Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 7 de 7
Filtrar
Mais filtros










Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
Rev Bras Enferm ; 71(suppl 1): 568-576, 2018.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-29562013

RESUMO

OBJECTIVE: To learn the epidemiological characteristics of HIV infection in pregnant women. METHOD: Descriptive study with quantitative approach. The study population was composed of pregnant women with HIV/AIDS residing in the state of Alagoas. Data were organized into variables and analyzed according to the measures of dispersion parameter relevant to the arithmetic mean and standard deviation (X ± S). RESULTS: Between 2007 and 2015, 773 cases of HIV/AIDS were recorded in pregnant women in Alagoas. The studied variables identified that most of these pregnant women were young, had low levels of education and faced socioeconomic vulnerability. CONCLUSION: It is necessary to include actions aimed at increasing the attention paid to women, once the assurance of full care and early diagnosis of HIV are important strategies to promote adequate treatment adherence and reduce the vertical transmission.


Assuntos
Infecções por HIV/epidemiologia , Gestantes , Adulto , Brasil/epidemiologia , Escolaridade , Feminino , Infecções por HIV/transmissão , Humanos , Gravidez , Complicações Infecciosas na Gravidez/epidemiologia , Fatores de Risco , Fatores Socioeconômicos
2.
Rev. bras. enferm ; 71(supl.1): 568-576, 2018. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-898490

RESUMO

ABSTRACT Objective: To learn the epidemiological characteristics of HIV infection in pregnant women. Method: Descriptive study with quantitative approach. The study population was composed of pregnant women with HIV/AIDS residing in the state of Alagoas. Data were organized into variables and analyzed according to the measures of dispersion parameter relevant to the arithmetic mean and standard deviation (X ± S). Results: Between 2007 and 2015, 773 cases of HIV/AIDS were recorded in pregnant women in Alagoas. The studied variables identified that most of these pregnant women were young, had low levels of education and faced socioeconomic vulnerability. Conclusion: It is necessary to include actions aimed at increasing the attention paid to women, once the assurance of full care and early diagnosis of HIV are important strategies to promote adequate treatment adherence and reduce the vertical transmission.


RESUMEN Objetivo: Conocer las características epidemiológicas de la infección por el VIH en mujeres embarazadas. Método: Estudio descriptivo con el abordaje cuantitativo. La población estudiada fue compuesta por mujeres embarazadas con VIH/sida residentes en el estado de Alagoas. Los datos fueron organizados en variables y analizados según el parámetro de medidas de dispersión pertinentes a la media aritmética y al desvío estándar (X ± S). Resultados: En el período de 2007 a 2015 fueron registrados 773 casos de VIH/sida en mujeres embarazadas en Alagoas. Las variables estudiadas identificaron que la gran parte de esas mujeres embarazadas engloba a mujeres jóvenes, con bajos niveles de instrucción y situación socioeconómica de vulnerabilidad. Conclusión: Para ello, se hace necesaria la inclusión de acciones direccionadas a ampliación de la atención a las mujeres, en que la garantía de atención integral y el diagnóstico precoz del VIH constituyen estrategias importantes para promocionar la adecuada aceptación al tratamiento y la reducción de la transmisión vertical.


RESUMO Objetivo: Conhecer as características epidemiológicas da infecção pelo HIV em gestantes. Método: Estudo descritivo com abordagem quantitativa. A população estudada foi composta por gestantes com HIV/aids residentes no estado de Alagoas. Os dados foram organizados em variáveis e analisados segundo o parâmetro de medidas de dispersão pertinentes à média aritmética e ao desvio padrão (X ± S). Resultados: No período de 2007 a 2015 foram registrados 773 casos de HIV/aids em gestantes em Alagoas. As variáveis estudadas identificaram que a maioria dessas gestantes engloba mulheres jovens, com baixos níveis de instrução e situação socioeconômica de vulnerabilidade. Conclusão: Para tanto, faz-se necessário a inclusão de ações direcionadas a ampliação da atenção às mulheres, em que a garantia de atendimento integral e diagnóstico precoce do HIV constituem estratégias importantes para promover adequada adesão ao tratamento e a redução da transmissão vertical.

3.
Rev. bras. enferm ; 71(supl.1): 568-576, 2018. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-898526

RESUMO

ABSTRACT Objective: To learn the epidemiological characteristics of HIV infection in pregnant women. Method: Descriptive study with quantitative approach. The study population was composed of pregnant women with HIV/AIDS residing in the state of Alagoas. Data were organized into variables and analyzed according to the measures of dispersion parameter relevant to the arithmetic mean and standard deviation (X ± S). Results: Between 2007 and 2015, 773 cases of HIV/AIDS were recorded in pregnant women in Alagoas. The studied variables identified that most of these pregnant women were young, had low levels of education and faced socioeconomic vulnerability. Conclusion: It is necessary to include actions aimed at increasing the attention paid to women, once the assurance of full care and early diagnosis of HIV are important strategies to promote adequate treatment adherence and reduce the vertical transmission.


RESUMEN Objetivo: Conocer las características epidemiológicas de la infección por el VIH en mujeres embarazadas. Método: Estudio descriptivo con el abordaje cuantitativo. La población estudiada fue compuesta por mujeres embarazadas con VIH/sida residentes en el estado de Alagoas. Los datos fueron organizados en variables y analizados según el parámetro de medidas de dispersión pertinentes a la media aritmética y al desvío estándar (X ± S). Resultados: En el período de 2007 a 2015 fueron registrados 773 casos de VIH/sida en mujeres embarazadas en Alagoas. Las variables estudiadas identificaron que la gran parte de esas mujeres embarazadas engloba a mujeres jóvenes, con bajos niveles de instrucción y situación socioeconómica de vulnerabilidad. Conclusión: Para ello, se hace necesaria la inclusión de acciones direccionadas a ampliación de la atención a las mujeres, en que la garantía de atención integral y el diagnóstico precoz del VIH constituyen estrategias importantes para promocionar la adecuada aceptación al tratamiento y la reducción de la transmisión vertical.


RESUMO Objetivo: Conhecer as características epidemiológicas da infecção pelo HIV em gestantes. Método: Estudo descritivo com abordagem quantitativa. A população estudada foi composta por gestantes com HIV/aids residentes no estado de Alagoas. Os dados foram organizados em variáveis e analisados segundo o parâmetro de medidas de dispersão pertinentes à média aritmética e ao desvio padrão (X ± S). Resultados: No período de 2007 a 2015 foram registrados 773 casos de HIV/aids em gestantes em Alagoas. As variáveis estudadas identificaram que a maioria dessas gestantes engloba mulheres jovens, com baixos níveis de instrução e situação socioeconômica de vulnerabilidade. Conclusão: Para tanto, faz-se necessário a inclusão de ações direcionadas a ampliação da atenção às mulheres, em que a garantia de atendimento integral e diagnóstico precoce do HIV constituem estratégias importantes para promover adequada adesão ao tratamento e a redução da transmissão vertical.

4.
Rev. enferm. UFPE on line ; 11(supl.9): 3632-3641, set.2017. ilus, graf
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1032552

RESUMO

Objetivo: analisar o perfil epidemiológico da hanseníase. Método: estudo quantitativo, descritivo retrospectivo, com 108 pacientes atendidos no serviço de saúde do município de Rio Largo. Os dados foram obtidos a partir do sistema de informação de agravos e notificações (SINAN). Tais dados foram transferidos, tabulados e analisados do sistema de notificação oficial do Ministério da Saúde. Os elementos foram agrupados e apresentados em forma de figuras e, em seguida, discutiram-se os resultados. Resultados: ocorreram aumentos e diminuição do número de casos, totalizando, em 2015, 14 casos novos registrados, com variações da média da taxa de detecção anual, no período de 2005 a 2015, de 12,98/100 mil habitantes. Conclusão: o município de Rio Largo apresenta sério problema de saúde relacionado à hanseníase, o que demonstra vulnerabilidade à população, impactando diretamente na qualidade de vida.


Assuntos
Masculino , Feminino , Humanos , Hanseníase/epidemiologia , Perfil de Saúde , Pessoas com Deficiência , Vulnerabilidade em Saúde , Epidemiologia Descritiva , Estudos Retrospectivos , Sistemas de Informação em Saúde
5.
Nursing (Säo Paulo) ; 20(232): 1836-1840, set.2017. tab
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1029263

RESUMO

O objetivo do presente estudo foi refletir sobre a assistência de enfermagem prestada às mulheres em situação deabortamento provocado. Trata-se de uma revisão integrativa. A busca bibliográfica foi realizada na BVS, com seleção a partirde critérios de inclusão e exclusão pré-estabelecidos. Foram incluídos na pesquisa artigos originais, com texto na íntegra,disponíveis em suporte eletrônico. Obtiveram-se treze artigos como amostras. A pesquisa apontou que o aborto é um graveproblema de saúde pública, sendo evidenciado com alta taxa de morbimortalidade materna decorrente do abortamento,o que expressa também as desigualdades regionais, com maior incidência na região nordeste. O estudo mostrou que oabortamento provocado não é um problema individual, de abordagem em ambiente hospitalar, mas um problema de saúdepública, que envolve uma abordagem mais ampla, que expressa conflitos morais e culturais da sociedade brasileira.


The objective of this study was to reflect on the nursing care provided to women in situations of induced abortion.This is an integrative review. The bibliographic search was performed in the VHL, the selection made from pre-established inclusionand exclusion criteria. Included in the research were original articles, with full text available electronically. Thirteen articles wereobtained as samples. The research pointed out that abortion is a serious public health problem and is evidenced with a high rate ofmaternal morbidity and mortality resulting from abortion, which also expresses regional inequalities with a higher incidence in thenortheast region. The study showed that induced abortion is not an individual problem, a hospital-based approach, but a publichealth problem that involves a broader approach that expresses moral and cultural conflicts in Brazilian society.


El objetivo del presente estudio fue reflexionar sobre la asistencia de enfermería a las mujeres en situación deaborto provocado. Se trata de una revisión integrativa. La búsqueda bibliográfica fue realizada en la BVS, con selección apartir de criterios de inclusión y exclusión preestablecidos. Se incluyeron en la investigación artículos originales, con texto ensu totalidad disponibles en soporte electrónico. Se obtuvieron trece artículos como muestras. La investigación apuntó que elaborto es un grave problema de salud pública, siendo evidenciado con alta tasa de morbimortalidad materna derivada delaborto, lo que expresa también las desigualdades regionales con mayor incidencia en la región nordeste. El estudio mostró queel aborto provocado no es un problema individual, de abordaje en ambiente hospitalario, sino un problema de salud pública,que involucra un abordaje más amplio, que expresa conflictos morales y culturales de la sociedad brasileña.


Assuntos
Feminino , Humanos , Aborto Induzido , Cuidados de Enfermagem , Fatores de Risco , Promoção da Saúde , Saúde Materno-Infantil , Serviços Preventivos de Saúde
6.
Hansen. int ; 41(1/2): 14-24, 2016. ilus
Artigo em Português | LILACS, SESSP-ILSLPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ILSLACERVO, Sec. Est. Saúde SP | ID: biblio-972892

RESUMO

O objetivo deste artigo é analisar o conhecimento teórico sobre hanseníase por estudantes universitários da área da saúde em município do Nordeste brasileiro. Os dados foram coletados por meio de questionários validados, aplicados por entrevistadores treinados. A população foi constituída por universitários do último período teórico dos cursos da área da saúde. Os dados foram analisados por meio de estatística descritiva e inferencial. Fixou-se erro tipo I em 5% (p<0,05) como estatisticamente significativo. No que se refere ao contato de alunos com pessoas que tem ou tiveram hanseníase hanseníase, o curso de medicina teve o maior percentual, com 18 discentes (90%); nos cursos de nutrição, odontologia e farmácia, os estudantes que nunca tiveram contato representaram 8 (100%), 15 (83,33%) e 19 (90,48%), respectivamente. Quando questionados quanto à cura da hanseníase, 18 alunos de enfermagem (94,74%) e 19 de medicina (95%) afirmaram ser possível. Contudo, no curso de enfermagem, 1 5,26%), odontologia, 3 (16,67%), farmácia, 3 (14,29%) e nutrição, 4 (50%) alunos afirmaram não saber. Apresentou-se diferença estatisticamente significativa (p-valor<0,036), mostrando que a frequência esperada é equivalente à observada. Quanto ao conhecimento do período de incubação do agente etiológico, revelou-se que 12 (63,16%) alunos de enfermagem, 8 (100%) de nutrição, 16 (88,89%) de odontologia e 15 (71,43%) de farmácia não sabiam o período de incubação do bacilo. O p-valor = 0,010 apresentou significância, mostrando que nenhum dos entrevistados do curso de nutrição assinalou a resposta correta. O estudo mostra que os alunos dos cursos de nutrição, farmácia e odontologia apresentam conhecimento não satisfatório sobre a hanseníase.


This paper’s goal is analyzing the knowledge about leprosy by health undergraduate students at the public university in county Brazilian northeast. The population was constituted of undergraduate health students on the last term. The data were analyzed by means of the descriptive and inferential statistics. A type I error was fixated at 5% (p<0,05) as statistically significant. In what refers to the contact of students with carriers and ex-carriers of leprosy, the Medical School had the bigger percentage of contact, 18(90%); in the schools of nutrition, odontology and pharmacy the students that never got in contact represented 8 (100%), 15 (83,33%) and 19 (90,48%), respectively. When questioned on how to cure the leprosy, 18 nursing undergrads (94,74%) and 19 of the Medical School (95%) affirmed that it was possible. However, in the nursing course, 1(5,26%), odontology, 3 (16,67%), pharmacy, 3 (16,67%) and nutrition, 4 (50%) students affirmed not knowing how. A statistically significant difference was presented (p-value<0,036), showing that the expected frequency is equivalent to the observed one. About the knowledge of the incubation period of the etiologic agent, it was revealed that 12 (63,16%) nursing students, 8 (100%) nutrition, 16 (88,89%) odontology and 15 (71,43%) pharmacy students did not know the bacillus’ incubation period. The p-value = 0,010 showed significance, showing that none of the interviewed nutrition students signed the correct answer. The study shows that the undergraduate students of nutrition, pharmacy and odontology present unsatisfactory knowledge on leprosy.


Assuntos
Hanseníase/diagnóstico , Hanseníase/prevenção & controle , Estudantes de Ciências da Saúde , Brasil , Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde
7.
Hansen. int ; 41(1/2): 14-24, 2016. ilus
Artigo em Português | Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ILSLPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ILSLACERVO, Sec. Est. Saúde SP | ID: ses-37307

RESUMO

O objetivo deste artigo é analisar o conhecimento teórico sobre hanseníase por estudantes universitários da área da saúde em município do Nordeste brasileiro. Os dados foram coletados por meio de questionários validados, aplicados por entrevistadores treinados. A população foi constituída por universitários do último período teórico dos cursos da área da saúde. Os dados foram analisados por meio de estatística descritiva e inferencial. Fixou-se erro tipo I em 5% (p<0,05) como estatisticamente significativo. No que se refere ao contato de alunos com pessoas que tem ou tiveram hanseníase hanseníase, o curso de medicina teve o maior percentual, com 18 discentes (90%); nos cursos de nutrição, odontologia e farmácia, os estudantes que nunca tiveram contato representaram 8 (100%), 15 (83,33%) e 19 (90,48%), respectivamente. Quando questionados quanto à cura da hanseníase, 18 alunos de enfermagem (94,74%) e 19 de medicina (95%) afirmaram ser possível. Contudo, no curso de enfermagem, 1 5,26%), odontologia, 3 (16,67%), farmácia, 3 (14,29%) e nutrição, 4 (50%) alunos afirmaram não saber. Apresentou-se diferença estatisticamente significativa (p-valor<0,036), mostrando que a frequência esperada é equivalente à observada. Quanto ao conhecimento do período de incubação do agente etiológico, revelou-se que 12 (63,16%) alunos de enfermagem, 8 (100%) de nutrição, 16 (88,89%) de odontologia e 15 (71,43%) de farmácia não sabiam o período de incubação do bacilo. O p-valor = 0,010 apresentou significância, mostrando que nenhum dos entrevistados do curso de nutrição assinalou a resposta correta. O estudo mostra que os alunos dos cursos de nutrição, farmácia e odontologia apresentam conhecimento não satisfatório sobre a hanseníase(AU)


This paper’s goal is analyzing the knowledge about leprosy by health undergraduate students at the public university in county Brazilian northeast. The population was constituted of undergraduate health students on the last term. The data were analyzed by means of the descriptive and inferential statistics. A type I error was fixated at 5% (p<0,05) as statistically significant. In what refers to the contact of students with carriers and ex-carriers of leprosy, the Medical School had the bigger percentage of contact, 18(90%); in the schools of nutrition, odontology and pharmacy the students that never got in contact represented 8 (100%), 15 (83,33%) and 19 (90,48%), respectively. When questioned on how to cure the leprosy, 18 nursing undergrads (94,74%) and 19 of the Medical School (95%) affirmed that it was possible. However, in the nursing course, 1(5,26%), odontology, 3 (16,67%), pharmacy, 3 (16,67%) and nutrition, 4 (50%) students affirmed not knowing how. A statistically significant difference was presented (p-value<0,036), showing that the expected frequency is equivalent to the observed one. About the knowledge of the incubation period of the etiologic agent, it was revealed that 12 (63,16%) nursing students, 8 (100%) nutrition, 16 (88,89%) odontology and 15 (71,43%) pharmacy students did not know the bacillus’ incubation period. The p-value = 0,010 showed significance, showing that none of the interviewed nutrition students signed the correct answer. The study shows that the undergraduate students of nutrition, pharmacy and odontology present unsatisfactory knowledge on leprosy(AU)


Assuntos
Hanseníase/diagnóstico , Hanseníase/prevenção & controle , Estudantes de Ciências da Saúde , Brasil , Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA