Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 7 de 7
Filtrar
Mais filtros










Base de dados
Intervalo de ano de publicação
3.
Rev. bras. educ. méd ; 44(supl.1): e141, 2020.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1137588

RESUMO

Resumo: Introdução: A atual pandemia da Sars-CoV-2 (Covid-19) deixou ainda mais evidentes a desigualdade social e o impacto dos determinantes sociais nos indicadores de saúde. Por conta disso, os profissionais de saúde, para cuidar das pessoas e populações, devem desenvolver ações que promovam a equidade, papel que também cabe às instituições de ensino e saúde. As Diretrizes Curriculares Nacionais para os Cursos de Graduação em Medicina trazem em seu artigo 3º que a formação do(a) graduando(a) deverá ocorrer com "responsabilidade social e compromisso com a defesa da cidadania". Relato de Experiência: Este relato mostra como o debate da determinação social do processo de saúde e doença vem ocorrendo ao longo dos eventos nacionais de educação médica, especificamente nos Congressos Brasileiros de Educação Médica (Cobem), e como isso resultou na construção coletiva e colaborativa do grupo de trabalho Populações (In)Visibilizadas e Diversidades da Abem (GT-PIVD). Discussão: Os Cobems têm ampliado as oportunidades para debates sobre determinantes sociais por meio de atividades relacionadas às questões LGBTI+, racial, da mulher e indígena. O GT-PIVD, criado em 2019, reúne um coletivo de educandos(as) e educadores(as) com o objetivo de promover esse debate na formação médica e nos eventos da Abem, além de ser uma comunidade de trocas de experiências sobre as populações (in)visibilizadas e diversidades. Conclusão: Algumas iniciativas, como a "Carta de Porto Alegre", sobre equidade de gênero e diversidade sexual, e a criação do GT-PIVD, são produtos dos Cobem. O GT-PIVD, por meio de sua comunidade de práticas virtuais, tem se tornando um espaço importante de trocas de experiências entre educandos(as) e educadores(as) sobre racismo, sexismo, LGBTIfobia e outras violências, inclusive durante a pandemia da Covid-19.


Abstract: Introduction: The current SARS-COV 2 pandemic (Covid-19) has made social inequality and the impact of social determinants on health indicators even more explicit. It is evident that health professionals, as well as educational and health institutions, must develop actions to promote equity in order to care for people and populations. The National Curricular Guidelines for Undergraduate Courses in Medicine bring in their third article that the training of the undergraduate student must occur with "social responsibility and commitment to promote citizenship". Experience Report: This report presents how the debate on the social determination of the health and disease process has been taking place throughout the national Medical Education events, specifically in the Brazilian Medical Education Congress ("Cobem"), and how this resulted in the collective and collaborative initiative of the (In)Visible Populations and Diversities of the ABEM Working Group ("GT-PIVD"). Discussion: The "Cobems" have expanded opportunities for debates on social determinants through activities related to LGBTI+, race, women and indigenous issues. The "GT-PIVD", created in 2019, gathers students and educators with the aim of promoting this debate in medical settings and at ABEM events, constituting a community for exchanging experiences about (in)visible populations and diversities. Conclusion: Some initiatives, such as the Porto Alegre Letter, on gender equality and sexual diversity, and the creation of the GT - PIVD, are products of the "COBEMs". The GT-PIVD, through its community of virtual practices, has become an important space for exchanging experiences between students and educators on racism, sexism, LGBTIphobia and other violence, including during the COVID-19 pandemic.

6.
Rev. bras. educ. méd ; 32(3): 324-332, jul.-set. 2008. graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-493056

RESUMO

Este estudo teve por objetivo realizar, com base numa pesquisa qualiquantitativa, a primeira análise do processo de implantação da Disciplina de Medicina Integral I (DMI I): "Conceitos e Práticas em Medicina: Introdução à Promoção e à Educação em Saúde". Elaborada com base nas Diretrizes Curriculares que regem o ensino médico, essa disciplina foi integrada à grade curricular da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade do Estado do Rio de Janeiro em 2002. O estudo foi sistematizado a partir de um corte transversal no segundo semestre letivo de 2004 com a participação de 75 estudantes (80 por cento do total de estudantes do primeiro ano de medicina). Os dados foram coletados em dois momentos do curso: inicial (pré-avaliação) e final (pós-avaliação). As questões abordadas nas avaliações consideraram as seguintes temáticas, todas presentes no curso: a crise atual da medicina e estratégias para sua superação; o papel do médico e os fatores influentes no processo de saúde-adoecimento. A média da pontuação na pré-avaliação foi de 3,7 e, na realizada ao final do curso, de 7,8. Na aplicação do teste "t-Student" para dados pareados, encontrou-se o índice p < 0,05. A análise comparativa dos dados pré e pós possibilita averiguar que o conteúdo programático trabalhado na DMI I foi apreendido pelos estudantes em níveis satisfatórios, sinalizando indicadores adequados para a análise de uma nova disciplina no processo de reformulação curricular.


The objective of this study was to analyze the implementation process of the Integrative Medicine Course I (IMC I): "Medical Concepts and Practices: Introduction to Health Promotion and Education". This discipline was elaborated on the basis of the curricular guidelines that rule medical education and integrated into the curriculum of the Faculty of Medical Sciences of the Rio de Janeiro State University in 2002. The present cross-sectional study was conducted in the second semester of 2004 with a sample of 75 students (80 percent of first year medical students). Data were collected at two moments: in the beginning (pre-evaluation) end in the end (post-evaluation) of the course. The evaluation focused the following questions all of them approached in the course: the current medical crisis and strategies to overcome it, the role of the doctor and factors influencing the health-disease process. The mean pre-evaluation score was 3.7 and the post-evaluation score 7.8. Student's t test resulted in p < 0.05. The pre and post evaluation scores show that the content of the IMC I course was satisfactorily assimilated by the students and allow concluding that the indicators used for analyzing a new discipline in the curricular reformulation process were adequate.


Assuntos
Medicina Comunitária , Currículo/tendências , Educação Médica , Guias como Assunto , Promoção da Saúde
7.
Inf. psiquiatr ; 5(3): 70-3, jul.-set. 1986.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-89235

RESUMO

Os autores, após breve resumo bibliográfico no qual enfatizaram a importância deste tipio de sentimento no dia-a-dia da clínica pediátrica e as várias abordagens que o explicam, relatam os resultados de entrevistas realizadas com médicos e com pais, no sentido de melhor compreensäo do medo infantil diante do médico. Discutem, a luz destes dados, a importância da figura mística do médico, o seu autoritarismo e o uso deste fato para facilitar o acesso a criança, bem como as várias iatrogenias daí decorrentes. Sugerem, por fim, normas profiláticas que, a partir dos pais ou dos médicos, possam provocar a diminuiçäo do fenômeno e de suas repercussöes na relaçäo médico-paciente em outras etapas da vida


Assuntos
Humanos , Criança , Medo , Visita a Consultório Médico , Relações Médico-Paciente
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...