Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 1 de 1
Filtrar
Más filtros










Intervalo de año de publicación
1.
Bragança; s.n; 20240000. il., tab..
Tesis en Portugués | BDENF - Enfermería | ID: biblio-1527239

RESUMEN

O trauma é lesão no organismo que pode estar associado à morte ou a incapacidades temporárias ou permanentes de extensão variável. O seu prognóstico depende da celeridade de cuidados de saúde adequados. Os sistemas de saúde têm organizados redes estruturadas de emergência para atender a essas situações, sendo em Portugal operacionalizada por diretrizes produzidas pela Direção Geral de Saúde, a Via Verde Trauma (VVT). Objetivos: Descrever os resultados da implementação do protocolo da Via Verde Trauma num Serviço de Urgência Geral de um centro hospitalar da região norte de Portugal, no período de janeiro de 2021 a agosto de 2022 e analisar a mortalidade dos doentes inseridos em Via Verde Trauma. Métodos: Estudo transversal analítico. A população do estudo são todos os doentes inseridos em VVT num SU centro hospitalar da região norte de Portugal, com registos na base de dados de VVT, obtendo-se assim uma amostra de 204 participantes. Foi construída uma grelha para onde foi transposta a informação sobre sexo e idade da vítima, prioridade estabelecida pelo sistema de triagem de Manchester, tempo de permanência na SE, tipo de trauma e segmento afetado, critérios de ativação da VVT e causa subjacente ao trauma, destino do doente após os cuidados na SE, altas e óbitos. O estudo obteve o parecer favorável da comissão de ética. Resultados: A amostra foi constituída maioritariamente por vítimas do sexo masculino (75,0 %), com mais de 60 anos 41,7% e triados cor laranja 93,6%. O nível de consciência foi o critério absoluto que determinou a ativação da VVT (19,1%), mais frequente e a queda de uma altura superior a três metros (19,6%) foi o critério relativo mais frequente. A principal causa de ativação foram os acidentes de viação (55,4%), seguido das quedas (24,5%). O trauma fechado representou a esmagadora maioria (97,2%) dos traumas registados, que afetaram principalmente o segmento cranioencefálico (46,6%), seguido das extremidades e do torácico. Tiveram como destino outra valência do SU (72%). A taxa de mortalidade foi de 1,47% ocorreram na SE eram homens, com mais de 60 anos e triados com cor vermelha, com traumatismo cranioencefálico fechado e com tempo em emergência superior a uma hora. Não se verificou associação da mortalidade com as restantes variáveis. Conclusão: A VVT foi ativada maioritariamente em casos envolvendo o sexo masculino e pessoas mais velhas. O trauma é maioritariamente desencadeado por acidentes de viação e quedas, e resulta em traumas fechados, maioritariamente traumatismo cranioencefálico, das extremidades e torácicos. A mortalidade dos doentes inseridos na VVT foi reduzida, com três óbitos em 204 casos, associado a traumatismo cranioencefálico em vítimas com idade superior a 60 anos, dois do sexo masculino e uma do sexo feminino.


Trauma is injury to the body that can be associated with death or temporary or permanent disabilities of varying extent. Prognosis depends on the time of adequate healthcare. Health systems have organized structured emergency networks to respond to these situations, which in Portugal are operationalized by guidelines produced by the General Directorate of Health, Trauma Green Lane (TGL) [Via Verde Trauma]. Objectives: Objectives: To describe the results of the implementation of the Trauma Green Lane protocol in an Emergency Department of a hospital center in the northern region of Portugal, from January 2021 to August 2022 and analyze the mortality of patients included in Trauma Network protocol. Methods: Cross-sectional and analytical study. The study population was all patients undergoing TGL in a hospital center in the north of Portugal, with records in the TGL database, thus obtaining a sample of 204 participants. The information was transposed to a database on the victim's sex and age, priority established by the Manchester triage system, length of stay in the ED, type of trauma and affected segment, TGL activation criteria and underlying cause of the trauma, destination of the patient after care in the ED, discharges and deaths. The study obtained a favorable opinion from the ethics committee. Results: The sample was predominantly composed of male victims (75.0%), 41.7% were over 60 years old and 93.6% were screened orange. The level of consciousness was the absolute criterion that determined the activation of the TGL (19.1%). The main cause of activation was car accidents (55.4%), followed by falls (24.5%). Blunt trauma represented the majority (97.2%) of recorded traumas, which mainly affected the cranioencephalic segment (46.6%), followed by the extremities and the thoracic segment. Victims were transferred mainly to another part of the ED (72%). The mortality rate was 1.47%, they occurred in the ED and were men, over 60 years old and screened as red, with closed head trauma and time spent in the emergency room for more than one hour. There was no association between mortality and the remaining variables. Conclusion: Trauma Green Lane was predominantly activated in cases involving male individuals and older people. Trauma was mostly triggered by car accidents and falls, and results in blunt trauma, mostly to the head, extremities and chest. The mortality of patients inserted into the Trauma Network was reduced, with three deaths in 204 cases, associated with traumatic brain injury in victims aged over 60, two were male, and one was female.


Asunto(s)
Humanos , Masculino , Persona de Mediana Edad , Heridas y Lesiones , Mortalidad , Enfermería , Servicio de Urgencia en Hospital
SELECCIÓN DE REFERENCIAS
DETALLE DE LA BÚSQUEDA
...