Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 14 de 14
Filtrar
Más filtros










Intervalo de año de publicación
2.
Psicol. ciênc. prof ; 37(spe): 28-43, 2017.
Artículo en Portugués | LILACS, Index Psicología - Revistas técnico-científicas | ID: biblio-895706

RESUMEN

Resumo: Este artigo discute como a luta insurgente contra o terrorismo de Estado no Brasil e na América Latina resultou na produção de novas ideias na Psicologia e como transformou as formas de participação política dos sujeitos que aderiram a práticas radicais de luta política. Os procedimentos de investigação foram revisão bibliográfica e entrevistas semidiretivas com quatro ex-guerrilheiros brasileiros e um colombiano. Na revisão, foram consultadas obras sobre Psicologia da Libertação, ditadura militar e guerrilha armada. Na análise das entrevistas, foram selecionados conteúdos que se referem ao processo de conscientização dos entrevistados. Constata-se que a atividade insurgente possibilitou a emergência de ideias e práticas na Psicologia que buscam a construção de relações sociais justas. A insurgência também foi a condição de possibilidade para a criação de novas experiências e reflexões sobre a atividade política dos participantes da luta armada contra a ditadura. Tomar a perspectiva da insurgência nos faz compreender os momentos de crise pelo seu potencial de transformação e emancipação. Seja no âmbito da Psicologia como ciência e profissão, que se desloca de uma posição adaptativa e normalizadora, para uma crítica e transformadora, ou nas experiências de militantes expressas como "subjetividades insurgentes" que buscam transformação e revolução....(AU)


Abstract: This paper discusses how insurgent struggles against Brazilian and Latin American State terrorism produced new ideas in Psychology and changed the means of political participation of subjects who upheld radical practices of political conflicts. The method was developed through bibliographical review and semi-structured interviews with four ex-guerilla members from Brazil and one from Colombia. Books and articles about: Liberation Psychology, Military Dictatorship and Armed Guerilla were selected for the bibliographical review . Content analysis aimed to identify narratives related to the process of conscientization. It was perceived that insurgent activity turned possible the emergence of psychological ideas and practices aimed at the creation of just social relations. Insurgency was also the condition of possibility to the creation of new experiences and discussions about political activity in the experiences of those who participated in the armed struggle against military dictatorship. Insurgency can turn periods of social crisis into something that drives change and emancipation. This is possible in Psychology, which can move from a normative position to a critical one and also in the experiences of political militants that constituted themselves as insurgent subjectivities striving for social change and revolution. Financial support: CNPq and CAPES....(AU)


Resumen: Este artículo discute cómo la lucha insurgente contra el terrorismo del Estado en Brasil y América Latina resultó en la producción de nuevas ideas en la psicología y cómo transformó las formas de participación política de los sujetos que ejercieron prácticas radicales de lucha política. Los procedimientos de investigación fueron revisión bibliográfica y entrevistas con cuatro exguerrilleros brasileños y un colombiano. En la revisión fueron consultadas obras sobre Psicología de la Liberación, dictadura militar y guerrilla armada. En el análisis de las entrevistas fueron seleccionados contenidos que se refieren al proceso de concientización de los entrevistados. Se constata que la actividad insurgente posibilitó la emergencia de ideas y prácticas en la psicología que buscan la construcción de relaciones sociales justas. La insurgencia también fue la condición de posibilidad para la creación de nuevas experiencias y reflexiones sobre la actividad política de los participantes de la lucha armada contra la dictadura. Tomar la perspectiva de la insurgencia nos hace comprender los momentos de crisis por su potencial de transformación y emancipación, sea en el ámbito de la Psicología como ciencia y profesión, que se desplaza de una posición adaptativa y normalizadora, para una crítica y transformadora, o en el de las experiencias de los militantes expresadas como subjetividades insurgentes que buscan la transformación y la revolución....(AU)


Asunto(s)
Humanos , Masculino , Femenino , Historia del Siglo XV , Historia del Siglo XIX , Historia del Siglo XX , América Latina , Política , Psicología Social
3.
Estud. pesqui. psicol. (Impr.) ; 14(3): 732-755, set.-dez. 2014.
Artículo en Portugués | Index Psicología - Revistas técnico-científicas | ID: psi-62452

RESUMEN

O presente trabalho analisa diferentes relações entre intervenção comunitária e Behaviorismo, problematizando a tese de que há um antagonismo entre ambos, e discute as possibilidades de um diálogo crítico entre Behaviorismo e Psicologia Comunitária. Para tanto, foi realizada uma análise bibliográfica, em que foram considerados três tipos de estudos: críticas dirigidas ao conservadorismo de teses behavioristas; reflexões behavioristas sobre intervenções comunitárias; relatos de trabalhos comunitários guiados por um referencial behaviorista. Na análise problematiza-se a relação Psicologia Comunitária e Behaviorismo destacando diferenças e aproximações entre os dois campos por meio de uma comparação entre as ideias de autores behavioristas e os pressupostos defendidos na Psicologia Comunitária. As principais divergências relacionam-se com os temas sobre a participação comunitária e a relação colaborativa nas experiências comunitárias. Os pontos de convergência são identificados nos textos centrados em reflexões teóricas sobre colaboração, participação e o contexto da intervenção. (AU)


In this paper we analyze different relations between community intervention and Behaviorism questioning the thesis that there is an antagonistic relation between the latter and concerns with social transformation. Thus, this paper analyzes the possibilities for a dialogue between Behaviorism and Community Psychology. For this purpose, three types of papers were analyzed: criticisms of the conservatism of Behaviorism, reflections on community interventions from a behaviorist standpoint, reports of community interventions guided by Behaviorism. The relation Community Psychology–Behaviorism is discussed highlighting differences and similarities between the two fields. The main differences are related to the issues of participation and collaboration in the analyzed interventions. As for convergences, the theoretical discussions regarding the need of collaboration and participation and a concern with interventions beyond the immediate context are highlighted. (AU)


Este trabajo analiza diferencias entre la Psicología Comunitaria y el Conductismo con el fin de problematizar la tesis de que existe un antagonismo entre el último y las preocupaciones con la transformación social. Este análisis sirve a una reflexión sobre las posibilidades de diálogo entre el Conductismo y la Psicología Comunitaria. Se analizaron tres tipos de trabajos: críticas hacia el conservadurismo del Conductismo, teorías sobre intervenciones en comunidad desde el Conductismo; informes de intervenciones comunitarias guiadas por el Conductismo. Se analizan las relaciones Psicología Comunitaria–Conductismo destacando las diferenciasy aproximaciones entre los dos campos. Las diferencias subrayadas son la falta de participación y colaboración en las intervenciones conductistas. Las convergencias son caracterizadas por discusiones teóricas sobre colaboración, participación y la preocupación con intervenciones más allá del contexto inmediato. (AU)


Asunto(s)
Humanos , Behaviorismo , Conducta , Psicología Social
4.
Estud. pesqui. psicol. (Impr.) ; 14(3): 732-755, set.-dez.2014.
Artículo en Portugués | LILACS | ID: lil-750341

RESUMEN

O presente trabalho analisa diferentes relações entre intervençãocomunitária e Behaviorismo, problematizando a tese de que há umantagonismo entre ambos, e discute as possibilidades de um diálogo críticoentre Behaviorismo e Psicologia Comunitária. Para tanto, foi realizadauma análise bibliográfica, em que foram considerados três tipos de estudos: críticas dirigidas ao conservadorismo de teses behavioristas; reflexões behavioristas sobre intervenções comunitárias; relatos de trabalhos comunitários guiados por um referencial behaviorista. Na análise problematiza-se a relação Psicologia Comunitária e Behaviorismo destacando diferenças e aproximações entre os dois campos por meio de uma comparação entre as ideias de autores behavioristas e os pressupostos defendidos na Psicologia Comunitária. As principais divergências relacionamse com os temas sobre a participação comunitária e a relação colaborativa nas experiências comunitárias. Os pontos de convergência são identificados nos textos centrados em reflexões teóricas sobre colaboração, participação e o contexto da intervenção...


In this paper we analyze different relations between community intervention and Behaviorism questioning the thesis that there is an antagonistic relation between the latter and concerns with social transformation. Thus, this paper analyzes the possibilities for a dialogue between Behaviorism and Community Psychology. For this purpose, three types of papers were analyzed: criticisms of the conservatism of Behaviorism, reflections on community interventions from a behaviorist standpoint, reports of community interventions guided by Behaviorism. The relation Community Psychology–Behaviorism is discussed highlighting differences and similarities between the two fields. The main differences are related to the issues of participation and collaboration in the analyzed interventions. As for convergences, the theoretical discussions regarding the need of collaboration and participation and a concern with interventions beyond the immediate context are highlighted...


Este trabajo analiza diferencias entre la Psicología Comunitaria y el Conductismo con el fin de problematizar la tesis de que existe un antagonismo entre el último y las preocupaciones con la transformación social. Este análisis sirve a una reflexión sobre las posibilidades de diálogo entre el Conductismo y la Psicología Comunitaria. Se analizaron tres tipos de trabajos: críticas hacia el conservadurismo del Conductismo, teorías sobre intervenciones en comunidad desde el Conductismo; informes de intervenciones comunitarias guiadas por el Conductismo. Se analizan las relaciones Psicología Comunitaria–Conductismo destacando las diferenciasy aproximaciones entre los dos campos. Las diferencias subrayadas son la falta de participación y colaboración en las intervenciones conductistas. Las convergencias son caracterizadas por discusiones teóricas sobre colaboración, participación y la preocupación con intervenciones más allá del contexto inmediato...


Asunto(s)
Humanos , Conducta , Behaviorismo , Psicología Social
6.
Rev. psicol ; 4(1): 97-111, jan.-jun. 2013. tab
Artículo en Portugués | Index Psicología - Revistas técnico-científicas | ID: psi-58486

RESUMEN

Este artigo analisa, por meio da análise de jogos virtuais disponíveis em um sítio da internet a reprodução de estereótipos de gênero. A pesquisa realizou análise de conteúdo de 348 jogos online criados especialmente para o “sexo feminino”. Com o intuito de problematizar os estereótipos reproduzidos pelos jogos, o trabalho discute o conceito de gênero com a finalidade de criticar a naturalização de certas características como naturalmente femininas. Para tanto, utiliza-se de conceitos da psicologia que demonstram o caráter social do processo de individualização. Assim, os conceitos de estereótipo, socialização e brincar/jogar servem como instrumentos teóricos que desvelam como os papeis femininos ou masculinos são construídos em uma complexa relação entre indivíduo-sociedade. A análise dos jogos destaca como uma forma de lazer que se apresenta como neutra, acaba por contribuir na constituição de uma subjetividade que reproduz claramente estereótipos clássicos e injustos sobre o “ser menina”. Desse modo, pode-se afirmar que os jogos virtuais podem representar a entrada de “novas tecnologias”, mas que repetem velhas divisões sexuais. Apoio: CNPq.(AU)


Asunto(s)
Humanos , Identidad de Género , Mujeres , Juego e Implementos de Juego , Socialización
7.
Psicol. esc. educ ; 13(1): 29-36, jun. 2009. tab
Artículo en Portugués | Index Psicología - Revistas técnico-científicas | ID: psi-44073

RESUMEN

Este estudo visou compreender como alunos do Ensino Fundamental de uma escola pública municipal de Campinas percebiam o papel do psicólogo na escola. As informações foram obtidas por meio de desenhos e escrita para 127 alunos de 1ª a 4ª séries e de respostas a duas perguntas sobre a atuação do psicólogo para 113 alunos de 5ª a 8ª séries. Os resultados apontaram que, em geral, os alunos perceberam o psicólogo como um profissional que conversa sobre a vida e fornece apoio à comunidade escolar, atuando como mediador nas interações sociais ocorridas nesse contexto. As expectativas dos alunos de 5ª a 8ª séries acerca do trabalho do psicólogo envolveram: orientação, ajuda à escola e seus agentes na resolução de problemas e participação ativa no cotidiano escolar. Foi evidenciada uma tendência positiva quanto à inserção do psicólogo na escola na visão dos estudantes, mesmo com limitações na compreensão do seu papel.(AU)


This study investigates how students from an Elementary public school in Campinas, São Paulo, Brazil, perceived the psychologist's role at school. The information was obtained from drawings and writings carried out by 127 students in their initial grades, besides 113 students in their final grades answered two questions about the work of the psychologist. The results indicated that in general students perceived the psychologist as a professional who talks about the aspects of () life and gives support to the school community, acting as a mediator of the social interactions in this context. The final-grade students' expectations about the work of the psychologist involved: guidance, help to school and their members to solve problems and active participation in school daily life. The results showed a positive tendency towards the inclusion of a psychologist in school, according to students, despite the limited understanding of her or his role.(AU)


Este estudio buscó comprender cómo los alumnos de la enseñanza primaria de una escuela municipal de la ciudad de Campinas percibían el rol del psicólogo en la escuela. Las informaciones se obtuvieron por medio de dibujos y textos escritos para 127 alumnos de 1er a 4to año y de respuestas a dos preguntas sobre la actuación del psicólogo para 113 alumnos de 5to a 8vo año. Los resultados señalaron que, en general, los alumnos percibieron al psicólogo como un profesional que conversa sobre la vida y proporciona apoyo a la comunidad escolar, actuando como mediador en las interacciones sociales que se dan en este contexto. Las expectativas de los alumnos de 5to a 8vo año acerca del trabajo del psicólogo abarcaron: orientación, ayuda a la escuela y sus agentes en la solución de problemas y participación activa del cotidiano escolar. Se evidenció una tendencia positiva en relación a la inserción del psicólogo en la escuela desde el punto de vista de los estudiantes, inclusive con las limitaciones en la comprensión de su rol.(AU)

8.
Psicol. esc. educ ; 13(1): 29-36, jun. 2009. tab
Artículo en Portugués | LILACS | ID: lil-525630

RESUMEN

Este estudo visou compreender como alunos do Ensino Fundamental de uma escola pública municipal de Campinas percebiam o papel do psicólogo na escola. As informações foram obtidas por meio de desenhos e escrita para 127 alunos de 1ª a 4ª séries e de respostas a duas perguntas sobre a atuação do psicólogo para 113 alunos de 5ª a 8ª séries. Os resultados apontaram que, em geral, os alunos perceberam o psicólogo como um profissional que conversa sobre a vida e fornece apoio à comunidade escolar, atuando como mediador nas interações sociais ocorridas nesse contexto. As expectativas dos alunos de 5ª a 8ª séries acerca do trabalho do psicólogo envolveram: orientação, ajuda à escola e seus agentes na resolução de problemas e participação ativa no cotidiano escolar. Foi evidenciada uma tendência positiva quanto à inserção do psicólogo na escola na visão dos estudantes, mesmo com limitações na compreensão do seu papel.


This study investigates how students from an Elementary public school in Campinas, São Paulo, Brazil, perceived the psychologist’s role at school. The information was obtained from drawings and writings carried out by 127 students in their initial grades, besides 113 students in their final grades answered two questions about the work of the psychologist. The results indicated that in general students perceived the psychologist as a professional who talks about the aspects of () life and gives support to the school community, acting as a mediator of the social interactions in this context. The final-grade students’ expectations about the work of the psychologist involved: guidance, help to school and their members to solve problems and active participation in school daily life. The results showed a positive tendency towards the inclusion of a psychologist in school, according to students, despite the limited understanding of her or his role.


Este estudio buscó comprender cómo los alumnos de la enseñanza primaria de una escuela municipal de la ciudad de Campinas percibían el rol del psicólogo en la escuela. Las informaciones se obtuvieron por medio de dibujos y textos escritos para 127 alumnos de 1er a 4to año y de respuestas a dos preguntas sobre la actuación del psicólogo para 113 alumnos de 5to a 8vo año. Los resultados señalaron que, en general, los alumnos percibieron al psicólogo como un profesional que conversa sobre la vida y proporciona apoyo a la comunidad escolar, actuando como mediador en las interacciones sociales que se dan en este contexto. Las expectativas de los alumnos de 5to a 8vo año acerca del trabajo del psicólogo abarcaron: orientación, ayuda a la escuela y sus agentes en la solución de problemas y participación activa del cotidiano escolar. Se evidenció una tendencia positiva en relación a la inserción del psicólogo en la escuela desde el punto de vista de los estudiantes, inclusive con las limitaciones en la comprensión de su rol.


Asunto(s)
Psicología Educacional
9.
Interam. j. psychol ; 41(2): 231-240, ago. 2007. tab
Artículo en Portugués | Index Psicología - Revistas técnico-científicas | ID: psi-54103

RESUMEN

Inserida em um mundo em que a globalização e o neoliberalismo são hegemônicos, a realidade brasileira é dominada por uma dinâmica social que produz opressão e sofrimento para a grande parte da população. Profissionais que se defrontam com esta realidade e suas conseqüências são marcadas pelo medo e várias dificuldades. Depois de apresentar processos históricos correntes e seu impacto sobre a realidade brasileira, este trabalho descreve um programa desenvolvido para profissionais da Secretaria Municipal de Assistência Social. O programa teve um horizonte libertador e buscou criar diálogo e reflexões sobre a realidade e como transforma-la. O programa teve três estágios. Avaliação de dimensões da vida pessoal e profissional. Esta informação foi discutida em cinco sessões de três horas envolvendo implicações do programa. Processos psicossociais relacionados a libertação e opressão são discutidos. Apoio CNPq.(AU)


Inserted in a world where globalization and neoliberalism are hegemonic, Brazilian reality is ruled by social dynamics that produces oppression and suffering for most of the population. Psychologists and other professionals who face this reality and its consequences are stained by fear and various difficulties. After addressing current historical processes and its impact over Brazilian context, this article describes a program developed for professionals associated with the Municipal Social Assistance Secretary. The program had a liberatory horizon and aimed to create dialogue and reflection about reality and how to change it. The program had three stages. Assessed dimensions of their work and personal lives. This information was discussed in five three-hour sessions. Finally, the implications of the program were evaluated. Psychosocial processes related to liberation and oppression are discussed. Support: CNPq(AU)

10.
Interam. j. psychol ; 41(2): 231-240, ago. 2007. tab
Artículo en Portugués | LILACS-Express | ID: lil-494481

RESUMEN

Inserida em um mundo em que a globalização e o neoliberalismo são hegemônicos, a realidade brasileira é dominada por uma dinâmica social que produz opressão e sofrimento para a grande parte da população. Profissionais que se defrontam com esta realidade e suas conseqüências são marcadas pelo medo e várias dificuldades. Depois de apresentar processos históricos correntes e seu impacto sobre a realidade brasileira, este trabalho descreve um programa desenvolvido para profissionais da Secretaria Municipal de Assistência Social. O programa teve um horizonte libertador e buscou criar diálogo e reflexões sobre a realidade e como transforma-la. O programa teve três estágios. Avaliação de dimensões da vida pessoal e profissional. Esta informação foi discutida em cinco sessões de três horas envolvendo implicações do programa. Processos psicossociais relacionados a libertação e opressão são discutidos. Apoio CNPq.


Inserted in a world where globalization and neoliberalism are hegemonic, Brazilian reality is ruled by social dynamics that produces oppression and suffering for most of the population. Psychologists and other professionals who face this reality and its consequences are stained by fear and various difficulties. After addressing current historical processes and its impact over Brazilian context, this article describes a program developed for professionals associated with the Municipal Social Assistance Secretary. The program had a liberatory horizon and aimed to create dialogue and reflection about reality and how to change it. The program had three stages. Assessed dimensions of their work and personal lives. This information was discussed in five three-hour sessions. Finally, the implications of the program were evaluated. Psychosocial processes related to liberation and oppression are discussed. Support: CNPq

11.
Rev. psicol. polít ; 6(12)jul.-dez. 2006.
Artículo en Portugués | Index Psicología - Revistas técnico-científicas | ID: psi-47507

RESUMEN

O objetivo deste trabalho foi o de discutir e problematizar a relação entre sujeito e história, assim como elementos associados com a participação em movimentos sociais, a partir da análise da trajetória de vida de um militante do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST), buscando compreender elementos associados com seu envolvimento em um movimento social. O referencial teórico discute a relação dialética entre subjetividade e objetividade, por meio das categorias classe social, consciência de classe, psicologia de classe e vida cotidiana. Uma breve história sobre a questão agrária no Brasil, a constituição do MST e desafios atuais para o movimento são apresentadas, bem como algumas problemáticas existentes no movimento apontadas por estudos da psicologia social sobre o mesmo. Para analisar a trajetória de vida do participante da pesquisa partiu-se do método de historias de vida e utilizou-se uma entrevista semi-estruturada. Na análise organizou-se o conteúdo, de modo a superar impressões imediatas e desvendar temáticas que surgem da narrativa. O texto foi construído tendo como base a organização em unidades temáticas articuladas com o referencial teórico. Os temas predominantes na entrevista foram: trabalho e mercado, família e participação no MST. As considerações finais problematizam algumas questões levantadas pelo sujeito pesquisado: (1) como se dá a sua inserção na sociedade; (2) conexões entre consciência cotidiana e consciência de classe; (3) as possibilidades de mudanças sociais para o participante e para o MST. (AU)


The aim of this paper was to discuss the relationship between subject and history and elements associated to the process of engagement in social movements, using as a source the life trajectory of a militant from the Landless Rural Workers Movement (MST) militant. The theoretical considerations discuss the dialectic relationship between subjectivity and objectivity, social class, class consciousness, class psychology and everyday life. A brief history about the agrarian question in Brazil, the development and actual tasks of MST, and issues raised by social psychology studies related to MST are presented. An semi-structured interview was made using the contributions of the life-story method. The content analysis aimed to surpass immediate impressions and created themes which appeared on the participant's narrative. The maim themes identified in the interview were: labour and market, family, and engagement on MST. The discussion reflects about: (1) the insertion of the subject in the society; (2) connections between everyday life consciousness and class consciousness; (3) possibilities of social change for the subject and the MST. (AU)


Asunto(s)
Humanos , Masculino , Población Rural , Actividades Cotidianas/psicología , Problemas Sociales/historia
12.
Rev. psicol. polit ; 6(12)jul.-dez. 2006.
Artículo en Portugués | LILACS | ID: lil-469397

RESUMEN

O objetivo deste trabalho foi o de discutir e problematizar a relação entre sujeito e história, assim como elementos associados com a participação em movimentos sociais, a partir da análise da trajetória de vida de um militante do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST), buscando compreender elementos associados com seu envolvimento em um movimento social. O referencial teórico discute a relação dialética entre subjetividade e objetividade, por meio das categorias classe social, consciência de classe, psicologia de classe e vida cotidiana. Uma breve história sobre a questão agrária no Brasil, a constituição do MST e desafios atuais para o movimento são apresentadas, bem como algumas problemáticas existentes no movimento apontadas por estudos da psicologia social sobre o mesmo. Para analisar a trajetória de vida do participante da pesquisa partiu-se do método de historias de vida e utilizou-se uma entrevista semi-estruturada. Na análise organizou-se o conteúdo, de modo a superar impressões imediatas e desvendar temáticas que surgem da narrativa. O texto foi construído tendo como base a organização em unidades temáticas articuladas com o referencial teórico. Os temas predominantes na entrevista foram: trabalho e mercado, família e participação no MST. As considerações finais problematizam algumas questões levantadas pelo sujeito pesquisado: (1) como se dá a sua inserção na sociedade; (2) conexões entre consciência cotidiana e consciência de classe; (3) as possibilidades de mudanças sociais para o participante e para o MST.


The aim of this paper was to discuss the relationship between subject and history and elements associated to the process of engagement in social movements, using as a source the life trajectory of a militant from the Landless Rural Workers Movement (MST) militant. The theoretical considerations discuss the dialectic relationship between subjectivity and objectivity, social class, class consciousness, class psychology and everyday life. A brief history about the agrarian question in Brazil, the development and actual tasks of MST, and issues raised by social psychology studies related to MST are presented. An semi-structured interview was made using the contributions of the life-story method. The content analysis aimed to surpass immediate impressions and created themes which appeared on the participant's narrative. The maim themes identified in the interview were: labour and market, family, and engagement on MST. The discussion reflects about: (1) the insertion of the subject in the society; (2) connections between everyday life consciousness and class consciousness; (3) possibilities of social change for the subject and the MST.


Asunto(s)
Humanos , Masculino , Actividades Cotidianas/psicología , Problemas Sociales/historia , Población Rural
13.
Interação psicol ; 9(2): 239-249, jul.-dez. 2005.
Artículo en Portugués | Index Psicología - Revistas técnico-científicas | ID: psi-33625

RESUMEN

Este trabalho tem como objetivo reletir sobre a temática da prevenção primária e discutir criticamente sobre algumas das idéias que permeiam este campo. A primeira parte apresenta o surgimento da temática da prevenção em um movimento específico da psicologia dos EUA que critica modelos individualistas e remediativos de atuação. São apresentados aspectos históricos e constitutivos da prevenção primária, a diferenciação ente níveis, tipos e abordagens de prevenção e reflete-se sobre a relação entre prevenção primária e promoção de saúde. Define-se o que são fatores de risco e fatores de proteção e os indicadores e as dimensões do bem-estar. A segunda parte discute problemas e questões controversas no debate sobre a prevenção primária, a partir de noções presentes nos trabalhos de George W. Albec e Emory L. Cowen. Na terceira parte são apresentadas as possibilidades oferecidas por este modelo para a realidade brasileira a partir da crítica a algumas das idéias destacadas. A noção de educação emancipadora e a tomada de uma perspectiva histórica na compreensão da constituição do homem são consideradas como necessárias para a superação do positivismo que permeia noções e práticas preventivas. Enfatiza-se a inseparabilidade entre prevenção e mudança social(AU)


Asunto(s)
Prevención Primaria/historia , Cambio Social/historia
14.
Interaçao psicol ; 9(2)jun.-dez. 2005.
Artículo en Portugués | LILACS | ID: lil-469367

RESUMEN

Este trabalho tem como objetivos refletir sobre a temática da prevenção primária e discutircriticamente sobre algumas das idéias que permeiam este campo. A primeira parte apresenta osurgimento da temática da prevenção em um movimento específico na psicologia dos EUA que critica modelos individualistas e remediativos de atuação. São apresentados aspectos históricos econstitutivos da prevenção primária, a diferenciação entre níveis, tipos e abordagens de prevenção e reflete-se sobre a relação entre prevenção primária e promoção de saúde. Define-se o que são fatores de risco e fatores de proteção e os indicadores e as dimensões do bem-estar. A segunda parte discute problemas e questões controversas no debate sobre a prevenção primária, a partir de noções presentesnos trabalhos de George W. Albee e Emory L. Cowen. Na terceira parte são apresentadas aspossibilidades oferecidas por este modelo para a realidade brasileira a partir da crítica a algumas dasidéias destacadas. A noção de educação emancipadora e a tomada de uma perspectiva histórica na compreensão da constituição do homem são consideradas como necessárias para a superação do positivismo que permeia noções e práticas preventivas. Enfatiza-se a inseparabilidade entre prevenção e mudança social.


This paper discusses the primary prevention and some ideas developed in this . The first sectionpresents the origins of prevention theme at a specific movement in US psychology which criticizes the individualistic and remediative frameworks. Historical and constitutive dimensions of primary prevention, differences between preventive levels, types, and approaches and considerations about the relationship between prevention and health promotion are presented. The authors define risk and protection factors, wellness indicators and dimensions. The second section discusses controversies related to primary prevention, based on the ideas presented by G. W. Albee and E. L. Cowen?s works. The third section presents critical considerations about this framework at Brazilian social reality. It isargued that the shift from positivism inside preventive ideas and practices have as a necessary condition the notion of emancipatory education and an historical perspective to the comprehension of human development. The inseparability of prevention and social change are emphasized.


Asunto(s)
Cambio Social/historia , Prevención Primaria/historia
SELECCIÓN DE REFERENCIAS
DETALLE DE LA BÚSQUEDA