Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 6 de 6
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
PLoS One ; 13(11): e0207664, 2018.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-30481211

RESUMO

Euphorbia umbellata (E. umbellata) belongs to Euphorbiaceae family, popularly known as Janauba, and its latex contains a combination of phorbol esters with biological activities described to different cellular protein kinase C (PKC) isoforms. Here, we identified deoxi-phorbol esters present in E. umbellata latex alcoholic extract that are able to increase HIV transcription and reactivate virus from latency models. This activity is probably mediated by NF-kB activation followed by nuclear translocation and binding to the HIV LTR promoter. In addition, E. umbellata latex extract induced the production of pro inflammatory cytokines in vitro in human PBMC cultures. This latex extract also activates latent virus in human PBMCs isolated from HIV positive patients as well as latent SIV in non-human primate primary CD4+ T lymphocytes. Together, these results indicate that the phorbol esters present in E. umbellata latex are promising candidate compounds for future clinical trials for shock and kill therapies to promote HIV cure and eradication.


Assuntos
Euphorbia/química , HIV-1/efeitos dos fármacos , Látex/química , Ésteres de Forbol/farmacologia , Extratos Vegetais/farmacologia , Ativação Viral/efeitos dos fármacos , Sobrevivência Celular/efeitos dos fármacos , Células Cultivadas , Citocinas/metabolismo , Etanol/química , HIV-1/fisiologia , Interações Hospedeiro-Patógeno/efeitos dos fármacos , Humanos , Células Jurkat , Leucócitos Mononucleares/efeitos dos fármacos , Leucócitos Mononucleares/metabolismo , Leucócitos Mononucleares/virologia , Latência Viral/efeitos dos fármacos , Latência Viral/fisiologia
2.
Rev. bras. enferm ; 71(1): 73-79, Jan.-Feb. 2018. tab
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-898339

RESUMO

ABSTRACT Objective: To measure the levels of stress, anxiety, and depression of nurses working in ICUs, relating them to levels of attention before and after 24 hours. Method: An observational, quantitative, analytical study with 18 nurses undergoing an inventory of stress, anxiety, and depression, as well as assessment of attention levels and psychomotor functioning. Results: Sixty-one percent showed positive for stress. Depression was observed in 33%; and anxiety in 99.9%. A strong correlation between stress and depression (ρ = 0.564 with p <0.05) and anxiety (ρ = 1 with p <0.05) was observed. There was a weak correlation between stress and task execution time in M2 (ρ = 0.055) for TMT A, a fact that did not occur in M0 (ρ = -0.249). Conclusion: The study shows that the workload of the nurses working in 24-hour shifts in the ICU is correlated with high levels of stress, decreases in the attention process, and psychomotor decline.


RESUMEN Objetivo: Medir los niveles de estrés, ansiedad y depresión en enfermeros actuantes en UTI, relacionándolos con los niveles de atención anteriores y posteriores a jornada de 24 horas. Método: Estudio observacional, analítico, de abordaje cuantitativo, realizado con 18 enfermeros que completaron inventario de estrés, ansiedad y depresión; evaluación de niveles de atención y funcionamiento psicomotor. Resultados: 61% sufre estrés positivo. Verificada depresión en 33%; ansiedad en 99,9%. Fuerte correlación entre estrés y depresión (ρ=0,564 con p<0,05) y ansiedad (ρ=1 con p<0,05). Correlación débil entre estrés y tiempo de ejecución de la tarea en M2 (ρ = 0,055) para el TMT A, hecho que no replicado en M0 (ρ=-0,249). Conclusión: El estudio muestra que la carga laboral de los enfermeros actuantes en UTI en turnos de 24 horas está correlacionada con la elevación de los niveles de estrés, disminución del proceso de atención y declinación psicomotora.


RESUMO Objetivo: Medir os níveis de estresse, ansiedade, depressão dos enfermeiros que atuam em UTI, relacionando-os com os níveis de atenção do antes e após jornada de 24 horas. Método: Estudo observacional analítico, de abordagem quantitativa, realizado com 18 enfermeiros submetidos a um inventário de estresse, ansiedade e depressão, avaliação dos níveis de atenção e funcionamento psicomotor. Resultados: 61% possuem estresse positivo. Depressão foi verificada em 33%; de ansiedade, em 99,9%. Forte correlação entre estresse e depressão (ρ=0,564 com p<0,05) e ansiedade (ρ=1 com p<0,05). Correlação fraca entre estresse e o tempo de execução da tarefa em M2 (ρ = 0,055) para o TMT A, fato que não ocorreu em M0 (ρ=-0,249). Conclusão: O estudo mostra que a carga trabalho dos enfermeiros que atuam em UTI, em turnos de 24 horas, está correlacionada com a elevação dos níveis de estresse, diminuição do processo de atenção e declínio psicomotor.

3.
Rev. bras. enferm ; 71(1): 73-79, Jan.-Feb. 2018. tab
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-898370

RESUMO

ABSTRACT Objective: To measure the levels of stress, anxiety, and depression of nurses working in ICUs, relating them to levels of attention before and after 24 hours. Method: An observational, quantitative, analytical study with 18 nurses undergoing an inventory of stress, anxiety, and depression, as well as assessment of attention levels and psychomotor functioning. Results: Sixty-one percent showed positive for stress. Depression was observed in 33%; and anxiety in 99.9%. A strong correlation between stress and depression (ρ = 0.564 with p <0.05) and anxiety (ρ = 1 with p <0.05) was observed. There was a weak correlation between stress and task execution time in M2 (ρ = 0.055) for TMT A, a fact that did not occur in M0 (ρ = -0.249). Conclusion: The study shows that the workload of the nurses working in 24-hour shifts in the ICU is correlated with high levels of stress, decreases in the attention process, and psychomotor decline.


RESUMEN Objetivo: Medir los niveles de estrés, ansiedad y depresión en enfermeros actuantes en UTI, relacionándolos con los niveles de atención anteriores y posteriores a jornada de 24 horas. Método: Estudio observacional, analítico, de abordaje cuantitativo, realizado con 18 enfermeros que completaron inventario de estrés, ansiedad y depresión; evaluación de niveles de atención y funcionamiento psicomotor. Resultados: 61% sufre estrés positivo. Verificada depresión en 33%; ansiedad en 99,9%. Fuerte correlación entre estrés y depresión (ρ=0,564 con p<0,05) y ansiedad (ρ=1 con p<0,05). Correlación débil entre estrés y tiempo de ejecución de la tarea en M2 (ρ = 0,055) para el TMT A, hecho que no replicado en M0 (ρ=-0,249). Conclusión: El estudio muestra que la carga laboral de los enfermeros actuantes en UTI en turnos de 24 horas está correlacionada con la elevación de los niveles de estrés, disminución del proceso de atención y declinación psicomotora.


RESUMO Objetivo: Medir os níveis de estresse, ansiedade, depressão dos enfermeiros que atuam em UTI, relacionando-os com os níveis de atenção do antes e após jornada de 24 horas. Método: Estudo observacional analítico, de abordagem quantitativa, realizado com 18 enfermeiros submetidos a um inventário de estresse, ansiedade e depressão, avaliação dos níveis de atenção e funcionamento psicomotor. Resultados: 61% possuem estresse positivo. Depressão foi verificada em 33%; de ansiedade, em 99,9%. Forte correlação entre estresse e depressão (ρ=0,564 com p<0,05) e ansiedade (ρ=1 com p<0,05). Correlação fraca entre estresse e o tempo de execução da tarefa em M2 (ρ = 0,055) para o TMT A, fato que não ocorreu em M0 (ρ=-0,249). Conclusão: O estudo mostra que a carga trabalho dos enfermeiros que atuam em UTI, em turnos de 24 horas, está correlacionada com a elevação dos níveis de estresse, diminuição do processo de atenção e declínio psicomotor.

4.
Rev Bras Enferm ; 71(1): 73-79, 2018.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-29324947

RESUMO

OBJECTIVE: To measure the levels of stress, anxiety, and depression of nurses working in ICUs, relating them to levels of attention before and after 24 hours. METHOD: An observational, quantitative, analytical study with 18 nurses undergoing an inventory of stress, anxiety, and depression, as well as assessment of attention levels and psychomotor functioning. RESULTS: Sixty-one percent showed positive for stress. Depression was observed in 33%; and anxiety in 99.9%. A strong correlation between stress and depression (ρ = 0.564 with p <0.05) and anxiety (ρ = 1 with p <0.05) was observed. There was a weak correlation between stress and task execution time in M2 (ρ = 0.055) for TMT A, a fact that did not occur in M0 (ρ = -0.249). CONCLUSION: The study shows that the workload of the nurses working in 24-hour shifts in the ICU is correlated with high levels of stress, decreases in the attention process, and psychomotor decline.


Assuntos
Cognição , Unidades de Terapia Intensiva , Enfermeiras e Enfermeiros/psicologia , Adulto , Ansiedade/etiologia , Ansiedade/psicologia , Depressão/etiologia , Depressão/psicologia , Feminino , Humanos , Unidades de Terapia Intensiva/organização & administração , Masculino , Estresse Psicológico/etiologia , Estresse Psicológico/psicologia , Inquéritos e Questionários , Recursos Humanos , Local de Trabalho/psicologia , Local de Trabalho/normas
5.
Femina ; 34(4): 283-290, abr. 2006. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-436560

RESUMO

O conhecimento sobre as mudanças imunoendócrinas às quais as gestantes são condicionadas ajuda a entender muito da relação materno-fetal envolvida na aceitação e rejeição de um corpo semi-estranho. Este trabalho teve por objetivo trazer à comunidade científica a discussão sobre a imunobiologia materna no ciclo gestatório normal e patológico. Nesse contexto, uma rede de citocinas participa de todas as etapas da gestação. Enquanto as citocinas inflamatórias, como TNF-a, IL-1b e o IFN-y, estão envolvidas na fase de implantação e no pré-parto, a produção de citocinas antiinflamatória é responsável pela sobrevivência do feto na cavidade uterina. Muitos pesquisadores acreditam que níveis elevados de estrogênio e, principalmente, de progesterona induzem uma resposta imune materna mediada por células T reguladoras dos tipos 1 e 3, que garante a não responsividade às estruturas fetais. Estes linfócitos T reguladores, quando ativados, produzem IL-10 e TGF-b que contra-regulam os efeitos embriotóxicos das citocinas inflamatórias na interface decídua-trofoblasto. A presença de cortisol em tempos mais tardios da gestação auxilia na manutenção sistêmica desse fenótipo por, dentre outras funções, amplificar a secreção da IL-10 no sangue periférico materno. Esse equilíbrio é tênue e pode ser quebrado por algumas intercorrências, como na pré-eclâmpsia, infecções e nas doenças auto-imunes


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Células Th1/imunologia , /imunologia , Sistema Imunitário , Imunidade Celular , Pré-Eclâmpsia/imunologia , Linfócitos T , Doenças Autoimunes , Doenças Transmissíveis/imunologia
6.
Rev. bras. ginecol. obstet ; 27(7): 393-400, jul. 2005. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-417455

RESUMO

OBJETIVO: avaliar a proliferação de células T e a produção de citocinas em gestantes infectadas pelo HIV-1 e seu impacto na replicação viral in vitro. MÉTODOS: sangue periférico de 12 gestantes infectadas pelo HIV-1 e de seus neonatos, bem como de 10 gestantes HIV-1 negativas, foi colhido e a quantidade de linfócitos TCD4+ e TCD8+ periféricos foi avaliada por citometria de fluxo. Para obter plasma ou células mononucleares periféricas (PBMC), as amostras foram centrifugadas na ausência ou presença de um gradiente de Ficoll-Hypaque, respectivamente. As PBMC foram mantidas em cultura por sete dias na presença de fito-hemaglutinina mais IL-2 recombinante e a resposta linfoproliferativa de células T foi analisada pelo método de exclusão em azul de Trypan. Em alguns experimentos, as culturas foram mantidas na presença adicional de anticorpo anti-IL-10. Os plasmas e sobrenadantes das culturas de PBMC ativadas foram submetidos à análise da produção de citocinas, pelo método ELISA indireto, e a carga viral, detectada pelo RT-PCR. RESULTADOS: independente da carga viral plasmática, a resposta linfoproliferativa em culturas de células obtidas de gestantes infectadas pelo HIV foi inferior às amostras normais [4,2±0,37 vs 2,4±0,56 (x 10(6)) células/mL; p<0.005]. Tanto em gestantes normais quanto em pacientes com cargas virais baixas, os níveis de IL-10 foram mais elevados que os das gestantes com elevada replicação viral (9.790±3.224 vs 1.256±350 pg/mL; p=0.002). Níveis elevados de TNF-alfa no soro (7.200±2.440 vs 510±476 pg/mL) e nas culturas de células (21.350±15.230 vs 1.256±350 pg/mL) correlacionaram-se à carga viral plasmática elevada e a infecção neonatal. O bloqueio da IL-10 endógena com anticorpos anti-IL-10 aumentou a replicação do HIV-1 em cultura de células. CONCLUSAO: nossos resultados sugerem que a IL-10 exerce influência negativa na replicação viral, o que provavelmente contribui para reduzir o risco de infecção vertical.


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Adulto , Infecções por HIV , HIV-1 , Interleucina-10 , Linfócitos T , Células Th1 , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA