Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 3 de 3
Filtrar
Más filtros










Base de datos
Intervalo de año de publicación
1.
J. Health Biol. Sci. (Online) ; 12(1): 1-7, jan.-dez. 2024. tab
Artículo en Portugués | LILACS | ID: biblio-1530656

RESUMEN

Introdução: O presente estudo teve como objetivo investigar e identificar a prevalência e fatores de risco associados ao tabagismo e outras formas de consumo de tabaco entre acadêmicos da saúde. Métodos: A pesquisa contou com 407 acadêmicos dos cursos de Biomedicina, Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia e Nutrição de uma Instituição de Ensino Superior. A coleta de dados foi realizada no mês de maio de 2020, por um formulário eletrônico, disponibilizado em e-mail institucional, grupos de estudos e redes sociais. O procedimento ocorreu após aprovação pelo Comitê de Ética, cujo parecer 3.966.951. Resultados: A maioria dos participantes (79,6%) eram do sexo feminino, solteiros (75,2%) com idade média de 25,32 anos. O consumo de tabaco foi confirmado por 10,8% participantes. Quanto ao consumo de produtos derivados de tabaco 24,1% dos entrevistados já consumiram produto de tabaco, 8,6% assumiram tabagismo ocasional, e 4,2% tabagismo ativo. Conclusões: A associação entre tabagismo e as variáveis sociodemográficas demonstrou que alunos do curso de Farmácia (OR: 5,25 [IC:1,34-20,22] p=0,017), homens (OR: 1,71 [IC: 1,01 ­ 2,91]), estudantes turno matutino (OR: 1,96 [IC:1,02-3,78] p=0,04) e que residem com tabagistas (OR:4,44 [IC: 2,24-8,80]) apresentaram maiores chances de serem tabagista. A associação em relação ao consumo de derivados do tabaco, os homens apresentaram maiores prevalências de consumo de derivados de tabaco (OR: 1,71 [IC: 1,01 ­ 2,91] p=0,045) bem como, alunos do curso de Farmácia (OR: 6,40 [IC:2,31-17,7] P<0,01), que estudam no turno Noturno (OR:1,85 [IC:1,16-8,82] p=0,009) e entre os que residem com tabagistas (OR: 4,49 [IC:2,24-8,80] p<0,001).


Introduction: The present study aimed to investigate and identify the prevalence and risk factors associated with smoking and other forms of tobacco consumption among health academics. Methods: The survey involved 407 students from Biomedicine, Physical Education, Nursing, Pharmacy, Physiotherapy and Nutrition courses at a Higher Education Institution. Data collection was carried out in May 2020, through an electronic form, available in institutional email, study groups and social networks. The entire procedure took place after approval by the Ethics Committee. Results: Most participants (79.6%) were female, single (75.2%) with a mean age of 25.32 years. Tobacco consumption was confirmed by 10.8% of the participants. As for the consumption of tobacco products, 24.1% of the interviewees had already consumed some tobacco product, 8.6% assumed occasional smoking, and 4.2% active smoking. Conclusions: The association between smoking and sociodemographic variables showed that Pharmacy students (OR: 5.25 [CI:1.34-20.22] p=0.017), men (OR: 1.71 [CI: 1.01 ­ 2.91]), morning shift students (OR: 1.96 [CI:1.02-3.78] p=0.04) and those who live with smokers (OR:4.44 [CI : 2.24-8.80]) were more likely to be smokers. The association in relation to the consumption of tobacco derivatives, men had a higher prevalence of consumption of tobacco derivatives (OR: 1.71 [CI: 1.01 ­ 2.91] p=0.045) as well as Pharmacy students (OR: 6.40 [CI:2.31-17.7] P<0.01), those who study the night shift (OR:1.85 [CI:1.16-8.82] p=0.009 ) and among those who live with smokers (OR: 4.49 [CI:2.24-8.80] p<0.001).


Asunto(s)
Humanos , Masculino , Femenino , Adulto , Tabaquismo , Estudiantes del Área de la Salud
2.
J. Health Biol. Sci. (Online) ; 8(1): 1-6, 01/01/2020. ilus
Artículo en Portugués | LILACS | ID: biblio-1100476

RESUMEN

Objetivo: analisar o uso de proteinados por um grupo de acadêmicos do Curso de Educação Física de uma instituição de ensino Superior e a percepção dos participantes quanto aos possíveis efeitos adversos. Métodos: aplicou-se um questionário semiestruturado, com a colaboração de 90 acadêmicos do Curso de Educação Física, que frequentavam a área de esportes da instituição. Resultados: no que diz respeito ao consumo dos suplementos proteinados, observa-se que 34 dos participantes (37,8%) fazem o uso de suplementos e 56 não utilizam (62,2%). A indicação dos suplementos proteicos ocorreu por nutricionistas (52,9%) seguidos daqueles que o fizeram por iniciativa própria (23,5%); houve, também, a resposta de indicação do uso do produto pelo personal trainner (17,6%) e professor de Educação Física (5,9%). Conclusões: o uso de suplementos proteicos para ganho de massa muscular é uma prática que está, a cada dia, sendo intensificada por praticantes de atividades físicas e vem associado ao marketing popularizado desses produtos que não necessariamente se faz de forma apropriada. Segundo a Resolução CFN 390/2006, que regulamenta a prescrição de alimentos ou suplementos destinados aos atletas, restringe-se ao profissional médico e nutricionista. Fazendo, assim, ilegítima a indicação de suplementos proteinados por profissionais de educação física e demais profissionais da área da saúde. Embora não representasse o maior número de participantes, essa pesquisa ainda demonstra que há uso descomedido dos proteinados, mesmo por acadêmicos do Curso de Educação Física, nos últimos períodos de suas formações.


Objective: ito analyze the use of proteins by a group of academics from the Physical Education Course of a Higher Education Institution, and a perception of the participants regarding possible adverse effects. Methods: A semi-structured questionnaire was applied, with the collaboration of 90 academics from the Physical Education Course, who attended the sports area of the Institution. Results: Regarding the consumption of protein supplements, it was observed that 34 of the participants (37.8%) use supplements and 56 do not use (62.2%). The indication of protein supplements occurred by nutritionists (52.9%) followed by those who did it on their own initiative (23.5%), there was also the response of indication of use of the product by the Personal Trainner (17.6%) and Physical Education Teacher (5.9%). Conclusions: The use of protein supplements for muscle mass gain is a practice that is being intensified every day by practitioners of physical activities, and is associated with the popularized marketing of these products that is not necessarily done appropriately. According to Resolution CFN 390/2006, it regulates the prescription of food or supplements for athletes, is restricted to the medical and nutritionist professional. Thus, it is illegitimate to indicate protein supplements by physical education professionals and other health professionals. Although it did not represent the largest number of participants, this research still demonstrates that there is an uncontrolled use of proteins, even by academics of the Physical Education Course, in the last periods of their training.


Asunto(s)
Proteínas , Suplementos Dietéticos , Efectos Colaterales y Reacciones Adversas Relacionados con Medicamentos
3.
J. Health Biol. Sci. (Online) ; 6(3): 279-285, 02/07/2018. tab
Artículo en Portugués | LILACS | ID: biblio-964694

RESUMEN

Introdução: O índice de brasileiros acometidos por câncer de pele é alto e ainda cresce, especialmente por o Brasil ser um país de elevada incidência de raios ultravioletas e de população despreocupada com os fatores de prevenção. O uso do protetor solar é essencial para se evitar a exposição aos raios ultravioleta causadores do câncer de pele e do fotoenvelhecimento. Metodologia: Análise de rótulos dos protetores solares mais comercializados no Brasil. Eles foram divididos em quatro grupos, de acordo com idade e indicação, se é para uso no corpo ou na face. Foram apresentados os resultados de FPS, indicação, forma farmacêutica, características do protetor solar, além de efeitos colaterais e adversos Resultados: Analisaram-se dez rótulos de produtos dermocosméticos de uso tópico para proteção solar. Observou-se que há preocupação em relatar a possibilidade de reações alérgicas, bem como a preocupação de classificar quanto ao Fator de Proteção Solar. Houve indicação à prevenção ao fotoenvelhecimento e até aos homens com pele escura e barba. Discussão: A utilização desses protetores solares só será eficaz se eles forem utilizados de forma correta pela população e em consonância com vestuários e acessórios. Os filtros solares possuem vários princípios ativos que, por suas particularidades, variam também no modo de uso. Para evitar o uso inadequado dos protetores solares, é importante que o usuário saiba qual protetor seria o mais eficaz dentro das individualidades. Considerações finais: A promoção à saúde da pele engloba ações que propiciem às pessoas conscientização na escolha do correto protetor solar, a fim de minimizar efeitos deletérios dos raios ultravioletas, especialmente o câncer de pele.(AU)


Introduction: Skin cancer has a high rate of growth in Brazil, especially due to the fact that it is a country with a high incidence of ultraviolet rays and a careless population in relation to prevention factors. The use of sunscreen is essential to avoid exposure to ultraviolet rays that cause skin cancer and photo aging. Methodology: Analysis of labels of sunscreens most commercialized in Brazil. These were divided into four groups and according to age or whether it is indicated for use on the body or face. Results of FPS, indication, pharmaceutical form, sunscreen characteristics, side effects and adverse effects were presented. Results: Ten labels of topical dermocosmetic products for sun protection were analyzed. It has been observed that there is concern in reporting the possibility of allergic reactions. There is concern to classify as to the Sun Protection Factor. There were indications to prevention of photoaging and even men with dark skin and beards. Discussion: The use of these sunscreens will only be effective if used properly by the population and in line with clothing and accessories. The sunscreens have several active principles that by their particularities also vary in the way of use. In order to avoid the inappropriate use of sunscreens it is important that the user knows which protector would be the most effective within the individualities. Final considerations: Skin health promotion encompasses actions that empower people to choose the right sunscreen to minimize the deleterious effects of ultraviolet rays, especially skin cancer.(AU)


Asunto(s)
Neoplasias Cutáneas , Protectores Solares , Promoción de la Salud
SELECCIÓN DE REFERENCIAS
DETALLE DE LA BÚSQUEDA
...