Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 20
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. Esc. Enferm. USP ; 41(n. esp): 810-814, dez. 2007. ilus
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-489793

RESUMO

Com a aceleração da globalização, uma parcela da população ficou excluída do trabalho e dos bens e serviços de nossa sociedade, observando-se o aumento significativo das pessoas em situação de rua. As instituições que atendem à população adulta em situação de rua, no centro da cidade de São Paulo foram diagnosticadas. Seus objetivos, ações desenvolvidas e a articulação entre tais instituições foram diagnosticados. A hipótese é que a realidade atual é formada por práticas isoladas, assistencialistas, centralizadas que sustentam e cronificam a situação de rua. Por meio da metodologia participativa, observou-se uma mudança gradativa desse modelo para a emancipação do sujeito, embora haja ainda a imposição do saber técnico e de seus valores, o que abafa a voz dessa população. A formação de uma rede social pautada em ações intersetoriais, na perspectiva da Promoção da Saúde, é uma possibilidade na construção e gestão de políticas públicas inovadoras.


One of the outcomes of globalization has been a constant increase of the number of people living in the streets of metropolis such as São Paulo: those are not only homeless, but also people who live in the streets and earn their living from it. We have surveyed the institutions working with adult homeless population in the central region of Sao Paulo. Their goals and strategies were described, as well as how they associate with each other. Our main hypothesis is that our reality is still formed by isolated actions, based on mere assistance policies that help to maintain the problem of homelessness and turn it into a chronicle situation. Although, the participative methodology we chose has shown a small change from this model towards the idea of the emancipation of the subject. Even so, the idea of a technical knowledge still looms large and keeps the voice of the population in the background. The constitution of a network based on inter-sectorial actions (according to the perspective of health promotion) indicates the possibility of building innovatory public policies.


Con la aceleración de la globalización, una parte de la población se ha quedado excluida del trabajo, y de los bienes y servicios de nuestra sociedad, observándose un aumento significativo de las personas que viven en las calles. Este estudio analizó las instituciones, localizadas en el centro de la ciudad de São Paulo, que atienden a la población adulta que viven en la calle. Se identificaron sus objetivos, acciones ejecutadas y la articulación entre tales instituciones. La hipótesis es que la realidad actual está formada por prácticas aisladas, asistencialistas e centralizadas que sustentan y tornan crónica la situación de vivir en las calles. Por medio de la metodología participativa, se observó que hay cambios graduales de ese modelo para o de emancipación del sujeto. Aunque todavía exista la imposición del saber técnico y de sus valores, que sofoca la voz de esa población. La formación de una red social, pautada en acciones intersectoriales y en la perspectiva de la promoción de la salud, es una posibilidad para la construcción y gestión de políticas públicas innovadoras.


Assuntos
Condições Sociais , Promoção da Saúde , Redes Comunitárias , Pessoas em Situação de Rua
2.
Rev Esc Enferm USP ; 41 Spec No: 810-4, 2007 Dec.
Artigo em Português | MEDLINE | ID: mdl-20608382

RESUMO

One of the outcomes of globalization has been a constant increase of the number of people living in the streets of metropolis such as São Paulo: those are not only homeless, but also people who live in the streets and earn their living from it. We have surveyed the institutions working with adult homeless population in the central region of Sao Paulo. Their goals and strategies were described, as well as how they associate with each other. Our main hypothesis is that our reality is still formed by isolated actions, based on mere assistance policies that help to maintain the problem of homelessness and turn it into a chronicle situation. Although, the participative methodology we chose has shown a small change from this model towards the idea of the emancipation of the subject. Even so, the idea of a technical knowledge still looms large and keeps the voice of the population in the background. The constitution of a network based on inter-sectorial actions (according to the perspective of health promotion) indicates the possibility of building innovatory public policies.


Assuntos
Promoção da Saúde , Apoio Social , Brasil , Humanos , População Urbana
3.
São Paulo; s.n; 2004. [147] p. ilus, mapas, tab.
Tese em Português | CidSaúde - Cidades saudáveis | ID: cid-48981

RESUMO

Este estudo tem por objetivo conhecer as condições de vida e trabalho dos trabalhadores da construção civil de Bertioga, um dos setores mais importantes da economia do município.Dentro da perspectiva da promoção da saúde e a partir deste conhecimento o estudo visa fornecer subisídios que contribuam na elaboração das políticas públicas locais, comprometidas com a inclusão social e a melhoriada qualidade de vida dos trabalhadores. O cenário de estudo é o município de Bertioga -SP, onde a Faculdade de Saúde Pública coordenou o "Projeto Bertioga Município Saudável", desenvolvido em cooperação técnica e científica entre a Universidade de São Paulo e a Prefeitura do Município de Bertioga. O estudo de caso foi o recurso metodológico escolhido para esse trabalho. Na primeira etapa - exploratória - foi elaborado um quadro referencial apoiado em leituras, visitas, entrevistas, entre outros que orientou a análise da categoria trabalho e sua relação com as condições de vida e saúde. A Segunda etapa foi desenvolvida em três fases: na primeira foi feito um mapeamento das obras em duas áreas do município de Bertioga com alta concentração de residências secundárias e identificação dos trabalhadores para definição do universo de estudo. Na Segunda fase foi realizado um estudo amostral para uma caracterização sócio-econômica e das condições de trabalho dos trabalhadores. Na terceira fase foi realizado um estudo qualitativo através de entrevistas semi-estruturadas com os trabalhadores, com o intuito de analisar suas representações sociais sobre o seu trabalho na trajetória de sua vida. Os resultados obtidos permitem oferecer subsídios para a políticas públicas locais que contribuam para a inclusão do trabalhador da construção civil enquanto cidadão de Bertioga, tais como: criação de cooperativas de serviços de manutenção e construção de residências; criação de cooperativas para auto construção de moradias para trabalhadores da construção civil; exigências de contratação dos trabalhadores locais nos empreendimentos no setor da construção civil e programas municipais de formação e capacitação proficcional para estes trabalhadores


Assuntos
Qualidade de Vida , Cidade Saudável , Promoção da Saúde , Indústria da Construção
4.
São Paulo; s.n; 2004. [147] p. ilus, mapas, tab.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-386174

RESUMO

Este estudo tem por objetivo conhecer as condições de vida e trabalho dos trabalhadores da construção civil de Bertioga, um dos setores mais importantes da economia do município.Dentro da perspectiva da promoção da saúde e a partir deste conhecimento o estudo visa fornecer subisídios que contribuam na elaboração das políticas públicas locais, comprometidas com a inclusão social e a melhoriada qualidade de vida dos trabalhadores. O cenário de estudo é o município de Bertioga -SP, onde a Faculdade de Saúde Pública coordenou o "Projeto Bertioga Município Saudável", desenvolvido em cooperação técnica e científica entre a Universidade de São Paulo e a Prefeitura do Município de Bertioga. O estudo de caso foi o recurso metodológico escolhido para esse trabalho. Na primeira etapa - exploratória - foi elaborado um quadro referencial apoiado em leituras, visitas, entrevistas, entre outros que orientou a análise da categoria trabalho e sua relação com as condições de vida e saúde. A Segunda etapa foi desenvolvida em três fases: na primeira foi feito um mapeamento das obras em duas áreas do município de Bertioga com alta concentração de residências secundárias e identificação dos trabalhadores para definição do universo de estudo. Na Segunda fase foi realizado um estudo amostral para uma caracterização sócio-econômica e das condições de trabalho dos trabalhadores. Na terceira fase foi realizado um estudo qualitativo através de entrevistas semi-estruturadas com os trabalhadores, com o intuito de analisar suas representações sociais sobre o seu trabalho na trajetória de sua vida. Os resultados obtidos permitem oferecer subsídios para a políticas públicas locais que contribuam para a inclusão do trabalhador da construção civil enquanto cidadão de Bertioga, tais como: criação de cooperativas de serviços de manutenção e construção de residências; criação de cooperativas para auto construção de moradias para trabalhadores da construção civil; exigências de contratação dos trabalhadores locais nos empreendimentos no setor da construção civil e programas municipais de formação e capacitação proficcional para estes trabalhadores


Assuntos
Indústria da Construção , Promoção da Saúde , Cidade Saudável , Qualidade de Vida
5.
In. Associação Brasileira de Pós-Graduação em Saúde Coletiva - ABRASCO. Livro de resumos II: VII Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva; Saúde, Justiça, Cidadania. Rio de Janeiro, ABRASCO, 2003. p.500. (Ciência & Saúde Coletiva, 8 supl. 2 2003).
Monografia em Português | CidSaúde - Cidades saudáveis | ID: cid-47686
6.
In. Associação Brasileira de Pós-Graduação em Saúde Coletiva - ABRASCO. Livro de resumos II: VII Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva; Saúde, Justiça, Cidadania. Rio de Janeiro, ABRASCO, 2003. p.598. (Ciência & Saúde Coletiva, 8 supl. 2 2003).
Monografia em Português | CidSaúde - Cidades saudáveis | ID: cid-47687
7.
In. Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública. Centro de Estudos, Pesquisa e Documentação-Cidades/Municípios Saudáveis - CEPEDOC; União Internacional de Promoção e Educação em Saúde. Oficina Regional Latino Americana - UIPES/ORLA. III Conferência Regional Latino-Americana de Promoção da Saúde e Educação para a Saúde; [anais em CD-ROM]. São Paulo, USP/FSP; UIPES/ORLA, 2002. .
Monografia em Português | CidSaúde - Cidades saudáveis | ID: cid-43421

Assuntos
Cidade Saudável
8.
In. Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública. Centro de Estudos, Pesquisa e Documentação-Cidades/Municípios Saudáveis - CEPEDOC; União Internacional de Promoção e Educação em Saúde. Oficina Regional Latino Americana - UIPES/ORLA. III Conferência Regional Latino-Americana de Promoção da Saúde e Educação para a Saúde; [anais em CD-ROM]. São Paulo, USP/FSP; UIPES/ORLA, 2002. .
Monografia em Português | CidSaúde - Cidades saudáveis | ID: cid-43422
9.
In. Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública. Centro de Estudos, Pesquisa e Documentação-Cidades/Municípios Saudáveis - CEPEDOC; União Internacional de Promoção e Educação em Saúde. Oficina Regional Latino Americana - UIPES/ORLA. III Conferência Regional Latino-Americana de Promoção da Saúde e Educação para a Saúde; [anais em CD-ROM]. São Paulo, USP/FSP; UIPES/ORLA, 2002. .
Monografia em Português | CidSaúde - Cidades saudáveis | ID: cid-43424

Assuntos
Cidade Saudável
10.
In. Chile. Ministerio de Salud; Consejo Nacional para la Promoción de la Salud VIDA CHILE; Organización Panamericana de la Salud. II Congreso Chileno de Promoción de la Salud: resúmenes de trabajos. Santiago, Consejo Nacional para la Promoción de la Salud VIDA CHILE, 2002. p.79-79.
Monografia em Espanhol | CidSaúde - Cidades saudáveis | ID: cid-55591
11.
In. International Union for Health Promotion and Education; Comité Français d'Education pour la Santé. Health: an investment for a just society; the 50th anniversary Conference of the IUHPE. Paris, International Union for Health Promotion and Education/CFES, 2001. p.178.
Monografia em Inglês | CidSaúde - Cidades saudáveis | ID: cid-15886
12.
Bertioga; s.n; abr. 2000. [62] p. ilus, tab, graf.
Não convencional em Português | CidSaúde - Cidades saudáveis | ID: cid-44233
14.
15.
In. Associação Paulista de Saúde Pública. VI Congresso Paulista de Saúde Pública: Saúde na Cidade; livro de resumos. São Paulo, APSP, 1999. p.81.
Monografia em Português | CidSaúde - Cidades saudáveis | ID: cid-4852

Assuntos
Cidade Saudável
18.
São Paulo; s.n; s.d. 2 p.
Não convencional em Português | CidSaúde - Cidades saudáveis | ID: cid-15712
19.
São Paulo; s.n; s.d. 5 p.
Não convencional em Português | CidSaúde - Cidades saudáveis | ID: cid-43658
20.
São Paulo; s.n; s.d. 11 p. tab.
Não convencional em Português | CidSaúde - Cidades saudáveis | ID: cid-43659
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...