Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 1 de 1
Filtrar
Más filtros










Base de datos
Intervalo de año de publicación
1.
Rev. bras. cir. plást ; 39(1): 1-8, jan.mar.2024. ilus
Artículo en Inglés, Portugués | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1527502

RESUMEN

Introdução: Análise histológica é a principal ferramenta de avaliação de biopróteses acelulares, em sua maioria em caráter experimental. O objetivo é analisar histologicamente a matriz acelular de pericárdio bovino em reparações de parede abdominal implantada em humanos. Método: De uma série de 30 reparações com a membrana, 3 pacientes foram submetidas a revisão cirúrgica não relacionada aos implantes, aos 13, 22 e 23 meses de pós-operatório, obtendo-se biópsias das áreas previamente implantadas. Além da avaliação dos aspectos básicos de biocompatibilidade e neoformação tecidual, as lâminas foram digitalizadas e submetidas a análise computadorizada com o software ImageJ para quantificação da cinética de degradação das membranas, associada à análise da dimensão fractal das amostras. Os valores obtidos para porcentagens de membrana residual tiveram suas médias comparadas por análise de variância (ANOVA) e pelo teste T de Student não pareado, também utilizado para os valores da quantificação da dimensão fractal. Resultados: Foi demonstrada a biocompatibilidade do material, com neoformação tecidual, deposição de colágeno e tecido celularizado de aspecto normal, sem reações locais importantes. Fragmentos residuais da membrana foram quantificados em 40%±7% aos 13 meses, em 20%±6% aos 22 meses e em 17%±6% aos 23 meses de pós-operatório, com a análise da dimensão fractal indicando uma progressiva degradação dos implantes, com significância estatística entre 13 meses e as amostras tardias. Conclusão: Os resultados atestaram a funcionalidade do pericárdio bovino acelular sob diferentes níveis de estresse mecânico nas reparações da parede abdominal em humanos.


Introduction: Histological analysis is the main tool for evaluating acellular bioprostheses, mostly on an experimental basis. The objective is to histologically analyze the acellular matrix of bovine pericardium in abdominal wall repairs implanted in humans. Method: From a series of 30 repairs with the membrane, 3 patients underwent surgical revision unrelated to the implants at 13, 22, and 23 months postoperatively, obtaining biopsies of the previously implanted areas. In addition to evaluating the basic aspects of biocompatibility and tissue neoformation, the slides were digitalized and subjected to computerized analysis with the ImageJ software to quantify the kinetics of membrane degradation associated with the analysis of the fractal dimension of the samples. The values obtained for percentages of residual membrane had their means compared by analysis of variance (ANOVA) and the unpaired Student's T test, also used for the fractal dimension quantification values. Results: The biocompatibility of the material was demonstrated, with tissue neoformation, collagen deposition, and cellularized tissue with a normal appearance without important local reactions. Residual fragments of the membrane were quantified at 40%±7% at 13 months, at 20%±6% at 22 months, and at 17%±6% at 23 months postoperatively, with the analysis of the fractal dimension indicating a progressive degradation of implants, with statistical significance between 13 months and late samples. Conclusion: The results confirmed the functionality of the acellular bovine pericardium under different levels of mechanical stress in abdominal wall repairs in humans.

SELECCIÓN DE REFERENCIAS
DETALLE DE LA BÚSQUEDA
...