Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 1 de 1
Filtrar
Mais filtros










Base de dados
Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. bras. geriatr. gerontol. (Online) ; 22(1): e180138, 2019. tab
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-1013582

RESUMO

Abstract Objectives: to identify the demographic and clinical profile, context of risk and the occurrence of falls among institutionalized elderly persons; analyze the association between the classification of risk of falling using the Brazilian version of the Morse Fall Scale and the occurrence of falls in such individuals. Method: A cohort study was performed in two long-stay institutions in the city of Porto Alegre, Brazil. The sample consisted of 193 elderly persons. Descriptive and inferential statistics (Chi-squared and Fisher tests) were used for analysis. Results: The occurrence of falls was associated with hearing impairment, hand grip strength, Katz Index score, degree of dependence according to Collegial Board Resolution 283/2005 and risk of falls according to the MFS-B. Conclusion: Falls have multifactorial causes, which makes it important to identify the agents that contribute to their occurrence, as it is known that institutionalization significantly increases the risk of falling. Multidisciplinary actions are important for reducing the risk of falls, together with the use of instruments that can predict such risk among institutionalized elderly people.


Resumo Objetivos: Identificar o perfil demográfico, clínico, o contexto de risco e da ocorrência de queda em idosos institucionalizados; analisar a associação da classificação de risco de cair de Morse Fall Scale na versão brasileira (MFS-B) e a ocorrência de quedas em idosos institucionalizados. Método: Estudo de coorte, em duas instituições de longa permanência para idosos no município de Porto Alegre-RS, Brasil. A amostra foi composta por 193 idosos. Para a análise foi utilizada a estatística descritiva e inferencial (testes Qui-quadrado e exato de Fisher). Resultados: A ocorrência de quedas esteve associada ao deficit auditivo (p=0,004), força de preensão palmar (p=0,004), Escore Índex Katz (p<0,001), grau de dependência, conforme Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) nº 283/2005 (p<0,001) e risco de quedas pela MFS-B (p=0,012). Conclusão: A queda tem causas multifatoriais, fazendo-se necessário conhecer os agentes que contribuem para a ocorrência de quedas, pois se sabe que a institucionalização aumenta significativamente o risco de cair. Ações multidisciplinares são importantes para a diminuição do risco de cair, bem como a utilização de instrumentos que sejam capazes de predizer o risco de quedas em idosos institucionalizados.

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA