Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 31
Filtrar
1.
BMC Health Serv Res ; 19(1): 762, 2019 Oct 28.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-31660957

RESUMO

BACKGROUND: Public engagement in health technology assessment (HTA) is increasing worldwide. There are several forms of public engagement and it is not always possible to determine which stakeholders participate in the HTA process and how they contribute. Our objective was to investigate which types of social representatives contributed to the public consultation on the incorporation of Trastuzumab for early-stage breast cancer treatment within the public health system in Brazil, held in 2012 by the National Committee for Health Technology Incorporation (CONITEC). METHODS: A mixed methods approach was used to analyze social representativeness and the composition of the corpus from the public consultation, which consisted of 127 contributions. Three types of analysis were performed using IRaMuTeQ software: classic lexical analysis, descending hierarchical classification and specificities analysis. The contributions were clustered according to the main categories of discourse observed, into four social representation categories: 1) patient representation/advocacy; 2) pharmaceutical industry/advocacy; 3) healthcare professionals; and 4) individual contributions. RESULTS: Category 1 contained words related to increased survival due to use of the drug and a low score for words pertaining to studies on Trastuzumab. The word "safety" obtained a positive score only in category 2, which was also the only category that exhibited a negative score for the word "risk". Category 3 displayed the lowest scores for "diagnosis" and "safety". The word "efficacy" had a negative score only in category 4. CONCLUSIONS: Each category exhibited different results for words related to health systems and to key concepts linked to HTA. Our analysis enabled the identification of the most prominent contributions for each category. Despite the promising results obtained, further research is needed to validate this software for use in analyzing public contributions.


Assuntos
Participação da Comunidade , Avaliação da Tecnologia Biomédica/métodos , Trastuzumab/uso terapêutico , Brasil , Neoplasias da Mama/tratamento farmacológico , Neoplasias da Mama/patologia , Feminino , Humanos , Estadiamento de Neoplasias
2.
PLoS One ; 14(7): e0220131, 2019.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-31356609

RESUMO

BACKGROUND: The reassessment of technologies and services offered by healthcare systems is recent initiative and still without a widely adopted and evaluated method. To a better understanding of this process in Brazil, we have described the health technology reassessment (HTR) performed by the National Committee for Health Technology Incorporation (Conitec) into Brazilian public health system (SUS). METHODS: A documental, exploratory, descriptive, retrospective study with qualitative-quantitative approach regarding the HTR performed by Conitec from January 2012 to November 2017. RESULTS: After applying the criteria of inclusion and exclusion, we selected 47 technologies for this study. The vast majority of the demands (41 demands) came from the public sector, and only six from the private sector. Most of the requests referred to the exclusion of specific indication; followed by extension of use, withdraw of the technology from SUS, maintenance, and restriction of use. The dimensions of analysis found in the recommendation reports were scientific evidence on efficacy, effectiveness and safety, disease-related issues, issues related to the use of technology, costs, and social participation. However, these dimensions were not included in all analysis, and a standardized structure of the reports has not been observed. The most relevant decision factors considered for decision-making were efficacy, safety and use of the technology. CONCLUSION: During a six-year period of Conitec actuation, we could find some reassessments of technologies that are available in SUS. We observed that these activities had enabled progress, however, they are still not yet structured, with gaps in the selection process, and the assessment since no methodology and criteria for proper conduct were established.

3.
Front Pharmacol ; 10: 302, 2019.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-31001117

RESUMO

Background: Patients over 65 years of age taking multiple medications face several risks, and pharmaceutical interventions can be useful to improve quality of care and reduce those risks. However, there is still no consensus on the effectiveness of these interventions aimed at promoting changes in clinical, epidemiological, economic, and humanistic outcomes for various service delivery, organizational, financial, and implementation-based interventions. The objective of this overview of systematic reviews was to summarize evidence on the effectiveness of community-level pharmaceutical interventions to reduce the risks associated with polypharmacy in the population over 65 years of age. Method: This overview used a previously described protocol to search for systematic review articles, with and without meta-analysis, and economic evaluations, without any language or time restrictions, including articles published up to May 2018. The following databases were searched: the Cochrane Library, Epistemonikos, Health Evidence, Health Systems Evidence, Virtual Health Library, and Google Scholar. The basic search terms used were "elderly," "polypharmacy," and "pharmaceutical interventions." The findings for outcomes of interest were categorized using a taxonomy for health policies and systems. Equity-related questions were also investigated. The studies were evaluated for methodological quality and produced a narrative synthesis. Results: A total of 642 records were retrieved: 50 from Health Evidence, 197 from Epistemonikos, 194 from Cochrane, 116 from Health Systems Evidence, and 85 from the Virtual Health Library. Of these, 16 articles were selected: 1 overview of systematic reviews, 12 systematic reviews, and 3 economic evaluations. There is evidence of improvement in clinical, epidemiological, humanistic, and economic outcomes for various types of community-level pharmaceutical interventions, but differences in observed outcomes may be due to study designs, primary study sample sizes, risk of bias, difficulty in aggregating data, heterogeneity of indicators and quality of evidence included in the systematic reviews that were assessed. It is necessary to optimize the methodological designs of future primary and secondary studies. Conclusion: Community-level pharmaceutical interventions can improve various clinical, epidemiological, humanistic and economic outcomes and potentially reduce risks associated with polypharmacy in the elderly population.

4.
BIS, Bol. Inst. Saúde (Impr.) ; 20(2): 77-88, Dez. 2019.
Artigo em Português | Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ISPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ISACERVO | ID: biblio-1022213

RESUMO

Trata-se de uma Síntese de Evidências cujo problema priorizado foi a prevenção e controle do pé diabético (PD) na Atenção Primária a Saúde (APS). Utilizou-se a ferramenta SUPPORT (Supporting Policy Relevant Reviews and Trials) da Rede para políticas Informadas por Evidências . A busca pelas opções ocorreu em fevereiro de 2016 e foi atualizada em outubro de 2018, na Biblioteca Virtual em Saúde, Health Systems Evidence, PubMed e Cochane Library. A estratégia de busca deu-se com os termos "pé diabético" and "prevenção". A busca resultou em 41 textos e 11 foram selecionados para análise.


Assuntos
Humanos , Atenção Primária à Saúde , Pé Diabético , Prevenção de Doenças , Política Informada por Evidências
5.
BIS, Bol. Inst. Saúde (Impr.) ; 20(2): 96-104, Dez. 2019.
Artigo em Português | Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ISPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ISACERVO | ID: biblio-1022249

RESUMO

A sífilis atinge mais de 12 milhões de pessoas em todo o mundo e os homens são importante fonte de transmissão para suas parcerias, quando inadequadamente diagnosticados e tratados. Fatores individuais relacionados aos homens podem ser importantes barreiras para buscar e aderir ao tratamento adequado. O objetivo deste estudo foi descrever aspectos relacionados ao tratamento de homens com diagnóstico de sífilis, na percepção deles de suas parcerias e de profissionais de saúde.Foi conduzida uma síntese rápida de evidências qualitativas, a partir da análise de estudos primários qualitativos e posterior descrição dos resultados.


Assuntos
Humanos , Sífilis Congênita , Medicina Baseada em Evidências , Saúde do Homem
6.
BIS, Bol. Inst. Saúde (Impr.) ; 20(2): 105-113, Dez. 2019.
Artigo em Português | Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ISPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ISACERVO | ID: biblio-1022258

RESUMO

Este estudo teve como objetivo sintetizar as evidências sobre motivações, pensamentos e experiências de adolescentes brasileiros com ideação suicida. A busca foi realizada em Medline, Embase, Lilacs, PsycInfo, Google Scholar e Google. A seleção de artigos, a extração de dados e a avaliação da qualidade metodológica foram realizadas por dois pesquisadores independentes. De 3.496 artigos identificados, quatro foram incluídos. As principais motivações para a ideação suicida foram a fragilidade dos vínculos, quadro depressivo e carência afetiva. Os sentimentos predominantes foram solidão, tristeza, desamparo e desesperança. Os pensamentos relacionados com a crença de estar só no mundo e de não enxergar solução para seus sofrimentos e conflitos foram relatados.


Assuntos
Humanos , Adolescente , Medicina Baseada em Evidências , Ideação Suicida
8.
BMC Med Res Methodol ; 18(1): 51, 2018 06 08.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-29884121

RESUMO

BACKGROUND: Rapid response in health technology assessment is a synthesis of the best available evidence prepared in a timely manner to meet specific demands. We build a consensus among Brazilian specialists in health technology assessment to propose guidelines for the development of rapid response. METHODS: Based on a systematic review that proposed eight methodological steps to conduct rapid response, we applied a modified Delphi technique (without open questions in the first round) to reach consensus among Brazilian experts in health technology assessment. Twenty participants were invited to judge the feasibility of each methodological step in a five-point Likert scale. Consensus was reached if the step had 70% positive approval or interquartile range ≤ 1. RESULTS: The achievement of consensus was reached in the second round. Between the first and the second round, we scrutinized all points reported by the experts. The Delphi panel reached consensus of eight steps: definition of the structured question of rapid response (with a restricted scope); definition of the eligibility criteria for study types (preferably systematic reviews); search strategy (language and data limits) and sources of information (minimum two); selection of studies (independently by two responders); critical appraisal of the included studies and the risk of bias for the outcomes of interest; data extraction from the included articles; summary of evidence; and preparation of the report. CONCLUSIONS: The guidelines for rapid response in health technology assessment may help governments to make better decisions in a short period of time (35 days). The adoption of methodological processes should improve both the quality and consistency of health technology assessments of rapid decisions in the Brazilian setting.


Assuntos
Tecnologia Biomédica/normas , Técnica Delfos , Guias como Assunto/normas , Avaliação da Tecnologia Biomédica/normas , Tecnologia Biomédica/métodos , Brasil , Consenso , Humanos , Reprodutibilidade dos Testes , Revisão Sistemática como Assunto , Avaliação da Tecnologia Biomédica/métodos
9.
São Paulo; Instituto de Saúde; 2017. 456 p. tab, graf.(Temas em Saúde Pública, 22).
Monografia em Português | LILACS, Redbvs, EMS-Producao, Sec. Munic. Saúde SP, EMS-Acervo | ID: biblio-868301
10.
São Paulo; Instituto de Saúde; 2017. 458 p. (Temas em saúde coletiva, 22).
Monografia em Português | LILACS, PIE | ID: biblio-1007136

RESUMO

O Instituto de Saúde é uma instituição de ensino e pesquisa da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, criada em 1969, que tem como missão "produzir conhecimento científico e tecnológico no campo da Saúde Coletiva e promover sua apropriação para o desenvolvimento de políticas públicas, visando à melhoria da qualidade de vida da população, prestando assessoria e colaborando na formação de recursos humanos, em consonância com os princípios do SUS: universalidade, integralidade, equidade e participação social". Em 2009, passamos por uma reorganização na estrutura funcional, quando foi criado o Centro de Tecnologias de Saúde para o SUS-SP, em resposta a novas necessidades da gestão da saúde no estado de São Paulo. As atribuições desse Centro consistem na realização da avaliação de tecnologias de saúde em uso e a serem incorporadas pelo Sistema Único de Saúde, na proposição de parcerias e cooperação técnica para o desenvolvimento da avaliação de tecnologias de saúde, com as diferentes instâncias dos sistemas pertinentes, na difusão do conhecimento produzido, promovendo o fomento e a indução da avaliação de tecnologias de saúde para o SUS/SP, de acordo com a agenda de prioridades definidas pela SES-SP. Para realizar essas atribuições tivemos que buscar meios para rapidamente capacitar pesquisadores em Avaliação de Tecnologias de Saúde (ATS) e em Políticas Informadas por Evidências (PIE). Isso foi possível graças aos cursos presenciais e à distância, patrocinados pelo Ministério da Saúde e seus parceiros. A possibilidade de participarmos como membros da Rede Brasileira de Avaliação de Tecnologias em Saúde (REBRATS) desde 2012, e da Rede para Políticas Informadas por Evidências (EVIPNet Brasil) desde 2014, ampliou sobremaneira nosso aprendizado e capacidade de lidar com esses dois temas.


Assuntos
Humanos , Avaliação da Tecnologia Biomédica/organização & administração , Direito à Saúde/legislação & jurisprudência , Judicialização da Saúde/legislação & jurisprudência , Brasil
12.
São Paulo; Instituto de Saúde; 2017. 453 p. tab.(Temas em saúde coletiva, 22).
Monografia em Português | Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ISPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ISACERVO | ID: biblio-996637
13.
Comun. ciênc. saúde ; 27(2): 119-128, abr. 2016. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-907584

RESUMO

O pagamento por desempenho é usado em todo o mundo para apoiar a melhoria dos processos e resultados em saúde, mas ainda há considerável lacuna de conhecimento sobre seus efeitos, especialmente pela variedade de modelos e contextos. Esta síntese de evidências usa o resultado de revisões sistemáticas para apresentar três opções para apoiar o uso de incentivos financeiros em programas e serviços de saúde: 1) adotar medidas de desempenho objetivas, simples e voltadas para o curto prazo; 2) estabelecer como base para a concessão de incentivos critérios absolutos, relativos ou mistos, fáceis de ser compreendidos e acompanhados e 3) utilizar incentivos financeiros ou de reconhecimento com magnitude adequada ao nível de motivação necessário para a mudança de pretendida. Além disso, o uso de incentivos requer a participação ativa dos sujeitos envolvidos e deve ser precedido de planejamento rigoroso apoiado pelas melhores evidências, para determinar os seguintes elementos: o agente alvo; objetivos e metas; forma de mensuração, monitoramento e avaliação dos resultados; modalidade de recompensas. Fatores institucionais e contextuais podem afetar significativamente a implementação e os resultados. O monitoramento e avaliação dos incentivos devem focar a adequação aos resultados pretendidos e a ocorrência de efeitos involuntários ou indesejados.


Payment for Performance (P4P) is widely used in the world to improvement of processes and results in health, but there is still considerable lack of knowledge about its effects, especially the variety of models and contexts. This evidence brief used results of systematic reviews to pro vide three options to support the use of P4P in health: 1) adopt performance measures objective, simple and focused on the short term; 2) establish the basis for the granting of absolute criteria incentives, relative or mixed, but easy to be understood and followed and 3) use financial incentives or recognition adequate to the level of motivation needed to change desired. In addition, the use of incentives requires the active participation of the subjects involved and should be preceded by rigorous planning supported by the best evidence to determine the following: the target agent; goals and objectives; form of measurement, monitoring and evaluation of results; type of rewards. institutional and contextual factors can significantly affect implementation and results. The monitoring and evaluation should focus on the adequacy of the intended results and the occurrence of unintended or unwanted effects.


Assuntos
Humanos , Eficiência , Atenção à Saúde , Melhoria de Qualidade , Remuneração , Planos e Programas de Saúde
14.
Comun. ciênc. saúde ; 27(1): 9-20, jan. 2016. graf, ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-907577

RESUMO

Introdução: o Complexo Econômico Industrial da Saúde (CEIS) representa um conjunto articulado de segmentos produtivos industriais e de serviços. Apesar da relevante base produtiva do CEIS instalada no Brasil, há ainda alta dependência de produtos fabricados internacionalmente, o que acarreta o déficit na balança comercial e a vulnerabilidade do abastecimento do Sistema Único de Saúde. O estímulo ao desenvolvimento desse complexo por meio de políticas públicas apresenta relevância para garantia do acesso a medicamentos e produtos para saúde para a população. Objetivo: identificar as principais políticas públicas federais para o desenvolvimento do CEIS implantadas no Brasil de 2003 até janeiro de 2016. Metodologia: pesquisa bibliográfica com a palavra chave “Complexo Industrial da Saúde” na Biblioteca Virtual em Saúde e no Google Acadêmico, e pesquisa documental nos portais eletrônicos do Ministério da Saúde; Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior; Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação; Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social; Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial; e FINEP Inovação e Pesquisa; seguidas do método descritivo. Resultados: políticas industriais – Política Industrial, Tecnológica e de Comércio Exterior; Política de Desenvolvimento Produtivo; Plano Brasil Maior; Política Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde; Política Nacional de Saúde. Articulados a essas políticas estão os programas e as estratégias identificados como instrumentos para sua implantação. Conclusão: foram identificadas as políticas econômicas e sociais associadas ao fomento do desenvolvimento do CEIS no Brasil, as quais coexistem, convergem e se complementam ao longo dos últimos doze anos.


Introduction: economic Industrial Complex of Health (CEIS) is an articulated set of industrial production and service segments. Despite the important production base of CEIS installed in Brazil, there are still high dependence on internationally manufactured products, which carries the trade deficit and the vulnerability of the supply of the “Sistema Único de Saúde”. Public policies to encourage the development of this complex have relevance to ensuring access to medicines and health products to the population. Objective: to identify the main federal public policies for the development of CEIS established in Brazil at 2003 until January 2016. Methodology: literature search using keyword: “Complexo Industrial da Saúde” in the “Biblioteca Virtual em Saúde” and Google Scholar, and documentary research on the homepages of the Ministry of Health; Ministry of Development, Industry and Foreign Trade; Ministry of Science, Technology and Innovation; National Bank for Economic and Social Development; Brazilian Agency for Industrial Development; and FINEP Innovation and Research; followed by descriptive method. Results: industrial policies – “Política Industrial, Tecnológica e de Comércio Exterior”; “Política de Desenvolvimento Produtivo”; “Plano Brasil Maior”; “Política Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde”; “Política Nacional de Saúde”. Articulating these policies are the programs and strategies identified as instruments for its implementation. Conclusion: the economic and social policies associated with the development of the CEIS in Brazil were identified, which coexist, converge and complement over the past twelve years.


Assuntos
Humanos , Crescimento e Desenvolvimento , Indústrias , Política Pública , Brasil , Preparações Farmacêuticas
15.
BIS, Bol. Inst. Saúde (Impr.) ; 17(1): 43-49, Jul. 2016.
Artigo em Português | Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ISPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ISACERVO | ID: biblio-1024037

RESUMO

Aqui apresentamos, de forma breve, os principais aspectos abordados pelas ferramentas SUPPORT (Supporting Policy Relevant Reviews and Trials) para elaboração de políticas de saúde informadas por evidências. As Ferramentas SUPPORT foram apresentadas em um conjunto de artigos publicados em 2009 na revista Health Research Policy and Systems. A série de 18 artigos foi traduzida ao português e está disponível na internet. Essas ferramentas são muito úteis para equipes que queiram produzir, com o máximo rigor, documentos sobre opções para lidar com um determinado problema de saúde, conhecidas como sínteses de evidências. A Rede para Políticas Informadas por Evidências ­ EVIPNet Brasil adota as Ferramentas SUPPORT como principal referencial de métodos para o desenvolvimento de suas atividades institucionais.


Assuntos
Humanos , Saúde Pública , Política Informada por Evidências , Política de Saúde
16.
BIS, Bol. Inst. Saúde (Impr.) ; 17(1): 18-31, Jul. 2016.
Artigo em Português | Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ISPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ISACERVO | ID: biblio-1024030

RESUMO

Esse artigo relata a experiência de implementação do plano de ação da Rede para Políticas Informadas por Evidências (EVIPNet Brasil), descrevendo suas atividades, de janeiro/2013 a março/ 2016, e discutindo sua relevância para a consolidação da iniciativa como uma plataforma de tradução do conhecimento para o Sistema Único de Saúde (SUS). Foi realizado um estudo de caso, utilizando abordagem descritiva. Os dados foram coletados junto à Secretaria Executiva da EVIPNet Brasil, mediante análise dos relatórios anuais e pela consulta direta à coordenação da rede no Ministério da Saúde. Foram identificadas atividades em quatro categorias: atividades de capacitação, suporte ao desenvolvimento da rede, produtos de tradução do conhecimento e difusão e disseminação. As atividades de maior relevância incluem capacitações para aplicação das Ferramentas SUPPORT, cursos de pós-graduação lato-sensu e online, lançamento de chamada pública para apoio a projetos, elaboração de sínteses de evidências, organizações de diálogos deliberativos, publicação de artigos científicos, manutenção de portal na internet, atuação nas redes sociais virtuais e participação em eventos científicos e de gestão. Os resultados mostraram o crescimento sustentado das atividades da EVIPNet Brasil e sugerem que a rede está em processo de consolidação como plataforma de tradução de conhecimento no Brasil.


Assuntos
Humanos , Política Pública , Relatos de Casos , Gestão da Informação em Saúde , Política Informada por Evidências
17.
Cad. saúde colet., (Rio J.) ; 23(3): 316-322, jul.-set. 2015. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, PIE | ID: lil-766395

RESUMO

Um importante desafio para os sistemas de saúde é promover o uso sistemático do conhecimento em políticas públicas que busquem, ao mesmo tempo, melhorar a eficiência e as condições de saúde da população. O objetivo deste artigo foi identificar e discutir estratégias para estimular o uso de evidências científicas no processo de tomada de decisão em políticas de saúde. A busca de evidências científicas foi realizada nos repositórios da Biblioteca Virtual em Saúde, Health Systems Evidence e PubMed. A ferramenta SUPPORT (Supporting Policy Relevant Reviews and Trials) foi usada na construção desse panorama. Sete revisões sistemáticas apontaram quatro principais estratégias para estimular o uso de evidências na tomada de decisão: 1) produzir e disseminar sínteses de evidência com linguagem adaptada a diferentes públicos; 2) estimular o uso do jornalismo e de outras formas de comunicação para ampliar a disseminação do conhecimento científico; 3) utilizar plataforma virtual on-line para disseminação do conhecimento científico; 4) promover a interação entre pesquisadores e tomadores de decisão. Estratégias para estimular o uso de evidências científicas na tomada de decisão em saúde podem ser desenvolvidas de maneira sinérgica, mas é necessário considerar o contexto local e as implicações das estratégias para o sistema de saúde como um todo.


A major challenge for health systems is to promote the use of scientific evidence supporting public policies that seek to improve efficiency and the health of the population. The objective of this study was to identify and discuss strategies to encourage the use of scientific evidence in the process of health decision making. The search was performed in the repositories of the Virtual Health Library, Health Systems Evidence and PubMed. SUPPORT (Supporting Policy Relevant Reviews and Trials) Tools were used for the preparation of this overview. Seven systematic reviews were used to identify options to stimulate the use of evidence for decision making: 1) Produce policy briefings with adapted language for different audiences; 2) Stimulate the use of journalism and other forms of mass communication for dissemination of scientific knowledge; 3) Implement online platforms for dissemination of scientific knowledge, and; 4) Promote the dialogue between researchers and policy makers. Strategies to encourage the use of scientific evidence in health decision making can be implemented in a synergistic way; however, it is important to assess the local context and the implications of each strategy for the health system as a whole.


Assuntos
Humanos , Tomada de Decisões , Uso da Informação Científica na Tomada de Decisões em Saúde , Política Informada por Evidências
18.
Cien Saude Colet ; 20(5): 1497-514, 2015 May.
Artigo em Português | MEDLINE | ID: mdl-26017951

RESUMO

Pay-for-performance (P4P) has been widely used around the world seeking to improve health outcomes, and in Brazil it is the basis of the National Program for Improving Access and Quality (PMAQ). The literature published between 1998 and January 2013 that evaluated the effectiveness of P4P to produce results or patterns of access and quality in health was scrutinized. A total of 138 studies, with the inclusion of a further 41 studies (14 systematic reviews, 07 clinical trials and 20 observational studies) were retrieved and analyzed Among the more rigorous studies, favorable conclusions for P4P were less frequent, whereas observational studies were more favorable to positive effects of P4P on the quality of, and access to, health services. Methodological limitations of observational studies may have contributed to these results, but the range of results is more linked to the conceptual and contextual aspects of the use of the P4P schemes reviewed, the heterogeneity of P4P models and results. P4P can be helpful in promoting the achievement of objectives in health care systems, especially in the short term and for specific actions requiring less effort of health care providers, but should be used with caution and with a rigorous planning model, also considering undesirable or adverse effects.


Assuntos
Serviços de Saúde/economia , Reembolso de Incentivo , Brasil , Humanos
19.
Ciênc. saúde coletiva ; 20(5): 1497-1514, 05/2015. graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-747201

RESUMO

O Pagamento por Desempenho (P4P) é usado em todo o mundo visando à melhoria dos resultados em saúde, e no Brasil é base do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade (PMAQ), lançado pelo Ministério da Saúde, em 2011. Revisou-se a literatura publicada entre 1998 e janeiro de 2013, sobre a efetividade do P4P, para produzir resultados ou padrões de acesso e qualidade na saúde. Foram recuperados e analisados 138 estudos, sendo incluídos 41 (14 revisões sistemáticas, 7 ensaios clínicos e 20 estudos observacionais). Estudos mais rigorosos foram menos favoráveis ao P4P, enquanto estudos observacionais apontaram efeitos positivos do P4P sobre a qualidade e o acesso nos serviços de saúde. Limitações metodológicas dos estudos observacionais podem ter contribuído para tais resultados, mas a variedade de resultados está mais ligada aos aspectos conceituais e contextuais dos esquemas de P4P avaliados, reforçando a heterogeneidade de modelos e resultados do P4P. O P4P pode ser útil para promover o alcance de objetivos em sistemas de saúde, especialmente no curto prazo e para ações pontuais que exijam menos esforço dos provedores de serviços de saúde, mas deve ser utilizado com cautela e com planejamento rigoroso do modelo, considerando-se também efeitos indesejáveis ou adversos.


Pay-for-performance (P4P) has been widely used around the world seeking to improve health outcomes, and in Brazil it is the basis of the National Program for Improving Access and Quality (PMAQ). The literature published between 1998 and January 2013 that evaluated the effectiveness of P4P to produce results or patterns of access and quality in health was scrutinized. A total of 138 studies, with the inclusion of a further 41 studies (14 systematic reviews, 07 clinical trials and 20 observational studies) were retrieved and analyzed Among the more rigorous studies, favorable conclusions for P4P were less frequent, whereas observational studies were more favorable to positive effects of P4P on the quality of, and access to, health services. Methodological limitations of observational studies may have contributed to these results, but the range of results is more linked to the conceptual and contextual aspects of the use of the P4P schemes reviewed, the heterogeneity of P4P models and results. P4P can be helpful in promoting the achievement of objectives in health care systems, especially in the short term and for specific actions requiring less effort of health care providers, but should be used with caution and with a rigorous planning model, also considering undesirable or adverse effects.


Assuntos
Humanos , Serviços de Saúde/economia , Reembolso de Incentivo , Brasil
20.
Ciênc. saúde coletiva ; 19(11): 4427-4438, 11/2014. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-727237

RESUMO

O propósito deste artigo foi identificar as fronteiras da autonomia da gestão municipal no contexto do pacto federativo do Sistema Único de Saúde brasileiro e a importância e possibilidade de fomentar inovação, criatividade e tomada de decisão, informada pelas melhores evidências pelos governos locais. Metodologicamente partimos de questões que propiciaram diálogo com a literatura específica, visando identificar a influência das políticas com formulação centralizada nos espaços de autonomia local para, em seguida, identificar estratégias de incentivo à inovação, criatividade e uso sistemático da evidência de pesquisas na implementação de políticas em saúde. Constatamos uma redução gradativa da autonomia decisória pelo maior comprometimento financeiro dos municípios, decorrente das novas responsabilidades assumidas, bem como a possibilidade de reversão dessa tendência no contexto mais recente. Analisamos também determinantes e desafios para a difusão de práticas inovadoras e apresentamos experiências nacionais e internacionais com essa finalidade. Concluímos ser possível tornar mais efetivo o processo decisório local, desde que se consolidem iniciativas que estimulem essa cultura e a formulação e implementação de políticas informadas por evidências.


The scope of this article was to identify the boundaries of the autonomy of local administration in the context of the federal pact in the Brazilian Unified Health System and the importance and potential for promoting innovation, creativity and evidence-based decision-making by local governments. The methodology used was to ask questions that favored dialogue with the specific literature to identify the influence of centrally-formulated policies in spaces of local autonomy and then to identify strategies to foster innovation, creativity and the systematic use of evidence-based research in health policy implementation. A gradual reduction in municipal decision-making autonomy was detected due to increased financial commitment of the municipalities resulting from responsibilities assumed, albeit with the possibility of reverting this trend in the more recent context. Some determinants and challenges for the dissemination of innovative practices were analyzed and some relevant national and international experiences in this respect were presented. The conclusion drawn is that it is possible to make local decision-making more effective provided that initiatives are consolidated to promote this culture and the formulation and implementation of evidence-based health policies.


Assuntos
Humanos , Tomada de Decisões , Assistência à Saúde/organização & administração , Prática Clínica Baseada em Evidências , Brasil , Criatividade
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA