Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 3 de 3
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Base de dados
Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. bras. saúde matern. infant ; 12(3): 233-241, ago.-set. 2012. graf, tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-650689

RESUMO

To investigate the relationship between the interpregnancy interval and low birth weight and other pregnancy outcomes. METHODS: this case-control study was carried out in hospitals from January 2010 to April 2011. For cases, mothers of 1216 newborns with birth weight<2500 g were approached and 854 mothers participated (70.2 percent). For controls, mothers of 1158 newborns with >2500 g were approached and 854 mothers participated in this study (73.7 percent). Face-to-face interviews were conducted to complete the questionnaires. RESULTS: of the newborn babies with low birth weight, the risk was higher among mothers with a short interpregnancy interval (40.3 percent), whereas for infants with normal birth weight, the majority of the mothers had a longer interpregnancy interval of 24 months (44.7 percent). A short interpregnancy interval of 612 months was more common among women of <25years (49.4 percent; p<0.001) and those who were illiterate (13.1 percent; p=0.043) with a higher risk of low birth weight compared to the controls. Prenatal care during the 1st trimester was lower in women with low birth weight children (p<0.001). Normal delivery was observed less in women with a short birth interval among cases (58.7 percent) compared to controls (79 percent) (p=0.001). A J-shaped association was observed between low birth weight and the interpregnancy interval. CONCLUSIONS: a short interpregnancy interval is associated with an increased risk of low birth weight, especially in younger and illiterate women...


Investigar a relação entre o intervalo entre gestações e o baixo peso de recém-nascidos e outras conseqüências da gestação. MÉTODOS: este estudo caso-controle foi realizado em hospitais entre janeiro de 2010 e abril de 2011. Dentre as mães dos 1216 recém-nascidos com peso <2500 g, 854 (70,2 por cento) aceitaram participar do estudo de caso. No grupo controle, dentre as mães dos 1158 recém-nascidos com peso > 2500 g, participaram 854(73,7 por cento). Para completar os questionários, foram conduzidas entrevistas face a face. RESULTADOS: dos recém-nascidos com baixo peso, o fator de risco foi mais alto entre as mães com curto intervalo intergestacional (40,3 por cento), enquanto para recém-nascidos com peso normal a maioria das mães tinham uma boa margem de intervalo intergestacional de 24 meses (44,7 por cento). Curtos intervalo intergestacional (6 a 12 meses) foi mais comum entre mulheres de <25 anos (49,4 por cento; p<0,001) e analfabetas (13,1 por cento; p=0,043), com mais alto risco de baixo peso quando comparado aos controle. Cuidados pre-natais durante o primeiro trimestre foi menor nas mulheres com crianças de baixo peso (p<0,001). Menos partos normais foi observado em mulheres com curtos intervalos de nascimento para os casos (58,7 por cento) comparados aos controles (79 por cento) (p=0,001). Uma associação não monotônica tipo função J, foi observada entre o baixo peso e intervalo intergestacional. CONCLUSÕES: um curto intervalo entre gestações é associado a um risco maior de nascerem bebês de baixo peso, principalmente entre mulheres mais jovens e analfabetas...


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Recém-Nascido , Intervalo entre Nascimentos , Recém-Nascido de Baixo Peso , Mortalidade Perinatal/etnologia , Gestantes , Fatores de Risco , Catar/epidemiologia
2.
Rev. bras. saúde matern. infant ; 11(1): 83-87, jan.-mar. 2011. graf, tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-582781

RESUMO

OBJECTIVE: to explore the relationships between breast feeding and diarrhea and to assess the effect of exclusive breast feeding (EBF) on reducing the risk of diarrhea in Qatar. METHODS: this is a cross sectional survey carried out at the Well baby clinics and Pediatric clinics in the 11 Primary Health Care Centers and Hamad General Hospital, Hamad Medical Corporation, in Qatar. A multistage sampling design was used and a representative sample of 1500 Qatari infants and preschool children with an age range of 0-3 years and mothers agedbetween 18 to 47 years were surveyed during the period from October 2006 to September 2008 in Qatar. Out of the 1500 mothers, 1278 agreed to participate in this study, with a response rate of 85.2 percent. Questionnaires were administered to women who were attending Primary Health Care (PHC) Centers for child immunization. Data about the child gathered included date of birth, gender, birth order, consanguinity, socio-economic conditions, age of mother, level of education of mother, occupation, mode of breast feeding, sterilization of bottle and incident of diarrhea during the interview. Univariate statistical methods were performed for statistical analysis. RESULTS: of the 1278 infants studied, more than half (59.3 percent) were exclusively breastfed, and the mean duration was11.4 (SD=6.7). The risk for presenting diarrhea was higher in formula fed (48.7 percent) and partiallybreastfed children (37.3 percent) when compared to EBF(32.5 percent). CONCLUSION: EBF plays an important role in reducing the incidence and severity of infantile diarrhea.


OBJETIVOS: investigar a relação entre a amamentação e a diarréia e avaliar o efeito do aleitamento maternao exclusivo (AME) na redução do risco de diarréia noQatar. MÉTODOS: um estudo transversal realizado nos Well Baby Clinics and Pediatric Clinics dos 11 centros de atenção básica do Hamad General Hospital, Hamad Medical Corporation, no Qatar. Um desenho amostral de múltiplos estágios foi empregado com uma amostra representativa de 1500 recémnascidos e crianças de idade pré-escolar catarianos entre outubro de 2006 esetembro de 2008 no Qatar. Entre as 1500 mães, 1278 aceitaram participar neste estudo, uma taxa de resposta de 85,2 por cento. Os questionários foram aplicados a mulheres atendidas pelos centros de atenção básica para imunização infantil. Dados colecionados sobre as crianças incluíram data de nascimento, gênero, ordem de nascimento, consanguinidade, condições socioeconômicas, idade maternal, escolaridade maternal, ocupação maternal, método de amamentação, esterilização dos biberões, e incidência de diarréia durante a entrevista. Métodos univariados e foram utilizados para realizar a análise estatística. RESULTADOS: dos 1278 recém-nascidos estudados, mais que metade (59.3 por cento) foram exclusivamente amamentados e a duração média foi de 11,4 (DP=6,7). O risco de apresentar a diarréia foi mais alto nas crianças aleitadas com fórmulas (48.7 por cento) e nas que foram parcialmente amamentadas (37.3 por cento) em comparação com a AME(32.5 por cento). CONCLUSÕES: o AME desempenha um papel importante na redução da incidência e da gravidade da diarréia infantil.


Assuntos
Humanos , Recém-Nascido , Lactente , Pré-Escolar , Criança , Aleitamento Materno , Diarreia Infantil , Catar , Fatores de Risco
3.
J. pediatr. (Rio J.) ; 85(3): 269-272, maio-jun. 2009. tab
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: lil-517875

RESUMO

OBJETIVO: Definir o padrão da púrpura trombocitopênica idiopática (PTI) (aguda/crônica), e descrever seus sintomas e características clínicas em crianças com menos de 14 anos de idade em uma sociedade árabe recentemente desenvolvida. MÉTODOS: Este estudo descritivo retrospectivo foi realizado no Departamento de Pediatria do Hospital Geral de Hamad, Hamad Medical Corporation, Catar. Foram incluídas neste estudo 50 crianças com idade inferior a 14 anos e diagnóstico de PTI durante o período de 2000 a 2005. RESULTADOS: Das crianças estudadas (50), 62 por cento foram diagnosticadas com PTI aguda e 38 por cento com PTI crônica. A PTI aguda foi mais prevalente em meninos (64,5 por cento) em comparação com meninas (35,5 por cento), enquanto que a PTI crônica apresentou uma distribuição quase igual em meninos (57,9 por cento) e meninas (42,1 por cento). História de infecção viral foi comum em casos de PTI tanto aguda (71 por cento) quanto crônica (63,2 por cento); 68 por cento das crianças com PTI apresentaram contagem de plaquetas abaixo de 20x10(9)/L ao diagnóstico. A maioria das crianças estudadas (74 por cento) foi tratada com imunoglobulina intravenosa. CONCLUSÕES: O estudo revelou uma alta incidência de PTI entre as crianças no Catar. As descobertas do estudo são semelhantes às de outros relatos internacionais.


OBJECTIVE: To find the pattern of idiopathic thrombocytopenic purpura (ITP) (acute/chronic) and to describe presenting features and clinical characteristics of the disease in children below 14 years of age in a newly developed Arabian society. METHODS: This retrospective, descriptive study was carried out at the Pediatric Department of the Hamad General Hospital, Hamad Medical Corporation, Qatar. A total of 50 children below 14 years of age who were diagnosed with ITP during the period 2000-2005 were included. RESULTS: Among the studied children (50), 62 percent were diagnosed with acute ITP and 38 percent with chronic ITP. Acute ITP was more prevalent in boys (64.5 percent) when compared with girls (35.5 percent), whereas for chronic ITP, nearly an equal distribution was found in boys (57.9 percent) and girls (42.1 percent). Preceding viral infection was common in both acute (71 percent) and chronic (63.2 percent) ITP cases; 68 percent of the children with ITP showed a platelet count below 20x10(9)/L at the time of presentation. Most of the studied children were treated with intravenous immunoglobulin (74 percent). CONCLUSIONS: The study revealed a high incidence of ITP among children in Qatar. The study findings are in line with other international reports.


Assuntos
Adolescente , Criança , Pré-Escolar , Feminino , Humanos , Lactente , Masculino , Púrpura Trombocitopênica Idiopática/diagnóstico , Incidência , Prevalência , Púrpura Trombocitopênica Idiopática/classificação , Púrpura Trombocitopênica Idiopática/epidemiologia , Catar/epidemiologia , Estudos Retrospectivos
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA