Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 4 de 4
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Psicol. ciênc. prof ; 35(3): 754-767, jul.-set. 2015. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-760478

RESUMO

A Psicologia da Saúde é uma área em expansão no Brasil e no mundo, se revelando como um campo de muitas possibilidades de atuação para o psicólogo, sendo o trabalho no hospital uma delas. Conhecer o cenário atual no que se refere ao perfil do psicólogo hospitalar e as abordagens teórico metodológicas utilizadas neste contexto pode contribuir para o desenvolvimento da área. O objetivo deste estudo é a realização de um levantamento do perfil profissional de psicólogos da saúde que exercem atividades em instituições hospitalares nacionais. Participaram da pesquisa 125 psicólogos da saúde que atuam em hospital geral e foi utilizado como instrumento o Questionário de Pesquisa Acadêmica e Profissional. Os resultados gerais mostram que a maioria se encontra na região sudeste (62,4%), possui cursos de pós-graduação na área da saúde (77,6%), trabalha em hospitais públicos (70,4%), costuma participar de congressos e eventos científicos (88%), atua no setor de internação (84%) e ambulatório (60%), enquanto as emergências parecem ainda "suspirar" pelo atendimento contínuo deste profissional (28%). Quanto à clientela atendida, grande parte dos profissionais tem como foco de atuação no hospital tanto os pacientes (92,8%), quanto a família (88%) e a equipe (64%). Diante desse perfil, conclui-se que a Psicologia Hospitalar parece se desenvolver de forma positiva no Brasil, observando-se que os profissionais estão buscando aprimoramento na área. Sabe-se, no entanto, que são necessários alguns avanços, principalmente no que tange à inserção deste profissional nas unidades de saúde do país.


Health psychology is a field that has been rapidly expanding in Brazil and throughout the world. It has proven to be an area with many possibilities for psychologists, and working in hospitals is just one of the many opportunities available. A clear understanding of the current profile of psychologists who work in hospitals as well as of the theoretical and methodological approaches used in this context can contribute to the development of the field. This study aimed to conduct a survey of the professional profile of health psychologists who work at Brazilian hospitals. One hundred and twenty-five health psychologists working in general hospitals participated in this research. The Academic and Professional Research Survey was used as an instrument to get a descriptive overview of the current health psychologists. Overall results indicate that the majority of the sample (62.4%) was from the southeast region of Brazil. Furthermore, most of the participants were graduates in the field related to health (77.6%), worked in public hospitals (70.4%), used to participate in conferences and scientific events (88%), and worked at inpatient care settings (84%) and at outpatient clinics (60%). Emergency rooms (28%) still seem to lack the continuous care from these specific professionals. Concerning the population that these participants assisted, the majority of the professionals working at hospitals focus on treating patients (92.8%), their family (88%), and the hospital staff (64%). Based on this profile, it can be concluded that hospital psychology seems to be positively developing in Brazil, as it can be noted that the professionals are in search for qualification in the area. However, it is clear that advances are necessary, especially regarding the insertion of these professionals into the health unities in Brazil.


La Psicología de la Salud es un área en gran expansión en Brasil y el mundo, revelándose como un campo de muchas posibilidades de actuación para el psicólogo, siendo una de ellas el trabajo en el hospital. Conocer el escenario actual, en lo que se refiere al perfil del psicólogo hospitalario y los abordajes teóricos y metodológicos utilizados en ese contexto, puede contribuir al desarrollo del área. Tuvimos como objetivo analizar el perfil profesional de psicólogos de la salud que ejercen actividades en instituciones hospitalarias nacionales. Participaron de la investigación 125 psicólogos de la salud que actúan en hospitales generales y se utilizó como instrumento el Cuestionario de Investigación Académica y Profesional. Los resultados generales señalan que la mayor parte de la muestra (el 62,4%) está en la región sudeste, posee cursos de posgrado en el área de la salud (el 77,6%), trabaja en hospitales públicos (el 70,4%), suele participar en congresos y eventos científicos (el 88%), actúa en el sector de la internación (el 84%) y el ambulatorio (el 60%), mientras las urgencias (el 28%) parecen todavía suspirar por la atención continua de ese profesional. En cuanto al público que atienden, la mayoría de los profesionales tienen como foco de actuación en el hospital tanto los pacientes (el 92,8%), como la familia (el 88%) y el equipo (el 64%). Ante este perfil, concluimos que la psicología hospitalaria parece desarrollarse de manera positiva en Brasil, observándose que los profesionales están buscando perfeccionamiento en el área. Sabemos, sin embargo, que son necesarios algunos progresos, principalmente en lo que atañe a la inserción de este profesional en las unidades de salud del país.


Assuntos
Humanos , Medicina do Comportamento , Credenciamento , Educação em Saúde , Psicologia
2.
Psicol. ciênc. prof ; 35(3): 754-767, jul.-set. 2015. tab
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: psi-67322

RESUMO

A Psicologia da Saúde é uma área em expansão no Brasil e no mundo, se revelando como um campo de muitas possibilidades de atuação para o psicólogo, sendo o trabalho no hospital uma delas. Conhecer o cenário atual no que se refere ao perfil do psicólogo hospitalar e as abordagens teórico-metodológicas utilizadas neste contexto pode contribuir para o desenvolvimento da área. O objetivo deste estudo é a realização de um levantamento do perfil profissional de psicólogos da saúde que exercem atividades em instituições hospitalares nacionais. Participaram da pesquisa 125 psicólogos da saúde que atuam em hospital geral e foi utilizado como instrumento o Questionário de Pesquisa Acadêmica e Profissional. Os resultados gerais mostram que a maioria se encontra na região sudeste (62,4%), possui cursos de pós-graduação na área da saúde (77,6%), trabalha em hospitais públicos (70,4%), costuma participar de congressos e eventos científicos (88%), atua no setor de internação (84%) e ambulatório (60%), enquanto as emergências parecem ainda "suspirar" pelo atendimento contínuo deste profissional (28%). Quanto à clientela atendida, grande parte dos profissionais tem como foco de atuação no hospital tanto os pacientes (92,8%), quanto a família (88%) e a equipe (64%). Diante desse perfil, conclui-se que a Psicologia Hospitalar parece se desenvolver de forma positiva no Brasil, observando-se que os profissionais estão buscando aprimoramento na área. Sabe-se, no entanto, que são necessários alguns avanços, principalmente no que tange à inserção deste profissional nas unidades de saúde do país.(AU)


Health psychology is a field that has been rapidly expanding in Brazil and throughout the world. It has proven to be an area with many possibilities for psychologists, and working in hospitals is just one of the many opportunities available. A clear understanding of the current profile of psychologists who work in hospitals as well as of the theoretical and methodological approaches used in this context can contribute to the development of the field. This study aimed to conduct a survey of the professional profile of health psychologists who work at Brazilian hospitals. One hundred and twenty-five health psychologists working in general hospitals participated in this research. The Academic and Professional Research Survey was used as an instrument to get a descriptive overview of the current health psychologists. Overall results indicate that the majority of the sample (62.4%) was from the southeast region of Brazil. Furthermore, most of the participants were graduates in the field related to health (77.6%), worked in public hospitals (70.4%), used to participate in conferences and scientific events (88%), and worked at inpatient care settings (84%) and at outpatient clinics (60%). Emergency rooms (28%) still seem to lack the continuous care from these specific professionals. Concerning the population that these participants assisted, the majority of the professionals working at hospitals focus on treating patients (92.8%), their family (88%), and the hospital staff (64%). Based on this profile, it can be concluded that hospital psychology seems to be positively developing in Brazil, as it can be noted that the professionals are in search for qualification in the area. However, it is clear that advances are necessary, especially regarding the insertion of these professionals into the health unities in Brazil.(AU)


La Psicología de la Salud es un área en gran expansión en Brasil y el mundo, revelándose como un campo de muchas posibilidades de actuación para el psicólogo, siendo una de ellas el trabajo en el hospital. Conocer el escenario actual, en lo que se refiere al perfil del psicólogo hospitalario y los abordajes teóricos y metodológicos utilizados en ese contexto, puede contribuir al desarrollo del área. Tuvimos como objetivo analizar el perfil profesional de psicólogos de la salud que ejercen actividades en instituciones hospitalarias nacionales. Participaron de la investigación 125 psicólogos de la salud que actúan en hospitales generales y se utilizó como instrumento el Cuestionario de Investigación Académica y Profesional. Los resultados generales señalan que la mayor parte de la muestra (el 62,4%) está en la región sudeste, posee cursos de posgrado en el área de la salud (el 77,6%), trabaja en hospitales públicos (el 70,4%), suele participar en congresos y eventos científicos (el 88%), actúa en el sector de la internación (el 84%) y el ambulatorio (el 60%), mientras las urgencias (el 28%) parecen todavía suspirar por la atención continua de ese profesional. En cuanto al público que atienden, la mayoría de los profesionales tienen como foco de actuación en el hospital tanto los pacientes (el 92,8%), como la familia (el 88%) y el equipo (el 64%). Ante este perfil, concluimos que la psicología hospitalaria parece desarrollarse de manera positiva en Brasil, observándose que los profesionales están buscando perfeccionamiento en el área. Sabemos, sin embargo, que son necesarios algunos progresos, principalmente en lo que atañe a la inserción de este profesional en las unidades de salud del país.(AU)


Assuntos
Medicina do Comportamento , Psicologia , Educação em Saúde , Credenciamento
3.
Rev. SBPH ; 13(1): 94-106, jun. 2010.
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: psi-59289

RESUMO

Diante da escassez de oportunidades de atendimentos psicoterapêuticos para a população e das crescentes filas de espera nas instituições que oferecem esse tipo de atendimento, vale repensar métodos e técnicas de atendimento com duração inferior às terapias convencionais, visto que há uma crescente necessidade de diminuir o tempo de tratamento. Diante disso, a instituição hospitalar aparece como uma possibilidade de atuação do profissional que, utilizando uma abordagem focalizada e de tempo limitado, permitiria uma rotatividade maior das filas de espera nos serviços públicos e conveniados de saúde. Perante esses aspectos, este estudo, realizado através de uma revisão de literatura, dedicou-se a analisar os aspectos da psicoterapia breve e aspectos do trabalho do psicólogo hospitalar para discutir a possibilidade da utilização dessa técnica de intervenção na instituição hospitalar. De acordo com os aspectos discutidos nesse trabalho a respeito da utilização da psicoterapia breve na instituição hospitalar, ficou claro que sua utilização não é indicada em todas as unidades hospitalares, por conterem características que não vão de encontro com os critérios de indicação da mesma. Porém, a unidade que possui uma demanda mais exacerbada para acompanhamento psicoterapêutico é a unidade ambulatorial, na qual a PSICOTERAPIA BREVE se mostrou viável de ser aplicada.(AU)


In face of the lack of opportunities of psychotherapeutic treatment for the populations and of the long time of wait to get psychological treatment on institutions that offer this kind of attendance, it’s necessary to rethink techniques and methods that durations is inferior than conventional therapies. Considering this context, the hospital appears like a good option to offer a time limited and focal psychoterapic intervention, allowing a reduction of queues in the public and private health plan services. This study is based on a literature review and is dedicated to analyze the brief psychotherapy aspects and also the psychologist work at hospitals to argue the possibility to use this kind of intervention on hospitals. Considering the aspects over mentioned it got clear that the utilization of this kind of approach isn’t recommended for all hospital’s unities, because of some characteristic incompatibles between the unity and the guidelines of intervention on brief psychotherapy. However the unity that has the biggest demand is the ambulatory, which appears to be the more feasible space to brief psychotherapy application.(AU)

4.
Rev. SBPH ; 9(2): 99-113, dez. 2006.
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: psi-59117

RESUMO

Este estudo, realizado através de uma revisão de literatura, dedicou-se a promover o conhecimento a respeito do impacto da mastectomia na vida da mulher. Para isso, investigou-se as possíveis modificações ocorridas na vida dessas mulheres no que se refere às repercussões psicológicas, relacionamento familiar, funcionamento social, imagem corporal e sexualidade, qualidade de vida e a possibilidade da reconstrução da mama. A literatura indica que o relacionamento familiar exerce um papel primordial na vida destas mulheres, funcionando como apoio e ajuda para suportarem melhor o diagnóstico e suas conseqüências. A mutilação da mama, um órgão característico da feminilidade, resulta na alteração negativa da imagem corporal, representando uma limitação estética e funcional que pode trazer prejuízo na satisfação sexual. Porém, a qualidade dos relacionamentos afetivos das mulheres com seus parceiros, antes do diagnóstico da doença, parece ser um fator de forte influência na qualidade de vida entre o casal após o diagnóstico e mutilação. As relações sociais são profundamente abaladas, já que o constrangimento de estar com uma doença estigmatizante leva a mulher a se afastar do seu convívio social. A qualidade de vida é avaliada positivamente pela maioria das mulheres pesquisadas por diversos autores. Pode-se observar que a reconstrução da mama preserva a auto-imagem da mulher, e, portanto, proporciona um processo de reabilitação menos traumático(AU)


This study, carried through a literature revision, was dedicated to promote the knowledge about the impact of the mastectomy in the life of the woman. For this, was investigated the possible occurred modifications in the life of these women as for the psychological repercussions, familiar relationship, social functioning, corporal image and sexuality, quality of life and the possibility of the reconstruction of the breast. Literature indicates that the familiar relationship exert a primordial paper in the life of these women, functioning as support and aid to support better the diagnosis and its consequences. The mutilation of the breast, a feminine organ, results in the negative alteration of the corporal image, representing an aesthetic and functional limitation that can bring damage in the sexual satisfaction. However, the quality of the affective relationships of the women with her partners, before the diagnosis of the illness, seems to be a factor of strong influence in the quality of life enters the couple after the diagnosis and mutilation. The social relations are deeply shaken, because the woman feels shame of to be with a terrible illness, taking her to move away from its social conviviality. The quality of life is evaluated positively by the majority of the women searched for diverse authors. Was evidenced in diverse research the reconstruction of the breast preserving the auto-image of the woman and providing a less traumatic process of rehabilitation(AU)

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...