Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 13 de 13
Filtrar
1.
Cien Saude Colet ; 26(6): 2119-2130, 2021 Jun.
Artigo em Português, Inglês | MEDLINE | ID: mdl-34231724

RESUMO

The training, recruitment and retention of primary care professionals is a constant challenge in Brazil. The recent expansion of family and community medicine residency programs in the country coexists with gaps in the literature on the effects of this process. This article explores municipal health managers' understanding of these programs and the role they play in professional training and improving the quality of health care. We conducted a quantitative and qualitative analysis of the responses to questionnaires answered by 48 health managers working in municipal health services affiliated to residency programs. A descriptive statistical analysis of the quantitative data was performed and the qualitative data were analyzed using thematic analysis. The findings show that efforts were made to incorporate family and community doctors into the health care network and that managers recognized the potential residency program have to improve the quality of care and enhance professional training. Weaknesses were found in actions to improve infrastructure and facilities and the organization of the services affiliated to the programs. This study highlights the potential of residency programs for addressing longstanding problems in primary health care in Brazil when combined with actions to strengthen services, human resources and the programs.


Treinamento especializado, provimento e fixação de profissionais na Atenção Primária à Saúde são desafios prementes no Brasil. A recente expansão dos Programas de Residência em Medicina de Família e Comunidade coexiste com lacunas na literatura sobre o efeito deste processo. O objetivo do trabalho é explorar a perspectiva do gestor municipal de saúde acerca das estratégias para o fortalecimento das residências e do papel destas na formação profissional e na qualificação da atenção. Trata-se de um estudo de análise quantitativa e qualitativa, com aplicação de questionário a gestores de municípios cenários destes programas. As respostas de 48 sujeitos foram submetidas a estatística descritiva e análise de conteúdo. Os resultados revelam um esforço em incorporar o Médico de Família e Comunidade na rede de atenção à saúde, uma percepção do potencial das residências no incremento da qualidade da atenção e da formação profissional e fragilidades nas ações para melhoria da estrutura e organização dos serviços com residentes. Vislumbra-se assim o potencial das residências para a superação de problemas históricos da Atenção Primária à Saúde brasileira, se atrelada a ações de fortalecimento do serviço, dos recursos humanos e do próprio programa.


Assuntos
Medicina Comunitária , Internato e Residência , Brasil , Medicina Comunitária/educação , Mão de Obra em Saúde , Humanos , Atenção Primária à Saúde
2.
Ciênc. Saúde Colet ; 26(6): 2119-2130, jun. 2021. tab
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: biblio-1278710

RESUMO

Resumo Treinamento especializado, provimento e fixação de profissionais na Atenção Primária à Saúde são desafios prementes no Brasil. A recente expansão dos Programas de Residência em Medicina de Família e Comunidade coexiste com lacunas na literatura sobre o efeito deste processo. O objetivo do trabalho é explorar a perspectiva do gestor municipal de saúde acerca das estratégias para o fortalecimento das residências e do papel destas na formação profissional e na qualificação da atenção. Trata-se de um estudo de análise quantitativa e qualitativa, com aplicação de questionário a gestores de municípios cenários destes programas. As respostas de 48 sujeitos foram submetidas a estatística descritiva e análise de conteúdo. Os resultados revelam um esforço em incorporar o Médico de Família e Comunidade na rede de atenção à saúde, uma percepção do potencial das residências no incremento da qualidade da atenção e da formação profissional e fragilidades nas ações para melhoria da estrutura e organização dos serviços com residentes. Vislumbra-se assim o potencial das residências para a superação de problemas históricos da Atenção Primária à Saúde brasileira, se atrelada a ações de fortalecimento do serviço, dos recursos humanos e do próprio programa.


Abstract The training, recruitment and retention of primary care professionals is a constant challenge in Brazil. The recent expansion of family and community medicine residency programs in the country coexists with gaps in the literature on the effects of this process. This article explores municipal health managers' understanding of these programs and the role they play in professional training and improving the quality of health care. We conducted a quantitative and qualitative analysis of the responses to questionnaires answered by 48 health managers working in municipal health services affiliated to residency programs. A descriptive statistical analysis of the quantitative data was performed and the qualitative data were analyzed using thematic analysis. The findings show that efforts were made to incorporate family and community doctors into the health care network and that managers recognized the potential residency program have to improve the quality of care and enhance professional training. Weaknesses were found in actions to improve infrastructure and facilities and the organization of the services affiliated to the programs. This study highlights the potential of residency programs for addressing longstanding problems in primary health care in Brazil when combined with actions to strengthen services, human resources and the programs.


Assuntos
Humanos , Medicina Comunitária/educação , Internato e Residência , Atenção Primária à Saúde , Brasil , Mão de Obra em Saúde
3.
Rev. bras. med. fam. comunidade ; 15(42): 2509-2509, 20200210. ilus
Artigo em Português | Coleciona SUS, LILACS, Coleciona SUS | ID: biblio-1117134

RESUMO

Diante de mudanças recentes no panorama nacional de programas de incentivos para provimento e formação médica em Atenção Primária à Saúde (APS), o Grupo de Trabalho de Ensinagem da SBMFC organizou um Encontro Nacional entre os dias 29 de novembro e 1º de dezembro de 2019, na cidade do Rio de Janeiro/RJ. O evento reuniu professores, supervisores, preceptores e residentes de Medicina de Família e Comunidade de diferentes regiões do país, e teve como objetivos discutir o atual cenário, além de elencar recomendações para qualidade dos PRMFC e caminhos para o fortalecimento da formação de médicas e médicos de família e comunidade via Residência Médica. Essas recomendações buscaram considerar a diversidade dos PRMFC em um país tão vasto quanto o Brasil e, principalmente, a necessidade de se estabelecer parâmetros mínimos de organização para os programas das mais variadas configurações, como PRMFC vinculados a Instituições de Ensino Superior (IES), secretarias estaduais ou municipais de saúde. As recomendações foram então organizadas em três eixos: 1) recomendações para supervisores e coordenadores de PRMFC e modelos possíveis de preceptoria; 2) recomendações para formuladores e executores de políticas públicas; e 3) recomendações para lideranças da medicina de família e comunidade.


Facing recent changes in the national panorama of incentive programs for provision and medical training in Primary Health Care, the Education Work Group of the SBMFC organized a National Meeting between November 29th and December 1st, 2019, in the city of Rio de Janeiro-RJ. The event brought together professors, supervisors, tutors and residents of Family and Community Medicine from different regions of the country, to discuss the current scenario, in addition to listing both benchmark recommendations for the quality of Residency Programs in Family and Community Medicine (RPFCM) and paths for strengthening the training of family and community doctors through Medical Residency. These recommendations sought to consider the diversity of RPFCM in a country as vast as Brazil and, mainly, the urge to establish the minimum organizational parameters for programs of the most varied configurations, such as: RPFCMs linked to higher education institutions (HEIs), state or municipal health departments. The recommendations were then organized into three axes: 1) recommendations for supervisors and coordinators and possible models of preceptorship; 2) recommendations for public policy makers and executors; and 3) recommendations for family medicine community leaders.


Primaria de Salud, el Grupo de Trabajo Docente de la SBMFC organizó una Reunión Nacional entre el 29 de noviembre y el 1 de diciembre de 2019, en la ciudad de Río de Janeiro - RJ. El evento reunió a profesores, supervisores, preceptores y residentes de medicina familiar y comunitaria de diferentes regiones del país, y tuvo como objetivo discutir el escenario actual, además de enumerar recomendaciones para la calidad de los programas de residencia médica en medicina familiar y comunitaria (PRMFC) y formas de fortalecer la formación de médicas y médicos de familia y comunidad través de residencia médica. Estas recomendaciones buscaron considerar la diversidad de PRMFC en un país tan vasto como Brasil y, principalmente, la necesidad de establecer parámetros organizacionales mínimos para programas de las más variadas configuraciones, tales como PRMFC vinculados a instituciones de educación superior (IES), departamentos de salud estatales o municipales. Las recomendaciones se organizaron en tres ejes: 1) recomendaciones para supervisores y coordinadores de PRMFC y posibles modelos de preceptoría; 2) recomendaciones para encargados de la formulación de políticas públicas y ejecutores; y 3) recomendaciones para los líderes de la medicina familiar y comunitaria.


Assuntos
Educação de Pós-Graduação em Medicina , Medicina de Família e Comunidade , Internato e Residência
4.
Pan Afr Med J ; 32: 66, 2019.
Artigo em Francês | MEDLINE | ID: mdl-31223358

RESUMO

Introduction: The International Classification of Primary Care, Second version (ICPC-2) aligned with the 10th Revision of the International Classification of Disease (ICD-10) is a standard for primary care epidemiology compendium. ICPC-2 has been also intended to identify the clinical topics in family medicine. Contextual field-specific knowledge in family medicine and primary care such as health structures, management, categories of patients, research methods, ethical or environmental features are not standardized and reflect, more often, the views of experts. Methods: A qualitative research method, applied to the analysis of several Family Medicine congresses, has helped identify, in addition to clinical items, a spectrum of contextual concepts addressed by family doctors during their exchanges at the congresses. Assembled in a hierarchical manner, these concepts were given expression, together with ICPC-2, under the name of Q-codes Version 2.5, in the multilingual multi-terminology semantic server of the Department of Information and medical informatics (D2Im) at the University of Rouen, France. The two classifications are edited under the acronym 3 CGP for Core Content classification of General Practice. This free access server allows you to consult the ICPC-2 in 22 languages and the Q-codes in ten languages. Results: The result of the joint use of these two classifications, as descriptors in congress to identify the concepts in texts or index the gray literature for family medicine and primary care is presented here in its various pilot uses. The validity and generalizability of 3CGP appears to be good in the light of the translations already carried out by colleagues around the world and of the applicability of the method in the two sides of the Atlantic. However the reproducibility and the inter-coder variations still remain to be tested for Q-codes. Maintenance remains an issue. Conclusion: This method highlights the conceptual extension, the complexity and the dynamics of the role of general practitioner and family doctor as well as of primary care physician.


Assuntos
Medicina Geral , Classificação Internacional de Doenças/normas , Bases de Conhecimento , Atenção Primária à Saúde , Clínicos Gerais/organização & administração , Humanos , Internet , Idioma , Papel do Médico , Médicos de Família/organização & administração , Reprodutibilidade dos Testes , Terminologia como Assunto
5.
Epidemiol Serv Saude ; 28(1): e2018128, 2019.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-30970074

RESUMO

OBJECTIVE: to analyze factors associated with the perception of quality of primary health care (PHC) services by older adults. METHODS: this was a cross-sectional survey with 893 older adults aged 60 years and over living in the Metropolitan Region of Belo Horizonte, MG, Brazil; the study's outcomes were the indicators of the essential attributes of PHC, while explanatory variables included sociodemographic conditions, use of health services and health conditions; Poisson regression with robust variance was used. RESULTS: older adults aged 80 years and over, women and those with higher education levels gave better evaluations for access and longitudinality, while evaluation was worst among those who reported greater use of health services and chronic health conditions, especially for the PHC attributes of coordination of care and family and community orientation. CONCLUSION: poorer health conditions and higher use of services are associated with a more negative perception of PHC attributes among the elderly.


Assuntos
Programas Nacionais de Saúde/normas , Atenção Primária à Saúde/normas , Indicadores de Qualidade em Assistência à Saúde , Qualidade da Assistência à Saúde , Fatores Etários , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Brasil , Estudos Transversais , Escolaridade , Feminino , Acesso aos Serviços de Saúde/estatística & dados numéricos , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Distribuição de Poisson , Atenção Primária à Saúde/estatística & dados numéricos , Fatores Sexuais , Inquéritos e Questionários
6.
Epidemiol. serv. saúde ; 28(1): e2018128, 2019. tab
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: biblio-1001957

RESUMO

Objetivo: analisar os fatores associados à percepção da qualidade dos serviços de atenção primária à saúde (APS) por idosos. Métodos: estudo transversal com 893 idosos de 60 anos ou mais, residentes na Região Metropolitana de Belo Horizonte, MG, Brasil; os desfechos do estudo foram os indicadores dos atributos essenciais da APS, e as variáveis explicativas incluíram condições sociodemográficas, uso de serviços de saúde e condições de saúde; utilizou-se a regressão de Poisson com variância robusta. Resultados: os idosos com 80 anos ou mais, as mulheres e aqueles de maior escolaridade avaliaram melhor o acesso e a longitudinalidade, enquanto a avaliação foi pior entre os que relataram maior uso dos serviços e condições crônicas, sobretudo para os atributos de coordenação do cuidado e orientação familiar e comunitária. Conclusão: piores condições de saúde e maior uso dos serviços estão associados à percepção mais negativa dos atributos da APS entre idosos.


Objetivo: investigar los factores asociados a la percepción de la calidad de los servicios de atención primaria de salud (APS) por ancianos. Métodos: estudio transversal en muestra de 893 ancianos de 60 años o más, residentes en la Región Metropolitana de Belo Horizonte, MG, Brasil; los resultados del estudio fueron los indicadores de los atributos esenciales de la APS y las variables explicativas incluyeron condiciones sociodemográficas, uso de servicios y condiciones de salud; se utilizó la regresión de Poisson con varianza robusta. Resultados: los ancianos con 80 años o más, las mujeres y los de mayor escolaridad evaluaron mejor el acceso y la longitudinalidad, mientras que la evaluación fue peor entre los que reportaron mayor uso del servicio y relato de enfermedades crónicas, sobre todo para la coordinación del cuidado y la orientación familiar y comunitaria. Conclusión: a peores condiciones de salud y mayor uso de los servicios es posible asociar una percepción negativa de los ancianos sobre la estructura de los atributos de la APS.


Objective: to analyze factors associated with the perception of quality of primary health care (PHC) services by older adults. Methods: this was a cross-sectional survey with 893 older adults aged 60 years and over living in the Metropolitan Region of Belo Horizonte, MG, Brazil; the study's outcomes were the indicators of the essential attributes of PHC, while explanatory variables included sociodemographic conditions, use of health services and health conditions; Poisson regression with robust variance was used. Results: older adults aged 80 years and over, women and those with higher education levels gave better evaluations for access and longitudinality, while evaluation was worst among those who reported greater use of health services and chronic health conditions, especially for the PHC attributes of coordination of care and family and community orientation. Conclusion: poorer health conditions and higher use of services are associated with a more negative perception of PHC attributes among the elderly.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Atenção Primária à Saúde , Percepção Social , Avaliação Geriátrica , Fatores Etários , Serviços de Saúde para Idosos , Qualidade da Assistência à Saúde , Fatores Socioeconômicos , Brasil , Fatores Sexuais , Saúde do Idoso , Estudos Transversais , Inquéritos e Questionários , Acesso aos Serviços de Saúde
7.
Rev. bras. med. fam. comunidade ; 13(40): 1-13, jan.-dez. 2018. tab, graf
Artigo em Português | Coleciona SUS, LILACS, Coleciona SUS | ID: biblio-981940

RESUMO

Introdução: A saúde no Brasil se estabeleceu como direito universal a partir da promulgação da Constituição da República Federativa do Brasil em 1988, o qual foi posteriormente ratificado e normatizado pela edição da Lei no 8080 de 1990, que dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes, conhecida por Lei Orgânica do Sistema Único de Saúde (SUS). Tendo como base os princípios norteadores foi lançado, pelo Ministério da Saúde, o Programa de Saúde da Família, em 1994, o qual se tornou Estratégia Saúde da Família, 12 anos após. No momento em que o país começou priorizar a Atenção Primária à Saúde (APS) como eixo central do sistema de saúde, assim como ocorre nos principais sistemas nacionais de saúde no mundo, percebeu-se a escassez de profissionais médicos formados para atuação nesse nível de atenção. Emergiu, então, a necessidade de ampliar o acesso à residência em Medicina de Família e Comunidade (MFC) no Brasil. Objetivo: Apresentar aspectos da constituição histórica dos Programas de Residência em MFC (PRMFC) brasileiros. Resultados: Nos primeiros anos do século XX, em diversas unidades federativas, houve considerável aumento de vagas de RMFC ­ com destaque para o PRMFC da Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro ­, abrangendo cidades que antes não contavam com essa formação. Tal contexto pode ser compreendido à luz da significativa articulação construída no âmbito do SUS, para a formação de recursos humanos em saúde. Conclusão: A Residência em MFC mantém-se em expansão no país e já pode ser encontrada em algumas das principais cidades do Brasil.


Introduction: Health in Brazil was established as a universal right from the promulgation of the Constitution of the Federative Republic of Brazil in 1988. Subsequently, ratified and standardized by the edition of the Law 8080 of 1990, which provides the conditions for the promotion, protection and recovery of health, organization and functioning of the corresponding services, known as the organic law of the unique system of Health (SUS). Based on the guiding principles of SUS, the Family Health Program was launched by the Ministry of Health in 1994, which became the Family Health Strategy twelve years later. As the country began to prioritize Primary Health Care (PHC) as the central axis of the health system, as in the main national health systems in the world, the shortage of medical professionals trained to this level of care. The need to expand access to family and community medicine (MFC) in Brazil emerged. Objective: To present aspects of the historical constitution of the Residency Programs in Brazilian CFM (PRMFC). Results: In the first years of the 20th century, in several federal units, there was a considerable increase in RMFC vacancies ­ with emphasis on the PRMFC of the Municipal Health Department of Rio de Janeiro ­, covering cities that did not previously have this training. This context can be understood in the light of the significant articulation built within the SUS, for the formation of human resources in health. Conclusion: The MFC Residency continues to expand in the country and can already be found in some of the main Brazilian cities.


Introducción: La salud en Brasil se estableció como derecho universal a partir de la Constitución Federal de 1988, y fue posteriormente, ratificado y normalizado por la edición de la Ley no. 8080 de 1990, que dispone sobre las condiciones para la promoción, protección y la recuperación de la salud, la organización y el funcionamiento de los servicios correspondientes, conocida como Ley Orgánica del Sistema Único de Salud (SUS). Con base en los principios orientadores del SUS, fue lanzado por el Ministerio de Salud, el Programa de Salud de la Familia, en 1994, el cual se convirtió en Estrategia Salud de la Familia, doce años después. En el momento en que el país comenzó a priorizar la Atención Primaria de Salud (APS) como eje central del sistema de salud, así como ocurre en los principales sistemas nacionales de salud en el mundo, se percibió la escasez de profesionales médicos formados para actuación en ese nivel de salud atención. Se planteó la necesidad de ampliar el acceso a la residencia en Medicina de Familia y Comunidad (MFC) en Brasil. Objetivo: Presentar aspectos de la constitución histórica de los Programas de Residencia en MFC (PRMFC) brasileños. Resultados: En los primeros años del siglo XX, en diversas unidades federativas, hubo un considerable aumento de vacantes de RMFC ­ con destaque para el PRMFC de la Secretaría Municipal de Salud de Rio de Janeiro ­, abarcando ciudades que antes no contaban con esa formación. Tal contexto puede ser comprendido por la significativa articulación construida en el ámbito del SUS, para la formación de recursos humanos en salud. Conclusión: La Residencia en MFC se mantiene en expansión en el país y ya puede ser encontrada en algunas de las principales ciudades de Brasil.


Assuntos
Atenção Primária à Saúde , Medicina de Família e Comunidade , Clínicos Gerais , Internato e Residência
8.
Rev. bras. med. fam. comunidade ; 13(40): 1-4, jan.-dez. 2018.
Artigo em Português | Coleciona SUS, LILACS, Coleciona SUS | ID: biblio-969423

RESUMO

A formação de médicos especialistas no Brasil se dá por meio da conclusão de um programa de residência médica ou pela realização de uma prova e obtenção de um título de especialista. São caminhos paralelos e que por vezes se sobrepõem. Além disso, as instituições responsáveis por esses respectivos modelos de formação de especialistas, que são a Comissão Nacional de Residência Médica e a Associação Médica Brasileira, não dispõem de uma base de dados unificada. Em função desses fatores, sempre foi difícil definir com alguma precisão o número de médicos de família e comunidade no país. Com mudança recente no sistema da informação da Comissão Nacional de Residência Médica (SIS-CNRM), foi possível obter informações sobre certificados de conclusão de residência médica anteriores à criação do sistema. A partir desses dados do SIS-CNRM foi possível se obter o número atual de médicos de família e comunidade no país. O levantamento desse número, inédito para a Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade, é elemento essencial para planejar o crescimento e o futuro da especialidade no país.


The training of medical specialists in Brazil is through the completion of a medical residency program or by conducting a test and obtaining a specialist degree. They are parallel paths and sometimes overlap. In addition, the institutions responsible for these respective specialists training models, which are the National Medical Residency Commission and the Brazilian Medical Association, do not have a unified database. Due to these factors, it has always been difficult to define with any precision the number of family and community doctors in the country. With a recent change in the information system of the National Medical Residency Commission (SIS-CNRM), it was possible to obtain information about certificates of completion of medical residency prior to the creation of the system. Based on these SIS-CNRM data, it was possible to obtain the current number of family and community doctors in the country. The survey of this number, unprecedented for the Brazilian Society of Family and Community Medicine, is an essential element to plan the growth and future of the specialty in the country.


La formación de médicos especialistas en Brasil se da por medio de la conclusión de un programa de residencia médica o por la realización de una prueba y obtención de un título de especialista. Son caminos paralelos y que a veces se superponen. Además, las instituciones responsables de estos respectivos modelos de formación de especialistas, que son la Comisión Nacional de Residencia Médica y la Asociación Médica Brasileña, no disponen de una base de datos unificada. En función de estos factores, siempre fue difícil definir con cierta precisión el número de médicos de familia y comunidad en el país. Con un cambio reciente en el sistema de información de la Comisión Nacional de Residencia Médica (SIS-CNRM) fue posible obtener información sobre certificados de terminación de residencia médica anteriores a la creación del sistema. A partir de esos datos del SIS-CNRM fue posible obtener el número actual de médicos de familia y comunidad en el país. El levantamiento de ese número, inédito para la Sociedad Brasileña de Medicina de Familia y Comunidad, es un elemento esencial para planificar el crecimiento y el futuro de la especialidad en el país.


Assuntos
Especialização , Medicina de Família e Comunidade , Internato e Residência
9.
Interface (Botucatu, Online) ; 22(64): 251-262, jan.-mar. 2018.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-893461

RESUMO

A campanha Novembro Azul, promovida no Brasil pelo Instituto Lado a Lado pela Vida em parceria com a Sociedade Brasileira de Urologia, busca alertar para o câncer de próstata e estimular o rastreamento da neoplasia. Pesquisas internacionais, entretanto, têm mostrado que esse rastreamento traz mais danos que benefícios. Comprometida com o conceito de prevenção quaternária, a Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade questionou publicamente a campanha e sua proposta em 2015. Esta revisão narrativa discute esse posicionamento e sua repercussão, analisando criticamente os argumentos favoráveis e contrários ao rastreamento. A partir disso, discutimos alguns limites da prevenção, comentamos a relação entre mídia e saúde, e refletimos sobre ações mais adequadas para o cuidado dos homens, com base em estudos multicêntricos, revisões sistemáticas, documentos institucionais, reportagens e pesquisas qualitativas. Tal debate ajuda a promover um cuidado integral para a população masculina.(AU)


The Blue November campaign, promoted in Brazil by Lado a Lado pela Vida Institute in partnership with the Brazilian Society of Urology, looks for drawing attention to prostate cancer and encouraging screening for this neoplasm. International research, however, has shown that this screening may do more harm than good. Being committed to the concept of quaternary prevention, the Brazilian Society of Family and Community Medicine publicly questioned the campaign and its proposal in 2015. This narrative review discusses this positioning and its consequences, through critically analyzing arguments both in favor and contrary to screening. Based on this, we discuss about limits of prevention, commenting on the relationship between media and health and reflecting on more appropriate actions for the care of men, based on multicenter studies, systematic reviews, institutional documents, reports and qualitative research. The debate helps to promote comprehensive care for the male population.(AU)


La campaña Noviembre Azul, promovida en Brasil por el Instituto Lado a Lado por la Vida en alianza con la Sociedad Brasileña de Urología, busca alertar sobre el cáncer de próstata e incentivar el rastreo de la neoplasia. No obstante, las investigaciones internacionales han mostrado que tal rastreo causa más daños que beneficios. Comprometida con el concepto de prevención cuaternaria, la Sociedad Brasileña de Medicina de Familia y Comunidad cuestionó públicamente la campaña y su propuesta en 2015. Esta revisión narrativa discute este posicionamiento y su repercusión, analizando críticamente los argumentos favorables y contrarios al rastreo. A partir de ese punto, discutimos algunos límites de la prevención, comentamos la relación entre los medios y la salud y reflexionamos sobre acciones más adecuadas para el cuidado de los hombres, con base en: estudios multi-céntricos, revisiones sistemáticas, documentos institucionales, reportajes e investigaciones cualitativas. Tal debate ayuda a promover un cuidado integral para la población masculina.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Detecção Precoce de Câncer/normas , Promoção da Saúde , Saúde do Homem , Neoplasias da Próstata/diagnóstico , Prevenção Quaternária
10.
Belo Horizonte; s.n; 2016. 51 p.
Tese em Português | Coleciona SUS, LILACS, Coleciona SUS | ID: biblio-942596

RESUMO

O envelhecimento da população é associado a um aumento na prevalência de condições crônicas de saúde, que frequentemente levam a perda de autonomia e qualidade de vida, com repercussões na capacidade de autocuidado e criação de barreiras para utilização dos serviços de saúde. O objetivo deste estudo é determinar os fatores associados à qualidade do serviço prestado pela Atenção Primária à Saúde (APS) na avaliação de idosos que não possuem plano privado de saúde e que reportaram ter um profissional ou serviço de referência vinculado à APS, residentes na Região Metropolitana de Belo Horizonte, em 2010 (n = 893). Trata-se de um estudo transversal, que é baseado em dados do Inquérito de Saúde da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). A avaliação do serviço de saúde prestado foi feita a partir dos itens do questionário do referido inquérito, que tem correspondência com atributos essenciais da APS (acesso, longitudinalidade, integralidade, coordenação do cuidado, orientação familiar e orientação comunitária).


As variáveis explicativas incluíram: condições sociodemográficas, comportamentos em saúde, uso de serviços de saúde e condições de saúde. Utilizou-se a regressão de Poisson, com variância robusta, para estimar a associação entre cada um dos seis atributos da APS e as variáveis explicativas pesquisadas, estimando-se as razões de prevalência e respectivos intervalos de confiança (95%), considerando o ajuste pelas variáveis sociodemográficas. Os resultados mostraram melhor avaliação nos atributos coordenação do cuidado, acesso de primeiro contato e integralidade, e pior avaliação no atributo de orientação comunitária. De maneira geral, os idosos mais velhos, as mulheres e os de maior escolaridade avaliaram melhor o serviço, ao passo que aqueles que reportaram maior uso do serviço e ocorrência de condições crônicas fizeram uma pior avaliação da APS. Esses resultados podem indicar os grupos que merecem maior atenção dos serviços e auxiliar na implementação de políticas de melhoria da qualidade da APS na RMBH


Assuntos
Masculino , Feminino , Humanos , Idoso , Saúde do Idoso , Avaliação em Saúde/estatística & dados numéricos , Dinâmica Populacional , Atenção Primária à Saúde
12.
J Bras Pneumol ; 33(3): 270-4, 2007.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-17906787

RESUMO

OBJECTIVES: To compare clinical and radiological aspects, as well as aspects regarding the course of the disease, of elderly inpatients clinically diagnosed with community-acquired pneumonia, with or without radiological confirmation. METHODS: A total of 141 patients over the age of 60 were retrospectively studied. RESULTS: Radiological findings corroborated the clinical diagnosis in 45 patients, whereas, in 96 patients, radiology did not correlate with the clinical suspicion. The signs, symptoms, treatment, and outcomes of these two groups were compared. The findings of the study suggest that there were no significant differences between the groups according to the criteria analyzed. CONCLUSION: The prevalence of chest X-rays compatible with pneumonia in patients suspected of the disease was slightly higher than 30%. Having low specificity in the elderly, the clinical diagnosis of community-acquired pneumonia should be used with caution. In view of the small number of patients studied, further studies on this topic are needed in order to confirm the findings.


Assuntos
Pneumonia/diagnóstico por imagem , Brasil , Infecções Comunitárias Adquiridas/diagnóstico por imagem , Infecções Comunitárias Adquiridas/tratamento farmacológico , Infecções Comunitárias Adquiridas/fisiopatologia , Feminino , Humanos , Tempo de Internação , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Razão de Chances , Pneumonia/tratamento farmacológico , Pneumonia/fisiopatologia , Prevalência , Radiografia , Estudos Retrospectivos
13.
J. bras. pneumol ; 33(3): 270-274, maio-jun. 2007. graf, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-461989

RESUMO

OBJETIVOS: Comparar aspectos clínicos, radiológicos e evolutivos de idosos internados com diagnóstico clínico de pneumonia comunitária, com ou sem confirmação radiológica. MÉTODOS: Foram estudados, retrospectivamente, 141 pacientes com idade acima de 60 anos. RESULTADOS: Em 45 pacientes, os achados radiológicos corroboraram o diagnóstico clínico e, em 96 pacientes, a radiologia não foi compatível com a suspeita clínica. Os sinais, os sintomas, a terapêutica e os desfechos destes dois grupos foram comparados. Os achados do estudo sugerem que não houve diferença significativa entre os grupos segundo os critérios analisados. A prevalência de radiografias de tórax compatíveis com pneumonia entre pacientes com suspeita clínica da doença foi de pouco mais de 30 por cento. CONCLUSÃO: O diagnóstico clínico de pneumonia comunitária tem baixa especificidade em idosos e deve ser usado com cautela. Devido ao pequeno número de pacientes estudados, mais estudos sobre o tema são necessários para confirmar os achados.


OBJECTIVES: To compare clinical and radiological aspects, as well as aspects regarding the course of the disease, of elderly inpatients clinically diagnosed with community-acquired pneumonia, with or without radiological confirmation. METHODS: A total of 141 patients over the age of 60 were retrospectively studied. RESULTS: Radiological findings corroborated the clinical diagnosis in 45 patients, whereas, in 96 patients, radiology did not correlate with the clinical suspicion. The signs, symptoms, treatment, and outcomes of these two groups were compared. The findings of the study suggest that there were no significant differences between the groups according to the criteria analyzed. CONCLUSION: The prevalence of chest X-rays compatible with pneumonia in patients suspected of the disease was slightly higher than 30 percent. Having low specificity in the elderly, the clinical diagnosis of community-acquired pneumonia should be used with caution. In view of the small number of patients studied, further studies on this topic are needed in order to confirm the findings.


Assuntos
Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Pneumonia , Brasil , Infecções Comunitárias Adquiridas/tratamento farmacológico , Infecções Comunitárias Adquiridas/fisiopatologia , Infecções Comunitárias Adquiridas , Tempo de Internação , Razão de Chances , Prevalência , Pneumonia/tratamento farmacológico , Pneumonia/fisiopatologia , Estudos Retrospectivos
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...