Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 474
Filtrar
1.
Enferm. foco (Brasília) ; 11(1): 176-181, jun. 2020. tab
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1103027

RESUMO

Trata-se de uma revisão de integrativa, norteada pela pergunta "Quais as práticas de violência obstétrica e suas implicações no bem-estar das mulheres, e quais os cuidados de enfermagem frente à violência obstétrica?" Os dados foram coletados em abril de 2019, na Biblioteca Virtual de Saúde (BVS) e no Portal Capes, a partir de dois cruzamentos, utilizando os descritores em ciências da saúde (DeCs): Violência; Parto; Parto humanizado; Assistência de Enfermagem. Resultados: Constatou-se a ocorrência de humilhações no momento do parto e a realização de procedimentos desnecessários. O cuidado de enfermagem destaca-se na redução destes procedimentos invasivos, através de métodos não farmacológicos, o acolhimento digno, escuta ativa e apoio físico e emocional. Conclusão: É necessário politicas públicas eficazes e o fornecimento de capacitação para os profissionais de enfermagem, tendo em vista uma assistência humanizada. (AU)


Objective: To identify in the scientific literature what points about obstetric violence and nursing care to prevent this occurrence. Method: This is an integrative review, guided by the question "What are the practices of obstetric violence and its implications on women's well- being, and what nursing care in the face of obstetric violence?" Data were collected in April 2019, in the Virtual Health Library (VHL) and at Capes Portal, from two crossings, using the descriptors in health sciences (DeCs): Violence; Childbirth; Humanized birth; Nursing care. Results: It was found the occurrence of humiliation at the time of delivery and the performance of unnecessary procedures. Nursing care stands out in reducing these invasive procedures through non-pharmacological methods, decent reception, active listening and physical and emotional support. Conclusion: Effective public policies and the provision of training for nursing professionals are needed for humanized care. (AU)


Objectivo: identificar en la literatura científica qué puntos acerca de la violencia obstétrica y los cuidados de enfermería para prevenir este hecho. Método: Esta es una revisión integradora, guiada por la pregunta "Cuáles son las prácticas de violencia obstétrica y sus implicaciones en el bienestar de las mujeres, y qué cuidados de enfermería frente a la violencia obstétrica?". Los datos se recopilaron en abril 2019, en la Biblioteca Virtual en Salud (BVS) y en Capes Portal, a partir de dos cruces, utilizando los descriptores en ciencias de la salud (DeCs): violencia; Parto Parto humanizado; Cuidados de enfermería. Resultados: se encontró la aparición de humillaciones en el momento del parto y la realización de procedimientos innecesarios. La atención de enfermería se destaca en la reducción de estos procedimientos invasivos a través de métodos no farmacológicos, recepción decente, escucha activa y apoyo físico y emocional. Conclusión: Se necesitan políticas públicas efectivas y la provisión de capacitación para profesionales de enfermería para la atención humanizada. (AU)


Assuntos
Violência , Parto Humanizado , Parto , Cuidados de Enfermagem
2.
Enferm. actual Costa Rica (Online) ; (38): 180-195, Jan.-Jun. 2020. tab
Artigo em Espanhol | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1090095

RESUMO

Resumen Abordar la humanización de la atención al embarazo desde la mirada de gestantes usuarias de una unidad hospitalaria pública de Bogotá, a partir de sus experiencias, preocupaciones y temores y propuestas. Estudio cualitativo en el cual participaron 20 gestantes atendidas por la unidad; la información se obtuvo con apoyo de un taller; se realizó un análisis temático de la información obtenida. Los embarazos son asumidos por las gestantes como "una bendición", a pesar de enfrentar, en ocasiones, situaciones adversas; los temores de las gestantes se centran especialmente en los dolores y complicaciones del parto y la posibilidad de morir o perder a sus hijos; se observan necesidades especiales en las gestantes adolescentes y las gestantes con alto riesgo obstétrico. También, las participantes proponen priorizar y agilizar la atención a las gestantes en los servicios, mejorar la información que reciben, garantizar el acompañamiento en el parto y fortalecer la escucha, la confianza y el buen trato hacia las usuarias. Según los hallazgos del estudio, el embarazo para el grupo de participantes es un evento positivo que, sin embargo, conlleva momentos de tensión, temores y preocupaciones, las cuales recaen, especialmente, en el devenir del parto. Dichas circunstancias pueden ser minimizadas, mediante la acción humanizada del equipo de salud, fortaleciendo su empoderamiento. Asimismo, se destacan los siguientes aspectos:: a nivel de calidad de la atención, la oportunidad e información hacia las usuarias y el acompañamiento durante el parto; a nivel relacional, responder a la demanda de calidez, escucha y confianza en el trato hacia las usuarias.


Abstract To approach to humanization of pregnancy care from the perspective of pregnant users of a public hospital unit from Bogota, considering their experiences, concerns, fears and proposals. Qualitative study in which participated 20 pregnant women attended by the health services unit. It was implemented a workshop to obtain the information. A thematic analysis of the data was developed. Pregnant women assume pregnancies as "a blessing", despite having to face sometimes adverse situations; their fears was focused on the pains and complications of childbirth and the possibility of dying or losing their child; special needs are observed in adolescent pregnant women and in those with high obstetric risk. The participants propose to prioritize and speed up the attention to the pregnant women in the services, improve the information they receive, guarantee the accompaniment in the delivery and strengthen the listening, the trust and the good treatment to the users. According to the study's findings, pregnancy for the participants is a positive event that, however, involves moments of tension, fears and concerns, which fall especially on the upcoming of childbirth, which can be minimized by the health team's humanized action, strengthening their empowerment. In the level of quality of care, central aspects include opportunity in assistance, information to the users and accompaniment during childbirth. At the relational level, responding to the demand for warmth, listening and sureness in the treatment of users.


Resumo Abordar a humanização do cuidado da gravidez na perspectiva de gestantes usuárias de uma unidade hospitalar pública de Bogotá, considerando suas experiências, preocupações, medos e propostas. Estudo qualitativo em que participaram 20 gestantes atendidas pela unidade; as informações foram obtidas com o apoio de um workshop; uma análise temática da informação obtida foi realizada. As gestações são assumidas pelas gestantes como "uma bênção", apesar de terem que enfrentar situações às vezes adversas; seus medos se concentram especialmente nas dores e complicações do parto e na possibilidade de morrer ou perder o filho; necessidades especiais são observadas em gestantes adolescentes e com alto risco obstétrico. Os participantes propõem priorizar e agilizar a atenção às gestantes nos serviços, melhorar as informações que recebem, garantir o acompanhamento na entrega e fortalecer a escuta, a confiança e o bom trato à mulheres usuárias. Segundo os achados do estudo, a gravidez para o grupo de participantes é um evento positivo que, no entanto, envolve momentos de tensão, medos e preocupações, que se enquadram principalmente no futuro do parto e podem ser minimizados pela ação humanizada da equipe de saúde, fortalecendo seu poder. Como aspectos a serem considerados, destacam-se: no nível da qualidade da assistência, a oportunidade, as informações aos usuários e o acompanhamento durante o parto; no nível relacional, responder à demanda de calor, escuta e confiança na maneira como as usuárias são tratadas.


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Cuidado Pré-Natal , Direitos da Mulher , Gravidez , Parto Humanizado , Gestantes , Humanização da Assistência
3.
Nursing (Säo Paulo) ; 23(262): 3729-3735, abr.2020.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1100605

RESUMO

Objetivo: Verificar se as tecnologias não invasivas apresentadas as gestantes durante o pré-natal promovem o protagonismo no pré-parto e parto. Metodologia: Estudo de campo do tipo exploratório-descritivo com abordagem qualitativa, Parecer n.º 3.208.521. Resultados: Foram feitas 16 entrevistas com mulheres jovens, 68,75%referiram ser solteiras, com um filho (62,5%) e parto nos últimos 12 meses. Verificou-se que as mulheres vinculam tecnologias não invasivas ao conceito de parto humanizado; que a presença de um acompanhante se tornou demanda social e vai de encontro ao direito e protagonismo da mulher no momento do parto; que a incidência dos procedimentos invasivos diminuíram, porém continua a existir e causar a insatisfação das mulheres. As tecnologias alternativas reconhecidas foram a deambulação, a movimentação, o banho, a música e chamou atenção para o não reconhecimento da bola suíça, recomendado na rede Cegonha. Por fim, a satisfação das mulheres esta interligada a uma experiência mais tranquila e natural, enquanto a insatisfação a utilização de procedimentos invasivos, a falta de orientação e acompanhante. ainda persiste. Conclusão: Observou-se que o enfermeiro deverá focar mais em ações educativas voltadas ao reconhecimento das tecnologias não invasivas, durante o pré-natal, tornando as mulheres aptas a tornarem-se protagonistas do ato de gerar outro ser humano e de seu próprio corpo.(AU)


Objective: To verify if the non-invasive technologies presented to pregnant women during prenatal care promote prominence in pre-delivery and childbirth. Methodology: Exploratory-descriptive field study with a qualitative approach, Opinion No. 3,208,521. Results: 16 interviews were conducted with young women, 68.75% reported being single, with a child (62.5%) and giving birth in the last 12 months. It was found that women link non-invasive technologies to the concept of humanized childbirth; that the presence of a companion has become a social demand and goes against the right and protagonism of women at the time of delivery; that the incidence of invasive procedures has decreased, but continues to exist and cause women's dissatisfaction. The recognized alternative technologies were walking, moving, bathing, music and called attention to the non-recognition of the Swiss ball, recommended in the Cegonha network. Finally, women's satisfaction is linked to a more peaceful and natural experience, while dissatisfaction with the use of invasive procedures, the lack of guidance and a companion. still persists. Conclusion: It was observed that nurses should focus more on educational actions aimed at the recognition of non-invasive technologies, during prenatal care, making women able to become protagonists in the act of generating another human being and their own body.(AU)


Objetivo: Verificar si las tecnologías no invasivas presentadas a las mujeres embarazadas durante la atención prenatal promueven la prominencia en el parto previo y el parto. Metodología: Estudio exploratorio descriptivo de campo con enfoque cualitativo, Opinión No. 3,208,521. Resultados: se realizaron 16 entrevistas con mujeres jóvenes, 68.75% informaron ser solteras, con un hijo (62.5%) y dar la luz en los últimos 12 meses. Se descubrió que las mujeres vinculan las tecnologías no invasivas con el concepto de parto humanizado; que la presencia de un compañero se ha convertido en una demanda social y va en contra del derecho y el protagonismo de las mujeres en el momento del parto; que la incidencia de procedimientos invasivos ha disminuido, pero continúa existiendo y causa insatisfacción de las mujeres. Las tecnologías alternativas reconocidas fueron caminar, moverse, bañarse, escuchar música y llamaron la atención sobre el no reconocimiento del balón suizo, recomendado en la red Cegonha. Finalmente, la satisfacción de las mujeres está vinculada a una experiencia más pacífica y natural, mientras que la insatisfacción con el uso de procedimientos invasivos, la falta de orientación y un compañero. Aún persiste. Conclusión: se observó que las enfermeras deberían centrarse más en acciones educativas dirigidas al reconocimiento de tecnologías no invasivas, durante la atención prenatal, haciendo que las mujeres puedan convertirse en protagonistas en el acto de generar otro ser humano y su propio cuerpo.(AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Cuidado Pré-Natal , Trabalho de Parto , Parto , Enfermagem Materno-Infantil , Parto Humanizado , Enfermagem Obstétrica
4.
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1048327

RESUMO

Objetivo: descrever ações executadas pelo acompanhante junto à parturiente, conforme informações recebidas no pré-natal. Método: estudo qualitativo, descritivo, exploratório, com 21 acompanhantes, com o uso de um questionário semiestruturado. No processamento de análise dos dados, foi utilizado o software Iramuteq. Resultados: emergiram duas classes: 1. A informação no pré-natal sobre o direito do acompanhante e 2. A participação do acompanhante junto à parturiente e as ações executadas. Conclusão: a informação referente ao direito do acompanhante e ações a serem desenvolvidas por eles no processo de parto foram poucas ou nenhuma durante o pré-natal e as ações realizadas por eles foram provenientes de conhecimento adquirido por meio de busca individual ou recebido no momento da internação


Objective: to describe actions taken by the companion of the parturient, according the information received in prenatal care. Method: qualitative, descriptive, exploratory study with 21 companions, with the use of a semi-structured questionnaire. In the data analysis processing, Iramuteq software was used. Results: the two categories that emerged: 1. The information in the prenatal about your rights to the parturient companion 2. The participation of the parturient companion and the actions taken. Conclusion: observed that the information concerning the right of the companion and actions to be undertaken by them on labor process, were little or no during prenatal care, and the actions performed by them came from knowledge acquired through individual search or received at the time of hospitalization


Objetivo: describir acciones ejecutadas por el acompañante junto a la parturienta, conforme informaciones recibidas en el prenatal. Método: estudio cualitativo, descriptivo, exploratorio, con 21 acompañantes, con el uso de un cuestionario semiestructurado. En el procesamiento de análisis de los datos, se utilizó el software Iramuteq. Resultados: emergieron dos clases: 1. La información en el prenatal sobre el derecho del acompañante y 2. La participación del acompañante junto a la parturienta y las acciones ejecutadas. Conclusión: la información referente al derecho del acompañante y acciones a ser desarrolladas por ellos en el proceso de parto y parto fueron pocas o ninguna durante el prenatal y las acciones realizadas por ellos, fueron provenientes de conocimiento adquiridos por medio de búsqueda individual o recibidas en el momento de la internación


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Gravidez , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Cuidado Pré-Natal , Parto Humanizado , Acompanhantes Formais em Exames Físicos/tendências , Relações Profissional-Família , Relações Profissional-Paciente , Trabalho de Parto , Parto , Pesquisa Qualitativa , Humanização da Assistência , Acolhimento
5.
Interface (Botucatu, Online) ; 24: e180664, 2020.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1040191

RESUMO

Este trabalho pretendeu compreender a percepção de residentes em Enfermagem Obstétrica sobre violência obstétrica em uma maternidade referência do município de Belo Horizonte, estado de Minas Gerais, Brasil. Trata-se de estudo descritivo e exploratório de abordagem qualitativa. A coleta dos dados foi realizada por meio de grupo focal. Para análise dos dados foi utilizada a análise de conteúdo de Bardin, da qual emergiram três categorias: condutas inadequadas de assistência ao parto; procedimentos desnecessários com finalidades didáticas e/ou iatrogênicas; e preconceito de gênero, raça/etnia e de classe socioeconômica. O estudo aponta que as residentes reconhecem a prática da violência obstétrica no processo de formação e suas repercussões para a mulher e, ainda, evidencia a necessidade premente de investimento institucional em espaços que promovam discussões sobre a violência obstétrica.(AU)


