Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 1 de 1
Filtrar
Mais filtros










Base de dados
Intervalo de ano de publicação
1.
RECIIS (Online) ; 13(4): 843-853, out.-dez. 2019. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1047584

RESUMO

Os indicadores de morbidade e de mortalidade materno-infantis são essenciais no contexto da organização da Rede Cegonha, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). Esta rede organiza-se para assegurar o acesso, o acolhimento e a resolutividade, por meio de um modelo de atenção voltado para o pré-natal, parto e nascimento, puerpério e sistema logístico. Este artigo apresenta um estudo ecológico desta rede em uma Regional de Saúde, realizado com uso de dados dos Sistemas de Informação de Saúde do Departamento de Informática do SUS. Verificou-se um percentual crescente de gestantes que realizaram sete ou mais consultas pré-natais. No entanto, poucas concluíram a assistência pré-natal, porque não realizaram a consulta de puerpério. Observou-se uma taxa de mortalidade infantil próxima à da meta estipulada pela ONU. Identificou-se um aumento das cesáreas e uma redução de partos normais, além de uma alta mortalidade materna. Esses indicadores apontam para a necessidade de melhoria da qualidade da atenção pré-natal e da assistência ao parto.


Indicators of maternal-child morbidity and mortality are essential in the context of the organization of the Rede Cegonha (Stork Network), within the scope of the Unified Health System (SUS ­ Sistema Único de Saúde). This network is organized to ensure access, protection and successful resolution, through a model of attention focused on prenatal, delivery and childbirth, puerperium (or postpartum period) and logistic system. This article presents an ecological study of this network in a Regional de Saúde (Regional Health Department) that was carried out using data from the SUS Department of Informatics of the Health Information Systems. An increasing percentage of pregnant women who had seven or more prenatal visitscould be observed. However, few pregnant women completed prenatal care because they have not sought for the puerperium consultation. A child mortality rate close to the target set out in the United Nations Sustainable Development Goals was observed. An increase in caesarean sections and a reduction in normal deliveries and at the same time a high maternal mortality were identified. These indicators point to the need to improve the quality of prenatal and delivery care.


Los indicadores de morbilidad y de mortalidad materno-infantil son esenciales en el contexto de la organización de la Rede Cegonha (Red Cigüeña), en el ámbito del Sistema Único de Salud (SUS ­ Sistema Único de Saúde). Esa red se organiza para asegurar el acceso, el acogimiento y la capacidad resolutiva, por medio de un modelo de atención dirigido al prenatal, parto, nacimiento, puerperio y sistema logístico. Este artículo presenta un estudio ecológico de la red en una Regional de Saúde (Dirección Regional de Salud) realizado utilizando datos de los Sistemas de Información de Salud del Departamento de Informática del SUS. Se ha verificado un porcentaje creciente de gestantes que realizaron siete o más consultas de prenatal. Sin embargo, pocas gestantes concluyeron la asistencia prenatal, porque no realizaron la consulta de puerperio. Se observó una tasa de mortalidad infantil próxima a la meta estipulada por la ONU. Se identificó un aumento de las cesáreas y una reducción de partos normales, además de una alta mortalidad materna. Esos indicadores apuntan la necesidad de mejorar la calidad de la atención prenatal y de la asistencia al parto.


Assuntos
Humanos , Mortalidade Infantil , Mortalidade Materna , Indicadores Básicos de Saúde , Saúde da Mulher , Assistência à Saúde , Cuidado Pré-Natal , Sistema Único de Saúde , Saúde da Criança , Parto Humanizado , Serviços de Saúde Materno-Infantil , Estudos Ecológicos , Acolhimento , Acesso aos Serviços de Saúde
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA