo novo coronavírus nessas unidades.


Assuntos
Humanos , Infecções por Coronavirus/epidemiologia , Pneumonia Viral/epidemiologia , Brasil/epidemiologia , Epidemias/estatística & dados numéricos , Betacoronavirus
6.
RECIIS (Online) ; 14(1): 18-33, jan.-mar. 2020. ilus, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1087210

RESUMO

Este artigo analisa a abordagem da epidemia de zika e microcefalia pela página da Fundação Oswaldo Cruz no Facebook entre maio de 2015 e maio de 2016. Seguindo procedimentos da análise de conteúdo, destacamos características das postagens sobre o tema a partir de sua frequência, enquadramento, formato e engajamento. Também analisamos qualitativamente parte dos comentários das postagens de maior engajamento. Os resultados mostram o destaque recebido pelo tema na página e evidenciam a priorização do enfoque científico e político-institucional, o emprego da ciência para conferir credibilidade aos conteúdos e a popularidade das postagens sobre boatos junto ao público. Constatou-se, ainda, pouca interação por parte da Fiocruz e pequena variação dos formatos empregados nas postagens, com priorização de recursos tradicionais.


This article analyzes how Oswaldo Cruz Foundation's page on Facebook approached the epidemic of zika and microcephaly between May 2015 and May 2016. Following procedures of the content analysis, we highlight characteristics of the posts on the topic based on their frequency, frame, format and engagement. We also qualitatively analyze part of the comments of the posts with the highest level of engagement. The results show the great attention received by the theme on the page and bring to evidence the prioritization of the scientific and political-institutional frame, the use of science to confer credibility to the content and the popularity of the posts about rumors among the public. There was also little interaction on the part of Fiocruz and small variation of the formats used in the posts, with prioritization of traditional resources.


Este artículo analiza el enfoque de la epidemia de zika y microcefalia por la página de la Fundación Oswaldo Cruz en Facebook entre mayo de 2015 y mayo de 2016. Siguiendo procedimientos del análisis de contenido, destacamos características de las publicaciones sobre el tema a partir de su frecuencia, encuadramiento, formato y participación. También analizamos cualitativamente parte de los comentarios de las publicaciones de mayor participación. Los resultados muestran el destaque recibido por el tema en la página y evidencian la priorización del enfoque científico y político-institucional, el empleo de la ciencia para conferir credibilidad a los contenidos y la popularidad de los postes sobre rumores ante el público. Se constató, además, poca interacción por parte de la Fiocruz y pequeña variación de los formatos empleados en las publicaciones, con priorización de recursos tradicionales.


Assuntos
Humanos , Comunicação e Divulgação Científica , Comunicação em Saúde , Mídias Sociais , Zika virus , Microcefalia , Comunicação , Pesquisa Qualitativa , Publicações de Divulgação Científica , Epidemias , Rede Social , Mídias Sociais , Zika virus , Microcefalia
7.
J. nurs. health ; 10(4): 20104008, abr.2020.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1097484

RESUMO

Objetivo: contextualizar o sistema de saúde da Turquia e o enfrentamento à pandemia ocasionada pelo novo Coronavírus. Método: trata-se de um estudo teórico, exploratório baseado na leitura, análise e interpretação de textos científicos, leis e informações de sites oficiais do governo turco sobre o novo Coronavírus. Resultados: o governo turco sempre informou sobre a importância do isolamento social. Entretanto, uma parte da população não atendeu aos apelos feitos, por isso foram aprovadas leis visando restringir à circulação das pessoas. No momento, o aumento no número de casos e óbitos vem mantendo uma média e as restrições estão sendo reduzidas. Conclusões: testes rápidos são feitos em todos os suspeitos de contágio e o tratamento é gratuito nas instituições públicas, que estão bem equipadas. A população em geral e os profissionais de saúde precisam receber maior apoio por parte do governo.(AU)


Objective: to contextualize Turkey's health system and coping with new Coronavirus disease pandemic. Method: theoretical, exploratory study based on reading, analyzing and interpreting scientific texts, laws and information from official websites of the Turkish government about the new Coronavirus Results: the Turkish government has always informed the population about the importance of social isolation. However, part of the population did not fallow the recommendations, so laws were passed to restrict the people's circulation. At the moment the increase in the number of cases and deaths has been maintaining an average and the restrictions are being reduced. Conclusions: rapid tests are carried out on all suspected contagions and treatment is free in public institutions, which are well-equipped. The general population and healthcare workers need to get more support from the government.(AU)


Objetivo: contextualizar el sistema de salud de Turquía y el afrontamiento de la enfermedad pandémica debido al nuevo Coronavirus. Método: estudio teórico exploratorio basado en la lectura, análisis e interpretación de textos científicos, leyes e información de sitios web oficiales del gobierno turco sobre el nuevo Coronavirus. Resultados: el gobierno turco siempre ha informado a la población sobre la importancia del aislamiento social. Sin embargo, una parte de la población no siguió las recomendaciones, por lo que se aprobaron leyes para restringir la circulación de las personas. Por el momento el aumento en el número de casos y muertes se ha mantenido en promedio y las restricciones están reduciendo. Conclusiones: se realizan pruebas rápidas en todos los contagios sospechosos y el tratamiento es gratuito en las instituciones públicas, que están bien equipadas. La población general y los personales de salud necesitan obtener más apoyo del gobierno.(AU)


Assuntos
Turquia , Saúde Pública , Doenças Transmissíveis , Infecções por Coronavirus , Epidemias
8.
Rio de Janeiro; SES/RJ; 26/03/2020. 3 p. (Of. circular SES-CVE/GIHV nº 003/2020, 03).
Monografia em Português | LILACS, CONASS, SES-RJ | ID: biblio-1095865

RESUMO

Esta nota técnica visa orientar serviços, laboratórios, UDMs e coordenações municipais que atendem pacientes com HIV e Hepatites Virais.


Assuntos
Humanos , Infecções por Coronavirus/epidemiologia , Pneumonia Viral/epidemiologia , Brasil/epidemiologia , Epidemias/estatística & dados numéricos , Betacoronavirus
9.
Brasília; ANVISA; 21 mar. 2020.
Não convencional em Português | LILACS, Coleciona SUS | ID: biblio-1095106

RESUMO

Reconhece-se que a população idosa que reside nas Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPI), em geral, é mais vulnerável, com níveis variados de dependência e possui necessidades complexas. Como a nova doença respiratória, COVID-19, que está se espalhando globalmente e que apresenta letalidade elevada na população idosa (pessoas com 60 anos ou mais), as ILPI devem implementar medidas de prevenção e controle de infecção para evitar ou reduzir ao máximo que os residentes, seus cuidadores e profissionais que atuem nesses estabelecimentos sejam infectados pelo vírus e, mais significativamente, reduzir a morbi-mortalidade entre os idosos nessas instituições. As medidas de prevenção que devem ser aplicadas são as mesmas para detectar e impedir a propagação de outros vírus respiratórios, como por exemplo a influenza. A doença classificada como COVID-19 é causa dada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2), que foi identificado pela primeira vez na cidade de Wuhan, na China. Outras infecções por coronavírus incluem o resfriado comum, a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS-CoV) e a Síndrome Respiratória Aguda Grave(SARS-CoV).Nesta Nota Técnica, serão abordadas orientações mínimas para as ILPI quanto às medidas de prevenção e controle que devem ser adotadas durante a assistência aos residentes, principalmente com relação aos casos suspeitos ou com diagnóstico confirmado de COVID-19, segundo as orientações divulgadas pela Organização Mundial da Saúde(OMS)e outros órgãos. No entanto, ressaltamos que este é um documento que pode ser alterado a qualquer momento, conforme novas informações estiverem disponíveis, já que se trata de um microrganismo novo no mundo e portanto, com poucas evidências sobre ele.


Assuntos
Humanos , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Pneumonia Viral/prevenção & controle , Infecções por Coronavirus/prevenção & controle , Vigilância em Saúde Pública , Instituição de Longa Permanência para Idosos/normas , Epidemias/prevenção & controle
10.
São Paulo; AMHB;APH; mar. 2020. 62 p.
Monografia em Português | LILACS, HomeoIndex - Homeopatia, MOSAICO - Saúde integrativa | ID: biblio-1087238

RESUMO

Além da reconhecida aplicação nas doenças crônicas, a homeopatia individualizada também pode atuar de forma resolutiva ou complementar nos casos agudos, incluindo as doenças epidêmicas. No entanto, para atingir esse intento, apresenta uma metodologia semiológica e terapêutica específica que deve ser seguida e respeitada, com o risco de não apresentar a eficácia e a segurança desejada. No caso das doenças epidêmicas, que pela virulência dos seus agentes provoca um quadro sintomatológico comum na maioria dos indivíduos suscetíveis, o medicamento homeopático individualizado (medicamento homeopático do gênio epidêmico) deve apresentar semelhança com o conjunto de sinais e sintomas característicos dos pacientes acometidos nos diferentes estágios de cada surto epidêmico. Estudos evidenciam a eficácia e a segurança desta prática profilática e/ou terapêutica em diversas epidemias do passado. Assim sendo, após o levantamento dos possíveis medicamentos homeopáticos individualizados do gênio epidêmico de cada epidemia, sua aplicação profilática e/ou terapêutica em larga escala deve ser sustentada por ensaios clínicos prévios que demonstrem sua eficácia e segurança, em consonância com os aspectos éticos e bioéticos da pesquisa envolvendo seres humanos. Cumprindo essas premissas da boa prática clínica, elaboramos o atual protocolo com o objetivo de investigar, em ensaio clínico randomizado, duplo-cego e placebo-controlado, a eficácia e a segurança de possíveis medicamentos homeopáticos individualizados do gênio epidêmico da COVID-19, em tratamento adjuvante e complementar de pacientes acometidos pela doença. Caso a a eficácia e a segurança se confirme, e tão somente, o(s) medicamento(s) poderão ser utilizado de forma generalizada e coletiva no tratamento e na prevenção da atual epidemia. (AU)


In addition to the recognized application in chronic diseases, individualized homeopathy can also act in a resolutive or complementary way in acute cases, including epidemic diseases. However, to achieve this intent, it presents a specific semiological and therapeutic methodology that must be followed and respected, with the risk of not presenting the desired efficacy and safety. In the case of epidemic diseases, which due to the virulence of their agents causes a common symptomatological picture in most susceptible individuals, the individualized homeopathic medicine (homeopathic medicine of the epidemic genius) should present similarity with the set of characteristic symptoms and signs of the patients affected in the different stages of each epidemic outbreak. Studies show the efficacy and safety of this prophylactic and/or therapeutic practice in several epidemics of the past. Therefore, after the survey of possible homeopathic drugs individualized from the epidemic genius of each epidemic, its prophylactic and/or large-scale therapeutic application should be supported by previous clinical trials that demonstrate its efficacy and safety, in line with the ethical and bioethical aspects of research involving human beings. Fulfilling these premises of good clinical practice, we developed the current protocol with the objective of investigating, in a randomized, double-blind and placebo-controlled clinical trial, the efficacy and safety of possible individualized homeopathic drugs of epidemic genius of COVID-19, in adjuvant and complementary treatment of patients affected by the disease. If efficacy and safety are confirmed, and only in this condition, the medicine may be used in a generalized and collective manner in the treatment and prevention of the current epidemic. (AU)


Assuntos
Humanos , Gênio Epidêmico , Protocolos Clínicos , Coronavirus , Infecções por Coronaviridae/prevenção & controle , Infecções por Coronaviridae/terapia , Ética em Pesquisa , Vírus da SARS , Epidemias , Homeopatia , Brasil/epidemiologia
11.
Sâo Paulo; Marcus Zulian Teixeira; mar. 2020. 60 p.
Monografia em Inglês | HomeoIndex - Homeopatia, LILACS | ID: biblio-1088044

RESUMO

In addition to the recognized application in chronic diseases, individualized homeopathy can also act in a resolutive or complementary way in acute cases, including epidemic diseases. However, to achieve this intent, it presents a specific semiologic and therapeutic methodology that must be followed and respected, with the risk of not presenting the desired efficacy and safety. In the case of epidemic diseases, which due to the virulence of their agents causes a common symptomatological picture in most susceptible individuals, the individualized homeopathic medicine (homeopathic medicine of the epidemic genius) should present similarity with the set of characteristic symptoms and signs of the patients affected in the different stages of each epidemic outbreak. Studies show the efficacy and safety of this prophylactic and/or therapeutic practice in several epidemics of the past. Therefore, after the survey of possible homeopathic drugs individualized from the epidemic genius of each epidemic, its prophylactic and/or large-scale therapeutic application should be supported by previous clinical trials that demonstrate its efficacy and safety, in line with the ethical and bioethical aspects of research involving human beings. Fulfilling these premises of good clinical practice, we developed the current protocol with the objective of investigating, in a randomized, double-blind and placebo-controlled clinical trial, the effectiveness and safety of possible individualized homeopathic drugs of epidemic genius of COVID-19, in adjuvant and complementary treatment of patients affected by the disease. If effectiveness and safety are confirmed, and only in this condition, the medicine may be used in a generalized and collective manner in the treatment and prevention of the current epidemic. (AU)


Assuntos
Gênio Epidêmico , Protocolos Clínicos , Infecções por Coronavirus/prevenção & controle , Infecções por Coronavirus/terapia , Ética em Pesquisa , Vírus da SARS , Epidemias , Homeopatia , Brasil/epidemiologia
15.
São Paulo; s.n; 2020. 168 p.
Tese em Português | LILACS | ID: biblio-1049776

RESUMO

Pontuando que o historiador encontra-se em seu tempo histórico devido sua própria condição humana e que no presente pulsam as contradições e as possibilidades de compreensão do passado, a inquietação que move esta pesquisa conjuga o desejo da contribuição historiográfica à reflexão sobre questões que ecoam na contemporaneidade, na busca por revelar movimentos de ruptura e permanência inseridos no processo histórico-social das políticas de saúde pública paulistas, trazendo à baila singularidades regionais. Para tanto, a pesquisa propõe-se à construção de História Local sobre a epidemia de Gripe Espanhola em Botucatu, cidade do interior paulista, buscando contextos regionais, forças sociais, tensões e singularidades presentes na assistência aos gripados no contexto da Saúde Pública dos anos de 1910. Em momento onde se retoma o debate sobre as atividades essenciais do Estado, entende-se imprescindível a busca de vestígios sobre condições e particularidades que corroboraram à integração de interesses, práticas e saberes que, ao se acomodarem, legitimaram o processo de coletivização da saúde, na Primeira República.


Pointing out that the historian is in his historical time due to his human condition and that in the present the contradictions and the possibilities of understanding of the past pulsate, the restlessness that drives this research combines the desire of the historiographical contribution to the reflection on issues that echo in contemporaneity, seeking to reveal movements of rupture and permanence inserted in the historical-social process of public health policies in São Paulo, bringing up regional singularities. To this end, the research proposes to build a local history about the Spanish Flu Epidemic in Botucatu, a city in the interior of São Paulo, seeking regional contexts, social forces, tensions and singularities present in the care of the flu in the context of Public Health of the 1910s. At a time when the debate about the essential activities of the State is resumed, it is essential to search for traces about conditions and particularities that corroborated the integration of interests, practices, and knowledge that, when accommodated, legitimized the process of collectivization of health, in the First Republic.


Assuntos
Saúde Pública , Perfis Sanitários , Epidemias , Influenza Pandêmica, 1918-1919 , História
16.
Rev. Hosp. Niños B.Aires ; 62(276): 15-21, 2020.
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-1099901

RESUMO

La migración de las poblaciones, a través de las diferentes etapas de la historia y su incursión en diversos ecosistemas del planeta, ha permitido irremediablemente una interacción dinámica con animales, plantas, insectos y con el mundo microbiológico. En esta trayectoria algunos microorganismos establecieron relaciones simbióticas con los seres humanos mediante la negociación de compromisos celulares y moleculares, eventualmente esculpiendo al genoma humano. Sin embargo, en muchas otras instancias, ciertos microorganismos han actuado como agentes de selección natural, ocasionando enfermedad y muerte. De esta forma, el establecimiento de las sociedades actuales se debe en gran medida al impacto que las enfermedades infecciosas tuvieron en la conformación de las poblaciones a través de los milenios. Las epidemias ocasionadas por esas enfermedades han influenciado aspectos políticos, económicos y sociales al menos por cuatro transiciones epidemiológicas: el Neolítico con la aparición de los primeros asentamientos humanos, la Edad Media -particularmente con el impacto de la plaga bubónica en Europa y Asia-, la época de exploración y colonialismo europeo y la actual era de globalización. La historia de la humanidad estaría inexorablemente ligada a la coexistencia con los agentes infecciosos


Throughout the history of mankind, population migration has played an important role in determining a dynamic interplay of humans with other animals, plants, insects, and microbial agents in different ecological niches. In this journey, some microbes have negotiated symbiotic relationships with humans by achieving molecular and cellular compromises, ultimately sculpting the human genome. In other cases, many microbial agents have acted as pathogens and therefore becoming forces of natural selection throughout different human societies by leading to morbidity, dysfunction, or death. In this manner, the establishment of modern societies is in many ways the result of the burden of disease associated with infectious pathogens throughout millennia. Throughout the history of mankind, epidemics of infectious diseases have influenced political, economic and social aspects of human societies at least through the occurrence of four epidemiologic transitions: a) the Neolithic period with the establishment of the first human villages with enough population density enabling the spread of infectious agents; b) the middle-ages with the spread of bubonic plague causing important demographic changes; c) the worldwide exploration of European with colonization in new territories; and d) the current era of globalization. In summary, there is an inextricable link between humanity's journey and microorganisms resulting in either beneficial or antagonistic interactions


Assuntos
Humanos , Doenças Transmissíveis , Epidemias , História , História da Medicina
19.
Rev. colomb. cir ; 35(2): 141-142, 2020000.
Artigo em Espanhol | LILACS, COLNAL | ID: biblio-1095491
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA