Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 3 de 3
Filtrar
Más filtros










Intervalo de año de publicación
1.
Rev. NUFEN ; 12(3): 116-138, set.-dez. 2020. tab
Artículo en Portugués | LILACS-Express | Index Psicología - Revistas técnico-científicas, LILACS | ID: biblio-1136670

RESUMEN

Descrever as características socioeconômicas e da exposição à violência de mulheres acompanhadas em um Centro de Atenção Psicossocial II (CAPS), e analisar a compreensão dos profissionais acerca dessa realidade. Estudo quali-quantitativo que contemplou o inventário sociodemográfico e o histórico da violência de 33 mulheres, e a análise das narrativas de seis profissionais de saúde. A violência doméstica contra a mulher atravessa mais de uma etapa de vida das entrevistadas. As principais formas são a violência sexual e física, principalmente por (ex) parceiros íntimos. As profissionais de saúde compreendem a violência em aspectos individuais e sociais permeadas pelas relações de gênero e poder. Não há consenso sobre algumas ações, como a intersetorialidade com as áreas jurídicas e de proteção a mulher, questão da notificação da violência e o fluxo de atendimento das mulheres. A violência doméstica é um fenômeno expressivo e os CAPS apresentam forte potencial para o empoderamento feminino.


Describe the socioeconomic characteristics and the exposure to violence of women monitored in a Psychosocial Care Center II (CAPS), and analyze the professionals' understanding of this reality. Quali-quantitative study that included the sociodemographic inventory and the history of violence of 33 women, and the analysis of the narratives of six health professionals. Domestic violence against women goes through more than one stage of the interviewees' lives. The main forms are sexual and physical violence, mainly by (ex) intimate partners. Health professionals understand violence in individual and social aspects permeated by gender and power relations. There is no consensus on some actions, such as intersectorality with the legal and women's protection areas, the issue of notification of violence and the flow of care for women. Domestic violence is an expressive phenomenon and CAPS have a strong potential for female empowermentment


Describir las características socioeconómicas y la exposición a la violencia de las mujeres monitoreadas en un Centro de Atención Psicosocial II (CAPS), y analizar la comprensión de los profesionales sobre esta realidad. Estudio cuali-cuantitativo que incluyó el inventario sociodemográfico y la historia de violencia de 33 mujeres, y el análisis de las narrativas de seis profesionales de la salud. La violencia doméstica contra las mujeres atraviesa más de una etapa de la vida de las entrevistadas. Las principales formas son la violencia sexual y física, principalmente por parte de (ex) parejas íntimas. Los profesionales de la salud entienden la violencia en aspectos individuales y sociales permeados por las relaciones de género y poder. No existe consenso en algunas acciones, como la intersectorialidad con las áreas legal y de protección de la mujer, el tema de la notificación de violencia y el flujo de atención a la mujer. La violencia doméstica es un fenómeno expresivo y los CAPS tienen un gran potencial para el empoderamiento femenino.

2.
Rev. baiana enferm ; 34: e34925, 2020.
Artículo en Portugués | LILACS, BDENF - Enfermería | ID: biblio-1137044

RESUMEN

Objetivo descrever e analisar a experiência dos usuários de um serviço de saúde mental acerca de suas trajetórias de escolarização, assim como o resgate do ensino por meio da Educação de Jovens e Adultos. Método pesquisa descritiva e analítica, de abordagem qualitativa, realizada com usuários que frequentavam a Educação de Jovens e Adultos, os quais foram entrevistados. Posteriormente, seus discursos foram categorizados e analisados. Resultados predominaram, na argumentação dos participantes, as interrupções com o contato escolar e a ausência de suporte social e familiar, que os impediu de alcançar suas metas iniciais de realização, as quais precisaram ser adaptadas ou substituídas. As motivações para o retorno à escolarização consideraram a entrada de novos agentes de cuidado, a busca pela autonomia e o prazer em desenvolver habilidades e expressão pela arte. Conclusão as trajetórias narradas foram atravessadas por rupturas e perdas de projetos de vida, incluindo a educação. As motivações para o retorno à escolarização apareceram como busca pela autonomia. A Educação de Jovens e Adultos surgiu como espaço de experimentação, de novas escolhas e de construção de vínculos afetivos e sociais.


Objetivo describir y analizar la experiencia de los usuarios de un servicio de salud mental sobre sus trayectorias escolares, así como el rescate de la enseñanza a través de la Educación de Jóvenes y Adultos. Método investigación descriptiva y analítica, con un enfoque cualitativo, realizada con usuarios que frecuentaban la Educación de Jóvenes y Adultos, que fueron entrevistados. Más tarde, sus discursos fueron categorizados y analizados. Resultados las interrupciones con el contacto escolar y la ausencia de apoyo social y familiar predominaron en los argumentos de los participantes, lo que les impidió alcanzar sus objetivos iniciales, que fueron adaptados o reemplazados. Las motivaciones para el regreso a la escolarización consideraron la entrada de nuevos agentes de atención, la búsqueda de la autonomía y el placer en el desarrollo de habilidades y expresión por arte. Conclusión las trayectorias narradas fueron atravesadas por rupturas y pérdidas de proyectos de vida, incluida la educación. Las motivaciones para el regreso a la educación aparecieron como una búsqueda de autonomía. La Educación de Jóvenes y Adultos surgió como un espacio para la experimentación, nuevas opciones y la construcción de lazos afectivos y sociales.


Objective to describe and analyze the experience of users of a mental health service about their schooling trajectories, as well as the rescue of teaching through Youth and Adult Education. Method descriptive and analytical research, with a qualitative approach, conducted with users who attended Youth and Adult Education, who were interviewed. Subsequently, their discourses were categorized and analyzed. Results interruptions with school contact and the absence of social and family support predominated in the participants' arguments, which prevented them from achieving their initial goals, which needed to be adapted or replaced. The motivations for the return to schooling considered the entry of new care agents, the search for autonomy and the pleasure in developing skills and expression by art. Conclusion the trajectories narrated were crossed by ruptures and losses of life projects, including education. The motivations for the return to schooling appeared as a search for autonomy. The Youth and Adult Education emerged as a space for experimentation, new choices and the construction of affective and social bonds.


Asunto(s)
Humanos , Enfermería Psiquiátrica , Salud Mental , Servicios de Salud Mental , Educación del Paciente como Asunto
3.
Cad. Ter. Ocup. UFSCar (Impr.) ; 23(2): [411-415], 20150628.
Artículo en Portugués | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-859381

RESUMEN

Este trabalho insere-se no contexto das discussões sobre saúde mental e economia solidária. Trata-se de um relato de experiência vivenciada no Centro de Atenção Psicossocial de Taguatinga II (CAPS) ­ Distrito Federal, onde os projetos desenvolvidos para geração de trabalho e renda na área de saúde mental reafirmam a capacidade que têm, como instrumentos para inclusão social, de incorporar princípios e valores da economia solidária com vistas ao empoderamento e autonomia dos cidadãos em sofrimento mental. Pretendeu-se, com este trabalho, fomentar e subsidiar reflexões acerca das possibilidades de inclusão social decorrentes da geração de trabalho e renda por meio de ações coletivas e solidárias, elaboradas/construídas com a participação de usuários, familiares e trabalhadores nesse serviço. A ênfase na metodologia participativa norteou o desenvolvimento da experiência, sendo que a proposição de ações disparadoras sobre saúde mental e economia solidária em diversos momentos, sob coordenação da equipe executora, proporcionou, concomitantemente, a realização de duas ações/intervenções: atividade grupal destinada a usuários e familiares do serviço, que se reuniram para conhecer e refletir sobre trabalho coletivo e empreendimento solidário; e três capacitações mensais, de agosto a dezembro de 2013, sobre cooperativismo, economia solidária e saúde mental, direcionadas aos trabalhadores do referido CAPS. Observou-se, ao final, que o envolvimento de pessoas em sofrimento mental nesses projetos contribui para superação do atual estado de subordinação e fragilidade. Acresce-se que o desenvolvimento dessas ações favoreceu, de modo geral, reflexões sobre o mundo do trabalho coletivo e agregou conhecimento metodológico sobre empreendimentos solidários.

SELECCIÓN DE REFERENCIAS
DETALLE DE LA BÚSQUEDA