Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 5.670
Filtrar
1.
Recurso de Internet en Portugués | LIS - Localizador de Información en Salud | ID: lis-48017

RESUMEN

O Ministério da Saúde informa que no último sábado (09/01), foi notificado, por meio do Centro de Informações Estratégicas e Resposta de Vigilância em Saúde (Cievs), sobre a identificação pelo Ministério da Saúde do Japão de uma nova cepa variante do vírus SARS-CoV-2 em quatro viajantes que chegaram a Tóquio vindos do Brasil.


Asunto(s)
Coronavirus , Brasil/epidemiología , Virus del SRAS
2.
Brasília, D.F.; OPAS; 2021-01-20.
en Portugués | PAHO-IRIS | ID: phr2-53213

RESUMEN

O surgimento de mutações é um evento natural e esperado dentro do processo evolutivo dos vírus. Desde a caracterização genômica inicial do SARS-CoV-2, este vírus se dividiu em diferentes grupos genéticos ou clados. De fato, algumas mutações específicas definem os grupos genéticos virais (também denominadas linhagens) que atualmente circulam no mundo (Tabela 1 e Figura 1). Devido a diversos processos de microevolução e pressões de seleção, podem surgir algumas mutações adicionais, gerando diferenças dentro de cada grupo genético (denominadas variantes). É importante mencionar que as denominações clado, linhagem, variante etc. são arbitrárias e não correspondem a uma hierarquia taxonômica oficial. Com as informações disponíveis até o momento, a maioria das mutações do SARS-CoV-2 teve pouco ou nenhum impacto sobre como ele é transmitido ou sobre a gravidade da doença que causa. Desde a identificação inicial do SARS-CoV-2 até o momento, foram compartilhadas mais de 387.500 sequências genômicas completas no mundo todo, por meio de bancos de dados de acesso público. A capacidade de monitorar a evolução viral quase em tempo real tem impacto direto na resposta de saúde pública à pandemia de COVID-19.


Asunto(s)
Betacoronavirus , Infecciones por Coronavirus , Coronavirus , Infecciones por Coronavirus , Urgencias Médicas , Reglamento Sanitario Internacional , Américas , Región del Caribe
3.
Brasília, D.F.; OPAS; 2021-01-22. (OPAS-W/BRA/PHE/COVID-19/21-001).
No convencional en Portugués | PAHO-IRIS | ID: phr2-53212

RESUMEN

As superfícies do ambiente em locais de assistência à saúde incluem mobiliário e outros objetos fixos, dentro e fora dos quartos e banheiros dos pacientes, como mesas, cadeiras, paredes, interruptores de luz e acessórios de computador, equipamentos eletrônicos, pias, vasos sanitários, bem como superfícies de equipamentos médicos convencionais como manguitos de medidores de pressão, estetoscópios, cadeiras de rodas e incubadoras. Em locais não associados a cuidados de saúde, as superfícies do ambiente incluem pias e vasos sanitários, eletrônicos (telas de toque e controles), mobiliário e outros itens fixos, como balcões, corrimãos, pisos e paredes. A contaminação de superfícies do ambiente com o vírus da COVID-19 é mais provável em locais de assistência à saúde, onde são realizados procedimentos médicos. Por isso, essas superfícies, principalmente em caso de atendimento a pacientes de COVID-19, devem ser devidamente limpas e desinfetadas para evitar transmissão subsequente. Da mesma forma, esta recomendação aplica-se a locais alternativos destinados ao isolamento de pessoas com COVID-19 que apresentem quadro leve ou doença não complicada, incluindo domicílios e locais não tradicionais. O objetivo deste documento é fornecer orientações sobre a limpeza e desinfecção de superfícies do ambiente no contexto da COVID-19. Esta orientação destina-se a profissionais de saúde, profissionais de saúde pública e autoridades de saúde que estejam elaborando e implementando políticas e procedimentos ope racionais padrão (POP) de limpeza e desinfecção de superfícies do ambiente no contexto da COVID-19.


Asunto(s)
Infecciones por Coronavirus , Coronavirus , Infecciones por Coronavirus , Epidemias , Pandemias , Factores de Riesgo , Desinfección
4.
Brasília, D.F.; OPAS; 2021-01-21. (OPAS-W/BRA/PHE/COVID-19/21-0003).
No convencional en Portugués | PAHO-IRIS | ID: phr2-53211

RESUMEN

Este documento de orientação destina-se às autoridades nacionais responsáveis pela gestão da operacionalização e pelo monitoramento das vacinas contra a COVID-19, bem como aos parceiros que prestam o suporte necessário. Como na maioria dos países, o estabelecimento de um mecanismo de operacionalização e aplicação das vacinas contra a COVID-19 fica a cargo do Ministério da Saúde (MS), este documento de orientação tem por objetivo prestar apoio a esse órgão na elaboração de mecanismos de coordenação envolvendo todos os setores do governo e as partes interessadas. Este documento de orientação para elaboração de um plano nacional de operacionalização e vacinação (NDVP) apresenta um esquema que auxilia os países a: desenvolver e atualizar o respectivo NDVP para a introdução de vacinas contra a COVID-1, elaborar estratégias para a operacionalização e o monitoramento da(s) vacina(s) contra a COVID-19 no país, garantir que o plano e o financiamento relacionados estejam bem alinhados a outros planos nacionais de suporte à recuperação e resposta à COVID-19, e que a implementação esteja totalmente integrada nos mecanismos nacionais de governança. Este documento é composto por 13 capítulos sobre as principais áreas fundamentais que possibilitam a introdução, a operacionalização e o monitoramento efetivos das vacinas contra a COVID-19. Cada capítulo do documento de orientação descreve em detalhes a estrutura, os processos e as atividades para elaboração ou atualização dos NDVPs. Resumos e links para as orientações detalhadas são fornecidos em cada capítulo, e serão atualizados periodicamente. Foi desenvolvido um modelo para ajudar os países a elaborar e redigir seu NDVP, fornecido no Anexo 1.


Asunto(s)
Infecciones por Coronavirus , Infecciones por Coronavirus , Coronavirus , Pandemias , Epidemias , Inmunización , Vacunación
5.
Brasília, D.F.; OPAS; 2021-01-21. (OPAS-W/BRA/PHE/COVID-19/21-0002).
No convencional en Portugués | PAHO-IRIS | ID: phr2-53208

RESUMEN

A pandemia da COVID-19 causou morbidade e mortalidade significativas em todo o mundo, bem como importantes perturbações sociais, educacionais e econômicas. Há uma necessidade global urgente de vacinas eficazes e seguras. Em 31 de dezembro de 2020, a OMS colocou a vacina mRNA COVID-19 BNT162b2 na lista para uso emergencial, tornando a vacina Pfizer– BioNTech a primeira a receber validação emergencial da OMS desde o início do surto um ano antes. O Procedimento de Listagem de Uso de Emergência da OMS (EUL) é um procedimento baseado em risco para avaliar e listar vacinas não licenciadas, terapêuticas e diagnósticos in vitro com o objetivo final de acelerar a disponibilidade desses produtos para as pessoas afetadas por uma emergência de saúde pública. A BNT162b2, uma vacina de mRNA contra a COVID-19 desenvolvida pela BioNTech e Pfizer, demonstrou ter uma eficácia de aproximadamente 95%, com base em um acompanhamento médio de dois meses. Os dados analisados pela OMS neste momento apoiam a conclusão de que os benefícios conhecidos e potenciais da BNT162b2 superam os riscos conhecidos e potenciais. Como um suprimento suficiente de vacina não estará imediatamente disponível para imunizar todos os que poderiam se beneficiar dela, os países são recomendados a usar o Mapa de Priorização da OMS e o Esquema de Valores da OMS como orientação para priorizar os grupos-alvo. Enquanto os suprimentos de vacina forem muito limitados (estágio I do Mapa de Priorização da OMS), em ambientes com transmissão comunitária, o Mapa recomenda que seja dada prioridade inicialmente aos trabalhadores de saúde em alto risco e idosos com e sem comorbidades. A proteção dos profissionais de saúde de alto risco tem um propósito triplo: (i) proteger individualmente os profissionais de saúde; (ii) proteger serviços essenciais e críticos durante a pandemia de COVID-19 e (iii) prevenir a transmissão para pessoas vulneráveis. A proteção dos idosos terá o maior impacto na saúde pública em termos de redução do número de mortes. À medida que mais vacinas se tornarem disponíveis, devem ser vacinados grupos de prioridade adicionais conforme descrito no Mapa de Priorização da OMS, levando em consideração os dados epidemiológicos nacionais e outras considerações relevantes.


Asunto(s)
Infecciones por Coronavirus , Pandemias , Infecciones por Coronavirus , Coronavirus , Vacunas , Betacoronavirus
6.
Brasília, D.F.; OPAS; 2021-01-04. (OPAS-W/BRA/PHE/COVID-19/20-175).
No convencional en Portugués | PAHO-IRIS | ID: phr2-53178

RESUMEN

Este documento é uma orientação detalhada sobre como implementar medidas de mitigação de risco para a retomada gradual das viagens internacionais no contexto da COVID-19. Ele prevê uma abordagem de avaliação de risco que se utiliza de métodos mistos que incluem dados quantitativos e qualitativos. Essa metodologia de avaliação de risco é a mais útil para países de destino nos quais há transmissão comunitária, e a principal preocupação é não sobrecarregar a capacidade do sistema de saúde, a eliminação da transmissão ficando em segundo plano. Esta ferramenta deve ser lida juntamente com os documentos de orientação provisória da OMS “Considerations for implementing a risk-based approach to international travel in the context of COVID-19” [Considerações para a implementação de uma abordagem baseada em riscos para viagens internacionais no contexto da COVID-19] e “Considerations for implementing and adjusting public health and social measures in the context of COVID-19” [Considerações para o ajuste de medidas sociais e de saúde pública no contexto da COVID -19. Ressalta-se que esta ferramenta está sujeita a exercícios-piloto, que podem resultar em sua atualização e aperfeiçoamento. Esta ferramenta poderá ser ajustada conforme a experiência do usuário.


Asunto(s)
Infecciones por Coronavirus , Coronavirus , Infecciones por Coronavirus , Enfermedades Transmisibles , Factores de Riesgo , Prevención y Mitigación
7.
Brasília, D.F.; OPAS; 2021-01-04. (OPAS-W/BRA/PHE/COVID-19/20-172).
No convencional en Portugués | PAHO-IRIS | ID: phr2-53177

RESUMEN

A Ferramenta de Previsão de Suprimentos Essenciais para a COVID-19 da OMS (COVID-19-ESFT) destina-se a ajudar os países a prever os suprimentos essenciais para sua resposta à COVID-19, incluindo equipamento de proteção individual (por exemplo, máscaras e luvas), equipamento biomédico para manejo dos casos (por exemplo, ventiladores e concentradores de oxigênio, reagentes e equipamentos diagnósticos), medicamentos essenciais para o tratamento de suporte e suprimentos médicos de consumo. A ferramenta é mais adequada para estimar as necessidades de suprimentos essenciais em um curto período (12 semanas ou menos), mas pode ser usada para períodos mais longos. A COVID-19-ESFT não quantifica ou considera recursos já disponíveis localmente ou os que aguardam entrega. Ao usar a ESFT para informar o setor de compras, recomendamos considerar os recursos já disponíveis localmente, incluindo somente os recursos adicionais necessários segundo a previsão. Esta ferramenta é atualizada periodicamente, então os usuários devem monitorar o site para ver qual é a versão mais recente.


Asunto(s)
Infecciones por Coronavirus , Coronavirus , Infecciones por Coronavirus , Enfermedades Transmisibles , Pandemias
8.
Brasília, D.F.; OPAS; 2021-01-04. (OPAS-W/BRA/PHE/COVID-19/20-177).
No convencional en Portugués | PAHO-IRIS | ID: phr2-53176

RESUMEN

Esse conjunto de módulos é desenhado/adaptado para atender as necessidades dos países durantes as diferentes fases de preparo, resposta e recuperação à COVID-19. É alinhado e consistente com todas as orientações publicadas pela OMS para COVID-19. O objetivo primário é dar suporte à avaliação rápida das capacidades atuais, do aumento expressivo de casos e capacidades futuras de estabelecimentos de saúde, para estarem preparados, prontos e responsivos à COVID-19, paralelamente à prestação de serviços essenciais de saúde. Esse conjunto inclui módulos relacionados ao preparo e planejamento de resposta, tratamento de pacientes com COVID-19, continuidade de serviços essenciais de saúde e capacidade e proteção do trabalhador da saúde. Além disso, inclui avaliações em profundidade da disponibilidade de equipamentos biomédicos e de diagnóstico essenciais, medicamentos, triagem, aspectos de segurança e estruturais. Cada módulo inclui ferramentas de avaliação para coleta e análise de dados, priorizando ações, e suporte à tomada de decisões na unidade de saúde, em nível subnacional e nacional. Portanto, os módulos ajudam a desenvolver e atualizar os planos, assim como também monitorar as capacidades dos estabelecimentos de saúde. Os países podem selecionar diferentes combinações de módulos de acordo com o contexto e a necessidade para uso único ou recorrente durante a pandemia. As ferramentas de avaliação estão disponíveis online por meio de um aplicativo gratuito para download assim como arquivos para download. Os módulos são apresentados na tabela abaixo, seguidos de mais detalhes. A OMS irá compartilhar módulos conforme eles forem finalizados nas próximas semanas.


Asunto(s)
Infecciones por Coronavirus , Infecciones por Coronavirus , Coronavirus , Enfermedades Transmisibles , Pandemias , Instituciones de Salud
9.
Washington, D.C.; PAHO; 2021-01-20.
en Español | PAHO-IRIS | ID: phr-53219

RESUMEN

The appearance of mutations is a natural and expected event within the evolution of the virus. Since the initial genomic characterization of SARS-CoV-2, the virus has been divided into different genetic groups or clades. In fact, some specific mutations define the viral genetic groups (also called lineages) that are currently circulating globally.


La aparición de mutaciones es un evento natural y esperado dentro del proceso de evolución de los virus. Desde la caracterización genómica inicial del SARS-CoV-2, este virus se ha dividido en diferentes grupos genéticos o clados. De hecho, algunas mutaciones específicas definen los grupos genéticos virales (también denominados linajes) que circulan actualmente a nivel global.


Asunto(s)
Infecciones por Coronavirus , Coronavirus , Infecciones por Coronavirus , Betacoronavirus , Reglamento Sanitario Internacional , Urgencias Médicas , Américas , Región del Caribe , Infecciones por Coronavirus , Urgencias Médicas , Américas , Reglamento Sanitario Internacional , Región del Caribe
10.
Washington, D.C.; PAHO; 2021-01-15.
en Inglés, Español | PAHO-IRIS | ID: phr-53218

RESUMEN

All 56 countries and territories in the Region of the Americas have reported COVID-19 cases and deaths. Since the 11 December 2020 PAHO/WHO Epidemiological Update on COVID-19 and as of 14 January 2021, 11,409,052 additional confirmed cases of COVID-19, including 179,547 deaths, have been reported in the Region of the Americas, representing a 28% increase in cases and a 19% increase in deaths.


Los 56 países y territorios de la Región de las Américas han notificado casos y defunciones de COVID-19. Desde la actualización epidemiológica publicada por la OPS/OMS el 11 de diciembre de 2020 hasta el 14 de enero de 2021, fueron notificados 11.409.052 casos confirmados de COVID-19, incluidas 179.547 defunciones adicionales en la región de las Américas, lo que representa un aumento de 28% de casos y de 19% de defunciones.


Asunto(s)
Infecciones por Coronavirus , Infecciones por Coronavirus , Coronavirus , Betacoronavirus , Américas , Región del Caribe , Reglamento Sanitario Internacional , Urgencias Médicas , Américas , Región del Caribe , Reglamento Sanitario Internacional
11.
Washington, D.C.; PAHO; 2021-01-11.
en Inglés, Español | PAHO-IRIS | ID: phr-53217

RESUMEN

Through this document, the Pan American Health Organization / World Health Organization (PAHO/WHO) communicates to the Member States preliminary information on the detection in the Americas of two variants of interest of SARS-CoV-2 that have been associated with increased transmission in the United Kingdom and in the Republic of South Africa. PAHO / WHO recommends that Member States continue with the sequencing of samples according to the guidelines of the regional genomic surveillance network and monitor sudden changes in the incidence of COVID-19, which occur in light of public health measures and of social distancing implemented and fulfilled by the population.