This article aims to understand the obstetric nursing residents' perception of obstetric violence in a reference maternity hospital in the Brazilian city of Belo Horizonte. It is a descriptive, exploratory, and qualitative study. Data was collected through a focus group. Bardin's content analysis was used to analyze data, from which three categories emerged: inadequate birth assistance conducts; unnecessary procedures with educational and/or iatrogenic purposes; and gender, race/ethnicity, and socioeconomic class bias. The study indicates that residents acknowledge obstetric violence in the educational process and its repercussions to women. It also evidences the pressing need for institutional investment in spaces that foster discussions on obstetric violence.(AU)


El objetivo de este artículo es comprender la percepción de los residentes en Enfermería Obstétrica sobre la violencia obstétrica en una maternidad referencia del municipio de Belo Horizonte, Brasil. Se trata de un estudio descriptivo, exploratorio de abordaje cualitativo. La colecta de datos se realizó por medio de un grupo focal. Para el análisis de datos se utilizó el análisis de contenido de Bardín, del cual surgieron tres categorías: conductas inadecuadas de asistencia al parto; procedimientos innecesarios con finalidades didácticas y/o iatrogénicas, prejuicio de género, raza/etnia y de clase socioeconómica. El estudio señala que las residentes reconocen la práctica de la violencia obstétrica en el proceso de formación y sus repercusiones para la mujer y, también, muestra la necesidad urgente de inversión institucional en espacios que promuevan discusiones sobre la violencia obstétrica.(AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Adulto , Parto Humanizado , Internato e Residência , Enfermeiras Obstétricas/psicologia , Saúde da Mulher/estatística & dados numéricos , Violência contra a Mulher , Tocologia/instrumentação
6.
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1047845

RESUMO

Objetivo: este estudo objetivou conhecer as tecnologias de cuidado no alívio da dor no processo de parturição em um hospital de ensino. Método: pesquisa qualitativa e descritiva com 10 puérperas internadas em uma unidade materno-infantil no período de maio a junho de 2017. Os dados foram coletados por meio de entrevistas individuais e analisados conforme a Proposta Operativa de Minayo. Resultados: as puérperas que usaram as tecnologias de alívio da dor no processo de parturição julgaram como excelente e de grande valia os métodos para o alívio da dor. Conclusão: conclui-se que estas tecnologias são importantes para a autonomia e protagonismo da mulher e a vivência positiva do seu processo de parturição, sendo fundamental o investimento em outros métodos de alívio da dor, de modo a qualificar e tornar o parto mais prazeroso e menos traumatizante


Objective: this study aimed to identify the care technologies in pain relief in the birthing process in a teaching hospital. Method: qualitative and descriptive research, in which ten women in labor were hospitalized in a hospital maternal unit, from May to June 2017. Data were collected through individual interviews and analyzed according to Minayo's Operative Proposal. Results: postpartum women who used pain relief technologies in the birthing process considered the methods of pain relief as excellent and of great value. Conclusion: we concluded that these technologies are important for the autonomy and protagonism of women and the positive experience of their process of birthing, recognizing the importance of investing in other methods of pain relief, in order to qualify and make birthing process more pleasurable and less traumatic


Objetivo: este estudio objetivó conocer las tecnologías de cuidado en el alivio del dolor en el proceso de parturición en un hospital de enseñanza. Método: investigación cualitativa y descriptiva, en la que participaron diez puérperas internadas en una unidad materna hospitalaria, en el período de mayo a junio de 2017. Los datos fueron recolectados a través de entrevistas individuales, y analizados conforme a la Propuesta Operativa de Minayo. Resultados: las puérperas que usaron las tecnologías de alivio del dolor en el proceso de parturiado juzgaron como excelente y de gran valor los métodos para el alivio del dolor. Conclusión: se concluye que estas tecnologías son importantes para la autonomía y protagonismo de la mujer y la vivencia positiva de su proceso de parturión, siendo importantes inversiones en otros métodos de alivio del dolor, para calificar y hacer el parto más placentero y menos traumatizante


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Adolescente , Adulto , Dor do Parto/enfermagem , Manejo da Dor , Parto Normal/enfermagem , Trabalho de Parto , Parto Humanizado , Serviços de Saúde Materna , Enfermagem Obstétrica
7.
Rev. Ciênc. Plur ; 6(1): 1-17, 2020. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1052599

RESUMO

Introdução:considerando a importância do momento do parto/nascimento, espera-se que este processo seja realizado de forma adequada, tendo à disposição uma assistência de qualidade, de modo que a mulher tenha seus direitos garantidos.Objetivo:caracterizar e avaliar a qualidade da assistência prestada no parto e pós-parto, a partir da visão de mães, usuárias dos serviços de Atenção Primária à Saúde, com enfoque nos aspectos relativos à humanização. Metodologia:trata-se de uma pesquisa quantitativa do tipo exploratória e descritiva, com abordagem avaliativa, realizada na cidade de Santa Cruz no estado do Rio Grande do Norte. A coleta de dados se deu no período de novembro de 2012 a fevereiro de 2013, onde foram entrevistadas 200 mulheres.Resultados:60,5% tiveram parto vaginal; 66,5% tiveram um acompanhante de sua escolha durante o parto; 90,0% das mães afirmaram ter ficado com seus filhos no quarto após o parto; 60,5% avaliaram a qualidade do atendimento no parto como bom; 54,5% buscaram o serviço de saúde na primeira semana após o nascimento.Conclusões:conclui-se, que a assistência prestada à mulher no parto e pós-parto foi satisfatória do ponto de vista da maioria das entrevistadas no presente estudo (AU).


Introduction:considering the importance of the moment of birth / delivery, it is expected that this process will be carried out in an adequate manner, having available quality assistance, so that the woman has her rights guaranteed.Objective:to characterize and evaluate the quality of care provided in childbirth and postpartum, from the perspective of mothers, users of Primary Health Care services, with a focus on aspects related to humanization.Methodology:this is a quantitativeresearch of the exploratory and descriptive type, with an evaluation approach, carried out in the city of Santa Cruz in the state of Rio Grande do Norte. The data collection took place from November 2012 to February 2013, where 200 women were interviewed.Results:60.5% had vaginal delivery; 66.5% had a companion of their choice during delivery; 90.0% of mothers reported having their children in the room after delivery; 60.5% evaluated the quality of delivery care as good; 54.5% sought the health service in the first week after birth.Conclusion:it was concluded that the care provided to women at delivery and postpartum was satisfactory from the point of view of the majority of the interviewees in the present study (AU).


Introducción: teniendo en cuenta la importancia del momento del parto / parto, se espera que este proceso se realice correctamente, con atención de calidad disponible, para que las mujeres tengan sus derechos garantizados. Objetivo: caracterizar y evaluar la calidad de la atención brindada en el parto y el posparto, desde la perspectiva de las madres, usuarias de los servicios de atención primaria de salud, centrándose en aspectos relacionados con la humanización. Metodología: Esta es una investigación cuantitativa exploratoria y descriptiva con un enfoque evaluativo, realizada en la ciudad de Santa Cruz en el estado de Rio Grande do Norte. La recolección de datos se realizó entre noviembre de 2012 yfebrero de 2013, donde se entrevistó a 200 mujeres. Resultados: 60.5% tuvieron parto vaginal; El 66.5% tenía una compañera de su elección durante el parto; El 90.0% de las madres dijeron que tenían a sus hijos en la habitación después del parto; El 60.5% calificó la calidad de la atención al parto como buena; El 54.5% buscó atención médica en la primera semana después del nacimiento.Conclusiones: se puede concluir que la atención brindada a las mujeres durante el parto y el posparto fue satisfactoria desde el punto de vista de la mayoría de las entrevistadas en el presente estudio (AU).


Assuntos
Humanos , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Atenção Primária à Saúde , Qualidade da Assistência à Saúde , Saúde da Mulher , Parto Humanizado , Acesso aos Serviços de Saúde , Brasil , Entrevistas como Assunto/métodos , Inquéritos e Questionários , Interpretação Estatística de Dados
8.
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1103888

RESUMO

Objetivo: compreender a percepção das enfermeiras obstétricas sobre a assistência de enfermagem no Centro de Parto Normal. Método: estudo descritivo, exploratório, de abordagem qualitativa, realizado entrevista semiestruturada com dezoito enfermeiras obstétricas no Centro de Parto Normal do Hospital da Mulher Mariska Ribeiro, e submetidas a analise de conteúdo na modalidade temática. Resultados: identificou-se a transição do modelo obstétrico e a interface com a enfermagem obstétrica, com a prática das enfermeira obstétricas pautadas no conhecimento técnico-científico, favorecendo um modelo humanizado para o resgate da autonomia da mulher, e a inibição de práticas intervencionistas. Conclusão: conclui-se que a valoração das práticas humanizadas no contexto do parto e nascimento é integrante da atuação da enfermeira obstétrica, e tem a possibilidade de repensar o modelo de atenção a mulher no parto e nascimento, com ruptura e engajamento político, social e econômico da humanização


Objective: The study's main purpose has been to understand the perception of obstetric nurses vis-à-vis nursing care at Centers for Natural Childbirth. Methods: It is a descriptive-exploratory study with a qualitative approach, which was performed through semi-structured interviews with eighteen obstetric nurses at the Center for Natural Childbirth from the Municipal Maternity Mariska Ribeiro and submitted to content analysis under the thematic modality. Results: There were identified the obstetric model transition and the interface with obstetric nursing, where the practice of obstetric nurses were based on technical-scientific knowledge, favoring a humanized model for the rescue of women's autonomy, and the inhibition of interventionist practices. Conclusion: Therefore, it is concluded that the appraisal of humanized practices in the childbirth and birth framework is part of the performance of obstetric nurses, moreover, it holds the possibility of reconsidering the care model towards women undergoing childbirth and birth, with rupture and political, social and economic engagement of humanization


Objetivo: comprender la percepción de las enfermeras obstétricas acerca de la asistencia de enfermería en Centro de Parto Normal. Método: estudio descriptivo, exploratorio, de abordaje cualitativo, por medio de entrevista semi estructurada con dieciocho enfermeras obstétricas en Centro de Parto Normal del Hospital da Mulher Mariska Ribeiro, sometidas a análisis de contenido en la modalidad temática. Resultados: se identificó transición del modelo obstétrico e interfaz con enfermería obstétrica, con práctica das enfermeras obstétricas basadas en el conocimiento técnico-científico, lo que favorece un modelo humanizado para el rescate de la autonomía de la mujer, además de la inhibición de prácticas intervencionistas. Conclusión: se constata que la valoración de las prácticas humanizadas en el contexto del parto y nacimiento es integrante de la actuación de la enfermera obstétrica y es una posibilidad de repensar el modelo de atención a la mujer en el parto y nacimiento, con ruptura e implicación política, social y económica de la humanización


Assuntos
Humanos , Feminino , Prática Profissional , Tocologia , Enfermeiras Obstétricas , Parto Humanizado , Parto Normal
9.
Saúde Soc ; 29(1): e190875, 2020.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1101916

RESUMO

Resumo Este estudo propõe uma revisão crítica da legislação voltada para a assistência obstétrica, nomeadamente no que concerne ao processo da parturição. A história recente mostra numerosas iniciativas governamentais através de legislação e de políticas públicas que garantem direitos às mulheres. Buscou-se identificar possíveis convergências e descompassos nas relações entre a legislação e as políticas, especialmente no que tange ao asseguramento de direitos. Procedeu-se à análise documental do material selecionado seguindo os parâmetros recomendados na literatura. A presença do acompanhante foi o tema focalizado na análise. O período histórico coberto pelo estudo teve como marcador temporal a promulgação da Lei nº 11.108/2005. Os resultados apresentados revelaram um conjunto considerável de diplomas sancionados e incorporados pelos órgãos governamentais da administração federal. Todavia, o crescente fortalecimento dos direitos focalizados não se fez repercutir no cotidiano dos serviços que deveriam implementá-los. Apesar dos avanços, o problema da proteção e usufruto dos direitos ainda persiste. É possível cogitar que o fortalecimento político do campo contra-hegemônico representa perspectiva promissora para a superação das dificuldades ao legítimo exercício da cidadania.


Abstract This study proposes a critical review of legislation concerning obstetric care, namely with regard to the parturition process. Recent history shows numerous government initiatives through legislation and public policies that guarantee women's rights. We sought to identify possible convergences and mismatches in the relationship between legislation and policies, especially with regard to ensuring rights. Documentary analysis of the selected material was carried out by following the parameters recommended in the literature. Presence of a companion was the main focus of this analysis. The historical period covered by the study was based on the enactment of Law No. 11,108/2005. The results revealed a considerable set of degrees sanctioned and incorporated by government agencies of the federal administration. However, the growing strengthening of targeted rights has not had an impact on the daily lives of the services that should implement them. Despite improvements, the problem of protection and provision of rights still persists. The political strengthening of the counter-hegemonic field is posited to represent a promising prospect for overcoming the difficulties in the legitimate exercise of citizenship.


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Política Pública/legislação & jurisprudência , Direitos da Mulher , Saúde Materno-Infantil , Parto Humanizado
10.
Rev. Esc. Enferm. USP ; 53: e03518, Jan.-Dez. 2019. tab
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1020379

RESUMO

RESUMO Objetivo Verificar o conhecimento de estudantes sobre o plano individual de parto e conhecer sua opinião a respeito da utilização dessa estratégia de ensino-aprendizagem e das boas práticas obstétricas. Método Estudo descritivo, com alunos de Obstetrícia que cursavam estágios na atenção básica. A coleta dos dados realizada de 01/2017 a 05/2017, por meio digital, na Plataforma Google Formulários®. A análise foi realizada por estatística descritiva de categorização de enunciados. O estudo seguiu os padrões éticos exigidos. Resultados O formulário foi enviado a 97 discentes e respondido por 40% deles. Todos os respondentes informaram conhecer o plano de parto, e 87% aplicaram-no durante o atendimento de pré-natal. Os apontamentos mais frequentes (45%) acerca do plano de parto foram os que promoviam empoderamento e autonomia à mulher. As sugestões metodológicas mais citadas para a sua aplicação foram focar o conteúdo (76%) e aumentar o número de encontros (50%). O plano individual de parto foi reconhecido por 79% dos participantes como importante estratégia de ensino. Conclusão Além de conhecerem o plano de parto e aplicá-lo, os estudantes o consideram muito relevante para o ensino e a aprendizagem das boas práticas obstétricas.


RESUMEN Objetivo Verificar el conocimiento de estudiantes acerca del plan individual de parto y conocer su comprensión respecto de la utilización de dicha estrategia de enseñanza aprendizaje y de las buenas prácticas obstétricas. Método Estudio descriptivo, con alumnos de Obstetricia que cursaban pasantías en la atención básica. La recolección de datos fue realizada de 01/2017 a 05/2017, por medio electrónico, en la Plataforma Google Formularios®. El análisis fue llevado a cabo por estadística descriptiva de categorización de enunciados. El estudio siguió los estándares éticos exigidos. Resultados El formulario fue enviado a 97 discentes y respondido por el 40% de ellos. Todos los respondedores informaron conocer el plan de parto, y el 87% lo aplicaron durante la atención de prenatal. Los planteamientos más frecuentes (45%) acerca del plan de parto fueron los que promovían empoderamiento y autonomía a la mujer. Las sugerencias metodológicas más citadas para su aplicación fueron enfocar el contenido (76%) y aumentar el número de encuentros (50%). El plan individual de parto fue reconocido por el 79% de los participantes como importante estrategia de enseñanza. Conclusión Además de conocer el plan de parto y aplicarlo, los estudiantes lo consideran muy relevante para la enseñanza y el aprendizaje y de las buenas prácticas obstétricas.


ABSTRACT Objective To verify students' knowledge about individual birth planning and learn their opinion about the use of this teaching-learning strategy for good obstetric practices. Method This is a descriptive study conducted with midwifery students who made primary health care internships. Data collection was performed digitally from 01/2017 to 05/2017 through the Google Forms®Platform. The analysis was performed by descriptive categorization statistics of statements. The study followed the required ethical standards. Results The form was sent to 97 students and answered by 40% of them. All respondents reported knowing the birth planning, and 87% applied it during prenatal care. The most frequent (45%) points about the birth plan were those that promoted women's empowerment and autonomy. The most cited methodological suggestions for its application were to focus on content (76%) and increase the number of meetings (50%). Individual birth planning was recognized by 79% of the participants as an important teaching strategy. Conclusion In addition to knowing birth planning and applying it, the students consider it very relevant for teaching and learning good obstetrical practices.


Assuntos
Humanos , Estudantes , Educação Superior , Parto Humanizado , Prática Clínica Baseada em Evidências , Aprendizagem , Obstetrícia
11.
Rev. enferm. UERJ ; 27: e38686, jan.-dez. 2019. tab
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1005435

RESUMO

Objetivo: analisar a prática da presença do acompanhante durante o processo de parturição. Método: estudo transversal, desenvolvido em hospital universitário com 586 puérperas. Para a coleta de dados, utilizaram-se questionário estruturado, prontuário e carteira pré-natal, no período de fevereiro a setembro de 2016. Para análise, utilizaram-se os Testes Qui-quadrado e de Cochran's. Resultados: 86% tiveram acompanhante. A informação sobre o direito do acompanhante foi mais frequente no Centro Obstétrico e Internação Obstétrica. Não houve relação significativa entre o conhecimento da Lei de Acompanhante e o número de consultas pré-natal. Onde houve menor frequência de acompanhante foi na sala de recuperação pós-parto, devido à ausência do acompanhante e à não permissão. O companheiro foi o acompanhante mais frequente. Não houve significância quanto à presença do acompanhante e realização de analgesia, o tipo de parto e o Apgar. Conclusão: a compreensão dos benefícios do acompanhante é primordial, bem como o incentivo e estímulo para a implementação de práticas baseadas em evidências.


Objective: to examine the practice of having a companion present during childbirth. Method: this cross-sectional study was conducted with 586 postpartum women at a university hospital. Data were collected, from February to September, 2016, using structured questionnaires, patient medical charts and antenatal records, and were analysed using Chi-square and Cochran's Tests. Results: 86% had a companion present. Being informed of the right to a companion was more frequent in the Obstetric Center and Obstetric Ward. No significant relationship was found between knowledge of the Companion Law and number of antenatal consultations. Companions were present least often in the postpartum recovery room, due to absence of the companion and to permission not being given. Companions were most often the women's partners. No significant relation was found between the presence of a companion and analgesia, delivery type or Apgar. Conclusion: understanding the benefits of having a companion is paramount, as are incentives and encouragement for implementing evidence-based practices.


Objetivo: analizar la práctica de la presencia del acompañante durante el proceso de parto. Método: estudio transversal, desarrollado en un hospital universitario con 586 puérperas. Para la recolección de datos, se utilizaron un cuestionario estructurado, un registro médico y libreta prenatal, en el período de febrero a septiembre de 2016. Para el análisis, se utilizaron Pruebas Chi-cuadrado y de Cochran's. Resultados: el 86% tuvo acompañante. La información sobre el derecho del acompañante fue más frecuente en el Centro Obstétrico e Internación Obstétrica. No hubo relación significativa entre el conocimiento de la Ley del Acompañante y el número de consultas prenatal. El sitio que presentó menor frecuencia de acompañante fue la sala de recuperación postparto, debido a la ausencia del acompañante y al no permiso. El compañero fue el acompañante más frecuente. No hubo significancia en cuanto a la presencia del acompañante y la realización de analgesia, el tipo de parto y el Apgar. Conclusión: la comprensión de los beneficios del acompañante es primordial, así como el incentivo y estímulo a la implementación de prácticas basadas en evidencias.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Gravidez , Adolescente , Adulto , Adulto Jovem , Parto Humanizado , Parto/psicologia , Humanização da Assistência , Acompanhantes Formais em Exames Físicos , Enfermagem Obstétrica , Atenção Primária à Saúde , Estudos Transversais , Hospitais Universitários
12.
RECIIS (Online) ; 13(4): 736-753, out.-dez. 2019. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1047532

RESUMO

Este artigo, de caráter interdisciplinar, tem como objetivo articular questões da diversidade sociocultural com o direito à comunicação e à saúde e a estratégias de reconhecimentos identitários. Para isso, propomos uma análise de conteúdo, de abordagem qualitativa, da comunicação produzida pela Equipe de Base Warmis ­ Convergências das Culturas sobre o caso que ficou conhecido como Projeto pró-cesárea no SUS ou PL 435/2019, comparando-a ainda com matérias veiculadas sobre o tema na mídia tradicional comercial e em notas e comunicados oficiais de instituições formais de classe profissional envolvidas com a questão. Como recurso teórico-metodológico, utilizamos os conceitos de interculturalismo e comunicação intercultural. Entre os principais resultados, destacamos que processos comunicacionais, quando entendidos não somente a partir de seu alcance instrumental, mas, em seu sentido de vinculação sociocultural, interação simbólica e produção subjetiva, podem ter caráter mobilizador coletivo e de reconhecimento identitário visando, muitas vezes, a transformação da realidade social, ainda que essa signifique uma coexistência sociocultural capaz de ser negociada.


This interdisciplinary article aims to articulate issues of sociocultural diversity with the right to communication and health and identity recognition strategies. For this, we propose a qualitative content analysis about the communication produced by the Warmis Base Team ­ Convergences of Cultures on the case known as the Pro-cesarean project in SUS or PL 435/2019, comparing it with articles published about the theme in the traditional commercial media and in formal professional class institutions official notes involved with the case. As a theoretical-methodological resource, we use the interculturalism concept and intercultural communication. Among the main results, we highlight that communicational processes, when understood not only from their instrumental reach, but, in their sense of sociocultural attachment, symbolic interaction and subjective production, can have collective mobilizing character and identity recognition, often aiming at the transformation of social reality, even if it means a sociocultural coexistence able of being negotiated.


Este artículo, interdisciplinario, tiene como objetivo articular temas de diversidad sociocultural con el derecho a la comunicación y a la salud y estrategias de reconocimiento de identidad. Para esto, proponemos un análisis de contenido cualitativo de la comunicación producida por el Equipo Base de Warmis ­ Convergencias de las Culturas en el caso conocido como el Proyecto pro cesárea en SUS o PL 435/2019, comparándolos con artículos publicados sobre el tema en los medios comerciales tradicionales y con notas oficiales de instituciones formales de clase profesional involucradas en el tema. Como recurso teórico-metodológico, utilizamos los conceptos de interculturalidad y comunicación intercultural. Entre los principales resultados, destacamos que los procesos comunicacionales, cuando se entienden no solo desde su alcance instrumental, sino que, en su sentido de apego sociocultural, interacción simbólica y producción subjetiva, pueden tener un carácter movilizador colectivo y reconocimiento de identidad, con el objetivo de la transformación de la realidad social, aunque esa signifique una convivencia sociocultural capaz de ser negociada.


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Mulheres , Sistema Único de Saúde , Cesárea , Diversidade Cultural , Competência Cultural , Emigrantes e Imigrantes , Brasil , Cesárea/estatística & dados numéricos , Participação da Comunidade , Parto Humanizado , Parto , Estudos Interdisciplinares , Comunicação em Saúde , Mídias Sociais
13.
Rev. enferm. UERJ ; 27: e43933, jan.-dez. 2019. tab
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1052568

RESUMO

Objetivo: descrever as condutas utilizadas pela enfermeira obstétrica na assistência ao trabalho de parto e parto. Método: estudo observacional, descritivo e retrospectivo, realizado em duas maternidades de Maceió-Alagoas com 138 prontuários. A coleta de dados se deu por meio do partograma e da declaração de nascidos vivos que ficam anexadas ao prontuário. As variáveis foram agrupadas em categorias e descritas em percentuais e variáveis categóricas. Resultados: foi possível observar que não houve diferença, estatisticamente significante entre as instituições (p<0,05) nem em relação à idade, nem escolaridade. Já em relação às variáveis obstétricas, notou-se que houve diferença estatisticamente significante entre as instituições (p<0,05) em relação à paridade, idade gestacional, posição materna, uso de ocitocina e complicações. Conclusão: as ações realizadas pelas enfermeiras na assistência ao trabalho de parto e parto neste estudo estão dentro de um contexto de mudança real de paradigma e de postura frente às evidências científicas.


Objective: to describe the managements used by the obstetric nurse in assisting labor and parturition. Methods: an observational, descriptive and retrospective study conducted in two maternity hospitals in Maceió-Alagoas with 138 medical records. Data were collected through the partograph and the declaration of live births attached to the medical record. Variables were categorized and described as percentages and categorical variables. Results: it was possible to observe that there was no statistically significant difference between institutions (p <0.05), regarding age and education. Considering maternal variables, it was observed that there was a statistically significant difference between institutions (p <0.05) regarding parity, gestational age, maternal position, oxytocin use and complications. Conclusion: actions performed by nurses in the care of labor and delivery in this study are within a context of real change of paradigm and attitude towards scientific evidence.


Objetivo: describir las acciones utilizadas por la enfermera obstétrica para ayudar en el parto y el parto. Métodos: estudio observacional, descriptivo y retrospectivo realizado en dos maternidades de Maceió-Alagoas con 138 historias clínicas. Los datos se recopilaron a través del partograma y la declaración de nacimientos vivos adjunta a la historia clínica. Las variables se clasificaron y describieron como porcentajes y variables categóricas. Resultados: fue posible observar que no hubo diferencias estadísticamente significativas entre las instituciones (p <0.05), con respecto a la edad y la educación. Considerando las variables maternas, se observó que había una diferencia estadísticamente significativa entre las instituciones (p <0.05) con respecto a la paridad, edad gestacional, posición materna, uso de ocitocina y complicaciones. Conclusión: las acciones realizadas por las enfermeras en el cuidado del trabajo de parto y el parto en este estudio están dentro de un contexto de cambio real de paradigma y actitud hacia la evidencia científica.


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Adolescente , Adulto , Trabalho de Parto , Parto Humanizado , Parto , Parto Normal , Enfermeiras Obstétricas , Enfermagem Obstétrica , Epidemiologia Descritiva , Estudo Observacional , Tocologia
14.
ABCS health sci ; 44(3): 172-179, 20 dez 2019. tab
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: biblio-1047748

RESUMO

INTRODUÇÃO: A conscientização das gestantes é fundamental para experiências positivas de parto. OBJETIVO: Avaliar o grau de conhecimento das gestantes em dois serviços públicos sobre parto humanizado. Caracterizar epidemiologicamente a população estudada. MÉTODOS: Estudo descritivo realizado entre julho e agosto de 2017. Amostra com 297 gestantes foram selecionadas 200 após aplicação dos critérios de exclusão. Utilizados testes estatísticos de associações de variáveis (Qui-quadrado e Exato de Fisher). RESULTADOS: A média de idade das gestantes foi 26,6 anos. A maioria era procedente do interior do estado (72,5%), com renda até um salário mínimo (90,5%), e com mais de oito anos de estudo (62,5%). 71% iniciaram pré-natal até o primeiro trimestre e o pré-natal foi conduzido por médico em 72% dos casos. 71% preferiam parto normal e 44% tinha medo de cesárea. Profissional pré-natalista não ofereceu informações para 66,5%. 30,5% conhecia parto humanizado, destas 83,6% apresentaram conceito adequado. Houve associação entre conhecimento sobre parto humanizado e procedência (Aracaju) (p=0,03), maior renda (p=0,02), menor ocorrência de aborto (p=0,04), médico pré-natalista (p=0,04) preferência pelo parto vaginal (p=0,04). Dentre as que não conheciam o parto humanizado houve associação de respostas corretas com a maior renda (p=0,03) e anos estudados (p=0,02) e médico pré-natalista (p=0,01). CONCLUSÃO: A maioria desconhecia o parto humanizado, era procedente do interior com menor renda, preferência por parto normal, sem informações quanto aos tipos de parto pelo profissional executante (na maioria médicos), quem conhecia adequadamente. Conceitos adequados sobre parto humanizado mesmo na ausência de informação prévia associaram-se às variáveis socioeconômico e pré-natal.


INTRODUCTION: The awareness of pregnant women is fundamental to positive birth experiences. OBJECTIVE: To analyze the level of knowledge on humanized birth of pregnant women from two public services and characterize the sample epidemiologically. METHODS: Descriptive study using questionnaire between June and August 2017. Sample with 297 pregnant women being selected 200 after applying the exclusion criteria. Association test of variables were used (Chi-square and Fisher's exact test). RRESULTS: Mean age was 26.6 years. Majority were from countryside (72.5%), income up to a minimum wage (90.5%) and more of eight years of education (62.5%). 71% started prenatal care in the first trimester and it was conducted by physician in 71% of cases. 71% preferred vaginal delivery and 44% related fear of cesarean. Prenatal professional in charge did not provide information for 66.5%. 30.5% have heard about humanized childbirth, among these, 83.6% showed adequate concepts. Associations were observed between prior knowledge of humanized childbirth and origin (Aracaju) (p=0.03), higher income (p=0.02), lower abortion incidence (p=0.04), prenatal physician (p=0.04) and preference for normal childbirth (p=0.04). Among women without previous knowledge on humanized childbirth there association of correct concept with higher income (p=0.03), schooling (p=0.02) and prenatal physician (p=0.01). CONCLUSION: The majority did not know about humanized delivery, were from the countryside with lower income, preference for normal birth, were not informed on the types of delivery by the professional practitioner (in majority doctors), whom knew properly. Adequate concepts about humanized childbirth, even in the absence of prior information, were associated to socio-economic and prenatal variables.


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Criança , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Conhecimento , Serviços Básicos de Saúde , Parto Humanizado , Parto Obstétrico , Gestantes , Humanização da Assistência , Serviços de Saúde , Atenção Primária à Saúde , Funções Essenciais da Saúde Pública , Comunicação em Saúde
15.
Rev. enferm. UERJ ; 27: e43354, jan.-dez. 2019.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1052551

RESUMO

Objetivo: analisar, a partir da experiência de primíparas, a relação entre a assistência recebida durante o parto normal e o pósparto imediato e seus reflexos na amamentação. Método: qualitativo, descritivo, aprovado pelo Comitê de Ética, realizado em um Centro de Parto Normal, do polo Petrolina-Juazeiro, em 2018. Participaram 17 primíparas, através de entrevista semiestruturada, sendo os dados submetidos a análise temática de conteúdo. Resultados: a amamentação ocorreu positivamente, pois esse lócus é apropriado para essa prática, favorecendo-a de maneira natural. O apoio e a compreensão são primordiais e devem superar uma assistência focada apenas em informações rápidas, técnicas e generalizadas. Conclusão: os anseios e particularidades de cada puérpera precisam ser respeitados e atendidos, valorizando o investimento em políticas de saúde que enfatizem o cuidado humanizado para cada mulher. Logo, a educação em saúde precisa estabelecer reflexão, discussão e aprendizado nesse processo que transcende o biológico.


Objective: to analyze the relationship between the care received during normal delivery and the immediate postpartum and its effects on breastfeeding, from the experience of primiparous women. Method: qualitative and descriptive study, approved by the Ethics Committee, held in a Normal Birth Center in Petrolina-Juazeiro Center, Brazil, in 2018. Seventeen primiparous women participated through semi-structured interviews, treated by thematic content analysis. Results: breastfeeding occurred positively, as this locus is appropriate for this practice, favoring it naturally. Supporting and understanding are primordial and should go beyond assistance focused only on quick, technical and generalized information. Conclusion: the wishes and particularities of each postpartum woman need to be respected and met, valuing the increment in health policies that emphasize humanized care for each woman. Therefore, health education needs to establish reflection, discussion and learning in this process that transcends the biological.


Objetivo: analizar la relación entre la atención recibida durante el parto normal y el posparto inmediato y sus efectos sobre la lactancia materna, a partir de la experiencia de las mujeres primíparas. Método: estudio cualitativo y descriptivo, aprobado por el Comité de Ética, realizado en un Centro de Parto Normal en el Centro Petrolina-Juazeiro, Brasil, en 2018. Diecisiete mujeres primíparas participaron a través de entrevistas semiestructuradas, tratadas por análisis de contenido temático. Resultados: la lactancia materna ocurrió positivamente, ya que este lugar es apropiado para esta práctica, favoreciéndolo naturalmente. El apoyo y la comprensión son primordiales y deben ir más allá de la asistencia centrada solo en información rápida, técnica y generalizada. Conclusión: los deseos y particularidades de cada mujer posparto deben ser respetados y cumplidos, valorando el incremento en las políticas de salud que enfatizan la atención humanizada para cada mujer. Por lo tanto, la educación sanitaria necesita establecer reflexión, discusión y aprendizaje en este proceso que trasciende lo biológico.


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Aleitamento Materno , Parto , Período Pós-Parto/psicologia , Parto Normal/enfermagem , Parto Normal/psicologia , Cuidados de Enfermagem , Aleitamento Materno/psicologia , Parto Humanizado
16.
Rev. Bras. Saúde Mater. Infant. (Online) ; 19(3): 569-574, Jul.-Sept. 2019.
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1041095

RESUMO

Abstract Objectives: to analyze the understanding of puerperae, doulas and the care team about the presence of a doula during the pregnant women's parturition process. Methods: this is a qualitative study, using semi-structured interviews as a data collection instrument. The saturation criterion was used to limit the sample and proceed to the Content Analysis. Results: 19 participants were interviewed, 10 were the health team, 5 were doulas and 4 were puerperae. After the analysis, three categories were identified: the doula's presence during the pregnant women's labor and their meaning, the doula's follow up during the pregnant women's labor and its improvements, the influence of doulagem in the academic formation. The presence of doulas brought to the parturient security, support, humanization and follow-up on childbirth process. The team brought comfort and tranquility.The doulas scored benefits for academic training. Conclusions: it was possible to recognize doula as part of the humanized care, to provide subsidies for a reflection of her work, and to reveal the influence of the practice of doulagem for academic formation of doulas at university.


Resumo Objetivos: analisar a compreensão das puérperas, das doulas e da equipe assistencial sobre a presença da doula durante o processo de parturição das gestantes. Métodos: trata-se de estudo qualitativo, utilizando como instrumento de coleta de dados entrevistas semiestruturadas. O critério de saturação foi utilizado para limitar a amostra e procedida a Análise de Conteúdo. Resultados: foram entrevistados 19 participantes, sendo 10 da equipe de saúde, 5 das doulas e 4 das puérperas. Após análise, foram identificadas três categorias, sendo elas: presença da doula durante o trabalho de parto das gestantes e seus significados, acompa-nhamento da doula durante o trabalho de parto das gestantes e suas melhorias, a influência da doulagem na formação acadêmica. A presença das doulas trouxe para a parturiente segurança, apoio, humanização e acompanhamento do processo de parto. Para a equipe trouxe conforto e tranquilidade. As doulas pontuaram benefícios na formação acadêmica. Conclusões: foi possível reconhecer a doula como parte do cuidado humanizado, prover subsídios para uma reflexão do seu trabalho, além de revelar a influência da prática da doulagem para formação acadêmica das doulas universitárias.


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Trabalho de Parto , Parto Humanizado , Período Pós-Parto , Humanização da Assistência , Doulas , Parto
17.
Rev. enferm. UFSM ; 9: 14, jul. 15, 2019.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1009366

RESUMO

"\"\\\"[{\\\\\\\"text\\\\\\\": \\\\\\\"Objetivo: conhecer a percepção das adolescentes acerca das relações interpessoais estabelecidas com os\\\\\\\\r\\\\\\\\nprofissionais de um Centro Obstétrico. Método: estudo qualitativo exploratório descritivo. Foram entrevistadas 62 adolescentes que tiveram filho em um Hospital Universitário do sul do Brasil. Os dados foram analisados por meio da Análise de Conteúdo, buscou-se visualizar os diferentes papéis profissionais descritos por Peplau. Resultados: o relacionamento interpessoal estabelecido com interação baseada no respeito, cordialidade, paciência, solicitude, presença constante, disposição para responder aos questionamentos e ações para transmitir tranquilidade e calma são aspectos satisfatórios. Porém, o distanciamento, desinformação, desrespeito e hostilidade também despontaram. O surgimento de elementos negativos parece estar ligado às posturas pessoais dos profissionais. Considerações Finais: o relacionamento interpessoal não é compreendido como parte fundamental da assistência ao parto, deixando de ser explorado em sua plenitude enquanto parte do cuidado, permanecendo em segundo plano e compartimentalizando a assistência ao parto.\\\\\\\", \\\\\\\"_i\\\\\\\": \\\\\\\"pt\\\\\\\"}, {\\\\\\\"text\\\\\\\": \\\\\\\"Aim: to know the perception of the adolescents about the interpersonal relations established with the\\\\\\\\r\\\\\\\\nprofessionals of an Obstetric Center. Method: descriptive exploratory qualitative study. Sixty-two teenagers who had a child in a University Hospital in southern Brazil were interviewed. The data were analyzed through Content Analysis, and we sought to visualize the different professional roles described by Peplau. Results: the interpersonal relationship established with interaction based on respect, cordiality, patience, solicitude, constant presence, willingness to respond to questions, and actions to convey tranquility and calm are satisfactory aspects. However, detachment, disinformation, disrespect and hostility also emerged. The emergence of negative elements seems to be linked to the personal postures of professionals. Final Considerations: interpersonal relationships are not understood as a fundamental part of childbirth care, and are no longer fully explored as part of care, remaining in the background and compartmentalizing childbirth care.\\\\\\\", \\\\\\\"_i\\\\\\\": \\\\\\\"en\\\\\\\"}, {\\\\\\\"text\\\\\\\": \\\\\\\"Objetivo: conocer la percepción de las adolescentes sobre las relaciones interpersonales establecidas\\\\\\\\r\\\\\\\\ncon los profesionales de un Centro Obstétrico. Método: estudio cualitativo, exploratorio, descriptivo. Fueron entrevistadas 62 adolescentes que tuvieron hijo en un Hospital Universitario del sur de Brasil. Los datos fueron analizados por medio de análisis de contenido, con el cual se buscó visualizar los diferentes papeles profesionales descriptos por Peplau. Resultados: la relación interpersonal basada en el respeto, cordialidad, paciencia, solicitud, presencia constante, disposición para responder a los cuestionamientos y acciones para transmitir tranquilidad y calma son aspectos satisfactorios. Pero, el distanciamiento, desinformación, falta de respeto y hostilidad también fueron identificados. El surgimiento de esos elementos negativos puede estar relacionado a las posturas personales. Consideraciones finales: la relación interpersonal no es entendida como fundamental en la asistencia al parto, deja de ser explotada en su plenitud, como parte del cuidado, permanece en segundo plan y segmenta la asistencia al parto.\\\\\\\", \\\\\\\"_i\\\\\\\": \\\\\\\"es\\\\\\\"}]\\\"\""


Assuntos
Humanos , Relações Profissional-Paciente , Adolescente , Enfermagem , Parto Humanizado
18.
Rev. Bras. Saúde Mater. Infant. (Online) ; 19(2): 471-479, Apr.-June 2019.
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1013142

RESUMO

Abstract Objectives: to understand the cultural context presented in hospitals and its relation to the obstetric nurse's autonomous practice on low-risk childbirth care. Methods: ethnographic research performed in three public maternities in Rio Grande do Norte, Brazil. Three managers and twenty-three obstetric nurses participated in this research. Results: distinctive on cultural, organizational and structural aspects of the hospital institution interfering directly with the obstetric nurse's autonomous practice. Among these aspects, professional appreciation on low-risk childbirth care contributes for the nurse's autonomy Conclusions: it was noticed that obstetric nurses undergo different contexts of action, which directly interfere with their autonomy on low-risk childbirth care and their decisionmaking abilities. It is necessary, then, to eradicate the relation of dominance and submission that it is still imposed by medical hegemony.


Resumo Objetivos: compreender o contexto cultural da instituição hospitalar e sua relação com a prática autônoma do enfermeiro obstetra na assistência ao parto de risco habitual. Métodos: pesquisa etnográfica desenvolvida em três maternidades públicas do Estado do Rio Grande do Norte, Brasil, com três gestores e 23 enfermeiros obstetras. Resultados: diferentes aspectos de ordem cultural, organizacional e estrutural da instituição hospitalar interferem diretamente na prática autônoma do enfermeiro obstetra. Dentre estes aspectos, a valorização profissional na assistência ao parto de risco habitual contribui para a autonomia do profissional em questão. Conclusões: constatou-se que o enfermeiro obstetra vivencia distintos contextos de atuação, os quais interferem diretamente na sua autonomia na assistência ao parto de risco habitual e no seu poder de decisão. Faz-se necessário, então, desvencilhar-se das relações de domínio e submissão, ainda impostas pela hegemonia médica.


Assuntos
Humanos , Prática Profissional , Cultura Organizacional , Autonomia Profissional , Tocologia , Enfermeiras Obstétricas , Brasil , Enfermagem Holística , Parto Humanizado , Tomada de Decisões , Humanização da Assistência
20.
Enferm. foco (Brasília) ; 10(2): 118-124, abr. 2019.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1016230

RESUMO

Objetivo: Refletir sobre as tecnologias apropriadas utilizadas pelos enfermeiros generalistas e obstetras no processo do trabalho de parto humanizado. Metodologia: Trata-se de uma reflexão acerca das tecnologias duras, leve e leve-dura utilizadas no parto. Optou-se por pensar o processo de parto na atualidade relacionando aos conceitos de tecnologias conforme Merhy. Resultados: Foram apontados neste percurso o uso de tecnologias leve e leve-dura como ferramentas apropriadas para o parto humanizado, pois favorecem a autonomia da mulher e sua subjetividade, porém, as tecnologias duras em alguns momentos são importantes no processo parturitivo, como uma intervenção cirúrgica conforme as recomendações do Ministério da Saúde. Conclusões: A aplicabilidade das tecnologias leve e leve-dura é favorável ao parto humanizado, reduzindo assim os riscos de infecção e mortalidade materna e neonatal decorrentes de intervenções desnecessárias provenientes das tecnologias duras. (AU)


Objective: to reflect on the appropriate technologies used by generalist nurses and obstetricians in the process of humanized labor. Methodology: This is a reflection about the hard, light and light-hard technologies used in childbirth. The process of childbirth in the present time was related to the concepts of technologies according to Merhy. Results: the use of light and hard-light technologies as appropriate tools for humanized childbirth, as they favor women's autonomy and subjectivity, were pointed out in this course, however, hard technologies are sometimes important in the parturition process, such as a surgical intervention according to the recommendations of the Ministry of Health.. Conclusions: The applicability of light and hard-light technologies is favorable to humanized labor, thus reducing the risks of infection and maternal and neonatal mortality caused by unnecessary interventions from hard technologies. (AU)


Objetivo: reflexionar sobre las tecnologías apropiadas utilizadas por los enfermeros generalistas y obstetras en el proceso del trabajo de parto humanizado. Metodología: Se trata de una reflexión acerca de las tecnologías duras, ligeras y ligeras utilizadas en el parto. Se optó por pensar el proceso de parto en la actualidad relacionando a los conceptos de tecnologías conforme a Merhy. Resultados: el uso de tecnologías de luz y luz dura como herramientas apropiadas para el parto humanizado, ya que favorecen la autonomía y la subjetividad de las mujeres, se señaló en este curso; sin embargo, las tecnologías duras a veces son importantes en el proceso de parto, como una intervención quirúrgica de acuerdo con Las recomendaciones del Ministerio de Salud. Conclusiones: la aplicabilidad de las tecnologías ligera y ligera es favorable al parto humanizado, reduciendo así los riesgos de infección y mortalidad materna y neonatal resultantes de intervenciones innecesarias provenientes de las tecnologías duras. (AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Parto Humanizado , Gravidez , Enfermagem , Enfermeiras Obstétricas , Obstetrícia
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA