Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 6 de 6
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Braz Dent J ; 31(5): 477-484, 2020.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-33146330

RESUMO

This study evaluated the biocompatibility, biomineralization, and collagen fiber maturation induced by Resorbable Tissue Replacement (RTR®; ß-tricalcium phosphate [TCP]), Bioglass (BIOG; bioactive glass), and DM Bone® (DMB; hydroxyapatite and ß-TCP) in vivo. Sixty-four polyethylene tubes with or without (control group; CG) materials (n=8/group/period) were randomly implanted in the subcutaneous tissue of 16 male Wistar rats (four per rat), weighting 250 to 280 g. The rats were killed after 7 and 30 days (n=8), and the specimens were removed for analysis of inflammation using hematoxylin-eosin; biomineralization assay using von Kossa (VK) staining and polarized light (PL); and collagen fiber maturation using picrosirius red (PSR). Nonparametric data were statistically analyzed by Kruskal-Wallis and Dunn tests, and parametric data by one-way ANOVA test (p<0.05). At 7 days, all groups induced moderate inflammation (p>0.05). At 30 days, there was mild inflammation in the BIOG and CG, and moderate inflammation in the RTR and DMB groups, with a significant difference between the CG and RTR (p<0.05). The fibrous capsule was thick at 7 days and predominantly thin at 30 days in all groups. All materials exhibited structures that stained positively for VK and PL. Immature collagen fibers were predominant at 7 and 30 days in all groups (p>0.05), although DMB exhibited more mature fibers than BIOG at 30 days (p<0.05). RTR, BIOG, and DMB were biocompatible, inducing inflammation that reduced over time and biomineralization in the subcutaneous tissue of rats. DMB exhibited more mature collagen fibers than BIOG over a longer period.


Assuntos
Biomineralização , Materiais Restauradores do Canal Radicular , Compostos de Alumínio , Animais , Materiais Biocompatíveis , Compostos de Cálcio , Cerâmica , Colágeno , Masculino , Teste de Materiais , Óxidos , Ratos , Ratos Wistar , Silicatos , Tela Subcutânea
2.
Braz. dent. j ; 31(5): 477-484, Sept.-Oct. 2020. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1132331

RESUMO

Abstract This study evaluated the biocompatibility, biomineralization, and collagen fiber maturation induced by Resorbable Tissue Replacement (RTR®; β-tricalcium phosphate [TCP]), Bioglass (BIOG; bioactive glass), and DM Bone® (DMB; hydroxyapatite and β-TCP) in vivo. Sixty-four polyethylene tubes with or without (control group; CG) materials (n=8/group/period) were randomly implanted in the subcutaneous tissue of 16 male Wistar rats (four per rat), weighting 250 to 280 g. The rats were killed after 7 and 30 days (n=8), and the specimens were removed for analysis of inflammation using hematoxylin-eosin; biomineralization assay using von Kossa (VK) staining and polarized light (PL); and collagen fiber maturation using picrosirius red (PSR). Nonparametric data were statistically analyzed by Kruskal-Wallis and Dunn tests, and parametric data by one-way ANOVA test (p<0.05). At 7 days, all groups induced moderate inflammation (p>0.05). At 30 days, there was mild inflammation in the BIOG and CG, and moderate inflammation in the RTR and DMB groups, with a significant difference between the CG and RTR (p<0.05). The fibrous capsule was thick at 7 days and predominantly thin at 30 days in all groups. All materials exhibited structures that stained positively for VK and PL. Immature collagen fibers were predominant at 7 and 30 days in all groups (p>0.05), although DMB exhibited more mature fibers than BIOG at 30 days (p<0.05). RTR, BIOG, and DMB were biocompatible, inducing inflammation that reduced over time and biomineralization in the subcutaneous tissue of rats. DMB exhibited more mature collagen fibers than BIOG over a longer period.


Resumo Este estudo avaliou a biocompatibilidade, biomineralização e maturação das fibras de colágeno induzidas por Resorbable Tissue Replacement (RTR®; fosfato β-tricálcico [TCP]), Bioglass (BIOG; vidro bioativo) e DM Bone® (DMB; hidroxiapatita e β-TCP) in vivo. Sessenta e quatro tubos de polietileno com ou sem (grupo controle; GC) os materiais (n=8/grupo/período) foram implantados aleatoriamente em tecido subcutâneo de 16 ratos machos Wistar (quatro por rato), pesando entre 250 a 280g. Os ratos foram mortos após 7 e 30 dias (n=8), e as amostras foram removidas para análise da inflamação utilizando hematoxilina-eosina; avaliação da biomineralização utilizando coloração de von Kossa (VK) e luz polarizada (LP); e maturação das fibras colágenas, utilizando picrosirius red (PSR). Os dados não-paramétricos foram analisados pelos testes de Kruskal-Wallis e Dunn, e os paramétricos pelo teste de one-way ANOVA (p<0.05). Aos 7 dias, todos os grupos induziram inflamação moderada (p>0,05). Aos 30 dias, houve inflamação leve nos grupos BIOG e GC, e inflamação moderada nos grupos RTR e DMB, com diferença significativa entre os GC e RTR (p<0,05). A cápsula fibrosa foi espessa aos 7 dias, e predominantemente fina aos 30 dias em todos os grupos. Todos os materiais exibiram estruturas positivas para VK e LP. Fibras colágenas imaturas foram predominantes aos 7 e 30 dias em todos os grupos (p>0,05), embora o DMB exibiu fibras mais maduras do que o BIOG aos 30 dias (p<0,05). RTR, BIOG e DMB foram biocompatíveis, induzindo inflamação que reduziu com o tempo, e biomineralização no tecido subcutâneo de ratos. O DMB exibiu mais fibras colágenas maduras do que o BIOG em período mais longo.

5.
Araraquara; s.n; 2004. 188 p. ilus, tab.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-466911

RESUMO

Foram avaliados comparativamente três sistemas de técnicas automatizadas de preparo dos canais radiculares, Endo-Eze, K3 e Race. Neste trabalho, foram utilizados 30 pré-molares artificiais, confeccionados em resina, com canais radiculares únicos, com curvatura de quarenta graus. Para a avaliação do preparo dos canais radiculares, os dentes foram divididos em três grupos, incluídos em blocos de resina e seccionados no terço apical das raízes. As secções das raízes foram fotografadas antes e após a instrumentação de forma padronizada e as imagens transferidas para o computador que procedeu às análises comparativas. A avaliação baseou-se na extensão do deslocamento, na direção do movimento do centro do canal radicular e na área desgastada. Em relação ao preparo dos canais, os sistemas Endo-Eze e K3, apresentaram um deslocamento do centro do canal radicular maior do que o sistema Race. Menores valores de desgaste foram observados para o sistema Race, seguido dos sistemas K3 e Endo-Eze. Os dentes utilizados neste estudo mostraram-se eficazes na avaliação de diferentes técnicas de instrumentação.


Assuntos
Endodontia/instrumentação , Tratamento do Canal Radicular
6.
JBC j. bras. clin. estet. odontol ; 4(23): 53-56, set.-out. 2000. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-336116

RESUMO

O uso de pinos pré-fabricados em dentes tratados endodonticamente tem sido uma excelente alternativa, pois estes têm como principais vantagens o seu emprego relativamente simples e execuçäo com menor tempo de trabalho clínico, podendo ser realizado em única sessäo. O objetivo da restauraçäo de dentes tratados endodonticamente é reproduzir características naturais, devolvendo ao dente a estética e a funçäo mastigatória. Os autores descrevem a técnica de utilizaçäo do pino intrarradicular Unimetric© (Maillefer) e realizaçäo de uma coroa total com o sistema Artglass© (Kulzer)


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Coroas , Técnica para Retentor Intrarradicular , Resinas Compostas
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...