Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 1 de 1
Filtrar
Filtros adicionais











Tipo de estudo
Intervalo de ano
1.
Rev. bras. med. fam. comunidade ; 14(41): e1710, 02/2019. ilus
Artigo em Português | LILACS, Coleciona SUS | ID: biblio-986696

RESUMO

Introdução: O Médico de Família e Comunidade tem como função cuidar dos agravos mais comuns em seu território adstrito e coordenar o cuidado dos usuários. A infecção pelo vírus da imunodeficiêcia humana, por ser uma condição comum em várias populações e comunidades, deve ser uma doença de interesse deste profissional. Métodos: Trata-se de estudo descritivo, relato de experiência, vivenciado por preceptor e residente no município de Florianópolis. Resultados: O presente artigo pretende discutir a reorganização do atendimento às pessoas vivendo com o vírus e a importância da atenção primária na aplicação de diferentes abordagens preventivas e na construção da meta 90-90-90. Conclusão: A busca da descentralização no cuidado desta população mostra-se como uma grande potencialidade local para o cumprimento do objetivo de melhorar os indicadores de controle da doença, destacando-se fatores locais como a rede de atenção primária estruturada, a gestão eficiente e a busca da qualificação profissional.


Introduction: The Family Physician is responsible for coordinating and providing care to address the most common diseases in a particular territory. Given that the Human Immunodeficiency Virus infection affects various segments of the population, this professional should be aware about the issue. Methods: This is a descriptive report based on what the resident and his/her tutor experienced in Florianópolis. Results: The article discusses the reorganization of the patient care model in order to serve people living with the virus. It also explores the importance of Primary Health Care strategies adopted by the city government in order to use different preventive approaches and build 90-90-90 treatment targets. Conclusion: The decentralization in this population health care appear to be a local potentiality to improve the disease control, mainly because of the structured primary care, efficient management and search of professional qualification.


Introducción: El Médico de Familia y Comunidad tiene como función cuidar de las enfermedades más comunes en su territorio y coordinar el cuidado ofrecido a los usuarios del sistema de salud. La infección por el virus de la inmunodeficiencia humana, por ser común en varias poblaciones y comunidades, debe ser una condición de interés para este profesional. Método: Esta publicación es una descripción basada en relato de la experiencia vivida por el preceptor y su residente en la ciudad de Florianópolis. Resultados: El presente artículo pretende discutir la reorganización de la atención a las personas que viven con el vírus y la importancia de la reorganización centrada en la Atencíon Pimaria de Salud para crear estrategias con diferentes enfoques preventivos y construir la meta 90-90-90. Conclusão: La descentralización del cuidado de esta población se muestra como una gran potencialidad local para cumplir el objetivo de mejorar los indicadores de control de la infección, resaltándose los fatores locales como la atención primaria organizada, la gestión eficiente y la búsqueda por la calificación profesional.


Assuntos
Humanos , Médicos de Família , Atenção Primária à Saúde , HIV
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA