Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 8 de 8
Filtrar
Más filtros










Intervalo de año de publicación
1.
Rev. enferm. UERJ ; 28: e45789, jan.-dez. 2020.
Artículo en Inglés, Portugués | LILACS, BDENF - Enfermería | ID: biblio-1128451

RESUMEN

Objetivo: identificar a ocorrência da violência na Estratégia de Saúde da Família e analisar as repercussões para a saúde dos trabalhadores e ao atendimento. Método: estudo qualitativo, descritivo, realizado com 27 trabalhadores de uma unidade de Estratégia de Saúde da Família localizada no município do Rio de Janeiro em 2018. Trabalhou-se com a técnica de entrevista semiestruturada mediante roteiro e para a categorização dos depoimentos a análise de conteúdo temática. Projeto de pesquisa aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa. Resultados: identificou-se a violência psicológica perpetrada por usuários através de ameaças, xingamentos e intimidações e a urbana com a exposição dos profissionais a tiros, assaltos e brigas durante as visitas domiciliares ocasionando repercussões na saúde mental dos trabalhadores e prejuízos para a qualidade do atendimento. Conclusão: a violência ocupacional é um risco a integridade física e psíquica dos trabalhadores e a qualidade do atendimento.


Objective: to identify the occurrence of violence in Brazil's Family Health Strategy and to analyze the repercussions on workers' health and on care. Method: this qualitative, descriptive study was conducted in 2018 with 27 workers from a Family Health Strategy unit in the city of Rio de Janeiro, using the semi-structured, scripted interview technique, and thematic content analysis to categorize interviewee discourse. The project was approved by the research ethics committee. Results: the violence identified was psychological, as perpetrated by users in threats, name calling and intimidation, and urban, in health personnel's exposure to gunfire, robbery, and fights during home visits, which had repercussions on the workers' mental health and impaired the quality of care. Conclusion: occupational violence is a risk to health workers' physical and mental integrity and to the quality of care.


Objetivo: identificar la ocurrencia de violencia en la Estrategia de Salud de la Familia de Brasil y analizar las repercusiones en la salud y la atención de los trabajadores. Método: este estudio cualitativo descriptivo se realizó en 2018 con 27 trabajadores de una unidad de Estrategia de Salud de la Familia en la ciudad de Río de Janeiro, utilizando la técnica de entrevista semiestructurada, guionizada y análisis de contenido temático para categorizar el discurso del entrevistado. El proyecto fue aprobado por el comité de ética en investigación. Resultados: la violencia identificada fue psicológica, perpetrada por los usuarios en amenazas, insultos e intimidación, y urbana, en la exposición del personal de salud a disparos, robos y peleas durante las visitas domiciliarias, lo que repercutió en la salud mental de los trabajadores y perjudicó la calidad de atención. Conclusión: la violencia laboral es un riesgo para la integridad física y mental de los trabajadores de la salud y para la calidad de la atención.


Asunto(s)
Humanos , Grupo de Atención al Paciente , Riesgos Laborales , Salud Laboral , Estrategia de Salud Familiar , Violencia Laboral , Calidad de la Atención de Salud , Brasil , Centros de Salud , Investigación Cualitativa
2.
Saúde Redes ; 6(1): 219-233, 20200701.
Artículo en Portugués | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1116563

RESUMEN

Esta é uma sistematização de experiências, na perspectiva de Oscar Jara (2012), sobre a gestão compartilhada de uma Clínica de Família, no bairro de Manguinhos, Rio de Janeiro - RJ, Brasil. Objetivou-se refletir como a Educação Popular em Saúde (EPS) pode mediar o processo de gestão compartilhada na qualificação das ações de prevenção do câncer de colo do útero junto aos profissionais, numa ação colaborativa com o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA). Tomou-se como reflexão, o trabalho na Atenção Básica, a mediação da EPS e a gestão e práticas colaborativas. Concluiu-se que o diálogo com o contexto local, mediado por uma parceria colaborativa sob a proposta crítico-reflexiva, transformou em práxis a coleta de preventivo, qualificando o processo de cuidado.


This is a systematization of experiences, in the perspective of Oscar Jara (2012), on the shared management of a Family Clinic , in the neighborhood of Manguinhos, Rio de Janeiro ­ RJ, Brazil. The objective was to reflect how the Popular Health Education (PHE) can mediate the shared management process in the qualification of cervical cancer prevention actions with the professionals, in a collaborative action with the Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA). It was taken as reflection, the work in primary health care, the mediation of the PHE and the management and collaborative practices. It was concluded that the dialogue with the local context, mediated by a collaborative partnership under the critical­ reflexive proposal, transformed into praxis the collection of preventive, qualifying the care process.

3.
Ciênc. cuid. saúde ; 14(1): 893-900, 20150000.
Artículo en Portugués | LILACS, BDENF - Enfermería | ID: biblio-947925

RESUMEN

Estudo descritivo, de abordagem qualitativa, que teve como objetivo descrever as práticas de cuidado desenvolvidas por enfermeiros e agentes comunitários de saúde no cotidiano da Estratégia Saúde da Família.Para a coleta de dados, utilizou-se a técnica de entrevista semiestruturada com 08 enfermeiros e 07 agentes comunitários de saúde no período de janeiro a março de 2010, cujos resultados foram submetidos à análise de conteúdo. Constatou-se que os enfermeiros e os agentes comunitários de saúde desenvolvem as mais variadas práticas de cuidado na Estratégia Saúde da Família, que podem incluir atividades administrativas, assistenciais e educativas. Elas foram identificadas como voltadas para o cuidado porque proporcionam espaços de atenção, diálogo, intervenção e vínculo. Embora possuam competências e responsabilidades distintas, os enfermeiros e os agentes comunitários de saúde realizam algumas práticas de cuidado em conjunto, tais como grupos educativos, reuniões de equipe, acolhimento e visita domiciliar, o que os aproxima na dimensão do cuidado ao outro. Sugere-se que sejam desenvolvidos mais estudos em torno desta temática, demonstrando outros dados, perspectivas e percepções, uma vez que o estudo mostrou-se revelador, além de ser pouco discutido no meio científico.(AU)


This is a descriptive qualitative study with the objective to describe the practices of care developed by nurses and community health agents in the daily routine of the Family Health Strategy. The data collection used semi-structured interviews with 08 nurses and 07 community health agents in the period of January and March 2010, whose results were submitted to content analysis. It was found that nurses and community health agents develop the most varied practices of care in the Family Health Strategy, which may include educational, administrative and assistance activities. They were identified as facing care because they provide spaces for attention, dialogue, intervention and bonding. Although they have distinct powers and responsibilities, nurses and community health agents perform some care practices together, such as educational groups, team meetings, reception and home visit, approaching the dimension of care to the other. It is suggested to develop studies around this issue, showing other data perspectives and perceptions, since the study showed developer, and even being little discussed in scientific circles.(AU)


El objetivo de este estudio es describir las prácticas de salud desarrolladas por enfermeros y agentes comunitarios de salud en el cotidiano de la Estrategia Salud de la Familia. Es un estudio cualitativo descriptivo. La recolección de datos utilizó entrevistas semiestructuradas con 08 enfermeros y 07 agentes comunitarios de salud en el período de enero y marzo de 2010, cuyos resultados fueron sometidos a análisis de contenido. Se encontró que las enfermeras y los agentes comunitarios de salud desarrollan las más variadas prácticas de atención en la Estrategia Salud de la Familia, que pueden incluir actividades administrativas, asistenciales y educativas. Ellos fueron identificados como direccionados a la atención, ya que proporcionan espacios para la atención, el diálogo, intervención y la unión. A pesar de que tienen competencias y responsabilidades distintas, enfermeras y agentes comunitarios de salud realizan algunas prácticas de atención en conjunto, tales como grupos educativos, reuniones de equipo, de acogida y visita a domicilio, lo que se aproxima a la dimensión de la atención a los otros. Se sugiere que sean desarrollados más estudios en torno de esta temática, revelando otros datos, perspectivas y percepciones, una vez que el estudio se ha mostrado revelador, además de ser poco discutido en el medio científico.(AU)


Asunto(s)
Humanos , Atención Primaria de Salud , Salud de la Familia , Enfermería , Agentes Comunitarios de Salud
5.
Rev. enferm. UERJ ; 21(4): 446-451, out.-dez. 2013.
Artículo en Portugués | LILACS, BDENF - Enfermería | ID: lil-747417

RESUMEN

O contexto sociocultural contemporâneo aponta para um distanciamento de informações entre a esfera do saber popular e a esfera do saber científico no que diz respeito à hipertensão arterial. Objetivou-se descrever os saberes populares sobre a hipertensão arterial e analisar o conhecimento científico da educação em saúde na hipertensão arterial. Estudo qualitativo, descritivo, desenvolvido com 23 pessoas atendidas na rede ambulatorial e nas feiras de saúde no município do Rio de Janeiro, em 2010. Os dados foram coletados por meio de entrevista semiestruturada e submetidos à análise de conteúdo. São resultados: os saberes populares sobre a hipertensão arterial mostraram dúvidas em relação ao desenvolvimento, curso da patologia, os sinais e sintomas, as dificuldades do controle com a medicação e a carência de informação. Concluiu-se que as ações educativas não despertaram nos usuários a consciência crítica, deixando muitas dúvidas, e não atingiram os objetivos propostos pela reorientação das práticas de saúde.


The contemporary sociocultural context suggests an information gap between the popular knowledge level and the scientific knowledge level, as far as arterial hypertension is concerned. The objective was to describe the popular knowledge on arterial hypertension and to analyze the scientific knowledge on health care education in arterial hypertension. A qualitative and descriptive study developed with 23 outpatients assisted in appointments and health care events in the municipality of Rio de Janeiro in 2010. The data were collected by means of semi-structured interview and submitted to content analysis. Results the popular knowledge on arterial hypertension showed some questions regarding the development, course of pathology, signs and symptoms, difficulties to control the medication and lack of information. We conclude that the educational actions have not awakened the critical awareness on users, with many questions remaining, and they have not achieved the objectives proposed on health care practices reorientation.


El contexto sociocultural contemporáneo apunta para un alejamiento de informaciones entre el campo del saber popular y el campo del saber científico con respecto a la hipertensión arterial. Se objetivó describir los saberes populares sobre la hipertensión arterial y analizar el conocimiento científico de la educación en salud en la hipertensión arterial. Estudio cualitativo, descriptivo, desarrollado con 23 personas atendidas en la red ambulatorial y en los eventos de salud en el municipio de Rio de Janeiro-RJ-Brasil, en 2010. Los datos fueron recolectados por medio de entrevista semiestructurada y sometidos al análisis de contenido. Son resultados: los saberes populares sobre la hipertensión arterial revelaron dudas enrelación al desarrollo, curso de la patología, los señales y síntomas, las dificultades del control con la medicación y la carencia de información. Se concluyó que las acciones educativas no despertaron en los usuarios la conciencia crítica, generando muchas dudas, y no alcanzaron los objetivos propuestos por la reorientación de las prácticas de salud.


Asunto(s)
Humanos , Masculino , Femenino , Adulto Joven , Persona de Mediana Edad , Anciano de 80 o más Años , Autocuidado , Atención de Enfermería , Educación en Salud , Hipertensión/enfermería , Hipertensión/terapia , Brasil , Epidemiología Descriptiva
6.
Rev Bras Enferm ; 66(6): 815-6, 2013 Dec.
Artículo en Inglés, Portugués, Español | MEDLINE | ID: mdl-24488450
7.
Rio de Janeiro; s.n; 2003. 147 p.
Tesis en Portugués | LILACS | ID: lil-363290

RESUMEN

Esta investigação é fruto de uma tese de doutorado que teve por objetivo contribuir para o reconhecimento dos sentidos e valores das práticas populares em saúde e, sua relação com uma sabedoria prática. A pesquisa de caráter sócioantropológico e, natureza qualitativa ocorreu de 1999 a 2002, sendo o trabalho de campo desenvolvido através de observação etnográfica e realização de dezesseis entrevistas semi-estruturadas com moradores de um grupo social popular urbano residente no Alto Simão, uma localidade de Vila Isabel no município do Rio de Janeiro. Através do reconhecimento das dinâmicas de organização social existentes, foram identificados e analisados os sentidos e práticas cotidianas voltadas para a saúde, doença e cuidado neste grupo e, a relação entre os saberes e práticas presentes e outras lógicas e práticas existentes na cultura contemporânea. As práticas populares voltadas para a saúde e para a doença, são traduzidas em estratégias e táticas utilizadas pela população num processo de apropriação e construção de saberes relativos ao processo saúde-doença. A saúde foi associada a aspectos subjetivos voltados às relações pessoais e familiares e, à idéia de movimento relacionada ao bem estar pessoal e a possibilidade de desenvolvimento de atividades cotidianas. A doença foi associada a dimensão subjetiva, mas também a dor física e às condições de sobrevivência. Foram identificadas práticas de saúde individuais voltadas para o espaço privado tais como: desenvolvimento de trabalhos domésticos, atividades ligadas ao movimento (andar, ginástica, dançar), atividades religiosas, dentre outras. As práticas voltadas para a doença apresentam-se como estratégias em sua maioria associadas à prática médica, sendo comum a procura por apoio religioso, a automedicação e, o apoio social e familiar. As práticas coletivas são voltadas para o espaço público e se relacionam a práticas de lazer e promoção da saúde em um sentido ampliado. São elas: danças, jogos e festas. Concluímos, que as práticas individuais e coletivas voltadas para a saúde, indicam a existência de uma sabedoria prática. Na perspectiva de construção de práticas de Saúde Coletiva mais efetivas, propõe-se uma interação entre os saberes populares e técnicos e entre as várias expressões de sabedoria prática existentes.


Asunto(s)
Educación en Salud , Salud Pública , Práctica de Salud Pública
8.
Rev. enferm. UERJ ; 6(2): 400-4, dez. 1998.
Artículo en Portugués | LILACS, BDENF - Enfermería | ID: lil-273733

RESUMEN

O presente trabalho apresenta a realizaçäo de diagnósticos de saúde como um dos resultados concretos que vem sendo apresentado pelos alunos do primeiro período acadêmico da FENF/UERJ desde 1996. Pretendemos refletir o processo saúde-doença e seus fatores determinates a partir da realizaçäo de diagnósticos que se desenvolvem com a participaçäo da comunidade. Os diagnósticos foram realizados em duas comunidades do Rio de Janeiro: Alto Simäo e Céu Azul...


Asunto(s)
Humanos , Diagnóstico de la Situación de Salud , Brasil , Educación en Salud , Proceso Salud-Enfermedad
SELECCIÓN DE REFERENCIAS
DETALLE DE LA BÚSQUEDA