Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 3 de 3
Filtrar
Mais filtros










Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1047996

RESUMO

Objetivo: identificar as atividades de vida diárias com dependência de cuidados de enfermagem. Método: estudo exploratório com abordagem qualitativa realizado com 52 pessoas em situação de rua na cidade de Sobral, Ceará, Brasil. Utilizou-se o modelo de atividade de vida diária proposto por Roper, Logan e Tierney para nortear a coleta e análise de dados. Resultados: as atividades de vida com maior dependência de cuidados são: alimentação, devido consumo irregular de nutrientes básicos, que promove um estado de desnutrição permanente, outra atividade foi trabalho e distração, pois os mesmos não possuem remuneração fixa e vivem do que arrecadam ao realizar atividades que geram pequenas quantias monetárias, além das atividades, morte, sexualidade, sono, respiração e eliminação, as quais também se revelaram comprometidas. Conclusão: a utilização do modelo com pessoas em situação de rua proporcionou abordagem holística aos indivíduos, por favorecer a investigação dos fatores que interferem na manutenção da saúde


Objetivo: identificar las actividades de la vida cotidiana con dependencia del cuidado de enfermeira. Método: estudio exploratorio con un enfoque cualitativo realizado con 52 personas en situación de calle en Sobral, Ceará, Brasil. El modelo de actividad de la vida diaria propuesto por Ropen, Logan y Tierney se utilizó para guiar la recolección y el análisis de datos. Resultados: las actividades de vida con mayor dependencia de cuidados son: alimentación, debido consumo irregular de nutrientes básicos, que promueve un estado de desnutrición permanente, otra actividad fue trabajo y distracción, pues los mismos no poseen remuneración fija y viven de lo que recaudan al realizar actividades que generan pequeñas cantidades monetarias, además de las actividades, muerte, sexualidad, sueño, respiración y eliminación, las cuales también se revelaron comprometidas. Conclusión: la utilización del modelo con personas en situación de calle proporcionó un enfoque holístico a los individuos, por favorecer la investigación de los factores que interfieren en el mantenimiento de la salud


Objective: identify daily Activities of Daily Living with dependence on nursing care. Method: exploratory study with a qualitative approach performed with 52 people in a street situation in Sobral, Ceará, Brazil. The daily Daily Living Activity model proposed by Ropen, Logan and Tierney was used to guide the data collection and analysis. Results: the activities of life with greater dependence on care are: food, due to irregular consumption of basic nutrients, which promotes a state of permanent malnutrition; another activity was work and entertainment, because they do not have fixed remuneration and live on what they collect by performing activities that generate small amounts of Money, besides activities such as death, sex, sleep, breathing and elimination, which are also compromised. Conclusion: the use of the model with people living on the street provided a holistic view of individuals, favoring the investigation of the factors that interfere in the maintenance of health


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Qualidade de Vida , Pessoas em Situação de Rua , Modelos de Enfermagem , Pesquisa Qualitativa , Padrões de Prática em Enfermagem , Enfermagem de Atenção Primária/métodos , Cuidados de Enfermagem/métodos
2.
Rev. Enferm. Atual In Derme ; 87(Suplemento)2019.
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1025335

RESUMO

O estudo objetivou classificar o grau de dependência de pacientes adultos admitidos no setor de emergência. Estudo descritivo, realizado em unidade de emergência de hospital de ensino da Região Norte do Estado do Ceará. A população foi composta por 783 pacientes admitidos na unidade no período de julho a agosto de 2017. Foi utilizado o instrumento de classificação de pacientes de Fugulin para determinar o nível de dependência para os cuidados de enfermagem. Foram efetivadas 2557 observações de enfermagem. A maior parte dos pacientes (37%) se enquadrou no nível de cuidado mínimo, seguido do intermediário (31,7%). Foi observado que a maioria dos pacientes é consciente (63,1%), não dependente de oxigenoterapia (89,7%) e possui sinais vitais avaliados em controle de rotina (91,7%). São ainda independentes para a alimentação (45,1%), apesar da dificuldade para movimentar os segmentos corpóreos (32,7%) e de estarem restritos ao leito (31,5%). O cuidado corporal (31,9%) e a eliminação (31,3%) eram autossuficientes e a terapêutica mais comum foi endovenosa contínua ou por sonda nasogástrica (45,1%). Foi possível classificar os pacientes atendidos em uma unidade de emergência de acordo com a complexidade assistencial


The study aimed to classify the degree of dependence of adult patients admitted to the emergency department. Descriptive study, carried out in an emergency unit of a teaching hospital in the Northern Region of the State of Ceará. The population consisted of 783 patients admitted to the unit from July to August 2017. The Fugulin patient classification instrument was used to determine the level of dependence for nursing care. 2557 nursing observations were made. Most patients (37%) were enrolled in the minimum care level, followed by the intermediate (31.7%). It was observed that most patients are conscious (63.1%), not dependent on oxygen therapy (89.7%) and have vital signs evaluated in routine control (91.7%). They are still independent for food (45.1%), despite the difficulty of moving the body segments (32.7%) and being restricted to the bed (31.5%). Body care (31.9%) and elimination (31.3%) were self-sufficient and the most common therapy was continuous intravenous or nasogastric tube (45.1%). It was possible to classify the patients treated in an emergency unit according to the assistance complexity


Assuntos
Humanos , Enfermagem , Classificação , Serviço Hospitalar de Emergência , Cuidados de Enfermagem
3.
Rev. bras. med. trab ; 16(3): 312-317, out.2018.
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: biblio-966072

RESUMO

Introdução: A Enfermagem tem participação ativa no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), assumindo, em conjunto com a equipe multiprofissional, a responsabilidade em prestar assistência qualificada às vítimas. Porém, os profissionais que atuam nesse serviço vivem em extrema pressão e são submetidos a uma carga emocional que pode afetar o seu equilíbrio biopsicológico e sua qualidade de vida. Objetivo: Avaliar a qualidade de vida da equipe de Enfermagem do atendimento pré-hospitalar. Método: Estudo descritivo e transversal com abordagem quantitativa realizado no período de abril a junho de 2017 no SAMU, localizado na região Noroeste do estado do Ceará, no Brasil. A população-alvo foi representada pelos profissionais da equipe de enfermagem do SAMU, que é composta de oito enfermeiros e 11 técnicos de enfermagem. Para coleta de dados, foi utilizado instrumento contendo duas escalas de avaliação da qualidade de vida, a escala Flanagan e o The World Health Organization Quality of Life (WHOQOL-bref). Resultados: Pela escala de Flanagan, os piores domínios estão relacionados ao bem-estar físico e material e as atividades sociais. Pelo WHOQOL-bref, os domínios que apresentaram menores médias de escores foram o físico, o meio ambiente e a autoavaliação da qualidade de vida. Conclusão: Foi possível identificar que, na equipe de enfermagem atuante no SAMU, há predomínio de mulheres, casadas e com idade média de 37 anos, as quais possuíam titulação mínima de graduação e carga horária semanal de trabalho de 71,88 horas (±17,50), possibilitando reflexões para a necessidade de implementação de ações que possibilitem uma melhor qualidade de vida para esses profissionais


Background: Nursing professionals play an active role in Mobile Urgent Care Services (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência­SAMU). Together with other staff members they are responsible for providing high-quality care to patients. However, they are exposed to extreme pressure and emotional overload, which might impair their biopsychological balance and quality of life. Objective: To investigate the quality of life of prehospital care nursing professionals. Method: Cross-sectional descriptive study with quantitative approach conducted from April through June 2017 at a SAMU in the northwestern area of the state of Ceara, Brazil. The target population was SAMU nursing professionals, namely, 8 nurses and 11 nursing technicians. Data collection was performed by means of an instrument which contained two quality of life assessment scales, the Flanagan scale and World Health Organization Quality of Life (WHOQOL-bref). Results: The domains with the poorest scores on the Flanagan scale were physical and material well-being and social activities. On WHOQOL-bref, the domains with the lowest mean scores were physical health, environment and self-assessed quality of life. Conclusion: The SAMU nursing professionals were predominantly female and married, their average age was 37 years old, had attended undergraduate education at least, and worked 71.88 (±17.50) hours per week. The results point to the need to implement actions to improve the quality of life of this population of workers


Assuntos
Humanos , Qualidade de Vida , Saúde do Trabalhador/normas , Serviços Médicos de Emergência/normas , Equipe de Enfermagem , Brasil , Epidemiologia Descritiva , Estudos Transversais
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA