Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 9 de 9
Filtrar
Mais filtros










Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
Artigo em Português | BBO - Odontologia, LILACS | ID: lil-729165

RESUMO

Objetivo: Verificar a conduta de odontopediatras quanto à escolha da terapia endodôntica em dentes decíduos, assim como os fatores que influenciam essa eleição e os materiais nela utilizados. Método: Estudo transversal com 30 odontopediatras atuantes no Estado do Pará, Região Amazônica do Brasil, a partir de um questionário elaborado contendo informações pessoais e questões de caráter específico sobre possíveis técnicas de terapias endodônticas em dentes decíduos. Os dados foram apurados utilizando o softwareMicrosoft Excel 2010, onde foi elaborada a estatística descritiva.Resultados: Em caso de molar decíduo com cárie profunda sem exposição pulpar, 86,7% dos odontopediatras realizariam a proteção pulpar indireta (PPI). No caso de pequena exposição acidental da polpa, 50% fariam proteção pulpar direta (PPD) e 46,7%, a pulpotomia. Já em grande exposição pulpar com inflamação suave, 56,7% fariam a pulpotomia e 43,3% a PPD. Em polpa exposta, a pulpectomia foi o tratamento mais relatado em dentes com 1/3 de reabsorção radicular, presença de pólipo pulpar e presença de fístula. Nos casos de extensa lesão radicular e fístula, a maioria (93,3%) faria exodontia. Como medicação intracanal indicada, 36,7% escolheria a pasta Guedes Pinto em casos de pulpectomia. Em caso de pulpotomia, Hidróxido de cálcio (36,7%) e formocresol (33,3%) foram os materiais mais indicados. A pasta de hidróxido de cálcio é o material de escolha na PPD e na PPI para, respectivamente, 83,3% e 86,7% dos profissionais. Conclusão: Não foi observada uniformidade nas respostas da maioria das situações, especialmente nos casos de exposição da polpa e na escolha do material para a técnica. Estes dados confirmam a necessidade de um protocolo clínico para o tratamento pulpar em dentes decíduos baseado em comprovada evidência científica.


Objective: To evaluate the pediatric dentist?s approach with regards to choice of the endodontic therapy in primary teeth and the factors that account to the election of treatment and the materials.Method: This research was a cross-sectional study involving 30 pediatric dentists from the Pará State in the northern Brazil, based on the answers to a questionnaire containing personal information and specific questions addressing the possible endodontic therapies for primary teeth. The collected data were analyzed using Microsoft Excel 2010 software, in which a descriptive statistics was carried out.Results: In primary molars with deep caries without pulp exposure, 86.7% of the pediatric dentists would choose indirect pulp capping (IPC). In case of a small accidental pulp exposure, 50% would perform direct pulp capping (DPC) and 46.7% would perform pulpotomy. In case of a large pulp exposure with mild inflammation, 56.7% of the interviewers would do pulpotomy and 43.3% DPC. Pulpectomy was the most reported treatment for teeth with pulp exposure, 1/3 of root resorption, pulpal polypus and fistula. In case of extensive root lesion and fistula, most participants (93.3%) would perform exodontia. For intracanal dressing in cases of pulpectomy, 36.7% would choose the Guedes Pinto paste. For pulpotomy, calcium hydroxide (36.7%) and formocresol (33.3%) were the most frequently indicated. Calcium hydroxide paste was the material of choice for IPC and DPC for 83.3% and 86.7% of the professionals, respectively.Conclusion: There were no uniformity in the answers for most situations, especially for choosing the treatment and material for cases of pulp exposure. The results emphasize the need for establishing a research-based clinical protocol for pulpal therapy in primary teeth.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Cárie Dentária/prevenção & controle , Odontólogos , Endodontia/instrumentação , Pulpectomia , Pulpotomia , Dente Decíduo , Brasil , Estudos Transversais/métodos , Epidemiologia Descritiva , Inquéritos e Questionários/estatística & dados numéricos
2.
Pergunta e resposta em Português | SOF - Segunda opinião formativa | ID: sof-2588

RESUMO

Em dentes de pacientes jovens, a inflamação crônica da polpa pode resultar na formação de um pólipo, condição conhecida como pulpite hiperplásica.
O sintoma subjetivo desta pulpite crônica é a ausência de dor espontânea. A dor só ocorre quando provocada, por exemplo, durante a mastigação ou ao toque de algum instrumento. O sinal, ou sintoma objetivo marcante é a presença de cárie profunda com exposição da câmara pulpar e a presença de um pólipo.
O tratamento desta pulpite depende de uma análise bem aprimorada, pois se o dente apresentar estrutura coronária suficiente para receber uma restauração, se responder negativo à percussão vertical e se as polpas dos canais radiculares estiverem sadias, pode-se optar por uma pulpotomia, caso contrário, pela pulpectomia.


Assuntos
Polpa Dentária , Pulpite
3.
Rev. Assoc. Paul. Cir. Dent ; 61(2): 124-129, mar.-abr. 2007. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-543807

RESUMO

Pólipo pulpar é considerado um crescimento hiperplásico da polpa, que pode ter como fatores etiológicos a lesão de cárie ou trauma. Acomete na maioria das vezes dentes decíduos ou permanentes jovens. O objetivo deste trabalho foi apresentar e discutir, por meio de caso clinico, o relato de uma paciente infantil com o segundo molar superior decíduo esquerdo apresentando pólipo pulpar devido a uma extensa lesão de cárie. Com o intuito de se permitir uma correta erupção do dente 26, optou-se pela reconstrução em resina composta do elemento 65 que apresentava extensa destruição coronária. A propriedade adesiva do material amplia, em algumas situações clínicas, sua indicação para situações de pouca retentividade, como é o caso das grandes destruições coronárias na dentição decídua. O acompanhamento clínico-radiográfico de 17 meses evidencia a possibilidade da utilização do compósito por meio da técnica direta, com a aplicação de sucessivas camadas incrementais.


Pulp polyp is considered a pulpar hyperplasia, that has etiologic factors as caries lesions or trauma. It envolves more frequently the deciduous or young permanent teeth. The aim of this research was to evaluate and discuss a clinic case, of a pediatric patient with deciduous second upper left molar showing a pulp polyp after extensive carie lesion. The treatment decision was to maintaining the tooth showing this polyp because it would help the correct eruption of the tooth 26. It was made the pulpectomy and later a restoration with direct composite. The adhesive property increses, in some clinical situations, the material indications like in extensives cavities in the deciduous teeth. The seventeen month follow-up shows the possibility to use the composite by the direct technique, with the application of incrementallayers.


Assuntos
Humanos , Feminino , Criança , Resinas Compostas , Coroa do Dente , Cárie Dentária , Hiperplasia , Pulpite , Dente Decíduo
4.
Rev. odonto ciênc ; 21(54): 301-307, out.-dez. 2006. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-457416

RESUMO

Este estudo analisou as características morfológicas de pólipos pulpares de adultos jovens ao microscópio de luz (ML) e ao microscópio eletrônico de transmissão (MET). Foram analisados 5 pólipos de primeiros molares, que foram removidos e fixados em glutaraldeído 2,5%. Após a fixação, cada pólipo foi dividido em duas metades, uma foi processada para inclusão em glicol metacrilato e a outra para inclusão em resina epóxica. Os cortes histológicos com 3 μm de espessura foram corados em azul de toluidina e analisados ao ML e os cortes com 80 nm foram contrastados em citrato de chumbo e acetato de uranila e analisados ao MET. Ao ML foi observado epitélio espesso não queratinizado com alguns mastócitos na camada basal. O conjuntivo apresentou infiltrado inflamatório crônico, com ninhos de plasmócitos e vasos neoformados. A análise ao MET mostrou células epiteliais da camada basal com núcleo ovóide, citoplasma com muitos ribossomas livres, mitocôndrias e poucos feixes de tonofilamentos. A lâmina basal apresentou-se nítida com muitos hemidesmossomas. Na camada espinhosa observou-se células grandes, núcleos com cromatina descondensada e nucléolos evidentes. No citoplasma foi observado muitos feixes de tonofilamentos, muitas mitocôndrias, ribossomas livres e muitos desmossomas. No conjuntivo observou-se macrófagos, mastócitos e plasmócitos na região adjacente ao epitélio. Nas regiões mais profundas predominavam fibroblastos entres feixes de fibrilas colágenas, vasos sangüíneos com células endoteliais proeminentes e pericitos associados. Os resultados confirmaram que o epitélio do pólipo pulpar apresenta características morfológicas semelhantes ao da mucosa oral humana. O conjuntivo mostrou características de inflamação crônica de intensidade variada.


Assuntos
Humanos , Criança , Adolescente , Hiperplasia , Pulpite , Dente Molar
5.
Arq. Centro Estud. Curso Odontol ; 21(1): 117-23, jan.-jun. 1984. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-143446

RESUMO

Os autores apresentam um caso incomum de pulpite crônica hiperplásica bilateral de grandes proporçöes, ocorrida em um paciente de 14 anos, sexo masculino, proveniente de zona rural


Assuntos
Humanos , Masculino , Adolescente , Pulpite/terapia , Polpa Dentária/patologia
8.
Rev. cuba. estomatol ; 4(1): 51-6, abr.-30.-1967. ilus
Artigo em Espanhol | CUMED | ID: cum-12159

RESUMO

No cabe dudas, de que la pulpa al verse agredida por las acciones mecánicas, químicas y térmicas, con la consiguiente penetración de las bacterias o sus toxinas, reacciona produciendo cuadros histopatológicos como los que hemos señalados. No obstante se sabe que según las condiciones especiales en cada caso la pulpa puede reaccionar de otras formas, como ocurre en dientes de niños y aun en dientes de adultos, especialmente si el foramen apical amplio, unida a la condición de una gran perforación de la cámara pulpar, produciéndose el cuadro conocido como pulpitis crónica hipertrófica (pólipo pulpar, fig.9). En este caso se observa una masa de tejido granulomatoso procedente de la pulpa y que cubre la cavidad provocada por la caries en los tejidos duros del diente la cual por distinto origen, según las teorías, se cubre el tejido epitelial en su superficie(AU)


Assuntos
Doenças da Polpa Dentária , Dente/anatomia & histologia
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA