Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 3 de 3
Filtrar
Más filtros










Intervalo de año de publicación
1.
ImplantNews ; 6(6): 663-671, 2009.
Artículo en Portugués | LILACS, BBO - Odontología | ID: lil-544268

RESUMEN

Este trabalho propõe-se a apresentar, por meio de uma revisão da literatura, um estudo comparativo das propriedades mecânicas, biológicas e estéticas dos sistemas de implante com conexão implante-abutment do tipo Cone-Morse em relação aos sistemas com conexão hexagonal externa. A conexão tipo Cone-Morse apresenta algumas vantagens como maior resistência mecânica, melhor distribuição e transmissão da força ao longo do implante para o tecido ósseo, redução do gap com diminuição da possibilidade de invasão bacteriana na interface implante intermediário e redução do afrouxamento de parafusos. Em contrapartida, a conexão hexagonal externa apresenta mais soluções protéticas, custo relativamente mais baixo e maior domínio da técnica por parte dos profissionais.


Asunto(s)
Implantes Dentales , Prótesis e Implantes
2.
RFO UPF ; 11(2): 91-95, 2006.
Artículo en Portugués | LILACS, BBO - Odontología | ID: lil-457392

RESUMEN

A atrofia óssea dos maxilares principalmente quando loalizada nos rebordos alveolares, representa uma limitação funcional e estética do aparelho estomatognático, pois dificulta ou impede muitas vezes a reabilitação protética por meio de implantes dentários. Para correção dos defeitos ósseos alveolares da maxima e da mandíbula, alguns biomateriais estão disponíveis, entre os quais se destacam o enxerto ósseo autógeno e o plasma rico em plaquetas (PRP), este utilizado com a finalidade de incrementar as fases da reparação óssea. O PRP é um material autógeno obtido da centrifugação do sangue venoso do próprio paciente, que oferece uma concentração significativa de fatores de crescimento derivados das plaquetas e dos leucócitos. Esses fatores podem aumentar a formação e a mineralização óssea, induzir células mesenquimais indiferenciadas a se diferenciarem em osteoblastos, desencadear a liberação de outros fatores de crescimento, diminuir a reabsorção ósea, pormover a angiogênese e produzir colágeno. Assim o objetivo deste trabalho foi investigar na literatura as bases biológicas que regem a atuação do PRP, os resultados de pesquisas e de suas aplicações clínicas. Foi possível observar que o PRP exerce influência positiva no processo de reparo ósseo.


Asunto(s)
Atrofia , Plaquetas , Trasplante Óseo , Sustancias de Crecimiento , Maxilar/anomalías
3.
Säo Paulo; Santos; 2001. 174 p. ilus, tab, graf. (BR).
Monografía en Portugués | LILACS, BBO - Odontología | ID: lil-329352
SELECCIÓN DE REFERENCIAS
DETALLE DE LA BÚSQUEDA