Your browser doesn't support javascript.
loading
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 1 de 1
Filter
Add more filters










Database
Publication year range
1.
Rev. bras. cancerol ; 61(1): 15-21, jan./mar. 2015.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-833768

ABSTRACT

Introdução: O melanoma cutâneo representa 4% das neoplasias cutâneas, entretanto, é responsável por 80% das mortes desse grupo de neoplasias. A incidência e a prevalência dessa doença na região Oeste de Santa Catarina são maiores do que as médias nacionais. Objetivo: Identificar as diferenças clínico-epidemiológicas entre pacientes masculinos e femininos com diagnóstico de melanoma cutâneo no Oeste de Santa Catarina. Método: Foram avaliados pacientes procedentes da região Oeste de Santa Catarina, no período de janeiro/2010 a dezembro/2013. Para a coleta de dados, foi utilizado um protocolo adaptado do sistema on-line do Grupo Brasileiro de Melanoma. Resultados:Foram obtidos dados de 253 pacientes com melanoma cutâneo; dos quais, as mulheres representaram 62,45%. O tipo histológico prevalente em ambos os sexos foi o extensivo superficial. No sexo feminino, foi verificado maior número de neoplasias in situ (22,2%); e menor número de lesões cutâneas primárias com ulceração (22,8%), (p=0,02); além de menor profundidade de invasão (44,8%), (p=0,01). Conclusão: Na região Oeste do Estado de Santa Catarina, as mulheres com melanoma cutâneo apresentam características das lesões primárias que resultam em melhor prognóstico em relação ao sexo masculino.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Epidemiology , Melanoma , Sex Factors , Skin Neoplasms/epidemiology
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL
...