Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 7 de 7
Filtrar
1.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-831636

RESUMO

Objetivo: Identificar fatores determinantes para risco de cesariana primária em nulíparas. Métodos: Estudo de coorte prospectivo desenvolvido em hospital público universitário. Foram incluídas todas primíparas atendidas na emergência obstétrica de dezembro/2006 a junho/2007. Informações sociodemográficas e doenças prévias foram obtidas na admissão; o desfecho principal foi a via de parto. Para análise estatística utilizou-se o modelo de regressão de Poisson e as variáveis com significância de associação ≤ 0,2 entraram no modelo múltiplo. Resultados: As variáveis determinantes da cesariana primária entre nulíparas foram: apresentação fetal não cefálica (RR=2,8; IC95 %=1,9 ­ 4,2); emergências obstétricas (RR=2,4; IC95 %=1,7 ­ 3,2); macrossomia fetal presumida (RR=1,9; IC95%=1,2 ­ 3,2); doenças fetais (RR=1,6; IC95%=1,2 ­ 2,2); idade gestacional igual ou maior de 40 semanas (RR=1,5; IC95%=1,1 ­ 2,0); distúrbios hipertensivos (RR=1,33; IC95%=1,01 ­ 1,76) e idade materna (RR=1,05; IC95%=1,03 - 1,07). Conclusões: Os resultados indicaram que os principais fatores determinantes para cesariana primária são condições potencialmente modificáveis. A apresentação fetal não-cefálica pode ser alterada com utilização mais frequente da versão cefálica externa; a idade gestacional ≥ 40 semanas, com datação criteriosa da gestação e protocolos previamente definidos para indução do parto; a macrossomia fetal presumida, com treinamento em avaliação clínica e/ou ecográfica do peso fetal no termo (AU)


Aim: To identify the factors associated with the increased incidence of primary cesarean delivery among nulliparous women. MethodS: Prospective cohort study at a public university hospital in Porto Alegre, Brazil. All primiparous women who gave birth at Hospital de Clínicas de Porto Alegre between December 2006 and June 2007 were eligible. Sociodemographic and clinical data were obtained on admission. The primary endpoint was mode of delivery. Results: a Poisson regression analysis showed that the determinants for primary cesarean section in this population of nulliparous women were: non-cephalic presentation (RR=2.8; 95%CI=1.9- 4.2); obstetric emergencies (RR=2.4;95%CI=1.7 ¬­ 3.2); suspected macrosomia (RR=1.9; 95%CI=1.2 ­ 3.2); fetal disease (RR=1.6; 95%CI=1.2 ­ 2.2); gestational age ≥40 weeks (RR 1.5; 95%CI=1.1 ­ 2.0); hypertensive disorders (RR=1.33; 95%CI=1.01 ­ 1.76) and maternal age (RR=1.05; 95%CI=1.03 ­1.07). Conclusions: this study shows that the main factors behind the incidence of cesarean sections in nulliparous women can be solved without a cesarean. The noncephalic presentation can be changed with external cephalic version; gestational age ≥ 40 weeks can be avoided with careful timing of pregnancy and pre-defined protocols for labor induction; and assumed fetal macrosomia can be minimized with training in clinical and/or sonographic fetal weight assessment (AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Cesárea/estatística & dados numéricos , Cesárea/tendências , Paridade , Fatores de Risco , Estudos Transversais , Estudos Prospectivos
2.
J Pediatr Endocrinol Metab ; 17(5): 767-73, 2004 May.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-15237712

RESUMO

UNLABELLED: Clinical and hormonal changes in girls with precocious pubarche, a multifactorial entity, have not been thoroughly investigated. OBJECTIVES: To describe anthropometric features and bone age in Brazilian girls with precocious pubarche, and to compare clinical and hormonal findings for patients with isolated precocious pubarche (IPP) or non-classical congenital adrenal hyperplasia (NC-CAH). PATIENTS AND METHODS: Twenty-eight girls with precocious pubarche were consecutively seen at the Child and Pubertal Gynecologic Clinic and the Gynecological Endocrinology Unit of Hospital de Clinicas de Porto Alegre. Patients with central precocious puberty and pseudopuberty were excluded from the study. Diagnostic criteria: NC-CAH: 17-hydroxyprogesterone (17OHP) >12 ng/ml 60 min after 0.25 mg i.m. ACTH; IPP: hormonal levels compatible with adrenarche and normal adrenal function confirmed by ACTH testing. Anthropometric and hormonal features and bone age were assessed. RESULTS: Six patients had NC-CAH, and 22 IPP. NC-CAH frequency was 21.42%. Weight and BMI were above 50th percentile except for patients <4 years; 46% of the girls were either overweight or obese. Clinical and hormonal features, except for response to ACTH testing, were similar in both groups; all patients were in or above the 50th percentile for height. Bone age was advanced in 43% of the patients. There was no statistical difference between the groups. CONCLUSION: Slight acceleration of height and bone age, one of the clinical manifestations of precocious pubarche, is unlikely to be progressively severe.


Assuntos
17-alfa-Hidroxiprogesterona/sangue , Hiperplasia Suprarrenal Congênita/fisiopatologia , Estatura , Desenvolvimento Ósseo , Puberdade Precoce/fisiopatologia , Hiperplasia Suprarrenal Congênita/sangue , Hiperplasia Suprarrenal Congênita/diagnóstico , Hormônio Adrenocorticotrópico , Androstenodiona/sangue , Índice de Massa Corporal , Peso Corporal , Brasil , Criança , Pré-Escolar , Sulfato de Desidroepiandrosterona/sangue , Feminino , Humanos , Puberdade Precoce/sangue , Estimulação Química , Testosterona/sangue
3.
J. pediatr. (Rio J.) ; 77(supl.2): S170-S178, nov. 2001. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-315113

RESUMO

Objetivo: revisar e discutir os diferentes métodos contraceptivos disponíveis atualmente para adolescentes. Além disso, revisar e discutir a situação atual da gestação na adolescência, abordando os riscos e as características do pré-natal, inerente a essa faixa etária. Métodos: levantamento bibliográfico não sistematizado e experiência clínica com os diversos métodos contraceptivos e com a gestação na adolescência. Resultados: a pílula anticoncepcional é o método mais urais ou mais de 14 semanas da última injeção de Depo-provera. Quando a gestação na adolescência ocorre, os problemas existentes são, na maioria, de caráter social e econômico, embora algumas complicações médicas como trabalho de parto prematuro e anemia sejam freqüentes. Conclusões: independentemente do método anticoncepcional utilizada, o uso do preservativo masculino ou feminino deve ser estimulado, para a preservaçào de doenças sexualmente transmissíveis. Quando ocorrer a gestação, o início do pré-natal deve ser o mais precoce possível, já que o atraso neste início aumenta as chances de complicações e impede uma abordagem multiprofissional eficiente


Assuntos
Humanos , Adolescente , Anticoncepção , Dispositivos Anticoncepcionais , Gravidez na Adolescência
4.
5.
Reprod. clim ; 15(2): 77-81, abr.-jun. 2000. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-289107

RESUMO

A menorragia é um problema ginecológico comum em adolescentes. Os dois primeiros anos pós-menarca geralmente säo anovulatórios e a maioria dos casos de sangramento excessiva resulta da imaturidade do eixo hipotálamo-hipófise-ovário. Entretanto, o diagnóstico diferencial deve incluir coagulopatias, tireoidopatias e Síndrome de Ovários Policísticos, entre outros. A fisiopatologia do sangramento excessivo ainda näo está bem definida mas acredita-se que alteraçöes hemostáticas e hormonais estejam envolvidas. Para o diagnóstico da etiologia da menorragia, a história menstrual e a idade ginecológica (tempo decorrido desde a menarca) säo fundamentais. Um hemograma e uma ecografia transvaginal podem auxiliar bastante. O tratamento pode variar desde a tranqüilizaçäo e acompanhamento da adolescente, até a terapia medicamentosa agressiva. O tratamento cirúrgico é incomum


Assuntos
Adolescente , Humanos , Feminino , Adolescente , Anovulação/complicações , Menorragia/diagnóstico , Menorragia/tratamento farmacológico , Menorragia/etiologia , Menorragia/fisiopatologia , Menorragia/terapia , Transtornos da Coagulação Sanguínea/complicações , Hemorragia Uterina/diagnóstico , Hemorragia Uterina/tratamento farmacológico , Hemorragia Uterina/etiologia , Hemorragia Uterina/fisiopatologia , Hemorragia Uterina/terapia
6.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-112979

RESUMO

A amostra compreendeu todas as mulheres submetidas a parto vaginal ou cesárea no mês de janeiro de 1988 no Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Destas, 96 eram fumantes (29,44%) e 230 näo fumantes. Nos dois grupos a média de idade foi semelhante e ocorreu maior incidência de mäes brancas. O grupo fumante apresentou um maior número de pacientes sem estabilidade conjugal e menor número e puérperas com nível superior. Houve maior incidência de RNs PIG, RNs com menos de 2500g e FM no grupo fumante. Os índices de APGAR no primeiro minuto foram semelhantes nos dois grupos, no quinto minuto ocorreu um maior índice de APGAR baixo (0-6) no grupo fumante. Quando comparadas as faixas de consumo de cigarros, encontrou-se um maior número de RN PIG na faixa que consumia de 10 a 40 cigarros/dia (diferença estatisticamente significativa


Assuntos
Gravidez , Humanos , Feminino , Desenvolvimento Fetal , Nicotiana , Recém-Nascido de Baixo Peso
7.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-79499

RESUMO

O estudo abrangeu 140 mulheres residentes na Vila Säo José, que procuraram o posto de saúde municipal no período de 1§ de novembro de 1985 a 31 de maio de 1987. As pacientes tinham idades compreendidas entre 14 e 68 anos, com vida sexual ativa ou näo. Este estudo demonstrou que a incidência de vulvovaginites naquela populaçäo é significativa, pois, das pacientes observadas, 73,57% apresentavam diagnóstico de infecçäo. Os agentes etiológicos mais freqüentes foram Gardne rella vafinalis, 28,57%; Candida albicans, 31,42% e Trichomonas vaginalis, 25,72% näo havendo grande prevalência de um agente sobre o outro. A faixa estária mais atingida foi compreendida entre 20 a 24 anos


Assuntos
Adolescente , Adulto , Idoso , Humanos , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , Estudos Retrospectivos , Vulvovaginite/epidemiologia , Brasil , Vulvovaginite/diagnóstico
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...