Asunto(s)
Infecciones por Coronavirus , Betacoronavirus , Coronavirus , Infecciones por Coronavirus , Urgencias Médicas , Reglamento Sanitario Internacional , Américas , Región del Caribe , Infecciones por Coronavirus , Urgencias Médicas , Reglamento Sanitario Internacional , Américas , Región del Caribe
12.
Washington, D.C.; OPS; 2021-01-22. (OPS/IMS/HSS/MT/COVID-19/21-0001).
en Español | PAHO-IRIS | ID: phr-53216

RESUMEN

Preguntas y respuestas sobre aspectos regulatorios relacionados con la introducción y la farmacovigilancia de las vacunas para la COVID-19, 14 de diciembre del 2020


Asunto(s)
Infecciones por Coronavirus , Coronavirus , Servicios de Salud , Acceso a Medicamentos Esenciales y Tecnologías Sanitarias , Infecciones por Coronavirus , Vacunas
13.
Washington, D.C.; OPS; 2021-01-22. (OPS/FPL/IM/COVID-19/21-0006).
en Español | PAHO-IRIS | ID: phr-53215

RESUMEN

La desinformación y la información falsa, los rumores y las percepciones erróneas sobre las vacunas contra la COVID-19 plantean una amenaza no solo para la aceptación de las vacunas, sino también para la confianza de la población en el programa de inmunización. Este documento tiene por objetivo abordar los mitos que circulan actualmente sobre las vacunas de COVID-19 con miras a impulsar la demanda en la población general.


Asunto(s)
Infecciones por Coronavirus , Coronavirus , Infecciones por Coronavirus , Betacoronavirus , Vacunas
14.
Washington, D.C.; PAHO; 2021-01-22. (PAHO/FPL/IM/COVID-19/21-0006).
en Inglés | PAHO-IRIS | ID: phr-53214

RESUMEN

Mis- and disinformation, rumors, and misperceptions regarding COVID-19 vaccines present a threat not just to the uptake of COVID-19 vaccines, but also to the public’s trust in the routine immunization program as well. This document aims to address common myths currently circulating about COVID-19 vaccines to help increase demand among the general population.


Asunto(s)
Infecciones por Coronavirus , Coronavirus , Infecciones por Coronavirus , Vacunas , Betacoronavirus
15.
Washington, D.C.; OPS; 2021-01-21. (OPS/FPL/IM/COVID-19/21-0003).
en Español | PAHO-IRIS | ID: phr-53209

RESUMEN

Como trabajador de salud, ¿cuál es mi función en la introducción de las vacunas contra la COVID-19? ¿Cómo debo responder si los pacientes me hacen preguntas sobre las vacunas contra la COVID‑19? Este documento está dirigido a los trabajadores y trabajadoras de salud que participen en los programas de vacunación contra la COVID-19 y ofrece respuestas a las preguntas más frecuentes sobre las vacunas contra la enfermedad.


Asunto(s)
Infecciones por Coronavirus , Coronavirus , Infecciones por Coronavirus , Betacoronavirus , Vacunas , Vacunación
16.
Washington, D.C.; PAHO; 2021-01-19. (PAHO/IMS/EIH/COVID-19/20-0029A).
en Inglés | PAHO-IRIS | ID: phr-53203

RESUMEN

As part of the measures implemented as a result of the COVID-19 pandemic, telerehabilitation is a process that allows continuity of care for patients who can benefit from remote consultations, while ensuring greater protection for those who are members of vulnerable groups.


Asunto(s)
Infecciones por Coronavirus , Coronavirus , Betacoronavirus , Pandemias , Telemedicina , Rehabilitación , Telemedicina
17.
Washington, D.C.; PAHO; 2021-01-19. (PAHO/FPL/IM/COVID-19/21-0003).
en Inglés | PAHO-IRIS | ID: phr-53202

RESUMEN

As a healthcare worker, what is my role in COVID-19 vaccine introduction? How should I respond if people ask me questions about COVID-19 vaccines? This document is addressed to healthcare workers involved in the COVID-19 immunization program and contains answers to the most common questions about COVID-19 vaccines.


Asunto(s)
Infecciones por Coronavirus , Infecciones por Coronavirus , Betacoronavirus , Vacunas , Vacunación , Coronavirus
18.
Washington, D.C.; PAHO; 2021-01-15. (PAHO/FPL/IM/21-0002).
No convencional en Inglés | PAHO-IRIS | ID: phr-53196

RESUMEN

Vaccination Week in the Americas (VWA) is a regional initiative that aims to promote equity and access to vaccination in all countries in the Region of the Americas. The participation of the countries of the Americas in the VWA is flexible. The VWA platform can be adapted to national, regional, and global contexts to select activities that best meet local public health priorities. At the heart of this initiative are countries' relentless efforts to reach vulnerable population groups with little or no access to regular health services, such as those living in urban peripheries, rural or border areas, and indigenous communities, with vaccination. With these efforts, VWA has contributed to strengthening national immunization programs in the countries of the Region. The initiative has also provided a substantial platform for promoting the importance of vaccination, keeping the issue at the top of the political agenda, and continuing to attract media attention. VWA has become a shining example of what can happen when countries come together, across borders, cultures, and languages, with the goal of improving the health of their populations. In 2020, from 25 April to 2 May the Region of the Americas celebrated its 18th Vaccination Week in the Americas (VWA) campaign and its 9th World Immunization Week. The 2020 regional slogan was "Love. Trust. Protect. #GetVax". In the context of the COVID-19 pandemic, PAHO emphasized that VWA is a flexible platform and the activities developed under its framework can be adapted to the different local, national, regional, and global contexts. 45 countries and territories of the Americas planned to participate in VWA. However, many countries postponed their activities due to the global epidemiological situation of the COVID-19 pandemic and the lockdown policies implemented in the countries.


Asunto(s)
Vacunación , Vacunación Masiva , Programas de Inmunización , Inmunización , Infecciones por Coronavirus , Coronavirus , Infecciones por Coronavirus , Pandemias , Vacunas
19.
Washington, D.C.; PAHO; 2021-01-14. (PAHO/FPL/IM/COVID-19/21-0004).
en Inglés | PAHO-IRIS | ID: phr-53195

RESUMEN

Will COVID-19 vaccines be safe? Will all the COVID-19 candidate vaccines be successful? What are the different phases a vaccine must go through to be approved? This document provides responses to the most frequently asked questions about candidate vaccines and access to COVID-19 vaccination.


Asunto(s)
Infecciones por Coronavirus , Coronavirus , Betacoronavirus , Inmunización , Vacunas , Pandemias , Acceso a Medicamentos Esenciales y Tecnologías Sanitarias
20.
Washington, D.C.; OPAS; 2021-01-14. (OPAS/IMS/FPL/COVID-19/20-0021).
No convencional en Portugués | PAHO-IRIS | ID: phr-53194

RESUMEN

A finalidade deste guia é apresentar orientações para melhorar a aplicação de medidas de saúde pública não farmacológicas durante a resposta à COVID-19, bem como a adesão a essas medidas por parte dos grupos populacionais em situação de vulnerabilidade. Para isso, é necessário identificar os principais obstáculos à aplicação das medidas, o que nos permite identificar os grupos e territórios mais afetados nas diferentes fases da pandemia. Com esse objetivo, e tendo como base a equidade, os direitos humanos e a diversidade, recomendam-se políticas, estratégias e intervenções para acompanhar a aplicação e flexibilização das medidas, de modo que ninguém seja deixado para trás.


Asunto(s)
Infecciones por Coronavirus , Coronavirus , Betacoronavirus , Pandemias , Acciones Farmacológicas , Acceso a Medicamentos Esenciales y Tecnologías Sanitarias , Poblaciones Vulnerables
SELECCIÓN DE REFERENCIAS
DETALLE DE LA BÚSQUEDA