Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 7 de 7
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Echocardiography ; 36(7): 1263-1272, Jul. 2019. ilus, tab
Artigo em Inglês | Sec. Est. Saúde SP, SESSP-IDPCPROD, Sec. Est. Saúde SP | ID: biblio-1009243

RESUMO

BACKGROUND: A weak correlation has been reported between left ventricular filling pressures and the traditional echocardiographic tools for the evaluation of diastolic function in patients with coronary artery disease (CAD) and preserved left ventricular ejection fraction (LVEF). On the other hand, studies that compared invasive measurements with speckle tracking echocardiography have shown promising results, but they were not exclusively targeted on this specific population. METHODS AND RESULTS: Immediately before the left heart catheterization, a comprehensive two-dimensional Doppler echocardiography and speckle tracking analysis was prospectively performed in outpatients referred for coronary angiography. Left ventricular end-diastolic pressure (LVEDP) was measured before any contrast exposure. Eighty-one patients with coronary artery disease were studied, and the group with high LVEDP (n = 40) showed increased left atrial volume index (22 +/- 6 mL/m(2) vs 26 +/- 8.26 mL/m(2) , P = 0.04), E-wave velocity (65 +/- 15 cm/s vs 78 +/- 20 cm/s, P = 0.02), E/e` (average) ratio (8.14 +/- 2.0 vs 11.54 +/- 2.7, P = 0.03), and E/global circumferential strain rate E peak ratio (E/GCSRE ) (39 cm vs 46 cm, P < 0.01). There was a positive correlation between LVEDP and E/e` (rho = 0.56; P = 0.03), and between LVEDP and E/GCSRE ratio (rho = 0.43; P < 0.01). The area under the receiver operating characteristics (ROC) curve was 0.83 and 0.73, respectively (P < 0.05). E/e` and E/GCSRE were both independent predictors of elevated LVEDP (P < 0.05, with a higher C-statistic for the model including E/e` (0.89 vs 0.85). CONCLUSION: The E/e` ratio was able to identify elevated LVEDP in CAD patients with preserved LVEF with more accuracy than the E/GCSRE ratio.(AU)


Assuntos
Humanos , Ecocardiografia , Doença das Coronárias , Insuficiência Cardíaca Diastólica , Disfunção Ventricular Direita
2.
Echocardiography ; 36(7): 1263-1272, 2019 07.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-31246326

RESUMO

BACKGROUND: A weak correlation has been reported between left ventricular filling pressures and the traditional echocardiographic tools for the evaluation of diastolic function in patients with coronary artery disease (CAD) and preserved left ventricular ejection fraction (LVEF). On the other hand, studies that compared invasive measurements with speckle tracking echocardiography have shown promising results, but they were not exclusively targeted on this specific population. METHODS AND RESULTS: Immediately before the left heart catheterization, a comprehensive two-dimensional Doppler echocardiography and speckle tracking analysis was prospectively performed in outpatients referred for coronary angiography. Left ventricular end-diastolic pressure (LVEDP) was measured before any contrast exposure. Eighty-one patients with coronary artery disease were studied, and the group with high LVEDP (n = 40) showed increased left atrial volume index (22 ± 6 mL/m2 vs 26 ± 8.26 mL/m2 , P = 0.04), E-wave velocity (65 ± 15 cm/s vs 78 ± 20 cm/s, P = 0.02), E/e` (average) ratio (8.14 ± 2.0 vs 11.54 ± 2.7, P = 0.03), and E/global circumferential strain rate E peak ratio (E/GCSRE ) (39 cm vs 46 cm, P < 0.01). There was a positive correlation between LVEDP and E/e` (ρ = 0.56; P = 0.03), and between LVEDP and E/GCSRE ratio (ρ = 0.43; P < 0.01). The area under the receiver operating characteristics (ROC) curve was 0.83 and 0.73, respectively (P < 0.05). E/e` and E/GCSRE were both independent predictors of elevated LVEDP (P < 0.05), with a higher C-statistic for the model including E/e` (0.89 vs 0.85). CONCLUSION: The E/e` ratio was able to identify elevated LVEDP in CAD patients with preserved LVEF with more accuracy than the E/GCSRE ratio.


Assuntos
Doença da Artéria Coronariana/diagnóstico por imagem , Doença da Artéria Coronariana/fisiopatologia , Ecocardiografia Doppler/métodos , Disfunção Ventricular Esquerda/diagnóstico por imagem , Disfunção Ventricular Esquerda/fisiopatologia , Cateterismo Cardíaco , Angiografia Coronária , Diástole , Feminino , Hemodinâmica , Humanos , Interpretação de Imagem Assistida por Computador , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Estudos Prospectivos , Sensibilidade e Especificidade , Volume Sistólico
3.
São Paulo; s.n; 2016. 83 p. ilus, tab.
Tese em Português | LILACS, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-IDPCPROD, Sec. Est. Saúde SP | ID: biblio-1083963

RESUMO

A doença arterial coronária é importante e prevalente manifestação da aterosclerose. A avaliação da função diastólica pelos parâmetros mitrais obtidos com Doppler ecocardiográfico possui limitações nos coronariopatas com fração de ejeção do ventrículo esquerdo (FEVE) preservada. Nestes, a disfunção diastólica, independentemente da FEVE, associa-se a maior incidência de desfechos desfavoráveis. A elevação da pressão diastólica final (PD2) do ventrículo esquerdo (VE) é a principal consequência fisiológica da disfunção diastólica. A pesquisa por melhores formas de determinação da PD2 do VE estendeu-se às modernas técnicas ecocardiográficas de quantificação da mecânica cardíaca. O objetivo deste estudo é correlacionar as medidas de deformação miocárdica, obtidas pelo speckle-tracking ecocardiográfico bidimensional, com a medida invasiva da PD2 do VE em pacientes com insuficiência coronariana e FEVE preservada. Métodos: foram avaliados 81 coronariopatas (idade: 61 ±8 anos) com FEVE >50%, encaminhados para cineangiocoronariografia eletiva, 40 destes com PD2 elevada (>16 mm Hg). Todos os indivíduos foram submetidos à avaliação ecocardiográfica convencional imediatamente antes do cateterismo e subsequente avaliação offline, com ecocardiografia speckle tracking (EST) para obtenção de medidas sistólicas e diastólicas de strain e strain rate circunferenciais e longitudinais, e estudo rotacional do VE. Foram analisadas as variáveis diastólicas da EST, tanto de forma isolada, quanto combinada com a velocidade da onda E ao Doppler...


Assuntos
Diástole , Doença das Coronárias , Ecocardiografia , Insuficiência Cardíaca , Pressão Ventricular
4.
In. Santos, Elizabete Silva dos; Trindade, Pedro Henrique Duccini Mendes; Moreira, Humberto Graner. Tratado Dante Pazzanese de emergências cardiovasculares. São Paulo, Atheneu, 2016. p.11-37, ilus, tab.
Monografia em Português | Sec. Est. Saúde SP, SESSP-IDPCPROD, Sec. Est. Saúde SP | ID: biblio-1083408
5.
In. Santos, Elizabete Silva dos; Trindade, Pedro Henrique Duccini Mendes; Moreira, Humberto Graner. Tratado Dante Pazzanese de emergências cardiovasculares. São Paulo, Atheneu, 2016. p.907-920, ilus, tab.
Monografia em Português | Sec. Est. Saúde SP, SESSP-IDPCPROD, Sec. Est. Saúde SP | ID: biblio-1083456
6.
In. Sousa, Amanda GMR; Piegas, Leopoldo S; Sousa, J Eduardo MR. Nova Série Monografias Dante Pazzanese Fundação Adib Jatene 2009. Rio de Janeiro, Elsevier, 2009. p.87-179. (Nova Série Monografias Dante Pazzanese Fundação Adib Jatene).
Monografia em Português | LILACS, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-IDPCPROD, Sec. Est. Saúde SP | ID: biblio-1072988

RESUMO

Modular o metabolismo do cardiomiócito com o objetivo primordial de reduzir ou impedir a destruição de tecido miocárdico ocasionada por síndrome coronariana aguda, particularmente o infarto agudo do miocárdio, já é uma realidade. Atualmente, vários estudos que avaliam o potencial benefício dessa estratégia terapêutica estão disponíveis ou ainda em fase de recrutamento de pacientes. Entre essas propostas de modulação metabólica, o controle intensivo de glicemia por meio de infusão de insulina é o mais promissor. O uso de solução composta por glicose-insulina-potássio (GIK). O uso de solução composta por glicose-insulina-potássio(GIK) foi o principal motivador do início desses estudos, mas seu racional apesar de ter conduzido aos conceitos atuais, não se mostrou eficaz em termos de redução da mortalidade no infarto agudo do miocárdio quando administrada no ambiente hospitalar como tratamento adjunto ou não à reperfusão coronariana. Entretanto, a hipótese ainda está sendo testada no ambiente pré-hospitalar em um estudo patrocinado pelo National Institutes of Health, nos Estados Unidos. Os resultados negativos com a solução de GIK forneceram a base fisiopatológica para a proposta do controle intensivo da glicemia, que representa a forma mais promissora dessa modalidade de tratamento, motivando a publicação de uma scientific Statement pela American Heart Association, em 2008. Segundo essa recomendação, a mensuração dos níveis plasmáticos de glicose deve ser parte da avaliação clínica inicial e o controle rigoroso da glicemia deve ser feito por meio de infusão de insulina em pacientes com infarto agudo do miocárdio e significante hiperglicemia, a despeito do diagnóstico prévio ou não de diabetes mellitus.


Assuntos
Glicemia , Infarto do Miocárdio
7.
São Paulo; IDPC; 2008. 75 p.
Monografia em Português | LILACS, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-IDPCPROD, Sec. Est. Saúde SP | ID: biblio-1077613

RESUMO

Modular o metabolismo do cardiomiócito com objetivo primordial de reduzir ou impedir a destruição de tecido miocárdico ocasionada por uma síndrome coronariana aguda, particularmente o infarto agudo do miocárdio, já é uma realidade...


Assuntos
Diabetes Mellitus/metabolismo , Glicemia , Infarto do Miocárdio/metabolismo
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA